Sumário Executivo Rio Cancã / Moinho

10 

Loading.... (view fulltext now)

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)
(2)

SUMÁRIO EXECUTIVO

Microbacias: Cancã/Joanópolis - SP e Moinho/Nazaré Paulista - SP

Mapas das bacias e do recorte espacial escolhido: Cancã – Joanópolis (Escopo geográfico definido inicialmente pelo Programa Produtor de Água- ANA e Projeto de Recuperação de Mata Ciliar - SMA)

Figura 1 – Foto aérea Microbacia do Cancã (recorte incial) – PRMC/SMA

(3)

ANA e Projeto de Recuperação de Mata Ciliar – SMA e Programa Água Brasil)

Figura 3 – Foto aérea Microbacia do Cancã (recorte final)

(4)

Moinho – Nazaré Paulista

Figura 5 – Foto aérea Microbacia do Moinho – PRMC/SMA

(5)

Caracterização básicas das microbacias: Cancã/Joanópolis:

A microbacia do Ribeirão Cancã possui aproximadamente 6.000 ha, no entanto, a CATI, por meio do Programa de Microbacias, em 2.004, definiu um recorte da microbacia, com 1.100 ha, para implementação do programa. A partir dessa tomada de decisão, outras instituições passaram a atuar nesse mesmo recorte da microbacia, a SMA por meio do Projeto de Recuperação de Matas Ciliares e por último o Programa Produtor de Água, envolvendo a ANA, TNC, SMA, Prefeituras de Nazaré e Joanópolis.

Recentemente a UGP - Unidade de Gestão do Programa Produtor de Água tomou a decisão de expandir a área de atuação do programa para o limite real da microbacia. Sendo assim, o programa possui hoje uma área de atuação bem maior que a anterior, ampliando a possibilidade de participação de produtores e proprietários rurais no programa.

Os principais sistemas produtivos desenvolvidos na microbacia são produção de eucalipto para carvão e lenha e exploração de pecuária de leite e corte. A microbacia também é caracterizada pela presença de chácaras e sítios de lazer.

Conforme dados produzidos pelo diagnóstico ambiental realizado pelo Projeto Mata Ciliar da SMA, em 2.006, no recorte de 1.100 ha da microbacia do Cancan, aproximadamente 17% da microbacia é ocupada por eucalipto, 27% por cobertura florestal nativa e 45% por pastagem.

Segundo dados do Programa de Microbacias da CATI, Projeto de Recuperação de Mata Ciliar da SMA e pesquisa realizada pela TNC a microbacia do Ribeirão Cancã possui aproximadamente 200 propriedades.

Moinho/Nazaré Paulista:

A microbacia do Ribeirão Moinho possui aproximadamente 1.800 ha. As principais atividades econômicas desenvolvidas na microbacia são plantio de eucalipto para produção de carvão e lenha e exploração de pecuária de leite e corte. A microbacia também é caracterizada pela presença de chácaras e sítios de lazer.

Conforme dados produzidos pelo diagnóstico ambiental realizado pelo Projeto Mata Ciliar da SMA, em 2.006, aproximadamente 27% da microbacia é ocupada por eucalipto, 30% por cobertura florestal nativa e 30% por pastagem.

Segundo dados do Programa de Microbacias da CATI e Projeto de Recuperação de Mata Ciliar da SMA a microbacia do Ribeirão Moinho possui aproximadamente 150 propriedades, sendo 40 produtivas e as restantes propriedades de lazer.

(6)

Linhas centrais da estratégia de intervenção do Água Brasil nas microbacias: As ações em desenvolvimento em parceria com os atores locais consistem em:

Agropecuária Ecológica

Horticultura (diversidade de produtos); Fruticultura (pêssego, figo e polpa de juçara); Cultivos anuais (batata e mandioquinha);

Pecuária leiteira (manejo ecológico de pastagem com o sistema pastoreio racional voisin).

Mini-indústria para Processamento de Alimentos Orgânicos:

Pré-lavagem de verduras e legumes – alimento pronto para consumo;

Desidratadores de frutas, despolpadora de fruto de juçara, fabricação de geleias e compotas; Leite pasteurizado, queijos, iogurtes e pasta e doce de leite.

Certificação de Produtos Orgânicos:

Apoio a certificação participativa de grupos de produtores orgânicos.

Comercialização:

Agregação de valor aos produtos orgânicos e abertura de novos mercados, com a certificação orgânica.

Restauração Florestal:

Desenvolvimento de modelos de restauração de baixo custo, alta eficiência e qualidade ambiental.

Instrumentos Financeiros:

Participação no Programa Produtor de Água na construção de mecanismos de pagamentos por serviços ambientais.

Perspectiva de articulação da estratégia de intervenção com políticas públicas:

a- Experiências com técnicas inovadoras de restauração florestal, como a muvuca de sementes (plantio direto de sementes na área a ser restaurada), nucleação, plantio de Feijão Guandu antes da semeadura direta (pastos muito declivosos e compactados) e áreas cercadas para regeneração natural.

Estas experiências podem estar associadas ao pagamento por serviços ambientais, por meio do Programa Produtor de Água, tanto por conservação de áreas de vegetação nativa quanto por restauração florestal em áreas degradadas.

b- Contribuição para o desenvolvimento rural sustentável com a implantação de unidades demonstrativas com referência em produção agroecológica.

(7)

BB:

FBB:

ANA:

Apoio a produção agroecológica e associações de produtores rurais.

Aplicação e difusão das tecnologias sociais: a) Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (hortaliças; frutíferas e pequenos animais)

Implementação do Programa Produtor de Água no PCJ;

Monitoramento da qualidade da água nas microbacias do Cancã/Moinho

Debate sobre estruturação de uma linha de microcrédito rural articulada a produção agroecológica para pequenos agricultores. Experimentação e validação de modelos agroecológicos de produção em diferentes biomas e cadeias produtivas.

Experimentação e validação de modelos de conservação de solo e água em diferentes biomas e contextos.

Nacional Local / regional

Parceiro

Anita Diederichsen TNC adiederichsen@tnc.org

Alcides Almeida CATI - EDR Bragança alcidesalmeida@cati.sp.gov.br 11 4033-7336/7361 Aurélio Padovezi TNC apadovezi@tnc.org.br 11 8116-0984 Carlos Eduardo Souza Martins CATI Nazaré ca.nazare@cati.sp.gov.br 11 45971206 Cláudia Yoshida Associação Mata Ciliar claudia.yoshida@mataciliar.org.br 11 69044500

Cláudio Donisete Russoni BB russoni@bb.com.br 19 2116 1200 / 19 9811 9928 Cristiano W Camargo BB Joanópolis age2218@bb.com.br 11 7120-1058/4539-9216 Denise Taffarello SMA/CBRN/CTR1 dtaffarello@ambiente.sp.gov.br 19 32553544

Devanir Garcia dos Santos ANA devanir@ana.gov.br 61 21095356 Flávio Hermínio de Carvalho ANA Flavio.Carvalho@ana.gov.br 61 21095356 Helena Carrascosa SMA hcarrascosa@sp.gov.br

Helena Gonçalves Associação Terceira Via helenagoncalves.ga@gmail.com

Henrique Bracale Prefeitura Municipal de ca.nazare@cati.sp.gov.br 11 45971206/8276-0907 Nazaré Paulista

João Guimarães TNC jguimaraes@tnc.org 41 2111 8769 Marcelo Baptista da Silva CATI marcelo.baptista@cati.sp.gov.br

Márcia Regina de Sousa Banco do Brasil marcia.sousa@bb.com.br 11 98245253 Marco Faria CATI marco.faria@cati.sp.gov.br

Mário Mendiondo USP - São Carlos emm@sc.usp.br/ 016 3361 8026 / 3373 9542 / 9601 2884 e.mario.mendiondo@gmail.com

Paulo Henrique Pereira Prefeitura Municipal meioambiente@extrema.mg.gov.br 35 34353620 de Extrema

Pedro Matarazzo Sec. da Agricultura e pedro.matarazzo@yahoo.com.br 011 4888 9211/011 5116 1407 Meio Ambiente de Joanópolis - SP

Ricardo Augusto Viani TNC rviani@tnc.org.br 11 6448-0361 Rossini F. Matos ANA rossini@ana.gov.br (61) 2109-5356 Umberto Kubota SMA/CBRN/CTR1 umbertok@ambiente.sp.gov.br 19 32514931/3255 3544 Vanderson Silva BB vanderson.silva@bb.com.br 19 2116-1131/19 8117-5600 Vinícius Ferrari Prefeitura Municipal vinicius@joanopolis.sp.gov.br 11 4888-9211/6183-7596

de Joanópolis

(8)

Potenciais articulações de agendas de trabalho com os parceiros locais: Âmbito

Instituição

- Parceira no Programa Produtor de Água;

- Disponibilização da imagem da microbacia (área inicial de 1.100 ha) e mapa de uso e ocupação do solo;

- Modelos de Restauração Florestal baseado nos aprendizados do Projeto de Recuperação de Mata Ciliar

- Fornecimento do diagnóstico da microbacias do Cancã e Moinho realizado pelo LERF-Esalq;

- Parceira no Programa Produtor de Água;

- Disponibilização dos dados do Programa de Microbacias, malha fundiária da área inicial de 1.100 há do Cancan; - Assistência técnica;

- Apoio a implementação da caixa de ferramentas; - Parceira no Programa Produtor de Água;

- Mecanismos de Pagamento por Serviços Ambientais; - Monitoramento das ações do Produtor de Água. - Parceira no Programa Produtor de Água;

- Cooperação técnica em tecnologia de restauração florestal e agricultura ecológica.

- Parceira no Programa Produtor de Água;

- Técnicas de monitoramento da qualidade de água. - Mobilização e articulação dos agricultores;

- Troca de experiência em produção agroecológica.

Parceira no Programa Produtor de Água, articulação com os produtores e proprietários da microbacia, apoio na

implementação da caixa de ferramentas. SMA - Secretaria do Meio

Ambiente do Estado de São Paulo

CATI - Coordenadoria de Assistência Técnica Integral

ANA - Agência Nacional de Águas

TNC - The Nature Conservancy

Associação Mata Ciliar

AJOAN – Associação

Joanopolense de Produtores e Processadores de Produtos Orgânicos

Prefeitura de Nazaré Paulista Prefeitura de Joanópolis -

Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente

(9)

Outubro – Dezembro 2012

Reuniões entre WWF e TNC para revisão e redefinição do plano de execução orçamentária dos projetos de PSA

Reunião entre WWF, TNC e Iniciativa Verde (IV) para validação da atuação da IV na execução dos projetos de restauração florestal que integram a execução dos projetos PSA

Visita técnica aos produtores Unidade Demonstrativa ,da microbacia do Cancã

Visita a 08/09 propriedades rurais com projetos de PSA, reconhecimento das áreas que receberão investimentos na implantação de restauração florestal; conservação florestal e conservação de solo.

Visita técnica em 02 propriedades da SABESP na microbacia do Moinho, definição do local de implantação das PCDs de monitoramento hidrológico

Reunião da UGP

Reunião do GT – Monitoramento Hidrológico

Inicio da contratação de instituição para implantação da Ud

Preparação do termo de referência para execução das atividades relacionadas aos projetos executivos de PSA: ações de conservação de água e solo.

Produto Data

Próximos passos: Janeiro:

Contratação de instituição para implantação das Ud´s; Contratação : implantação de atividades de água e solo. Fevereiro:

Implantação das ações de conservação de água e solo; Implantação Etapa I das Ud.

Março:

Implantação das ações de conservação de água e solo; Implantação Etapa I das Ud.

(10)

Imagem

Referências

temas relacionados :