• Nenhum resultado encontrado

Motores de Corrente Contínua

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "Motores de Corrente Contínua"

Copied!
7
0
0

Texto

(1)

Motores de Corrente Contínua

ALTO DESEMPENHO, BAIXO RUÍDO, BAIXA VIBRAÇÃO

Os acionamentos de corrente contínua da SIEMENS se destacam pela operação excelente em regime permanente e pela resposta ótima do controle dinâmico.

Os motores de corrente contínua modulares, juntamente com os conversores CA/CC SIMOREG, formam um acionamento de velocidade variável de alta confiabilidade operacional e alta disponibilidade para muitos setores da indústria, alguns dos quais com projetos especialmente desenvolvidos para aplicações específicas, tais como:

Máquinas de Papel

Extrusoras

Bombas de Estações de Tratamento de Água

Prensas (resistente à vibração até 6g)

Elevadores

Extrusão de fios

Máquinas de Impressão

Moinhos de Rolos

(2)

ALTA QUALIDADE E UM PROJETO ROBUSTO

Os motores de corrente contínua são desenvolvidos em um centro de competências focado na inovação da tecnologia de acionamentos, e produzidos em fábricas com equipamentos no estado-da-arte – máquinas-ferramentas precisas e uma nova tecnologia de impregnação dos enrolamentos, garantindo produtos de alta qualidade. Como resultado, destacam-se:

Alta densidade de potência com dimensões reduzidas do motor.

Alta eficiência para baixas perdas.

Alta concentricidade e qualidade de balanceamento mecânico.

Excelente rigidez mecânica.

Baixo peso.

COMUTAÇÃO E ESCOVAS

A alimentação por conversor permite uma comutação praticamente sem faíscas, mesmo sob condições de sobrecarga, graças ao projeto otimizado do motor. Como resultado, as escovas têm um tempo de vida extremamente alto.

NÍVEIS DE RUÍDO

Os níveis de ruído dos motores foram calculados de acordo com a norma DIN EN 21 680, e estão bem abaixo dos valores permitidos pela EN 60 034-9. Esses valores foram conseguidos através de medidas de projeto, tais como otimização do ventilador, e otimização do circuito magnético – como o formato do pólo principal, que previne pulsações da força magnética.

(3)

ROLAMENTOS

Os motores com altura de eixo de até 200mm possuem rolamentos de esferas pré-lubrificados. Motores maiores possuem engraxadeira e motores com altos esforços no eixo são fornecidos com rolamentos especiais.

ISOLAÇÃO

Altas reservas térmicas para operação contínua e sobrecarga são conseguidas devido ao sistema de isolação DURIGNIT, no qual os enrolamentos são esmaltados e impregnados com uma resina livre de solventes. Esse sistema de isolação assegura um alto nível de resistência mecânica e elétrica, uma operação segura e longa vida do motor. A isolação DURIGNIT oferece proteção para os enrolamentos contra gases corrosivos, vapores, poeira, óleo, umidades elevadas e esforços devido à vibração.

(4)

Motores de Corrente Contínua - Especificações Técnicas TIPOS DE MOTORES

Características

do motor Tipos Tipo de Refrigeração

De acordo com DIN IEC 34, Part 6 1GA Circuito aberto de ventilação

Auto-ventilado

IC 01 IC 11 IC 21 IC 31 1GG Circuito aberto de ventilação

Unidade de ventilação separada

montada radialmente IC 06

1GF 1GL

Circuito aberto de ventilação Unidade de ventilação separada

montada axialmente IC 05

Adequados para uso em ambientes secos com pouca poeira

1GH Circuito aberto de ventilação Unidade de ventilação separada através de duto

IC 17 IC 37 1HC Totalmente fechados

Sem ventilação IC 0041

1HA Circuito fechado de ventilação Trocador de calor AR-AR

Auto-ventilado IC A01 A61

1HF Circuito fechado de ventilação Unidade de ventilação separada

montada axialmente IC A06 A66

1HQ

Circuito fechado de ventilação

Trocador de calor AR-AR com ventilação separada

Montagem na parte superior

IC A06 A66 Adequados

para uso externo ou ambientes com umidade e poeira elevados

1HS

Circuito fechado de ventilação Trocador de calor AR-ÁGUA com ventilação separada Montagem na parte superior

IC W37 A86

FAIXAS DE POTÊNCIA

Potência de saída em kW Tipo

do

motor 0,5 0,7 1 5 7 10 20 30 50 70 100 1250 1500 1600 Torque

Nm 1GA5 0,8 26 6 a 160

1GF

5/6 1,1 41 7 a 260

1GL5 6,4 76 40 a 480

1GG

5/6/7 1,1 1610 7 a 41800

1GH

5/6/7 1,1 1610 7 a 41800

1HA5 6 14 38 a 90

1HC5 0,55 10 3,5 a 65

1HF5 10 28 64 a 180

1HQ

5/6/7 21 1125 134 a 30700

1HS

5/6/7 83 1610 530 a 41800

(5)

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Tensões Nominais de Armadura 160 V - 810 V, dependendo do tipo do motor Tensões Nominais de Campo 110 V - 360 V

Grau de Proteção IP 23 (standard) IP 55 (opcional)

Formas Cnstrutivas Disponíveis de acordo com DIN IEC 34, Part 7 IEC-Code I (IEC-Code II)

IM B3 (IM 1001), IM B5 (IM 3001)

IM B6 (IM 1051), IM B7 (IM1061), IM B8 (IM 1071) IM B9 (IM 9101), IM B14 (IM 3601), IM B15 (IM 1201) IM B35 (IM 2001), IM 34 (IM 2101)

IM V1 (IM 3011), IM V3 (IM 3031)

IM V5 (IM 1011), IM V6 (IM 1031), IM V8 (IM 9111) IM V9 (IM 9131), IM V18 (IM 3611), IM 19 (IM 3631) IM V15 (IM 2011), IM V36 (IM 2031)

Grau de Severidade de Vibração N (standard) R, S, SR (opcional)

Motores de Corrente Contínua - Acessórios

DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO E MONITORAÇÃO

Função Procedimento

Monitoração da Temperatura (Valor contínuo)

Monitoração por cálculo de I2xt Sensor de temperatura KTY84-130 Termômetro de resistência PT100 Monitoração da Temperatura

(Valor limite) Termistor PTC

Chave termostática bimetálica "thermik"

Supervisão de comprimento de escovas

(Valor contínuo)

Todas as escovas são monitoradas, 1 potenciômetro por escova, sinal flutuante

Supervisão de comprimento de escovas

(Valor contínuo)

Todas s escovas são monitoradas, 1 microchave por escova contatos NF ligados em série, sinal flutuante

Monitoração de vibração dos rolamentos

(Valor limite)

Método SPM

Monitoração através de um sistema (caixa de alarme) móvel ou instalado permanenetemente, que fornece um sinal lógico através de contatos NA/NF

Monitoração do Fluxo de Ar Monitor de fluxo de ar VENT-CAPTOR Resistor de proteção Shunt

Para motores onde a fonte de tensão do campo é separada (sempre requerido para controle da armadura). Proteção contra sobretensões causadas devido à auto-indução no chaveamento (instante de desligamento)

Aquecedores de Desumidificação Para motores em ambientes de alta umidade atmosférica ou ampla variação da temperatura, onde pode ocorrer condensação nos enrolamentos durante períodos de parada.

(6)

TACÔMETROS, GERADORES DE PULSO E FREIOS TACÔMETRO

MINITACO 1GUI 051

Tacômetro Ca ou CC

Polaridade da tensão CC é independente do sentido de rotação Ponte retificadora trifásica a diodos de silício

5 terminais para conexão da tensão Ca ou CC Adeuado para operação em 1 quadrante até 50 rpm Rotor com 8 pólos salientes de ímã permanente Ar estabilizado

Tensão CC de 30 V / 1000 rpm, com carga de 12 kW Tensão AC fase-a-fase de 22,5 V / 1000 rpm

Corrente de carga recomendada de 2,5 mA a 30 V e 1000 rpm Corrente de limite térmico de 30 mA

Erro de linearidade de 1%

Ripple de tensão de 4%

Resposta de temperatura de 0,6% /K

Tolerância de tensão + 10%

GERADORES DE PULSO

Característica POG 9 D

(Hübner, Berlin) POG 10 D

(Hübner, Berlin) ROD 436.001E (Heindenhain) Tensão de alimentação +9 V A 30 V +9 V A 30 V 10 V a 30 V Corrente de dreno sem carga aprox. 65 mA aprox. 65 mA máx. 350 mA Pulsos por revolução 2 X 500

2 X 600 2 X 1024

2 X 500 2 X 600

2 X 1024 2 x 1024

Saída

à prova de curto- circuito pulsos de onda quadrada

à prova de curto- circuito pulsos de onda quadrada

curto-circuito permitido de 25ºC pulsos de onda quadrada, nível HTL

Deslocamento dos pulsos entre as

duas saídas 90º +/- 20% 90º +/- 20% 90º elétrico

Amplitude de saída

V high = Valimentação Tensão: 3 VCC V low: máx. 1,5 V

V high = Valimentação Tensão: 3 VCC V low: máx. 1,5 V

V high ³ 21V , se I high £ 20 mA V low £ 3V, se Ilow £ 20mA para tensão dealimentação de +24V

Corrente de carga permitida por

saída máx. 60 mA máx. 60 mA 100 mA

Freqüência de chaveamento máx. 120 kHz máx. 120 kHz máx. 160 kHz

Velocidae máxima 12.000 rpm 12.000 rpm 12.000 rpm

Faixa de temperatura - 20º a 100º C - 20º a 100º C -30ºC a + 85ºC

Grau de proteção IP 55 IP 65 IP 66

Carregamento permitido no eixo

(7)

Hübner, Berlin Georgii-Kobold Radio- Energie Característica TDP

0.09 L T3

TDP 0.2 LT4

GBT 9.06L/

420K

GMP 1.0 L s-4

KPG 503/30 KPG

506.20 KPG 506.30 RE

444R Velocidade

máxima de

operação rpm 9.000 10.000 8.000 5.000 7.000 6.000 7.000 7.000 Tensão CC a

1000 rpm V 40 60 20 100 66,7 100 66,7 60

Corrente de carga recomendada na velocidade nominal

mA 10 22 3 100 18 22 50 67

Corrente de

limite térmico mA 40 200 30 300 125 175 250 180

Tolerância de

tensão % +/- 5 +/- 1 +/- 5 5 +2/- 0 +2/- 0 +2/- 0 +/- 1 Erro de

linearidade % £ 0,15 £ 0,15 £ 0,15 £ 0,5 £ 0,05 £ 0,05 £ 0,05 £ 0,15 Resposta da

temperatura % +/- 0,005/

10K +/- 0,005/

10K +/- 0,005/

10K +/- 0,005/

10K

+/-0,15 entre -20ºC a +60ºC

+/- 0,005/

10K

FREIOS

Os motores podem ser fornecidos com freios eletromagnéticos de um-, ou múltiplos-discos operados a seco, atuados por mola quando desenergizados e liberados quando energizados. O freio reduz o tempo de desaceleração do motor após ele ter sido desligado e trava o conversor na posição de frenagem (quando não há fluxo de corrente).

Os freios são projetados para alimentação com tensão de 230VCA e freqüência de 40 a 60Hz, ou com tensão de 24VCC.

Referências

Documentos relacionados

deteriorada (fonemas apagados) à imagem deteriorada da fotografia. Para além da descrição, Lins cria outra possibilidade representativa fora da língua maior. Outro aspecto para uma

No entanto, não existem elementos que indiquem incompatibilidade entre ambos, o que faz acreditar que uma organização que execute seus processos de acordo com os

docente ofereceu para a biblioteca da Instituição. A CERCIFAF também não foi esquecida e para além de livros recebeu um router, este destinado à Escola. Para além destes

Considerando o Anexo V, Título I da Portaria de Consolidação nº 3/GM/MS, de 28 de setembro de 2017, que consolida as normas sobre as redes do Sistema Único de Saúde, incluindo a Rede

A Justiça seria valorizada pelo seu fim, devido a que não é um bem em si, mas um meio de atingir o mesmo (DI LORENZO, 2000, p. A Justiça na visão de Aristóteles ocupa o

Relativamente às necessidades sentidas pelos estudantes dos PALOP, neste estudo ressalta, e de uma forma preocupante, a premência de um cuidado acrescido face aos estudantes que

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO: A avaliação será feita pelo professor orientador que julgará a qualidade e a participação nas atividades, as quais podem incluir:

Desse modo, a presente pesquisa intitulada “Uma reflexão acerca da relação que se estabelece entre a família e a escola no contexto da Educação Pública de Barra