Top PDF Biodegradação de agentes quelantes e fitoextração induzida em área contaminada por chumbo

Biodegradação de agentes quelantes e fitoextração induzida em área contaminada por chumbo

Biodegradação de agentes quelantes e fitoextração induzida em área contaminada por chumbo

O elevado desenvolvimento industrial e econômico ocorrido nas últimas décadas, sobretudo das atividades de mineração, agrícolas e reciclagem de metais, têm contribuído decisivamente no aumento das concentrações de metais pesados nos solos. O trabalho objetivou avaliar o desempenho do sorgo (Sorghum Bicolor (L.) Moench) e vetiver (Chrysopogon zizanoides (L.) Roberty) na fitoextração induzida de Pb por ácido cítrico em campo, em solo corrigido com escória silicatada e calcário dolomítico, em uma área contaminada por resíduos de baterias automotivas. Para a fitoextração foram utilizadas plantas de sorgo e vetiver. Os tratamentos foram constituídos pelos tipos de correção do solo: com calcário dolomítico e a escória silicatada, com uma dose de 4,74 e 12,80 t ha -1 , respectivamente. O ácido cítrico (40 mmol kg -1 ) foi aplicado em cada parcela experimental no 63º dia de cultivo visando solubilizar o chumbo. A aplicação da escória silicatada para correção da acidez do solo, e consequente fornecimento do Si, promoveu significativo aumento da produção de matéria seca, para ambas as plantas em relação a correção com calcário dolomítico. O sorgo em solo corrigido com a escória silicatada com aplicação do quelante, promoveu uma remoção de 13,25 kg ha -1 de Pb. O ácido cítrico aplicado na dose de 40 mmol kg -1 de solo foi eficiente na solubilização do Pb do solo e na indução da remoção de Pb pelas espécies. O ácido cítrico comercial é indicado para uso na área, em virtude do baixo custo financeiro e alta biodegradabilidade. Devido a baixa solubilidade natural do Pb e ao elevado tempo requerido (mais de 900 anos), a fitoextração sem aplicação de quelantes não é viável para remediar a área em estudo. O sorgo cultivado em solo corrigido com a escória silicatada, aliado a aplicação de quelante, são os programas de fitoextração recomendados para a remediação de setores da área com contaminação moderada de chumbo. Para concentrações mais elevadas do metal, outras abordagens de remediação devem ser adotadas visando tornar o processo prática e economicamente viável.
Mostrar mais

97 Ler mais

Fitorremediação de solo contaminado por chumbo: efeitos de agentes quelantes sintéticos e naturais na dessorção, lixiviação e fitoextração

Fitorremediação de solo contaminado por chumbo: efeitos de agentes quelantes sintéticos e naturais na dessorção, lixiviação e fitoextração

Dentre as técnicas de fitorremediação, a fitoextração é a técnica mais promissora e que tem despertado maior atenção dos pesquisadores desde que foi proposta por Chaney (1983) como uma tecnologia para recuperar solos poluídos por metais. O processo de fitoextração de metais do solo depende da habilidade das plantas selecionadas crescerem e acumularem metais sob as condições climáticas e de solo específicas da área a ser remediada. Duas abordagens têm sido usadas para atingir esta meta: o uso de plantas com excepcional capacidade natural de acumulação de metal, as chamadas hiperacumuladoras; no entanto uma característica geral dessas espécies é o crescimento lento e a limitada produção de biomassa (Cunningham et al., 1995; Comis, 1996; Ebbs et al., 1997). Outra estratégia é a utilização de plantas cultivadas de alta produção de biomassa, a exemplo de milho (Zea mays) e mostarda da Índia (Brassica juncea), associadas a um método de fitoextração induzida por agentes quelantes (Huang et al., 1997; Salt et al., 1998; Nascimento et al., 2006).
Mostrar mais

85 Ler mais

Efeito do silicato de cálcio na fitoextração induzida em solo contaminado por chumbo

Efeito do silicato de cálcio na fitoextração induzida em solo contaminado por chumbo

A fitoextração tem despertado especial atenção de pesquisadores para remoção de metais pesados presentes em solos contaminados. Na fitoextração induzida, faz-se necessário o uso de plantas que tenham a capacidade de crescer e acumular metais, aliadas à utilização de agentes quelantes. O objetivo deste trabalho foi avaliar a capacidade dos quelantes NTA, EDTA e ácido cítrico, aplicados em doses crescentes, com a utilização de plantas de milho, cultivadas em solo contaminado com Pb. O ensaio foi montado em esquema fatorial e distribuído segundo o delineamento em blocos casualizados, utilizando-se quatro doses de cada quelante, acrescidos de um tratamento-controle (solo contaminado sem quelante), com três repetições. Nos vasos contendo 5,5 dm -3 de solo, foram aplicadas doses de 0, 3, 5, 7 e 10 mmol kg -1 de EDTA e NTA e doses de 0, 5, 10, 15 e 30 mmol kg -1 de ácido cítrico, 9 dias antes da colheita das plantas, realizado aos 72 dias de cultivo. A eficiência dos quelantes na remoção líquida de Pb do solo seguiu o ordem EDTA> ácido cítrico> NTA. EDTA, com índice de translocação 1,49, foi o quelante mais eficiente para induzir a fitoextração de Pb em plantas de milho. Ácido cítrico na concentração de 30 mmol dm -3 promoveu substancial remoção líquida de Pb do solo, sendo indicada para programas de fitoextração induzida na área devido a sua rápida degradação sem riscos de lixiviação de metais.
Mostrar mais

83 Ler mais

Aplicação de métodos geofísicos no monitoramento de área contaminada sob atenuação natural.

Aplicação de métodos geofísicos no monitoramento de área contaminada sob atenuação natural.

Em novembro de 1985, foram detectados odores em poços de abastecimento nos arredores da área de infiltração. Análises quími- cas realizadas em amostras coletadas em poços próximos à indús- tria indicaram contaminação da água subterrânea. Posteriormente, foram efetuadas análises químicas nos resíduos infiltrados com vis- tas à caracterização de sua composição química, cujo resultado per- mitiu estabelecer a correlação com os contaminantes presentes nas águas subterrâneas (Tabela 1) (COMPANHIA DE TECNOLOGIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL, 1997).

8 Ler mais

Aplicação do método eletromagnético transiente em área contaminada sob atenuação natural

Aplicação do método eletromagnético transiente em área contaminada sob atenuação natural

Este trabalho discute a aplicabilidade do método geofísico Eletromagnético Transiente (TEM) a partir de análise comparativa com o método de Eletrorresistividade, em uma área industrial contaminada por derivados de petróleo e atualmente sob processos de Atenuação Natural. Dentre os contaminantes presentes no solo e água subterrânea estão o Benzeno, Tolueno, Xileno, 1,2 Dicloroetano, Sódio, Cloreto e Sulfato. A remediação da área é realizada exclusivamente por Atenuação Natural, ou seja, ação de processos físicos, químicos e biológicos responsáveis pela degradação, dispersão e diluição dos contaminantes. Foram utilizadas as técnicas de sondagem eletromagnética de “loop” central, caminhamento eletromagnético, sondagem elétrica vertical e caminhamento elétrico. Os resultados apresentam uma anomalia de baixa resistividade adjacente aos poços de injeção, e anomalias de alta resistividade sob estes poços. A grande área abrangida pela anomalia de baixa resistividade é fruto principalmente da biodegradação dos contaminantes de fase líquida leve não aquosa – LNAPL, cujas sucessivas quebras em compostos mais simples por ação de microorganismos resulta em ácidos orgânicos que corroem grãos minerais, que são liberados ao meio sob a forma iônica. A pequena área abrangida pela anomalia de alta resistividade é produto da concentração de contaminantes pouco degradados, caracterizados por elevada resistividade em relação á água. O TEM se mostrou aplicável no estudo de áreas contaminadas e o processo de Atenuação Natural está sendo eficaz na remediação da área.
Mostrar mais

184 Ler mais

Assinaturas geoelétricas em área contaminada por hidrocarboneto no pólo industrial de Cubatão - SP

Assinaturas geoelétricas em área contaminada por hidrocarboneto no pólo industrial de Cubatão - SP

Os valores de resistividade entre 50 e 300 ohm.m, obtidos no imageamento 2D-L3, representam as fácies arenosas na zona não saturada, enquanto os demais valores correspondem às fácies a[r]

103 Ler mais

Concentração de metais pesados em espécies arbóreas utilizadas para revegetação de área contaminada.

Concentração de metais pesados em espécies arbóreas utilizadas para revegetação de área contaminada.

RESUMO - O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial das espécies arbóreas Cordia africana Lam., Mimosa caesalpineafolia Benth., Acacia angustissima (Mill.) Ktze. e Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan na fitoestabilização de metais pesados presentes em um substrato contaminado. Foram selecionados, aleatoriamente, quatro exemplares de cada espécie para realização do estudo. Amostras de substrato na projeção da copa de cada exemplar arbóreo foram coletadas nas profundidades de 0-10; 10-30 e 30-50 cm, para determinação da concentração pseudototal e fracionamento químico de metais pesados. De cada indivíduo, foram coletados dados referentes à profundidade das raízes, DAP (diâmetro a altura do peito), diâmetro de copa e altura das plantas. Amostras de folha, caule, casca e raiz foram coletadas para determinação dos metais pesados zinco (Zn), manganês (Mn), cádmio (Cd), chumbo (Pb) e cobre (Cu) nas diferentes partes da planta. A concentração de Cd no substrato foi acima do valor de investigação definido pelo CONAMA (3,0 mg kg -1 ), evidenciando contaminação com esse
Mostrar mais

7 Ler mais

Fitorremediação induzida do chumbo com feijão-de-porco (Canavalia ensiformes (L.) D.C.)

Fitorremediação induzida do chumbo com feijão-de-porco (Canavalia ensiformes (L.) D.C.)

A fitoextração de metais pesados pelas plantas pode ser potencializada pelo uso de agentes quelantes no solo. Estes agentes quando aplicados permitem que elementos pouco solúveis, como alguns metais pesados, estejam mais disponíveis à absorção pelas plantas, (PEREIRA, 2005). Gabos et al. (2009) trabalhando com a aplicação de EDTA em solo contaminado com Pb, verificaram que o feijão-de-porco acumulou mais Pb em seu interior devido à maior disponibilidade do metal à planta, causada pela aplicação do agente quelante no solo, principalmente, porque a aplicação do EDTA favoreceu a mobilidade do metal no solo. Pereira (2005) também relatou que a aplicação do agente quelante potencializava a absorção do chumbo pelo feijão-de-porco, aumentando em sete vezes a concentração do mesmo em sua parte aérea. Adicionalmente, o efeito tóxico minimizado pela complexação com EDTA, facilita o transporte interno na planta (MOREIRA e MOREIRA, 2004).
Mostrar mais

75 Ler mais

Cálculo de população exposta ou potencialmente exposta em uma área contaminada para cadastro no SISSOLO

Cálculo de população exposta ou potencialmente exposta em uma área contaminada para cadastro no SISSOLO

 Para o preenchimento deste campo no SISSOLO, é sugerido pelo Ministério da Saúde, a inserção do número total de pessoas expostas ou potencialmente expostas à área contaminada, considerando um raio de 1 km ao redor do ponto de georreferenciamento da área contaminada.

56 Ler mais

Avaliação de área contaminada por mercúrio total em Descoberto Minas Gerais

Avaliação de área contaminada por mercúrio total em Descoberto Minas Gerais

Os resultados obtidos na avaliação da contaminação do solo indicam a presença de mercúrio na área avaliada com concentrações superiores ao Valor de Referencia de Qualidade (VRQ) proposto pela CETESB (0,05 ppm) para solos agrícolas, mas abaixo do Valor de Prevenção. Considerando o valor natural (backgroud) verificado para a região (0,3 ppm) apenas uma amostra apresentou concentração superior a tal, mas deve ser observado que esse valor de backgroud é consideravelmente elevado se observado o Valor de Referencia da Qualidade (0,05 ppm) sugerido pela CETESB para o Estado de São Paulo. Também pode ser observado um aumento nos teores de mercúrio no período de estiagem, este fato era de se esperar em função de menor percolação de água no perfil de solo e nos sedimentos e, portanto, menor lixiviação de mercúrio.
Mostrar mais

63 Ler mais

Aplicação da técnica de caminhamento elétrico em área contaminada por derivados de petróleo

Aplicação da técnica de caminhamento elétrico em área contaminada por derivados de petróleo

RESUMO. Os m´etodos geof´ısicos s˜ao ferramentas consagradas de investigac¸˜ao do meio f´ısico, amplamente empregadas no diagn´ostico e monitoramento de ´areas contaminadas, sempre em conjunto com t´ecnicas diretas de investigac¸˜ao, como an´alises qu´ımicas. Dentre estes, a eletrorresistividade ´e uma das ferramentas mais comumente utilizadas em estudos de contaminantes em solo e ´agua subterrˆanea, devido ao elevado contraste de propriedades el´etricas entre o meio geol´ogico e os tipos contaminantes freq¨uentemente encontrados neste meio, essencialmente constitu´ıdos por compostos orgˆanicos e inorgˆanicos. Estudos geof´ısicos em ´areas impactadas por derivados de petr´oleo descrevem anomalias tanto de baixa resistividade quanto de elevada resistividade, confirmadas como fase contaminante por meio de an ´alises qu´ımicas. Este aparente contradic¸˜ao pode refletir processos de degradac¸˜ao, associado ao tempo de residˆencia de contaminantes no meio, por meio da gerac¸˜ao de subprodutos que alteram as propriedades f´ısicas do meio, principalmente pela dissoluc¸˜ao mineral por ac¸˜ao de ´acidos orgˆanicos e pela neoformac¸˜ao de minerais de ´oxidos e hidr´oxidos de ferro. Atenuac¸˜ao Natural define uma s´erie de processos f´ısicos, qu´ımicos e biol´ogicos que permitem a degradac¸˜ao, dispers˜ao e diluic¸˜ao de contaminantes de forma natural, ou seja, livre da intervenc¸˜ao humana. Este trabalho apresenta a aplicac¸˜ao da t´ecnica de caminhamento el´etrico em uma ´area industrial contaminada por benzeno, tolueno, xileno, 1,2 dicloroetano e sais inorgˆanicos e discute as alterac¸˜oes f´ısicas do meio contaminado por meio dos resultados obtidos, sob a ´otica dos processos de atenuac¸˜ao natural em curso na ´area de estudos.
Mostrar mais

10 Ler mais

Injeção de ozônio em solo proveniente de área contaminada por compostos orgânicos...

Injeção de ozônio em solo proveniente de área contaminada por compostos orgânicos...

AlumÍnio, Ferro e Manganês também foram detectadas em água subterrânea conforme os resultados das amostras coletadas durante os trabalhos de campo. Elementos traços[r]

135 Ler mais

ESTUDO DE MICRORGANISMOS PRESENTES EM UMA ÁREA CONTAMINADA POR GASOLINA COMERCIAL

ESTUDO DE MICRORGANISMOS PRESENTES EM UMA ÁREA CONTAMINADA POR GASOLINA COMERCIAL

Segundo Perriello (2006), algumas bactérias na presença de oxigênio são capazes de degradar alcanos, decorrentes de poluentes petrolíferos, por metabolismo único ou cometabolismo. Kang et al. (2005) isolaram bactérias capazes de degradar hidrocarbonetos aromáticos pela cultura de enriquecimento usando o benzeno, tolueno, etilbenzeno e xileno (BTEX) como única fonte de carbono. Dörr (2008) utilizou amostras de água subterrânea contaminada por hidrocarbonetos monoaromáticos para a obtenção de consórcios de bactérias degradadoras de BTEX. Nikolova e Nenov (2005) estudaram o potencial de degradação
Mostrar mais

9 Ler mais

Efeitos da doxicilina na hipertensão arterial induzida pela exposiçao ao chumbo: quantificação de pepídeos vasoativos

Efeitos da doxicilina na hipertensão arterial induzida pela exposiçao ao chumbo: quantificação de pepídeos vasoativos

O peso dos animais e a pressão arterial de cauda foram determinados uma vez por dia, durante sete dias de exposição ao chumbo e tratamento com doxiciclina. Os animais foram pesados em uma balança para pequenos animais. O método utilizado para aferir pressão arterial sistólica dos ratos foi por pletismografia de cauda. Este método consiste em colocar a cauda do animal dentro de um esfignomanômetro conectado a um sensor. O animal é colocado em um contensor de acrílico e levado ao bioaquecedor de 40 ºC dentro de um contensor de acrílico. O animal permanece neste local por 10 minutos e em seguida levado ao pletismógrafo contendo um esfignomanômetro que será envolvido na cauda do rato. O animal permanece neste local por cerca de 3-5 minutos em estado de vigília para se acostumar com o ambiente evitando que o estresse induzido por ele não interfira na pressão arterial. A temperatura é necessária para promover um aquecimento do animal, levando a uma dilatação da artéria caudal. Após este período, o esfignomanômetro é inflado, promovendo a compressão da artéria caudal do animal e possibilitando a medida de pressão realizada pelo aparelho. São aferidas três mediadas sucessivas para cada animal.
Mostrar mais

68 Ler mais

Quelantes como aditivos anti-hidratação da magnésia.

Quelantes como aditivos anti-hidratação da magnésia.

A magnésia confere aos concretos excelentes propriedades refratárias aliadas a uma elevada resistência a escórias básicas. Entretanto, na presença de água, ela se hidrata em uma reação expansiva formando o hidróxido de magnésio. A expansão gerada, se não for controlada ou reduzida, danifica a estrutura do material podendo até levar à sua completa desintegração. Neste trabalho, aditivos conhecidos como quelantes foram adicionados à suspensão de sínter de magnésia, com e sem cimento de aluminato de cálcio, a fim de evitar a reação de hidratação da magnésia. Sob o ponto de vista químico, foram realizadas medidas de potencial zeta e grau de hidratação, correlacionando a mudança da carga superficial da magnésia gerada pela presença dos aditivos à quantidade de hidróxido formada. Sob o ponto de vista mecânico e físico, foram realizados o monitoramento da expansão volumétrica aparente e o registro de imagens das amostras. O melhor aditivo anti-hidratação para as amostras com aluminato de cálcio foi o ácido cítrico. A adição de apenas 0,3%-p foi capaz de quase anular a quantidade de hidróxido formada e adicionalmente zerar a expansão. Palavras-chave: magnesia, brucita, hidratação, quelantes.
Mostrar mais

8 Ler mais

Cinética de liberação de chumbo de solos de área de mineração e metalurgia de metais pesados.

Cinética de liberação de chumbo de solos de área de mineração e metalurgia de metais pesados.

apenas os teores da amostra de referência 1. Aliado aos baixos teores de argila, o solo 6 apresentou os menores teores de carbono orgânico. Quanto à cinética de liberação, verificou-se que na profundidade de 20 a 40 cm do solo 6 o Pb foi liberado mais rapidamente (maior coeficiente angular em relação às demais amostras - Quadro 4), refletindo a pouca retenção devido aos baixos teores de argila e matéria orgânica do solo. A maior distância vertical e horizontal do solo 7 à fabrica (Quadro 1) reduziu a sua contaminação com Pb particulado, em relação ao solo 3 (Quadro 3). O ambiente contaminado por influência de lavagem da fábrica (rica em poeiras e resíduos da metalurgia) por água pluvial (faixa compreendida entre o rio Ribeira e a fábrica - Figura 1) foi representado pelo ponto 8 (Quadros 3 e 4 e Figura 4). Em avaliação preliminar da área (dados não publicados), os teores totais de Pb nas pilhas de resíduos de vários aspectos e cores deixadas no pátio da fábrica chegaram à ordem de 200.000 mg kg -1 . A porção mais superficial do solo 8,
Mostrar mais

10 Ler mais

Indicadores de qualidade de solos em área de mineração e metalurgia de chumbo: I - microrganismos.

Indicadores de qualidade de solos em área de mineração e metalurgia de chumbo: I - microrganismos.

A área de mineração e metalurgia de Pb situa-se no município de Adrianópolis (PR), na localidade de Panelas de Brejaúvas, distante 12 km da sede do mu- nicípio e próxima às margens do rio Ribeira, na divisa com o Estado de São Paulo. Em 1995, após 50 anos de atividade, uma empresa mineradora encerrou suas atividades, deixando a céu aberto, sem nenhuma pro- teção, aproximadamente 177 Gg de resíduos de beneficiamento de Pb (Eysink, 1988). Na área era evidente a grande degradação do meio ambiente, com ocorrência de intenso processo erosivo, facilitado pelo relevo acidentado (Figura 1), grande número de bocas de túneis de mineração, estradas degradadas, extensas áreas com escórias do beneficiamento de Pb espalha- das sobre o solo e abandono da fábrica.
Mostrar mais

15 Ler mais

Comportamento de íons chumbo, cobre, níquel e zinco em área de manguezal associado...

Comportamento de íons chumbo, cobre, níquel e zinco em área de manguezal associado...

Nas plantas atua como componente ou cofator de várias enzimas. Pode ser encontrado natureza, principalmente, sob a forma de sulfetos, associado aos minérios de chumbo (galena), cobre (calcopirita), prata (argentita) e ferro (pirita) (JESUS, 2001). Entre seus minérios mais abundantes estão a esfarelita (ZnS) e wurtzita (ZnFe) e em menor quantidade a smithsonita (ZnCO 3 ), willemita (ZnSiO 4 ),

75 Ler mais

Exposição a pesticidas organoclorados e desenvolvimento cognitivo em crianças e adolescentes residentes em uma área contaminada no Brasil.

Exposição a pesticidas organoclorados e desenvolvimento cognitivo em crianças e adolescentes residentes em uma área contaminada no Brasil.

Ademais, a associação negativa entre a residência materna em Cidade dos Meninos e seis dos sete escores cogni- tivos, e uma maior chance de residência materna neste local para os [r]

16 Ler mais

Caracterização ambiental e estudo do comportamento do chumbo, zinco e boro em área...

Caracterização ambiental e estudo do comportamento do chumbo, zinco e boro em área...

A partir dessa realidade, foram efetuadas investigaçöes em solos, sedimentos, águas subterrâneas e superficiais, visando a caracterização ambiental da área e o. estudo do[r]

264 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados