Pagamento por Serviços Ambientais PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA

44 

Loading.... (view fulltext now)

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Pagamento por Serviços Ambientais

PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA

Devanir Garcia dos Santos

Gerente de Uso Sustentável de Água e Solo

(2)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

GESTÃO COMPARTILHADA

(3)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

(4)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

OUTORGA

CONSERVAÇÃO

DE ÁGUA E SOLO

USO RACIONAL

DA ÁGUA

GESTÃO DA

OFERTA

GESTÃO DA

DEMANDA

GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS

(5)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

A

quantidade

e a

qualidade da água

de cada manancial estão

relacionadas à geologia, ao relevo, ao tipo de solo, ao clima, ao tipo e quantidade de

cobertura vegetal e ao grau e tipo de atividade antrópica existentes na

bacia

hidrográfica

, onde ele está inserido.

A Água, como resultado das interações do clima, dos

recursos naturais e das atividades humanas

(6)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Os agro e ecossistemas são fundamentais para

a manutenção e a revitalização de aqüíferos

Relevância do Espaço Rural no Contexto

Hidrológico

(7)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

PROCESSO FÍSICO DA EROSÃO

(8)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

(9)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

ES = PT - I

a

- I - e

v

PT

e

v

=

0

I

ES

ESTIMATIVA DA LÂMINA MÁXIMA DE

ESCOAMENTO SUPERFICIAL

(10)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Práticas conservacionistas de caráter vegetativo

Práticas conservacionistas de caráter vegetativo

(11)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Plantio direto

Agricultura Sustentável

Práticas conservacionistas de caráter vegetativo

(12)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Práticas conservacionistas de caráter vegetativo

Práticas conservacionistas de caráter vegetativo

Integração Lavoura Pecuária

(13)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Plantio Direto: Integração Agricultura, Silvicultura e Pecuária

Práticas conservacionistas de caráter

vegetativo

(14)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Práticas conservacionistas de caráter mecânico

Práticas conservacionistas de caráter mecânico

Bacias de Infiltração - Barraginhas

(15)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Práticas conservacionistas de caráter mecânico

Práticas conservacionistas de caráter mecânico

(16)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Práticas conservacionistas de caráter mecânico

Práticas conservacionistas de caráter mecânico

terraceamento

(17)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

(18)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

funcionamento hidrológico

(vazão, quantidade de água e

qualidade da água)’

biodiversidade (mata

ciliar, zonas ripárias,

reservas de vegetação

natural, etc.)

(19)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Serviços ambientais:

Serviços ambientais:

Mas q

uem

paga

?

Mas q

uem

paga

?

¾

¾

Manuten

Manuten

çã

çã

o da biodiversidade como indicador de qualidade

o da biodiversidade como indicador de qualidade

ambiental;

ambiental;

¾

¾

Conserva

Conserva

çã

çã

o da qualidade e quantidade de

o da qualidade e quantidade de

á

á

gua;

gua;

¾

¾

Aquecimento global;

Aquecimento global;

¾

¾

Polinizadores, inimigos naturais.

Polinizadores, inimigos naturais.

(20)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

PAGAMENTO POR SERVIÇOS

PAGAMENTO POR SERVIÇOS

AMBIENTAIS

AMBIENTAIS

São transferências financeiras de beneficiários de

serviços ambientais para os que conservam a natureza,

fornecem esses serviços.

• Política recente e inovadora.

Inovação - uso das forças de mercado para obter

maiores resultados ambientais - recompensa aos

provedores de serviços ambientais que não vinham, até

então, recebendo qualquer compensação.

(21)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS

O conceito de externalidade é chave para entender as

motivações para os programas de PSA.

• A humanidade usa os recursos naturais e o meio

ambiente gerando externalidades positivas ou negativas,

que impactam a sociedade atual e as futuras gerações.

• A premissa básica - compensar os agentes econômicos

que manejam o meio ambiente e os recursos naturais

gerando bens ambientais e serviços que beneficiam não

somente ele mesmo, mas principalmente a sociedade.

(22)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Avaliação Ecossistêmica do Milênio

-Serviços Ambientais

Serviços de Aprovisionamento

Serviços de Regulação

Serviços Culturais

Produtos obtidos dos

ecossistemas

Benefícios obtidos da regulação

de processos ecossistêmicos

Benefícios intangíveis obtidos dos

ecossistemas

• A

LIMENTOS

• R

EGULAÇÃO DO CLIMA

• E

SPIRITUAIS E

R

ELIGIOSOS

• Á

GUA DOCE

• R

EGULAÇÃO DAS DOENÇAS

• P

AISAGÍSTICO

• F

IBRAS

• R

EGULAÇÃO DA ÁGUA

• E

STÉTICOS

• P

RODUTOS QUÍMICOS

• P

URIFICAÇÃO DA ÁGUA

• S

ENTIDO DE

L

UGAR

• R

ECURSOS GENÉTICOS

• P

OLINIZAÇÃO

• P

ATRIMÔNIO

C

ULTURAL

• M

ADEIRA

• I

NSPIRADORES

Serviços de Suporte

Serviços necessários para a produção de todos os outros serviços ecossistêmicos

• F

ORMAÇÃO DO

S

OLO

• C

ICLAGEM DE

N

UTRIENTES

• P

RODUÇÃO

P

RIMÁRIA

(23)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Valoração dos serviços ambientais

A valoração econômica de serviços ambientais é necessária para orientar as

decisões políticas quanto às prioridades para conservação e uso sustentável.

Os valores são associados a atributos distintos de cada ecossistema:

ambientais, sociais, culturais e econômicos.

As dimensões de escassez ou abundância de determinado bem e a

demanda por este bem, afetam o valor a ser auferido em determinado

momento.

• Como bens e serviços transacionados no mercado, o seu valor é

sancionado pelo preço nos seus diferentes mercados.

• São valores estimados com base em demandas correntes, são valores de

uso ou de utilidade imediata para a sociedade.

No entanto, muitos serviços ambientais não dispõem de mercado e, portanto

requerem métodos próprios de estimação do seu valor, monetário ou não

monetário dos benefícios imediatos ou futuros gerados por estes serviços.

(24)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Fibras e madeiras Alimentos Espirituais e religiosos Recursos hídricos Recursos Genéticos Regulação do clima Purificação da água Reciclagem de dejetos Polinização Recreação e Turismo Estéticos Valor Econômico ($)

Valoração

econômica

Dificuldade Facilidade

Internaliação dos

custos privados

Dificuldade Facilidade ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? http://www.millenniumassessment.org

(25)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Serviços Ecossistêmicos /

Serviços Ecossistêmicos /

Serviços Ambientais

Serviços Ambientais

Serviços Ecossistêmicos

são os serviços prestados pelos

ecossistemas naturais e as espécies

que os compõem, na sustentação e

preenchimento das condições para a

permanência da vida humana na

Terra (Daily,1997)

Serviços Ambientais

são todas as práticas adotadas para

manutenção dos Serviços

(26)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Programa de Melhoria da Qualidade e da

Programa de Melhoria da Qualidade e da

Quantidade de Água em Mananciais,

Quantidade de Água em Mananciais,

através do Incentivo Financeiro aos

através do Incentivo Financeiro aos

Produtores:

Produtores:

Programa Produtor de

Programa Produtor de

Água

Água

(27)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA

PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA

É um programa voluntário no qual são

beneficiados produtores rurais que, por meio de

práticas e manejos conservacionistas, e de

melhoria da cobertura vegetal, venham a

contribuir para o abatimento efetivo da erosão e

da sedimentação, e para o aumento da

infiltração de água, segundo o conceito

(28)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA

PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA

reduz a poluição difusa (melhora a qualidade da água) e

aumenta a infiltração de uma maior parcela da água de

chuva nos solos de sua propriedade

O produtor rural conservação de água e solo

presta um serviço ambiental à bacia

No caso do provedor-recebedor gerando uma externalidade

positiva, e no usuário-pagador, uma externalidade negativa.

Deve receber por isso, princípio do

provedor-recebedor, mesmo fundamento

teórico de externalidade, base do conceito do usuário/ pagador, que sustenta a cobrança pelo uso da água

(29)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Objetivos do Programa

Objetivos do Programa

Melhoria da qualidade da

água, através do

incentivo à adoção de

práticas que promovam o

abatimento da

sedimentação

Aumento da oferta de

água (e sua garantia)

Conscientização dos

produtores e

consumidores de água da

importância da gestão

integrada de bacias

hidrográficas

(30)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Estratégia

Estratégia

• O Programa visa a “compra” dos benefícios

(produtos) gerados pelo participante (conceito

“provedor-recebedor”);

• Pagamentos são proporcionais ao abatimento

de erosão proporcionado e ampliação da área

florestada;

• Flexibilidade no que diz respeito a práticas e

manejos propostos;

• Assistência técnica e extensão rural;

• Edital para seleção dos projetos.

(31)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Base Conceitual

Base Conceitual

• Pagamentos baseados em custos de referência

pré-estabelecidos;

• Pagamentos serão feitos após a implantação do

projeto proposto (produto);

• Metas de cumprimento verificadas e certificadas

por equipes técnicas sendo pré-requisito para o

pagamento do incentivo;

• Custos do Programa é compartilhado com a

União, Estados, Prefeituras, Empresa de

saneamento e energia, Organizações Não

Governamentais.

(32)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

As seguintes fontes podem ser exploradas:

Orçamento da União, Estados e Municípios

Fundos Estaduais de Recursos Hídricos e

Meio Ambiente;

Fundo Nacional de Meio Ambiente;

Bancos, Organismos Internacionais (ONG’s,

GEF, BIRD etc);

Empresas de saneamento, de geração de

energia elétrica e usuários;

Recursos da cobrança pelo uso da água;

TAC, Compensação financeira por parte de

usuários beneficiados;

Mecanismo de Desenvolvimento Limpo /

Kyoto.

(33)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Parcerias:

Parcerias:

Difus

Difus

ã

ã

o e Experimenta

o e Experimenta

çã

çã

o de um Sistema de Pagamentos

o de um Sistema de Pagamentos

por Servi

por Servi

ç

ç

os Ambientais para restaura

os Ambientais para restaura

çã

çã

o da

o da

sa

sa

ú

ú

de

de

ecossist

ecossist

ê

ê

mica

mica

de

de

microbacias

microbacias

hidrogr

hidrogr

á

á

ficas dos mananciais

ficas dos mananciais

da sub-bacia do Cantareira

(34)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

(35)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA NO PCJ

ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL

- Executar as ações de conservação de água e solo na bacia do ribeirão

das Posses Prefeitura Municipal de

Extrema

- Celebrar contrato com os produtores rurais - Elaborar projetos de recuperação das APP’s

- Financiar os projetos de recuperação das APP’s - Participar da UGP

TNC

- Alocar recursos para pagamento dos incentivos

PCJ / Agencia PCJ

- Elaborar projetos de conservação de água e solo e saneamento rural; - Financiar os projetos de conservação de água e solo e saneamento rural - Participar da UGP

Secretaria de Agricultura SP – CATI

Agência Nacional de Águas -ANA

- Articular com o PCJ, CEF e demais parceiros

- Articular a participação harmônica dos Parceiros - Financiar ações de conservação de água e solo

- Monitoramento Água - Participar da UGP Secretaria de Meio Ambiente

SMA - SP

- Elaborar projetos de recuperação das matas ciliares - Financiar os projetos de recuperação das matas ciliares - Participar da UGP

(36)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Ribeirão das Posses - Extrema

Ribeirão das Posses - Extrema

(37)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Ribeirão das Posses - Extrema

Ribeirão das Posses - Extrema

(38)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Projeto de Lei nº 792/2007

Projeto de Lei nº 792/2007

• Institui:

– a Política Nacional de Pagamento por Serviços

Ambientais - PNPSA;

– o Programa Federal de Pagamentos por

Serviços Ambientais - ProPSA;

– o Fundo Federal de Pagamento por Serviços

Ambientais - FunPSA, e;

– o Cadastro Nacional de Pagamento por

serviços Ambientais.

(39)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Política Nacional de Pagamento por Serviços

Política Nacional de Pagamento por Serviços

Ambientais - PNPSA

Ambientais - PNPSA

Objetivos:

• Disciplinar a atuação do Poder Público;

• Estimular a conservação dos ecossistemas;

• Valorizar econômica, social e culturalmente os serviços

prestados pelos ecossistemas;

• Reconhecer iniciativas individuais e coletivas que

favoreçam a produção de serviços ecossistêmicos;

• Fomentar o desenvolvimento sustentável;

(40)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Política Nacional de Pagamento por Serviços

Política Nacional de Pagamento por Serviços

Ambientais - PNPSA

Ambientais - PNPSA

Diretrizes:

Atendimento ao princípio do provedor- recebedor e do usuário-pagador;

O reconhecimento de que a manutenção, recuperação ou melhoria dos serviços

ecossistêmicos contribuem para a manutenção da qualidade de vida;

A utilização do pagamento por serviços ambientais como instrumento de

promoção do desenvolvimento social, econômico e cultural;

A integração e coordenação das políticas setoriais de meio ambiente;

A busca de complementaridade entre programas e projetos de pagamento por

serviços ambientais;

O reconhecimento da importância dos serviços ecossistêmicos gerados em

áreas legalmente protegidas;

A priorização de PSA prestados em ecossistemas sob maior risco ambiental;

Controle social, a publicidade e a transparência nas relações entre provedor e

pagador;

Adequação do imóvel à legislação ambiental; e

Aprimoramento dos métodos de avaliação e certificação dos serviços ambientais

remunerados.

(41)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Política Nacional de Pagamento por Serviços

Política Nacional de Pagamento por Serviços

Ambientais - PNPSA

Ambientais - PNPSA

A PNPSA contará com um órgão colegiado com a

atribuição de estabelecer suas metas e acompanhar seus

resultados e propor aperfeiçoamentos cabíveis, na forma

do regulamento

• O Órgão Colegiado será composto, de forma paritária,

por representantes do Poder Público e da Sociedade Civil,

e presidido pelo titular do órgão central do Sistema

Nacional do Meio Ambiente;

• A participação do órgão colegiado é considerada de

relevante interesse público e não será remunerada.

(42)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Programa Federal de Pagamentos por

Programa Federal de Pagamentos por

Serviços Ambientais -

Serviços Ambientais -

ProPSA

ProPSA

Objetivo: efetivar a PNPSA no âmbito federal, em especial no que tange ao

pagamento dos serviços pela União, sendo composto pelos seguintes

subprogramas:

– Água – destinado ao pagamento por ações e iniciativas que promovam a conservação

e a melhoria da quantidade e qualidade dos recursos hídricos

– Biodiversidade – conservação e preservação da vegetação nativa, da vida silvestre e

do ambiente natural;

– Unidade de conservação e terras indígenas – conservação recuperação ou preservação

do ambiente natural das Unidades de Conservação e das zonas de amortecimento;

– Restauração Florestal e recuperação das áreas degradadas – recuperação e

conservação dos solos e recomposição da cobertura vegetal de áreas degradadas, por meio do plantio exclusivo de espécies nativas em sistema agroflorestal;

– Remanescentes vegetais em áreas urbanas e periurbanas – conservação de

remanescentes vegetais de importância para manutenção e melhoramento da qualidade do ar, dos recursos hídricos e do bem estar da população, e

– Captura e retenção de carbono – conservação de remanescentes florestais e demais

ecossistemas naturais, adoção de práticas de manejo de sistema agrícola, agroflorestais e silvopastoris que contribuam para a mitigação das mudanças climáticas por meio de captura e armazenamento de carbono.

(43)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Fundo Federal de Pagamento por Serviços

Fundo Federal de Pagamento por Serviços

Ambientais -

Ambientais -

FunPSA

FunPSA

FunPSA, de natureza contábil, com a finalidade de financiar ações do ProPSA,

segundo os critérios estabelecidos nessa Lei e em seu regulamento, com as

seguintes fontes de recursos:

Até 40%dos recursos de que trata o inciso II do §2º do art. 50 da Lei nº 9.478, de 06 de agosto de 1997 (Lei do Petróleo);

Dotações consignadas na Lei Orçamentária Anual da União e em seus créditos adicionais;

Recursos decorrentes de acordos, ajustes, contratos e convênios celebrados com órgãos e entidades da administração pública federal, estadual, do Distrito Federal ou municipal;

Doações realizadas por entidades nacionais e internacionais, públicas ou privadas;

Empréstimos de instituições financeiras nacionais ou internacionais;

Reversão dos saldos anuais não aplicados.

Despesas anuais de planejamento, fiscalização e divulgação de resultados do PSA – 5%

Parte do FunPSA – fiscalização, monitoramento, validação e certificação dos serviços

ambientais

FunPSA – Agente Financeiro Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

BNDS, que poderá habilitar bancos públicos e privados para operações.

Os valores recebidos pela prestação de serviços ambientais ficam isentos do imposto de

renda e não integram a base de cálculo do PIS/PSAEP e do CONFINS

(44)

Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo Agência Nacional de Águas – Gerência de Uso Sustentável de Água e Solo

Setor Policial Área 5 – Quadra 3 Bloco B

-Brasília – DF - 70610-200

Telefone: (61) 2109-5372

http://www.ana.gov.br

devanir@ana.gov.br

Imagem

Referências

temas relacionados :