• Nenhum resultado encontrado

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS"

Copied!
5
0
0

Texto

(1)

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DISCIPLINA: DIREITO AMBIENTAL I

CÓDIGO: CARGA HORÁRIA: 80 h.a. N.º DE CRÉDITOS: 04

PRÉ-REQUISITO: DIR. ADM. II CURSO: DIREITO PERÍODO: 9º EMENTA:

Ecologia e Meio Ambiente. A crise ambiental. O movimento ecológico e ambientalista. Ecodesenvolvimento e Desenvolvimento Sustentável. Biodiversidade. O Processo Ecológico Transindividual. Direitos Difusos, Coletivos e Homogêneos. Conceito de Direito Ambiental. As competências dos entes federados em matéria ambiental na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Princípios que regem o Direito Ambiental brasileiro. Institutos e instrumentos jurídicos do Direito Ambiental. Âmbito e conteúdo do Direito ambiental. Lei de defesa do Meio Ambiente. Lei da Política Nacional do Meio Ambiente. Direito Ambiental Comparado e Direito Ambiental Internacional.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: 1. Introdução ao Meio Ambiente

1.1 Introdução à epistemologia ambiental

1.2 O paradigma mecanicista cartesiano versus o paradigma sistêmico holístico 1.3 Os movimentos liberais da segunda metade do séc. XX

1.4 De Estocolmo ao Rio e a Johannesburgo 1.5 Meio Ambiente e Desenvolvimento 2. O Meio Ambiente sob a Perspectiva Jurídica

2.1 Conceito geral e conceito jurídico de Meio Ambiente 2.2 Meio Ambiente Físico, Geográfico, Social e Cultural 2.3 Direitos Transindividuais

2.4 Direitos difusos, coletivos e homogêneos 2.5 Conceitos de Direito Ambiental

3. Proteção constitucional ao Meio Ambiente 3.1 Conceitos ecológicos

3.2 Do Manejo Ecológico

3.3 Definição de Ecossistemas e Áreas de Preservação Permanente 3.4 Reservas Extrativistas, Parques Nacionais, Estaduais e Municipais. 4. A Competências em Matéria Ambiental

4.1 A competência federativa no Meio Ambiente 4.2 Competência da União

4.3 Competência do Estado 4.4 Competência dos Municípios 4.5 Competência Material e Formal

(2)

5. Definição de Espaços Ambientalmente Protegidos 5.1 Unidades de Conservação

5.2 Zoneamento Ambiental

5.3 Área de Relevante Interesse Ecológico 6. A sociedade civil e o Meio Ambiente

6.1 Conceito de sociedade civil in Bobbio e Gramsci 6.2 A sociedade civil além da cidadania

6.3 Instrumentos jurídicos disponibilizados para a defesa do Meio Ambiente 6.4 O manejo da ação civil pública

6.5 As ONG’s e as OSCIP’s 7. O estudo de Impacto Ambiental

7.1 Características e Fonte Constitucional 7.2 Procedimentos Básicos

7.3 O Relatório de Impacto Ambiental

7.4 Natureza e Vinculação do Estudo de impacto Ambiental 8. Da responsabilidade ambiental

8.1 O dano ambiental e sua reparação

8.2 Fundamentos jurídicos da responsabilidade ambiental 8.3 Inversão do ônus da prova

8.4 Espécies de Responsabilidade

9. Direito Ambiental Comparado e Direito Ambiental Internacional 9.1 A experiência estrangeira na gestão do sistema ambiental 9.2 A gestão ambiental

9.3 Os selos ambientais

9.4 O princípio do poluidor-pagador

9.5 O protocolo de Quioto e resoluções da ONU

BIBLIOGRAFIA

AFONSO DA SILVA, José. Ação popular constitucional. São Paulo: Revista dos Tribunais. AGUIAR, Roberto Armando Ramos. Direito do meio ambiente e participação popular. Brasília:

ARAGÃO, Maria Alexandra de Sousa. O princípio do poluidor pagador: pedra angular da política comunitária do ambiente. Coimbra: Coimbra Editora.

BENJAMIN, Antonio Herman V., MILARÉ, Édis. Estudo prévio de impacto ambiental. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1993.

CANOTILHO, José Joaquim Gomes. Actos autorizativos jurídicos públicos e

responsabilidade por danos ambientais. Boletim da Faculdade de Direito, Coimbra, vol. 69, p. 10-15, 1993. Separata.

Leite, José Rubens Morato. Dano Ambiental: do individual ao coletivo extrapatrimonial. São Paulo: RT,2000.

Universitária, Rio de Janeiro, 2002, 316p.

____________; DANTAS, Marcelo Buzaglo. Algumas considerações acerca do fundo para reconstituição dos bens lesados. Revista dos Tribunais, São Paulo, vol. 85, n.º 71-82, 1996.

(3)

____________. Instrumentos de proteção ambiental e o Mercosul. Revista de Direito Administrativo Aplicado, Curitiba, vol. 2, n. 8, p. 121-130, 1996.

LEME MACHADO, Paulo Affonso. Ação Cívil pública e tombamentos. 2.ª ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1987.

LEME MACHADO, Paulo Affonso. Estudos de Direito Ambiental. São Paulo: Malheiros, 1994. 166p.

____________. Responsabilidade Civil – dano ecológico – processo civil dos poluidores. Revista Justicia, São Paulo, vol. 48, n.º 133, p. 63-69, 1986.

____________. Direito Ambiental brasileiro. 7ª. ed. São Paulo: Malheiros, 1998. 782 p. MANCUSO, Rodolfo de Camargo. Ação civil pública. 3.ª ed. São Paulo: RT, 1994. MILARÉ, Édis. Ação civil pública. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1995. 202p.

____________. Ação civil pública na nova ordem constitucional. São Paulo: Saraiva, 1990. ____________. Processo coletivo do ambiente. In: BENJAMIN, Antonio Herman V. Dano ambiental, prevenção, reparação e repressão, função ambiental. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1993. 470 p.

MIRRA, Álvaro Luiz Valery. A coisa julgada nas ações para a tutela dos interesses difusos. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1990.

____________Ação Civil Pública e a Reparação do Dano Ambiental. Juarez de Oliveira, 2002.

____________. Fundamentos do Direito Ambiental no Brasil. Revista Trimestral de Direito Público. São Paulo, vol. 7, p. 179, 1994.

____________. Inovações da jurisprudência em matéria ambiental. Revista Trimestral de Direito Público, São Paulo, 1994. vol. 8.

REVISTA DE DIREITO AMBIENTAL, São Paulo: Revista dos Tribunais.

SENDIM, José de Souza Cunhal. Responsabilidade civil por danos ecológicos: da reparação do dano através da restauração natural. Coimbra: Coimbra, 1998.

STEIGLEDER, Annelise Monteiro. Responsabilidade Civil Ambiental. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2004.

STEIGLEDER, Annelise; CAPPELLI, Sílvia; MARCHESAN, Ana Maria. Direito Ambiental. 3.ed. Porto Alegre: Verbo Jurídico, 2006

VIEIRA, Paulo Freire; WEBER, Jacques. Gestão de recursos naturais renováveis e desenvolvimento: novos desafios para a pesquisa ambiental. São Paulo: Cortez, 1996.

(4)

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DISCIPLINA: DIREITO AMBIENTAL I I

CÓDIGO: CARGA HORÁRIA: 80 h.a. N.º DE CRÉDITOS: 04

PRÉ-REQUISITO: DIR. ADM. II CURSO: DIREITO PERÍODO: 10º EMENTA:

A Proteção Judicial e Administrativa do Meio Ambiente. Crimes contra o meio ambiente. Terras indígenas.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

A Proteção Judicial e Administrativa do Meio Ambiente

Introdução. O Poder Judiciário: O Supremo Tribunal Federal e o Superior Tribunal de Justiça na Proteção Ambiental; A Justiça Federal, a Justiça do Trabalho e a Proteção Ambiental; A Justiça dos Estados e a Proteção Ambiental; Quadro da Justiça Brasileira Quanto à Proteção Ambiental. O Ministério Público: A Base Constitucional da Atuação do Ministério Público. Principais Meios Judiciais de Proteção Ambiental: Ação Civil Pública, Competência para o Processamento e Julgamento das Ações Civis Públicas, Legitimidade Ativa, Ministério Público. Mandado de Segurança Coletivo. Ação Popular. Desapropriação. Tombamento. Crimes contra o Meio Ambiente

Conceito de bem jurídico difuso. O meio ambiente como bem jurídico difuso. Proteção penal do meio ambiente e a responsabilidade pelo produto em Direito Penal. 02. Crimes de perigo. Os crimes de perigo e o meio ambiente. Relação de causalidade e imputação objetiva nos crimes contra o meio ambiente. A criminalização simbólica e a legitimidade e efetividade do Direito Penal e os crimes contra o meio ambiente. 03. A Constituição brasileira e os crimes contra o meio ambiente. A legislação brasileira e os crimes contra o meio ambiente: Lei nº 6.938/81; Lei nº 7.347/85; Lei nº 7.679/88; Lei nº 9.605/98. 04. Autoria e autoria mediata nos crimes contra bens jurídicos difusos. Tipo e tipicidade nos crimes contra o meio ambiente. Responsabilidade penal da pessoa física e da pessoa jurídica.

Terras Indígenas Introdução

Evolução Histórica da Legislação Indigenista. As Terras Indígenas. A Legislação Penal e os Indígenas.

BIBLIOGRAFIA

ANTUNES, PAULO DE BESSA – Direito Ambiental. Editora Lúmen Júris. Rio de Janeiro, RJ.

CAMARGO, ANTONIO LUIS CHAVES - Imputação objetiva e Direito Penal brasileiro. São Paulo: Cultural Paulista.

CUSTA AGUADO, PAZ M. DE LA - Tipicidad e imputación objetiva. Valencia: Tirant lo Blanch, 1996.

FIGUEIREDO, GULHERME JOSÉ PURVIN DE. Direito Ambiental e a saúde dos Trabalhadores, Ed. Ltr, S. Paulo, 2000.

(5)

MELO, SANDRO NAHMIAS. Meio Ambiente do Trabalho: Direito Fundamental, Ed. Ltr, S. Paulo, 2000.

SOARES, Guido Fernando Silva. Direito internacional do meio ambiente: emergência, obrigações e responsabilidades, São Paulo: Atlas, 2001.

Referências

Documentos relacionados

O governo dos Estados Unidos está considerando aplicar sanções contra Mianmar após a crise no estado de Rakhine, que levou milhares de aldeões a atravessarem a fronteira com

Conteúdo DESCUBRA PALENQUE PERFIL DE PALENQUE ATRAÇÕES EM PALENQUE GASTRONOMIA EM PALENQUE COMPRAS EM PALENQUE VIDA NOTURNA EM PALENQUE O QUE FAZER EM PALENQUE1. 01 03 04 08 09

Esta alteração vem oferecer mais opções na nossa frota, nomeadamente para grupos superiores a 14 pessoas, possibilitando a organização de festas, despedidas de

• Encontram-se na Bíblia as informações mais antigas sobre doenças de plantas, atribuídas a causas místicas, apresentadas como castigos divinos;. • A ferrugem do trigo

Depois de ler o comando "Enter Scanning Batch" para ativar esta função, todos os dados de código de barras lidos serão armazenados na memória do scanner e

Luiz Alves Município Elaboração de Plano Municipal de Habitação 30,0 Contratado Mafra Município Assistência Técnica - Sede do município 42,9 Em Contratação Mafra

A história de Saulo deve nos lembrar de que para Deus não existem pessoas impossíveis.. O nosso Senhor é um especialista em pessoas, ninguém melhor do que Ele para nos orientar

Atenção: este medicamento é de uso exclusivamente oral. Se você possui histórico de disfunção ou doença renal, doença hepática avançada ou cirrose, informe imediatamente ao seu