Top PDF Busca e uso da informação na autogestão corporal

Busca e uso da informação na autogestão corporal. :: Brapci ::

Busca e uso da informação na autogestão corporal. :: Brapci ::

A sociedade atual apresenta particularidades e dinamismo próprios. É uma sociedade pós-tradicional, não mais sujeita à tradição, onde as ações dos indivíduos são orientadas e conduzidas por decisão própria. É uma sociedade de risco, pois, ao mesmo tempo em que oferece autonomia de escolhas, torna o indivíduo responsável pelos riscos delas decorrentes. É uma época em que ações sociais são reformuladas constantemente com base nas informações, tendo em vista o aumento e maior circularidade dessas informações. Assim, o corpo, como materialidade que identifica e diferencia o indivíduo, passa a se constituir como o centro das decisões; passa a ser explorado e experimentado, emitindo informação nas relações sociais e promovendo condições de autopercepção. Investiga-se as estratégias de busca e uso da informação na autogestão corporal junto a praticantes de musculação, objetivando: analisar a influência das informações disseminadas por mídias, sistemas peritos e especialistas na constituição, pelos sujeitos, de padrões de beleza corporal e como essas informações orientam a autogestão corporal; examinar o ambiente social da academia de ginástica como capaz de permitir relações de socialidade e de autogestão, que apontam caminhos para a construção da auto-identidade. Para a coleta de dados, além da técnica de observação participante, recorreu- se à entrevista semi-estruturada, envolvendo 14 praticantes de musculação de uma academia de ginástica, localizada em Teresina (PI). Os resultados obtidos mostram que as práticas corporais em instituição social como a academia de ginástica constituem respostas ao indivíduo, situado em ambiente de incertezas características da contemporaneidade; proporcionam oportunidade de interação presencial com interlocutores com interesses comuns e conduzem ao autoconhecimento, através de informações obtidas de fontes formais e informais, e daquelas emitidas pelo próprio corpo. Entende-se que a informação acontece através do processo
Mostrar mais

1 Ler mais

NOVAS TECNOLOGIAS, A BUSCA E O USO DE INFORMAÇÃO NO ENSINO MÉDIO

NOVAS TECNOLOGIAS, A BUSCA E O USO DE INFORMAÇÃO NO ENSINO MÉDIO

RESUMO O artigo resulta de pesquisa de doutorado sobre como os jo- vens do ensino médio buscam e usam a informação por meio das novas tecnologias para a formação escolar. A pesquisa é de natureza qualitativa, com a realização de grupos de discussões em três escolas privadas do ensino médio, sendo uma de for- mação profissional e tecnológica do Distrito Federal. O método documentário fundamentou a análise dos grupos de discussão. Os resultados mostram que os estudantes percebem o ensino médio como “treinamento” para o vestibular. As escolas não desenvolvem estratégias para o ensino da busca e do uso da informação. Os estudantes usam o google, por considerarem a forma mais rápida de acessar a informação; estudam de forma tradicional, com resumos e leituras, mas agregam alguns recur- sos da internet como videoaulas; preferem usar material im- presso para reduzir o risco de desatenção; não usam a biblioteca escolar e relatam distanciamento entre a biblioteca escolar e a prática docente. Por fim, o artigo apresenta diretrizes para me- lhorar a busca e o uso da informação no espaço escolar. Palavras-chave: Ensino Médio. Tecnologias da comunicação e informação. Com-
Mostrar mais

14 Ler mais

Uso de informação estrutural para melhorar qualidade de busca em coleções web

Uso de informação estrutural para melhorar qualidade de busca em coleções web

Nesta tese, são investigados diferentes meios de como melhorar processos de busca por informação em coleções de páginas Web através do uso da estrutura das páginas. Para tanto, são propostos: (i) um novo modelo de representação do conteúdo de Web sites em sistema de recuperação de informação que leva em consideração a estrutura interna das páginas; (ii) um método de identificação automática da estrutura interna das páginas Web, de acordo com o modelo de representação do conteúdo de Web sites proposto neste trabalho; e (iii) um conjunto de 9 funções baseadas em blocos capazes de distinguir o impacto de ocorrências de termos dentro dos blocos das páginas, on invés de dentro das páginas completas. Estas funções, que são usadas para compilar uma versão modificada da função de ordenação BM25, possuem a vantagem de não requerer processos de aprendizagem nem qualquer outro tipo de intervenção manual para computar as ordenações de respostas para as consultas, tal como requerido por trabalhos anteriores.
Mostrar mais

142 Ler mais

o pensamento reflexivo na busca e no uso da informação :: Brapci ::

o pensamento reflexivo na busca e no uso da informação :: Brapci ::

experiências e reflexões sobre a busca e o uso da infor- mação, ocorridas na educação básica e na graduação, bem como os sentimentos extraídos dessas experiências. Adicionalmente, os fatores relacionados ao processo de letramento informacional que ocorre na pós-graduação são: cultura acadêmica, atitude do pro- fessor em relação à busca e ao uso da informação, con- cepção de ensino-aprendizagem, infraestrutura e custos da informação e consciência do grau de competência informacional. Esses fatores são interdependentes e refletem-se na eficácia e na qualidade da busca e do uso da informação, e, consequentemente, na produção do conhecimento. Considerando que os pesquisadores em formação serão responsáveis pela formação de novos profissionais, que poderão atuar como professores e/ou pesquisadores, então, as experiências e sentimentos dos aprendizes na educação básica e graduação são influen- ciadas por esses profissionais.
Mostrar mais

12 Ler mais

um modelo apoiado nos  de busca,  e uso de informação e de tecnologias de informação e comunicação :: Brapci ::

um modelo apoiado nos de busca, e uso de informação e de tecnologias de informação e comunicação :: Brapci ::

Nessa perspectiva, influencia tanto o comportamento voltado ao compartilhamento de informação que, por sua vez, necessita de uma linguagem comum, objetivos compartilhados para a socialização das aprendizagens, quanto o comportamento de busca de informação que, depende da estrutura física institucional existente na organização, bem como dos sistemas tecnológicos que facilitem a captação e organização de dados e informações, assim como, o acesso à informação e a distribuição por meio dos fluxos de informação. As características da organização e outros fatores institucionais como: fluxos de comunicação, políticas de informação e uso de tecnologias também contribuem para esse contexto.
Mostrar mais

24 Ler mais

Padrões de comportamento de busca e uso de informação por pesquisadores de biologia molecular e biotecnologia

Padrões de comportamento de busca e uso de informação por pesquisadores de biologia molecular e biotecnologia

O comportamento de busca e uso de informação dos pesquisadores da área de biologia molecular e biotecnologia foi analisado com base no modelo de David Ellis, verificando como a informação científica em meio digital altera este comportamento. Constituiu-se de pesquisa qualitativa, que, para a coleta de dados, utilizou questões abertas, com entrevista aos pesquisadores do Departamento de Biologia Molecular e Biotecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Os dados foram trabalhados em uma base de dados desenvolvida no software de análise qualitativa Nvivo versão 2.0, em conformidade com técnicas de codificação o método comparativo constante. Os resultados mostraram um perfil de comportamento de busca e uso de informação do grupo de pesquisadores, com suas principais características, em vários aspectos, geradas pelo uso das tecnologias, destacando a não- linearidade da busca e obtenção da informação. Constatou-se que os periódicos científicos eletrônicos são a principal fonte de informação destes pesquisadores, e que são amplamente utilizados e aceitos, mas o mesmo não acontece com aqueles de acesso livre, ainda usados de modo restrito. Conclui, também, que o modelo de Ellis é válido, com ampliações e modificações. Sugere novos temas de estudo relacionados ao enfoque pesquisado.
Mostrar mais

9 Ler mais

TRAJETÓRIAS COGNITIVAS SUBJACENTES AO PROCESSO DE BUSCA E USO DA INFORMAÇÃO: FUNDAMENTOS E TRANSVERSALIDADES

TRAJETÓRIAS COGNITIVAS SUBJACENTES AO PROCESSO DE BUSCA E USO DA INFORMAÇÃO: FUNDAMENTOS E TRANSVERSALIDADES

Resumo: Analisam-se as possíveis trajetórias cognitivas decorrentes do processo de busca, recuperação e uso da informação, no âmbito da educação e na inter-relação desta com a ciência da informação, na perspectiva da construção do conhecimento, demonstrando a aplicabilidade dos estudos cognitivos neste processo, abrangendo a relação dos sujeitos intervenientes, no sentido de ampliar a compreensão dos fenômenos informacionais, que ocorrem na dinâmica da transferência da informação, considerando que esta é um ato pedagógico. Apresentam- se por contiguidade de conhecimentos e necessidades, os principais representantes das correntes cognitivas educacionais, como substrato aos processos de recuperação, compreensão, reflexão e criticidade essenciais à construção do conhecimento científico, com destaque para o domínio dos vários níveis de leitura e o desenvolvimento de competências para buscar e usar a informação.
Mostrar mais

27 Ler mais

O papel da experiência na aprendizagem: perspectivas na busca e no uso da informação.

O papel da experiência na aprendizagem: perspectivas na busca e no uso da informação.

No Brasil, as discussões sobre a questão precisam ser intensificadas, principalmente no âmbito da educação básica, uma vez que a escola, de maneira geral, não tem contemplado em seu currículo o desenvolvimento das competências para buscar e usar a informação. Mesmo na universidade, lócus de ensino, pesquisa e extensão, parece haver pouca preocupação em sistematizar um programa de aprendizagem com esses conteúdos integrados aos conteúdos conceituais da área de estudo específica, extensivo ao corpo docente e discente. Especialmente na pós-graduação, em que os alunos devem apresentar uma dissertação e tese no final dos cursos de mestrado e doutorado, é inevitável, durante a pesquisa, a apreensão de algumas habilidades para produção do conhecimento científico. Nesse contexto, percebe-se a importância da experiência na busca e no uso da informação ao se realizarem questionamentos do tipo: por que as pessoas buscam primeiramente as fontes ou canais de informações que lhes estão mais próximos, em detrimento, às vezes, da sua qualidade? (Gasque, 2003;
Mostrar mais

10 Ler mais

perspectivas na busca e no uso da informação :: Brapci ::

perspectivas na busca e no uso da informação :: Brapci ::

A busca da informação relaciona-se ao modo como as pessoas procuram as informações que atendam às suas necessidades. Envolve a busca ativa ou passiva da informação, planejamento, estratégias e motivação para atingir objetivos, monitoração de estratégias, conhecimento e definição de canais ou fontes de informação potenciais, competências para usar tecnologias da informação e avaliação desse processo. O uso da informação compõe-se de atividades em que o indivíduo se engaja para apreender a informação e transformá-la em conhecimento. Compreende habilidades intelectuais como decodificação, interpretação, controle e organização do conhecimento. A decodificação e a interpretação, por sua vez, incluem atividades de leitura, estabelecimento de relações entre o conhecimento prévio e as novas informações, comparação de vários pontos de vista e avaliação. Controle e organização relacionam-se propriamente à organização da informação por meio do uso de instrumentos cognitivos como resumos, esquemas, mapas conceituais e elaboração de textos.
Mostrar mais

10 Ler mais

Biblionline, João Pessoa, v. 12, n. 3, p. 94-111, jul.set., 2016 BUSCA E USO DA INFORMAÇÃO: UMA ABORDAGEM SOBRE AS HABILIDADES INFORMACIONAIS DE UNIVERSITÁRIOS

Biblionline, João Pessoa, v. 12, n. 3, p. 94-111, jul.set., 2016 BUSCA E USO DA INFORMAÇÃO: UMA ABORDAGEM SOBRE AS HABILIDADES INFORMACIONAIS DE UNIVERSITÁRIOS

O constante avanço das tecnologias de informação modifica e proporciona o desenvolvimento de diferentes ferramentas que contribuem para a evolução dos recursos informacionais. Diante desse contexto, a presente pesquisa objetiva investigar o processo de busca e uso da informação de universitários, tendo em vista a avaliação de suas habilidades informacionais. Para tanto, foi aplicado um questionário com questões fechadas e abertas, em uma amostra de 68 estudantes dos cursos de Arquivologia e Biblioteconomia, de uma universidade pública da região sul do Brasil. Os resultados apontaram que as fontes de informação mais utilizadas são os sites de busca, sendo o Google Acadêmico usado frequentemente, seguido dos livros. Quanto às estratégias de busca, a maioria dos participantes alegou usar frequentemente apenas as palavras-chave para realizar suas buscas. Já em relação aos critérios de qualidade para selecionar as fontes de informação destacam-se a confiabilidade e a atualidade da fonte. Um pouco mais da metade dos participantes mencionou que as vezes se depara com algumas dificuldades, estando entre elas o desconhecimento e a ausência de fontes de informação, bem como a falta de habilidades para o seu manuseio. Em síntese, os resultados indicam que os estudantes que participaram desta pesquisa dispõem de algumas habilidades informacionais, porém enfatiza-se a necessidade de um maior aprimoramento, principalmente em se tratando do acesso à fontes de informação mais diversificadas.
Mostrar mais

18 Ler mais

Monitoração ambiental no setor de biotecnologia: comportamento de busca e uso de informação em empresas de micro e pequeno portes de Minas Gerais

Monitoração ambiental no setor de biotecnologia: comportamento de busca e uso de informação em empresas de micro e pequeno portes de Minas Gerais

sou responsável pela parte de cotação, venda, representação dos produtos, sou responsável por toda as estratégias de marketing, lançamento de novos produtos, eu faço a parte de assessoria científica, resolvo todo tipo de problema/dúvida, eu gosto de fazer isto. E um pouco da parte administrativa, mas meu foco é marketing, vendas e técnica. Diariamente, todos os dias pela manhã converso pelo MSN com parceiros fora do Brasil, entre 8 e 9 horas, acredito que tenho que me manter informado constantemente sobre o que acontece em nosso setor aqui e fora daqui. Para mim obter informação diárias e atualizadas é vital para o nosso negócio, tanto do ponto de vista da manutenção deste, bem como para o seu crescimento. Feito isto procuro ler sobre tudo em nosso mercado, assinamos todas as revistas especializadas da área. Somente após esta rotina é que vou efetivamente trabalhar na área, além de, diariamente acessar à Internet, inclusive sábado e domingo.
Mostrar mais

144 Ler mais

busca e uso de informação por gerentes bancários :: Brapci ::

busca e uso de informação por gerentes bancários :: Brapci ::

Jannuzzi & Montalli (1999) analisam, de maneira abrangente, as várias terminologias encontradas na literatura brasileira e internacional sobre os termos informação tecnológica e informação para negócios. As autoras observam que, no que se refere à informação para negócios, alguns conceitos propostos em outros países expressam características que podem colaborar para o entendimento necessário ao termo. Tais conceitos se relacionam com o universo ao qual este tipo de informação se refere ou com o uso ao qual se destina. Dentro dessa perspectiva, destacam-se os conceitos apresentados por Montalli & Campello (1997). Nessa visão, informação para negócios é aquela que subsidia o processo decisório no gerenciamento das organizações, no que se refere aos seguintes aspectos: empresas, produtos, finanças, estatísticas, legislação e mercado. Já a informação tecnológica englobaria tanto a informação necessária quanto a informação gerada nos processos de aquisição, inovação, transferência de tecnologia, metrologia, certificação de qualidade, normalização e de produção. Embora as autoras evidenciem a diferença existente entre os dois termos, no presente estudo será adotada a idéia mais ampla que corresponde à união dos termos. Isso quer dizer que consideraremos que informações sobre processos de aquisições ou inovações, por exemplo, podem subsidiar o processo de tomada de decisão dentro da organização.
Mostrar mais

12 Ler mais

: Brapci ::

: Brapci ::

O infográfico 2 apresenta alguns resultados em relação ao comportamento de busca de informação dos alunos. No curso presencial, apenas 10% dos alunos responderam utilizar o material disponibilizado no moodle 4 sempre, já na educação a distância esse número corresponde a 70%. Nas duas modalidades observa-se o uso frequente dos livros, com 78% dos entrevistados, o que também aparece nas pesquisas de Callinan (2005), Fatima e Ahmad (2008), Santos (2008), Baro, Onyenania e Osaheni (2010), Lage et al. (2014), dentre as fontes mais utilizadas pelos estudantes.
Mostrar mais

19 Ler mais

Comunicação da informação, gestão da informação e gestão do conhecimento

Comunicação da informação, gestão da informação e gestão do conhecimento

O mapeamento das competências informacionais dos pesquisadores em formação investigados evidencia que eles utilizam recursos básicos para buscar e usar a informação, nem sempre da forma mais eficiente, demonstrando pouco conhecimento e pouca consciência a respeito desses processos. Destacam-se os quatro aspectos mais significativos em relação aos padrões propos- tos pela ACRL (2000). Primeiramente, a partir da definição da necessidade informacional, pesquisadores em formação não planejam como buscar a informação. Agem, na verdade, de forma quase sempre impulsiva, isto é, a partir de uma força psíquica espontânea que leva a uma ação. Nesses termos, não existe identificação a priori de fontes e recursos informacionais. Em segundo lugar, pesquisadores demonstram pouco conhecimento a respeito das diversas fontes que podem ser usadas para buscar informações, adotando um método de busca mais restrito no que concerne aos canais utilizados. Além disso, em relação ao uso da internet, principal canal de acesso à informação, demonstram pouca compreensão dos sistemas de in- formação e das estratégias de busca da informação. Em terceiro lugar, os principais problemas em relação ao uso da informação referem-se à organização da informação e à percepção da própria aprendizagem. Em quarto lugar, pesquisadores possuem compreensão precária acerca dos aspectos socioeconômicos, legais e sociais do acesso e do uso da informação.
Mostrar mais

418 Ler mais

Análise do comportamento informacional na gestão da segurança cibernética da Administração Pública Federal

Análise do comportamento informacional na gestão da segurança cibernética da Administração Pública Federal

O modelo da Figura 7 preserva a estrutura de três módulos de Wilson. No primeiro módulo, o contexto das necessidades de informação abrange os profissionais responsáveis pela gestão da segurança cibernética na APF, no caso da pesquisa, os agentes públicos que realizaram o CEGSIC. O segundo módulo inicia-se com os mecanismos de ativação, que, no caso, podem ser: uma demanda envolvendo um novo evento de segurança, a análise de artefa- to malicioso ou a auditoria em sistemas comprometidos. Inserem-se, nesta etapa, as variáveis intervenientes (com ênfase no papel funcional) e o comportamento de busca de informação. Finalmente, o terceiro módulo refere-se ao uso da informação pelo agente público, com a fi- nalidade de atender a uma demanda dentro do seu ambiente de trabalho e de acordo com os papéis desempenhados na organização. Os procedimentos metodológicos e os instrumentos de coleta de dados aplicados ao modelo proposto estão detalhados na seção 3.4.
Mostrar mais

131 Ler mais

Universidade Federal de São Carlos Centro de Educação e Ciências Humanas Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade

Universidade Federal de São Carlos Centro de Educação e Ciências Humanas Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade

As mudanças sociais que vêm ocorrendo nas últimas décadas e o rápido avanço das tecnologias de comunicação e informação vêm modificando o papel da educação na sociedade contemporânea, transformando o modo de aprender das pessoas. A necessidade de competências ligadas à busca e uso da informação é exigência constante nesse novo cenário, e os profissionais ligados à educação, juntamente com as bibliotecas e sistemas de informação, têm um papel fundamental na formação da população. A presente pesquisa teve como objetivo geral verificar o comportamento de busca e uso da informação dos alunos do curso de licenciatura em pedagogia, nas modalidades a distância e presencial, da Universidade Federal de São Carlos, enfocando o impacto das novas tecnologias sobre este comportamento. Como embasamento teórico, realizou-se uma revisão da literatura específica sobre comportamento de busca, objetivando determinar parâmetros para a coleta de dados junto aos alunos pesquisados. Do ponto de vista metodológico, trata-se de um estudo de caráter descritivo-exploratório, a partir de um estudo de caso. O instrumento de coleta usado foi o questionário, aplicado presencialmente em ambos os grupos pesquisados. A partir dos questionários respondidos, foi realizada uma análise estatística descritiva, por variáveis; o cruzamento dessas variáveis; e uma análise inferencial através do método de Classificação por Árvore. Com os resultados desta pesquisa, foi possível obter um diagnóstico do comportamento de busca desses alunos, evidenciando que, em ambas as modalidades, as tecnologias de informação e comunicação influenciam este comportamento e colocam o aluno em uma posição de maior autonomia em relação aos acervos tradicionais das bibliotecas.
Mostrar mais

130 Ler mais

bases fundamentais para pesquisa científica :: Brapci ::

bases fundamentais para pesquisa científica :: Brapci ::

Resumo: Aborda as relações entre o comportamento informacional juntamente com o procedimento de busca da informação tratadas numa perspectiva interdisciplinar para aplicação da pesquisa de cunho cientifico. Com base na pesquisa fundamental apresentada para fundamentar o corpo textual, mostra como essas duas vertentes são importantes na conjectura da ciência. Entende-se que o comportamento de busca da informação e as TIC’s são componentes essenciais na formação do bibliotecário, sobretudo num contexto de produção e de reprodução de informações/textos em ambientes digitais, o que aponta para a construção de novos hábitos de leitura fundamentados no uso dos recursos tecnológicos disponíveis no século XXI.
Mostrar mais

20 Ler mais

Show all 10000 documents...