UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS

Texto

(1)

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS

RELATÓRIO FINAL DE

ESTÁGIO

M

ESTRADO

I

NTEGRADO EM

M

EDICINA

Ano lectivo 2014 -2015

(2)

RICARDO SILVA, Nº 2009284 1

ÍNDICE

I-INTRODUÇÃO….……….. 2

II-OBJECTIVOS………... 2

III-SÍNTESE DAS ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS……… 3

Saúde Mental………... 3

Medicina Geral e Familiar (MGF)………. 3

Pediatria……… 4

Ginecologia e Obstetrícia……….. 4

Cirurgia……….. 5

Medicina……… 6

Estágio Clínico Opcional……… 7

Preparação para a Prática Clínica (PPC)……… 7

(3)

RICARDO SILVA, Nº 2009284 2

I - INTRODUÇÃO

O sexto ano do Mestrado Integrado em Medicina (MIM) da Faculdade de Ciências

Médicas da Universidade Nova de Lisboa (FCM-UNL) corresponde a um ano

profissionalizante, organizando-se sob a forma de uma unidade curricular (UC) – “Estágio

Profissionalizante”. Esta é composta por estágios parcelares (Saúde Mental, Medicina Geral e

Familiar, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Cirurgia e Medicina), que visam a integração

prática dos conhecimentos adquiridos em anos precedentes. O objectivo principal desta UC é

permitir a optimização e integração dos conhecimentos e competências adquiridos pelo aluno

ao longo do curso, enriquecendo a sua formação e preparando-o para o desempenho de

funções enquanto médico, através da sua integração no exercício de cada especialidade.

Com este relatório pretende-se apresentar, de uma forma sintética, as actividades

realizadas ao longo do sexto ano do MIM. Este encontra-se organizado em três partes: uma

primeira, em que são referidos os objectivos para esta UC; uma segunda, correspondente a

uma descrição sucinta das actividades desenvolvidas nos diferentes estágios parcelares; e

uma terceira, na qual faço uma análise crítica acerca do ano lectivo que agora finda, bem como

do cumprimento (ou não) dos objectivos inicialmente estabelecidos.

II - OBJECTIVOS

Tendo por base a listagem de objectivos de cada estágio parcelar, bem como aqueles

por mim definidos no início deste ano lectivo, destaco, de uma forma global:

- Consolidação de conhecimentos teórico-práticos previamente adquiridos e sua adaptação à

realidade prática: aperfeiçoar técnicas de colheita de anamnese e exame objectivo, bem como

outras fundamentais para a prática clínica (ex: punções arteriais e venosas e suturas), saber

reconhecer padrões de sinais e sintomas e as patologias mais comuns, desenvolver o

raciocínio clínico para o estabelecimento de hipóteses de diagnóstico, pedido de exames

(4)

RICARDO SILVA, Nº 2009284 3

- Integração nos serviços com aumento progressivo da autonomia, com vista a preparar-me

para a prática futura e a ganhar confiança para a mesma;

- Contacto com as diferentes valências de cada especialidade;

- Desenvolvimento de capacidades de comunicação com doentes e seus familiares, para

estabelecer relação empática e de confiança, bem como com outros profissionais de saúde.

III - SÍNTESE DAS ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS

Saúde Mental - Neste estágio, que decorreu entre 15/09/2014 e 10/10/2014 (4

semanas), sob a regência do Prof. Doutor Miguel Xavier, estive integrado na equipa de

Psiquiatria e Saúde Mental do centro comunitário da Brandoa, pertencente ao Serviço de

Psiquiatria do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca.

Nos primeiros dois dias, assisti a sessões de carácter teórico-prático, leccionadas pelo

Prof. Doutor Miguel Xavier, relativa a abordagem a situações frequentes na prática médica.

Nos restantes, acompanhei a minha tutora, Dr.ª Pilar Pinto, o que me permitiu assistir a 90

consultas, tendo tido contacto com variadas patologias em adultos. A minha actividade foi

sobretudo observacional, embora tenha havido lugar à discussão de diagnósticos e terapêutica

indicada para cada doente. Ainda em contexto comunitário, acompanhei a equipa de

enfermagem em visitas domiciliárias. Semanalmente compareci às sessões clínicas

hospitalares e reuniões de equipa comunitária, tendo ainda frequentado o serviço de urgência,

onde contactei sobretudo com Perturbações Afectivas. Participei na apresentação de um

trabalho de grupo, com o tema “Perturbações de Personalidade e Implicações na Prática

Clínica não Psiquiátrica” e realizei uma história clínica, relativa a Perturbação de Pânico.

Medicina Geral e Familiar (MGF) - O estágio decorreu de 13/10/2014 a 07/11/2014 (4

semanas), sob a regência da Prof.ª Doutora Isabel Santos e tutorado pela Dr.ª Salomé

Coutinho, na USF Santo Condestável. Aqui, pude assistir e participar na realização de

consultas de Saúde do Adulto, Diabetes, Hipertensão, Planeamento Familiar, Saúde Materna

(5)

RICARDO SILVA, Nº 2009284 4

diferentes situações clínicas, numa grande variedade de escalões etários e situações sociais.

Destaco ter realizado consultas de forma autónoma (sob supervisão) e a possibilidade de

praticar procedimentos práticos, nomeadamente a realização de colpocitologias. No final do

estágio realizei o “Diário de Exercício Orientado”, com avaliação oral no último dia.

Pediatria - Este estágio decorreu entre 10/11/2014 e 05/12/2014 (4 semanas), no

serviço de Pediatria do Hospital de São Francisco Xavier, estando a regência a cargo do Prof.

Doutor Luís Varandas. O Dr. Edmundo Santos, orientador do estágio neste hospital, fez a

distribuição dos alunos para haver contacto com diferentes valências da especialidade,

acompanhando diferentes clínicos em cada valência. Assim, observei doentes em Enfermaria

Pediátrica, realizei de forma autónoma a triagem de recém-nascidos no Berçário, com registo

no Boletim de Saúde Infantil, frequentei o Serviço de Urgência onde pude realizar anamnese

e exame objectivo de forma autónoma mas supervisionada, frequentei a Unidade de Cuidados

Intensivos Neonatais, onde pude assistir aos cuidados prestados a prematuros, e assisti a

consultas de Imunoalergologia.

Assisti ainda a Sessões Clínicas e Reuniões de Serviço para passagem dos doentes

internados. Realizei uma história clínica, com subsequente apresentação oral, relativa a

Meningite Aguda Viral, num dia em que pude assistir às apresentações dos meus colegas.

Ginecologia e Obstetrícia - O estágio, sob a coordenação da Prof.ª Doutora Teresa

Ventura, teve lugar entre 08/12/2014 e 16/01/2015 (4 semanas, interrompidas por 2 semanas

para férias). A minha actividade acabou por se dividir em 2 semanas com mais ênfase dado à

Ginecologia, em que acompanhei a minha tutora, Dr.a Helena Pereira, e outras 2 dedicadas

maioritariamente à Obstetrícia, com o apoio da Dr.a Lurdes Gonçalves.

Na Ginecologia, estive presente em Consulta Externa, onde pude realizar

colpocitologias e exame ginecológico, Consulta de Patologia do Colo, onde assisti a

colposcopias, Enfermaria, onde redigi diários de internamento sob supervisão, e Bloco

(6)

RICARDO SILVA, Nº 2009284 5

ecografias ginecológicas por via endovaginal e suprapúbica. Na Obstetrícia, estive presente

em consultas de Medicina Materno-Fetal e assisti a ecografias obstétricas do 1º, 2º

(morfológicas) e 3º trimestres. Frequentei ainda o Serviço de Urgência, onde contactei com

diferentes patologias, assisti ao acompanhamento das grávidas em trabalho de parto, analisei

cardiotocografias e assisti a cesarianas.

Por fim, na última semana de estágio apresentei um trabalho de grupo intitulado “Novos

consensos sobre patologia do colo: ASC-US e ASC-H”.

Cirurgia - Com o Prof. Doutor Rui Maio como regente, este estágio decorreu entre

26/01/2015 e 20/03/2015 (8 semanas), estando dividido em: 1 semana de aulas e seminários

teórico-práticos, a decorrer no Hospital Beatriz Ângelo, 4 semanas de estágio em serviço de

Cirurgia Geral (no meu caso, sob tutela do Dr. Carlos Ferreira no Hospital da Luz), 2 semanas

de estágio opcional (optei por Gastroenterologia, orientado pelo Dr. David Serra no Hospital

da Luz) e 1 semana no AMP (Atendimento Médico Permanente) desse mesmo hospital.

Na primeira semana, essencialmente expositiva, foram abordados temas como

“Consentimento Informado” e “Técnicas de Comunicação”, e feitas revisões teóricas sobre

técnicas específicas, como algaliação e entubação orotraqueal.

No que respeita ao período em que estive no Serviço de Cirurgia Geral, a minha

actividade repartiu-se por: Bloco Operatório, onde observei variados procedimentos cirúrgicos,

por via laparoscópia, laparotómica e cirurgia robótica bariátrica, tendo participado como

segundo ajudante em 4 ocasiões e realizado suturas de Donati; Sala de Pequena Cirurgia,

onde pude treinar a técnica de sutura utilizando compressas e observei procedimentos como

remoção de quistos sebáceos do couro cabeludo; Enfermaria e Consulta Externa, onde

acompanhei o meu tutor e treinei técnicas de exame objectivo; Frequência das reuniões de

(7)

RICARDO SILVA, Nº 2009284 6

O estágio na Gastroenterologia foi essencialmente observacional, na sala de exames

endoscópicos, tendo ainda assistido a uma apresentação sobre um novo método para

tratamento de acalásia (POEM miotomia endoscópica por via oral).

A semana passada no AMP serviu para ter contacto com diferentes valências

fundamentais para um Serviço de Urgência, tendo acompanhado a enfermagem na triagem e

na sala de tratamentos, visitado o Serviço de Patologia Clínica e acompanhado os clínicos em

gabinete de observação. Nesta semana, o contacto com patologia e com procedimentos

cirúrgicos foi nulo, tendo sido uma componente observacional do estágio.

No último dia do estágio realizou-se o Mini-Congresso de Cirurgia, onde os alunos

apresentaram casos clínicos com revisões bibliográficas. Neste evento apresentei um trabalho

de grupo intitulado “Abdómen Agudo: a propósito de um caso clínico”, com base na história

clínica de um caso de volvo do cego.

Medicina - Frequentei o Serviço de Medicina 2 do Hospital Curry Cabral, dirigido pelo

Prof. Doutor Nuno Riso, entre 23/03/2015 e 22/05/2015 (8 semanas, interrompidas por 1

semana de férias), tendo sido integrado na equipa da Dr.a Catarina Pereira, minha tutora. Esta

Unidade Curricular tem como regente o Prof. Doutor Fernando Nolasco.

As minhas actividades ao longo das 8 semanas de estágio consistiram sobretudo, mas

não exclusivamente, no trabalho de enfermaria. Tendo em conta os objectivos

profissionalizantes, foi-me dada autonomia para o seguimento diário de vários doentes com

diferentes patologias, a maioria deles idosos com várias comorbilidades, sobretudo de índole

cardiovascular e respiratória. Esse seguimento incluía a leitura dos registos de enfermagem,

anamnese, exame objectivo, registo no diário, prescrição e avaliação de exames

complementares e prescrição de terapêutica. De realçar que, apesar de me ser dada

autonomia, os doentes eram discutidos diariamente com a equipa e pude sempre esclarecer

as minhas dúvidas. Semanalmente ocorria a Visita Médica do Serviço, onde apresentei os

(8)

RICARDO SILVA, Nº 2009284 7

Ao longo do estágio acompanhei a minha tutora nas consultas de TCO (terapêutica

cirúrgica da obesidade), onde é feita a avaliação médica dos candidatos a Cirurgia Bariátrica,

o que complementou o estágio de Cirurgia, no qual assisti a cirurgia de by-pass gástrico.

Frequentei o Serviço de Urgência do Hospital de São José em 6 ocasiões, tendo repartido

o meu tempo pelo Serviço de Observação e pelo Balcão Geral. Aqui, pude participar na colheita

de anamnese e exame objectivo e, tal como na Enfermaria, discutir diagnósticos, interpretar

exames, avaliar sinais vitais e treinar procedimentos como punções arteriais e venosas.

Em relação à componente teórica, assisti a várias Sessões Clínicas do Serviço, incluindo

sessões quinzenais dedicadas a patologia auto-imune (à qual o serviço se dedica), e diversas

aulas teóricas dirigidas aos alunos, relativas a temas comuns na prática clínica. Frequentei

ainda os seminários teórico-práticos da UC, na faculdade.

Realizei 1 história clínica para avaliação com a minha tutora, relativa a um caso de Edema

Agudo do Pulmão, e outra para avaliação com o Diretor do Serviço, no último dia do estágio,

relativa a Acidente Vascular Cerebral. Em conjunto com os colegas que estagiaram no mesmo

serviço, apresentei um trabalho com o tema “Insuficiência Cardíaca”.

Estágio Clínico Opcional - entre os dias 25/05/2015 e 05/06/2015 (2 semanas), realizei

este estágio, sob a regência do Prof. Doutor José Alves, no Serviço de Medicina Física e de

Reabilitação do Hospital Fernando Fonseca, por ser uma área do meu interesse e pouco

abordada ao longo do curso. Aqui, sob a orientação da Directora de Serviço, Dr.a Leonor

Prates, pude ter contacto com as diferentes áreas de actuação de um clínico da especialidade:

Consultas de Reabilitação Ortopédica, Neurológica e Pós-Mastectomia, Consulta e Ginásio

Pediátrico, Consulta e Ginásio para Amputados e Apoio à Enfermaria.

Preparação para a Prática Clínica (PPC) - A unidade curricular de PPC, sob a regência

do Prof. Doutor Roberto Palma dos Reis, consistiu em sete aulas, leccionadas na faculdade,

relativas a abordagem multidisciplinar a sinais/sintomas frequentes. A avaliação final

(9)

RICARDO SILVA, Nº 2009284 8

IV - REFLEXÃO CRÍTICA

Terminado o sexto ano do MIM considero que, de uma forma geral, os objectivos

traçados foram cumpridos. Em todos os estágios parcelares houve estímulo, não só à

integração de conhecimentos e treino de aptidões, como à aquisição de novos conceitos e

desenvolvimento de técnicas úteis para a prática clínica diária futura.

Ao longo de cada estágio tive oportunidade de contactar com grande número e

variedade de patologias, apercebendo-me de quais os casos mais frequentes e das suas

diferentes manifestações clínicas. O treino de colheita de anamnese e exame objectivo foi uma

constante, ajudando a criar automatismos e à aquisição de experiência, fundamental nesta

fase da aprendizagem. Realço ainda a preocupação dos meus tutores no que respeita à

discussão de hipóteses de diagnóstico, pedido de exames e terapêutica, estimulando o

raciocínio clínico e a procura de valorização dos meus conhecimentos em fontes bibliográficas.

No que respeita ao treino de técnicas específicas, destaco os estágios de Ginecologia

e Obstetrícia e MGF, onde aprendi e aperfeiçoei a técnica de realização de colpocitologias, o

de Medicina, onde realizei inúmeras punções arteriais e algumas venosas, e o de Cirurgia,

tendo pela primeira vez participado em actos cirúrgicos e treinado a técnica de sutura. A única

lacuna em relação aos meus objectivos pessoais para procedimentos foi não ter tido a

oportunidade de realizar suturas em contexto de Pequena Cirurgia, tendo apenas treinado a

técnica em compressas. De referir que tal não aconteceu por não ter havido a possibilidade no

período em que acompanhei o meu tutor.

A minha capacidade de comunicação melhorou consideravelmente, fruto da

necessidade de o fazer no dia-a-dia, sobretudo nos estágios de Pediatria, Medicina Geral e

Familiar e Medicina, que me permitiram um contacto mais próximo com doentes e familiares e

o treino de adaptação a diferentes faixas etárias e estratos sociais.

Sendo este um ano profissionalizante, há a intenção de que funcione como uma

(10)

RICARDO SILVA, Nº 2009284 9

Dessa forma, a componente prática é fundamental, pretendendo-se a aquisição de autonomia,

ainda que tutorada. Nesse sentido, realço o estágiode Medicina, no qual desempenhei muitas das atividades diárias da prática da especialidade, como a observação de doentes da

enfermaria, a realização dos seus diários clínicos e a apresentação nas reuniões de equipa,

levando-me ainda a treinar a comunicação com outros profissionais de saúde. Em Pediatria,

no Berçário, realizei as triagens dos recém-nascidos, discutindo os casos com os clínicos

responsáveis no fim do dia, e em MGF pude dar consultas, o que considero bastante

enriquecedor. No entanto, senti que, nos outros estágios, tal não aconteceu, o que se pode

justificar pelo facto de serem especialidades que requerem conhecimento mais especializado,

não obrigatórias aquando do Internato do Ano Comum (casos da Ginecologia e Obstetrícia e

da Psiquiatria), ou pelo facto de estagiar num hospital privado, caso da Cirurgia. Pelo que aferi

com os meus colegas, a autonomia e desempenho de determinados procedimentos depende

não só do próprio aluno mas também do tutor e local de estágio, sendo benéfico procurar

uniformizar os estágios. A duração dos estágios é, a meu ver, adequada, permitindo o contacto

com as diferentes valências de cada especialidade. No entanto, em Saúde Mental, devido à

organização do estágio, acabei por não passar pela enfermaria, algo que pretendia. Em

Cirurgia, não me parecem ter sido úteis a semana passada no AMP e a inicial de aulas, muitas

delas não trazendo benefício nesta fase de aprendizagem, e com pouca componente prática.

A inclusão de PPC e do Estágio Clínico Opcional no plano curricular é uma mais-valia.

As aulas de PPC permitem uma revisão teórica de benefício para os alunos. Através do Estágio

Opcional, é possível ter contacto com especialidades que suscitem curiosidade e pouco

abordadas no MIM, podendo ajudar para a escolha aquando do ingresso na especialidade.

Em suma, faço um balanço positivo deste ano, que em muito enriqueceu a minha

formação, assim como do meu restante percurso ao longo do curso, sentindo-me com uma

base sólida de conhecimentos e aptidões, que me permite encarar com confiança o meu futuro.

Imagem

Referências