área contaminada

Top PDF área contaminada:

Aplicação de métodos geofísicos no monitoramento de área contaminada sob atenuação natural.

Aplicação de métodos geofísicos no monitoramento de área contaminada sob atenuação natural.

Estudos geofísicos em áreas impactadas por derivados de petróleo descrevem anomalias tanto de baixa quanto de elevada resistividade, confirmada como fase contaminante por meio de análises químicas. Esta aparente contradição pode refletir processos de degradação, associada ao tempo de residência de contaminantes no meio, por meio da geração de subprodutos que alteram as propriedades físicas do meio, principalmente pela dissolução mineral por ação de ácidos orgânicos e pela neoformação de minerais de óxidos e hidróxidos de ferro. Este trabalho apresenta resultados da aplicação do método de eletrorresistividade e polarização induzida em uma área industrial contaminada por benzeno, tolueno, xileno, 1,2 dicloroetano e sais inorgânicos, em processo de atenuação natural. Os resultados indicam a neoformação mineral no centro e nas adjacências da área contaminada, conforme sugerem as alterações apontadas nos parâmetros físicos medidos.
Mostrar mais

8 Ler mais

Estudo da efetividade da atenuação natural de compostos BTEX em área contaminada por querosene de aviação

Estudo da efetividade da atenuação natural de compostos BTEX em área contaminada por querosene de aviação

oxidação dessas espécies em virtude da oxigenação do aquífero. As reações de oxidação dos produtos de biodegradação são denominadas reações secundárias, e os trabalhos de Hunter et al. (1998) e Mayer et al. (2002) destacam que podem desempenhar um importante controle na evolução das condições redox e composição da água subterrânea em aquíferos contaminados. Tuccillo et al. (1999) mostram que na porção com presença de óleo no interstício poroso do aquífero estudado a concentração de Fe(III) é cerca de 30% menor que o background local. Complementarmente, verificaram ainda um incremento de 70% na quantidade de hidróxidos de ferro na transição da zona redutora para a zona oxidante, indicando ocorrência de reoxidação e consequente reprecipitação do ferro mobilizado da área-fonte. Adicionalmente, Tucillo et al. (1999) verificaram que a concentração de Fe(II) nos sedimentos da área contaminada é quatro vezes maior que as quantidades naturalmente observadas, indicando a adsorção dessa espécie química aos sedimentos. Com base no balanço de massa, Ng et al. (2014) afirmam que 99,9%, de Fe(II) produzido na biodegradação é adsorvido nos sedimentos, e a queda nas concentrações não decorre da reoxidação dessa espécie química.
Mostrar mais

238 Ler mais

Concentração residual de hexaclorociclohexano em área contaminada na Cidade dos Meninos, Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brasil, após tratamento com óxido de cálcio.

Concentração residual de hexaclorociclohexano em área contaminada na Cidade dos Meninos, Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brasil, após tratamento com óxido de cálcio.

A empresa, embora não tenha citado as concentrações iniciais de γ-HCH (único isôme- ro monitorado por esta) no solo antes do trata- mento, garantiu um percentual médio de redu- ção do isômero γ-HCH nas quatro amostras ana- lisadas, após o tratamento realizado, em 99,18% (Nortox S.A., 1995, apud Bastos, 1999). Se este percentual de redução tivesse realmente sido atingido, o esperado seria encontrar concentra- ções de γ-HCH da ordem de no máximo unida- des de mg/Kg, já que os valores encontrados por Oliveira (1994), na mesma área, anterior- mente ao tratamento, tinha valores máximos de γ-HCH de 191mg/Kg.
Mostrar mais

7 Ler mais

QUANTIFICAÇÃO DE METILMERCÚRIO EM SEDIMENTO E ORGANISMOS FITOPLANCTÔNICOS: ESTUDO DO CASO DA ÁREA CONTAMINADA DE DESCOBERTO – MINAS GERAIS

QUANTIFICAÇÃO DE METILMERCÚRIO EM SEDIMENTO E ORGANISMOS FITOPLANCTÔNICOS: ESTUDO DO CASO DA ÁREA CONTAMINADA DE DESCOBERTO – MINAS GERAIS

Rhodes (2010) estudou os sedimentos do rio Gualaxo do Norte localizado nas proximidades do distrito de Antônio Pereira e Bento Rodrigues, região sudeste do Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais. A área avaliada foi fortemente afetada por atividades de explotação mineral de ferro e garimpo de ouro. As concentrações de HgT encontradas nos sedimentos do rio variaram de 140 a 530 µg kg -1 , mostrando que apesar da atividade garimpeira ter diminuído na região, ainda havia teores de Hg consideráveis. Uma amostra ultrapassou o valor de PEL e às demais amostras apresentaram concentrações compreendidas entre TEL e PEL, exceto as amostras coletadas nos tributários que apresentaram valores abaixo de TEL. Na comparação do background para Hg proposto por Costa et al. (2003), de 190 µg kg -1 , apenas 3 amostras estavam com concentrações de Hg inferior a este valor, constatando ação antrópica nessa área.
Mostrar mais

190 Ler mais

Imageamento Elétrico 3D em área contaminada por hidrocarbonetono polo industrial de Cubatão - SP.

Imageamento Elétrico 3D em área contaminada por hidrocarbonetono polo industrial de Cubatão - SP.

Devido aos altos custos dos m´etodos diretos, principal- mente das an´alises qu´ımicas, cada vez mais vˆem sendo aplicados m´etodos indiretos de investigac¸˜ao, principalmente os m´etodos de eletrorresistividade e GPR ( Ground Penetration Radar ) para esse tipo de diagn´ostico. Os resultados da interpretac¸˜ao dos da- dos geof´ısicos, associados ao conceitual preliminar e aos dados hist´oricos da ´area, podem direcionar as etapas de instalac¸˜ao de poc¸os de monitoramento e amostragem de solo, minimizando os trabalhos de investigac¸˜ao direta e, consequentemente, os custos. Para investigac¸˜ao da ´area contaminada situada no Polo In- dustrial de Cubat˜ao, al´em da identificac¸˜ao de poc¸os de moni- toramento com presenc¸a de fase livre, foi utilizado o m´etodo da eletrorresistividade, por meio das t´ecnicas de Sondagem El´etrica Vertical (SEV) e de Imageamento El´etrico 3D.
Mostrar mais

9 Ler mais

ESTUDO DE MICRORGANISMOS PRESENTES EM UMA ÁREA CONTAMINADA POR GASOLINA COMERCIAL

ESTUDO DE MICRORGANISMOS PRESENTES EM UMA ÁREA CONTAMINADA POR GASOLINA COMERCIAL

Segundo Perriello (2006), algumas bactérias na presença de oxigênio são capazes de degradar alcanos, decorrentes de poluentes petrolíferos, por metabolismo único ou cometabolismo. Kang et al. (2005) isolaram bactérias capazes de degradar hidrocarbonetos aromáticos pela cultura de enriquecimento usando o benzeno, tolueno, etilbenzeno e xileno (BTEX) como única fonte de carbono. Dörr (2008) utilizou amostras de água subterrânea contaminada por hidrocarbonetos monoaromáticos para a obtenção de consórcios de bactérias degradadoras de BTEX. Nikolova e Nenov (2005) estudaram o potencial de degradação
Mostrar mais

9 Ler mais

Aplicação do método eletromagnético transiente em área contaminada sob atenuação natural

Aplicação do método eletromagnético transiente em área contaminada sob atenuação natural

A área de estudos está localizada sobre o Sistema Aqüífero Tubarão (Figura 4.4). Este aqüífero é descontínuo em escala regional, devido à presença de intrusões de diabásio. Está assentado em rochas do embasamento cristalino e, em grande parte, é recoberto por sedimentos cenozóicos de espessura variada. No sentido oeste do estado, passa a ser confinado por seqüências sedimentares do Grupo Passa Dois (DAEE, 1981). Possui espessura saturada variável, com progressivo aumento no sentido oeste do estado e espessura máxima de 1300m. Nas proximidades da área de estudos, apresenta espessura superior à 400m (Tonetto, 2001).
Mostrar mais

184 Ler mais

Exposição a pesticidas organoclorados e desenvolvimento cognitivo em crianças e adolescentes residentes em uma área contaminada no Brasil.

Exposição a pesticidas organoclorados e desenvolvimento cognitivo em crianças e adolescentes residentes em uma área contaminada no Brasil.

Ademais, a associação negativa entre a residência materna em Cidade dos Meninos e seis dos sete escores cogni- tivos, e uma maior chance de residência materna neste local para os [r]

16 Ler mais

Injeção de ozônio em solo proveniente de área contaminada por compostos orgânicos...

Injeção de ozônio em solo proveniente de área contaminada por compostos orgânicos...

AlumÍnio, Ferro e Manganês também foram detectadas em água subterrânea conforme os resultados das amostras coletadas durante os trabalhos de campo. Elementos traços[r]

135 Ler mais

Avaliação de área contaminada por mercúrio total em Descoberto Minas Gerais

Avaliação de área contaminada por mercúrio total em Descoberto Minas Gerais

De acordo com fatos históricos as atividades de garimpo de ouro na região de Descoberto foram desenvolvidas por meio da amalgamação do mercúrio, esse tipo de atividade resulta em perdas elevadas de mercúrio para o meio ambiente, o que provavelmente deu origem a contaminação na área identificada em dezembro de 2002. De acordo com moradores locais também houve garimpagem de ouro em outros pontos da bacia do Ribeirão do Grama. A evaporação do mercúrio e conseqüente deposição no solo também pode ter contaminado outras áreas na bacia. Esses fatos sugerem a hipótese de outras áreas estarem contaminadas por mercúrio e, devido ao fato deste permanecer retido no solo por longo período, o mercúrio presente nestes solos estão constantemente liberados para o meio aquático podendo ser assimilada a biota e conseqüentemente atingindo ao homem.
Mostrar mais

63 Ler mais

Aplicação da técnica de caminhamento elétrico em área contaminada por derivados de petróleo

Aplicação da técnica de caminhamento elétrico em área contaminada por derivados de petróleo

RESUMO. Os m´etodos geof´ısicos s˜ao ferramentas consagradas de investigac¸˜ao do meio f´ısico, amplamente empregadas no diagn´ostico e monitoramento de ´areas contaminadas, sempre em conjunto com t´ecnicas diretas de investigac¸˜ao, como an´alises qu´ımicas. Dentre estes, a eletrorresistividade ´e uma das ferramentas mais comumente utilizadas em estudos de contaminantes em solo e ´agua subterrˆanea, devido ao elevado contraste de propriedades el´etricas entre o meio geol´ogico e os tipos contaminantes freq¨uentemente encontrados neste meio, essencialmente constitu´ıdos por compostos orgˆanicos e inorgˆanicos. Estudos geof´ısicos em ´areas impactadas por derivados de petr´oleo descrevem anomalias tanto de baixa resistividade quanto de elevada resistividade, confirmadas como fase contaminante por meio de an ´alises qu´ımicas. Este aparente contradic¸˜ao pode refletir processos de degradac¸˜ao, associado ao tempo de residˆencia de contaminantes no meio, por meio da gerac¸˜ao de subprodutos que alteram as propriedades f´ısicas do meio, principalmente pela dissoluc¸˜ao mineral por ac¸˜ao de ´acidos orgˆanicos e pela neoformac¸˜ao de minerais de ´oxidos e hidr´oxidos de ferro. Atenuac¸˜ao Natural define uma s´erie de processos f´ısicos, qu´ımicos e biol´ogicos que permitem a degradac¸˜ao, dispers˜ao e diluic¸˜ao de contaminantes de forma natural, ou seja, livre da intervenc¸˜ao humana. Este trabalho apresenta a aplicac¸˜ao da t´ecnica de caminhamento el´etrico em uma ´area industrial contaminada por benzeno, tolueno, xileno, 1,2 dicloroetano e sais inorgˆanicos e discute as alterac¸˜oes f´ısicas do meio contaminado por meio dos resultados obtidos, sob a ´otica dos processos de atenuac¸˜ao natural em curso na ´area de estudos.
Mostrar mais

10 Ler mais

Concentração de metais pesados em espécies arbóreas utilizadas para revegetação de área contaminada.

Concentração de metais pesados em espécies arbóreas utilizadas para revegetação de área contaminada.

Sete anos após a revegetação, foi realizado o levantamento botânico das espécies existentes na área e foram selecionadas as que apresentavam melhor desenvolvimento, levando em consideração o número de exemplares e a altura das plantas. As espécies selecionadas para o estudo foram: Córdia - africana (Cordia africana Lam.) Família Boraginaceae, Sabiá (Mimosa caesalpineafolia Benth.) Família Fabaceae-Mimosoideae, Acácia (Acacia angustissima (Mill.) Ktze.) Família Fabaceae-Mimosoideae e Angico branco (Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan) Família Fabaceae-Mimosoideae. Foram determinados, aleatoriamente, quatro exemplares de cada espécie para a realização do estudo.
Mostrar mais

7 Ler mais

Monitoramento de indicadores geoquímicos e avaliação de biodegradação em área contaminada com óleo diesel.

Monitoramento de indicadores geoquímicos e avaliação de biodegradação em área contaminada com óleo diesel.

A biorremediação natural da água subterrânea contaminada com óleo diesel em um posto de combustíveis foi avaliada mediante o monitoramento de indicadores geoquímicos e en- saios laboratoriais de biodegradação. Durante um período de dois anos foram realizadas quatro coletas de água subterrânea para a avaliação de diversos parâmetros físico-químicos e a concentração de hidrocarbonetos. As análises microbiológicas consistiram na contagem de bactérias heterotróficas totais, na verificação da presença de bactérias hidrocarbonoclásticas e no teste de biodegradabilidade utilizando o indicador redox DCPIP. Foi possível identificar fatores que corroboram o emprego da técnica de biorremediação natural para o tratamento da água subterrânea, contudo, a presença de hidrocarbonetos retidos no solo representa uma fonte contínua de contaminação, por isso se faz necessário o monitoramento a longo prazo.
Mostrar mais

9 Ler mais

Assinaturas geoelétricas em área contaminada por hidrocarboneto no pólo industrial de Cubatão - SP

Assinaturas geoelétricas em área contaminada por hidrocarboneto no pólo industrial de Cubatão - SP

Os valores de resistividade entre 50 e 300 ohm.m, obtidos no imageamento 2D-L3, representam as fácies arenosas na zona não saturada, enquanto os demais valores correspondem às fácies a[r]

103 Ler mais

Caracterização da comunidade bacteriana em água subterrânea contaminada com tetr...

Caracterização da comunidade bacteriana em água subterrânea contaminada com tetr...

O solvente tetracloroeteno (PCE) é um poluente comum de águas subterrâneas, sendo altamente tóxico e potencialmente carcinógeno. O objetivo deste trabalho é de monitorar a contaminação da água subterrânea de uma área contaminada com PCE, bem como caracterizar a estrutura da comunidade bacteriana deste local, temporal e espacialmente. Amostras de água subterrânea de oito poços de monitoramento, instalados em uma área contaminada com PCE foram coletadas e analisadas para determinação de oxigênio dissolvido, potencial redox, condutividade elétrica e pH, concentração de tetracloroeteno, tricloroeteno, cis-dicloroeteno e cloreto de vinila (COVs). As amostras foram analisadas também para a determinação da estrutura das comunidades de bactéria por PCR-DGGE e seqüenciamento de clones do gene rRNA 16S, bem como foi feita a detecção de Dehalococcoides por PCR com iniciadores específicos. Os parâmetros físico-químicos oscilaram consideravelmente ao longo do tempo em todos os poços de monitoramento (PM). Tetracloroeteno e tricloroeteno foram detectados apenas no PM6. As estruturas das comunidades bacterianas dos PMs analisados mostraram tanto variação temporal quanto espacial. A partir dos resultados da DGGE, análises de parâmetros físico-químicos e de COVs, foi feita a análise de componentes principais, onde pode ser observado que a estrutura da comunidade do PM6 está associada com a presença do PCE e dos produtos da sua via de degradação. As análises das comunidades bacterianas de clones do gene rRNA 16S por seqüenciamento do PM6 e PM8, contaminado e não-contaminado com PCE, revelam resultados semelhantes aos obtidos por DGGE. Uma maior riqueza estimada de espécies bacterianas foi observada nas amostras do PM8, o que mostra que a contaminação com PCE está associada com a redução da diversidade bacteriana em água subterrânea. Dos grupos bacterianos seqüenciados no PM6 predominaram os pertencentes às classes Gammaproteobacteria, Alphaproteobacteria e Betaproteobacteria, enquanto que no PM8 predominaram as classes Gammaproteobacteria e Betaproteobacteria. Contudo os grupos exclusivos do PM6, poço contaminado com PCE, foram os representantes das classes Bacilli, Actinobacteria, Flavobacteria e Cyanobacteria. A detecção de Dehalococcoides, a partir da PCR com iniciadores específicos, foi positiva nos diferentes PMs, com exceção do PM1. Contudo a partir do seqüenciamento de clones do gene rRNA 16S não foi possível detectar Dehalococcoides, o que pode ter ocorrido por este grupo estar presente em baixa quantidade no ambiente.
Mostrar mais

89 Ler mais

Diagnóstico geoambiental e avaliação de risco à saúde humana para uma área industrial contaminada por hidrocarbonetos localizada no município de Paulínia (SP)

Diagnóstico geoambiental e avaliação de risco à saúde humana para uma área industrial contaminada por hidrocarbonetos localizada no município de Paulínia (SP)

Visando a seguridade da saúde humana no gerenciamento de uma área contaminada,os órgãos ambientais sugerem que a tomada de decisão seja baseada em um avaliação de risco. Por não haver metodologia brasileira específica para disciplinar a questão, geralmente são utilizadas as metodologias norte-americana ou holandesa, tradicionalmente implementadas pela CETESB no estado de São Paulo e largamente utilizada em demais localidades do mundo (especialmente em países industrializados da América do Norte e da Europa). Nesse sentido, o presente trabalho apresenta um estudo de caso de avaliação de risco à saúde humana para uma área industrial localizada no município de Paulínia (SP), no qual adotou-se a metodologia de “Ação Corretiva Baseada em Risco - RBCA”, homologada em 1995 nos Estados Unidos pela American Society for Testing and Materials (ASTM, 1995). Ainda, de maneira inicipiente, os dados obtidos para a avaliação foram adotados como entrada para as planilhas de avaliação de risco recentemente publicadas pela CETESB, ainda sob regime experimental.
Mostrar mais

124 Ler mais

EVALUATION OF THE EFFICIENCY OF COMMERCIAL ALCOHOL FOR DESINFECTION OF SURFACES

EVALUATION OF THE EFFICIENCY OF COMMERCIAL ALCOHOL FOR DESINFECTION OF SURFACES

Foi feito um esfregaço com o suabe contaminado em toda a superfície desejada com realização de movimentos de estrias (zig-zag). Após o estriamento com o inóculo, esperou-se a secagem da superfície (cerca de 2-3 minutos) para a coleta microbiológica, também feita com suabe estéril. O material coletado foi transferido para a metade de uma placa de Petri contendo Ágar Nutriente. Em seguida foi realizada a desinfecção com o álcool predefinido, utilizando-se de gaze esterilizada, com fricção em movimentos circulares, distribuindo-o por toda superfície contaminada. Ocorrida a secagem do álcool, em temperatura ambiente, houve outra coleta com suabe estéril, que foi estriado na outra metade da mesma placa de Petri (Figura 2). Nas áreas de controle houve a passagem do suabe estéril para uma placa de Petri com Ágar Nutriente, sendo que um lado da placa foi estriado o suabe que foi passado na superfície de controle positivo (área contaminada previamente) e no outro lado da placa estriou-se o suabe da superfície do controle negativo (área sem contaminação prévia).
Mostrar mais

7 Ler mais

Contaminação de sedimentos fluviais por Mercúrio:estudo de caso em Descoberto, MG/  Fluvial sediments contamination by Mercury: case study in the town of Descoberto, MG, Brazil

Contaminação de sedimentos fluviais por Mercúrio:estudo de caso em Descoberto, MG/ Fluvial sediments contamination by Mercury: case study in the town of Descoberto, MG, Brazil

Em dezembro de 2002 foi observado afloramento de mercúrio metálico na zona rural do município de Descoberto, MG. O presente trabalho avaliou a concentração atual de mercúrio total na área contaminada desse município, tendo como objetivos específicos: avaliar a concentração de mercúrio total nos sedimentos fluviais; analisar a variabilidade da concentração do mercúrio nas estações seca e chuvosa e comparar a concentração de mercúrio encontrado com os níveis permitidos pela legislação brasileira. Os resultados obtidos na avaliação de mercúrio total em sedimentos comprovam contaminação entre 0,03 e 1,67 mg/kg. Com relação à variabilidade da concentração de mercúrio na estação seca e chuvosa comprovou-se aumento dos níveis de mercúrio nos sedimentos no período chuvoso. O significativo aumento da concentração de mercúrio em sedimentos no período chuvoso se explica como conseqüência do transporte de sedimentos contaminados, devido ao grande volume de água que caracteriza essa estação. Os resultados mostram a possibilidade de transferência do mercúrio às populações do entorno, além da contaminação extrapolar a área inicialmente avaliada pelos órgãos ambientais.
Mostrar mais

9 Ler mais

Percepção da influência da forma de disposição final de resíduos de serviços de saúde sobre a ocorrência de fatores de riscos aos trabalhadores de aterros sanitários

Percepção da influência da forma de disposição final de resíduos de serviços de saúde sobre a ocorrência de fatores de riscos aos trabalhadores de aterros sanitários

Kits de linhas arteriais, endovenosas e dialisadores; filtros de ar e gases aspirados de área contaminada; membrana filtrante de equipamento médico-hospitalar e de pesquisa, entre outros similares; sobras de amostras de laboratório e seus recipientes contendo fezes, urina e secreções, provenientes de pacientes que não contenham e nem sejam suspeitos de conter agentes Classe de Risco 4, e nem apresentem relevância epidemiológica e risco de disseminação, ou microrganismo causador de doença emergente que se torne epidemiologicamente importante ou cujo mecanismo de transmissão seja desconhecido ou com suspeita de contaminação com príons; adiposo (gordura) proveniente de lipoaspiração, lipoescultura ou outro procedimento de cirurgia plástica que gere esse tipo de resíduo; recipientes e materiais resultantes do processo de assistência à saúde, que não contenham sangue ou líquidos corpóreos na forma livre; peças anatômicas (órgãos e tecidos) e outros resíduos provenientes de procedimentos cirúrgicos ou de estudos anátomo-patológicos ou de confirmação diagnóstica; carcaças, peças anatômicas, vísceras e outros resíduos provenientes de animais não submetidos a processos de experimentação com inoculação de microorganismos, bem como suas forrações; cadáveres de animais provenientes de serviços de assistência; bolsas transfusionais vazias ou com volume residual pós-transfusão.
Mostrar mais

202 Ler mais

Minas da Ervedosa: no passado uma mina, hoje um laboratório natural

Minas da Ervedosa: no passado uma mina, hoje um laboratório natural

As minhocas terrestres são extremamente sensíveis a diferentes tipos de contaminação e podem reagir, evitando os solos contaminados (Antunes et al., 2008), podendo o registo deste comportamento, ser efectuado através de ensaios de evitamento, e assim ser utilizado para uma avaliação preliminar da qualidade de diferentes tipos de solo. Sendo assim, numa área contaminada como a mina de Ervedosa os alunos poderão fazer a recolha de um ou mais solos na área de estudo, com diferentes níveis de impacto da actividade mineira, os quais designamos por solo teste (ST). Adicionalmente, devem recolher também para um saco um solo, situado a alguma distância da mina, com propriedades semelhantes e que aparente não ter sofrido influência da actividade de extracção. Este solo será utilizado como controlo nos ensaios (SC). Este solo controlo, deve sempre que possível ser obtido numa área de cobertura arbórea (de preferência espécies autóctones, longe de estradas e de campos agrícolas). Na impossibilidade de se obter este solo pode-se usar solo para vasos.
Mostrar mais

17 Ler mais

Show all 10000 documents...