1ºAno Turma: Lista Recuperação Profª. Auxiliadora - História

Loading.... (view fulltext now)

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

1. (ESPM) - A sociedade feudal era essencialmente agrária, sendo a terra principal fonte de riquezas. Além de criar o produto necessário à própria subsistência e à de suas famílias, os camponeses eram obrigados a realizar tarefas suplementares para o senhor. Entre os tributos que os servos pagavam ao senhor feudal estava a corvéia, que consistia em:

A) tributo cobrado pelo uso de instrumentos ou bens do senhor, como o moinho, o forno, o celeiro, as pontes;

B) imposto pago por cada membro da família servil, por cabeça; C) imposto pago à Igreja, utilizado para a manutenção da capela local;

D) trabalho gratuito nas terras do senhor, ou seja, no manso senhorial, em alguns dias da semana; E) porcentagem da produção da tenência, ou seja, uma parte do que tivesse sido produzido no manso servil.

2. (UFSC) - Assinale a(s) proposição(ões) correta(s) nas suas referências às características do sistema feudal:

01) A sociedade feudal era agrária, sendo a terra a principal fonte de riqueza.

02) Na Alta Idade Média, a produção econômica do feudo, além de entender à subsistência, destinava-se ao mercado externo, principalmente o asiático.

04) Os escravos, além de produzirem o seu próprio sustento, eram obrigados a executar tarefas suplementares para o senhor e entregar-lhe parte da produção.

08) Na maior parte da sua existência na Europa Ocidental, o feudalismo ligou-se a formas de governo caracterizadas pela descentralização política.

16) Na sociedade feudal, a realeza, a nobreza e a burguesia constituíam-se nas classes superiores. Os vilões constituíam as camadas mais baixas. Era grande a mobilidade social.

SOMA________

3. (UNESP) - Na Idade Média Ocidental, a Igreja Cristã justificava e explicava o ordenamento social. Ao lado dos clérigos, que detinham o conhecimento da leitura e da escrita, um dos grupos sociais da época era constituído por:

A) assalariados, que trabalhavam nas terras dos que protegiam as fronteiras da Europa Medieval das invasões dos povos bárbaros germânicos;

B) usurários, que garantiam o financiamento das campanhas militares da nobreza em luta contra os infiéis muçulmanos;

C) donos de manufaturas de tecidos de algodão, que abasteciam o amplo mercado consumidor das colônias americanas;

D) servos, que deviam obrigações em trabalho aos senhores territoriais que cuidavam da defesa militar da sociedade;

E) escravos, que garantiam a sobrevivência material da sociedade em troca da concessão da vida por parte dos seus vencedores.

4. (PUC) - Considere as afirmativas abaixo, sobre a estrutura política do feudalismo na Europa Ocidental. I. O rei, ao doar terras a um nobre, em geral não outorgava direitos sobre a população habitante daquela terra, que ficava submetida à justiça real.

II. O vassalo, nobre que recebia terras de seu suserano, devia e este obrigações, tais como serviço militar, hospedagem e contribuição para o dote e armação de seus filhos.

III. As relações de suserania-vassalagem limitavam-se ao rei e aos nobres mais ricos do reino, não se estabelecendo nas relações entre os nobres mais ricos e os menos poderosos.

IV. A figura do rei conservou seu caráter sagrado, em geral confirmado pela unção recebida do Papa no ato de sua coroação.

Estão corretas as afirmativas: A) I e II.

B) I e III. C) II e IV. D) I, III e IV. E) II, III e IV.

5. (UFJF) - Leia atentamente o trecho abaixo:

Campo Grande, MS, _____ de __________________________ de 2010.

Aluno (a): ___________________________________________

1ºAno

– Turma: _______ – Lista Recuperação

(2)

“O medieval só conhecia um modo de modi.car a ordem das coisas naturais: o milagre. A idéia de impossível não tinha lugar. Em princípio, tudo era possível. O universo estava completamente embebido de vontade divina. Nada deixava de ser viável, se estivesse de acordo com este fundamento que presidia o mundo e as vidas. O universo cotidiano estava inteiramente pontilhado por milagres, prodígios e

maravilhas. Deus não era de modo algum algo remoto”.

(RODRIGUES, José Carlos. O corpo na história. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1999, p. 44.)

A importância do aspecto religioso no modo como o homem medieval interpretava o mundo em que vivia demonstra o poder que a Igreja Católica detinha. Esse poder pode ser atribuido a diversos fatores, exceto: A) ao poderio econômico que a Igreja alcançou por meio das inúmeras doações recebidas, inclusive de terras.

B) ao controle exercido sobre a produção intelectual deixada pela Antiguidade e sobre as atividades de ensino;

C) ao papel de Instituição, alcançado pela Igreja, ao sobreviver ao fim político e administrativo do Império Romano do Ocidente;

D) à posição assumida pela Igreja, na defesa das camadas mais pobres da sociedade, contra a exploração do trabalho servil;

E) ao crescimento do número de fiéis, fruto de um intenso processo de evangelização de populações que eram antes politeístas;

6. As Cruzadas tiveram caráter:

a) exclusivamente religioso, buscando resgatar a Terra Santa das mãos dos árabes e expandir o catolicismo.

b) exclusivamente comercial, buscando novas terras para a agricultura e mercado para os produtos europeus.

c) religioso e comercial, buscando conciliar a ação expansionista religiosa à abertura de novas rotas comerciais.

d) político e religioso, buscando ampliar o poder do Papado e produzir uma fusão entre o catolicismo e o islamismo.

e) político e comercial, buscando expandir o absolutismo monárquico e abrir mercados para produtos do Vaticano.

7. Expedições militares que existiram no final da Idade Média e que pretendiam barrar o avanço muçulmano em direção ao Ocidente:

A) Renascimento Comercial e Urbano; B) Cruzadas;

C) Revolução Agrícola; D) Feiras medievais; E) Confrarias

8. As Cruzadas tiveram conseqüências importantes, entre elas:

A) a centralização da administração e da justiça em mãos dos senhores feudais; B) o êxito das expedições em defesa da Terra Santa;

C) o fortalecimento do domínio feudal na esfera econômica;

D) o restabelecimento das rotas comerciais territoriais e marítimas entre o Ocidente e Oriente; E) decadência da burguesia que não retomou seus investimentos no movimento cruzadista.

9. Poderosas causas econômicas e políticas interferiram nas expedições das Cruzadas que se destinaram ao Oriente, com a finalidade de libertar o

Santo Sepulcro. Os filhos não-primogênitos dos nobres viram, nas Cruzadas, as perspectivas de: A) tornarem-se senhores no Ocidente, descrito num discurso feito pelo papa Urbano III em Clemont, como “uma terra mais que todas frutíferas como um novo paraíso de prazeres”;

B) tomar dos senhores no Oriente o papa Urbano II em Clivemont uma terra frutífera que é um paraíso de prazeres;

C) tornarem-se senhores no Ocidente, conforme o descrito num discurso feito pelo papa Urbano VI em Clemont, como “uma terra mais que todas frutíferas como um novo paraíso de prazeres”;

D) tornarem-se senhores no Oriente, descrito num discurso feito pelo papa Urbano II em Clemont, como “uma terra mais que todas frutíferas como um novo paraíso de prazeres”;

E) tomar posse das terras descritas pelo papa Willians II em Clevimont, como “uma terra mais que todas frutífera como um novo paraíso de prazeres”.

(3)

10. “(...) Por volta do ano de 1010, começaram a circular rumores no Ocidente de que, sob a instigação dos judeus, os sarracenos tinham causado a destruição do Santo Sepulcro e decapitado o patriarca de Jerusalém (...) Então, na esteira da cruzada proclamada pelo Papa Urbano II no Concílio de Clermont em 1095, foi engendrada uma atmosfera de histeria religiosa...” RICHARDS, Jeffrey. Sexo, desvio e danação:

as minorias na Idade Média. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1993. p. 97)

A partir do texto e considerando os objetivos das Cruzadas, assinale a alternativa que corresponde à relação entre a Igreja Católica e os judeus na Idade Média:

A) Uma colaboração recíproca, pois os judeus eram considerados fiéis observadores da fé e dos ritos cristãos.

B) Uma ação conjunta em defesa da Terra Santa, uma vez que os judeus participaram como bravos combatentes nas Primeiras Cruzadas.

C) Uma aproximação entre judeus e cristãos em virtude da prática da usura, defendida arduamente pela Igreja medieval.

D) Uma grande hostilidade, pois a Igreja, no século XI, buscou cristianizar o mundo e muitas comunidades judaicas, sob a acusação de adoradores do Diabo, foram perseguidas e exterminadas. E) Uma relação econômica, pois a Guerra Santa foi sistematicamente financiada por grupos judeus dispostos a contribuir com a expansão do cristianismo.

11. . (UNITAU) - Durante o Renascimento, houve um notável desenvolvimento da produção literária, além das artes plásticas. Indique a alternativa em que obra e autor estão corretos:

a) O Príncipe - Shakespeare

b) Dom Quixote - Miguel de Cervantes c) Os Lusíadas - Erasmo de Rotterdan d) Hamlet - Dante Alighieri

e) Utopia - François Rabelais

12. (FUVEST) - "Se volveres a lembrança ao Gênese, entenderás que o homem retira da natureza seu sustento e a sua felicidade. O usuário, ao contrário, nega a ambas, desprezando a natureza e o modo de vida que ela ensina, pois outros são no mundo seus ideais."

(Dante Alighieri, A DIVINA COMÉDIA, Inferno, canto XI, tradução de Hernâni Donato). Esta passagem do poeta florentino exprime:

a) uma visão já moderna da natureza, que aqui aparece sobreposta aos interesses do homem.

b) um ponto de vista já ultrapassado no seu tempo, posto que a usura era uma prática comum e não mais proibida.

c) uma nostalgia pela Antigüidade greco-romana, onde a prática da usura era severamente coibida. d) uma concepção dominante na Baixa Idade Média, de condenação à prática da usura por ser contrária ao espírito cristão.

e) uma perspectiva original, uma vez que combina a prática da usura com a felicidade humana. 13. (UFPR) - No contexto do Renascimento, é correto afirmar que o Humanismo:

(01) Apoiava-se em concepções nascidas na Antigüidade Clássica. (02) Teve em Erasmo de Rotterdam um de seus principais expoentes. (04) Influenciou concepções que desencadearam a "Reforma Religiosa". (08) Inspirou uma verdadeira revolução cultural, iniciada na Itália. (16) Contribuiu para o desenvolvimento dos estudos científicos. Soma = ( ) 01 + 02 + 04 + 08 + 16 = 31

14. (FAAP) - Principalmente a partir do século XVI vários autores passam a desenvolver teorias, justificando o poder real. São os legistas que, através de doutrinas leigas ou religiosas, tentam legalizar o Absolutismo. Um deles é Maquiavel: afirma que a obrigação suprema do governante é manter o poder e a segurança do país que governa. Para isso deve usar de todos os meios disponíveis pois que "os fins justificam os meios." Professou suas idéias na famosa obra:

a) "Leviatã"

b) "Do Direito da Paz e da Guerra" c) "República"

d) "O Príncipe"

e) "Política Segundo as Sagradas Escrituras"

15. (FEI) - As principais características do Renascimento foram: a) teocentrismo, realismo e intensa espiritualidade;

(4)

b) romantismo, espírito crítico em relação à política, temas de inspiração exclusivamente naturalistas; c) ausência de perspectiva e adoção de temas do cotidiano religioso, tendo como foco apenas os valores espirituais;

d) uso de temas ecológicos evidenciando a preocupação com o meio ambiente, execução de variados retratos de personalidades da época.

e) antropocentrismo, humanismo e inspiração greco-romana. 16. (UFPE) - No que se refere ao texto e à sua temática:

"Visto que outros antes de mim tinham ousado imaginar uma multidão de círculos para demonstrar os fenômenos astronômicos, pensei que poderia permitir-me também examinar-se, supondo a terra móvel, não se conseguiria encontrar, sobre a revolução dos corpos celestes, demonstrações mais sólidas que essas. Depois de longas investigações, convenci-me por fim de: Que o Sol é uma estrela fixa rodeada de planetas que giram em volta dela e de que ela é o centro e a chama".

(Copérnico, "De Revolutionibus orbium Caelestium")

( ) foi produzido no século XIII dentro da tradição de estudos astronômicos de Ptolomeu;

( ) os estudos de Copérnico confirmaram a teoria geocêntrica vitoriosa durante toda a Idade Média; ( ) a continuidade e complementaridade dos estudos de Copérnico em cientistas como Giordano Bruno e Galileu Galilei desafiaram as concepções religiosas que embasaram o poder civil e religioso no medievo;

( ) é uma representação da tendência dominante da época renascentista em avaliar os fenômenos através de experiências e observações matemáticas;

( ) a teoria heliocêntrica não foi pensada originalmente por Copérnico; os gregos já a conheciam desde a antigüidade.

F F V V V

17. (UEL) - A arte renascentista, de uma forma geral, se caracterizou pela a) representação abstrata do mundo.

b) estreita relação entre arte-romantismo-melancolia. c) representação cubista da idéia de Deus.

d) aproximação entre arte-pesquisa-inovações técnicas. e) valorização estética dos afrescos da antiguidade egípcia.

(5)

Imagem

Referências

temas relacionados :