ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

11 

Texto

(1)

http://www.es.sebrae.com.br/ideiasdenegocios ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

FICHA TÉCNICA

Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço

Tipo de Negócio: escola de ensino fundamental e médio

Produtos Ofertados/Produzidos: formação escolar de 1º. 2º. graus Investimento inicial: 250mil reais

Área: 300m²

APRESENTAÇÃO

A educação básica, que inclui ensino fundamental e médio, tem por finalidade, segundo o artigo 22 da Lei de Diretrizes de Base da Educação - LDB,

“desenvolver o estudante, assegurar-lhe a formação indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe meios para progredir no trabalho e em estudos posteriores, curso superior”. Esta última finalidade deve ser

desenvolvida de maneira essencial pelo ensino médio, uma vez que entre as suas finalidades específicas incluem-se “a preparação básica para o trabalho e a cidadania do estudante”, a serem desenvolvidas por um currículo, que

destacará a educação tecnológica básica, a compreensão do significado da ciência, das letras e das artes; o processo histórico de transformação da sociedade e da cultura; a língua portuguesa como instrumento de

comunicação, acesso ao conhecimento e exercício da cidadania (MEC, 2005). As escolas particulares oferecem formas de ensino mais qualificados que o ensino público. Por este motivo, são cada vez mais procuradas pelos pais que buscam dar a seus filhos uma educação de qualidade, para que estejam mais bem preparados para que no futuro ingressem em uma faculdade. Além disso, o ensino é a maior herança que os pais podem deixar aos seus filhos, pois a sabedoria adquirida é intrínseca a cada um e ninguém nos tira.

MERCADO

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 2004 demonstram uma população residente de 182.060.108. Destes, 10.742.044 encontram-se na faixa etária de 15 a 17 anos, considerada legalmente regular para se cursar o ensino médio. O Censo escolar do mesmo ano, porém, demonstra que desses jovens, somente 43% estavam matriculados no ensino médio, 10% estavam cursando ainda o ensino fundamental ou freqüentando cursos na modalidade de educação de jovens e adultos ou profissional. Com isto, tem-se que aproximadamente cinco milhões de jovens na idade em que deveriam cursar o ensino médio, sequer estão na escola.

(2)

http://www.es.sebrae.com.br/ideiasdenegocios

Quem deseja instalar uma escola de ensino fundamental e médio, certamente, encontrará um mercado muito promissor para trabalhar, desde que tenha disposição e competência para lidar com educação de pessoas. O mercado, portanto, está aberto e, como em qualquer tipo de negócio, o conhecimento e a gestão profissional são o caminho mais curto para o sucesso.

A tendência do mercado está proporcionalmente relacionada com o

crescimento da população. Para tanto, o novo empreendedor deverá consultar o IBGE, periodicamente, para obter tais informações.

LOCALIZAÇÃO

A escolha do local e do espaço físico necessário para instalar seu negócio é uma decisão muito importante para o sucesso do empreendimento. O local deve oferecer uma infra-estrutura necessária para sua instalação e ainda propiciar o seu crescimento, ter acesso fácil para os clientes, estacionamento, segurança e ser um ponto atrativo.

A escolha do ponto nesse ramo não é simples. Um imóvel próximo de áreas residenciais de classe média funciona bem.

As atividades econômicas da maioria das cidades são regulamentadas pelo Plano Diretor Urbano (PDU). É essa Lei que determina o tipo de atividade pode funcionar em determinado endereço. A consulta de local junto à Prefeitura, é o primeiro passo para avaliar a implantação de sua escola. Na Prefeitura de Vitória o PDU é fornecido a partir de consulta no site

http://www.vitoria.es.gov.br.

ESTRUTURA

A estrutura básica deve contar com um imóvel, que terá de atender a normas de segurança e higiene. Há regras também sobre como o prédio deve ser ocupado.

Dependendo da área de cada sala de aula, por exemplo, é definido o número máximo de alunos por classe. Salas em que as carteiras forem individuais, caso das classes de pré-escola, comportarão alunos na proporção de um estudante para cada 1,2m² de área. Há padrões também para o tamanho das janelas, que levam em conta níveis mínimos de iluminação e ventilação na sala. Ao pedir autorização, a escola tem de apresentar o quadro de classes que vai montar, com a descrição detalhada da ocupação do prédio (onde será a secretaria, a sala dos professores, a biblioteca, os sanitários, a cozinha, etc.).

EQUIPAMENTOS

Os equipamentos básicos são:

- Cadeiras e mesas escolares, armários e estantes; - Estantes, mesas, cadeiras e livros para biblioteca; - Quadros e apagadores;

(3)

http://www.es.sebrae.com.br/ideiasdenegocios - Móveis e equipamentos para o refeitório;

- Computadores e impressoras;

- Equipamentos, móveis e utensílios para secretária, etc.

INVESTIMENTOS

Como as escolas geralmente são instaladas em prédios construídos para

outros fins, o investimento necessário às reformas dependerá das condições de cada imóvel. As escolas podem fazer um acordo com o proprietário do imóvel para abater do aluguel parte das despesas com a reforma. Isso quando o imóvel não é próprio. É importante observar que, na etapa de implantação de uma escola de ensino fundamental e médio, a prioridade é equipar as áreas essenciais, como recepção, administração, banheiros, cozinha, áreas de recreação. Enfim, o investimento varia muito de acordo com o porte do empreendimento e do quantitativo de que dispõe o investidor. Considerando uma escola de pequeno porte, montada numa área de 300m², será necessário um investimento de R$ 250mil, aproximadamente.

Obs.: os valores apresentados são indicativos e servem de base para o empresário decidir, se vale ou não a pena aprofundar a análise de investimento.

Investindo em Informatização

Uma empresa informatizada tem grandes chances de sair na frente do

concorrente. Além de facilitar os processos, garante a segurança na tomada de decisões, melhora a produtividade e diminui os gastos.

Escolha um projeto abrangente que atenda toda a empresa, desde o

gerenciamento de conteúdo para websites, até os controles administrativos (financeiro, estoque, caixa, cadastro de clientes, etc.). Existem no mercado atualmente, três grandes grupos de softwares: SGE Sistema de Gestão Empresarial; SGC Sistema de Gerenciamento de Clientes e Básicos. Eles podem ser encontrados nas empresas especializadas ou na Internet, através dos sistemas disponibilizados nas Provedoras de Serviços de Software (ASP - application service provider).

PESSOAL

A presença do dono torna-se fundamental, devido ao grande número de funcionários que esse tipo de negócio emprega. Professores, auxiliares, coordenadores, diretor, zeladores, secretários, administradores e assistentes, médico, etc. formam o universo de profissionais que trabalham em

(4)

http://www.es.sebrae.com.br/ideiasdenegocios PROCESSOS PRODUTIVOS

FUNCIONAMENTO - Atendidas as exigências de engenharia da prefeitura, o empreendedor, munido de laudo atestando as boas condições do prédio, deve entrar com um pedido de autorização à delegacia municipal de educação de sua cidade. A LDB (Lei de Diretrizes de Base da Educação), estabelece que o ensino infantil e juvenil é de responsabilidade das prefeituras, desde que elas tenham organizado conselhos municipais de educação autônomos. Como ainda são muito poucas as cidades com essa estrutura de organização, os processos tendem a ser encaminhados às delegacias estaduais de ensino. Nessa etapa, é preciso já ter escolhido um diretor habilitado em pedagogia e administração escolar, que responderá pelo projeto didático, incluindo os programas dos cursos e o calendário de atividades da escola.

Como pode demorar alguns meses para ser concedido, o pedido de autorização deve ser encaminhado com certa antecedência ao início do período letivo.

DESPESAS - O aluguel é item determinante das despesas fixas desse tipo de empreendimento. Como na hora de definir as mensalidades, além dos custos operacionais deve-se levar em conta quanto cobra a concorrência. Escolas com aluguéis muito altos acabam tendo de sacrificar parte dos lucros para não ficar com preços fora do mercado.

Mesmo dispondo de áreas administrativas próprias, as escolas geralmente contratam contador, que, além de fazer um acompanhamento técnico mais apurado da contabilidade, pode atuar como consultor tributário. De qualquer forma, a mão-de-obra é o principal item de custos do empreendimento, e merece ser devidamente administrada, para assegurar a rentabilidade do negócio. Os salários do setor podem pesar ainda mais no orçamento, já que pela nova lei de educação, os professores agora devem ter curso de

pedagogia, além do magistério exigido anteriormente.

DIVULGAÇÃO

Num plano de marketing é importante o conhecimento de elementos como preço, produto (serviço), ponto (localização) e promoção. Avaliar os desejos e necessidades de seus clientes ou usuários em relação a funções, finanças, facilidade, feeling e futuro.

Assim o plano de comunicação será bem direcionado ao público que se deseja atingir, facilitando a escolha do veículo de comunicação e a mensagem que se deseja passar, e cativar os clientes. Nos serviços prestados, a utilização mais comum de divulgação é a formadora de imagem da empresa, informadora de características diferenciadas, vantagens de utilização do serviço, preços, atendimento, condições de uso etc. A empresa também deve ter bem claros seus objetivos de comunicação, o público que deseja atingir, a mensagem que deseja passar, as ofertas a serem feitas e motivações a serem sugeridas aos clientes potenciais. As empresas devem ter consciência de que a qualidade

(5)

http://www.es.sebrae.com.br/ideiasdenegocios

nos serviços prestados é a melhor forma que se tem de divulgar-se, pois é a propaganda “boca a boca” que fortalece as marcas.

Nesse ramo de negócio o começo é desafiador. Os empreendedores contam que a primeira estratégia para tornar suas escolas conhecidas foi o aluguel de outdoors nas ruas da cidade onde estão instaladas e a distribuição de

panfletos. Mas o que vale — e continua sendo o principal meio de divulgação da escola — é a propaganda “boca a boca” feita pelos pais e pelos próprios estudantes. Essa forte relação de confiança entre os pais, estudantes e a direção da escola é um fator que exige a presença permanente dos donos à frente do empreendimento, para que tudo funcione corretamente e com qualidade.

DIVERSIFICAÇÃO

Para alcançar o sucesso neste mercado é importante oferecer diferenciais. Procurar novas formas de apresentar os produtos tornando-os mais atrativos que os do concorrente.

Incrementar as vendas, usando os meios de comunicação disponíveis no mercado, implementar sistemas de vendas diversificados e investir na qualidade do ensino oferecido.

Uma boa forma de diversificar seu leque de atuaçãoé agregando valor ao produto principal. A escola poderá oferecer serviços diferenciados através de convênios com outras empresas tais como: escola de línguas, natação, ginástica, balé, entre outros.

NOTÍCIAS

REVISTAS EDUCACIONAIS

E-mail: clube@clubedoprofessor.com.br

http://www.clubedoprofessor.com.br/atualizado/publicacao/revistas.htm PROFESSOR É APENAS UM CAMINHO PARA APRENDIZADO

Publicado pelo Aprendiz 19/05/2005 (Mariana Gallo)

"Professor tem que fazer o aluno buscar o conhecimento sozinho", afirmou o Secretário de Educação de São Paulo, Gabriel Chalita, durante a abertura da 12ª edição do Congresso Internacional de Educação (Educar). Segundo o secretário, o problema do ensino, hoje em dia, é a falta de estímulo ao estudo por parte do professor.

Para Chalita, o educador busca responder o mais rápido possível as dúvidas dos estudantes deixando de lado o estímulo à pesquisa e ao aprendizado. "É necessário que o professor ouça quando há alguma dúvida e que ele estimule o aluno a buscar sozinho a resposta para a questão", disse Chalita.

O secretário acredita ser necessário que o educador mostre o caminho da pesquisa para o estudante, pois quando o aluno faz a sua pesquisa sozinho, ele acaba aprendendo mais e tornando-se mais estudioso. Em sua opinião, o

(6)

http://www.es.sebrae.com.br/ideiasdenegocios

professor deve usar as novas tecnologias e técnicas de aprendizado para estimular o aprendizado dentro e fora de sala.

"O aprendizado não está apenas na escola, mas sim em todo o lugar", crê. Outro problema apontado pelo secretário é a avaliação. "O processo de avaliação pode fazer o aluno "emburrecer" e não o ajuda a ter mais conhecimento". Em muitos casos, o aluno decora as matérias para prova, deixando de se aprofundar no assunto.

"É necessário que se aplique avaliações, onde possam ser trabalhadas todas as possibilidades de erro, pois é no erro que surge a criatividade do aluno e, a partir daí, se consegue traçar o perfil do aluno e como é possível trabalhar seu aprendizado".

O secretário ressaltou também ser muito importante haver comunicação entre alunos e professores. "O professor é a alma da educação e, por isso, ele precisa saber diferenciar cada aluno", recomendou o secretário para

acrescentar: "A relação entre aluno e professor se constrói a cada dia. Quem é educador tem que buscar maneiras de entreter os estudantes dentro de sala". Fonte: http://www.crmariocovas.sp.gov.br

CURSOS E TREINAMENTOS

Os cursos de empreendedor dão base para estruturar o seu plano de negócios, planejar a empresa e desenvolver características próprias e indispensáveis a empreendedores.

Iniciando um Pequeno Grande Negócio Carga horária: 30h

Empretec

Carga horária: 72h

Administração Básica para Pequenas Empresas Carga horária: 20h

O curso de “Administração Básica para Pequenas Empresas” tem o objetivo de levar aos empresários informações sobre as principais áreas da administração de uma pequena empresa. É um instrumento para que os obstáculos

encontrados sejam superados com maior facilidade ampliando,

consequentemente, o horizonte de conhecimentos necessários nessa função. SEBRAE/ES

Av. Jerônimo Monteiro, 935 Ed. Sebrae – Centro

Vitória/ES

CEP: 29010-003 Tel.: 3331-5500

(7)

http://www.es.sebrae.com.br/ideiasdenegocios EVENTOS

ABRIN - Feira Brasileira de Brinquedos São Paulo/SP

Organização: Francal Feiras e Empreendimentos Tel.: (11) 4689-3100

Fax: (11) 4191-0200 http://www.abrin.com.br

ESCOLAR - Feira Internacional de Produtos, Serviços & Tecnologia para Escolas,

Escritórios e Papelarias São Paulo/SP

Organização: Francal Feiras e Empreendimentos Tel.: (11) 4689-3100

Fax: (11) 4191-0200

http://www.feiraescolar.com.br BIENAL DO LIVRO

São Paulo/SP

Organização: Francal Feiras e Empreendimentos Tel.: (11) 4689-3100

Fax: (11) 4191-0200

http://www.feirabienaldolivro.com.br

10ª TOYS, PARTIES & CHRISTMAS FAIR SOUTH AMERICA São Paulo – SP

Central de atendimento: (11) 3896-0202 http://www.grafitefeiras.com.br

LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA

É interessante fazer uma consulta à “CARTILHA DO FORNECEDOR CAPIXABA”, que se encontra disponível na Biblioteca do SEBRAE/ES. Essa atividade exige o conhecimento de algumas leis:

- Lei Municipal nº. 6.080/2003 – Código de Posturas e Atividades Urbanas do Município de Vitória.

- Lei Federal nº. 8.078/1990 - Código de Defesa do Consumidor.

- Lei Federal n°. 9.394/97 - Estabelece diretrizes e bases da educação nacional merecendo destaque a educação infantil, impondo a necessidade de uma regulamentação em âmbito nacional, estadual e municipal.

- Lei Federal nº. 10.172/2001 - Plano Nacional de Educação. Sancionada pelo

Congresso Nacional em 2001, estabeleceu metas para a educação no Brasil, com duração de dez anos que garantisse, entre muitos outros avanços, a elevação global do nível de escolaridade da população, a melhoria da

qualidade do ensino em todos os níveis, redução das desigualdades sociais e regionais, a ampliação do atendimento na Educação Infantil, no Ensino Médio e no Superior.

(8)

http://www.es.sebrae.com.br/ideiasdenegocios

- Resolução CEE n°. 58/95, publicada no Diário Oficial do Estado em 30 de maio de 1995 – Consolidação e Atualização das Resoluções do Conselho Estadual de Educação.

REGISTRO ESPECIAL

Para registrar sua empresa você precisa de um contador. Profissional

legalmente habilitado para elaborar os atos constitutivos da empresa, auxiliá-lo na escolha da forma jurídica mais adequada para o seu projeto e preencher os formulários exigidos pelos órgãos públicos de inscrição de pessoas jurídicas. Além disso, ele é conhecedor da legislação tributária à qual está subordinada a nossa produção e comercialização. Mas, na hora de escolher tal prestador de serviço, deve-se dar preferência aos profissionais qualificados, que tenham boa reputação no mercado e melhor que seja indicado por alguém que já tenha estabelecido com ele uma relação de trabalho.

Para legalizar a empresa é necessário procurar os órgãos responsáveis, para as devidas inscrições:

- Você deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar a sua escola para fazer a consulta de local;

- Registro no Cartório de Registro Civil das Pessoas Jurídicas; - Registro na Secretária da Receita Federal;

- Registro no Sindicato Patronal (empresa ficará obrigada a recolher por ocasião da constituição e até o dia 31 de janeiro de cada ano, a Contribuição Sindical Patronal);

- Registro na Prefeitura para obter o alvará de funcionamento;

- Cadastramento junto à Caixa Econômica Federal no sistema “Conectividade Social - INSS”.

- Autorização de funcionamento e supervisão da Secretaria de Estado de Educação, conforme Resolução 58/95, do Conselho Estadual de Educação. Todas as instituições de educação infantil devem ser autorizadas, pelo menos 120 dias antes da data prevista para o início da atividade, devendo montar um processo cumprindo algumas exigências, tais como: plano de educação; propostas pedagógicas; relatório com prova de habilitação profissional (é exigido que o diretor tenha curso de pedagogia com habilitação em administração escolar); condições do prédio; alvará de funcionamento da prefeitura e do corpo de bombeiro, etc. A Secretaria de Estado de Educação vai efetuar a fiscalização para verificar se o relatório está de acordo. Se estiver, é encaminhado para o Conselho Estadual de Educação que providenciará a autorização.

- Registro junto a Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde para obter o Alvará de Licença Sanitária, dispondo da seguinte documentação.

(9)

http://www.es.sebrae.com.br/ideiasdenegocios ENTIDADES

CENTRAL FÁCIL - Central de Atendimento Empresarial

É um sistema de atendimento que prevê a simplificação, racionalização e padronização dos processos de abertura de empresas, através de redução da burocracia.

Avenida Nossa Senhora da Penha, 1433 – Santa Luzia, Vitória/ES CEP 29045-401

Fone: (27) 2127-3000

E-mail: facil@es.sebrae.com.br

Horário de funcionamento: segunda a sexta: 12 as 17:30h. PROCON – VITÓRIA

Casa do Cidadão João Luiz Barone Av. Maruípe, nº. 2544 - Itararé Vitória/ES

CEP: 29.045-230

Tel.: (0xx27) 3382-5545

http://www.vitoria.es.gov.br/procon/procon.htm

JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Av. Nossa Senhora da Penha, 1433

Praia do Canto - Vitória/ES CEP: 29045-401

Tel.: (027) 3135-3167

http://www.jucerja.rj.gov.br - Site do Estado do Rio de Janeiro. PREFEITURA DE VITÓRIA

SEMUS - Sec. Municipal de Saúde – Vigilância Sanitária do Município de Vitória.

Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 1185 Forte São João – Vitória/ES

CEP: 29010-331

Tel.: (0xx27) 3132-5047 / 3132-5044 / 3132-5045 http://www.vitoria.es.gov.br/home.htm

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DO ESPÍRITO SANTO Rua Duque de Caxias, no. 105

Centro – Vitória/ES CEP: 29010-000 Tels.: (027) 3380-3771 FAX: (027) 3380-3772 E-mail: crrvitoria@sefa.es.gov.br http://www.sefaz.es.gov.br

INMETRO – ESPIRITO SANTO

Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 1635 Ilha de Monte Belo – Vitória/ES

(10)

http://www.es.sebrae.com.br/ideiasdenegocios Tel.: (027) 3381-6677 / 6679

Fax: (027) 3222-0352

e-mail: agencia@inmetro-es.gov.br http://www.inmetro-es.gov.br

SEDU - Secretaria de Estado de Educação Av. César Hilal, 1111

Praia do Suá – Vitória/ES CEP: 29052-231

Tel.: (027) 3137-3656 http://www.sedu.es.gov.br

MEC - Ministério da Educação e Cultura

Esplanada dos Ministérios - Bloco L - Ed. Sede e Anexos – Brasília/DF 70047-900

Tel.: (061) 2410-8484

Central de Atendimento - 0800 616161 http://www.mec.gov.br

AGENCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA http://www.anvisa.gov.br

FORNECEDORES E FABRICANTES

O SEBRAE/ES se isenta de responsabilidades quanto à forma da atuação das empresas no mercado.

Mesas e cadeiras escolares Barga Móveis

Rua Regente Araújo Lima, 196 São Caetano do Sul/SP

CEP: 09520-230 Tel.: (011) 4221-9222 E-mail. barga@barga.com.br http://www.barga.com.br AFF Móveis Escolares

Av. Fco. Azeredo Coutinho, 06 Rio do Ouro - São Gonçalo / RJ Tel.: (021) 2617-1709 / 2617-1710 http://www.aff-moveis.com.br Modima Móveis Escolares SDE Quadra 02 Conj. B lote 10 Setor 'M' Norte Taguatinga / DF Tel.: (061) 372-9288

(11)

http://www.es.sebrae.com.br/ideiasdenegocios E-mail: modimamoveis@ig.com.br

http://www.modimamoveisescolares.ubbi.com.br Indústria de Móveis Escolares Cequipel

Rua Júlio Teodoro Martins, 3944 - Morro da Bina Biguaçu Florianópolis/SC

CEP: 88160-000 Tel.: (048) 3323-7195 Fax: (048) 3382-4244 http://www.cequipel.com.br

Brinquedos Pedagógicos e Educativos DMG - Indùstria e Comércio Ltda

Rua Dr. Moacir Gonçalves, 420 - Ed. Centro Comercial Betha - Sl.10 Jardim da Penha – Vitória/ES

CEP: 29060-400 Tel.: (027) 3200-3016

E-mail.: dmgweb@terra.com.br

Pindo no I – brinquedos e livros educativos Rua Guaraiúva, 771

Brooklin - São Paulo/SP

Tel.: (11) 5505-1478 / 5505-9583

BIBLIOGRAFIA

- SEBRAE/PR. Oportunidades: Escola Infantil. Curitiba: SEBRAE/PR, 2003. - Sites: http://www.mec.gov.br http://www.sedu.es.gov.br http://www.crmariocovas.sp.gov.br http://www.clubedoprofessor.com.br/atualizado/publicacao/revistas.htm http://www.educabrasil.com.br

ÁREA RESPONSÁVEL E DATA DE ATUALIZAÇÃO UAC – Unidade de Atendimento e Comércio- SEBRAE/ES Data da Última atualização: Julho de 2006.

Imagem

Referências

temas relacionados :