• Nenhum resultado encontrado

TTIP Impacto para Portugal

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "TTIP Impacto para Portugal"

Copied!
12
0
0

Texto

(1)

TTIP – Impacto para Portugal

Seminário “Estratégias de Internacionalização da Economia

Portuguesa – O que podemos esperar do Tratado

(2)

Sumário

1. IMPORTÂNCIA DO TTIP

2. IMPACTO ECONÓMICO DO TTIP EM PORTUGAL

3. PONTO DE SITUAÇÃO DAS NEGOCIAÇÕES E TRANSPARÊNCIA

4. REFERÊNCIAS

(3)

1. Importância do TTIP

• O TIIP é um acordo em negociação desde 2013 que visa eliminar tarifas e barreiras não-pautais

e harmonizar regulamentação sem reduzir os elevados padrões de segurança e qualidade.

• Tem por objetivo estimular o crescimento e a criação de emprego, criando a maior zona de

comércio livre no mundo.

• Um estudo independente

estima que o TTIP é um acordo benéfico para a UE e para os

EUA, podendo estimular:

 A economia europeia em 119 mil milhões de euros/ano

 A economia americana em cerca de 95 mil milhões de euros/ano

 A economia do resto do mundo em cerca de 100 mil milhões de euros/ano

(4)

1. Importância do TTIP

Os EUA apenas representam 4% do total das exportações portuguesas e são o 2º mercado

extracomunitário de Portugal, a seguir a Angola.

Entre 2001 e 2012, das 10.184 empresas

portuguesas que exportaram para os EUA apenas 11% (1.148) o fizeram consecutivamente entre

(5)

2. Impacto económico do TTIP em Portugal

Objetivos do Estudo de Impacto Macroeconómico do TTIP para Portugal:

Antecipar principais tendências macroeconómicas da entrada em vigor do TTIP

Equacionar potenciais cenários futuros e tendências de reposicionamento da economia portuguesa, tendo

em conta a negociação ainda em curso e a entrada em vigor deste Acordo

Revelar potencialidades e vulnerabilidades setoriais, minimizando os riscos da maior exposição concorrencial

num mercado Transatlântico mais integrado

Proporcionar às empresas, universidades, associações e sociedade civil uma análise rigorosa e independente

Fomentar a oportunidade de projetar estratégias futuras para as oportunidades e desafios que o Acordo

(6)

2. Impacto económico do TTIP em Portugal

Cenários considerados no modelo:

Eliminação de:

• 98% dos direitos aduaneiros

• 10% das BNT (20% das BNT

acionáveis)

Eliminação de:

• 100% dos direitos aduaneiros

• 25% das BNT (50% das BNT

acionáveis)

Fase inicial de implementação do Acordo:

• Exclui alterações no investimento e reafetação do capital entre setores • Mercado de trabalho com nível de desemprego acima do normal

Fase de implementação plena do Acordo → 2030:

• Inclui alterações no investimento e reafetação do capital entre setores • Mercado de trabalho próximo do equilíbrio

Modesto

Ambicioso

Curto-prazo

(7)

2. Impacto económico do TTIP em Portugal

Cenário Modesto

(98% direitos aduaneiros e 10% BNP)

PIB: +0,57%

Exportações para EUA: +1,35%

Importações dos EUA: +1,20%

Preços ao Consumidor; +0,08%

Salários “Baixos”: +0,89%

Salários “Médios”: +0,51%

Salários “Altamente Qualificados”: +0,60%

Impactos Macroeconómicos no

Longo-prazo:

(Variação em percentagem em relação ao valor base de 2011)

Cenário Ambicioso

(100% direitos aduaneiros e 25% BNP)

PIB: +0,76%

Exportações para EUA: +1,70%

Importações dos EUA: +1,52%

Preços ao Consumidor; -0,04%

Salários “Baixos”: +0,94%

Salários “Médios”: +0,68%

(8)

2. Impacto económico do TTIP em Portugal

Conclusões gerais:

Portugal poderá beneficiar mais cedo e em maior medida das fases iniciais de implementação do TTIP (relativamente à UE como um todo)

A eliminação dos direitos aduaneiros irá gerar mais ganhos, dado que subsistem picos pautais nos

setores tradicionais exportadores de têxteis e vestuário, calçado e vinho

Maior acréscimo previsto de exportações portuguesas em Têxteis e vestuário (+30%) relativamente

ao setor primário (0,74%), produtos processados alimentares (1,25%) e energia (4,6%)

Contração dos setores da maquinaria elétrica (-13%) e químicos (-9%) provocada por uma realocação

dos fatores proporcionalmente mais elevada relativamente aos outros setores

Criação de 40 mil postos de trabalho no curto-prazo e 23 mil no longo-prazo, face aos diferentes

pressupostos assumidos para o mercado de trabalho

I

II

III

IV

(9)

2. Impacto económico do TTIP em Portugal

Índice de Benefícios Potenciais do TTIP

(em termos relativos)

A análise do European Council on Foreign Relations (fevereiro de 2015) coloca Portugal na

(10)

3. Ponto de situação das negociações

e transparência

O Acordo final terá 24 capítulos, agrupados em 3 partes:

1.

Acesso ao mercado

2.

Cooperação em sede de Regulamentação

3.

Regras

A Comissão Europeia publica no site da DG Comércio:

Textos das negociações, com tomadas de posição da UE referentes a cada capítulo

Relatórios de cada uma das rondas negociais

O Acordo conta já com 9 rondas negociais, sendo expectável que a 10.ª ocorra em julho

(11)

Dullien S., Garcia A., Janning J., “A Fresh Start for TTIP”, European Council on Foreign Relations, February 2015, disponível em http://www.ecfr.eu/page/-/ECFR124_-_TTIP.pdf

François, Joseph “Quantificação do Impacto de um Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento (T-TIP) em Portugal”, CEPR, London. European Commission, 2014. Estudo encomendado pelo Governo Português em parceria com a Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e a Câmara de Comércio e Indústria

Portuguesa, disponível em http://www.portugal.gov.pt/pt/os-temas/ttip/documentacao/documentacao-ttip/impacto-portugal.aspx

François, Joseph , “Reducing Transatlantic Barriers to Trade and Investment: An Economic Assessment”, CEPR, London. European Commission, 2013, disponível em

http://trade.ec.europa.eu/doclib/docs/2013/march/tradoc_150737.pdf

Site da DG Comércio da Comissão Europeia dedicado ao TTIP

http://ec.europa.eu/trade/policy/in-focus/ttip/

Portal do Governo dedicado ao TTIP

http://www.portugal.gov.pt/pt/os-temas/ttip/sobre-a-parceira/ptci.aspx

(12)

Referências

Documentos relacionados

72 Figura 4.32: Comparação entre a saída real e a saída calculada pela rede para todos os ensaios no treinamento, para o Modelo Neural 4b.. 75 Figura 4.35: Comparação entre

APÊNDICES APÊNDICE 01: Tabela de frequência das disciplinas dos programas figura 07 Disciplinas dos programas Disciplina Gestão ambiental Acompanhamento e avaliação de programas

Comparando-se o mesmo adesivo no tempo 24 horas, variando apenas as temperaturas, o Single Bond apresentou maior resistência adesiva nas temperaturas 20°C e 37°C, enquanto que

A perspectiva de favorecer a emergência de um currículo integrado se manifesta também no cotidiano das práticas pedagógicas, na superação da fragmentação dos saberes no

The analysis of the expressive and instrumental gestures, from the perspective of the body as a transitory space of relations and instrument, as a multisensory space, showed that the

da segurança dos pacientes internados, gera dados de altíssima relevância para estudos e pesquisas sobre a pandemia da Covid-19. Seguem, abaixo, como exemplo, alguns

Foram selecionadas 135 mudas de cada um dos híbridos de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis, clone A e Eucalyptus urophylla x Eucalyptus globulus, clone B, que foram

and IUT23-6 and European Regional Development Fund, Estonia; the Academy of Finland, Finnish Ministry of Education and Culture, and Helsinki Institute of Physics; the Institut