Interfaces Pessoa. Fatores Humanos II. Máquina. Cap. 2.2 A Memória; Cap 2.3 Processos e Modelos Cognitivos

Texto

(1)

In ter face s P ess oa Máquina

Fatores Humanos II

16

Cap. 2.2 – A Memória; Cap 2.3 – Processos e Modelos Cognitivos

(2)

Melhor ou Pior ?

(3)

Melhor ou Pior ?

(4)

Resumo Aula Anterior

Modelo de Processamento Humano

Subsistema de Perceção

Visão

Cor, Ilusões, Leitura

Audição Tacto

Subsistema Motor

Lei de Fitts

(5)

Perguntas?!

As ilusões de ótica devem-se a ?

A que estímulos reagimos mais rapidamente?

Lei de Fitts: que nos diz ?

(6)

Sumário

III - Sistema Cognitivo

Memória Sensorial

Memória Curta Duração (STM) Memória Longa Duração (LTM)

Modelos de representação

Armazenamento, esquecimento, recuperação Testes de memória

Processos e Modelos Cognitivos

Raciocínio

Resolução de problemas

Princípios

(7)

MEMÓRIA

01

(8)

Como Funciona?

(9)

Tipos de Memória

Memória Sensorial

Memória Curto Prazo

Memória Longo Prazo

(10)

Tipos de Memória

Memória Sensorial

Memória Curto Prazo

Memória Longo Prazo

(11)

Buffer de estímulos recebidos dos sentidos

(12)

Memória Sensorial

Estímulo Visual

Informação Icónica

Estímulo Auditivo

Informação Ecóica

Estímulo Táctil

Informação

Táctil

(13)

Memória Sensorial (Exemplo)

Estímulo Visual

Informação

Icónica

(14)

Atenção

Memória Sensorial

Memória Curto Prazo

Memória Longo Prazo

(15)

Atenção

Memória de

Curto Prazo

(16)

Atenção!

(17)

Tipos de Memória

Memória Sensorial

Memória Curto Prazo

Memória Longo Prazo

(18)

Memória de trabalho - informação temporária

(19)

Acesso Rápido

70ms

(20)

Duração Pequena

200ms – 15s

<0.3s icónica

<2s ecóica

(21)

Capacidade Limitada

72

(22)

Todos os dias fazemos batota...

351213100289  351 21 3100 289

(23)

Todos os dias fazemos batota...

351213100289  351 21 3100 289

De 12 algarismos

a 4 grupos...

(24)

Retenção

Memória Sensorial

Memória Curto Prazo

Memória Longo Prazo

(25)

Tipos de Memória

Memória Sensorial

Memória Curto Prazo

Memória Longo Prazo

(26)

Repositório do nosso conhecimento

(27)

Acesso (mais) Lento

100ms

(28)

Duração grande!

(?)

(29)

Capacidade...

(?)

(30)

Memória de Longo Prazo – Episódica

(31)

Memória de Longo Prazo – Semântica

(32)

Play Time!

(33)

Exercício – STM vs LTM

1º Teste

Ler uma lista de 20 palavras

Escrever as palavras no final

(34)

Solução 1º Teste

Agrupamentos Semânticos

Direcções: norte, sul, este, oeste

Nomes: José, Manuel, Fernando, Tomás

Medidas: metro, centímetro, decímetro, milímetro Cores: vermelho, azul, verde, amarelo

Frutos: maçã, uva, pêra, banana

(35)

Exercício – STM vs LTM

2º Teste

20 palavras com indícios

Não escrever ainda, só depois do 3º Teste

3º Teste

20 palavras

Escrever as palavras no final

(36)

Solução 3º Teste

Sem Agrupamentos

Papel

Frigorífico Aquoso Tropical

Extrovertido Facto

Fundações Segredo Textura

Providência Baptizado Fraterno

Testemunho Cinzento

Mora Amorfo Nau

Teste

Carvão

Raspa

(37)

2º Teste - Chaves de Acesso

Escrevam as palavras

Membro da família - Pintor famoso -

Bebida alcoólica - Formação Natural - Ponto cardeal - Estação do ano - Profissão -

Operação aritmética - Animal carnívoro - Tipo de arma -

Árvore - Comida -

Psicólogo famoso - Sinónimo de enorme - Capital -

Obra de Engenharia - Parte de palavra - Cor -

Monarca –

Palavra extensa -

(38)

2º Teste - Solução

Membro da família - (avó) Pintor famoso - (Rembrandt) Bebida alcoólica - (vinho)

Formação Natural - (montanha) Ponto cardeal - (norte)

Estação do ano - (primavera) Profissão - (engenheiro)

Operação aritmética - (subtracção) Animal carnívoro - (Tigre)

Tipo de arma - (canhão)

Árvore - (carvalho) Comida - (pão)

Psicólogo famoso - (Pavlov)

Sinónimo de enorme - (colossal) Capital - (Madrid)

Obra de Engenharia - (ponte) Parte de palavra - (letra) Cor - (Violeta)

Monarca - (rei)

Palavra extensa - (extraordinariamente)

(39)

Conclusão Testes

Teste 1 – Agrupamentos

Bons resultados

Teste 2 – Com indícios (pistas)

Muito bons resultados

Teste 3 – Sem agrupamentos

Piores resultados

(40)

02

PROCESSOS DA

MEMÓRIA DE

LONGO PRAZO

(41)

Três actividades principais

Armazenamento Esquecimento Recuperação

(42)

Armazenamento

Memória Curto Prazo

Memória Longo Prazo

(43)

Hipótese de tempo total

Quantidade informação retida

~

tempo de retenção

(44)

Efeito de distribuição de treino

Retenção otimizada com treino distribuído ao longo do tempo

(1h x dia (2 sem) melhor que 2h x dia (1 sem))

> > >

(45)

Mais Familiar, estrutura

Maior Retenção

Ex. Mais fácil lembrar palavras que representam objectos que palavras de conceitos (ex. Barco / Idade)

Estrutura, significado e familiaridade

(46)

Esquecimento

(47)

Evanescência

(48)

Interferência

Interferência Retroativa

Inibição Pro-ativa

(49)

Fatores emocionais

(50)

Recuperação de Informação

Lembrança

Informação reproduzida a partir da memória Pode ser assistida por pistas (teste 2)

e.g. categorias, imagens (associação)

(51)

Processos da LTM

Recuperação de Informação

Lembrança

Informação reproduzida a partir da memória Pode ser assistida por pistas (teste 2)

e.g. categorias, imagens

Reconhecimento

Informação apresenta conhecimento antes visto (ex. Opção de menu)

A própria informação constitui a pista

(52)

E por isso...

H2-6 – Reconhecimento

em vez de lembrança

(53)

03

RACIOCÍNIO

(54)

Raciocínio

Processo segundo o qual usamos conhecimento para tirar conclusões

svilen001@sxc.hu

(55)

Raciocínio Dedutivo

Premissas Conclusões

Carlos é humano

Todo o humano é mamífero

 Carlos é mamífero

(56)

Raciocínio Dedutivo

Premissas Conclusões

Derivável  Verdadeiro

Os pássaros voam

Os pinguins são pássaros

 Os pinguins voam

(57)

Raciocínio Indutivo

Exemplos Regras Gerais

Os pardais voam Os periquitos voam Os canários voam

 Os pássaros voam

(58)

Raciocínio Indutivo

Exemplos Regras Gerais

Os pardais voam Os periquitos voam Os canários voam

 Os pássaros voam

Pinguins???

(59)

Raciocínio Abdutivo

Raciocinar a partir dos efeitos para as causas

Exemplo:

Zéquinha guia depressa quando está bêbedo.

59

(60)

Raciocínio Abdutivo

Raciocinar a partir dos factos para as causas

Exemplo:

Zéquinha guia depressa quando está bêbedo.

Se vejo o Zéquinha a guiar depressa,

60

(61)

Raciocínio Abdutivo

Raciocinar a partir dos factos para as causas

Exemplo:

Zéquinha guia depressa quando está bêbedo.

Se vejo o Zéquinha a guiar depressa, Assumo que ele deve estar bêbedo.

61

(62)

Raciocínio Abdutivo

Raciocinar a partir dos factos para as causas

Exemplo:

Zéquinha guia depressa quando está bêbedo.

Se vejo o Zéquinha a guiar depressa, Assumo que ele deve estar bêbedo.

Pouco fiável:

Pode conduzir a falsas explicações

62

(63)

Cartas de Wason

Cartas com uma vogal numa das faces, têm um número par na outra

7 E 4 K

Isto é verdade ?

Quantas cartas é necessário virar para descobrir isto ?

…. E quais ?

Cada carta tem um nº de um lado e uma letra do outro.

(64)

Cartas de Wason

Cartas com uma vogal numa das faces, têm um número par na outra

7 E 4 K

Isto é verdade ?

Quantas cartas é necessário virar para descobrir isto ?

…. E quais ?

Duas: E e 7

Cada carta tem um nº de um lado e uma letra do outro.

(65)

04

PRINCÍPIOS

(66)

Lei de Hick

Tempo a escolher opção varia com número de opções

T = k log

2

(n+1)

n – número de opções

(Decisões complexas levam mais tempo...)

(67)

Lei da Exponencial da Prática

A prática traz a perfeição…

O tempo para executar tarefa na n-ésima vez segue uma lei exponencial

T n = T 1 n -a

(68)

Princípio da Racionalidade

Os utilizadores fazem as coisas por alguma razão

(por obtusa que pareça)

Tolerância

Interpretar razoavelmente as acções

racionais do utilizador

(69)

Resumo Fatores Humanos II

Capacidade para processar informação é limitada

Implicações no design de IUs

Informação é recebida e transmitida

Visão, audição, tato, movimento

Informação guardada na memória

Sensorial, STM, LTM

Informação Processada e Aplicada

Raciocínio

(70)

TPC – Estilos de Interação

Ler Cap. 3 do Livro

Secção 3.2

Imagem

Referências

temas relacionados :