A GLÓRIA É DE DEUS ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - 4º TRIMESTRE / REVISTA CPAD - JOVENS

Texto

(1)

A GLÓRIA É DE DEUS

Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com 1

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - 4º TRIMESTRE / 2016 - REVISTA CPAD - JOVENS

LIÇÕES BÍBLICAS – EM ESPÍRITO E EM VERDADE A ESSÊNCIA DA ADORAÇÃO CRISTÃ

LIÇÃO 13 – A IGREJA LOUVARÁ ETERNAMENTE AO SENHOR

INTRODUÇÃO

Deus criou Adão e Eva para manter eternamente uma plena comunhão com eles, mas, o pecado os afastou do Senhor, entretanto, Jesus resgatou esta aliança de comunhão, louvor, adoração e vida eterna entre o homem e Deus. Nesta lição estudaremos sobre o futuro que nos aguarda como servos do Senhor em viver eternamente com Deus num corpo glorificado louvando ao Senhor dizendo: Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir.

I - O FIM DO COMEÇO

1.A FORMAÇÃO DO JARDIM DO ÉDEN

O Senhor Deus formou o homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente. Deus conhecendo a estrutura biológica, psicológica, emocional e espiritual do homem e visando o seu bem estar emocional, social e espiritual realiza as seguintes ações:

i. Estabeleceu uma área territorial chamada jardim do Éden para ser o primeiro lar de Adão e Eva.(Gn 2:8)

ii. Fez brotar neste jardim, árvores com os seus respectivos frutos como provisões de alimentos para a mantença física de Adão e Eva, entretanto, duas árvores muito especiais foram plantadas, uma bem no meio do jardim, a árvore da vida, e a outra a árvore do conhecimento do bem e do mal. (Gn 2:9)

iii. Supriu o Éden com um sistema de provisão de água abundante e permanente para regar a terra e para o consumo humano composto de quatro grandes rios denominados Pisom, Giom, Tigres e Eufrates.(Gn 2:10-14)

iv. Criou da costela de Adão de uma forma espetacular um mulher chamada Eva para complementar a Adão, para ser a sua maravilhosa esposa, instituindo o casamento e por conseguinte a família. (Gn 2:18-24)

v. Ordenou que Adão cultivasse e guardasse o jardim do Éden, instituindo o trabalho como um dom de Deus, e que Eles (Adão e Eva), não comesse do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, porém, os frutos das outras árvores do jardim poderiam comer livremente.(Gn 2:15-17)

vi. Deus escolheu o jardim do Éden como o local em que o Senhor todos os dias teria uma relação de comunhão com o homem. (Gn 3:8)

O Éden, que na palavra hebraica significa "deleite" era um verdadeiro paraíso na terra, pois, o homem recebera de Deus um lar, uma esposa, comida, água, trabalho sem fadiga, num lugar sem mortes, sem doenças, sem injustiças e sem outros quaisquer tipos de males. O homem e a mulher estavam prontos para viverem eternamente jornada feliz.

2. ETAPAS DA QUEDA DO HOMEM

A descrição da queda do homem em desgraça é relatado sucintamente etapa por etapa em Gn 3:1-12. A tentação de Adão e Eva no Éden foi o grande teste para verificarmos se a natureza humana era capaz de resistir ou não aos seus próprios desejos e ao Diabo. Logo, este episódio nos ensina em primeiro lugar que a tentação nunca terá como fonte o próprio Deus e que nós tendo a nossa vida presidida pelo Espírito Santo podemos resistir ao Diabo e vencer o mundo. (Tg 1:12-15; Tg 4:7; Jo 16:33)

2.1. O SEDUTOR E A SEDUÇÃO

Satanás de forma sagaz se apresenta de forma sedutora a Eva, a mãe de toda a humanidade, e esta apresentação se dar com o seu instrumento mais eficaz de enganação, a palavra mentirosa, contrapondo a ordenança do Senhor Deus.(Gn 3:1-4)

O maligno conhecendo a natureza humana, pois, esteve presente na criação do homem,explora três áreas frágeis desta natureza para ludibriar Eva, as quais, podemos mencionar:

(2)

A GLÓRIA É DE DEUS

Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com 2

i. O Diabo induz a mulher a ser soberba, a cobiçar o poder, a autossuficiência, o desejo de ser

igual a Deus. (Gn 3:5)

ii. Satanás aguça pela palavra proferida o desejo carnal de Eva, ou seja, os seus desejos carnais, tipificado neste caso pelo comer, pela fome.(Gn 3:6a)

iii. Lúcifer, o maligno, incita pela palavra falada a Eva a satisfação de seus olhos (Gn 3:6b)

A estratégia de Satanás sempre será esta para derrubar o homem, isto é, se utilizará de sofismas, mentiras que parecem verdades, e ativará no homem as concupiscências da carne, as concupiscências dos olhos e a soberba da vida (1 Jo 2:15-17).

2.2. A INFRAÇÃO DA ORDEM DIVINA

Eva caiu na tentação armada pelo Diabo e em ato sumário comeu do fruto da árvore do bem e do mal que havia sido proibido por Deus de comê-lo, convenceu a Adão, seu marido, a também comer do fruto proibido e pelas mesmas razões Adão também pecou e desnudos ficaram da graça do Senhor.(Gn 3:6-7). Adão e Eva perceberam as suas respectivas nudez, tipificando uma indecência moral do caráter humano sob todos os aspectos, ou seja, o estado anterior de inocência passa a ser imoral deturpando todos os conceitos puros de Deus para o homem.

Quando desobedeceram a Deus, Adão e Eva, instantaneamente morreram espiritualmente e atingiram a degradação moral de caráter, acusados pelas suas próprias consciências e então remediaram este estado de morte espiritual com vestes de folhas de figueiras tipificando uma ineficiente religiosidade de purificação.

2.3. O INQUÉRITO DIVINO

O Senhor em sua perfeita e absoluta onisciência já sabendo da maldita desobediência de Adão e Eva busca conversar com eles no jardim, na viração do dia, e percebe que eles estavam escondidos detrás das árvores em estado de degradação moral e com o sentimento de medo, coisas que não existiam no paraíso e agora mancharam esta relação e comunhão com Deus. O Senhor então confirma que seus dois filhos o desobedeceram e comeram do fruto proibido. (Gn3:8-11).

Tudo que fazemos nada está encoberto para Deus e por isso todas as nossas ações de bem ou de mal serão reveladas publicamente. Não adianta enganar o seu próximo, pois, jamais enganaremos a Deus.(Lc 12:1-3)

2.4. A DEFESA HUMANA

A defesa de Adão e Eva para o episódio é pífia, sem respaldo moral, estapafúrdia, pois, humanamente é impossível justificar o pecado. O primeiro casal criado em sua degradação moral, putrefatos espiritualmente se utilizam da mentira e de se acusarem mutuamente, colocando a culpa um no outro. (Gn 3:12-13).

Não podemos fugir de nossas responsabilidades espirituais, se pecarmos, temos um advogado para nos justificar, desde que venhamos assumir a verdade e nos arrependermos dos malfeitos sem acusar a outrem, pois, acusação infundada com transferência de responsabilidades é obra maligna.(1 Jo 2:1-6) 3. O JUÍZO DE DEUS

Deus é amor, mas também é justo, Ele é um Deus de justiça e pela desobediência realizada pelo casal Adâmico proclamou severas sentenças sobre todos os agentes da criação que até hoje gemem a um só tempo. Estas sentenças foram:

SENTENCIADO SENTENÇA

3.1 A Serpente Por ter deixado Satanás se incorporar em seu ser para promover a tentação e a queda de Adão e Eva foi sentenciada a rastejar sobre o pó da terra. (Gn 3:14) 3.2 O Diabo Esta sentença está implicitamente em Gn 3:15 que a partir de uma

reestruturação de sua escrita poderia ser entendida assim: "Satanás sempre será contra o homem e contra Cristo procurando destruí-los ou matá-los, porém, Cristo pisará na cabeça de Satanás condenando-o eternamente a viver amarrado no lago de fogo e enxofre, livrando de suas malignas mãos os homens condenados eternamente a viverem afastados de Deus, mas que agora podem se reconciliar e alcançar a Salvação e vida eterna em Cristo Jesus e para isso

(3)

A GLÓRIA É DE DEUS

Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com 3

Jesus, descendente de mulher, será ferido de morte e morte de cruz na cruz do Calvário para a salvação da humanidade.

3.3 Eva A mulher em seu parto natural passa a ter as suas dores multiplicadas, pois, em sua essência qualquer pecado cometido sempre traz em seu bojo dores e a mulher passa a ser submissa e dominada pelo marido quebrando a harmonia e igualdade marital que veio a ser restaurada com a vinda de Cristo. (Gn 3:16; Ef 5:22-33)

3.4 A terra Pela desobediência a terra foi amaldiçoada e agora passa também a produzir, espinhos, cardos e abrolhos, sendo estes espinhos, os mesmos que foram utilizados para ferirem a cabeça de nosso mestre Jesus. (Gn 3:17; Mc 15:16-20) 3.5 Adão - Seu sustento alimentar passa a depender de seu próprio esforço físico e de

muitas lutas para sobreviver.

- Foi decretada a sua morte física retornando a sua parte material, (o corpo),para o seu ponto de origem, ou seja, o seu corpo volta para o pó da terra.

- Foi impedido o seu acesso a árvore da vida e concomitantemente foi expulso do paraíso e assim destinado a viver separado e sem comunhão com Deus. (Gn 3:19,22-24)

Deus é misericordioso e demonstrou o seu profundo amor para com o homem, quando prometeu a vinda de uma Salvador (Gn 3:15) e tipificou o modo de salvação do homem pela morte e pelo sangue de um cordeiro ao substituir as vestes de Adão e Eva feita de folhas de figueira por vestes feitas de peles de animal.(Gn 3:20-21)

Este cordeiro Salvador se consolidou na vinda de Jesus Cristo, o filho de Deus, na forma de homem para morrer na cruz do Calvário e ter o seu sangue derramado para perdão dos pecados da humanidade e para dar vida eterna.(Jo 3:16)

II - O COMEÇO DO FIM

1. A TERRA, O CÉU ATMOSFÉRICO E O CÉU ESTELAR DECAÍDOS PELO PECADO

Considerando os céus criados (atmosférico e estelar), estes, após a queda de Adão e Eva pelo pecado,

se tornaram céus decaídos e contaminados pela presença e ação de Satanás e de seus asseclas, e por isso, assim como a terra, precisam no final dos tempos de uma completa renovação, transformação e restauração para a retirada do poder destruidor do pecado. (Rm 8:18-22).

Após o julgamento final perante o grande trono branco a terra e os céus criados (atmosférico e estelar)

serão sumariamente destruídos e purificados pelo fogo eliminando a condição de espaços decaídos e serão criados novos céus e nova terra. (2 Pe 3:8-13)

2. DESCRIÇÃO DOS NOVOS CÉUS E NOVA TERRA

A nova terra e novos céus serão criados após o juízo final, sendo que nesta nova criação o céu eterno

(habitação de Deus) que é um lugar Santo, puro e livre do pecado se expandirá e englobará a nova terra e os novos céus criados, formando um só lugar perfeito, tal qual, no Gênesis e livre de qualquer iniquidade ou sentença divina. (Ap 21:1; Is 65:17-18; Is 66:22)

3. CARACTERÍSTICAS DO CÉU, UM LUGAR SANTO E PERFEITO

Apesar de não termos a apresentação do céu em toda a sua plenitude, a Bíblia Sagrada nos apresenta características pontuais do céu a saber:

TIPO DESCRIÇÃO

3.1. Eternidade O céu não possui limitação de tempo, mas certamente haverá ainda uma contagem de tempo que não se evidencia passado, presente e futuro, mas tão somente tempo presente e eterno. (Ap 22:2)

3.2. Animais e plantas Cremos que no céu existirão como parte de sua fauna e flora animais e plantas para a alegria e contemplação da alma dos homens, pois, toda a criação atual geme e espera uma renovação

(4)

A GLÓRIA É DE DEUS

Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com 4

futura. (Rm 8:20-23)

3.3. Gênero masculino e feminino O nosso corpo ressurreto será um corpo glorificado composto de corpo, alma e espírito guardando a mesma natureza de ser homem ou mulher, porém, não haverá casamentos.. (1 Jo 3:2; Mt 22:23-30)

3.4. Habitantes Os habitantes do céu serão: Deus Pai, Deus Filho e o Espírito Santo, os anjos e a igreja glorificada (Ap 21:3)

3.5. Reconhecimento de entes queridos, amigos, etc

No céu reconheceremos e seremos reconhecidos por todos, viveremos em comunhão uns com os outros especialmente com nossos familiares (Mt 17:1-5; Lc 16:19-31)

3.6. Nossa memória no céu No céu teremos muito mais inteligência do que tivemos na terra, e nos lembraremos de toda a história humana. Se não encontrarmos algum de nossos familiares ou amigos no céu saberemos que Deus foi justo em condená-los, porém, só Deus vai resolver esta nossa frustração, salientando que no céu não existe tristeza ou aflições.(Ap 21:4; Sl 16:8-11)

4. ATIVIDADES QUE REALIZAREMOS NO CÉU

TIPO DESCRIÇÃO

4.1. Louvor e adoração a Deus Praticaremos o louvor e adoração a Deus (Ap 7:9-12) 4.2. Comunhão fraternal Teremos uma plena comunhão e amizade (Sl 133:1-3) 4.3. Aprendizado de Deus Aprenderemos mais sobre a pessoa de Deus. (Rm 11:33-36) 4.4. Serviço Serviremos com amor e de forma incondicional o Senhor Jesus e

aos nossos irmãos. (Ap 7:13-17)

A Santa Bíblia nos revela pontualmente coisas magníficas que teremos no céu, mas na verdade não

temos a menor ideia do que Deus tem preparado para nós desfrutarmos no céu. (1 Co 2:9)

5. A NOSSA CIDADE CELESTIAL - A NOVA JERUSALÉM

O apóstolo João contempla uma visão deslumbrante de uma grande cidade descendo do céu, uma

Santa cidade celestial que tem a glória de Deus, preciosíssima e magnífica chamada a "Nova Jerusalém", sendo esta uma cidade real, visível, palpável, de uma formosura inigualável, cujo artífice e construtor é o próprio Deus. (Ap 21:2-11; Hb 11:8-10)

João em sua visão da Santa cidade teve um grande desafio para descrevê-la e, portanto, usou de uma simbologia própria, segundo o seu conhecimento e linguajar de sua época. Vamos, então, descrever a visão de João da Jerusalém celestial:

5.1. QUANTO A SUA IDENTIDADE

ITEM DESCRIÇÃO

5.1.1 Governo da cidade Sem comentários, o Senhor Jesus é o cumprimento das

profecias. Jesus é o nosso Rei. Aleluia! (Ap 22:3-4)

5.1.2 Habitantes da cidade A Nova Jerusalém será habitada especialmente pelos santos

que foram lavados e purificados no sangue de Jesus, cujos nomes, estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro.(Ap 21:26-27)

5.2. QUANTO AO ASPECTO CONSTRUTIVO

(5)

A GLÓRIA É DE DEUS

Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com 5

5.2.1 Dimensões da cidade Conforme as nossas unidades de medidas atuais comparadas

as unidades utilizadas na época do apóstolo João a cidade Santa possui aproximadamente 2.200 Km de medidas iguais para o comprimento, altura e largura, se configurando num formato quadrangular.(Ap 21: 15-16)

5.2.2 Fundamentos da cidade A Nova Jerusalém está colocada sobre 12 camadas diferentes

de pedras preciosas, tendo em cada camada um nome inscrito de um apóstolo da era apostólica, sendo que cada pedra preciosa corresponde a uma pedra usada no peitoral de Arão, significando que as prerrogativas reservadas ao sumo sacerdote do antigo testamento pertencem a Santa cidade e que também a igreja que habitará a cidade será a que ensinou e viveu de acordo com a doutrina dos apóstolos.(Ap 21:14; 19-20; Êx 28:15-21)

5.2.3. Muralhas da cidade A Santa cidade é cercada em todo o seu perímetro por um

muro com aproximadamente 65 metros de altura feita de jaspe. (Ap 21:17-18)

5.2.4. As portas da cidade A cidade possui doze portas de pérolas, três em cada lado da

cidade, sendo cada porta guardada por um anjo, tendo também cada porta um nome inscrito de uma tribo de Israel (Ap 21:12-13; 21a)

5.2.5. Material da cidade A cidade é feita de ouro puro transparente, semelhante a vidro

límpido com um fulgor semelhante a uma pedra preciosíssima como pedra de jaspe cristalina. (Ap 21:18; 11)

6. A VIDA NA CIDADE ETERNA

6.1. QUANTO A SUA INFRAESTRUTURA

ITEM DESCRIÇÃO

6.1.1 Edificações, ruas, praças e o

Santuário

A Nova Jerusalém possui majestosas ruas, uma belíssima praça e também lindas edificações, (morada dos santos), todas de ouro, não tendo, porém, um Santuário, pois, o Senhor é o próprio Templo.(Ap 21:21b-22; Jo 14:1-3)

6.1.2 Sistema de iluminação A Nova Jerusalém não precisa do sol, da lua, de usinas

produtoras de energia e nem de lâmpadas para ser iluminada, pois, o Senhor Jesus é a própria luz que ilumina a cidade.(Ap 21:23-25; Ap 22:5)

6.1.3 Sistema de abastecimento de

água

A Nova Jerusalém não precisa de sistemas de abastecimento de água, pois, tem um rio celestial de água pura e límpida que dar vida, cuja fonte é o trono de Deus e do Cordeiro (Ap 22:1)

6.1.4 Sistema de produção de

alimentos

A Nova Jerusalém é autossustentável, pois, possui abundância de alimentos para uma vida saudável e abundante. (Ap 22:2)

III - UMA ETERNIDADE INTEIRA SÓ PARA ADORAR

Deus deve ser adorado no presente e no futuro por causa das suas obras, dos seus atributos e da Sua Palavra

1. DEUS DEVE SER ADORADO DE FORMA ESPONTÃNEA E VERDADEIRA

i. Todo o louvor , toda honra, todo a glória deve ser dada ao Senhor. Que o Senhor seja exaltado! Só o Senhor deve ser adorado e celebrado na assembleia dos santos (Sl 111:1) ii. O Nome do Senhor deve ser proclamado em todos os lugares, porque não existe outro

Deus além do nosso Deus Jeová.(Is 37:11)

(6)

A GLÓRIA É DE DEUS

Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com 6

As obras de Deus realizadas no meio do seu povo são incomparáveis e inigualáveis

i. As obras do Senhor são carregadas de grandeza e supremacia, e por isso nos alegramos. (Sl 111:2)

ii. As obras do Senhor estão acima de tudo o que conhecemos no mundo natural e espiritual, porque trazem em seu bojo majestade, glória e o caráter justo, perfeito e pleno.(Sl 111:3)

iii. Nunca podemos esquecer dos benefícios de Deus para conosco. Em suas obras podemos

contemplar o seu amor e a sua misericórdia.(Sl 111:4).

iv. Deus ama a prosperidade dos seus servos e por isso lhes dá o sustento (Sl 35:27; Sl 111:5)

v. Deus é poderoso para cumprir as suas promessas e as cumpre porque Deus é fiel. (Sl 111:6)

3. DEUS DEVE SER ADORADO PELA VERDADE E JUSTIÇA DA SUA PALAVRA

A Palavra de Deus tem como fonte o próprio Deus que é a Verdade. Logo, a Palavra de Deus é verdadeira e nos leva a conhecer a verdade nos libertando da falsa religiosidade. (Sl 111:7-8)

4. DEUS DEVE SER TEMIDO POR TODOS OS HOMENS

Nossa relação com Deus deve ser de um profundo respeito, reverência e devoção ao Senhor, pois, o Senhor é santo e o temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e quem não teme a Deus não é sábio. ( Sl 111: 9-10)

IV - CONCLUSÃO

Nossa grande esperança é contemplar a Santa cidade onde vamos morar, a Nova Jerusalém, porém, o

nosso maior prazer será o de estar sempre na presença de nosso Salvador e Senhor Jesus Cristo, louvando e glorificando o seu Nome.

Imagem

Referências

temas relacionados :