tecnologias educacionais

Top PDF tecnologias educacionais:

RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS COMO TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS: CONSIDERAÇÕES CRÍTICAS

RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS COMO TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS: CONSIDERAÇÕES CRÍTICAS

Este artigo buscou sugerir que é possível identificar profundas con- tradições nas pautas tecnófilas e utópicas que sustentam a propagação do movi- mento da EA, em geral, sujeitas a leituras superficiais e acríticas de uma retórica que promove o movimento como desafio à supremacia das instituições educa- cionais e, simultaneamente, solução para uma dita crise na educação, trazida, na ótica do determinismo tecnológico, pelo avanço das tecnologias digitais em rede e de novas formas de aprender nesse contexto. A crítica à EA como um slogan não é recente (NYBERG, 2010), ainda que a literatura de cunho crítico esteja surgindo lentamente em comparação à relativa rapidez com a qual se criam e se disseminam novos rótulos na área. Se, por um lado, a retórica propulsora do movimento da EA intenta, fundamentalmente, promover diferentes formas de justiça social, por outro, contribui para perpetuar a visão do sujeito moderno, interiorizado e autônomo, reproduzido não apenas pelos discursos em torno das tecnologias educacionais, mas também em parte da defesa da inclusão social por meio de uma concepção reducionista de inclusão tecnológica ou, mais especifi- camente, digital.
Mostrar mais

18 Ler mais

As tecnologias educacionais atuais e o tablet: inovação ou mais do mesmo?

As tecnologias educacionais atuais e o tablet: inovação ou mais do mesmo?

Este estudo pretende analisar as tecnologias educacionais usadas atualmente na sala de aula, enfocando na análise das capacidades gráficas e da experiência de uso dos principais artefatos educacionais utilizados: livro didático, lousa, computador, projetor, lousa digital; e identificar potencial inovador no uso educacional do tablet. O estudo qualitativo submeteu os artefatos a dimensões de análise temporais, eco- nômicas, referentes a experiência de uso e capacidades gráficas, em que os resulta- dos foram dispostos em um quadro. O tablet demonstrou ser dotado de uma expe- riência de uso e interatividade distinta em comparação aos demais. A subsequente revisão da literatura mostrou evidências empíricas na trasformação na sala de aula e inovação decorrente de seu uso. Implicações projetuais foram identificadas. Palavras-chave: tablets, educação, hipermídia.
Mostrar mais

16 Ler mais

CURRÍCULO E TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS NO CONTEXTO BIOECOLÓGICO DA ESCOLA INDIGENA:

CURRÍCULO E TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS NO CONTEXTO BIOECOLÓGICO DA ESCOLA INDIGENA:

[…] enquanto ferramenta de pensamento (…) [é] uma ferramenta que pode ajudar o aluno a organizar as ideias e a construir o conhecimento, como as ferramentas do marceneiro ajudam na construção de novos projectos de mobiliário, funcionando sobretudo como extensão da capacidade humana de invenção e criação (JONASSEN, 2007, p. 12) Neste sentido, os impactos do uso das tecnologias educacionais na gestão e desenvolvimento curricular demandam uma formação e atualização continua nas práticas docentes, no sentido da busca de estratégias de ensino apropriadas para diferentes estudantes, em diferentes contextos educacionais já que o professor deve considerar a tecnologia como parceira na sua prática educativa (JONASSEN, 2007). As tecnologias educacionais ao provocar mudanças na relação professor, estudantes e objetos de conhecimentos possibilita aos estudantes autonomia e pensamento crítico, na pesquisa e construção de conhecimentos, resultando, por isso, na necessidade de uma gestão curricular que promova contínuos desafios cognitivos e metacognitivos. Tal como refere Canclini (2000) “Sua simples inovação formal implica mudanças culturais, mas o significado final depende dos usos que lhes atribuem os agentes” (p.307). Reforça-se a ideia de que as tecnologias podem
Mostrar mais

12 Ler mais

O USO DAS TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL EM UMA ESCOLA EM ARAGUATINS-TO

O USO DAS TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL EM UMA ESCOLA EM ARAGUATINS-TO

Espera-se que este trabalho seja um importante material de leitura para os futuros profissionais da educação, que as informações obtidas sirvam como referência e suporte para instituições e principalmente aos professores já atuantes que precisam inovar suas aulas. Que essa leitura desperte o interesse dos mesmos em buscar aprender e se aperfeiçoar em tecnologias educacionais para superar suas dificuldades.

14 Ler mais

As tecnologias educacionais na formação em Educação Ambiental para a sustentabilidade

As tecnologias educacionais na formação em Educação Ambiental para a sustentabilidade

Entendemos que é preciso retomar o diálogo e repensar as práticas para compreender a complexidade da crise ambiental e dos desafios à sustentabilidade em suas diferentes dimensões (ecológica, política, ética) com o apoio das pesquisas e inovações em diferentes áreas do conhecimento, particularmente na interface entre o campo ambiental e as tecnologias educacionais, de forma que aumentem as possibilidades de desenvolvimento da interação, da cooperação e da autonomia entre os aprendentes (formadores, professores, pesquisadores, educandos e comunidade), para o enfrentamento dessas questões. É preciso também integrar o saber escolar e o saber social com o conhecimento científico e os saberes docentes, representados pelas experiências e vivências dos/das professores(as) em suas práticas.
Mostrar mais

19 Ler mais

TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS PARA O ENSINO E A APRENDIZAGEM DE LIBRAS: ONDE ESTÃO OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS?

TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS PARA O ENSINO E A APRENDIZAGEM DE LIBRAS: ONDE ESTÃO OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS?

No que tange especificamente ao ensino e à aprendizagem de línguas, sejam elas maternas, sejam elas estrangeiras, os benefícios de um trabalho mediado por REAs também são notórios. Afinal, no séc. XXI, a educação está permeada por Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDICs) e tecnologias educacionais, e por meio delas podemos ter experiências de imersão linguística, contato direto com falantes e estudantes de línguas que desejamos aprender ou adquirir, e acesso a materiais de pesquisa e consulta (dicionários, gramáticas, enciclopédias, etc.), em variados formatos (texto, vídeo, animação, áudio, etc.) de forma rápida e gratuita, a partir de alguns clics.
Mostrar mais

12 Ler mais

UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS NAS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DA CIDADE DE UMUARAMA- PR

UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS NAS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DA CIDADE DE UMUARAMA- PR

As respostas expostas pelos professores evidenciam diferentes problemas enfrentados pela educação escolar em Umuarama - PR, especialmente no que se refere ao uso de tecnologias educacionais nas quatro primeiras séries do ensino fundamental, nas escolas da rede estadual. Verificamos, por exemplo, que a maior parte dos professores investigados possui uma concepção restrita do que vêm a ser as tecnologias educacionais. Todos eles, pelos depoimentos prestados, expressaram desconhecer o debate atual presente na literatura sobre o assunto, desenvolvido numa perspectiva mais crítica, a respeito do assunto em tela. Outro aspecto a ser destacado é a falta de qualificação dos professores para a adoção das modernas tecnologias no ambiente escolar pois, como expomos anteriormente, a maior parte dos entrevistados nunca realizou cursos voltados para assuntos dessa natureza.
Mostrar mais

121 Ler mais

As tecnologias educacionais em saúde na promoção e proteção do aleitamento materno

As tecnologias educacionais em saúde na promoção e proteção do aleitamento materno

O estudo desvelou que as tecnologias educacionais em saúde estão imbricadas no desenvolvimento de processos educativos, facilitando assim o diálogo entre o profissional de saúde e o público-alvo. Propiciaram também um ensino dinâmico e contextualizado com os participantes. Deste modo, exibiram-se resultados favoráveis na promoção e proteção do aleitamento materno. Além disso, pode-se notar que as tecnologias educativas em saúde estão alinhadas ao desenvolvimento de processo de ensino-aprendizagem ativos, visto que propicia a construção de conhecimentos pelos educandos e não a mera transmissão de conhecimentos.
Mostrar mais

10 Ler mais

TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS NA MICROPOLÍTICA DO TRABALHO VIVO NA ATENÇÃO DOMICILIAR

TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS NA MICROPOLÍTICA DO TRABALHO VIVO NA ATENÇÃO DOMICILIAR

Esta pesquisa parte da premissa que a potencialidade da atenção domiciliar favorece a centralidade no trabalho vivo em ato por aumentar a capacidade inventiva e criativa dos profissionais. Estes, ao criarem linhas de fuga, têm a possibilidade de causar rupturas na lógica normativa do modelo hegemônico, fugir do pragmático e operar na heterogeneidade utilizando as tecnologias educacionais. O objetivo geral dessa investigação foi analisar o uso das tecnologias educacionais na micropolítica do trabalho vivo em ato na atenção domiciliar. Teve como objetivos específicos identificar como as tecnologias educacionais são utilizadas na produção do cuidado domiciliar e descrever como essas tecnologias subsidiam os processos educativos no território da atenção domiciliar. Optou-se por uma pesquisa qualitativa com abordagem cartográfica por permitir capturar movimentos, aproximar e observar fenômenos que expressam intencionalidades, disputas e desejos investigados de modo intensivo. Essa investigação cartográfica está ancorada na perspectiva Pós-Estruturalista dos guias cartográficos Deleuze e Guattari, os quais permitiram a pesquisadora projetar um novo olhar sobre o trabalho em saúde, a interseção do uso das tecnologias educacionais e a produção do cuidado na atenção domiciliar em sua subjetividade. O território dessa investigação foi um Serviço de Atenção Domiciliar, Programa Melhor em Casa, do município de Betim - Minas Gerais. Para capturar os movimentos de produção e utilização das tecnologias educacionais foi escolhido uma equipe de atenção domiciliar, definida nessa investigação, como equipe-guia. Os efeitos da viagem cartográfica foram apresentados por meio de narrativas que expressam a micropolítica do trabalho vivo de cada participante da equipe-guia. A partir dessa processualidade analítica inicial, foram construídas duas categorias empíricas
Mostrar mais

135 Ler mais

Tecnologias educacionais desenvolvidas para promoção da saúde cardiovascular em adultos: revisão integrativa.

Tecnologias educacionais desenvolvidas para promoção da saúde cardiovascular em adultos: revisão integrativa.

Há a necessidade de mais estudos sobre tecnologias para promoção da saúde e prevenção das DCV, principal- mente na realidade brasileira, uma vez que não se en- contraram estudos dessa natureza na literatura cieníica nacional, conigurando-se uma lacuna de conhecimento. Ressalte-se como pauta futura de invesigação a realiza- ção de estudos longitudinais com duração superior a um ano, uilizando mais de uma tecnologia com ênfase na prevenção das DCV. Esses achados demonstram que o desenvolvimento e o uso dessas tecnologias educacionais podem ser eicazes na prevenção e redução dos índices de morbidade e mortalidade pelas DCV na nossa população.
Mostrar mais

8 Ler mais

TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE ENSINO-APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL ENFERMEIRO

TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE ENSINO-APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL ENFERMEIRO

Resumo: A metodologia ativa apresenta desafios por possibilitar o rompimento com o ensino tradicional e o resgate da formação de profissionais competentes e comprometidos. Objetivou-se relatar a experiência de enfermeiros no curso de capacitação à prática Docente na graduação em Enfermagem, na Escola Superior em Ciências da Saúde, localizado em Brasília, Distrito Federal. Utilizou-se a demonstração das atividades ocorridas nas Unidades Educacionais da Dinâmica Tutorial, Habilidade Profissional de Enfermagem e o Portfólio de Formação, que constituem metodologias inovadoras e tecnológicas para a educação em enfermagem. A imersão no curso de capacitação proporcionou apropriação de novas tecnologias e incentivou a produção de conhecimento no processo de ensino-aprendizagem.
Mostrar mais

15 Ler mais

Biologia e as novas tecnologias educacionais, um foco para a educação contemporânea

Biologia e as novas tecnologias educacionais, um foco para a educação contemporânea

Este trabalho aborda o tema tecnologia na educação com ênfase ao ensino de biologia, levando em conta a relação entre professores, alunos e as novas tecnologias na atual conjuntura em que se encontra a sociedade no contexto da intercomunicação. Baseado em tal reflexão foram pesquisados 88 professores da rede básica de ensino do município de Cascavel, Paraná e, como resultado, verificou-se pequeno avanço nas metodologias utilizadas em sala de aula em relação aos novos recursos tecnológicos, sendo categorizado o quadro negro como o recurso didático mais importante, seguido da TV como mídia e por último o computador. Apesar de admitir grandes vantagens no uso do computador nas aulas de biologia, a frequência de seu uso observada foi baixa devido às limitações técnicas constantes, à falta desse recurso nas salas de aula e à indisciplina nos laboratórios de informática. Por outro lado, ficou evidenciado que é o computador o recurso tecnológico preferido pelos alunos para aulas e demais atividades didáticas. Assim, foi constatado que as tecnologias, especialmente as digitais estão fortemente incutidas na vida das pessoas, especialmente daquelas em idade escolar, sugerindo a releitura e a adaptação dos modelos clássicos pedagógicos.
Mostrar mais

13 Ler mais

O trabalho docente na rede pública estadual mineira em face dos discursos sobre as tecnologias educacionais

O trabalho docente na rede pública estadual mineira em face dos discursos sobre as tecnologias educacionais

Resumo: Este artigo visa analisar a discrepância entre os discursos salvacionis- tas em favor do uso das tecnologias na Educação e o trabalho docente na Rede Pública Estadual de Minas Gerais (REE/MG). Justifica-se pelo aumento do nú- mero de discursos da Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), em entre os anos de 2003 a 2014, em favor do uso das tecnologias na Educação como necessidade para elevar a qualidade no ensino. Destarte, a SEE/MG adquiriu computadores, lousas digitais para as escolas da REE/MG e tablets educacionais para os professores que atuavam na mesma rede de ensi- no. Foram aplicados questionários e realizadas entrevistas semiestruturadas com cinco professores secundários de diferentes disciplinas que atuavam na REE/MG. A abordagem da pesquisa foi qualitativa. As análises apontam que houve ausência de formação continuada para o uso das tecnologias pelos pro- fessores da REE/MG; obstáculos para o uso das tecnologias na educação na REE/MG e que a SEE/MG adotou uma visão instrumentalista sobre as tecnolo- gias na educação no contexto estudado.
Mostrar mais

13 Ler mais

Novas tecnologias educacionais no ensino da Audiologia.

Novas tecnologias educacionais no ensino da Audiologia.

Estas práticas educacionais à distância asso- ciadas aos recursos interativos possibilitaram o advento da Teleducação Interativa. Dessa forma a Teleducação Interativa é mais do que o simples ato de reunir informações e tecnologias, é a união criteriosa dos recursos de informática e telecomu- nicação baseados em modelos educacionais, esti- mulando a interatividade e mantendo o interesse do aluno através de meios de comunicação eicientes e dirigidos 17 .

8 Ler mais

Metodologias e tecnologias educacionais no ensino de engenharia

Metodologias e tecnologias educacionais no ensino de engenharia

Em todas as universidades federais, a educação a distância tem sido uma inovação em métodos de ensino e aprendizagem e, principalmente, na escala de atendimento a estudantes. A educação a distância nas universidades tem sido uma modalidade capaz de ofertar disciplinas com grande número de estudantes, quando comparado ao número de estudantes em disciplinas presenciais. Para isso as universidades contam com um aparato tecnológico que tem viabilizado a intermediação do professor- conteúdo-estudante, em tempos e espaços diferentes. Com o uso das tecnologias disponíveis e internet, um professor tem sido capaz de ter disciplinas com até 1.800 estudantes em um único semestre letivo. O número de estudantes em cada disciplina varia de acordo com o curso ofertado, com o tipo de organização de EAD adotado pela universidade e com as propostas de desenvolvimento de cada instituição federal de ensino superior.
Mostrar mais

144 Ler mais

Recursos educacionais abertos como tecnologias educacionais na educação superior e na promoção da saúde

Recursos educacionais abertos como tecnologias educacionais na educação superior e na promoção da saúde

Resumo: A educação aberta e o uso de Recursos Educacionais Abertos (REA) são assuntos cada vez mais discutidos, na atualidade, por gestores, docentes e pesquisadores da área da saúde, preocupados, especialmente, com o acesso ao conhecimento e formação profissional. Isso ocorre, principalmente, porque educação, informação e saúde são recursos preciosos para o desenvolvimento de um país, e para a qualidade de vida de seus cidadãos. A partir de tal argumentação, este estudo tem por objetivo compreender e analisar como se dá a utilização de REA por parte de docentes que atuam em cursos de educação superior em saúde. Para tanto, realizou-se pesquisa qualitativa com docentes da Universidade Federal do Ceará (UFC), que atuam nos cursos de graduação e pós-graduação em Medicina, Enfermagem, Odontologia e Fisioterapia, mediante aplicação de questionário pelo Google Drive . Em relação aos resultados obtidos, conclui-se que, ainda há pouco conhecimento e uso desses recursos por parte dos docentes pesquisados, que destacam alguns entraves como: falta de capacitação e de competências para utilização, bem como falta de liberdade para criar e inovar em suas práticas educativas.
Mostrar mais

18 Ler mais

Educação à Distância: possibilidade de qualificação da educação alimentar em equipamentos sociais/ Distance education: possibility of qualifying food education in social equipment

Educação à Distância: possibilidade de qualificação da educação alimentar em equipamentos sociais/ Distance education: possibility of qualifying food education in social equipment

Trata-se de um de relato de experiência que teve como objetivo orientar tecnologias educacionais e de comunicação para construção de cidadania em equipamentos sociais, voltadas para o fortalecimento das ações de Segurança Alimentar e Nutricional e Direito Humano a Alimentação Adequada. Nesse sentido, foi desenvolvido um curso, totalmente gratuito, nos moldes de educação à distância com um total de 160 horas distribuídas em módulos assíncronos, com exceção do primeiro módulo. O curso foi dividido em seis módulos e foi ainda previsto um momento para planejamento de ações e gestão, a fim de orientar o desenvolvimento do projeto final pelo aluno e a avaliação do curso e do aluno. Se por um lado o total de concluintes não foi alto, por outro entendemos que o curso cumpriu seus objetivos com a produção final, pelos concluintes, de projetos de educação alimentar e nutricional capazes de contribuir na construção de cidadania na prática.
Mostrar mais

13 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE FARMÁCIA, ODONTOLOGIA E ENFERMAGEM DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DOUTORADO EM ENFERMAGEM LUCIANA VIEIRA DE CARVALHO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE FARMÁCIA, ODONTOLOGIA E ENFERMAGEM DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DOUTORADO EM ENFERMAGEM LUCIANA VIEIRA DE CARVALHO

benefícios contribuir no aprimoramento de tecnologias educacionais direcionadas as pessoas cegas e videntes, de forma que o conhecimento que será construído a partir desta pesquisa possa incentivar outros profissionais a desenvolverem materiais educativos acessíveis ao público cego, como meio de ampliar o conhecimento desta população a diferentes temáticas sobre a saúde, contribuindo para fortalecimento do autocuidado. O pesquisador se compromete a divulgar os resultados obtidos nesta pesquisa. É assegurada a desistência da participação em qualquer etapa do processo de avaliação sem nenhum dano ou prejuízo, sendo retirado o consentimento e seus dados da referida pesquisa. Em caso de dúvidas procure-me no e-mail: lucianavcarvalho@hotmail.com. Atenção: se você tiver alguma consideração ou dúvida, sobre a sua participação na pesquisa, entre em contato com o Comitê de Ética em Pesquisa da UFC/PROPESQ. Rua Coronel Nunes de Melo, 1000 - Rodolfo Teófilo, fone: 3366-8344/46. (Horário: 08:00 -12:00 horas de segunda a sexta-feira). O CEP/UFC/PROPESQ é a instância da Universidade Federal do Ceará responsável pela avaliação e acompanhamento dos aspectos éticos de todas as pesquisas envolvendo seres humanos. Sua participação é muito valiosa. Espero poder contar com suas contribuições. Agradeço desde já. Atenciosamente,
Mostrar mais

102 Ler mais

Cad. Saúde Pública  vol.23 número6

Cad. Saúde Pública vol.23 número6

Para abrir a primeira parte do livro, o capítulo De- senvolvimento e Uso de Tecnologias Educacionais no Contexto da AIDS e da Saúde Reprodutiva: Reflexões e Perspectivas, desenvolvido por Simone Monteiro, Eliane Vargas & Marly Cruz, observa a utilização de materiais educativos no campo da saúde, por meio de uma revi- são bibliográfica e do levantamento de materiais sobre DST/HIV/AIDS e de temas ligados a essa área. Propõe o desenvolvimento de uma visão crítica do contexto de produção e utilização desses materiais contribuindo, assim, para uma leitura que tenha como compromis- so principal refletir e levantar conceitos que possam se tornar relevantes para a compreensão do fenômeno de comunicação/educação em saúde.
Mostrar mais

2 Ler mais

REFLEXÕES SOBRE O USO PEDAGÓGICO DAS TIC A PARTIR DE NARRATIVAS AUTOBIOGRÁFICAS DE PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA

REFLEXÕES SOBRE O USO PEDAGÓGICO DAS TIC A PARTIR DE NARRATIVAS AUTOBIOGRÁFICAS DE PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA

Resumo: Este estudo propõe uma reflexão sobre as tecnologias, o ensino e a aprendizagem na escola contemporânea, objetivando apresentar os desafios e avanços dados pela educação em busca de uma formação de professores aptos a utilizarem as tecnologias em suas práticas pedagógicas na sala de aula de língua portuguesa. Focalizando na formação do professor de língua portuguesa, propomos uma articulação entre as teorias que discutem as tecnologias educacionais com as de letramento e letramento digital. No plano metodológico, partimos de uma pesquisa qualitativa, a qual nos propiciou desenvolver uma análise interpretativista em narrativas autobiográficas escritas por professores de língua portuguesa de escolas públicas de Alagoas. Nela, identificamos que a escola pública precisa caminhar cada vez mais em busca do letramento digital de professores e alunos, isso por meio de atitudes de valorização da formação docente, o que pode estimular o desenvolvimento de práticas de ensino mais atrativas que possibilitem a obtenção de resultados mais satisfatórios no tocante ao desempenho dos alunos e no processo motivacional do professor.
Mostrar mais

16 Ler mais

Show all 5601 documents...