Top PDF Determinação de identidade e qualidade em méis comercializados na região de Ponta Grossa - PR

Determinação de identidade e qualidade em méis comercializados na região de Ponta Grossa - PR

Determinação de identidade e qualidade em méis comercializados na região de Ponta Grossa - PR

O teor de HMF é utilizado como indicador de frescura do mel, uma vez que está ausente em méis frescos e tende a aumentar durante o processamento e/ou envelhecimento do produto (ESTEVINHO et al., 2012). Este aldeído cíclico resulta da transformação causada pela desidratação do monossacarídeo frutose, em meio ácido, cujo processo é acelerado pelo calor. Assim, quanto maior a temperatura a que o mel é exposto, mais rápida é a conversão. Além da temperatura, as condições de armazenamento e a origem botânica influenciam a velocidade de formação deste composto (FALLICO et al., 2006). Assim como de Penteado (2008), Cruz-Garcia (2009) a análise de HMF foi apenas qualitativa. Se algum dos méis tivesse reação positiva para HMF, seria então quantificado através de espectrofotometria. A análise com a finalidade de avaliar a presença ou ausência de HMF, revelou que todas as amostras apresentaram-se sem indícios de aquecimento ou armazenamento prolongado (Tabela 3)
Mostrar mais

48 Ler mais

Determinação de micotoxina Desoxinivalenol (DON) em pães brancos e integrais comercializados na cidade de Ponta Grossa - PR

Determinação de micotoxina Desoxinivalenol (DON) em pães brancos e integrais comercializados na cidade de Ponta Grossa - PR

Segundo o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade do Trigo (Instrução Normativa SARC nº 7, de 15 de agosto de 2001), entende-se por trigo os grãos provenientes das espécies Triticum aestivum L. e Triticum durum L., sendo classificado comercialmente em cinco tipos: trigo brando, trigo pão, trigo melhorador, trigo para outros usos e trigo durum, definidos em função das determinações analíticas de Alveografia e Número de Queda (Falling Number), que analisam as propriedades de tenacidade, de extensibilidade e o trabalho mecânico para expandir a massa, e a medida indireta da concentração da enzima alfa-amilase no trigo moído, respectivamente (BRASIL, 2001).
Mostrar mais

31 Ler mais

Avaliação da qualidade da água do Rio Verde, Ponta Grossa, PR, através de análise multivariada e aplicação de índices de qualidade

Avaliação da qualidade da água do Rio Verde, Ponta Grossa, PR, através de análise multivariada e aplicação de índices de qualidade

O IQA-CCME, além de ser flexível no que diz respeito aos parâmetros que serão empregados, e ao número deles, é flexível também quanto ao período de aplicação, sendo recomendado o mínimo de quatro parâmetros, monitorados pelo menos em quatro campanhas de amostragem, podendo ser aplicado para rios, lagos ou fluxos. O julgamento do profissional responsável pelo monitoramento, ou do usuário, é essencial na determinação de quais e quantos parâmetros, devem ser incluídos no cálculo do índice para melhor resumir a qualidade da água em uma determinada região. Neste trabalho, optou-se por usar os 9 parâmetros utilizados no IQA-CETESB, para título de posterior comparação, desconsiderando apenas os coliformes totais, pois como mencionado, não se tem os resultados para todos os meses estudados, e a temperatura da água, pois não há um limite aceitável explícito na legislação adotada que será a CONAMA 357/2005. Outra modificação, será quanto ao nitrogênio amoniacal que será adotado ao invés de nitrogênio total, também devido a sua presença na legislação vigente.
Mostrar mais

90 Ler mais

Concentração de minerais (sódio, ferro e magnésio), densidade, acidez e crioscopia em leites tipo UHT, comercializados em Ponta Grossa - PR

Concentração de minerais (sódio, ferro e magnésio), densidade, acidez e crioscopia em leites tipo UHT, comercializados em Ponta Grossa - PR

O presente trabalho buscou analisar oito marcas de leite integral do tipo UHT (Ultra Hight Temperature) sendo as amostras de leite escolhidas encontradas e consumidas na região de Ponta Grossa-PR. Foi realizada a determinação da quantidade dos minerais presentes no leite como o sódio, ferro e magnésio, além de algumas análises das propriedades físico-químicas às quais o leite é submetido no processo de industrialização, como densidade, índice crioscópico e acidez, parte dos testes realizados no leite para garantir a qualidade. Essas análises foram feitas com o intuito de averiguar se os leites estavam dentro da legislação vigentes e consequentemente dentro padrões de qualidade para o consumidor. Outro estudo foi a associação entre os valores de sódio com as análises físico-químicas citadas. Neste estudo, o teor de minerais foi realizado por meio do método de espectrometria de absorção atômica, a densidade com o auxílio de um termolactodensímetro, o índice crioscópico por meio do crioscópio e a acidez foi determinada por titulação. Para o teor de minerais foi realizado um estudo estatístico da análise através do programa SASM-Agri. Com a realização de todos os testes citados foi possível determinar que no geral os resultados estavam dentro do exigido pela legislação, contudo para o índice crioscópico, algumas analises estavam fora do permitido. Foi possível se obter uma associação entre teor de sódio com a densidade e a crioscopia; para o a acidez essa associação não foi possível ser realizada de forma precisa. E o estudo estático mostrou uma diferenciação relevante para as amostras de ferro e sódio, que foram condizentes com o que se esperava com este estudo.
Mostrar mais

67 Ler mais

Análise da qualidade sanitária e microbiológica de queijos minas frescal comercializados na cidade de Ponta Grossa - PR

Análise da qualidade sanitária e microbiológica de queijos minas frescal comercializados na cidade de Ponta Grossa - PR

Segundo Jay, 2005, os queijos são agrupados em 20 tipos com mais de 400 variedades, classificados segundo a sua textura (duro, semiduro e mole), teor de umidade e maturação ou não, no caso dos maturados são qualificados se a sua ocorrência é oriunda de bactérias ou bolores. Entre as diversas variedades de queijos existentes, pode-se citar o Queijo Minas Frescal, definido de acordo com o regulamento técnico para fixação de identidade e qualidade como: queijo fresco obtido por coagulação enzimática do leite com coalho e/ou outras enzimas coagulantes apropriadas, complementada ou não com ação de bactérias lácticas específicas. O Queijo Minas Frescal é um queijo semi-gordo, de alta umidade, a ser consumido fresco (BRASIL, 2004), apresenta massa crua, coloração esbranquiçada, consistência mole e textura fechada. Normalmente vendido na forma cilíndrica, com o peso variando em torno de 0,5 a 3 Kg. Apresentando ao final do processo entre 50 e 62% de umidade, 17 a 19% de gordura, pH entre 5,0 e 5,3 e 1,4 a 1,6% de sal, devido suas características intrínsecas apresenta fácil degradação, sendo a sua temperatura de comercialização em torno de 5°C (GRANDI; ROSSI, 2005).
Mostrar mais

30 Ler mais

Qualidade físico-química de méis comercializados no município de Castro

Qualidade físico-química de méis comercializados no município de Castro

Foram coletadas nos meses de setembro a outubro de 2017, 9 amostras de méis de pontos comerciais e de vendedores ambulantes de diversos pontos do município de Castro-PR. As 3 amostras que possuíam selo de inspeção foram codificadas em; A, B e C, já as outras 6 amostras que não possuíam nenhum selo de inspeção foram codificadas em: D, E F, G, H e I. Essas amostras se encontravam em embalagem de vidro ou plástico. As mesmas foram mantidas em suas embalagens originais, e transportadas de maneira a garantir a não danificação de tais embalagens, assim mantendo as características das amostras. As análises foram realizadas no Laboratório de química geral na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, do Campus Ponta Grossa.
Mostrar mais

34 Ler mais

Análise  morfológica da bacia do arroio do Padre Ponta Grossa - PR  / MORPHOMETRIC ANALYSIS OF THE PADRE STREAM BASIN, PONTA GROSSA - PR

Análise morfológica da bacia do arroio do Padre Ponta Grossa - PR / MORPHOMETRIC ANALYSIS OF THE PADRE STREAM BASIN, PONTA GROSSA - PR

Formação Ponta Grossa (Devoniano Superior) é encontrada nas cabeceiras e na porção NE, E, SE, S da bacia constituída de rochas sedimentares, conforme Melo; Medeiros;Giannini;Garcia;Pessenda (2003). É composta dominantemente por folhelhos e argilitos e siltitos fossilíferos, com estratificação sub horizontal, dispostos na forma de camadas relativamente delgadas ou lentes lateralmente descontínuas com espessura métrica e decamétrica com coloração muito variada. Tal formação, de acordo com Lange e Petri (1948 citado por Mello 2003), entre outros pode ser dividida em três membros: Jaguariaíva, Tibagi e São Domingos.
Mostrar mais

14 Ler mais

Análises físico-químicas de óleo de soja refinado comercializados em Ponta Grossa - Paraná

Análises físico-químicas de óleo de soja refinado comercializados em Ponta Grossa - Paraná

Soy is a leguminous, original from China, currently being cultivated in many parts of the world. Its main derivative products include lecithin, bran and soy oil, the last one being the main product for human consumption. The main purpose of this paperwork is to measure the physicochemical properties of refined soy oil marketed in the city of Ponta Grossa, in Paraná. For this it was used a total of 10 samples from different brands, all acquired in the local big markets. The AOCS methodology was followed for the making of the analyses, such as Free Fatty Acids (FFA), Soap Concentration, Colour, Chlorophyll and Moisture Karl Fischer Reagent. It was verified that if taken as base the regulation of Agriculture, Livestock and Supplies Ministry (MAPA), all samples are accurate, being type 1 or type 2 – just sample n. 6 is not accurate to neither types. Considering the standards established by Health Surveillance National Agency (ANVISA), all samples are accurate as established.
Mostrar mais

34 Ler mais

Palinologia de espécies de Asteraceae de utilidade medicinal para a região dos Campos Gerais, Ponta Grossa, PR, Brasil.

Palinologia de espécies de Asteraceae de utilidade medicinal para a região dos Campos Gerais, Ponta Grossa, PR, Brasil.

Devido a grande diversidade, muitas das espécies de Asteraceae são utilizadas como plantas medicinais por moradores da região (Staniski et al. 2014). De acordo com Souza & Lorenzi (2012), destacam-se entre as espécies medicinais a carqueja (Baccharis spp.), camomila (Matricaria chamomilla L.), guaco (Mikania spp.) e mil-folhas (Achillea millefolium L.). Vários grãos de pólen de espécies medicinais de Asteraceae foram descritos anteriormente por Cancelli et al. (2005, 2007, 2008, 2010) a partir de espécimes coletados no Estado do Rio Grande do Sul, incluindo Baccharis trimera (Less.) DC., Bidens pilosa L., Chromolaena laevigata (Lam.) R.M. King & H. Rob., Eupatorium laevigatum Lam., Galinsoga parviflora Cav., Senecio brasiliensis (Spreng.) Less. e Solidago chilensis Meyen.
Mostrar mais

12 Ler mais

Análise da qualidade ambiental urbana na cidade de Ponta Grossa ( PR ) : avaliação de algumas propostas metodológicas

Análise da qualidade ambiental urbana na cidade de Ponta Grossa ( PR ) : avaliação de algumas propostas metodológicas

vegetação, implique que a mesma venha a ter uma baixa qualidade ambiental, principalmente pelos seguintes motivos: primeiro, por contar apenas com a vegetação presente no setor censitário, logo, se existe uma área verde de tamanho significativo (um bosque, por exemplo), mas o setor censitário adjacente ao bosque não possui uma área verde, mas tem uma grande população, por mais que esse setor não tenha área verde suficiente – segundo a Sociedade Brasileira de Arborização Urbana o ideal seria 15 m²/habitante, no mímino – pode-se afirmar que a área do bosque supriria a necessidade daquela população sem grandes transtornos. Segundo, pela metodologia não considerar o estado de conservação das áreas com vegetação, por exemplo, uma área que apresente certa metragem de vegetação arbórea, mas estar em condições precárias de manutenção/preservação, sendo utilizada como depósitos de lixo, lócus de proliferação de insetos, doenças, etc, fazendo com que os possíveis efeitos benéficos da mesma sejam superados pelos inconvenientes que ela pode vir a abrigar. Terceiro, outra característica importante é ver se o solo daquela região tem profundidade suficiente e/ou nutrientes para abrigar vegetação arbórea, por exemplo.
Mostrar mais

150 Ler mais

Desempenho agronômico de híbridos de brócolis de cabeça única em função do espaçamento na Região de Ponta Grossa – PR

Desempenho agronômico de híbridos de brócolis de cabeça única em função do espaçamento na Região de Ponta Grossa – PR

O brócolis (Brassica oleraceae var. italica) é uma variedade botânica da espécie Brassica oleraceae, pertencente à família Brassicaceae. Nas últimas décadas houve um aumento significativo do consumo de brócolis cabeça única e de tamanho reduzido de inflorescência, devido ao menor tamanho das famílias. O objetivo do trabalho foi avaliar diferentes espaçamentos entre plantas na produção híbridos de brócolis cabeça única nas condições edafoclimáticas na Região dos Campos Gerais. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com 4 repetições, sendo avaliados quatro espaçamentos entre plantas (0,3; 0,4; 0,5 e 0,6 m) e três híbridos (Avenger, BRO 68 e Rumba) em um arranjo fatorial 4x3, totalizando 12 tratamentos. As mudas de brócolis foram produzidas em bandejas de poliestireno expandido de 200 células, utilizando-se substrato comercial e o transplante foi realizado para o experimento 1 no dia 23 de junho de 2018 e para o experimento 2 no dia 05 de fevereiro de 2019, quando estas apresentaram 4 folhas definitivas. A colheita foi realizada quando as plantas atingiram o máximo desenvolvimento. As características avaliadas foram: número de folhas por planta (NFP), massa fresca das folhas (MFF), massa fresca da inflorescência (MFI), massa seca da inflorescência (MSI), diâmetro da inflorescência (DI) e produtividade (t). Não houve interação entre os fatores para nenhuma das variáveis analisadas. Para o cultivo no período outono inverno (experimento 1) o híbrido Avenger foi o mais indicado para o plantio na região, mas em condições de altas temperaturas (experimento 2), apenas o BRO 68 obteve produção com resultados satisfatórios de produção de inflorescência em relação aos demais. Para os híbridos avaliados nas duas estações, quanto maior o espaçamento entre plantas maior o tamanho da inflorescência. Quanto menor o espaçamento maior a produtividade para as duas estações.
Mostrar mais

30 Ler mais

Desenvolvimento industrial em Ponta Grossa (PR): avaliação e perspectivas

Desenvolvimento industrial em Ponta Grossa (PR): avaliação e perspectivas

O esboço de um panorama da atualidade da indústria local como um todo e, particularmente no segmento metal-mecânico, exige pesquisa de indicadores gerais e setoriais, de desempenho da indústria, do mercado de trabalho e da qualidade de vida local, disponíveis nos sindicatos locais e nos órgãos públicos, institutos, associações, quer por acesso direto, quer por citações em bibliografia. Para lançar luz sobre aspectos particulares do trabalho nas empresas de médio porte foram realizadas visitas a três grandes empresas de Ponta Grossa e Jaguariaíva (bebidas, madeira e papel). A caracterização das empresas do setor metal-mecânico foi em muito auxiliada pelos dados disponíveis no sindicato local dos metalúrgicos, cujos dirigentes, ademais entrevistados formalmente, descreveram com clareza os problemas que pesam sobre o lado dos trabalhadores. Para a descrição do esquema de trabalho dos reparadores de veículos, realizou-se entrevista com a titular da empresa-mãe do maior exemplar do sistema localmente denominado “pátio” e também se lançou mão de reportagens de jornais locais sobre “a capital dos caminhões”. Para a compreensão do tratamento dado pelo setor público às pequenas empresas e ao fomento das redes de cooperação, foram entrevistados um secretário e um ex-secretário municipais encarregados do fomento econômico. A difícil tarefa de gerenciamento de redes inter-firmas é investigada por entrevistas com o dirigente de uma rede de panificadoras e com o ex-dirigente de uma rede de supermercados, a última em processo de extinção face às dificuldades encontradas.
Mostrar mais

174 Ler mais

Gênese e evolução da Lagoa Dourada, Ponta Grossa, PR

Gênese e evolução da Lagoa Dourada, Ponta Grossa, PR

As cheias dos rios Guabiroba e Tibagi ocorrem durante todo o ano, mas sobretudo nos meses de maio, junho, julho e outubro (Figura 4), quando, apesar da precipitação mensal acumula- da se[r]

15 Ler mais

Articulação entre Terreiros e Quilombos no Município de Ponta Grossa – PR

Articulação entre Terreiros e Quilombos no Município de Ponta Grossa – PR

Resumo: A partir do Terreiro de Candomblé e Umbanda da Sociedade Afro-brasileira Cacique Pena Branca, localizado em área urbana, buscou-se estabelecer articulações com a Comunidade Quilombola de Santa Cruz, localizada em área rural do município de Ponta Grossa-PR. Para isto adotaram-se metodologias e técnicas pautadas nos fundamentos da “descrição densa” de Clifford Geertz (1973), tornando a “observação participante” como procedimento para a apreensão dos aspectos sociais que estão entrelaçados à prática religiosa afro-brasileira de uma parcela da comunidade quilombola. O conceito de lugar sob o viés humanístico trouxe o aporte teórico para esta reflexão, cuja abordagem centrou-se nas acepções de Tuan. Com relação às espacialidades do terreiro, foram observados no seu interior tanto elementos filantrópicos como religiosos. Concluiu-se que as religiões de raízes afro-brasileiras se apresentam para os quilombolas como uma prática religiosa paralela a crença católica, praticada na própria comunidade.
Mostrar mais

5 Ler mais

PRODUTIVIDADE DE SEMENTES DE CEBOLA EM FUNÇÃO DE CULTIVARES E DOSES DE NITROGÊNIO EM COBERTURA NA REGIÃO DE PONTA GROSSA – PR

PRODUTIVIDADE DE SEMENTES DE CEBOLA EM FUNÇÃO DE CULTIVARES E DOSES DE NITROGÊNIO EM COBERTURA NA REGIÃO DE PONTA GROSSA – PR

O experimento foi realizado na Fazenda Escola, pertencente à Universidade Estadual de Ponta Grossa, localizada em Ponta GrossaPR, com o objetivo de avaliar a produtividade de sementes de cebola das cultivares Bola Precoce e Crioula em função de quatro doses de nitrogênio em cobertura. Os bulbos utilizados no experimento pesavam aproximadamente 80 g cada, sendo vernalizados antes do plantio em câmara fria por 43 dias a uma temperatura de 5 ±1 ºC e umidade relativa de 80%. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso com quatro repetições. Os tratamentos foram arranjados em parcelas subdivididas, sendo as parcelas constituídas de duas cultivares (Bola Precoce e Crioula) e as subparcelas de quatro doses de nitrogênio em cobertura (testemunha (0), 60, 120 e 180 kg ha -1 ). O plantio foi realizado no dia 07/06/07. A adubação nitrogenada em cobertura com uréia foi realizada aos 55 dias após o plantio. A colheita foi realizada aos 192 dias após o plantio. As seguintes características foram avaliadas: número de hastes florais, flores fecundadas, não fecundadas e totais por planta, número de sementes por planta e por cápsula, número de sementes por planta obtidas de cápsulas com 1, 2, 3, 4, 5 e 6 sementes, massa de 1000 sementes e sementes por planta e produtividade. Para as características avaliadas, Crioula foi superior em relação à Bola Precoce, com um incremento de 43% na produtividade de sementes. A adubação nitrogenada é um importante manejo no processo de produção de sementes de cebola; comparada à testemunha, coube o destaque para a dose de 120 kg ha -1 , com produtividade de 558,64 kg ha -1 .
Mostrar mais

53 Ler mais

Qualidade físico-química e sensorial da bebida de algumas de marcas cafés, na cidade de Ponta Grossa-PR

Qualidade físico-química e sensorial da bebida de algumas de marcas cafés, na cidade de Ponta Grossa-PR

Segundo Dias (2003), a partir da lavagem e separação, o processo de tratamento do café pode ser realizado de duas formas: por via seca ou por via- úmida. O processo por via seca é comumente utilizado para os grãos de qualidade inferior e bóia, em que os frutos são secos com casca e armazenados sem maiores custos de acondicionamento. No preparo por via úmida, os cafés cereja e verde são conduzidos para o descascador ou despolpador. Esta máquina descasca o café cereja e separa o verde, isto porque apenas a cereja pode ser descascado; o verde, por ter a polpa em formação, é um fruto mais duro e a máquina não processa (DIAS, 2003).
Mostrar mais

36 Ler mais

RELAÇÕES ENTRE O MORAR E O “SER DO” RESIDENCIAL LONDRES EM PONTA GROSSA-PR

RELAÇÕES ENTRE O MORAR E O “SER DO” RESIDENCIAL LONDRES EM PONTA GROSSA-PR

El presente artículo es resultado de una pesquisa en que se buscó comprender las experiencias de habitaciones de los habitantes del Conjunto Residencial Londres en Ponta Grossa-PR, en la composición de la vivencia espacial actual, sus respectivas percepciones y entre cruzamientos con cuestiones estructurales de la ciudad capitalista, teniendo como elemento articulador el acceso a vivienda por medio de políticas públicas. El desarrollo del trabajo fue sostenido por metodología cualitativa, especialmente entrevistas seme- estructuradas, gravadas, transcritas y, posteriormente interpretadas. Entre los resultados obtenidos se destaca una intensa interacción solidaria entre la vecindad como elemento central de la producción de un espacio de pertenecimiento, también mediado por la valoración positiva de la vivienda actual concebida dialécticamente en relación al estado precario de sus antiguas viviendas, en general irregulares y ubicadas en áreas de riesgos ambientales. Aunque la cuestión del espacio de la experiencia referencie una aprensión comprensiva de mundo, tanto en las referencias bibliográficas, cuanto configuración de la percepción de la “producción del espacio urbano”, se resalta que eses elementos son oriundos de una lectura política crítica de los habitantes, fenómeno que se interpretó como configurado por las experiencias vividas directas con el Estado en el ámbito de la lucha por el vivir.
Mostrar mais

18 Ler mais

Presença das mulheres negras em Ponta Grossa/PR: histórias de vida

Presença das mulheres negras em Ponta Grossa/PR: histórias de vida

Neste relato é evidente o que o preconceito pode gerar na construção da identidade de uma pessoa negra. Ela não consegue se aceitar da maneira como é, faz comparações com padrões estéticos estimados e idealizados pela sociedade branca, quer mudar muitas vezes sua aparência, como Andrieli testemunha: “todos os dias eu levantava cedo para alisar meu cabelo, já fiz diversas progressivas já raspei meu cabelo porque não conseguia aceitar que minhas amigas tinham cabelo loiro e liso e o meu era daquele jeito, sujo, ruim”. Suas palavras revelam como ela, quando menina, havia internalizado o preconceito contra o cabelo negro, descrevendo seus cabelos com os atributos pejorativos que fazem parte da violência verbal usada para inferiorizar a população negra: cabelo “sujo, ruim”. Felizmente, na vida adulta ela pôde reavaliar e reconstruir a sua autoimagem, hoje assume seus cachos negros.
Mostrar mais

121 Ler mais

TERRITÓRIO DA PROSTITUIÇÃO E INSTITUIÇÃO DO SER TRAVESTI EM PONTA GROSSA – PR

TERRITÓRIO DA PROSTITUIÇÃO E INSTITUIÇÃO DO SER TRAVESTI EM PONTA GROSSA – PR

O objetivo deste trabalho é compreender a co-relação existente entre o território da prostituição travesti e a instituição do sujeito travesti na cidade de Ponta Grossa, Pa- raná. A linearidade entre sexo, gênero, prática sexual e desejo sexual é uma carac- terística comum da sociedade ocidental contemporânea que procura a todo custo manter explicações da ordem heterossexual baseadas na natureza dos corpos e comportamentos. Sob esta perspectiva os sujeitos que não correspondem aos pa- drões estabelecidos são considerados desviantes, doentes e outros tantos qualifica- tivos criados para classificar a sociedade e manter sua pretensa ordem natural. O grupo focal eleito para esta pesquisa é justamente aquele que desafia as explica- ções simplistas e complexifica a ordem estabelecida, as travestis. Utilizamos este termo para nomear as pessoas que assim se identificavam e que, em sua maioria, estavam envolvidas com a atividade da prostituição. As espacialidades desenvolvi- das pelas travestis são elementos de fundamental importância na existência do gru- po, mesmo que marginal. O espaço condiciona as posições de sujeitos, compõe re- lações de forças, e orienta as escolhas e sua apreensão da realidade. Assim, após a análise de todas as entrevistas realizadas com o grupo focal das travestis, detecta- mos um conjunto de 906 evocações referentes às relações estabelecidas na família, relações de conjugalidade, e relação entre as travestis e deste grupo com morado- res e policiais. As espacialidades que compõem as memórias travestis simultanea- mente criam os laços de afetividade do grupo de pertença e a diferenciação entre outros grupos. São constituidoras da experiência travesti e da identidade travesti, re- lacionadas a reprodução da heteronormatividade, bem como de sua transgressão. As principais espacialidades evocadas nas falas das travestis estavam relacionadas a casa, ao espaço urbano, e ao território. As experiências que são vividas pelas tra- vestis
Mostrar mais

161 Ler mais

Show all 10000 documents...