REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO VEICULAR UNACAR. Parágrafo Único: o associado terá livre vontade para aderir ao PPV.

15 

Texto

(1)

1

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO VEICULAR UNACAR

O presente regulamento tem por objetivo estabelecer as normas gerais do programa de Proteção Automotiva da UnaCar, conforme previsão estatutária, devendo ser, meticulosamente, cumprido e observado pelos órgãos do Estatuto Social, Conselheiros, dirigentes, funcionários e associados admitidos no programa.

A UnaCar é dotada de personalidade jurídica, constituída na forma de Associação, não devendo ser tratada em qualquer hipótese como uma entidade empresarial, consideradas as peculiaridades do Programa de Proteção Veicular (PPV), especialmente, no que tange ao rateio das despesas com o evento entre os associados e, a completa ausência de lucros.

Capitulo I

Art. 1º - Com base no Estatuto Social, o Programa de Proteção Veicular (PPV) é um dos benefícios oferecidos pela UnaCar que consiste em um sistema mutualismo de rateio que visa proporcionar exclusivamente aos seus associados a reparação dos danos materiais (devidamente comprovados) ocasionados em seu(s) veículo(s) automotor(es), tais como: carros, motos e veículos a diesel, até os limites previstos no termo de adesão ao programa e neste regulamento em virtude de: Roubo total, furto total, colisão, danos da natureza e incêndio.

Parágrafo Único: o associado terá livre vontade para aderir ao PPV.

Capítulo II Do Regulamento

Art. 2º- Este Regulamento tem objetivo à finalidade de informações necessárias ao associado no tocante aos seus direitos e obrigações, como participante do Programa de Proteção Veicular – PPV.

Parágrafo Único: O PPV da UnaCar poderá oferecer aos associados benefícios adicionais e opcionais, tais como proteção a terceiro, através de convênios.

Capítulo III

Das Condições de Proteção

Art. 3º -O Associado que, voluntariamente, quiser fazer parte do PPV, deverá obrigatoriamente preencher e assinar um termo de adesão ao programa, entregar cópia

(2)

2

de todos os documentos exigidos, submeter o veículo à inspeção realizada por prestadores de serviços autorizados, e pagar uma taxa de adesão ao PPV por cada veículo cadastrado, destinada a custear a inspeção veicular e despesas operacionais. Além de estar de plena ciência e acordo das clausulas deste regulamento bem como outras que forem expedidas formalmente pela Diretoria Executiva

I. O PPV garante proteção aos veículos para colisão, roubo ou furto total, incêndio e danos da natureza de acordo com as cotas e especificações encontradas na sede da associação;

II. Na ausência de previsão do automóvel na Tabela FIPE adotar-se-á o critério de valor de mercado. Este valor será apurado através de 3 (três) cotações aleatórias na Praça da Sede da UnaCar;

III. A critério do Conselho de Administração será divulgada na sede administrativa da UnaCar a lista dos veículos não aceitos pelo PPV;

IV. O PPV garante proteção de 100% do valor da Tabela FIPE para veículos, exceto para a relação não aceita presente na sede da Unacar e para os veículos que forem apontados por ocasião da vistoria prévia com problemas de má conservação que em caso de indenização integral serão abatidos 30% (trinta por cento) do valor total FIPE

1. Em caso de veículos importados ou nacionais fabricados até 2005, ou ainda marcas e modelos cuja entrega das peças dependa da concessionária, loja especializada ou importadora, ou que apresentam qualquer dificuldade na reposição de peças, o prazo de reparação será definido pela compra e aquisição

das peças necessárias para o conserto do automotor, não recaindo sobre a ASSOCIAÇÃO qualquer responsabilidade pela falta de peças de reposição no mercado para o referido veículo.

V. Veiculos já colididos de grande monta e recuperados, taxis, UBER, veículos provenientes de leilão, com chassi remarcado ou com alterações físicas de qualquer espécie que tenham afetado a originalidade do automotor (exceto rebaixados) sofrerão deságio de 30% (trinta por cento) sobre o valor apurado da FIPE em caso de indenização integral.

Capítulo IV

Início da Proteção e Vistoria Cautelar

Art. 4º. A proteção do veículo inicia-se às 00 horas da data subsequente a aprovação do veículo pela Gestão UNACAR. Caso haja algum impedimento na análise técnica da inspeção do veículo e/ou seja constatada alguma inconformidade com o que disciplina este regulamento, o associado será informado sobre o cancelamento de seu Termo de Adesão e terá a devolução de 50% do valor pago.

§1º. Caso a inspeção do veículo não seja realizada a partir da data de assinatura do termo de adesão, a adesão ao PPV poderá ser cancelada sem qualquer devolução dos

(3)

3

valores pagos no ato do ingresso, porém não será cobrada do associado nova taxa, caso o mesmo venha a firmar nova adesão ao PPV dentro do mesmo ano civil;

§2º. A taxa de adesão deverá ser paga pelo associado aderente poderá ser através de cartão de crédito ou débito ou em dinheiro, no ato da assinatura do Termo de Adesão; §3º. O comprovante de pagamento da taxa deverá ser apresentado no momento da inspeção do veículo.

§4º. Os serviços adicionais, tais como assistência 24 horas, terão início 48 horas após a adesão ao PPV desde que adquiridos no termo de adesão.

§5º. Veículos com obrigatoriedade de rastreador e que tenham sido retirado do veiculo, sem previa autorização da associação, isenta a UNACAR de qualquer benefícios relacionados a roubo e furto total.

Art. 5º. A inspeção do veículo é exigida nos casos de: I. Adesão ao programa PPV;

II. Substituição do veículo protegido; III. Envolvimento em acidentes; IV. Durante reparos;

V. Ao termino dos reparos (conferir a qualidade dos serviços); VI. A cada 12 meses de permanência no PPV;

VII. Modificação das características estruturais do veículo;

VIII. Pagamento em atraso superior a 2 (dois) dias após o vencimento do boleto mensal ou a critério do Conselho de Administração.

IX. Recall da montadora

Parágrafo Único: os custos de inspeção veicular serão de responsabilidade do associado.

Capítulo V

Do Vencimento dos Valores de Contribuição e Rateio

Art. 6º. A cobrança da contribuição ao PPV será mensal através do envio de boleto bancário para o endereço do associado, com vencimento todo dia 10, 15 ou 20, do mês referência, conforme a data escolhida pelo mesmo no termo de adesão, sendo que a primeira mensalidade será paga pelo associado no mês subsequente ao mês da adesão. §1º. O boleto bancário mensal em atraso terá acréscimo de juros de mora de acordo com as instruções constantes em campo próprio no boleto.

§2º. Caso o dia de vencimento do boleto bancário não seja dia útil, poderá ser liquidado no 1º dia útil subsequente.

(4)

4

§3º. A primeira mensalidade poderá ser cobrada com valor pró-rata, dependendo da data da adesão ao programa, o que será devidamente informado ao associado no ato da adesão.

§4º. Caso não seja efetuado o pagamento do boleto até a data do vencimento, a proteção ficará automaticamente suspensa e o veículo desprotegido até a regularização do(s) debito(s) em aberto e voltará a sua vigência a partir das 00 horas do dia subsequente à liquidação, e após a realização da vistoria veicular conforme previsto no art. 5º.

§5º. Nos casos que se enquadre no parágrafo anterior, o associado arcará com o custo de realização da nova inspeção do veículo.

Art. 7º. O não recebimento do boleto bancário mensal não justifica o atraso no pagamento do mesmo e também não gera responsabilidade para a UNACAR quanto a garantia de quaisquer dos benefícios adquiridos, sendo dever do associado, caso não o receba antes do vencimento, entrar em contrato com a UnaCar, acessar o site unacarprotecaoveicularmg.com.br, através do qual poderá imprimir uma segunda via para pagamento, pelo telefone (31)35323207 e ou na sede da associação.

Art. 8º. A contribuição mensal associativa e a taxa administrativa referente aos Programas de Benefícios serão reajustadas a critério do Conselho de Administração de acordo com a necessidade, podendo ser cobradas juntamente com o boleto do PPV. Parágrafo Único. A Taxa administrativa referente ao PPV poderá ser diferenciada de acordo com tipo de veículo, valor, características, localidade e outros atributos pertinentes.

Capítulo VI

Procedimentos e Condições Gerais

Art. 9 º. É obrigatória a utilização de oficinas e demais fornecedores e/ou prestadores de serviços credenciados/homologados pela UnaCar.

§1º. Nos casos de danos causados por incêndio, os veículos estarão protegidos, após realização de sindicância, ou, perícia, que comprovem a licitude dos fatos.

§2º. Caso o associado opte por fazer reparação do seu veículo em oficina não credenciada/homologada pela UnaCar, será de sua responsabilidade a qualidade dos serviços e peças, bem como o prazo de reparação, NÃO RECAINDO sobre a UNACAR nenhuma responsabilidade sobre o processo de eventos. O pagamento dos reparos para oficinas não referenciadas da UNACAR serão feitos diretamente ao associado, mediante TERMO DE ACORDO, obedecendo as regras e prazos de pagamento da REDE CREDENCIADA UnaCar.

§3º. Caso seja necessária a substituição de peças ou partes do veículo protegido e estas não possam ser adquiridas no mercado brasileiro, a associação assumirá a

(5)

5

responsabilidade de tão somente pagar o menor custo das peças ou das partes similares existentes no mercado brasileiro. E neste caso, a associação não se responsabilizará pela indisponibilidade de peças ou partes do veículo, seja pela simples falta no mercado ou pela opção do fabricante de não mais produzi-la. Caso seja afetada uma única peça ou parte de um conjunto a UnaCar somente será responsável pela peça ou parte diretamente afetada pelo dano.

§4º. Todo e qualquer evento, somente serão iniciados reparos, após o pagamento da cota participação prevista.

Capitulo VII

Dos procedimentos em casos de acidente

Art. 10º. Em caso de acidente o associado deverá:

I. Proteger o veículo evitando agravação dos danos e consequente aumento dos prejuízos;

II. Comunicar as autoridades policiais pertinentes e lavrar documento de fé púbica, ou seja, o boletim de ocorrências lavrado pelo órgãos competente, enviando a UnaCar, no prazo de 5 (cinco) dias, sob pena de perder os benefícios do programa;

III. Fotografar o local dos fatos, sempre que possível;

IV. Comunicar imediatamente a UnaCar, através de central de atendimento 24 horas;

V. Registrar o eventos na Sede da associação, preenchendo o termo de aviso de acidentes, de próprio punho e apresentando toda a documentação necessária, - boletim de ocorrências, CNH, DUT DO VEICULO, comprovante de pagamento da mensalidade.

VI. Aguardar autorização da UnaCar para iniciar os reparos e/ou outras providencias;

VII. Não celebrar acordos com terceiros, relacionados ao evento sem a anuência formal da UnaCar, sob pena de perda de direitos dos benefícios oferecidos pela UNACAR

VIII. Identificar o causador do evento, colhendo todos os dados do causador (marca/modelo do veiculo, placa, cnh, endereço e telefone fixo e móvel)

IX. O associado deverá ainda, assinar a respectiva procuração, dando plenos poderes a UnaCar, para cobrança judicial dos valores que sub-rogou.

Art. 11º. Para a autorização dos reparos de danos, o associado deve apresentar:

I. Formulário de aviso de eventos devidamente preenchido, disponível na Sede da associação;

II. Comprovante atualizado de endereço; III. Cópia do DUT (CRLV) em dia;

(6)

6

IV. Contrato Social e/ou última alteração no caso de Pessoa Jurídica; V. Cópia da CNH, CPF e RG do associado e do condutor;

VI. Cópia dos dois últimos comprovantes de pagamento do boleto anteriores ao evento.

§1º. Somente depois de protocolado o aviso de eventos, entrega de toda a documentação exigida e depois de concluída a análise técnica, é que se concluirá o processo de autorização de reparos, no prazo máximo de 10 (dez) dias uteis.

§2º. As avarias pré-existentes, observadas no laudo de vistoria, serão deduzidas nos reparos.

Art. 12º. Será devido pelo associado o valor da cota de participação no custo do evento correspondente a: 3% (três por cento) do valor do veículo protegido, com base na Tabela FIPE, respeitando-se o limite mínimo de:

I. 3% (três por cento) do valor do veículo protegido, com base na Tabela FIPE, respeitando-se o limite mínimo de um salário mínimo, para veículos com valor até R$ 26.000,00 ( Vinte seis mil reais);

II. Em caso de veículos especiais, tais como, das fabricantes Renault, Nissan, Honda, Fiat, Marea e Brava, cota de no mínimo 6% (seis por cento), respeitando-se o limite mínimo de um salario mínimo e meio

III. A cota participação de todos os veículos a diesel, bem como, para os veículos acima de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) é de 6% (seis por cento) da FIPE com o mínimo de um salario mínimo e meio

IV. Para motos, os valores deverão ser consultados na sede da associação.

§1º. A cota de participação será paga diretamente na Associação, no ato da comunicação do evento.

§2º. A cota de participação do evento será cobrada em dobro a partir do segundo evento ocorrido no período de 12 meses, sendo triplicada e assim sucessivamente caso se envolva em mais acidentes num período de 12 meses.

Art. 13º. A UnaCar poderá a qualquer momento efetuar sindicância, perícia ou averiguações dos eventos, sendo que a autorização dos reparos se dará (ou não) somente após conclusão do trabalho.

Parágrafo Único: todo evento, a critério da UnaCar, estarão sujeitos a sindicâncias, perícias e/ou averiguações (técnicas/policiais) em virtude de proteção contra fraude e/ou atos ilícitos (contrários as leis nacionais de trânsito e a boa-fé) visando preservar o interesse comum e coletivo. Fraudes ou atos contrários à lei, má-fé ou dolo, por parte do associado, seus beneficiários, representantes ou usuários dos bens associados são RISCOS EXCLUIDOS DO PPV DA UNACAR e sendo comprovada será cobrado ressarcimento de todos os custos inerentes ao processo, além, de outras medias judiciais cabíveis.

(7)

7

Art. 14º. Em caso de dano parcial no veículo, o valor do reparo será definido pela análise técnica da UnaCar, que poderá optar pela reposição de peças originais (veiculo modelos do ano vigente e imediatamente anterior) peças originais usadas e peças do mercado alternativo.

Parágrafo Único: Para veículos com data de fabricação entre 20 e 30 anos, ou seja, que apresentem dificuldade na reposição de peças, poderá a UnaCar realizar o pagamento do valor referente ao reparo (dinheiro/cheque) diretamente ao associado, de conformidade com sua política financeira.

Capítulo VIII

Dos procedimentos em caso de Furto/Roubo

Art. 15º. No caso de furto/roubo do veículo, o associado deverá:

I. Comunicar a UnaCar qualquer evento imediatamente (prazo máximo de 1 hora) a central de atendimento 24 horas, e pelos números de telefones divulgados; II. Acionar a Polícia Militar/Civil/ Rodoviária Federal, para fins de registro da

ocorrência;

III. Identificar e anotar, no mínimo, 2 (duas) testemunhas;

IV. Havendo rastreador, acionar imediatamente a empresa de monitoramento. V. Comparecer a sede da UNACAR e preencher o formulário de aviso de eventos VI. Apresentar comprovante atualizado de endereço;

VII. Cópia do DUT (CRLV) em dia;

VIII. Contrato Social e/ou última alteração no caso de Pessoa Jurídica; IX. Cópia da CNH, CPF e RG do associado e do condutor;

X. Cópia dos dois últimos comprovantes de pagamento do boleto anteriores ao evento.

XI.

§1º. A equipe de busca (recuperação) será acionada e entrará em ação visando recuperar o bem protegido.

§2º. Recuperado o veículo, é obrigação do associado providenciar a regularização e liberação do veículo junto aos órgãos competentes (termo de apreensão, termo de entrega do veiculo, baixa da queixa de furto)

§3º. Não será de responsabilidade da UnaCar o pagamento de nenhum custo referente a(s) diária(s) de estadia(s) do veículo em pátio ou afins, após a recuperação, dentre outras taxas cobradas pelos órgãos competentes.

Art. 16º. Para reembolso por motivo de furo/roubo total (sem recuperação), ou perda total, providenciar os seguintes documentos:

I. CRLV original, com o seguro obrigatório quitado (último exercício); II. Boletim de Ocorrências original;

(8)

8

III. Cópia da carteira de habilitação do condutor do veículo autenticada em cartorio; IV. Guia original do IPVA quitadas (exercício atual e anterior), ou a comprovação,

quando for o caso, da isenção do pagamento do IPVA, expedida pela Secretaria da Fazenda Estadual;

V. Comprovantes de pagamentos de multas, caso seja constatada sua existência; VI. Comunicação de venda do veículo, junto ao DETRAN, em favor da UnaCar; VII. Chave do veículo, manual e chaves reserva.

VIII. Contrato social autenticado em cartório e indicando quem tem poderes para assinar a transferência do veiculo

IX. Procuração publica lavrada em cartório (modelo na sede da associação)

X. Quitar débitos e saldo devedor se houver para veículos arrendados ou alienados e ou com restrição de dividas em desfavor do associado ou proprietário do automotor

Parágrafo Único. Nos casos de extravio, roubo ou furto do DUT e do recibo, para que seja indenizado, o associado deverá registrar ou constar no Boletim de Ocorrências tal o fato, Além disso, deverá repassar uma procuração pública, dando pelos poderes à UnaCar, bem como, cobrir as taxas de expediente para emissão de tais documentos.

Art. 17º.Nos casos de furto/roubo, em que houver a recuperação do veículo, o PPV cobrirá os reparos necessários, exceto os relativos a seus acessórios e avarias pré-existentes constantes da inspeção do veículo, cobrando-se do associado a cota de participação mencionada neste regulamente, e devolvendo o bem protegido nas condições de análise de vistoria prévia.

Art.18º. A indenização por furo/roubo ou perda total não inclui acessórios e limita-se ao valor previsto na Tabela FIPE (data do evento/B.O) ou valor de mercado (data da aprovação técnica do evento).

Capítulo IX

Das Condições Gerais

Art. 19º. Os veículos que tenham sido objeto de indenização integral em qualquer seguradora ou em outro programa de proteção veicular de instituição associativa de benefícios mútuos, e/ou com passagem/registro na base central de leilões, depois de devidamente regularizados perante o DETRAN, para tais veículos o pagamento de reembolso está limitado ao percentual de 70% ( setenta por cento) da Tabela FIPE (data do evento/B.O) ou valor de mercado, respeitando sempre o de menor valor.

Art. 20º. No caso de veículos com chassi remarcado e regularizado, taxi, UBER, veículos com alterações nas características do fabricante o reembolso integral ficará

(9)

9

limitado a 70% (setenta por cento) da Tabela FIPE (data do evento/B.O) ou valor de mercado, respeitando sempre o menor valor.

Art. 21º. Veiculos que foram objetos de indenização integral pela UNACAR ou as peças substituídas pela UNACAR, as sucatas ou peças avariadas passam a ser propriedade da UnaCar, que dará a melhor destinação conforme legislação vigente.

Art. 22º. A indenização do veículo 0 KM (zero quilômetro) se dará caso o evento tenha ocorrido no prazo máximo de 90 dias a partir da data de emissão da nota fiscal de sua aquisição, em revendedor autorizado pelo fabricante e esteja em vigor sua garantia. E quando este se tratar de primeiro evento com o veículo protegido.

Art. 23º. A UnaCar se reserva ao direito de somente aceitar a inclusão de determinados veículos ao PPV, por critério de valor de mercado ou que não tiverem constando na relação de veículos divulgada pela associação, desde que eles sejam equipados com rastreadores instalados (em regime de comodato) por empresas homologadas pela UnaCar, sendo o custo do serviço pago diretamente pelo associado a associação.

Art. 24º. O percentual mencionado não altera a referência na Tabela FIPE para fins de cobrança de rateio e mensalidade.

§1º. A UnaCar poderá exigir, para determinados modelos de veículos, a instalação de equipamentos rastreadores, localizadores ou bloqueadores pré-determinados pelo Conselho de Administração. .

§2º. Na instalação do equipamento rastreador (em regime de comodato), o associado se tornará fiel depositário do mesmo, e na hipótese de cancelar sua participação no PPV, dentre outros, deverá retirar o equipamento e devolvê-lo à UnaCar, sob pena de ter a custo total do equipamento cobrado do mesmo junto aos órgãos competentes.

§3º. O veículo que for equipado com rastreador monitorado por empresa não homologada pela UnaCar não terá proteção garantida em caso de furto/roubo sem recuperação.

§4º. Uma vez o equipamento instalado no veículo, o associado que retirá-lo e/ou desligar a alimentação do equipamento sem prévia autorização da UnaCar, terá automaticamente a sua proteção contra furo/roubo suspensa ou cancelada, além de ser obrigado a arcar com as penalidades previstas no contrato entre a associação e o fornecedor do equipamento.

§5º. No caso de veículo ter a obrigatoriedade do rastreador, a proteção contra furo/roubo somente passará a vigorar após a instalação do mesmo.

(10)

10

§6º. Veículos com equipamento rastreador também poderão ser monitorados pelo proprietário, mediante pagamento de uma taxa mensal, conforme contrato com o fornecedor.

Art. 25º. Ocorrendo um evento parcial ou total de um associado, sendo este acobertado pela associação e pago os reparos ou a indenização total, caso haja o cancelamento da proteção do veículo, por decisão do associado, será cobrado do mesmo o restantes aos 12 meses, pela média dos boletos nos 3 (três) últimos meses, inclusive judicialmente, se for o caso.

Art. 26º. Para o cancelamento da proteção do veículo cadastrado, o associado deverá solicitar, assinar e encaminhar para a UnaCar, até o vigésimo dia de cada mês, o termo de cancelamento do veículo do PPV. Ficando o associado responsável pelo pagamento dos valores devidos, entre o período do pedido de cancelamento e a data efetiva do mesmo. A efetivação do cancelamento do veículo será a partir da data do recebimento do termo pela UnaCar e o pagamento dos valores pendentes.

Art. 27º. Veículos que se envolva em evento de perda parcial ou perda total, e que estejam participando de provas de competição oficiais ou não, rachas, arrancadas, testes de equipamentos ou acessórios não serão acobertados pelo programa de proteção veicular da UNACAR.

Art. 28º. O evento se caracterizará como perda total quando o valor estimado para os reparos do veículo, atingir ou ultrapassar 75% (setenta e cinco por cento) do valor do veículo constante da Tabela FIPE ou mercado, respeitado sempre o menor valor, na data do protocolo de aviso do evento relativo ao acidente, ou ainda, quando os reparos comprometerem a segurança do veículo.

Art. 29º. Não está incluso proteção de danos a terceiros. Caso o associado tenha interesse, deverá procurar a UnaCar e solicitar através de rede de convênios a contração do serviço.

Parágrafo único: Celebrado o convênio para inclusão da proteção de danos causados a terceiros, no acionamento do benefício, o associado deverá pagar 50% (cinquenta por cento) do valor referente à cota de participação, do seu veículo.

Art. 30º. O associado terá direito a participar do Clube de Benefícios e Desconto dos Convênios cadastrados junto a UnaCar nos segmentos de prestação de serviços, lojas e rede gastronômica. Consultar canal de atendimento ao associado via site, telefone e na sede.

(11)

11

Art. 31º. Os prazos para autorização de reparos e/ou reembolso serão:

I. Até 10 (dez) dias uteis para autorização de reparos de avarias decorrentes de colisões (sem caracterizar perda total); após completada toda a documentação necessária para abertura do evento.

II. Será de 75 dias uteis para reembolso referente a roubo/furto (sem recuperação) ou perda total. Após apresentada toda a documentação original prevista neste regulamento, livre e desembaraçada de qualquer ônus, sendo que, no caso de Alienação Fiduciária, arrendamento mercantil ou outras forma de restrição financeira, o associado deverá apresentar a baixa do gravame.

Parágrafos Únicos: Os prazos para indenização integral serão contados a partir da data de recebimento de todos os documentos exigidos pela UnaCar, livres e desembaraçada de quaisquer impedimentos. A critério da UnaCar, e visando o melhor interesse coletivo, a indenização integral, poderá ser paga parcelada, respeitando o intervalo de 30 dias entre as parcelas.

Capítulo X

Da assistência e monitoramento.

Art. 32º. A UnaCar oferecerá a seus associados, assistência 24 horas, através de empresa contratada, conforme regulamento da mesma, disponível em seu site ou em sua sede.

Art. 33º. No caso de inadimplência, o serviço de monitoramento do veículo poderá ser imediatamente suspenso, porém, caso o veículo seja localizado pela equipe de buscas, será cobrada a regularização das mensalidades em atraso e entrega do veículo.

Art. 34º. A política de valores do PPV da UnaCar está disponível aos associados em sua sede e/ou em seu site unacarprotecaoveicularmg.com.br

Capítulo XI

Das recusas de benefícios e indenização

Art. 35º. O Programa de Proteção a Veículos (PPV) não cobre:

I. Danos ocorridos no veículo que não se enquadrem nas regras estabelecidas neste regulamento do PPV e eventos decorrentes da inobservância da legislação em vigor, como: permitir ou dirigir sem possuir CNH, ou estar

(12)

12

com a mesma suspensa ou vencida, ou não ter habilitação adequada conforme a categoria do veiculo.

II. Desgaste natural decorrente do uso, deteriorisaçao gradativa e vicio próprio, mau uso, malabares, defeito de fabricação, defeitos mecânicos, elétricos, corrosão, ferrugem, falta de manutenção, umidade e chuva, ferrugem, corrosão, rodas e pneus ocasionados por defeitos ou má conservação das vias;

III. Lucros cessantes e danos emergentes, advindos direta ou indiretamente da paralização do veiculo associado e ou tercerios, mesmo quando em consequência de risco coberto pelo PPV

IV. Despesas com paralisação do veículo associado;

V. Danos morais causados pelo associado a terceiros; multas e fianças impostas ao associado de qualquer natureza relativa a ações e processos criminais VI. Danos materiais e ou corporais causados pelo veiculo protegido, em função

de ter sido roubado e ou furtado.

VII. Danos a acessórios e equipamentos de qualquer natureza; VIII. Avarias apontadas no laudo da inspeção do veículo;

IX. Avarias e peças não relacionadas ao evento (acidente em questão);

X. Reparos efetuados no veículo à revelia, ou seja, sem PREVIA AUTORIZAÇÃO DA UNACAR, mesmo que decorrentes de danos protegido.

XI. Danos causados a qualquer tipo de cargas transportadas e causados por carga mal acondicionada

XII. Danos decorrentes de operações de carga e/ou descarga;

XIII. Negligência e imprudência dos associados, arrendatário ou cessionário na utilização

XIV. Veículos blindados, mesmo que autorizados pelo DETRAN

XV. Fraudes ou atos contrario à lei por parte do associado, seus beneficiários, representantes ou usuários dos veículos protegidos

XVI. Utilização inadequada do veículo com relação à lotação de passageiros, ou pessoas transportadas em locais não especificamente e apropriados para tal fim, dimensão, peso e acondicionamento de cargas transportadas;

XVII. Insanidade mental, ou sob efeito de bebidas alcoolicas e ou substancias toxicas licitas ou ilícitas;

XVIII. Poluição contaminação e vazamento;

XIX. Atos reconhecidamente perigosos e/ou injustificáveis;

XX. Trânsito em trilhas, caminhos impedidos, não abertos ao trafego, de areia fofa ou movediça;

XXI. Danos sofridos no veículo decorrente de reboque inapropriado;

XXII. Atos de hostilidade ou guerra, tumultos, motins, sabotagem, vandalismo, pichações, greves, rebelião, destruições deliberadas, destruições com uso de armas de fogo ou qualquer objeto contundente, material incendiário, inclusive pontapés, briga de transito ainda que em situações isoladas ou fora do controle habitual do associado, sendo ou não possível identificar e individualizar precisamente os autores;

XXIII. Perdas ou danos decorrentes de apropriação indébita ou estelionato; extorsão mediante sequestro, ou outros ilícitos penais congeneres

(13)

13

XXIV. Danos causados por atos ilícitos dolosos ou por culpa grave equiparável ao dolo;

XXV. Danos decorrentes de catástrofes da natureza caso o associado tenha assumido o risco;

XXVI. Multas e fianças imposta ao associado e despesas de qualquer natureza relativas a ações e processos criminais

XXVII. Veículos com queixa de roubo, furto, penhora e busca e

apreensão

XXVIII. Veículos com numeração de chassi raspada, ilegível

adulterada ou ausente

XXIX. Roubo ou furto exclusivo de rodas e pneus

XXX. Incendia causado pela sobrecarga na parte elétrica do veiculo por instalação de alarmes, acessórios de som, imagem e iluminação, tais como xênon e ou lâmpadas especiais, fora do padrão e especificação do fabricante.

XXXI. Danos isoladas a rodas, pneus e câmera de ar

XXXII. Veículos off road (utilizados para trilha)

XXXIII. Veículos com pneus em mal estado de conservação

XXXIV. Quaisquer danos e/ou alterações no(s) veículo(s) ocorridos

após a sua inspeção.

Art. 36º. Tornar-se-á sem efeito a proteção do veículo quando ocorrer:

I. O não pagamento do boleto dentro dos prazos estabelecidos neste regulamento;

II. Não cumprimento de qualquer regra estabelecida neste regulamento;

III. Falta de comunicação imediata, ou seja, no mesmo instante do evento ocorrido, ao atendimento 24 horas da UnaCar em casos de acidente, furto ou roubo;

IV. Omissão ou inexatidão das informações passadas a UnaCar ou a seus credenciados;

V. Informações fraudulentas;

VI. Má fé

VII. Omissão de fatos de seu conhecimento que pudessem ter influenciado na aceitação de veiculo no PPV

VIII. Fraudes e/ou atos contrários à lei;

IX. Expor o veículo a atos imprudentes ou riscos desnecessários; X. Guerras, caso fortuito, força maior ou ocorrências semelhantes;

XI. Celebrar acordos de qualquer natureza relacionados ao evento sem anuência prévia e formal da UnaCar;

Parágrafo Único: A UnaCar não tem qualquer responsabilidade civil sobre os bens associados.

(14)

14

Capítulo XII Disposições Finais

Art. 37º. Em veículos recuperados:

I. É dever do associado providenciar a transferência do bem recuperado para a UnaCar, livre e desembaraçado de quaisquer ônus;

II. Caso tenha sido reembolsado anteriormente, o valor obtido com a venda do bem recuperado será creditado no rateio do mês imediatamente posterior à operação;

III. É de responsabilidade da UnaCar realizar as análises técnicas nos casos de eventos ocorridos no veículo pertencente ao PPV. Nos casos de deferimento e/ou indeferimento do serviço ou pagamento de compensação, informar ao associado e à oficina mecânica credenciada.

Parágrafo Único: A UnaCar somente se responsabiliza pelo pagamento do(s) reparo(s) do evento após aprovado em laudo técnico (vistoria de qualidade), apresentação de notas ficais e assinatura do termo de entrega do veículo.

Art. 38º. É dever do associado:

I. Pagar o boleto bancário, relativo às contribuições mensais, em dia; II. Manter o veículo em bom estado de conservação;

III. Submeter o veículo à inspeção anualmente e/ou quando solicitado pela UnaCar;

IV. Em caso de troca do veículo protegido, substituição do veículo ou de transferência de titularidade, formalizar o procedimento junto à UnaCar e proceder à inspeção do novo veículo;

V. Comunicar formalmente e imediatamente à UnaCar quando houver mudança de endereço, alteração na utilização do veículo, alteração das características do veículo, reparos existentes na primeira inspeção do veículo, bem como quaisquer outras mudanças relativas a mesma.

VI. AGIR COM LEALDADE E BOA FÉ PERANTE A UNACAR E DEMAIS

ASSOCIADOS

Art. 39º. Quando se tratar de referências na Tabela FIPE ou mercado será respeitado sempre o menor valor.

Art. 40º. Este regulamento entra em vigor na data de sua aprovação sendo obrigatório o cumprimento por todos os associados que aderirem ao PPV da UnaCar.

(15)

15

Art. 41º. Este regulamento poderá ser alterado a qualquer momento de acordo com as necessidades e a critério do Conselho de Administração em conformidade com o Estatuto Social.

Parágrafo Único: é de plena responsabilidade do associado inteirar-se constantemente das alterações existentes nesse regulamento, disponível na sede da associação.

Art. 42º. Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos pelo Conselho Administrativo.

Betim, 2018.

Ana Paula de Souza

Presidente do Conselho de Administração da UnaCar

__________________________________________________________ Associado

Imagem

Referências

temas relacionados :