Top PDF Carcinoma Medular Tiróide Final 1

Carcinoma Medular Tiróide   Final 1

Carcinoma Medular Tiróide Final 1

Nódulo mal definido, de contornos irregulares, com cerca de 13mm de > diâmetro na porção posterior do lobo esquerdo da tiróide. Adenopatias patológicas da cadeia cervical t[r]

13 Ler mais

Diagnóstico laboratorial do carcinoma medular de tiróide: calcitonina basal e testes de estímulo

Diagnóstico laboratorial do carcinoma medular de tiróide: calcitonina basal e testes de estímulo

O custo para dosagem de calcitonina também é um fator importante quando pensamos na relação custo-benefício associada à abordagem de dosar calci- tonina em pacientes portadores de nódulos ti- roideanos. Nos Estados U nidos, uma dosagem de cal- citonina custa cerca de 100 dólares (8). No estudo de Niccoli e cols. (7), no qual 1.167 pacientes portadores de um ou mais nódulos de tiróide foram estudados com dosagem basal de calcitonina sérica por método imunométrico, 16 casos foram diagnosticados como portadores de CMT. Desta forma, o custo para detecção destes casos foi de 5.800 dólares por caso. Apesar deste valor ser alto, a identificação de CMT como nódulo palpável de tiróide está associada com percentual elevado de metástases, implicando em trata- mento adicional (8). Assim, o custo do rastreamento inicial com dosagem de calcitonina deve ser avaliado em comparação com a necessidade de diversas cirur- gias, radioterapia e quimioterapia, esta última muitas vezes utilizada em pacientes com doença metastática.
Mostrar mais

5 Ler mais

Carcinoma da tiróide de origem folicular – Normas de Orientação Clínica

Carcinoma da tiróide de origem folicular – Normas de Orientação Clínica

C. Após a discussão pública e a análise dos contributos recebidos, a presente Norma será submetida à avaliação científica do Departamento da Qualidade na Saúde e à validação científica final da Comissão Científica para as Boas Práticas Clínicas, criada por Despacho n.º 12422/2011, do Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, de 8 de setembro, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 181, de 20 de setembro de 2011 e alterada pelo Despacho n.º 7584/2012, do Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, de 23 de maio, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 107, de 1 de junho de 2012.
Mostrar mais

13 Ler mais

Carcinoma medular do rim.

Carcinoma medular do rim.

Ao exame anatomopatológico, o rim esquerdo media 11,0 x 6,5 x 3,8cm e pesava 290g; ao corte, apresentava em sua porção média medular lesão nodular de limites re- lativamente precisos, medindo 4,1 x 3,5 x 3,0cm. Esta era predominantemente sólida, pardo-amarelada, com áreas de necrose e hemorragia, e subvertia a arquitetura corticomedu- lar (Figura 1C). Não havia acometimento da pelve renal; a artéria, a veia renal e o ureter não exibiam evidências de infil- tração neoplásica. O tumor não ultrapassava a cápsula renal. Do tecido fibroadiposo perirrenal foram dissecados quatro linfonodos, com dimensões variando entre 0,5 e 0,8cm em seus maiores eixos. À microscopia, o tumor demonstrava aspecto infiltrativo e era pouco diferenciado, revelando pa- drão de crescimento reticular, no qual agregados de células formavam espaços irregulares, microcistos com micropapilas ou áreas de padrão sólido/adenóide cístico. O estroma era ora desmoplásico, ora mixóide e edemaciado, pouco celular; ha- via componente inflamatório relativamente difuso, composto por leucócitos mono e polimorfonucleares, além de necrose, hemorragia e presença de hemácias falciformes na luz dos vasos (Figura 1D). Não foram observadas metástases nos quatro linfonodos dissecados. O estadiamento final (TNM 2002) foi pT1b pN0 pMX (estágio I). O conjunto dos achados morfológicos e a correlação anatomoclínica permitiram o diagnóstico de carcinoma medular do rim.
Mostrar mais

3 Ler mais

Rastreamento genético do carcinoma medular de tireóide: identificação de mutações no proto-oncogene ret .

Rastreamento genético do carcinoma medular de tireóide: identificação de mutações no proto-oncogene ret .

O DNA genômico foi extraído de sangue periférico, através da técnica padrão (31). O fragmento de DNA de interesse foi posteriormente amplificado pela técni- ca de PCR, utilizando prim ers específicos (tabela 1). As condições utilizadas foram as seguintes: 3 min à 94°C seguidos de 35 ciclos (94°C, 1 min, 56-60°C, 30 seg e 72°C, 2 min. Cada reação de PCR foi reali- zada a partir de 100ng/ dl DNA genômico, 20mM tris (pH 8,4), 0,2mM de dNTP, 0,5µ M de cada primer (forward e reverse), 2,0mMol MgCl 2 e 1U de Taq polimerase em 50µ l de solução final. O s fragmentos amplificados foram submetidos à eletroforese em gel de agarose a 1,5% e posteriormente à restrição enzi- mática e/ ou SSCP e/ ou seqüenciamento automático, conforme descrito à seguir.
Mostrar mais

8 Ler mais

Carcinoma não medular familiar da tiróide.

Carcinoma não medular familiar da tiróide.

realização de investigação tiroideana ultrassonográfi- ca inicialmente e, se não encontrada alteração, numa freqüência regular a cada 1 ou 2 anos. Isso levaria a uma detecção mais precoce do tumor e, conseqüen- temente, melhor evolução. O achado de nódulos com tamanho igual ou superior a 1 centímetro obri- ga a realização de punção aspirativa por agulha fina para diagnóstico citológico. Não há um consenso com relação à punção de nódulos com tamanho infe- rior a 1 centímetro, pela dificuldade em coletar amos- tras adequadas para análise. Se a opção, nesses casos, for de observação, deve haver um acompanhamento rigoroso quanto ao seu crescimento, com punção se atingir 1 centímetro de tamanho (16). Outros au- tores recomendam a realização de tiroidectomia para todo paciente com nódulo tiroideano com história fortemente sugestiva de CTNMF, independente- mente do resultado da punção aspirativa. Alegam que a punção nesses pacientes apresentaria menor sensi- bilidade devido à incidência de carcinoma multifocal e a alta coexistência de nódulos benignos (17).
Mostrar mais

5 Ler mais

Carcinoma misto medular-papilar de tireóide: relato de caso.

Carcinoma misto medular-papilar de tireóide: relato de caso.

derivada da célula C, em oposição ao CFT e CPT que resultam de uma desdiferenciação do epitélio folicular, existem relatos de casos que não preenchem estes critérios. São tumores raros como os descritos neste caso com imunorreatividade positiva para ambos, CT e Tg. Define-se como carcinoma misto de tireóide um tumor no qual os dois componentes celulares não são reconhecidos prontamente, e a presença de Tg, CT e outros marcadores endócrinos é demonstrada no

5 Ler mais

Polimorfismos genéticos: implicações na patogênese do carcinoma medular de tireóide.

Polimorfismos genéticos: implicações na patogênese do carcinoma medular de tireóide.

O CMT é uma neoplasia maligna com origem nas cé- lulas C ou parafoliculares da tireóide, correspondendo a 5 a 8% dos tumores da glândula tireóide (21). O CMT pode ocorrer na forma esporádica, 75% dos ca- sos, ou como parte de uma síndrome clínica de he- rança autossômica dominante (22). Nos pacientes com CMT familiar (CMTF) somente a tireóide é afetada. Os pacientes com neoplasia endócrina múltipla (NEM) 2A desenvolvem CMT, feocromocitoma e/ou hiperparatireoidismo (HPT). Os pacientes com NEM 2B apresentam CMT, feocromocitoma, ganglioneuro- mas no trato gastrointestinal, neuromas da mucosa com ou sem anormalidades esqueléticas (tabela 1) (23). O líquen amilóide cutâneo (CLA) e a doença de Hirschprung (DH) podem ocorrer associados a MEN 2A (23-29).
Mostrar mais

8 Ler mais

Carcinoma medular de tireóide: da definição às bases moleculares.

Carcinoma medular de tireóide: da definição às bases moleculares.

Medullary thyroid carcinoma (MTC) is a rare malignant tumor arising from thyroid C cells. It represents 3-10% of all thyroid tumors and is responsible for a great number of deaths in patients with thyroid carcinoma. In 75- 90% of patients, MTC is sporadic; in the remaining cases, it is an autoso- mal dominant disease with a high degree of penetrance and variability of expression which may be part of 3 distinct syndromes: multiple endocrine neoplasia (MEN) type 2A, MEN 2B, and familial MTC. Different clinical forms of MTC, mainly those hereditary forms, are related to muta- tions in the RET proto-oncogene, which result in a constitutive activation of the transmembrane tyrosine kinase receptor. The distinction between sporadic and familial forms is of extreme clinical relevance because of differences in prognosis and the need for family screening, genetic counseling and close clinical follow up in the inherited forms. Genetic study of the proto-oncogene RET allows the identification of asympto- matic carriers of RET mutations, leading to an early and effective surgical management reducing the morbidity and mortality associated with this disease. (Arq Bras Endocrinol Metab 2003;47/5:515-528)
Mostrar mais

14 Ler mais

Diagnóstico de metástases de carcinoma papilífero de tiróide através da dosagem de tiroglobulina no líquido obtido da lavagem da agulha utilizada na punção aspirativa

Diagnóstico de metástases de carcinoma papilífero de tiróide através da dosagem de tiroglobulina no líquido obtido da lavagem da agulha utilizada na punção aspirativa

The widespread use of neck ultrasonography (US) during the follow-up of patients with papillary thyroid carcinoma (PTC) has led to the discovery of small cervical lymph nodes (LN). Although US has a high sensitivity for diag- nosing LN, fine needle aspiration biopsy (FNA) and measurement of thy- roglobulin in fine needle aspirates (FNA-Tg) have proven to be invaluable tools. The aim of this study is to determine the sensitivity of the combined use of neck US, FNA biopsy and FNA-Tg for diagnosis of cervical lymph nodes. We have studied 32 patients with 44 LN detected by US, 19 classified as inflam- matory and 25 as suspicious. 15 of those 25 suspicious LN had high FNA-Tg (13 of the 15 had positive cytology and 2 indeterminate). All of these 15 LN (11 patients) were proven to be PTC metastasis by histopathology. All 19 inflam- matory LN and those 10/25 suspicious LN, had cytology negative for malig- nancy and undetectable FNA-Tg. We conclude that fine needle aspiration biop- sy and FNA-Tg combined with neck US are essential for detecting positive cer- vical lymph nodes due to its high sensitivity and specificity and it should be considered the standard for investigating locally recurrent disease in patients with PTC. (Arq Bras Endocrinol Metab 2007;51/3:419-425)
Mostrar mais

7 Ler mais

Arq Bras Endocrinol Metab  vol.48 número6

Arq Bras Endocrinol Metab vol.48 número6

Uma situação especial seria o carcinoma misto medular-folicular (3). Neste, na presença de captação de I-131 na PCI, o tratamento com radioiodo deve ser tentado, e, provavelmente, muitos casos com captação de iodo representem este tipo de tumor e não CMT puro. Existem relatos de CMT considerados puros com metástases iodocaptantes (11), mas a raridade destes casos não justifica a realização de PCI com iodo 131 em pacientes com CMT.

2 Ler mais

Gravidez após tratamento com 131Iodo em mulheres portadoras de carcinoma diferenciado da tiróide

Gravidez após tratamento com 131Iodo em mulheres portadoras de carcinoma diferenciado da tiróide

Concluindo, os autores, em sua maioria, são concordes que o risco de dano permanente nos ovários, aumento de anormalidades congênitas e dano genético para o neonato após o tratamento com RAI, parece ser baixo e assume-se que as mulheres em fase de procriação podem programar novas gestações (1- 3,5,6), recomendando-se evitar a gravidez no primeiro ano após o tratamento com 131 Iodo.

2 Ler mais

Estudo clínico e genético de uma família portadora de carcinoma medular de tireóide

Estudo clínico e genético de uma família portadora de carcinoma medular de tireóide

mutações nos códons 883, 918 ou 922 devem ser classificadas dentro do nível 3 (altíssimo risco) e submetidas à tireoidectomia total antes dos 6 meses de idade, ou, de preferência, no primeiro mês de vida, já que existem relatos de metástases no primeiro ano de vida. A cirurgia indicada é a tireoidectomia total com esvaziamento ganglionar central estendido (29). Indivíduos portadores de mutações nos códons 611, 618, 620, 630, ou 634 são classificados dentro do nível 2 (alto risco), devendo ser submetidos à tireoidectomia profilática antes dos 5 anos de idade, ou até mesmo antes dos 2 anos, dependendo da historia familiar (2, 3, 5, 6, 13, 14, 25, 29, 37). Especificamente em relação às mutações no códon 634, o risco acumulativo para CMT aumenta com a idade, entre 2-20 anos, sendo a idade média de diagnóstico por volta dos 10 anos. Uma vez que ocorra transformação maligna, metástases ganglionares ocorrem 6,6 anos depois (38). Nestes casos de risco nível 2 deve-se realizar tireoidectomia total com retirada da cápsula posterior e dissecção dos linfonodos centrais. Na eventualidade de se operar antes dos 2 anos de idade, não existe consenso quanto à necessidade de dissecção ganglionar. Os portadores de mutações nos códons 533, 649, 666, 768, 790, 791, 804 ou 891 devem ser classificados dentro do nível 1, ou risco intermediário para CMT. O comportamento biológico do CMT no risco intermediário é variável, mas, em geral, o tumor cresce mais lentamente e aparece em idades mais tardias. No entanto, têm sido descritas metástases ganglionares e mortes causadas pelo CMT em indivíduos portadores de algumas dessas mutações. Embora alguns autores indiquem tireoidectomia total antes do 5 anos de idade, tal como para indivíduos com risco 2, e outros sugiram cirurgia aos 10 anos de idade, alguns recomendam esperar resultados elevados da CT no teste de estímulo da CT para indicar a cirurgia.
Mostrar mais

84 Ler mais

Expressão citofotométrica da Caspase-3 no carcinoma papilífero da tireóide e no bócio colóide.

Expressão citofotométrica da Caspase-3 no carcinoma papilífero da tireóide e no bócio colóide.

7. El May MV, Zekri S, Boubaker, S, Ladgham A, El May A. Chronic iodine overload and apoptosis in cold nodules from endemic multinodular goiters. Arch Inst Pasteur Tunis. 2005;82(1-4):69-74. 8. Brix TH, Kyvik KO, Hegedüs L. Major role of genes in the etiology of simple goiter in females: a population-based twin study. J Clin Endocrinol Metab. 1999;84(9):3071-5.

7 Ler mais

 Relatório Final 1

Relatório Final 1

Em suma, este projeto constitui a base da intervenção a realizar com o grupo de crianças, permitindo introduzir a temática da interculturalidade. No período final da prática em contexto sócio-educativo foi realizado com as crianças o jogo dos óculos mágicos. Primeiramente, as crianças construíram e criaram os óculos através da pintura e recorte de uma imagem de óculos, posteriormente colada em cartolina para que as crianças pudessem colocar os óculos na cara. Posteriormente, foi realizada a atividade que consistiu numa atividade em grande grupo, onde as crianças e os adultos se sentaram numa roda com os óculos postos. Este jogo tinha uma regra principal: com os óculos postos só conseguimos ver os aspetos positivos nos nossos amigos. Como tal, as crianças tiveram que olhar para o seu amigo do lado e dizer uma ou mais coisas que aquele amigo tem de positivo. Segundo Neto e Marujo (2002) “as emoções possuem uma função que não é apenas individual (...) devem ser consideradas como uma linguagem” (p. 41). As crianças ao revelarem ao seu amigo do lado os seus aspectos positivos, partilharam entre si emoções otimistas, o que fez com que atingissem os objetivos do jogo, tais como os objetivos definidos por Neto e Marujo (2002) para o jogo de confiança: aumento do desejo de interação positiva com os outros; desenvolvimento de comportamento de sociabilidade adequada; melhoramento da imagem e autoestima das crianças. (p.66)
Mostrar mais

62 Ler mais

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO 1

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO 1

Ao longo do relatório vão ser apresentados os aspetos mais relevantes de cada estágio parcelar e das U.C. Preparação para a Prática Clínica e Estágio Opcional, por ordem temporal de frequência e, no final, uma reflexão crítica relativa ao 6º ano no geral. Dos anexos constarão as referências à integração da Comissão Organizadora da iMed Conference 5.0 e da Direção da Associação Nacional de Estudantes de Medicina 2013, bem como uma breve descrição das atividades realizadas durante o Estágio Opcional.

19 Ler mais

relatorio final Mestrado 1

relatorio final Mestrado 1

A realização do estágio contribui assim para a compreensão deste estudo, ao permitir conhecer e aprofundar aspectos relativos ao Cuidar de Enfermagem, à Gestão de Emoções e [r]

115 Ler mais

Relatorio Final 1 Completo

Relatorio Final 1 Completo

Começou-se por apresentar as peças do Cuisenaire às crianças, dando-lhes a possibilidade de exploração e de manipulação das mesmas. Depois, pediu-se às crianças para construírem uma escada utilizando esse material. A partir da escada construída, pediu-se às crianças para imaginarem que estão a subir e pediu-se para contarem os números correspondentes. De seguida, pediu-se às crianças para descerem as escadas e dizer as cores das peças. A medida que a atividade foi decorrendo, escolhia-se uma peça como referência (por exemplo, a peça amarela), pedindo-se às crianças para dizerem quais são as peças maiores e quais são as peças menores, relativamente à peça de referência. No final, pediu-se às crianças para construírem uma figura com as peças e representá-la através do desenho na ficha de registo.
Mostrar mais

87 Ler mais

Dissertação FINAL IMPRIMIR   1

Dissertação FINAL IMPRIMIR 1

Com o incremento na sofisticação de projetos inovadores e a económica necessidade em reduzir o consumo energético e a manutenção de materiais, resulta numa exponencial carência em apelar à modelação numérica para antever falhas no comportamento de estruturas complexas. O fenómeno de ocorrência de falhas nos componentes é conhecido, sabendo-se que a maioria das falhas devem-se a defeitos dos materiais. Estes não são providos de características homogenias em todo o seu meio e por vezes contêm fendas. Surgiu assim a necessidade de compreender o fenómeno de fratura. Estudo iniciado por Inglis no início do século XX, depois disso, muitos outros investigadores da Mecânica da Fratura desempenharam um papel essencial na contribuição do conhecimento atual. História composta por nomes como Alan Arnold Griffith (1920) e George Rankine Irwin (1948) que escreveram a terminologia conhecida atualmente por Fator de Intensidade de Tensão. Segundo Branco [1], o Fator de Intensidade de Tensão é um parâmetro controlador da distribuição de tensão na ponta da fenda que indica que a distribuição de tensões nessa zona é igual para qualquer corpo desde que tenha uma fenda com o mesmo Fator de Intensidade de Tensão. A partir de um determinado valor crítico a fenda propaga-se instavelmente conduzindo à rotura catastrófica.
Mostrar mais

98 Ler mais

Citologia aspirativa da tiróide: utilidade diagnóstica atual e perspectivas futuras

Citologia aspirativa da tiróide: utilidade diagnóstica atual e perspectivas futuras

O artigo de Mazzuco e colaboradores (2) ofe- rece uma experiência brasileira para contribuir na solução de um problema relativamente recente na prática médica, que são os incidentalomas da tiróide, ou seja, a descoberta de nódulos assintomáticos pelo ultra-som. Até pouco tempo atrás, a investigação diag- nóstica do nódulo de tiróide restringia-se aos 5% da população adulta que apresentava nódulo palpável ao exame físico e consistia na punção aspirativa com agu- lha fina do nódulo palpado. Com o advento da ultra- sonografia de tiróide e seu uso disseminado, houve um aumento extraordinário do achado de nódulos, muitos deles imperceptíveis ao exame físico. O encontro deste grande número de nódulos tem causado um problema médico, pois, embora benignos em sua grande maio- ria, sua presença gera grande ansiedade nos pacientes e exige uma definição por parte do médico; a melhor maneira de definir o diagnóstico destes nódulos é a citologia aspirativa guiada pela ultra-sonografia, apesar de que em grande parte deles a ultra-sonografia somente já oferece uma série de evidências que nos permite selecionar os casos com possibilidade maior de abrigarem uma lesão maligna. Em seu artigo, Mazzu- co e colaboradores (2) oferecem uma lista de carac- terísticas ultra-sonográficas dos nódulos que poderiam sugerir malignidade, como a presença de lesão sólida, hipoecogênica, halo espesso, margem irregular e microcalcificações. Sua casuística apresenta elevada porcentagem de casos de malignidade confirmadas pela citologia (10%), o que contrasta com outras casuísticas internacionais que apresentam bem menos do que 5% de malignidade nos incidentalomas da tiróide (7,8). Desta forma, é necessária a realização de estudos prospectivos com casuísticas maiores e em outras regiões brasileiras para confirmar os achados de Mazzuco e colaboradores.
Mostrar mais

2 Ler mais

Show all 10000 documents...