Top PDF Efeito da cobertura morta sobre a produção de pimentão (Capsicum annum).

Efeito da cobertura morta sobre a produção de pimentão (Capsicum annum).

Efeito da cobertura morta sobre a produção de pimentão (Capsicum annum).

Noda  (1982), atra vês de experimento realizado em Manaus, demonstrou que o uso da cobertura morta consti- tuída de folha de capim aumentou em  ^0% o rendimento em vagens na cultura d[r]

8 Ler mais

Biofertilizante bovino, cobertura morta e revestimento lateral dos sulcos na produção de pimentão

Biofertilizante bovino, cobertura morta e revestimento lateral dos sulcos na produção de pimentão

de do solo, verifica-se que a utilização do revesti- mento proporcionou a mesma tendência da camada superior, proporcionando maiores valores de umida- de (Figura 1B). Cavalcante et al. (2005), ao avalia- rem a produção de maracujazeiro amarelo irrigado com águas salinas em covas com 40 cm de profundi- dade, protegidas contra perdas hídricas, concluíram que o revestimento das covas possibilitou um maior teor de umidade no solo. A umidade do solo apesar de não ter sido influenciada pela interação revesti- mento lateral dos sulcos x biofertilizante bovino, foi influenciada pelo efeito isolado da aplicação do bio- fertilizante bovino (Figura 2).
Mostrar mais

8 Ler mais

Efeito do volume de água e da cobertura morta sobre o crescimento inicial do maracujazeiro amarelo.

Efeito do volume de água e da cobertura morta sobre o crescimento inicial do maracujazeiro amarelo.

fitomassa das raízes, caules e folhas (Tabela 2). Quanto aos efeitos da cobertura morta verificou-se, durante o crescimento inicial do maracujá amarelo (Tabelas 1 e 2) superioridade estatística apenas sobre a produção de matéria seca do caule e das folhas; esses resultados diferem de Santos (1999) ao constatar que a cobertura do solo, em cultivo tradicional do maracujazeiro amarelo irrigado, propiciou maior produtividade total e por planta.

4 Ler mais

EFEITO DA COBERTURA MORTA NO PADRÃO DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA EM MICROASPERSÃO - DOI: 10.7127/rbai.v9n500335

EFEITO DA COBERTURA MORTA NO PADRÃO DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA EM MICROASPERSÃO - DOI: 10.7127/rbai.v9n500335

utilizado como cobertura do solo, constata-se que a lâmina coletada sob a biomanta é de 48% a 68% inferior àquela coletada sobre ela. Por sua vez, esse percentual variou de 43% a 76% ao se considerar a palhada de coqueiro. Em termos médios, esses resultados indicam que o uso da cobertura morta representa uma retenção potencial de, aproximadamente, 60% da água aplicada na irrigação por microaspersão, quando se utiliza tanto a biomanta como a palhada de coqueiro. É provável que essa água tenha ficado retida nas coberturas, seja por processo de absorção, seja por retenção capilar.
Mostrar mais

9 Ler mais

Estado nutricional e produção de laranjeira 'Pêra' em função da vegetação intercalar e cobertura morta.

Estado nutricional e produção de laranjeira 'Pêra' em função da vegetação intercalar e cobertura morta.

Embora tivessem sido verificadas diferenças na quantidade de cobertura morta depositada sobre o solo das linhas das laranjeiras (Tabela 1), o aporte de nutrientes promovido pela cobertura morta foi insuficiente para promover alterações significativas nas propriedades químicas do solo até o momento da avaliação (Tabela 2). O curto tempo de duração do experimento pode ser uma das razões para que alterações significativas nas propriedades químicas do solo não ocorressem, pois no trabalho de Neves & Dechen (2001), a cobertura vegetal proporcionou incremento do teor de matéria orgânica após dez anos da implantação dos adubos verdes. Além disso, o amendoim forrageiro e o estilosantes produziram
Mostrar mais

7 Ler mais

Efeito da adubação nitrogenada de cobertura e do espaçamento sobre a produção de rúcula.

Efeito da adubação nitrogenada de cobertura e do espaçamento sobre a produção de rúcula.

mentos de outono/inverno, foram feitas irrigações aplicando-se lâminas de água superiores a 100 mm, através de asper- são e gotejamento, para que houvesse a lixiviação dos nutrientes, principalmen- te do N, antes da realização dos experi- mentos de verão. Para o fornecimento de água e fertilizante nitrogenado (ni- trato de amônio), em cobertura, nos ex- perimentos foi utilizado um sistema de irrigação por gotejamento. Foram colo- cadas três linhas de gotejadores em cada canteiro, com espaçamento de 25 cm. Para total controle do tratamento prin- cipal (doses de N), instalaram-se regis- tros no início de cada parcela correspon- dente, permitindo com isso, a aplicação da dose desejada de fertilizante nitrogenado. Nas irrigações, foi mantida a umidade do solo próxima à capacida- de de campo mediante monitoramento com tensiômetros. A adubação de co- bertura foi dividida em oito vezes nos experimentos de outono/inverno, sendo iniciada quatro dias após o transplante das mudas. Já nos experimentos de ve- rão foi dividida em sete vezes, sendo iniciada três dias após o transplante das mudas.
Mostrar mais

7 Ler mais

INDICADORES DE FERTILIDADE DE UM ARGISSOLO ESTRUTURALMENTE FRÁGIL SOB EFEITO DA CALAGEM E DA COBERTURA MORTA

INDICADORES DE FERTILIDADE DE UM ARGISSOLO ESTRUTURALMENTE FRÁGIL SOB EFEITO DA CALAGEM E DA COBERTURA MORTA

de cobertura morta com e sem calagem; solo descoberto com e sem calagem. Nas plantas, foram determinados o índice de área foliar, a taxa de assimilação líquida e os parâmetros de produtividade: número e peso médio das espigas, peso de 100 grãos, índice de colheita e produção total de grãos. No solo foram avaliadas as variações nas densidades na sua superfície e a 20 cm, a evolução da porosidade efetiva após alagamento provocado e as alterações em indicadores químicos como capacidade de troca catiônica, saturação por bases, carbono orgânico e teores de macronutrientes. A cobertura morta e a calagem se equivaleram quanto à influência na produção da área foliar, mas a cobertura morta foi mais importante para a produtividade do milho, devido ao seu maior efeito sobre a fotossíntese líquida das plantas.
Mostrar mais

6 Ler mais

Uso da adubação orgânica e cobertura morta na cultura da calêndula (Calendula officinalis L.).

Uso da adubação orgânica e cobertura morta na cultura da calêndula (Calendula officinalis L.).

Estudos sobre aspectos agronômicos da calêndula no Brasil são muito escassos, apesar de ser uma alternativa para a rotação de culturas e como fonte de renda para os proprietários de pequenas áreas. Dentre as necessidades primárias de estudo, tem-se a adubação mineral e/ou orgânica, as quais podem contribuir para uma maior produção de biomassa e metabólitos secundários. Em geral, recomenda-se o uso de 20 a 50 t ha -1 de esterco de

7 Ler mais

Cobertura morta e adubação orgânica na produção de alface e supressão de plantas daninhas.

Cobertura morta e adubação orgânica na produção de alface e supressão de plantas daninhas.

Em 2010, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Brasil divulgou o relatório sobre o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos, no qual des- creve que, dentre as amostras de alface coletadas, aproxi- madamente 54% estavam com resíduos de agrotóxicos, acima do nível permitido, ou com substâncias não autori- zadas para o uso no cultivo de alface (ANVISA, 2011). A demanda por produtos orgânicos vem aumentando, não só pelo uso indiscriminado de agrotóxicos, mas também pelas crescentes restrições impostas por países importa- dores, gerando a necessidade de estudos de técnicas al- ternativas, que eliminem ou minimizem o uso de fertilizan- tes minerais, e de agrotóxicos, na produção de alimentos (Fontanétti et al., 2004).
Mostrar mais

7 Ler mais

Produção de cebola orgânica em função do uso de cobertura morta e torta de mamona.

Produção de cebola orgânica em função do uso de cobertura morta e torta de mamona.

cebola produzida em sistema orgânico. De acordo com Castro et al. (2005), uma das principais dificuldades enfren- tadas pela agricultura orgânica reside no aporte de nutrientes aos sistemas produtivos, principalmente o nitrogê- nio. O adubo orgânico deve apresentar elevado teor de nutrientes e capacidade para disponibilizar os nutrientes em ve- locidade compatível com a demanda da cultura. A torta de mamona é um adubo orgânico que possui estas características e por isto é muito utilizada na produção de hortaliças em sistemas orgânicos. Campos et al. (1963), relatam o efeito positivo da utilização de torta de ma- mona na adubação da cultura da cebola. Severino et al. (2004) demonstraram que a velocidade de mineralização da torta de mamona, medida pela respiração microbiana, é cerca de seis vezes maior que a do esterco bovino e quatorze vezes maior que a do bagaço de cana.
Mostrar mais

4 Ler mais

Irrigação, matéria orgânica e cobertura morta na produção de mudas de cumaru (Amburana cearensis).

Irrigação, matéria orgânica e cobertura morta na produção de mudas de cumaru (Amburana cearensis).

Conduziu-se um experimento em um viveiro visando estudar os efeitos da irrigação, da adubação orgânica e da cobertura morta no solo, sobre o crescimento das mudas de cumaru (Amburana cearensis), planta nativa de múltiplas utilidades. Cinco quantidades de água foram aplicadas no solo, determinadas em função da evapotranspiração (0,25; 0,50; 0,75; 1,00; 1,25 ET); três níveis de esterco de boi no solo, como fração do volume total do solo (0,25; 0,50; 0,75) e presença e ausência de cobertura morta. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com quatro repetições. Aos 147 dias após a semeadura, observou-se que, com exceção da altura das plantas, afetada pela cobertura do solo, nenhuma das variáveis estudadas foi afetada significativamente pelos tratamentos utilizados. O cumaru parece adaptar-se às condições adversas de água e matéria orgânica no solo. A presença de cobertura morta no solo além de aumentar a altura das mudas significou uma economia de 41% da água de irrigação utilizada.
Mostrar mais

7 Ler mais

Desempenho da alface americana sobre cobertura morta de azevém e nabo forrageiro

Desempenho da alface americana sobre cobertura morta de azevém e nabo forrageiro

Os resultados encontrados diferem dos de Carvalho et al. (2005), que observaram diferença significativa entre a testemunha (sem cobertura morta) com as demais coberturas, que foram capim, palha de arroz, palha de café e serra- gem, e em relação ao número de folha, sendo 21 folha/planta na testemunha e demais tratamentos, oscilando entre 35 e 40 folhas/planta e massa fresca acumulada, em que a testemunha teve valor médio de 56,15 g/planta enquanto com a cobertura os valores oscilaram entre 212,3 g/planta com palha de café e 234,5 g/planta no tratamento com capim. Se- gundo Santos et al. (2001), a adubação orgânica possui um efeito residual que pode acarretar aumento de produção às culturas subsequentes. Dessa forma, espera-se um aumento na produtividade da alface americana nos próximos ciclos.
Mostrar mais

8 Ler mais

Plantio direto de cebolinha sobre cobertura vegetal com efeito residual da aplicação de composto orgânico.

Plantio direto de cebolinha sobre cobertura vegetal com efeito residual da aplicação de composto orgânico.

O objetivo deste trabalho foi analisar o plantio direto de cebolinha orgânica sob cobertura do solo viva e morta, com efeito residual da aplicação de composto orgânico. Para tanto, foi utilizado o delineamento em blocos casualizados, em esquema de parcela subdividida, com quatro repetições. As parcelas corresponderam aos sistemas de plantio direto com cobertura viva de Arachis pintoi, cobertura viva de plantas espontâneas e cobertura com palhada de resteva natural que foram comparados ao preparo convencional do solo com canteiro e sem cobertura. As subparcelas representavam as doses residuais de composto orgânico 35, 70 e 105t ha -1 ano -1
Mostrar mais

4 Ler mais

Efeito da cobertura morta de milheto (Pennisetum americanum) sobre a eficácia do herbicida metribuzin no controle de Ipomoea grandifolia e Sida rhombifolia.

Efeito da cobertura morta de milheto (Pennisetum americanum) sobre a eficácia do herbicida metribuzin no controle de Ipomoea grandifolia e Sida rhombifolia.

Os herbicidas residuais, para exercerem sua ati vidade sob re as pla ntas dan inh as, precisam ser introduzidos diretamente no solo, o que se dá através da incorporação pela chuva, e depende da solubilidade do produto (Rossi, 2004). Nesse sentido, a manutenção das cober- turas mortas sobre a superfície do solo pode, simultaneamente, reduzir o potencial de infes- tação da comunidade infestante, como também dificultar o desempenho de herbicidas, uma vez que os principais componentes da dinâmica de herbicidas na palha são a transposição do produto através desta e a própria dinâmica de molhamento e lavagem da palha pela água das chuvas (Maciel & Velini, 2005).
Mostrar mais

8 Ler mais

Infestação por larvas de Cerotoma arcuata (Olivier) (Coleoptera: Chrysomelidae) em nódulos de feijoeiro em cultivo com cobertura morta ou em consórcio com milho ou com caupi.

Infestação por larvas de Cerotoma arcuata (Olivier) (Coleoptera: Chrysomelidae) em nódulos de feijoeiro em cultivo com cobertura morta ou em consórcio com milho ou com caupi.

A vaquinha Cerotoma arcuata ataca folhas de leguminosas e suas larvas alimentam-se de raízes e também de nódulos, onde a fixação de nitrogênio (FBN) ocorre. O ataque das larvas aos nódulos pode causar mais danos à cultura do feijoeiro do que o consumo das folhas pelas formas adultas. Este estudo foi conduzido em condições de campo para avaliar os efeitos da infestação de C. arcuata no cultivo do feijoeiro com ou sem cobertura morta ou consorciado com caupi ou com milho. A nodulação, o crescimento e a produção de grãos de feijoeiro quando consorciado com caupi não diferiram do controle. A barreira aos insetos formada pelo milho adensado falhou, provavelmente devido à infestação precoce de C. arcuata e ao sombreamento causado pelo milho, com redução na produtividade de feijoeiro. O consumo dos nódulos pelas larvas na cultura de feijão solteiro e nos consórcios foi superior ao do tratamento com cobertura morta. A barreira física imposta pela cobertura morta agiu provavelmente através da redução da oviposição diretamente no solo e do ressecamento dos ovos sobre a palha e resultou em menor porcentagem de nódulos furados, com conseqüente aumento no número e peso de nódulos, no peso de raiz e na produção de grãos. Os consórcios com milho ou com caupi não reduziram a infestação de feijoeiro por C. arcuata, mas a aplicação da cobertura morta antes da infestação reduziu os danos causados pelas larvas aos nódulos e favoreceu a FBN e a produtividade
Mostrar mais

7 Ler mais

Consórcio de alface e milho verde sobre cobertura viva e morta em plantio direto

Consórcio de alface e milho verde sobre cobertura viva e morta em plantio direto

A colheita da alface foi realizada aos 42 dias após o transplante (DAT) nos dois ciclos de cultivo, 20/05 e 27/07/2013, sendo avaliadas as dez plantas centrais de cada parcela, mensurando a massa fresca total e comercial (produção), diâmetro de planta (cm), comprimento de caule (cm), número de folhas totais e comerciais e a massa seca comercial, obtida através de secagem em estufa de circulação forçada de ar a 60 o C, até

5 Ler mais

Influência da cobertura morta no comportamento do herbicida Trifluralin.

Influência da cobertura morta no comportamento do herbicida Trifluralin.

3600 g/ha de trifluralin nas parcelas sem palha, para que houvesse uma redução na produção de M.S. de B.plantaginea nos mesmos níveis obtidos por 12 t/ha de palha mas sem herbicida. O reflexo da vantagem proporcionada pela cobertura morta na produção de milho, pode ser observado na Figura 2. Nas parcelas sem cobertura, as produções foram sempre inferiores àquelas proporcionadas pelas parcelas com cobertura morta. Esses dados indicam que as doses desses produtos podem ser reduzidas quando aplicado sobre cobertura morta de aveia (acima de 6 t/ha M.S.) para o controle do capim-marmelada na cultura do milho. Resultados semelhantes foram obtidos por Fornarolli et al. (1997) com atrazine.
Mostrar mais

11 Ler mais

Ocorrência de plantas daninhas no cultivo de beterraba com cobertura morta e adubação orgânica.

Ocorrência de plantas daninhas no cultivo de beterraba com cobertura morta e adubação orgânica.

As espécies daninhas predominantes na área experimental foram: tiririca (Cyperus rotundus), botão-de-ouro (Siegesbeckia orientalis), capim-marmelada (Brachiaria plantaginea), corda-de-viola (Ipomoea grandifolia), picão-preto (Bidens pilosa), caruru (Amaranthus spp.) e mentrasto (Ageratum conyzoides). Não houve interação entre tipos de cobertura e doses de lodo de lagoa, para as características avaliadas. Contudo, houve efeito isolado de tipos de cober- tura morta sobre massa fresca de plantas dani- nhas (MFPD), massa seca de tiririca (MST), densidade de plantas monocotiledôneas (DPM), massa seca de dicotiledôneas (MSD) e densi- dade de plantas dicotiledôneas (DPD), bem como das doses de lodo sobre a massa seca de monocotiledôneas (MSM), com exceção da tiri- rica, independentemente do tipo de cobertura morta.
Mostrar mais

9 Ler mais

Cobertura morta do solo no cultivo de alface cv. Regina 2000, em Ji-Paraná/RO.

Cobertura morta do solo no cultivo de alface cv. Regina 2000, em Ji-Paraná/RO.

Segundo Lorenzi (2000), as plantas invasoras comprometem, em termos médios, 30 a 40% da produção das culturas nas regiões tropicais do mundo. Em relação ao controle sobre a infestação de plantas daninhas, a cobertura morta modifica as condições em que as sementes das plantas daninhas germinam, dificultando a emergência das mesmas pela menor incidência de luz, menor amplitude térmica do solo entre o dia e a noite, liberação de aleloquímicos e pela barreira física imposta pela palha (TEASDALE, 1996). Dessa forma, o efeito da cobertura morta na manutenção da produtividade da alface deveu- se à supressão das plantas daninhas, o que não ocorreu na testemunha.
Mostrar mais

5 Ler mais

Experiência sobre o efeito da cobertura do solo na produção do morangueiro.

Experiência sobre o efeito da cobertura do solo na produção do morangueiro.

Essa pulverização foliar contribui para aumento da produção precoce de frutos (9). Colhidos os pri- meiros frutos procedia-se à pulverização com o praguicida, e nova colheita era efet[r]

21 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados