Top PDF Melhoria do desempenho no processo de tecelagem

Melhoria do desempenho no processo de tecelagem

Melhoria do desempenho no processo de tecelagem

Este estudo surge no âmbito de um estágio curricular associado à realização da dissertação, do Mestrado em Engenharia Industrial, da Universidade do Minho. O estágio decorreu na empresa LAMEIRINHO – Industria Têxtil, S. A., e teve como principal objetivo melhorar o desempenho no processo de tecelagem, visando a aplicação de técnicas e ferramentas de Lean Manufacturing. No processo de tecelagem foram estudadas e analisadas as fases de preparação do fio, assim como as operações de produção de tecido. Na fase de preparação do fio, o estudo incidiu na operação de urdissagem, sendo esta uma das operações que apresenta maior tempo de processo, relativamente à preparação da esquinadeira para urdir um novo artigo. Já na fase de tecelagem, o estudo focou-se no elevado número de teares que, todos os dias, se encontram parados. Estas questões foram estudadas e analisadas, para que, com a aplicação de ferramentas Lean Manufacturing, como 5S, Kaizen, SMED, Toyota Kata Coaching e Gestão Visual, sejam reduzidos tempos de espera, movimentações e transportes; e se proceda a uma reestruturação e normalização de processos.
Show more

116 Read more

Sistematização do processo de desenvolvimento de produtos, melhoria contínua e desempenho:...

Sistematização do processo de desenvolvimento de produtos, melhoria contínua e desempenho:...

O processo de desenvolvimento de produtos (PDP) tem recebido especial atenção por ser reconhecido como fonte de ganhos competitivos. Através da sua sistematização as empresas reduzem custos, aumentam a qualidade dos seus produtos e diminuem os tempos de desenvolvimento. Para que essa sistematização seja efetiva é preciso que o PDP seja melhorado continuamente, de modo que acompanhe a constante necessidade de aprimoramento dos produtos a serem lançados. Quando comparado a outros processos, o PDP apresenta características que tornam o gerenciamento da sua melhoria contínua (MC) mais complexo, devido às características de criatividade e intangibilidade inerentes a este processo. Poucos trabalhos analisam como a melhoria contínua pode auxiliar na sistematização do PDP, uma vez que a discussão a cerca da MC ainda foca os processo de fabricação e a discussão sobre a sistematização do PDP discute apenas a melhoria das atividades pertencentes a este processo. O objetivo deste trabalho foi identificar as atividades que contribuem para a MC do PDP e avaliar o impacto destas atividades na sua sistematização para o caso de implementação deste processo em uma empresa de autopeças. Incluiu-se no levantamento as atividades pertencentes ao PDP que fomentam melhorias deste processo e aquelas pertencentes ao processo de melhoria contínua (PMC) e que apóiam a melhoria dos demais processos, incluindo o de desenvolvimento de produtos. Foram levantados dados atuais do desempenho da empresa e histórico das mudanças ocorridas para que a identificação destas atividades e dos resultados reais desta sistematização fosse possível. Para análise da efetividade da MC aplicada ao PDP foram selecionados seis projetos de desenvolvimentos de produtos já concluídos, executados em diferentes períodos de tempo, e comparados seus resultados a partir de indicadores de desempenho pré-definidos. Os resultados demonstram a eficácia da sistematização do PDP na empresa, a partir de atividades executadas durante os desenvolvimentos. Como contribuições, o trabalho apresenta um levantamento da literatura sobre a relação entre a MC e o PDP e a caracterização das atividades relacionadas à MC realizadas em um caso prático de sistematização. O trabalho apresenta uma discussão acerca dos resultados obtidos com a sistematização. Foi possível compreender – através da coleta e análise de indicadores de desempenho dos projetos, entrevistas e estudo da sistematização na empresa – como estas atividades interferiram positivamente nos resultados dos projetos, quais foram os benefícios que elas trouxeram e as lacunas que esta sistematização ainda apresenta.
Show more

122 Read more

Melhoria do desempenho no processo de abastecimento de matéria-prima numa empresa de produtos eletrónicos

Melhoria do desempenho no processo de abastecimento de matéria-prima numa empresa de produtos eletrónicos

De modo a obter melhorias e ajustar o processo à realidade pretendida pela empresa, elaborou-se uma proposta de melhoria como o desenvolvimento de uma solução informática que permitisse a substituição dos kanbans físicos por kanbans eletrónicos. Aliado a esta melhoria, a logística interna optou também por reorganizar o layout da área produtiva, de forma a ampliar os benefícios que se poderiam obter. A eficácia de implementação destas medidas foi estudada através da análise de indicadores logísticos. São exemplos desses indicadores, a adesão ao ciclo de entrega (se o material é entregue dentro do ciclo estipulado) e a qualidade da entrega (se o material abastecido é o material solicitado). No final, observou- se uma melhoria significativa nestes indicadores, bem como a eliminação de atividades não produtivas no sistema. Em suma, verificou-se que é possível alcançar um melhor desempenho operacional, acompanhado pela racionalização do número de postos de trabalho e redução de custos, bem como o aumento do nível de serviço prestado ao cliente.
Show more

121 Read more

Melhoria do desempenho do processo produtivo numa indústria de calçado

Melhoria do desempenho do processo produtivo numa indústria de calçado

A metodologia 5Steve origem no Japão, no princípio da década de 50, após a Segunda Guerra Mundial. Os 5S`, são uma ferramenta constituída por cinco etapas, (figura 3) Seiri (Separação), Seiton (Arrumação), Seiso (Limpeza), Seiketsu (Standarização) e Shitsuke (disciplina), que tem como objetivo a organização, arrumação e limpeza dos locais de trabalho e de toda a organização (Bragança, Alves, Costa, & Sousa, 2013), ou seja, nos postos de trabalho apenas deverá estar o necessário para a realização das tarefas. Os 5S são práticas simples, que promovem o trabalho em equipa e visam a melhoria das organizações. Trata-se de uma ferramenta que deve ser valorizada por todas as partes interessadas na organização. Quando aplicada de forma correta, poderá conduzir as seguintes benefícios; simplificação dos locais de trabalho, redução de desperdícios, aumento da segurança e por consequência o aumento do nível de eficiência (C.T.C.P., 2011).
Show more

113 Read more

O processo de avaliação de desempenho na Medical Center : contributos para uma melhoria da gestão

O processo de avaliação de desempenho na Medical Center : contributos para uma melhoria da gestão

O efeito de halo consiste em formar uma impressão geral sobre uma pessoa, com base numa única característica (Rego, 2007). Por exemplo, se o avaliado é pouco inteligente, logo é considerado pouco trabalhador. Este erro manifesta-se na avaliação de desempenho, quando não se fazem distinções nos níveis de cotação das diferentes categorias (DeCottis, 1977). A tendência central, consiste em evitar avaliações extremas, considerando todas as pessoas como “médias” (Gomes, 2008). A severidade, consiste em avaliar sistematicamente o colaborador com pontuações baixas. Por sua vez a complacência representa o oposto, ou seja tendência para o avaliar com pontuações altas (Rego, 2007). Pode também ocorrer o efeito de similitude, em que o avaliador tende a avaliar de um modo mais positivo os colaboradores que se assemelhem a ele (Rego, 2007). Enviesamentos resultantes de estereótipos também podem ocorrer, na medida em que a avaliação dos colaboradores é fortemente influenciada por aspetos como: género, raça, idade, habilitações académicas (Rego, 2007). O efeito de recenticidade consiste em ter mais em atenção as impressões/comportamentos dos avaliados num período mais recente (Rego, 2007). Quando o avaliador está perante uma grande quantidade de avaliações simultâneas, pode acontecer um enviesamento resultante da fadiga, em que o avaliador tende a ser menos rigoroso com as últimas avaliações dos colaboradores (Gomes, 2008). Por fim o efeito de contraste traduz-se num enviesamento na avaliação que resulta da comparação com a avaliação dos restantes avaliados (Gomes, 2008). Por exemplo, um colaborador que tem um desempenho médio, pode ser penalizado quando todos os seus colegas têm avaliações excelentes (Gomes, 2008).
Show more

142 Read more

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

Assim sendo, o questionamento que se coloca é o seguinte: por que algumas escolas de referência, onde já foi implementado o tempo integral, da GRE litoral sul apresentam melhores resultados que outras com o mesmo perfil? Até que ponto essa diferença está relacionada a volumes de investimento, infraestrutura, falta de participação de familiares, falta de conhecimento prévio da política de educação integral por parte dos gestores e professores? Outros fatores analisados foram a falta de trabalho diferenciado que os educadores realizam de acordo com a proposta da educação integral, falta de processo de formação continuada nas escolas por melhor desempenho na avaliação no IDEPE, e ainda falta de alinhamento entre as avaliações internas e externas nas escolas de referência para a melhoria dos resultados educacionais.
Show more

118 Read more

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

O modelo de gestão democrática vem sendo amplamente adotado no cotidiano das instituições públicas e considerado essencial para a obtenção de resultados e elevação de qualidade da educação, visando universalizar o acesso, garantir a continuidade e o fluxo e assegurar a melhoria no desempenho dos alunos nas avaliações externas. Nesse sentido, as condições para uma gestão de excelência devem ser construídas na perspectiva da formação do processo social e político dos cidadãos, na utilização eficaz do tempo e dos espaços escolares, na criação de oportunidades diferenciadas para o fazer pedagógico e nas inovações na promoção de capacitação profissional. O que se busca, então, é uma gestão democrática na qual o gestor garanta a participação de todos, transformando a organização e a orientação do processo, com o objetivo de atender às necessidades da sociedade moderna de eficácia e eficiência (DOURADO, 1991).
Show more

123 Read more

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAED - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAED - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

O presente trabalho tem como objetivo analisar a implementação do Programa de Recuperação Paralela, entre os anos de 2009 e 2012, em duas escolas rurais deEnsino Fundamental I, sendo vinculada uma à outra, situadas na cidade de Limeira, estado de São Paulo. A finalidade desse programa é recuperar a defasagem de aprendizagem dos alunos, evitando tanto a promoção automática sem a efetiva aquisição dos conhecimentos desejáveis a cada ano de escolaridade, quanto à reprovação no final dos ciclos, constituindo-se em uma estratégia importante para superar os desafios educacionais relacionados ao fracasso escolar.Para tanto, fez-se necessário verificar a ação dos atores envolvidos na prática, identificar quais os fatores relacionados à gestão se configuram como entraves ao Programa no que se relaciona à legítima qualidade da recuperação da aprendizagem dos alunos, além de investigar os efeitos sobre o seu desempenho. A intenção, a partir das informações investigadas, foi elaborar uma proposta de intervenção para aperfeiçoamento e monitoramento do Programa nas respectivas unidades escolares, visando à melhoria do processo de recuperação de aprendizagem, visto que os resultados das avaliações externas apresentaram declínio das médias nos anos pesquisados. O referencial metodológico para a coleta de dados pautou-se na abordagem qualitativa e quantitativa, sendo utilizados documentos oficiais normatizadores e reguladores referentes ao Programa de Recuperação Paralela, assim como registros intraescolares. Como instrumentos de pesquisa foram utilizados questionários com os professores da classe regular e entrevistas semiestruturadas com o professor da classe de recuperação paralela, professor coordenador pedagógico e vice-diretor. O embasamento teórico desta pesquisa tem como autores principais Heloísa Luck eThelma Polon, que abordam a temática das ações gestoras relacionadas ao monitoramento do desempenho dos alunos, Danilo Gandin eAraujo, que retratam a importância do planejamento participativo, visando ao trabalho colaborativo. Ainda, foram utilizados os estudos de Isabel Alarcão eJosé Carlos Libâneo naquilo que se relaciona à formação continuada inserida no contexto escolar. O resultado da pesquisa demonstrou que as ações dos atores envolvidos, especialmente do gestor escolar, denunciam a falta de planejamento organizado de forma participativa, sobre a perspectiva da cultura colaborativae a ausência de efetivo monitoramento do desempenho discente e de ações de formação continuada dentro do contexto escolar, o que requer desenvolvimento de ações que revertam a situação identificada e possibilitem maior eficiência e eficácia do Programa de Recuperação Paralela.
Show more

214 Read more

ELABORAÇÃO DA PROVA DO ENADE NO MODELO DO BANCO NACIONAL DE ITENS – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

ELABORAÇÃO DA PROVA DO ENADE NO MODELO DO BANCO NACIONAL DE ITENS – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Para a avaliação do desempenho do estudante é realizada uma prova, aplicada a cada curso obedecendo ao calendário trienal do Sinaes. Esta prova, o Enade, é elaborada pelo Inep, órgão responsável pela execução do Sinaes. Um amplo processo gerenciado pela DAES, mais especificamente, pela Coordenação-Geral do Enade envolve a construção desta prova. É neste cenário que surge o BNI, foco deste trabalho, que apresenta um fluxo de trabalho que resulta na prova aplicada todos os anos a milhares de estudantes. O BNI-Enade é um processo em construção, vide o seu curto período de existência, de apenas três anos. Desta forma, as ações desempenhadas para a execução deste banco são constantemente revistas e aprimoradas. Este Plano de Ação Educacional vem apresentar à Coordenação-Geral do Enade, subsídios e demandas para a melhoria do processo que envolve a constituição de BNI-Enade e com isto contribuir para a qualidade na elaboração da Prova do Enade.
Show more

90 Read more

A AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE COMO INSTRUMENTO DE VALORIZAÇÃO DOS PROFESSORES E MELHORIA DA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO

A AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE COMO INSTRUMENTO DE VALORIZAÇÃO DOS PROFESSORES E MELHORIA DA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO

Segundo a autora, os entrevistados disseram que a avaliação de desempenho docente contribuiu para “Melhorar o trabalho e as práticas pedagógicas dos diversos atores educacionais e para melhorar os resultados de aprendizagem dos alunos. Interferiu positivamente no trabalho dos gestores e professores [...] melhorou o processo de formação continuada dos professores da regional” (REZENDE, 2012, p. 37). Por outro lado, os professores revelaram sentir medo, insatisfação, insegurança, e disseram que não dava para entender muito bem aquela sistemática. Além disso, declararam ter ficado apreensivos pelo fato dos alunos não possuírem maturidade para avaliá-los. Ainda constatou-se que alguns gestores não levaram a sério os ensaios de avaliação de desempenho docente e apresentaram relatórios apenas para cumprir uma exigência burocrática. Segundo Rezende, esse fato revela a necessidade de uma preparação anterior a todo pr ocesso: “um projeto de avaliação deve começar pela formação e preparação da equipe gestora do projeto, para que lhe sejam possibilitados momentos de formação, desde o seu planejamento e implementação, até sua continuidade e aperfeiçoamento” (RABAGLIO, 2010 apud REZENDE, 2012, p. 40).
Show more

160 Read more

OS DESAFIOS DO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO ISO 9001:2008 NA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E QUALIDADE DO ENSINO DO AMAZONAS: O CASO DA ESCOLA EDUARDO RIBEIRO

OS DESAFIOS DO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO ISO 9001:2008 NA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E QUALIDADE DO ENSINO DO AMAZONAS: O CASO DA ESCOLA EDUARDO RIBEIRO

Para alcançar o sucesso sustentado, a organização precisa: 1) Planejar a longo prazo. 2) Monitorar e analisar regularmente seu ambiente. 3) Identificar quem são os stakeholders e avaliar seu impacto no desempenho organizacional. 4) Manter os stakeholders informados sobre os planos e atividades da organização. 5) Estabelecer relações de benefício mútuo com fornecedores, parceiros e demais interessados. 6) Empregar abordagens diferentes, inclusive mediação e negociação, a fim de equilibrar as necessidades e expectativas – muitas vezes conflitantes – dos stakeholders. 7) Identificar riscos de curto e longo prazo e desenvolver uma estratégia geral para minimizá-los. 8) Prever os recursos que serão necessários no futuro – incluindo competências dos funcionários. 9) Estabelecer processos apropriados e facilmente adaptáveis a mudanças para executar a estratégia organizacional. 10) Avaliar regularmente a conformidade com os planos e procedimentos e tomar atitudes preventivas ou corretivas em caso de não conformidade. 11) Assegurar que as pessoas da organização tenham oportunidade de aprender para beneficiar a si mesmas, bem como para manter a vitalidade da organização. 12) Estabelecer e manter processos de inovação e melhoria contínua.
Show more

93 Read more

EDUCAÇÃO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE LIMEIRA – SP: UM ESTUDO COMPARATIVO DO DESEMPENHO DE ALUNOS DE CRECHES E PRÉ- ESCOLAS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

EDUCAÇÃO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE LIMEIRA – SP: UM ESTUDO COMPARATIVO DO DESEMPENHO DE ALUNOS DE CRECHES E PRÉ- ESCOLAS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Ainda, segundo a autora, a gestão pedagógica abrange atividade de orientação e acompanhamento do planejamento Escolar, citando alguns exemplos de ações como: assistir às aulas para orientar os professores na execução de seus trabalhos; orientar o planejamento Escolar enfatizando estratégias de ensino e formas de avaliação; orientar os docentes na elaboração de atividades Escolares; orientá-los na elaboração de projetos didáticos e promover reuniões pedagógicas e/ou grupos de estudo com a equipe docente. Pensando nas políticas públicas curriculares atuais, cabe ao gestor alinhar estas ações supracitadas a esses documentos e promover discussão e reflexão coletiva com todos os atores envolvidos no processo educacional, a fim de que todos estejam conscientes das orientações preconizadas e possam implementá-las, efetivamente, na prática pedagógica, para aperfeiçoamento dos processos relativos ao ensino e a aprendizagem e consequentemente melhoria dos resultados.
Show more

190 Read more

Avaliação de Desempenho de uma Universidade do Sul: uma meta-avaliação

Avaliação de Desempenho de uma Universidade do Sul: uma meta-avaliação

Os resultados apresentados no Relatório da Avaliação em relação às falhas do novo sistema, foram justificados pelo pouco tempo que tinham para implementar o citado instrumento. A comissão constituída para conduzir o processo avaliativo avaliadora enfatizou a importância da avaliação de desempenho dos servidores para a melhoria nos processos de trabalho e na sua progressão profissional, mas ao mesmo tempo, não dispunha de tempo e meios para aperfeiçoar os critérios que nortearam a avaliação e que poderiam ter uma avaliação com maior nível de qualidade, mais precisa e significativa tanto para os servidores quanto para o plano de desenvolvimento de carreiras da Universidade.
Show more

19 Read more

O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR NO PROCESSO DE MELHORIA DA QUALIDADE DE ENSINO: O CASO DO COLÉGIO ESTADUAL PRINCESA ISABEL – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR NO PROCESSO DE MELHORIA DA QUALIDADE DE ENSINO: O CASO DO COLÉGIO ESTADUAL PRINCESA ISABEL – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O papel do gestor escolar e sua influência na mudança dos resultados da escola são temas da presente dissertação que objetiva analisar até que ponto a gestão do Colégio Estadual Princesa Isabel tem contribuído para que a instituição se torne uma escola efetiva e quais são as melhorias mais indicadas para a continuidade desse processo. Identificaram-se, então, quais as ações dos gestores que levaram à superação de obstáculos, ao resgate da autoestima dos estudantes, à confiança da comunidade escolar e ao consequente avanço nos resultados de desempenho do Colégio Estadual Princesa Isabel, localizado em Petrópolis, após a mudança da equipe gestora em 2011. A pesquisa foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas, observação indireta da escola, análise dos projetos e ações pedagógicas, estudo dos resultados das avaliações externas e questionários. Com a pesquisa, pode-se identificar que a escola estudada apresenta características de uma escola eficaz, eficiente e efetiva. Com base nos resultados alcançados com a pesquisa na escola o Plano de Intervenção Educacional contempla duas vertentes, a primeira refere-se ao fortalecimento das relações internas na escola e a segunda objetiva o crescimento da efetividade escolar com a implementação da modalidade de ensino “Dupla Escola com Profissionalizante”.
Show more

206 Read more

O PAPEL DA GESTÃO ESCOLAR NO PROCESSO DE MELHORIA DA QUALIDADE DO ENSINO: O CASO DA ESCOLA ESTADUAL MATTA MACHADO

O PAPEL DA GESTÃO ESCOLAR NO PROCESSO DE MELHORIA DA QUALIDADE DO ENSINO: O CASO DA ESCOLA ESTADUAL MATTA MACHADO

(Diretora) Não, os resultados são dependentes da ação dos gestores por que uma coisa nós termos um resultado, nós temos o resultado mas o gestor não for capaz de mobilizar a equipe, estimular a equipe, motivar para tentarmos melhorar o resultado, ou nós na verdade mantemos o resultado que temos, por que nossos resultados são muito altos, aí o que nós pensamos, bom, cem alunos no nível recomendado do Proalfa estava bom? Estava, então se nós não tivéssemos trabalhado pra manter esse resultado podíamos ter muitos alunos, ai de repente, com baixo desempenho, então assim, isso é muito importante, por que eu falo, eu sempre comento com a equipe o seguinte: que se não trabalharmos pra manter o resultado pode ser que nós não conseguimos atingir as metas estabelecidas, por que as nossas metas, como nós já temos resultados altos, são muito mais altos, ultrapassar essas metas é muito difícil, no PROEB nós tivemos fragilidade em português e matemática no ultimo resultado, então o que nós tentamos fazer foi antes que a secretaria já estabelecesse o período do PIP- Plano de intervenção pedagógica nós já fizemos o nosso. O primeiro semestre agora, nós já paramos duas semanas, a escola toda se mobilizou , todos nós trabalhamos com o PIP, o gestor também participa, nós vivemos esse PIP, então assim, eu acho que é muito importante que para cobrar da equipe eu tenho que me fazer presente nas atividades, eu vou, participo, eu dou aula, eu sou professora nesse momento. Nós temos registro de tudo isso que a escola viveu nesse primeiro semestre, e eu estive lá como professora, trabalhando no PIP, então eu acho que é muito importante, por que se eu não for exemplo, a equipe não vai ter motivação para trabalhar, então eu também vou, coloco a mão na massa, faço junto e é um prazer pra mim, por que é uma das minhas maiores satisfações é trabalhar com o pedagógico, porque eu me identifico muito com o pedagógico, então eu acho importantíssimo, não é só estabelecer o que a equipe tem que comprimir não, é fazermos juntos, o gestor tem que fazer junto, estar presente em todas as ações da escola.
Show more

181 Read more

TERMO DE APROVAÇÃO MARIA ELIÉTE LACERDA LUCCHESI MELHORIA DO DESEMPENHO DISCENTE: ANÁLISE DE UMA UNIDADE COM DESEMPENHO INSATISFATÓRIO

TERMO DE APROVAÇÃO MARIA ELIÉTE LACERDA LUCCHESI MELHORIA DO DESEMPENHO DISCENTE: ANÁLISE DE UMA UNIDADE COM DESEMPENHO INSATISFATÓRIO

E: Eles não entenderam muito bem assim, porque se você entende que a escola não está bem você vai atrás, faz cobranças e eles não tiveram essa ação. (Entrevista realizada em 09 de outubro de 2013). Pelo trecho de entrevista da professora Cátia, a parceria necessária entre escola e família não está estabelecida e os demais profissionais entrevistados relataram faltar o apoio dos responsáveis pelas crianças ao processo pedagógico. Embora os professores tenham alegado discutir com os pais, nas reuniões pertinentes, sobre o desempenho dos alunos, esses, por sua vez, disseram não ter conhecimento da situação da escola perante a rede de ensino. Esse conflito demonstra que o diálogo e a comunicação não estão suficientemente claros para que realmente se estabeleça uma parceria eficaz.
Show more

216 Read more

FATORES CONTRIBUTIVOS NO PROCESSO DE MELHORIA DOS RESULTADOS NAS AVALIAÇÕES DO SAERJ: o caso de uma escola no noroeste fluminense – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

FATORES CONTRIBUTIVOS NO PROCESSO DE MELHORIA DOS RESULTADOS NAS AVALIAÇÕES DO SAERJ: o caso de uma escola no noroeste fluminense – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Gestão e Avaliação da Educação Pública (PPGP) do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF). O caso de gestão tem como problema central identificar os fatores que estão contribuindo para a melhoria dos indicadores, refletida nos resultados positivos nos exames do Sistema de Avaliação da Educação do Estado do Rio de Janeiro (SAERJ), em uma unidade escolar do noroeste do Estado do Rio de Janeiro. As hipóteses adotadas se desdobram sobre a influência das ações gestoras implementadas, favorecedoras da aprendizagem; o efeito da capacitação, envolvimento e práticas pedagógicas empregadas pelos professores em sala de aula e a articulação entre as práticas adotadas pela escola e as políticas educacionais vigentes. A pesquisa tem como objetivo geral, investigar as práticas pedagógicas adotadas pelos docentes e pelo gestor escolar, que estão contribuindo para os bons resultados nas avaliações do SAERJ. E, como objetivos específicos, descrever as ações implementadas na escola que levam a superação dos entraves e aos bons resultados, analisar os fatores que estão contribuindo para a melhoria no desempenho acadêmico dos alunos e propor o delineamento de uma política educacional à Secretaria de Educação, pautada nas experiências e estratégias exitosas implementadas em uma escola eficaz. A abordagem metodológica é de perspectiva descritivo-qualitativa e utiliza como instrumentos entrevistas semiestruturadas e a análise documental dos projetos e ações pedagógicas, dos resultados das avaliações externas e outros registros e documentos da escola pesquisada. O aporte teórico da investigação realizada está baseada em autores como Lück (2009) e seus estudos sobre Gestão Escolar, Soares e Collares (2006), Soares, Alves e Mari (2002), Bonamino, Bessa e Franco (2004), Franco e Bonamino (2005), e suas pesquisas sobre escolas eficazes e Pontes (2014), abordando as avaliações externas. Esta investigação confirmou a hipótese de que o alcance dos bons resultados, na avaliação externa do SAERJ, são decorrentes das práticas pedagógicas e gestora realizadas na escola, identificando-se achados de forte liderança pedagógica do diretor, capacidade de envolver o grupo no projeto pedagógico além de práticas de valorização e conhecimento dos processos ensino aprendizagem. Identificou-se também práticas de monitoramento dos resultados, o reconhecimento da avaliação como inerente ao planejamento, a apropriação e uso dos resultados das avaliações pelos profissionais da escola, o cumprimento do currículo, o enfoque no processo ensino aprendizagem e a existência de propósitos bem definidos e de uma unidade na prática pedagógica.
Show more

140 Read more

Avaliação Numérica Avançada do Desempenho de Estruturas de Aço Sob Temperaturas Elevadas

Avaliação Numérica Avançada do Desempenho de Estruturas de Aço Sob Temperaturas Elevadas

Em um segundo momento, para o estudo do comportamento inelástico de estruturas de aço em situação de incêndio, seguiram-se os fundamentos básicos propostos pelo Método da Rótula Plástica Refinado (MRPR) acoplado ao Método da compatibilidade de Deformações (MCD). Essas estratégias numéricas foram adaptadas a partir do trabalho desenvolvido por Lemes (2015) e Lemes et al. (2015), com o intuito de considerar os efeitos da ação térmica na estrutura, ou seja, a degradação dos parâmetros de rigidez e resistência do material. Porém, o processo de análise termomecânico foi dividido em duas etapas. A primeira, destinou-se à obtenção das curvas de interação entre esforço normal e momento fletor (N-M), já a segunda, à solução do problema estrutural em si.
Show more

150 Read more

ELEIÇÕES DE DIRETORES NO CEARÁ: UM PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA, SEUS DESAFIOS E SUAS POSSIBILIDADES – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

ELEIÇÕES DE DIRETORES NO CEARÁ: UM PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA, SEUS DESAFIOS E SUAS POSSIBILIDADES – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O processo de provimento do cargo de diretores das escolas estaduais cearenses, desde meados da década de 1990, adota um sistema misto de seleção e eleição. Nesse sentido, esta pesquisa busca identificar em que medida esse mecanismo tem efetivamente contribuído para a democratização das escolas e favorecido a participação da comunidade escolar. Diante do exposto, pretende-se investigar como os diferentes sujeitos que participaram da implementação da política de eleições de diretores, na sua versão 2008/2009, na 1ª CREDE em Maracanaú, Ceará, perceberam o processo de seleção e eleição de diretores, identificando desafios, avanços e oportunidades de melhoria. Tais fatores serão importantes para que, ao final da análise, possa ser elaborada uma proposta de intervenção que vise tornar esse processo mais eficaz.
Show more

98 Read more

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA PAMELLA DE PAULA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA PAMELLA DE PAULA

Atuo 2 como Psicóloga Escolar na referida instituição, nos segmentos da Educação de Jovens e Adultos e no Ensino Fundamental anos finais, desde o ano de 2016. Minha primeira experiência na área deu-se no Instituto Federal do Sul de Minas, nos institutos o acesso é via vestibular, então ainda que houvesse problemas com desempenho esses problemas eram mais pontuais. Outra diferença se deve a clientela atendida, no instituto trabalha-se a partir do ensino médio, quando comparada essas duas etapas entre as instituições, essas diferenças se diluem, uma vez que o grande entrave do Colégio de Aplicação João XXIII, em termos de desempenho, trata-se do ensino fundamental. Recordo que, ao chegar no Colégio de Aplicação João XXIII, um dos principais acontecimentos escolares que me instigaram nos conselhos de classe foram as taxas de reprovação de 26% dos 6 os anos. Inicialmente, pude constatar um mal-estar coletivo trazido pela transição, nitidamente expressos por situações variadas, como pais preocupados e sem entender por que os filhos passaram da condição de elogiados para criticados, professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental frustrados com alunos desmotivados e professores dos anos finais do Ensino Fundamental sem compreender por que as turmas tidas como brilhantes, ao chegar à nova fase, acabavam tendo uma piora no seu desempenho. O término desse processo culminava, portanto, em diversos alunos retidos. Em relação aos conflitos, pude observar, ainda, a insatisfação dos professores do novo segmento ao se depararem com alunos com dificuldades de aprendizagem, com a falta de autonomia nas vivências escolares e com a falta de engajamento nas tarefas. Cabe frisar que a repetência na instituição não se restringe apenas ao 6º ano, contudo, por ser o ano que apresentou maior taxa de reprovação, dentre os anos de 2011 a 2016, como demonstra a pesquisa apresentada nas páginas que se seguem, optamos como foco de estudo e atuação.
Show more

190 Read more

Show all 10000 documents...

Related subjects