A partir do cálculo dos índices e das respectivas análises, é possível correlacionar os mesmos e identificar causas e padrões de comportamento devido à influências e aspectos em comum.

Quadro 26: Índices da Empresa X Índice 2014 2015 2016 2017 2018 Liquidez geral 1,46 1,59 1,60 1,73 1,67 Liquidez corrente 2,06 2,83 2,14 2,11 1,92 Liquidez seca 1,31 1,75 1,23 1,25 1,09 Liquidez imediata 0,41 0,58 0,42 0,43 0,28 Nível de endividamento 1,00 0,81 0,80 0,67 0,78 Composição de endividamento 0,55 0,45 0,60 0,65 0,67 Endividamento geral 0,50 0,45 0,45 0,40 0,44 Giro do ativo 50% 50% 54% 63% 60%

Taxa de retorno sobre o investimento (TRI) 0,6% 0,6% -3,64% 3,53% 6,78% Taxa de retorno sobre o patrimônio líquido (TRPL) 1,19% 1,09% -6,56% 5,9% 12,08%

Margem de lucro líquida 1,18% 1,21% -6,72% 5,64% 11,33%

Margem de lucro bruta 25,81% 22,75% 19,93% 28,18% 27,76%

Valor patrimonial por ação 10,25 10,71 9,57 10,24 11,10

Preço sobre valor patrimonial 0,24 0,14 0,24 0,67 0,73

Lucro por ação 0,12 0,12 -0,63 0,60 1,34

Preço/lucro 20,32 12,84 - 11,43 6,06

Payout (distribuição de dividendos) 3,69% 25,67% - 13,25% 55,21%

Dividendo por ação 0,00 0,03 0,02 0,08 0,74

Dividend yield (rendimento de dividendo) 0,18% 2,00% 0,88% 1,16% 9,11%

Preço da ação 2,48 1,5 2,27 6,9 8,12

Fonte: Elaborado a partir dos cálculos da análise da Empresa X

A partir do Quadro 26, é possível estabelecer conexões entre os índices, como, por exemplo, a influência da composição do endividamento na liquidez imediata. Conforme a composição do endividamento aumenta (sinalizando que as obrigações da empresa estão ficando mais concentradas no curto prazo), a liquidez imediatada da empresa, ou seja, sua capacidade de liquidar obrigações iminentes, diminui, demonstrando como os índices podem ser usados de forma complementar em uma análise sobre a perspectiva da organização no curto prazo.

Além disso, é possível perceber um comportamento semelhante entre a margem líquida da Empresa X com os índices que confrontam aspectos da empresa com o resultado do exercício (taxas de retorno sobre investimento e sobre o patrimônio líquido, lucro por ação e payout). Melhorando sua margem líquida, a empresa consegue apresentar um resultado do exercício melhor, impactando os cálculos destes índices. Este fato fica nítido no ano de 2016, no qual a margem líquida apresentou um resultado negativo, acontecendo o mesmo com os índices influenciados pelo resultado do exercício. Esta constatação reforça a importância da Empresa X procurar operar com uma margem líquida boa, através da diminuição das despesas e melhora gradativa do desempenho de seu resultado financeiro.

Na última linha do Quadro 25, estão representados os preços pelos quais as ações da Empresa X foram negociadas ao final de cada ano. É possível perceber que o mercado valorizou as ações de acordo com o pagamento de dividendos, além de levar em consideração o saldo de patrimônio líquido, pois as ações valorizaram- se na medida que a Empresa X distribuiu mais dividendos e aumentou o valor patrimonial de cada ação.

É notável o fato de que no período que a empresa apresentou prejuízo no resultado do exercício, as ações obtiveram valorização. Isso pode ser explicado pelo fato de que investidores mais experientes procuram analisar os fundamentos da empresa e sua perspectiva de futuro, não valorizando tanto resultados pontuais de curto prazo. Portanto, uma valorização em 2016 pode significar que investidores detectaram que a Empresa X possuía mais valor do que estava sendo negociada, apesar do prejuízo momentâneo, o que se confirmou em 2017 e 2018 com o crescimento do lucro.

5 CONCLUSÃO

O trabalho, através da correlação de índices de liquidez, endividamento, rentabilidade e lucratividade, juntamente com indicadores da análise fundamentalista, trouxe uma forma de embasamento para a tomada de decisão de investimento em uma empresa de capital aberto.

A partir dos dados financeiros disponibilizados pela Empresa X foi possível realizar cálculos de índices que individualmente representaram determinadas particularidades da empresa. Ao analisá-los de forma conjunta, o usuário externo destas informações é capaz de ter um conhecimento amplo do funcionamento da organização, bem como sua perspectiva de futuro e o comportamento do preço de suas ações no mercado.

Com relação aos índices de liquidez, a Empresa X apresentou um resultado positivo, demonstrando que possui uma segurança quanto a necessidade de capital financeiro nos próximos períodos. Vale ressaltar que a sua liquidez imediata pode vir a ser um problema caso a empresa passe por emergências ou acontecimentos inesperados.

Na observação dos índices de endividamento, nota-se que a empresa possui sua dívida controlada, pois seu passivo não ultrapassa metade do valor do ativo em nenhum dos períodos. Já em relação ao patrimônio líquido, o passivo era equivalente em 2014, mas foi reduzido ao longo dos anos. Vale ressaltar que a alocação da dívida no curto prazo cresceu nos últimos anos, porém, segue dentro de um mesmo padrão.

Quanto a rentabilidade e a lucratividade da Empresa X, é possível perceber que em todos os índices houve melhora, principalmente devido ao aumento das vendas, margem líquida e, consequentemente, resultado do exercício. Em determinados anos, o resultado de alguns índices pode ser visto como insatisfatório, porém, pode ser uma consequência do fato de a empresa apresentar uma postura cautelosa que fornece boa segurança na sua liquidez e dívida.

Em relação aos índices que buscam determinar os fundamentos da empresa, é possível estabelecer que são consistentes, pois a Empresa X apresenta-se como uma potencial pagadora de dividendos, mas também como uma organização que consegue aumentar seu lucro quando reinveste o capital na operação. O preço de mercado da sua ação valorizou consideravelmente no período analisado, contudo,

mesmo assim, o valor patrimonial por ação está abaixo de 1,0, o que pode significar que ainda existe margem para o valor da ação aumentar.

É importante salientar que a forma de análise realizada neste trabalho possui o propósito de fornecer informações pertinentes a respeito da Empresa X. O mesmo resultado no cálculo de um índice pode ser considerado bom ou ruim dependendo do perfil do investidor, que deve procurar entender amplamente a empresa para basear sua tomada de decisão de acordo com o que sentir-se mais confortável. Por exemplo, existem investidores que buscam um retorno maior, enquanto outros preferem investir correndo menos riscos.

É possível verificar que o objetivo proposto por este trabalho foi alcançado, pois através da coleta de dados e da realização de cálculos de índices foi determinada a atual situação financeira e econômica da empresa, tal como seus fundamentos e política de distribuição de dividendos, fornecendo um cenário para o usuário externo avaliar a decisão de ser um investidor, bem como possuir um exemplo de como constituir análises de outras empresas listadas na bolsa de valores.

A análise abordada neste trabalho pode vir a desenvolver outros trabalhos neste campo no futuro, como pesquisas que expliquem a maneira de buscar capital realizada pela empresa, sua alavacangem financeira, comportamento perante cenários diferentes ao longo dos anos e também outros índices que não tenham sido trabalhados.

Outra sugestão para trabalhos futuros é estabelecer um paralelo da análise fundamentalista com a análise técnica, determinando qual a aplicação de cada uma delas no processo de avaliação de uma empresa e do comportamento da sua respectiva ação no mercado.

Por fim, o estudo, além de apresentar uma empresa listada na bolsa de valores, também apresenta uma maneira de analisar organizações de diversos setores, auxiliando na tomada de decisão dos usuários externos que estão conhecendo essa nova modalidade de investimento e desejam estar seguros quanto a suas decisões, tal como o estudante de áreas do conhecimento que analisem empresas e que deseja aprender a determinar índices relevantes.

REFERÊNCIAS

ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Análise Das Demonstrações Contábeis Em Ifrs e

Cpc - Facilitada e Sistematizada. São Paulo: Atlas, 2014.

ASSAF NETO, Alexandre. Estrutura e análise de balanços: um enfoque econômico financeiro. 9ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

ASSAF NETO, Alexandre. Mercado Financeiro. 13. ed. São Paulo: Atlas, 2015. BASSO, Irani Paulo. CONTABILIDADE GERAL BASICA. 3. ed. Ijuí: Unijui, 2011. BRAGA, Roberto. Fundamentos e Técnicas de Administração Financeira. São Paulo: Atlas, 2009.

BRUNI, Adriano Leal. Excel Aplicado à Gestão Empresarial. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

COSTA, Rodrigo Simão da. Contabilidade para Iniciantes Em Ciências Contábeis

e Cursos Afins. São Paulo: Senac, 2013.

CREPALDI, Silvio Aparecido. Auditoria Contábil - Teoria e Prática. São Paulo: Atlas, 2013.

FAVERO, Hamilton Luiz. Contabilidade: Teoria e Prática. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

FERREIRA, Ricardo José. Análise das demonstrações contábeis: teoria e questões comentadas conforme a Lei nº 11.941 (antiga MP nº 449/08). 3.ed. Rio de Janeiro: Ed. Ferreira, 2010.

FLICK, Uwe. Introdução à Pesquisa Qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. FORTUNA, Eduardo. Mercado Financeiro: Produtos e Serviços. 19. ed. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2014.

GALHARDO, Maurício. Como calcular a Lucratividade? Exame.com. 2012. Disponível em: <https://exame.abril.com.br/pme/como-calcular-a-lucratividade/. Acesso em: 29 ago. 2019

GIL, Antônio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GITMAN, Lawrence J. Princípios de Administração Financeira. 12. ed. [s. L.]: Pearson Universidades, 2010.

HENDRIKSEN, Eldon S.; VAN BREDA, Michael. Teoria da Contabilidade. São Paulo: Atlas, 2010

IUDÍCIBUS, Sérgio de et. al. Manual De Contabilidade - Suplemento. São Paulo: Atlas, 2008.

IUDÍCIBUS, Sérgio de et al. Manual de contabilidade societária: aplicável a todas

as sociedades. 2 Ed. São Paulo: Atlas, 2013.

IUDÍCIBUS, Sérgio de. Teoria da Contabilidade. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2010. KOCHE, José Carlos. Fundamentos De Metodologia Científica Teoria Da Ciência

E Prática Da Pesquisa. Petrópolis: Vozes, 2010.

LAGIOIA, Umbelina Cravo Teixeira. Fundamentos do Mercado de Capitais. São Paulo: Atlas, 2011.

LEITE, Gisele, Aspectos Jurídicos da Sociedade Anônima. 2013. Disponível em:

<http://sisnet.aduaneiras.com.br/lex/doutrinas/arquivos/290507.pdf> Acesso em 02 de junho de 2019.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia Científica. São Paulo: Atlas, 2009.

MARION, José Carlos. Contabilidade Comercial. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2010. MARION, José Carlos. Contabilidade Empresarial. 16. ed. São Paulo: Atlas, 2012. MARION, José Carlos. Normas e Práticas Contábeis. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

MARQUES, Wagner Luiz. Contabilidade Geral I. Cianorte: Vera Cruz, 2010.

MASCARENHAS, Sidnei Augusto. Metodologia Científica. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012.

MATARAZZO, Dante Carmine. Análise financeira de balanços: abordagem básica e gerencial. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

PADOVEZE, Clovis Luis; BENEDICTO, Gideon Carvalho de. ANALISE DAS

DEMONSTRAÇOES FINANCEIRAS. 3. ed. São Paulo: Cengage Learning Br, 2011.

PEREIRA DA SILVA, José. Análise financeira das empresas. 12. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

PEREZ JUNIOR, José Hernandez; BEGALLI, Glaucos Antonio. Elaboração das

Demonstrações Contábeis. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

PINHEIRO, Juliano Lima. MERCADO DE CAPITAIS. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012. RIBEIRO, Osni Moura. Contabilidade Básica Fácil. 27. ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

SALOMON, Délcio Vieira. Como Fazer Uma Monografia. 12. ed. São Paulo: Martins Fontes - Wmf, 2010.

SIMÕES, Guilherme. CONTABILIDADE GERENCIAL: TEORIA E PRATICA. São Paulo: Atlas, 2010.

TÓFOLI, Irso. Administração financeira empresarial: uma tratativa prática. Campinas: Arte Brasil, 2012.

ANEXO A - DEMONSTRAÇÕES DO RESULTADO DOS EXERCÍCIOS DA EMPRESA X Resultado do Exercício Empresa X

(R$ Milhares) A.H A.H A.H A.H

2015 2016 2017 2018

Receita de Venda de Bens e/ou

Serviços 648.611,00 100% 606.632,00 -6,47% 100% 586.917,00 -3,25% 100% 672.873,00 14,65% 100% 743.462,00 10,49% 100%

Custo dos Bens e/ou Serviços

Vendidos -481.184,00 -74% -468.605,00 -2,61% -77% -469.921,00 0,28% -80% -483.236,00 2,83% -72% -537.083,00 11,14% -72%

Resultado Bruto 167.427,00 26% 138.027,00 -17,56% 23% 116.996,00 -15,24% 20% 189.637,00 62,09% 28% 206.379,00 8,83% 28%

Despesas/Receitas Operacionais -157.844,00 -24% -140.069,00 -11,26% -23% -161.430,00 15,25% -28% -138.372,00 -14,28% -21% -160.331,00 15,87% -22%

Despesas com Vendas - 72.738,00 -11% - 69.761,00 -4,09% -11% - 72.846,00 4,42% -12% - 67.736,00 -7,01% -10% - 79.801,00 17,81% -11%

Despesas Gerais e Administrativas - 90.059,00 -14% - 91.675,00 1,79% -15% - 89.314,00 -2,58% -15% - 75.730,00 -15,21% -11% - 84.525,00 11,61% -11%

Gerais e admnistrativas - 63.793,00 -10% - 68.060,00 6,69% -11% - 64.592,00 -5,10% -11% - 52.143,00 -19,27% -8% - 59.300,00 13,73% -8%

Pesquisa e desenvolvimento - 19.824,00 -3% - 18.235,00 -8,02% -3% - 19.492,00 6,89% -3% - 16.772,00 -13,95% -2% - 17.379,00 3,62% -2%

Participação e honorários da

administração - 6.442,00 -1% - 5.380,00 -16,49% -1% - 5.230,00 -2,79% -1% - 6.815,00 30,31% -1% - 7.846,00 15,13% -1%

Tributárias 0% 0% 0% 0% 0%

Perdas pela Não Recuperabilidade

de Ativos - 0% - 0% - 0% - 0% - 0%

Outras Receitas Operacionais 4.953,00 1% 21.367,00 331,40% 4% 730,00 -96,58% 0% 5.094,00 597,81% 1% 3.995,00 -21,57% 1%

Outras Despesas Operacionais - 0% - 0% - 0% - 0% - 0%

Resultado de Equivalência

Patrimonial - 0% - 0% - 0% - 0% - 0%

Resultado Antes do Resultado

Financeiro e dos Tributos 9.583,00 1% - 2.042,00 -121,31% 0% - 44.434,00 2076,00% -8% 51.265,00 -215,37% 8% 46.048,00 -10,18% 6%

Resultado Financeiro 2.748,00 0% 10.897,00 296,54% 2% - 3.783,00 -134,72% -1% 3.828,00 -201,19% 1% 41.121,00 974,22% 6% Receitas Financeiras 14.403,00 2% 19.212,00 33,39% 3% 20.773,00 8,13% 4% 15.822,00 -23,83% 2% 43.740,00 176,45% 6% Despesas Financeiras - 11.655,00 -2% - 8.315,00 -28,66% -1% - 24.556,00 195,32% -4% - 11.994,00 -51,16% -2% - 2.619,00 -78,16% 0% -2% 61,88% -3% -7,16% -3% -23,73% -2% -40,49% -1% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 878,56% 2% -140,32% -1% -155,83% 0% 118,27% 1% 0% 0% 0% 0% 0%

Resultado Antes dos Tributos sobre

o Lucro 12.331,00 2% 8.855,00 -28,19% 1% - 48.217,00 -644,52% -8% 55.093,00 -214,26% 8% 87.169,00 58,22% 12%

Imposto de Renda e Contribuição

Social sobre o Lucro - 4.661,00 -1% - 1.509,00 -67,62% 0% 8.748,00 -679,72% 1% - 17.139,00 -295,92% -3% - 2.919,00 -82,97% 0%

Resultado Líquido das Operações

Continuadas 7.670,00 1% 7.346,00 -4,22% 1% - 39.469,00 -637,29% -7% 37.954,00 -196,16% 6% 84.250,00 121,98% 11% Lucro/Prejuízo do Período 7.670,00 1% 7.346,00 -4,22% 1% - 39.469,00 -637,29% -7% 37.954,00 -196,16% 6% 84.250,00 121,98% 11% 2014 2015 2016 - 8.831,00 A.V 2014 A.V 2015 A.V 2016 A.V 2017 1.292,00 Variação cambial, líquida

Despesa financeiras - 12.947,00 - 20.958,00 A.V 2018 6.212,00 2.846,00 - 5.098,00 12.643,00 - 19.458,00 - 14.840,00 2017 2018

ANEXO B - BALANÇOS PATRIMONIAIS DA EMPRESA X - ATIVOS Ativo (R$ Milhares) Ativo Total 1.288.996,00 100% 1.218.718,00 -5,45% 100% 1.084.120,00 -11% 100% 1.075.423,00 -1% 100% 1.242.087,00 15% 100% 0% 0% 0% 0% 0% Ativo Circulante 726.525,00 56% 701.532,00 -3,44% 58% 622.443,00 -11% 57% 592.193,00 -5% 55% 697.357,00 18% 56% Caixa e Equivalentes de Caixa 145.580,00 11% 144.581,00 -0,69% 12% 122.341,00 -15% 11% 119.352,00 -2% 11% 100.428,00 -16% 8% Aplicações Financeiras - 0% - 0% - 0% - 0% 489,00 0% Contas a Receber 279.498,00 22% 243.034,00 -13,05% 20% 196.572,00 -19% 18% 208.417,00 6% 19% 255.695,00 23% 21% Clientes 279.498,00 22% 243.034,00 -13,05% 20% 196.572,00 -19% 18% 208.417,00 6% 19% 255.695,00 23% 21% Contas a receber de clientes 105.923,00 8% 122.126,00 15,30% 10% 94.216,00 -23% 9% 120.303,00 28% 11% 168.213,00 40% 14% Valores a receber - repasse

FINAME fabricante 173.575,00 13% 120.908,00 -30,34% 10% 102.356,00 -15% 9% 88.114,00 -14% 8% 87.482,00 -1% 7% Outras Contas a Receber - 0% - 0% - 0% - 0% - 0% Estoques 262.035,00 20% 267.786,00 2,19% 22% 264.587,00 -1% 24% 241.891,00 -9% 22% 300.547,00 24% 24% Ativos Biológicos - 0% - 0% - 0% - 0% - 0% Tributos a Recuperar 17.892,00 1% 22.923,00 28,12% 2% 24.402,00 6% 2% 11.780,00 -52% 1% 25.267,00 114% 2% Tributos Correntes a 17.892,00 1% 22.923,00 28,12% 2% - -100% 0% - 0% - 0% Outros Ativos Circulantes 21.520,00 2% 23.208,00 7,84% 2% 14.541,00 -37% 1% 10.753,00 -26% 1% 14.931,00 39% 1%

0% 0% 0% 0% 0%

Ativo Não Circulante 562.471,00 44% 517.186,00 -8,05% 42% 461.677,00 -11% 43% 483.230,00 5% 45% 544.730,00 13% 44%

0% 0% 0% 0% 0%

Ativo Realizável a Longo

Prazo 215.701,00 17% 167.009,00 -22,57% 14% 149.260,00 -11% 14% 154.515,00 4% 14% 209.430,00 36% 17% Investimentos 22.204,00 2% 17.000,00 -23,44% 1% 17.538,00 3% 2% 18.602,00 6% 2% 18.398,00 -1% 1% Participações Societárias 2.329,00 0% - -100,00% 0% - 0% - 0% - 0% Participações em Coligadas 2.329,00 0% - -100,00% 0% - 0% - 0% - 0% Propriedades para Investimento 19.875,00 2% 17.000,00 -14,47% 1% 17.538,00 3% 2% 18.602,00 6% 2% 18.398,00 -1% 1% Imobilizado 278.400,00 22% 277.809,00 -0,21% 23% 252.033,00 -9,28% 23% 257.939,00 2,34% 24% 258.921,00 0,38% 21% Intangível 46.166,00 4% 55.368,00 19,93% 5% 42.846,00 -22,62% 4% 52.174,00 21,77% 5% 57.981,00 11,13% 5% A. H 2018 A.V 2014 0% A. H 2015 A. V 2015 0% A. H 2016 A. V 2016 0% A. H 2017 A. V 2017 0% 0% 31/12/2018 A. V 2018 Participações em Controladas 31/12/2014 31/12/2015 31/12/2016 31/12/2017 - - - - -

ANEXO C - BALANÇOS PATRIMONIAIS DA EMPRESA X – PASSIVOS E PATRIMÔNIOS LÍQUIDOS Passivo (R$ Milhares) Passivo Total 1.288.996,00 100% 1.218.718,00 -5,45% 100% 1.084.120,00 -11,04% 100% 1.075.423,00 -0,80% 100% 1.242.087,00 15,50% 100% 0% 0% 0% 0% 0% Passivo Circulante 353.379,00 27% 247.562,00 -29,94% 20% 290.889,00 17,50% 27% 280.526,00 -3,56% 26% 362.752,00 29,31% 29% Obrigações Sociais e Trabalhistas 19.291,00 1% 20.834,00 8,00% 2% 19.013,00 -8,74% 2% 28.148,00 48,05% 3% 27.504,00 -2,29% 2% Fornecedores 30.992,00 2% 28.400,00 -8,36% 2% 34.482,00 21,42% 3% 33.802,00 -1,97% 3% 44.261,00 30,94% 4% Obrigações Fiscais 6.610,00 1% 6.354,00 -3,87% 1% 2.596,00 -59,14% 0% 5.896,00 127,12% 1% 7.847,00 33,09% 1% Empréstimos e Financiamentos 237.940,00 18% 128.610,00 -45,95% 11% 166.612,00 29,55% 15% 129.633,00 -22,19% 12% 165.873,00 27,96% 13% Outras Obrigações 58.546,00 5% 63.364,00 8,23% 5% 68.186,00 7,61% 6% 83.047,00 21,79% 8% 117.267,00 41,21% 9% Passivos com Partes

Relacionadas 1.081,00 0% - -100,00% 0% - 0% - 0% - 0% Débitos com Outras Partes

Relacionadas 1.081,00 0% - 0% - 0% - 0% - 0% Outros 57.465,00 4% 63.364,00 10,27% 5% 68.186,00 7,61% 6% 83.047,00 21,79% 8% 117.267,00 41,21% 9% Dividendos e JCP a Pagar 2.294,00 0% 2.014,00 0% - -100,00% 0% 8.335,00 1% 23.785,00 185,36% 2% Outras contas a pagar 14.243,00 1% 23.499,00 64,99% 2% 14.241,00 -39,40% 1% 16.649,00 16,91% 2% 19.821,00 19,05% 2%

0% 0% 0%

0% 0% 0% 0% 0%

Adiantamento de clientes 40.928,00 3% 37.851,00 -7,52% 3% 53.787,00 42,10% 5% 56.512,00 5,07% 5% 71.466,00 26,46% 6%

Passivo Não Circulante 291.456,00 23% 298.161,00 2,30% 24% 191.699,00 -35,71% 18% 151.397,00 -21,02% 14% 181.732,00 20,04% 15%

Empréstimos e

Financiamentos 260.458,00 20% 262.941,00 0,95% 22% 163.291,00 -37,90% 15% 119.836,00 -26,61% 11% 147.716,00 23,27% 12%

Outras Obrigações 1.483,00 0% 1.050,00 -29,20% 0% 635,00 -39,52% 0% 115,00 -81,89% 0% 130,00 13,04% 0%

Tributos Diferidos 25.416,00 2% 32.711,00 28,70% 3% 25.853,00 -20,97% 2% 29.885,00 15,60% 3% 31.786,00 6,36% 3% Imposto de Renda e

Contribuição Social Diferidos 25.416,00 2% 32.711,00 28,70% 3% 25.853,00 -20,97% 2% 29.885,00 15,60% 3% 31.786,00 6,36% 3%

Provisões 4.099,00 0% 1.459,00 -64,41% 0% 1.920,00 31,60% 0% 1.561,00 -18,70% 0% 2.100,00 34,53% 0%

Patrimônio Líquido 644.161,00 50% 672.995,00 4,48% 55% 601.532,00 -10,62% 55% 643.500,00 6,98% 60% 697.603,00 8,41% 65%

0% 0% 0% 0% 0%

Capital Social Realizado 489.973,00 38% 492.025,00 0,42% 40% 492.025,00 0,00% 45% 492.025,00 0,00% 46% 492.025,00 0,00% 46%

Reservas de Capital 2.052,00 0% - -100,00% 0% - 0% - 0% - 0% Reservas de Reavaliação - 0% - 0% - 0% - 0% - 0% Reservas de Lucros 135.952,00 11% 135.643,00 -0,23% 11% 90.243,00 -33,47% 8% 118.960,00 31,82% 11% 160.218,00 34,68% 15% Reserva Legal 41.442,00 3% 41.755,00 0,76% 3% 41.755,00 0,00% 4% 43.638,00 4,51% 4% 47.838,00 9,62% 4% Reserva de Retenção de Lucros 104.859,00 8% 98.966,00 -5,62% 8% 48.488,00 -51,01% 4% 75.322,00 55,34% 7% 112.380,00 49,20% 10% Dividendo Adicional Proposto - 0% - 0% - 0% - 0% - 0% Ações em Tesouraria - 10.349,00 -1%- 5.078,00 -50,93% 0% - -100,00% 0% - 0% - 0%

Ajustes Acumulados de

Conversão 14.560,00 1% 43.051,00 195,68% 4% 17.694,00 -58,90% 2% 30.984,00 75,11% 3% 43.734,00 41,15% 4%

Participação dos Acionistas

Não Controladores 1.624,00 0% 2.276,00 40,15% 0% 1.570,00 -31,02% 0% 1.531,00 -2,48% 0% 1.626,00 6,21% 0% 31/12/2018 Participações a pagar - - 158,00 A. H 2017 A. V 2017 31/12/2014 2014A.V 31/12/2015A. H 2015 31/12/2016 31/12/2017 A. V 2015 A. H 2016 A. V 2016 A. H 2018 A. V 2018 1.551,00 2.195,00

No documento Análise econômica-financeira e fundamentalista como instrumento para tomada de decisão de investimento em uma indústria de capital aberto (páginas 47-59)