Top PDF Contribuição à análise da confiabilidade em pavimentos de edifícios de concreto armado

Contribuição à análise da confiabilidade em pavimentos de edifícios de concreto armado

Contribuição à análise da confiabilidade em pavimentos de edifícios de concreto armado

Diz-se que uma estrutura é segura quando preserva suas características originais de projeto a um custo razoável de manutenção, não apresenta falsos sinais de alarme sob ações previstas e apresenta sinais de alarme sob ações imprevistas. Ou então, quando é capaz de suportar, ilesa, todas as ações que vierem a solicitá-la, desde a fase de construção até o final da vida útil. Entretanto, é importante encarar a realidade demonstrada pela prática. Nenhuma estrutura é totalmente segura. O projeto e a análise da engenharia exigem a resolução de incertezas; em virtude disso, o risco é inevitável. Há variações tanto nos carregamentos quanto na capacidade resistente e rigidez da estrutura. São desvios inevitáveis. Até o peso próprio de um edifício pode variar. Isso porque, além dos materiais apresentarem variações de densidade, a fôrma construída não é idêntica àquela projetada. A espessura da laje de concreto de um determinado pavimento pode ter sido projetada com um certo valor que, após a construção, se forem medidas as espessuras executadas, talvez sejam encontradas dimensões maiores. Os revestimentos das lajes, para formar os pisos, possuem variações ainda mais importantes, às vezes dobrando o peso dessa parte da obra, em relação ao previsto em projeto. As paredes têm cargas também muito variáveis. A influência das reformas e manutenções ou mesmo condições climáticas podem contribuir também para esse quadro. O valor e a distribuição das demais cargas (pessoas, móveis, veículos, ventos) são supostos com a intenção de dificilmente haver a possibilidade de atuação de situações mais desfavoráveis, mas é claro que isto pode vir a acontecer, devido a alta imprevisibilidade estatística contida nesses casos.
Mostrar mais

177 Ler mais

Contribuições à análise da estabilidade global em edifícios de concreto armado com redução brusca de rigidez entre pavimentos

Contribuições à análise da estabilidade global em edifícios de concreto armado com redução brusca de rigidez entre pavimentos

A consideração de não-linearidade geométrica traduz as mudanças de geometria que ocorrem na estrutura deformada tornando-se um fator importante e primordial na análise de estruturas esbeltas. A não-linearidade física está intimamente ligada às características inerentes do material estrutural que, para o concreto armado, apresenta uma complexidade maior, inerente à combinação de seus constituintes (concreto e aço). Sob compressão, o concreto apresenta elevada resistência e a lei constitutiva pode ser considerada aproximadamente linear até 40% da tensão máxima, quando passa a ter comportamento não-linear (Gelatti, 2012). Em pavimentos de concreto armado, a fissuração do concreto é responsável pela não-linearidade física. Considerar o tratamento não-linear do concreto se traduz em maior confiabilidade dos resultados nos estudos das deformações. (Heinnrichs, 2003).
Mostrar mais

151 Ler mais

ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DA RIGIDEZ DAS LIGAÇÕES VIGA-PILAR NO COMPORTAMENTO ESTRUTURAL DE EDIFÍCIOS DE MÚLTIPLOS PAVIMENTOS EM CONCRETO ARMADO

ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DA RIGIDEZ DAS LIGAÇÕES VIGA-PILAR NO COMPORTAMENTO ESTRUTURAL DE EDIFÍCIOS DE MÚLTIPLOS PAVIMENTOS EM CONCRETO ARMADO

Os principais programas de cálculo estrutural disponíveis no mercado disponibilizam como recurso a modificação da rigidez das ligações viga-pilar por meio de um fator de engastamento parcial. Para o engenheiro estrutural adotar um valor para o fator de engastamento das ligações viga-pilar, deve-se conhecer os modelos analíticos disponíveis na literatura para determiná-lo. Esta alteração na rigidez da ligação é considerada na análise estrutural do pórtico espacial, impactando na estabilidade global da estrutura, e no dimensionamento dos elementos estruturais. Para utilizar este recurso com segurança, deve-se ter um maior entendimento sobre as implicações da modificação da rigidez dos nós no comportamento estrutural das edificações. Matzenbacher (2011) realizou simulações numéricas utilizando o método dos elementos finitos para verificar a existência de rotações relativas em nós de pórtico de concreto armado. Por meio dos resultados observa-se que a hipótese de ligações viga-pilar perfeitamente rígidas pode gerar uma avaliação inadequada do comportamento estrutural. A autora inclusive sugere que os programas comerciais de cálculo estrutural revejam o padrão de ligações perfeitamente rígidas adotado na análise estrutural.
Mostrar mais

161 Ler mais

Contribuição para a avaliação da redução da rigidez de elementos estruturais de concreto pré-moldado de edifícios de múltiplos pavimentos para análise da estabilidade global.

Contribuição para a avaliação da redução da rigidez de elementos estruturais de concreto pré-moldado de edifícios de múltiplos pavimentos para análise da estabilidade global.

Primeiramente é analisada em um estudo de caso, a rigidez dos elementos de um edifício de 6 pavimentos em concreto pré-molda- do. Segundo esta metodologia o momento de referência para ava- liação da redução da rigidez dos elementos depende do momento resistente da seção e não dos esforços atuantes no elemento. São construídos os diagramas M x N x 1/r para as seções dos ele- mentos em estudo e analisados os coeicientes redutores de rigidez da inércia bruta encontrados. São propostas funções de redução de rigidez relacionando coeiciente redutor de rigidez e força normal adimensional. Os coeicientes redutores encontrados com o auxílio das funções de rigidez prescritas em diversas normas são compara- dos com os valores obtidos segundo o diagrama M x N x 1/r. Após a deinição dos valores de força normal atuantes por combi- nação de ações considerada e trecho de pilar, são apresentados
Mostrar mais

14 Ler mais

Análise comparativa de custos entre lajes maciças de concreto armado e lajes de vigotas pré-fabricadas treliçadas em edifícios de até oito pavimentos

Análise comparativa de custos entre lajes maciças de concreto armado e lajes de vigotas pré-fabricadas treliçadas em edifícios de até oito pavimentos

Tendo os termos definidos, a NBR 9062 (ABNT, 2001) regra que para um elemento receber a classificação de pré-fabricado, deve ter passado por um controle de qualidade em usinas ou instalações adequadas que disponham de pessoal e laboratórios apropriados para esta fiscalização, devem ser identificados individualmente e quando possível por lotes de produção. E ainda que deverão ser inspecionadas, na etapa de produção, a confecção das armaduras, as formas, o amassamento e lançamento do concreto, o armazenamento, o transporte e a montagem das peças. Cada processo de produção deverá ser identificado por meio de documento, no qual constará a identificação da peça, a data de sua fabricação, o tipo de aço e concreto utilizados e as assinaturas dos responsáveis por cada etapa de produção.
Mostrar mais

69 Ler mais

Análise da estabilidade global de edifícios com múltiplos pavimentos em concreto armado com diferentes tipos de lajes e inclusão de núcleos rígidos

Análise da estabilidade global de edifícios com múltiplos pavimentos em concreto armado com diferentes tipos de lajes e inclusão de núcleos rígidos

A primeira análise de estabilidade realizada no edifício 2.3 para os quatro casos simples. de vento na Tabela 18[r]

106 Ler mais

Análise da execução de lajes racionalizadas de concreto armado em edifícios de múltiplos pavimentos

Análise da execução de lajes racionalizadas de concreto armado em edifícios de múltiplos pavimentos

A implantação de métodos mais modernos no ramo da construção se faz necessário devido às exigências que o mercado vem enfrentando. As lajes racionalizadas, que visam à eliminação da camada de contrapiso, se encaixam nesses métodos, pois possuem projeto para produção, e isso traz melhorias para obra, como aumento da produtividade, da qualidade e a diminuição do tempo de realização do serviço. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar o nível do uso de lajes racionalizadas nas obras de construção civil na região de Campo Mourão/Paraná. Para que seja possível a realização de uma laje racionalizada é preciso seguir alguns parâmetros, que foram analisados através da aplicação de um check list. Foram feitos estudos de caso em edifícios e aplicou-se o check list, sendo possível identificar as deficiências e dificuldades da aplicação da laje racionalizada. Também foi possível identificar as atuais práticas de execução de lajes, concluindo que na região de Campo Mourão/Paraná não há execução de lajes racionalizadas.
Mostrar mais

65 Ler mais

Análise de pós-puncionamento em lajes lisas de edifícios em concreto armado

Análise de pós-puncionamento em lajes lisas de edifícios em concreto armado

O comportamento pós-puncionamento de pavimentos em lajes lisas foi investigado a partir da análise estrutural de três edifícios localizadas no Distrito Federal. Foram analisados os efeitos provocados pela perda total ou parcial da capacidade de apoio de uma ligação laje / pilar. As análises foram efetuadas pelo modelo Pórtico e Grelhas utilizando o software comercial TQS (versão 13) e por configurações de Linhas de Ruptura. As análises foram realizadas para um pavimento isolado, e não foi verificada estabilidade global dos edifícios analisas. Deve-se observar que nos projetos analisados não foi utilizada armadura de cisalhamento, e que por outro lado não foi verificada neste trabalho a estabilidade global dos edifícios (Item 19.5.3.5, página 39).
Mostrar mais

233 Ler mais

Influência do número de pavimentos no parâmetro de instabilidade de edifícios contraventados por paredes ou núcleos de concreto armado.

Influência do número de pavimentos no parâmetro de instabilidade de edifícios contraventados por paredes ou núcleos de concreto armado.

Em uma análise de segunda ordem, devem ser considerados si- multaneamente os efeitos das não-linearidades física e geométri- ca. A NBR 6118, em seu item 15.7.3, permite que a não-lineari- dade física seja considerada de forma aproximada, mediante uma redução das rigidezes dos elementos estruturais em função de E Ci I C , ou de E CS I C se for aplicada a equação (5). Apesar de a nor- ma limitar este procedimento a estruturas com quatro ou mais an- dares, o mesmo será adotado neste trabalho também em edifícios com três ou menos andares. Portanto, deve-se ter este fato em mente ao analisar resultados de exemplos com número reduzido de andares. Assim, para o caso dos pilares, resulta a seguinte expressão para a rigidez reduzida:
Mostrar mais

14 Ler mais

MODELOS ESTRUTURAIS PARA A ANÁLISE DE PÓRTICOS PREENCHIDOS COM BLOCOS CERÂMICOS EM EDIFÍCIOS DE CONCRETO ARMADO

MODELOS ESTRUTURAIS PARA A ANÁLISE DE PÓRTICOS PREENCHIDOS COM BLOCOS CERÂMICOS EM EDIFÍCIOS DE CONCRETO ARMADO

Madia (2012) levantou um estado da arte sobre o comportamento de estruturas aporticadas preenchidas com painéis de alvenaria. Nesse estudo foram verificadas em que pontos no painel estão sujeitas as maiores tensões, métodos de cálculo que substituem os painéis de alvenaria por diagonais equivalentes e como diferentes variáveis afetam o comportamento do pórtico preenchido, tais como ligação entre pórtico-painel, relação largura/comprimento, encunhamento e existência de aberturas. Além disso, realizou modelagens numéricas de um edifício real de 22 pavimentos considerando ou não a presença da alvenaria de preenchimento a fim de comprovar o acréscimo de rigidez quando for considerada a alvenaria na análise estrutural. Nessas simulações, o autor apresentou redução de ate 28% da área da seção transversal de alguns pilares e um ganho de 18% na rigidez global da estrutura, se comparado com a estrutura inicial sem consideração dos painéis como elementos resistentes. Apesar dos resultados, Madia (2012) afirma que projetistas relutam em utilizar painéis como elementos resistentes pela falta de uma teoria universalmente aceita para esse tipo de consideração.
Mostrar mais

97 Ler mais

Estabilidade em edifícios de concreto armado com pavimentos em lajes planas.

Estabilidade em edifícios de concreto armado com pavimentos em lajes planas.

Ao se efetuar a geração do modelo, pela criação das plantas para os pavimentos e cobertura, ficam definidas as seções dos pilares, que de maneira automática farão parte dos pórticos responsáveis ao trabalho quando da ação do carregamento horizontal. Na adoção das seções, os pilares, quadrados, foram desenhados com lado de 30 cm (periferia) e 35 cm (internos). Cabe chamar a atenção para o fato de que tais colunas são adequadas para os edifícios menores. Os de sete e dez pavimentos teriam necessidade de pilares mais robustos, o que pode ser verificado com uma rápida análise. No presente, houve a opção em manter todas as seções de pilares iguais. Comparativamente, os resultados podem com isso ser melhor avaliados. Isso deve ser levado em conta nos resultados referentes aos edifícios mais altos.
Mostrar mais

142 Ler mais

Análise de estabilidade global em estruturas de edifícios em concreto armado

Análise de estabilidade global em estruturas de edifícios em concreto armado

Como fator limitante desse método a ABNT NBR 6118:2014 estipula que o coeficiente γ 𝑍 só pode ser utilizado como majorador de esforços para simular efeitos de segunda ordem quando o seu valor for menor ou igual a 1,3. A justificativa desta limitação é que para valores mais elevados de surgem discrepâncias entre os resultados desse método simplificado e de métodos mais rigorosos, que podem ser contra a segurança. O uso desse coeficiente também está restrito a edificações com mais de quatro pavimentos. Segundo Vasconcelos (2003), isso é justificado devido ao fato de não haver um coeficiente redutor da rigidez de pilares definido para estruturas com menos de quatro andares, bem como o fato de edifícios mais baixos usualmente possuírem muitas diferenças entre um piso e outro, o que se opõe a ideia de majoração homogênea dos esforços.
Mostrar mais

96 Ler mais

Análise comparativa entre modelos estruturais para edifícios de concreto armado

Análise comparativa entre modelos estruturais para edifícios de concreto armado

Para realizar a análise estrutural de edificações, existem diversos modelos estruturais propostos para simular a estrutura real. Nesse trabalhou utilizou-se os modelos de Vigas Contínuas, Pórticos Simplificados, Pórticos Planos, Grelha de Vigas, Grelhas de Vigas e Lajes, Lajes por Elementos Finitos, Pórtico Espacial sem Laje, Pórtico Espacial com Grelhas e Pórtico Espacial com Elementos Finitos, a fim de comparar e analisar os momentos fletores obtidos nas vigas e indicar as particularidades de cada modelo analisado. Para as lajes, utilizou-se o método de Czerny para distribuição linear de carregamento da laje em vigas, o método de grelha e o método de elementos finitos. Utilizando um edifício residencial predeterminado com 5 pavimentos iguais, verificou-se apenas os carregamentos verticais atuantes para análise dos momentos fletores nas vigas do pavimento tipo, com auxílio do
Mostrar mais

74 Ler mais

DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS DE EDIFÍCIO EM CONCRETO ARMADO USANDO O MÉTODO DAS CHARNEIRAS PLÁSTICAS

DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS DE EDIFÍCIO EM CONCRETO ARMADO USANDO O MÉTODO DAS CHARNEIRAS PLÁSTICAS

Neste trabalho apresenta-se uma aplicação de formulação do Método das Charneiras Plásticas de placas para a determinação de esforços solicitantes e dimensionamento e detalhamento de armaduras nestes elementos estruturais. Ao se automatizar este procedimento de cálculo, torna-se viável a sua utilização como aplicativo educativo e como ferramenta segura. Faz-se uma apresentação sucinta da fundamentação teórica e a apresentação das principais telas do programa. Desta maneira mostra-se a aplicabilidade prática e a sua confiabilidade, com a apresentação dos resultados pela análise de um pavimento com três lajes conjugadas. A utilização das linguagens Visual Basic e Visual Lisp permite sua utilização em ambiente Windows e a interligação com o aplicativo AutoCad, finalizando com a configuração e o detalhamento da armadura das lajes do pavimento, tornando-o muito útil aos profissionais da área.
Mostrar mais

13 Ler mais

Avaliação da confiabilidade de tubos de concreto armado no estado limite de fissuração.

Avaliação da confiabilidade de tubos de concreto armado no estado limite de fissuração.

Com a teoria da coniabilidade avaliam-se as duas formulações apresentadas pela norma de projeto de estruturas de concreto NBR 6118:2003 para a estimativa da abertura de issuras em tubos de concreto armado. Os métodos de coniabilidade FOSM (método de primeira ordem e segundo momento) e o método de simulação de Monte Carlo com amostragem por importância são utilizados. Uma primeira análise de coniabilidade revela as variáveis de projeto com maior contribuição nas probabilidades de falha. Uma análise para- métrica é realizada nestas variáveis, de maneira a identiicar a inluência destas na coniabilidade dos tubos. O estudo mostra que as formulações da NBR 6118:2003 levam a valores não uniformes para o índice de coniabilidade, para um mesmo fator de segurança. Isto signiica que o coeiciente de segurança unitário especiicado em norma para o estado limite de issuração não relete a incerteza nos parâmetros de resistência do tubo.
Mostrar mais

9 Ler mais

INFLUÊNCIA DAS PAREDES DE VEDAÇÃO NA ESTABILIDADE GLOBAL DE EDIFÍCIOS DE CONCRETO ARMADO

INFLUÊNCIA DAS PAREDES DE VEDAÇÃO NA ESTABILIDADE GLOBAL DE EDIFÍCIOS DE CONCRETO ARMADO

Nos últimos anos, a concepção de estruturas mais limpas, mais esbeltas e com o menor consumo de materiais tornou-se fundamental nas construções. Diante dessa necessidade, surge a análise da estabilidade global dos edifícios. As pesquisas já existentes demonstram que as paredes geram uma diminuição nos deslocamentos da estrutura e, consequentemente, melhoram a estabilidade global das mesmas. Assim, o presente trabalho visa a análise do comportamento de estruturas em concreto armado em um edifício de 12 pavimentos constituído por pórticos preenchidos com painéis de alvenaria por meio de modelagens numéricas e análises teóricas. Os resultados obtidos pelas análises de deformação e deslocamentos apresentaram uma tendência de aumento de rigidez estrutural e estabilidade global do edifício, quando comparado à análise e dimensionamento dos elementos que desconsideram a participação dos painéis.
Mostrar mais

14 Ler mais

Análise não-linear de pavimentos de concreto armado pelo método dos elementos de...

Análise não-linear de pavimentos de concreto armado pelo método dos elementos de...

O Método dos Elementos Finitos (MEF) surgiu unindo o tratamento matricial de reticulados com o método da energia, o domínio é dividido em células, cada qual com pontos característicos (nós), aos quais são atribuídos valores para representar as incógnitas do problema. Estes valores são avaliados nas células por funções aproximadoras, em geral polinomiais. Em muitos casos se faz necessário a subdivisão da peça em grande número de células para a obtenção de resultados mais precisos. Deu forte contribuição ao estudo de técnicas variacionais e de resíduos ponderados.
Mostrar mais

171 Ler mais

Análise da estabilidade global de um edifícios altos de concreto armado com estruturas de lajes nervuradas lisas.

Análise da estabilidade global de um edifícios altos de concreto armado com estruturas de lajes nervuradas lisas.

Além da contribuição da melhoria da estabilidade do pórtico com o aumento da resistência característica do concreto, como relata Ferreira (2005), nos sistemas estruturais de lajes lisas o simples fato do melhor posicionamento dos pilares, já apresenta contribuições significantes no enrijecimento do pórtico. Como destaca a pesquisa de Cicolin (2007), que para edifícios altos, com uso de lajes lisas e pilares distribuídos com regularidade, pode-se afirmar apenas que a alternativa dos pórticos não deve ser desprezada, uma vez que pode ser uma consideração importante. Entretanto, os resultados de valores altos nos parâmetros que medem a instabilidade, aliados a restrição arquitetônica na consideração dos pilares, não permitem conclusões mais efetivas quanto à utilização apenas dos pórticos.
Mostrar mais

117 Ler mais

Análise comparativa entre pilares metálicos e mistos aço-concreto aplicados em edifícios de múltiplos pavimentos

Análise comparativa entre pilares metálicos e mistos aço-concreto aplicados em edifícios de múltiplos pavimentos

Na comparação entre os modelos I e II, pode-se comprovar efetiva redução da taxa de aço no modelo misto, não só pontualmente, mas também de forma global, podendo chegar a 70% em alguns trechos e a 45% de redução da taxa de aço total da estrutura. Apesar do acréscimo de armaduras e do volume de concreto, a estrutura mista se mostrou mais econômica do ponto de vista do dimensionamento das fundações, pois esta apresenta menor peso total. A estrutura mista também apresenta vantagens com relação a não necessidade da compra de perfis especiais, que em geral oneram os custos de uma edificação.
Mostrar mais

15 Ler mais

Otimização de pavimentos de edifícios com estruturas de concreto pré-moldado utilizando...

Otimização de pavimentos de edifícios com estruturas de concreto pré-moldado utilizando...

A indústria da construção civil, durante um longo período, se acomodou por acreditar tratar"se de uma atividade menos tecnológica. Hoje, busca recuperar o atraso tecnológico, procura mais eficiência nos processos construtivos e minimiza os desperdícios. Para isso muitos conceitos da indústria tradicional foram incorporados, desde as técnicas gerenciais até a automação das etapas de fabricação. Dentro deste contexto, as estruturas pré" moldadas em concreto estrutural ganham espaço. Trata"se de um produto literalmente industrial, onde as peças produzidas em linhas de montagem são transportadas e montadas no local da obra. Com isso, ganha"se em controle de qualidade, em redução da mão"de"obra, em tempo de execução, com maior precisão administrativa, com menor índice de acidentes de trabalho, com menor influência das condições climáticas, com maior preservação do meio ambiente, com maior resistência aos incêndios e com maior durabilidade, já que se trata de um concreto de melhor qualidade.
Mostrar mais

264 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados