Libras Para Concurso - 383 Questões

31 

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

   A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I    M    M    A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I

LIBRAS PARA CONCURSO

LIBRAS PARA CONCURSO

 – 

 – 

 383 QUESTÕES

 383 QUESTÕES

Resumão elaborado por: Edwallace Amorim

Resumão elaborado por: Edwallace Amorim

AULA 01 (AV1)

AULA 01 (AV1)

1.

1. A língua de sinais pode ser evidenciada principalmente através:A língua de sinais pode ser evidenciada principalmente através: R:

R:Do uso de sinais espaciais e visuais que têm as mãos, o corpo e expressão facial como suporte.Do uso de sinais espaciais e visuais que têm as mãos, o corpo e expressão facial como suporte. 2.

2. Vimos na aula 1 que a rejeição à identidade surda é não reconhecer que outros valores, outras normas, outrosVimos na aula 1 que a rejeição à identidade surda é não reconhecer que outros valores, outras normas, outros hábitos diferentes dos meus, existam no molde de vida deles, e não no meu modelo de existência. Quanto a essa hábitos diferentes dos meus, existam no molde de vida deles, e não no meu modelo de existência. Quanto a essa afirmativa, temos a seguinte consequência:

afirmativa, temos a seguinte consequência: R:

R: Quando esse julgamento endurece e se generaliza, transforma-se num estereótipo, num clichê, numQuando esse julgamento endurece e se generaliza, transforma-se num estereótipo, num clichê, num preconceito, numa resistência negativa à identidade do Outro.

preconceito, numa resistência negativa à identidade do Outro. 3.

3. ““Os surdos formam uma comunidade autêntica de língua, cultura, identidade própriasOs surdos formam uma comunidade autêntica de língua, cultura, identidade próprias””. Com base nesse trecho. Com base nesse trecho selecionado da

selecionado da Aula 01Aula 01, analise a seguinte situação: em uma escola regular onde há um aluno surdo matriculado, analise a seguinte situação: em uma escola regular onde há um aluno surdo matriculado realiza-se constantemente palestras sobre seus valores e entrelaçamentos culturais, linguísticos e identitários, para a realiza-se constantemente palestras sobre seus valores e entrelaçamentos culturais, linguísticos e identitários, para a conscientização da comunidade escolar acerca desse aluno. Pode-se afirmar que essa ação:

conscientização da comunidade escolar acerca desse aluno. Pode-se afirmar que essa ação: R:

R:Refere-se à participação legítima de todos os tipos de gente na escola, para que essa seja construída COM, PORRefere-se à participação legítima de todos os tipos de gente na escola, para que essa seja construída COM, POR e PARA todos, sob uma perspectiva inclusiva.

e PARA todos, sob uma perspectiva inclusiva. 4.

4. Nas comunidades sinalizantes é hábito apresentar-se não somente informando o nome, mas também com um SINAL.Nas comunidades sinalizantes é hábito apresentar-se não somente informando o nome, mas também com um SINAL. Esse SINAL pode ser entendido como uma espécie de "batismo" dentro dessas comunidades. Desse modo é correto Esse SINAL pode ser entendido como uma espécie de "batismo" dentro dessas comunidades. Desse modo é correto afirmar que:

afirmar que: R:

R: Cada pessoa tem um SINAL próprio que faz referência a alguma característica particular dela (somenteCada pessoa tem um SINAL próprio que faz referência a alguma característica particular dela (somente referência física; física com a primeira letra do nome; um evento marcante etc.).

referência física; física com a primeira letra do nome; um evento marcante etc.). 5.

5. O termo sujeito surdo é restrito à pessoa surda, que em sua história de vida percebe sua identidade construída emO termo sujeito surdo é restrito à pessoa surda, que em sua história de vida percebe sua identidade construída em um contexto de uso de língua de sinais. Se for um surdo sinalizante, esse sujeito não precisará ter medo de usar a sua um contexto de uso de língua de sinais. Se for um surdo sinalizante, esse sujeito não precisará ter medo de usar a sua própria língua, nem se sentirá incapaz de dominar as línguas de outros grupos, mesmo que sejam essas de outra própria língua, nem se sentirá incapaz de dominar as línguas de outros grupos, mesmo que sejam essas de outra modalidade e que, por isso mesmo, apresentem desafios aparentemente intransponíveis. Com base no conceito modalidade e que, por isso mesmo, apresentem desafios aparentemente intransponíveis. Com base no conceito apresentado, complete a concepção a seguir. Esse sujeito não é um surdo deficiente, mas:

apresentado, complete a concepção a seguir. Esse sujeito não é um surdo deficiente, mas: R:

R:É um sujeito dotado de capacidade linguística.É um sujeito dotado de capacidade linguística. 6.

6. Um surdo estará mais ou menos próximo da cultura surda a depender da identidade que assume dentro daUm surdo estará mais ou menos próximo da cultura surda a depender da identidade que assume dentro da Sociedade. A identidade surda pode ser definida como: (Concurso público do Município de Pacatuba, questão 35): Sociedade. A identidade surda pode ser definida como: (Concurso público do Município de Pacatuba, questão 35): R:

R: Identidade na qual ser surdo é estar no mundo visual e desenvolver sua experiência na Língua de Sinais. OsIdentidade na qual ser surdo é estar no mundo visual e desenvolver sua experiência na Língua de Sinais. Os surdos que assumem a identidade surda são representados por discursos que os vêem como sujeitos culturais, surdos que assumem a identidade surda são representados por discursos que os vêem como sujeitos culturais, uma formação de identidade que só ocorre entre os espaços culturais surdo.

uma formação de identidade que só ocorre entre os espaços culturais surdo. 7.

7. É possível entender, na perspectiva de Bauman (2005), identidade como "um conceito altamente contestado". NesseÉ possível entender, na perspectiva de Bauman (2005), identidade como "um conceito altamente contestado". Nesse sentido, identidade é reconhecida enquanto:

sentido, identidade é reconhecida enquanto: R:

R:Luta.Luta. 8.

8. Surdo é aquela pessoa que, com surdez congênita ou adquirida na infância, assume uma identidade surda, numSurdo é aquela pessoa que, com surdez congênita ou adquirida na infância, assume uma identidade surda, num processo de endoculturação à linguagem e aos elementos culturais de uma determinada comunidade surda. Para ele: processo de endoculturação à linguagem e aos elementos culturais de uma determinada comunidade surda. Para ele: R:

R:A língua de sinais é a sua A língua de sinais é a sua língua natural e deve ser apreendida como sua língua natural e deve ser apreendida como sua primeira língua.primeira língua. 9.

9. O termo “sujeito sinalizante”, usado nesta discipliO termo “sujeito sinalizante”, usado nesta discipli na, faz ref na, faz ref erência:erência: R:

R:A todo sujeito que domina e é usuário assíduo da língua de sinais.A todo sujeito que domina e é usuário assíduo da língua de sinais. 10.

10. A noção de identidade pode ser relacionada aos comportamentos sociais e, logo, ao contexto da inclusão, surdez eA noção de identidade pode ser relacionada aos comportamentos sociais e, logo, ao contexto da inclusão, surdez e aprendizagem na contemporaneidade. Sobre esse assunto, assinale a alternativa

aprendizagem na contemporaneidade. Sobre esse assunto, assinale a alternativa INCORRETA:INCORRETA:

R:

R:O termoO termo““cultura surdacultura surda”” não tem nenhuma relação com o posicionamento político-ideológico. não tem nenhuma relação com o posicionamento político-ideológico.

11.

11. Os principais níveis de descrição da LIBRAS são:Os principais níveis de descrição da LIBRAS são: R1:

R1:Sintático, semântico, pragmático e quirolSintático, semântico, pragmático e quirológico. ógico. // R2:R2:Quirológico, semântico, sintático, pragmático.Quirológico, semântico, sintático, pragmático. 12.

12. Para identificar uma pessoa surda que não usa língua de sinais e faz leitura labial é adequado utilizar como sinônimoPara identificar uma pessoa surda que não usa língua de sinais e faz leitura labial é adequado utilizar como sinônimo o termo:

o termo: R:

(2)

   A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I    M    M    A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I 13.

13. Marque a alternativa em que a datilologiaMarque a alternativa em que a datilologia apresentada corresponde ao nome de uma cor: apresentada corresponde ao nome de uma cor: R:

R:Vermelho.Vermelho. 14.

14. Marque a alternativa em que a datilologia abaixo corresponde aoMarque a alternativa em que a datilologia abaixo corresponde ao nome de uma parte do corpo humano:

nome de uma parte do corpo humano: R:

R:Fígado.Fígado. 15.

15. Marque a alternativa em que aparece o nome correspondente aoMarque a alternativa em que aparece o nome correspondente ao meio de transporte apresentado:

meio de transporte apresentado: R:

R:Ônibus.Ônibus. 16.

16. Marque a alternativa em que no português correspondeMarque a alternativa em que no português corresponde ao nome soletrado em datilologia:

ao nome soletrado em datilologia: R:

R:Batata.Batata. 17.

17. Marque a alternativa em que no português corresponde ao nomeMarque a alternativa em que no português corresponde ao nome soletrado em datilologia:

soletrado em datilologia: R:

R:Banana.Banana. 18.

18. Em datilologia corresponde em português a:Em datilologia corresponde em português a: R:

R:Processo.Processo. 19.

19. A palavra abaixo, apresentada em alfabeto manual (LIBRAS),A palavra abaixo, apresentada em alfabeto manual (LIBRAS), em português é definida como:

em português é definida como: R:

R:Lugar onde se guardam veículos. (Garagem)Lugar onde se guardam veículos. (Garagem) 20.

20. A palavra abaixo, apresentada em alfabeto manual (LIBRAS), quandoA palavra abaixo, apresentada em alfabeto manual (LIBRAS), quando transcrita para o português escrito, lê-se:

transcrita para o português escrito, lê-se: R:

R:Caco.Caco. 21.

21. Marque a alternativa em que é feita naMarque a alternativa em que é feita na datilologia um aspecto gramatical (nível datilologia um aspecto gramatical (nível linguístico) específico da língua de sinais: linguístico) específico da língua de sinais: R:

R:Quirológico.Quirológico. 22.

22. A datilologia da palavra abaixo refere-se:A datilologia da palavra abaixo refere-se: R:

R:Alimento. (Pão)Alimento. (Pão) 23.

23. A palavra abaixo, apresentada em alfabetoA palavra abaixo, apresentada em alfabeto manual (LIBRAS), refere-se a:

manual (LIBRAS), refere-se a: R:

R:

U

U

m cômodo da casa. (Antessala)m cômodo da casa. (Antessala) 24.

24. A palavra abaixo, apresentada em alfabeto (LIBRAS) manual, quandoA palavra abaixo, apresentada em alfabeto (LIBRAS) manual, quando transcrita para o português escrito, lê-se:

transcrita para o português escrito, lê-se: R:

R:Trufa.Trufa. 25.

25. Na datilologia abaixo temos para o português aNa datilologia abaixo temos para o português a alternativa que corresponde ao nome soletrado. alternativa que corresponde ao nome soletrado. R:

R:Alambique.Alambique. 26.

26. A palavra abaixo, apresentada em alfabeto manual (LIBRAS), refere-se a:A palavra abaixo, apresentada em alfabeto manual (LIBRAS), refere-se a: R:

R:Um estado brasileiro. (Ceará)Um estado brasileiro. (Ceará) 27.

27. A palavra abaixo, apresentada em alfabeto manual (LIBRAS), quandoA palavra abaixo, apresentada em alfabeto manual (LIBRAS), quando transcrita para o português escrito, lê-se:

transcrita para o português escrito, lê-se: R:

(3)

   A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I    M    M    A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I 28.

28. Assim, durante quase um século (1880 -1960) o discurso sobre a surdez centrou-se no abafar, no inferiorizar, noAssim, durante quase um século (1880 -1960) o discurso sobre a surdez centrou-se no abafar, no inferiorizar, no descaracterizar as diferenças [...]determinando o desenvolvimento de abordagens clínicas e práticas pedagógicas que descaracterizar as diferenças [...]determinando o desenvolvimento de abordagens clínicas e práticas pedagógicas que buscavam o apagamento da surdez [...]" (LODI, 2005, p.416). Esse trecho refere-se a um comportamento social: buscavam o apagamento da surdez [...]" (LODI, 2005, p.416). Esse trecho refere-se a um comportamento social: R:

R:Excludente, pois aExcludente, pois a ““colonizaçãocolonização”” social, com o apagamento de uma língua própria, estabelece a perda e a crise social, com o apagamento de uma língua própria, estabelece a perda e a crise

de identidade do sujeito sinalizante. de identidade do sujeito sinalizante. 29.

29. Um equívoco comum acerca das pessoas surdas e que se transformou em uma forma recorrente de identificá-las,Um equívoco comum acerca das pessoas surdas e que se transformou em uma forma recorrente de identificá-las, está em referir-se aos surdos como:

está em referir-se aos surdos como: R:

R:Surdo-mudo.Surdo-mudo. 30.

30. A respeito dos sujeitos que dominam e usam A respeito dos sujeitos que dominam e usam a LIBRAS, são:a LIBRAS, são: R:

R:Sinalizantes.Sinalizantes. 31.

31. O alfabeto manual (datilologia) corresponde às letras do alfabeto em português. Marque a resposta que explica aO alfabeto manual (datilologia) corresponde às letras do alfabeto em português. Marque a resposta que explica a finalidade desse alfabeto.

finalidade desse alfabeto. R:

R: Preencher certas necessidades momentâneas de conceitos ainda não incorporados à língua de sinais ouPreencher certas necessidades momentâneas de conceitos ainda não incorporados à língua de sinais ou tradução de nomes próprios.

tradução de nomes próprios. 32.

32. A partir do parâmetro da configuração de mãos, criou-se um alfabeto manual onde certas configurações de mãoA partir do parâmetro da configuração de mãos, criou-se um alfabeto manual onde certas configurações de mão correspondem às letras do alfabeto em português. Marque a resposta que explica a finalidade desse alfabeto. correspondem às letras do alfabeto em português. Marque a resposta que explica a finalidade desse alfabeto. (Concurso público do Município de Pacatuba, questão 40)

(Concurso público do Município de Pacatuba, questão 40) R:

R: Preencher certas necessidades momentâneas de conceitos ainda não incorporados à língua de sinais ouPreencher certas necessidades momentâneas de conceitos ainda não incorporados à língua de sinais ou tradução de nomes próprios.

tradução de nomes próprios. 33.

33. A datilologia é um mecanismo de empréstimo linguístico entre a LIBRAS e a língua portuguesa, porque:A datilologia é um mecanismo de empréstimo linguístico entre a LIBRAS e a língua portuguesa, porque: R:

R: Cumpre a função de empréstimo linguístico, ou seja, introduz na LIBRAS novas palavras que não tem sinaisCumpre a função de empréstimo linguístico, ou seja, introduz na LIBRAS novas palavras que não tem sinais próprios. Até que se crie , segundo a necessidade dos falantes, um sinal específico. Assim ocorre , por exemplo, da próprios. Até que se crie , segundo a necessidade dos falantes, um sinal específico. Assim ocorre , por exemplo, da palavra inglesa software para o português.

palavra inglesa software para o português. 34.

34. As novas concepções acerca da surdez vêm contribuindo para o desenvolvimento e para a inclusão social das pessoasAs novas concepções acerca da surdez vêm contribuindo para o desenvolvimento e para a inclusão social das pessoas surdas. Diferente da visão clínica, a perspectiva socioantropológica da surdez insere esses sujeitos em uma nova surdas. Diferente da visão clínica, a perspectiva socioantropológica da surdez insere esses sujeitos em uma nova ótica, diferenciada da visão tradicional. Segundo essa nova perspectiva, podemos encarar a surdez da seguinte ótica, diferenciada da visão tradicional. Segundo essa nova perspectiva, podemos encarar a surdez da seguinte forma:

forma: R:

R:Como uma diferença humana que precisa ter caráter Como uma diferença humana que precisa ter caráter linguístico.linguístico. 35.

35. Se uma pessoa estiver em um espaço publico, por exemplo, e vir um grupo de surdos conversando, para que possaSe uma pessoa estiver em um espaço publico, por exemplo, e vir um grupo de surdos conversando, para que possa entender com clareza o conteúdo da

entender com clareza o conteúdo da ““conversaconversa””, precisará considerar alguns aspectos linguísticos,, precisará considerar alguns aspectos linguísticos, EXCETO:EXCETO: R:

R:A expressão facial comparada ao tipo de vestimenta do surdo e sons emitidos.A expressão facial comparada ao tipo de vestimenta do surdo e sons emitidos.

AULA 02 (AV1)

AULA 02 (AV1)

1.

1. Considerando as frases “Eu irei para casa” Considerando as frases “Eu irei para casa” (Português) e “Eu ir casa” (LIBRAS) é p(Português) e “Eu ir casa” (LIBRAS) é p ossível perceber:ossível perceber: R:

R:Independência sintática do Português em relação à LIBRAS.Independência sintática do Português em relação à LIBRAS. 2.

2. Os sinais na LIBRAS são equivalentes às palavras nas línguas orais e seus usos também correspondem às mesmasOs sinais na LIBRAS são equivalentes às palavras nas línguas orais e seus usos também correspondem às mesmas funções discursivas. Assinale a opção que enumera quatro (4) sinais referentes a atitudes cordiais em LIBRAS:

funções discursivas. Assinale a opção que enumera quatro (4) sinais referentes a atitudes cordiais em LIBRAS: R:

R:Oi, obrigado, por favor e desculpa.Oi, obrigado, por favor e desculpa. 3.

3. Em Informação Linguística (IL) tem-se queEm Informação Linguística (IL) tem-se que ““as frases em Libras, muitas vezes, omitem algumas palavras que sãoas frases em Libras, muitas vezes, omitem algumas palavras que são usadas na língua portuguesa; em outras palavras, são construções sintéticas, econômicas. [...] Quer um exemplo? Em usadas na língua portuguesa; em outras palavras, são construções sintéticas, econômicas. [...] Quer um exemplo? Em português, dizemos

português, dizemos““qual é o seu nomqual é o seu nome””. Em Libras, basta sinalizare””. Em Libras, basta sinalizar:: R:

R:Seu nome?Seu nome? 4.

4. A LIBRAS é uma língua, pois possui gramática e um sistema abstrato de regras finitas, as quais permitem a produçãoA LIBRAS é uma língua, pois possui gramática e um sistema abstrato de regras finitas, as quais permitem a produção de um número ilimitado de frases, altamente complexo como as demais línguas: Desse modo, sua denominação de um número ilimitado de frases, altamente complexo como as demais línguas: Desse modo, sua denominação CORRETA:

CORRETA: R:

R:Língua Brasileira de Sinais.Língua Brasileira de Sinais. 5.

5. Embora de modalidade linguística diferente das línguas orais, há vários níveis gramaticais que podem serEmbora de modalidade linguística diferente das línguas orais, há vários níveis gramaticais que podem ser encontrados nas línguas orais e nas línguas viso-espaciais. Assinale o nível de descrição da linguística que não é encontrados nas línguas orais e nas línguas viso-espaciais. Assinale o nível de descrição da linguística que não é encontrado nas línguas orais:

encontrado nas línguas orais: R:

(4)

   A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I    M    M    A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I 6.

6. No que diz respeito à língua de sinais brasileira, é CORRETO afirmar que:No que diz respeito à língua de sinais brasileira, é CORRETO afirmar que: R:

R:Como todas as línguas orais apresenta Como todas as línguas orais apresenta os níveis linguístico, fonológico, morfolóos níveis linguístico, fonológico, morfológico, sintático e semântico.gico, sintático e semântico. 7.

7. Sobre os parâmetros da língua de sinais brasileira, é VERDADEIRO afirmar que:Sobre os parâmetros da língua de sinais brasileira, é VERDADEIRO afirmar que: R:

R: Ponto de Articulação refere-se ao local em que o sinal é produzido em relação ao corpo. Mesmo que aPonto de Articulação refere-se ao local em que o sinal é produzido em relação ao corpo. Mesmo que a configuração esteja certa, se o ponto de articulação não o estiver, o sinal poderá não ser entendido.

configuração esteja certa, se o ponto de articulação não o estiver, o sinal poderá não ser entendido. 8.

8. A fluência em LIBRAS não implica:A fluência em LIBRAS não implica: R:

R:O conhecimento dos sinais e competência em seu uso.O conhecimento dos sinais e competência em seu uso. R:

R: A uso de leitura labial A uso de leitura labial 9.

9. A língua de sinais pode ser evidenciada principalmente através:A língua de sinais pode ser evidenciada principalmente através: R:

R:Do uso de sinais espaciais e visuais que têm Do uso de sinais espaciais e visuais que têm as mãos, o corpo as mãos, o corpo e expressão facial como suporte.e expressão facial como suporte. 10.

10. A língua de sinais em sua modalidade viso-espacial tem sua estrutura organizada em cinco parâmetros,A língua de sinais em sua modalidade viso-espacial tem sua estrutura organizada em cinco parâmetros, EXCETO:EXCETO:

R:

R:Expressão viso-espacial.Expressão viso-espacial. 11.

11. AA Como todas as línguas, a LIBRAS também pode se constituir como objeto de estudo. Os parâmetros para estudá-laComo todas as línguas, a LIBRAS também pode se constituir como objeto de estudo. Os parâmetros para estudá-la são:

são: R:R:A partir de padrões próprios.A partir de padrões próprios. 12.

12. Nas comunidades surdas é hábito apresentar-se não somente informando o nome, mas também com um SINALNas comunidades surdas é hábito apresentar-se não somente informando o nome, mas também com um SINAL PESSOAL. Conforme descrito na Informação Cultural do vídeo onde foram ensinados os sinais de Apresentação PESSOAL. Conforme descrito na Informação Cultural do vídeo onde foram ensinados os sinais de Apresentação Pessoal, assinale a ÚNICA opção que explica esse hábito cultural:

Pessoal, assinale a ÚNICA opção que explica esse hábito cultural: R:

R:Esse SINAL pode ser entendido como uma espécie de batismo dentro das comunidades surdas.Esse SINAL pode ser entendido como uma espécie de batismo dentro das comunidades surdas. 13.

13. Os aparelhos de amplificação sonora que ajudam a pessoa com surdez reconhecer e compreender os sinais auditivosOs aparelhos de amplificação sonora que ajudam a pessoa com surdez reconhecer e compreender os sinais auditivos existentes no ambiente são.

existentes no ambiente são. R:

R:AASI, implante coclear e sistema FM.AASI, implante coclear e sistema FM. 14.

14. Sobrancelhas levantadas e um ligeiro movimento de cabeça inclinando-se para cima e para baixo e as sobrancelhasSobrancelhas levantadas e um ligeiro movimento de cabeça inclinando-se para cima e para baixo e as sobrancelhas franzidas e um ligeiro movimento da cabeça, inclinando-se para cima são descrições que se referem aos seguintes franzidas e um ligeiro movimento da cabeça, inclinando-se para cima são descrições que se referem aos seguintes tipos de frases, respectivamente:

tipos de frases, respectivamente: R:

R:Exclamativa e Interrogativa.Exclamativa e Interrogativa. 15.

15. Em LIBRAS podemos produzir frases nas formas afirmativa, exclamativa, interrogativa, negativa. Assinale a ÚNICAEm LIBRAS podemos produzir frases nas formas afirmativa, exclamativa, interrogativa, negativa. Assinale a ÚNICA alternativa que correlaciona corretamente o tipo de frase e seu respectivo conceito em LIBRAS:

alternativa que correlaciona corretamente o tipo de frase e seu respectivo conceito em LIBRAS: R:

R:Exclamativa: sobrancelhas levantadas e um ligeiro movimento da cabeça, inclinando-se para cima e para baixo.Exclamativa: sobrancelhas levantadas e um ligeiro movimento da cabeça, inclinando-se para cima e para baixo. 16.

16. No que diz respeito ao alfabeto manual, as duas letras que apresentam a mesma configuração de mãos, masNo que diz respeito ao alfabeto manual, as duas letras que apresentam a mesma configuração de mãos, mas diferenciam-se quanto ao movimento, são:

diferenciam-se quanto ao movimento, são: R:

R:““pp”” e e““kk””..

17.

17. Sobre a língua de sinais, NÃO se constitui em um mito:Sobre a língua de sinais, NÃO se constitui em um mito: R:

R:O fato de ser uma língua como outra qualquer.O fato de ser uma língua como outra qualquer. 18.

18. Pode-se dizer que entender a LIBRAS como um conjunto de gestos e pantomimas caracteriza:Pode-se dizer que entender a LIBRAS como um conjunto de gestos e pantomimas caracteriza: R:

R:Um mito.Um mito. 19.

19. Sobre os parâmetros da língua de sinais brasileira, é VERDADEIRO afirmar que:Sobre os parâmetros da língua de sinais brasileira, é VERDADEIRO afirmar que: R:

R: Ponto de Articulação refere-se ao local em que o sinal é produzido em relação ao corpo. Mesmo que aPonto de Articulação refere-se ao local em que o sinal é produzido em relação ao corpo. Mesmo que a configuração esteja certa, se o ponto de articulação não o estiver, o sinal poderá não ser entendido.

configuração esteja certa, se o ponto de articulação não o estiver, o sinal poderá não ser entendido. 20.

20. Sobre os parâmetros da libras, temos que o sinal de Aprender e Sábado se diferenciam quanto a que parâmetro.Sobre os parâmetros da libras, temos que o sinal de Aprender e Sábado se diferenciam quanto a que parâmetro. R:

R:Ponto de articulação.Ponto de articulação. 21.

21. São parâmetros das línguas de sinais. (CONCURSO PÚBLICO, MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA/MG, questão 21):São parâmetros das línguas de sinais. (CONCURSO PÚBLICO, MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA/MG, questão 21): R:

R:Ponto de articulação e orientação.Ponto de articulação e orientação. 22.

22. Muitas pessoas confundem os conceitos entre Datilologia e Configuração de Mãos, assim as concepções que asMuitas pessoas confundem os conceitos entre Datilologia e Configuração de Mãos, assim as concepções que as distinguem são,

distinguem são, EXCETO:EXCETO:

R:

(5)

   A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I    M    M    A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I 23.

23. Para a boa formação de sinais da LIBRAS são cinco os parâmetros exigidos, a saber: Configuração de Mãos, Ponto dePara a boa formação de sinais da LIBRAS são cinco os parâmetros exigidos, a saber: Configuração de Mãos, Ponto de Articulação, Movimento, Expressões não-manuais e:

Articulação, Movimento, Expressões não-manuais e: R:

R:Orientação.Orientação. 24.

24. As línguas de sinais são as línguas naturais das comunidades surdas. Ao contrário do que muitos pensam, elas nãoAs línguas de sinais são as línguas naturais das comunidades surdas. Ao contrário do que muitos pensam, elas não são simples gestos e mímicas, como forma de facilitar a comunicação entre surdos e ouvintes, mas são regidas por são simples gestos e mímicas, como forma de facilitar a comunicação entre surdos e ouvintes, mas são regidas por regras gramaticais, com base estrutural nos elementos mínimos para boa formação de seus sinais. Abaixo marque a regras gramaticais, com base estrutural nos elementos mínimos para boa formação de seus sinais. Abaixo marque a alternativa que corresponde a tais elementos:

alternativa que corresponde a tais elementos: R:

R:Configuração de mãos, Orientação, Ponto de Articulação, Movimento e Expressão Facial e Corporal.Configuração de mãos, Orientação, Ponto de Articulação, Movimento e Expressão Facial e Corporal. 25.

25. A Língua de Sinais é uma língua natural, um sistema linguístico legítimo que atende a todos os critérios de uma línguaA Língua de Sinais é uma língua natural, um sistema linguístico legítimo que atende a todos os critérios de uma língua genuína, do léxico à quantidade infinita de sentenças. Contudo, ainda ouvimos falas como esta: - Linguagem de sinais genuína, do léxico à quantidade infinita de sentenças. Contudo, ainda ouvimos falas como esta: - Linguagem de sinais não existe. Esse é um dos mitos mais prejudiciais à LIBRAS, pois a descaracteriza como sistema linguístico. não existe. Esse é um dos mitos mais prejudiciais à LIBRAS, pois a descaracteriza como sistema linguístico. Reconhecendo os mitos em relação à Língua de Sinais, assinale a alternativa que representa um desses mitos:

Reconhecendo os mitos em relação à Língua de Sinais, assinale a alternativa que representa um desses mitos: R:

R:A LIBRAS apresenta unidade, é utilizada pelos surdos e por isso podemos dizer que é universal.A LIBRAS apresenta unidade, é utilizada pelos surdos e por isso podemos dizer que é universal. 26.

26. A palavra apresentada em datilologia, abaixo, corresponde ao nome de:A palavra apresentada em datilologia, abaixo, corresponde ao nome de: R:

R:Uma cor. (Rosa)Uma cor. (Rosa) 27.

27. Marque a alternativa em que a datilologia apresentada correspondeMarque a alternativa em que a datilologia apresentada corresponde ao nome de uma cor:

ao nome de uma cor: R:

R:Vermelho.Vermelho. 28.

28. Identifique o nome próprio masculino que aparece em datilologiaIdentifique o nome próprio masculino que aparece em datilologia abaixo:

abaixo: R:

R:Vicente.Vicente. 29.

29. A fluência em LIBRAS não implica:A fluência em LIBRAS não implica: R:

R:A uso de leitura labial.A uso de leitura labial. 30.

30. Em regra é comum para sociedade definir as pessoas surdas como mudos. Além desse mito, marque a opção queEm regra é comum para sociedade definir as pessoas surdas como mudos. Além desse mito, marque a opção que revela somente outras inverdades acerca da pessoa surda:

revela somente outras inverdades acerca da pessoa surda: R:

R:Mudo e ineficiente.Mudo e ineficiente. 31.

31. Assim, durante quase um século (1880 -1960) o discurso sobre a surdez centrou-se no abafar, no inferiorizar, noAssim, durante quase um século (1880 -1960) o discurso sobre a surdez centrou-se no abafar, no inferiorizar, no descaracterizar as diferenças

descaracterizar as diferenças ““[...] determinando o desenvolvimento de abordagens clínicas e práticas pedagógicas[...] determinando o desenvolvimento de abordagens clínicas e práticas pedagógicas que buscavam o apagamento da surdez [...]

que buscavam o apagamento da surdez [...]”” (LODI, 2005, p.416). Esse trecho refere-se a um comportamento social: (LODI, 2005, p.416). Esse trecho refere-se a um comportamento social: R:

R:Excludente, pois aExcludente, pois a ““colonizaçãocolonização”” social, com o apagamento de uma língua própria, estabelece a perda e a crise social, com o apagamento de uma língua própria, estabelece a perda e a crise

de identidade do sujeito sinalizante. de identidade do sujeito sinalizante. 32.

32. A SEESP/MEC ao abordar questões relacionadas a utilização da libras, principal meio de comunicação entre pessoasA SEESP/MEC ao abordar questões relacionadas a utilização da libras, principal meio de comunicação entre pessoas com surdez, explica o papel do professor, tanto para aprendizagem desta língua quanto para a intermediação com as com surdez, explica o papel do professor, tanto para aprendizagem desta língua quanto para a intermediação com as práticas pedagógicas neste contexto é possível afirmar que.

práticas pedagógicas neste contexto é possível afirmar que. R:

R:O professor fluente em libras é o mais habilitado para transmitir conhecimentos aos alunos surdos.O professor fluente em libras é o mais habilitado para transmitir conhecimentos aos alunos surdos. 33.

33. Com relação à identidade surda, é CORRETO afirmar que: (QUESTÃO 52 DO CONCURSO PÚBLICO DA SEESP)Com relação à identidade surda, é CORRETO afirmar que: (QUESTÃO 52 DO CONCURSO PÚBLICO DA SEESP) R:

R:Ser surdo é pertencer a um mundo de Ser surdo é pertencer a um mundo de experiência visual.experiência visual. 34.

34. A Convenção Sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência, no seu artigo 24 afirma que: Os Estados Partes deverãoA Convenção Sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência, no seu artigo 24 afirma que: Os Estados Partes deverão assegurar às pessoas com deficiência a possibilidade de aprender as habilidades necessárias à vida e ao assegurar às pessoas com deficiência a possibilidade de aprender as habilidades necessárias à vida e ao desenvolvimento social, a fim de facilitar-lhes a plena e igual participação na educação e como membros da desenvolvimento social, a fim de facilitar-lhes a plena e igual participação na educação e como membros da comunidade. De acordo com a Convenção

comunidade. De acordo com a Convenção NÃONÃO constitui medida defendida por ela (Questão 36 do concurso público constitui medida defendida por ela (Questão 36 do concurso público da Sec. Est. de Educação de São Paulo)

da Sec. Est. de Educação de São Paulo) R:

R: Inclusão de crianças com altas habilidades em escolas regulares com a utilização de recursos de informática eInclusão de crianças com altas habilidades em escolas regulares com a utilização de recursos de informática e novas tecnologias, devido ao seu nível cognitivo e intelectual.

novas tecnologias, devido ao seu nível cognitivo e intelectual. 35.

35. Ressaltamos os aspectos sociolinguísticos das línguas de sinais, em outras palavras, fazemos referências às relaçõesRessaltamos os aspectos sociolinguísticos das línguas de sinais, em outras palavras, fazemos referências às relações estabelecidas entre linguagem e sociedade, como valores e produtos de um determinado grupo. Com base no texto, estabelecidas entre linguagem e sociedade, como valores e produtos de um determinado grupo. Com base no texto, marque a opção

marque a opção INCORRETA.INCORRETA.

R:

R: A correlação pensamento/linguagem fica prejudicada, pois a libras não é capaz de desenvolver o cognitivo deA correlação pensamento/linguagem fica prejudicada, pois a libras não é capaz de desenvolver o cognitivo de uma pessoa surda.

(6)

   A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I    M    M    A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I 36.

36. A Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência, promulgada pela Organização das Nações Unidas (ONU),A Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência, promulgada pela Organização das Nações Unidas (ONU), fundamentada nos Direitos Humanos, no campo dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais, tem em seu Artigo 24 a fundamentada nos Direitos Humanos, no campo dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais, tem em seu Artigo 24 a confirmação de uma série de princípios sobre a educação inclusiva que agora estão garantidos no Brasil. Essa confirmação de uma série de princípios sobre a educação inclusiva que agora estão garantidos no Brasil. Essa situação é possível porque a Convenção promulgada em 2006, pela ONU:

situação é possível porque a Convenção promulgada em 2006, pela ONU:

I. Foi ratificada pelo Governo Federal Brasileiro em 2008 e tornou-se um Decreto Legislativo, após sua aprovação no I. Foi ratificada pelo Governo Federal Brasileiro em 2008 e tornou-se um Decreto Legislativo, após sua aprovação no Senado e na Câmara Federal.

Senado e na Câmara Federal.

II. Poderá ser incluída como Emenda Constitucional na atual Constituição Federal de 1988; no entanto, será facultado II. Poderá ser incluída como Emenda Constitucional na atual Constituição Federal de 1988; no entanto, será facultado aos Estados e Municípios o seu cumprimento.

aos Estados e Municípios o seu cumprimento.

III. Foi ratificada no Brasil pelo Decreto Legislativo no 186 de 2008, que deverá ser aplicado como legislação vigente e III. Foi ratificada no Brasil pelo Decreto Legislativo no 186 de 2008, que deverá ser aplicado como legislação vigente e válida para todo território nacional.

válida para todo território nacional.

IV. Ainda não foi ratificada, pois o Brasil não concordou, em 2007, com seu Protocolo Facultativo, assim como com a IV. Ainda não foi ratificada, pois o Brasil não concordou, em 2007, com seu Protocolo Facultativo, assim como com a exigência de inclusão escolar desde o ensino fundamental até o nível universitário, de pessoas com deficiências exigência de inclusão escolar desde o ensino fundamental até o nível universitário, de pessoas com deficiências múltiplas.

múltiplas.

V. Está em vigor no Brasil, assim como seu Protocolo Facultativo, e reafirma a necessidade deste Estado Parte de V. Está em vigor no Brasil, assim como seu Protocolo Facultativo, e reafirma a necessidade deste Estado Parte de cumprimento da não exclusão de pessoas com deficiência do sistema geral de educação.

cumprimento da não exclusão de pessoas com deficiência do sistema geral de educação.

Estão CORRETAS APENAS as afirmativas (Questão 35 do concurso público da Sec. Est. de educação de São Paulo): Estão CORRETAS APENAS as afirmativas (Questão 35 do concurso público da Sec. Est. de educação de São Paulo): R:

R:I, III e V.I, III e V. 37.

37. Em se tratando da LIBRAS, a expressão facial:Em se tratando da LIBRAS, a expressão facial: R:R:Compõe a produção de sinais.Compõe a produção de sinais. 38.

38. A SEESP/MEC, ao abordar questões relacionadas à utilização da LIBRAS, principal meio de comunicação entre pessoasA SEESP/MEC, ao abordar questões relacionadas à utilização da LIBRAS, principal meio de comunicação entre pessoas com surdez, explicita o papel do professor, tanto para aprendizagem desta língua quanto para a intermediação com com surdez, explicita o papel do professor, tanto para aprendizagem desta língua quanto para a intermediação com as práticas pedagógicas. Neste contexto é possível afirmar que (QUESTÃO 50 DO CONCURSO PÚBLICO DA SEESP): as práticas pedagógicas. Neste contexto é possível afirmar que (QUESTÃO 50 DO CONCURSO PÚBLICO DA SEESP): R:

R:O professor fluente em LIBRAS é o mais habilitado para transmitir conhecimentos aos alunos surdos.O professor fluente em LIBRAS é o mais habilitado para transmitir conhecimentos aos alunos surdos. 39.

39. Marque a alternativa em que a datilologia apresentada corresponde aoMarque a alternativa em que a datilologia apresentada corresponde ao nome de uma cidade:

nome de uma cidade: R:

R:Paris.Paris. 40.

40. A palavra abaixo, apresentada em alfabeto manual (LIBRAS),A palavra abaixo, apresentada em alfabeto manual (LIBRAS), refere-se a:

refere-se a: R:R:Um país da América Latina.Um país da América Latina.

AULA 03 (AV1)

AULA 03 (AV1)

1.

1. Sobre o bilinguismo, pode-se afirmar que:Sobre o bilinguismo, pode-se afirmar que: R:

R:É a melhor opção educacional para surdo, pois assim É a melhor opção educacional para surdo, pois assim ele poderá aele poderá adquirir a língua de sinais como primeira línguadquirir a língua de sinais como primeira língua e a língua oral de seu país como segunda língua.

e a língua oral de seu país como segunda língua. 2.

2. A resolução SE no 11 de 31.01.2008, afirma que o objetivo da implementação dos serviços de apoio pedagógicoA resolução SE no 11 de 31.01.2008, afirma que o objetivo da implementação dos serviços de apoio pedagógico especializado (sapes) é o de melhorar a qualidade da oferta da educação especial na rede estadual de ensino, especializado (sapes) é o de melhorar a qualidade da oferta da educação especial na rede estadual de ensino, viabilizando-a por uma reorganização que favorecendo a adoção de novas metodologias de trabalho leve a inclusão viabilizando-a por uma reorganização que favorecendo a adoção de novas metodologias de trabalho leve a inclusão do aluno em classes comuns do ensino regular para atender a este objetivo as sapes nas unidades escolares tem do aluno em classes comuns do ensino regular para atender a este objetivo as sapes nas unidades escolares tem critérios de organização assinale a alternativa que não expressam um destes critérios.

critérios de organização assinale a alternativa que não expressam um destes critérios. R:

R: A constituição da turma da sala de recursos da classe com professor especializado e da intolerância deveráA constituição da turma da sala de recursos da classe com professor especializado e da intolerância deverá observar o atendimento a alunos de todas as áreas da deficiência.

observar o atendimento a alunos de todas as áreas da deficiência. 3.

3. De acordo com a Lei 10436/2002 entende-se LIBRAS como:De acordo com a Lei 10436/2002 entende-se LIBRAS como: R:

R:A língua utilizada nas comunidades de surdos.A língua utilizada nas comunidades de surdos. 4.

4. A Lei de LIBRAS também é conhecida como:A Lei de LIBRAS também é conhecida como: R:

R:Lei 10.436/2002.Lei 10.436/2002. 5.

5. A LIBRAS (língua brasileira de sinais) passa a ser reconhecida como meio de comunicação oficial nas comunidades deA LIBRAS (língua brasileira de sinais) passa a ser reconhecida como meio de comunicação oficial nas comunidades de surdos brasileiros a partir da promulgação:

surdos brasileiros a partir da promulgação: R:

R:Da Lei 10.436/2002.Da Lei 10.436/2002. 6.

6. O Decreto 5.626/2005 regulamenta a Lei de LIBRAS. Assinale a alternativa queO Decreto 5.626/2005 regulamenta a Lei de LIBRAS. Assinale a alternativa que NÃONÃO apresenta assunto tratados nesse apresenta assunto tratados nesse Decreto:

Decreto: R:R:Possibilidade de implante coclear para surdos.Possibilidade de implante coclear para surdos. 7.

7. Para identificar uma pessoa surda que não usa língua de sinais, mas faz leitura labial é adequado utilizar como oPara identificar uma pessoa surda que não usa língua de sinais, mas faz leitura labial é adequado utilizar como o termo:

termo: R:

(7)

   A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I    M    M    A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I 8.

8. As políticas linguísticas possibilitaram o fortalecimento dos movimentos de lutas sociais da Comunidade Surda emAs políticas linguísticas possibilitaram o fortalecimento dos movimentos de lutas sociais da Comunidade Surda em prol da valorização e ensino da LIBRAS, sua inclusão como disciplina obrigatória na formação de professores, prol da valorização e ensino da LIBRAS, sua inclusão como disciplina obrigatória na formação de professores, fonodiólogos pedagogos, dentre outras ações . Desse modo, quais são os documentos abaixo que trouxeram fonodiólogos pedagogos, dentre outras ações . Desse modo, quais são os documentos abaixo que trouxeram importantes mudanças no processo educacional dos surdos e na visão dos ouvintes sobre os surdos?

importantes mudanças no processo educacional dos surdos e na visão dos ouvintes sobre os surdos? R:

R:A lei 10.436/02 e o Decreto de Lei 5.626/05.A lei 10.436/02 e o Decreto de Lei 5.626/05. 9.

9. A ideia de que somente o domínio da língua portuguesa permite ao surdo a ampliação de sua inclusão na sociedade,A ideia de que somente o domínio da língua portuguesa permite ao surdo a ampliação de sua inclusão na sociedade, encontra-se abertamente defendida em qual documento?

encontra-se abertamente defendida em qual documento? R:

R:Manifesto dos Surdos Oralizados.Manifesto dos Surdos Oralizados. 10.

10. Na LIBRAS, entendendo-se verbo como ação é possível encontrar dois tipos de verbos. Assinale a alternativa correta:Na LIBRAS, entendendo-se verbo como ação é possível encontrar dois tipos de verbos. Assinale a alternativa correta: R:

R:Direcionais e Não direcionais.Direcionais e Não direcionais. 11.

11. O Manifesto dos Surdos Oralizados difunde a ideia 6. de que:O Manifesto dos Surdos Oralizados difunde a ideia 6. de que: R:

R:O domínio da língua portuguesa é uma condição importante para a O domínio da língua portuguesa é uma condição importante para a inclusão do surdo na sociedade.inclusão do surdo na sociedade. 12.

12. Na história da educação de surdos, podem ser observadas posturas que vão desde o oralismo até o bilinguismo. DosNa história da educação de surdos, podem ser observadas posturas que vão desde o oralismo até o bilinguismo. Dos princípios inerentes a essa última, pode-se concluir que:

princípios inerentes a essa última, pode-se concluir que: R:

R:O fato de LIBRAS ser a primeira língua dos surdos não significa que sejam incapazes de aprender português.O fato de LIBRAS ser a primeira língua dos surdos não significa que sejam incapazes de aprender português. 13.

13. Na segunda metade do século XVIII, havia duas propostas principais para a educação de surdos na Europa. Assinale aNa segunda metade do século XVIII, havia duas propostas principais para a educação de surdos na Europa. Assinale a alternativa CORRETA:

alternativa CORRETA: R:

R:““Método FrancêsMétodo Francês”” e o e o““Método AlemãoMétodo Alemão””..

14.

14. Para Cavalcanti & Silva (2008), salas de aulas só para surdos existem em número ainda reduzido no país e pertencemPara Cavalcanti & Silva (2008), salas de aulas só para surdos existem em número ainda reduzido no país e pertencem à rede regular. A comunidade surda pleiteia outro modelo de educação, aquele que dê espaço para que a LIBRAS à rede regular. A comunidade surda pleiteia outro modelo de educação, aquele que dê espaço para que a LIBRAS possa ser a língua de instrução da escola e o português (de preferência o escrito) passe a ser ensinado como L2. O possa ser a língua de instrução da escola e o português (de preferência o escrito) passe a ser ensinado como L2. O conteúdo escolar pode ser ensinado por professores (surdos ou ouvintes) proficientes em LIBRAS. Esse modelo é conteúdo escolar pode ser ensinado por professores (surdos ou ouvintes) proficientes em LIBRAS. Esse modelo é chamado de:

chamado de: R:

R:Bilíngue.Bilíngue. 15.

15. A política inclusiva é uma realidade, para que os surdos possam participar dos diversos espaços sociais e educacionaisA política inclusiva é uma realidade, para que os surdos possam participar dos diversos espaços sociais e educacionais é necessário que haja o reconhecimento dela como língua de interação e instrução. Isso acontecerá a partir de ações é necessário que haja o reconhecimento dela como língua de interação e instrução. Isso acontecerá a partir de ações inclusivas. Marque a ÚNICA alternativa que afirma essa proposta:

inclusivas. Marque a ÚNICA alternativa que afirma essa proposta: R:

R: Difusão da LIBRAS nos principais serviços públicos e privados e sua inclusão como disciplina curricular nasDifusão da LIBRAS nos principais serviços públicos e privados e sua inclusão como disciplina curricular nas escolas e faculdades.

escolas e faculdades. 16.

16. Políticas linguísticas e educacionais quando assumidas sem um entendimento mais aprofundado dos contextosPolíticas linguísticas e educacionais quando assumidas sem um entendimento mais aprofundado dos contextos socioeconômicos e culturais dos quais emergem, correm o risco de, elas mesmas, transformarem-se em:

socioeconômicos e culturais dos quais emergem, correm o risco de, elas mesmas, transformarem-se em: R:

R:Estratégia de manutenção do preconceito.Estratégia de manutenção do preconceito. 17.

17. No Brasil, a grande maioria dos surdos adultos não domina a língua portuguesa. Há uma considerável parcela deNo Brasil, a grande maioria dos surdos adultos não domina a língua portuguesa. Há uma considerável parcela de surdos brasileiros que não têm acesso à língua de sinais, ou por motivo de isolamento social ou, principalmente, pela surdos brasileiros que não têm acesso à língua de sinais, ou por motivo de isolamento social ou, principalmente, pela opção da família por uma escola que não utilize língua de sinais, o que causa, além das defasagens escolares, opção da família por uma escola que não utilize língua de sinais, o que causa, além das defasagens escolares, dificuldades e impedimento no mercado de trabalho (GUARINELLO, 2007). Com base nessa informação, assinale a dificuldades e impedimento no mercado de trabalho (GUARINELLO, 2007). Com base nessa informação, assinale a alternativa que seja incoerente em relação ao ensino de Língua Portuguesa para surdos:

alternativa que seja incoerente em relação ao ensino de Língua Portuguesa para surdos: R:

R: Deve ser igual ao ensino para os ouvintes, valorizando a repetição das palavras, para que as criançasDeve ser igual ao ensino para os ouvintes, valorizando a repetição das palavras, para que as crianças desenvolvam vocabulário, desconsiderando a ausência da audição.

desenvolvam vocabulário, desconsiderando a ausência da audição. 18.

18. Assegurar às pessoas com deficiência e surdas a possibilidade de aprender e desenvolver as habilidades necessárias àAssegurar às pessoas com deficiência e surdas a possibilidade de aprender e desenvolver as habilidades necessárias à vida e ao desenvolvimento social, a fim de facilitar-lhes a plena e igual participação na educação e como membros da vida e ao desenvolvimento social, a fim de facilitar-lhes a plena e igual participação na educação e como membros da comunidade, reflete uma mudança atitudinal,

comunidade, reflete uma mudança atitudinal, EXCETO:EXCETO:

R:

R: Inclusão de crianças surdas em escolas regulares com a utilização de recursos de informática e novasInclusão de crianças surdas em escolas regulares com a utilização de recursos de informática e novas tecnologias, abaixo do seu nível cognitivo e intelectual.

tecnologias, abaixo do seu nível cognitivo e intelectual. 19.

19. O ensino de língua portuguesa como segunda língua para surdos, baseia-se no fato de que esses são cidadãosO ensino de língua portuguesa como segunda língua para surdos, baseia-se no fato de que esses são cidadãos brasileiros, tem o direito de utilizar e aprender essa língua oficial e que é tão importante para o exercício de sua brasileiros, tem o direito de utilizar e aprender essa língua oficial e que é tão importante para o exercício de sua cidadania. Dentre as alternativas a seguir, assinale a ÚNICA opção que corresponde a essa proposição:

cidadania. Dentre as alternativas a seguir, assinale a ÚNICA opção que corresponde a essa proposição: R:

R: O contexto de ensino bilíngue para a criança surda configura-se diante da co-existência da LIBRAS e da línguaO contexto de ensino bilíngue para a criança surda configura-se diante da co-existência da LIBRAS e da língua portuguesa, aprendendo-as para as diferentes funções sociais que se apresentam no dia-a-dia da pessoa surda. portuguesa, aprendendo-as para as diferentes funções sociais que se apresentam no dia-a-dia da pessoa surda.

(8)

   A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I    M    M    A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I 20.

20. Uma criança surda da 2Uma criança surda da 2aa  série escreveu:  série escreveu: ““O médico procurar o algodão é escondido. O médico está achando oO médico procurar o algodão é escondido. O médico está achando o algodão muito espertos

algodão muito espertos””. (C.R. - 2ª série) O professor de surdos deverá avaliar a escrita dessa criança de acordo com. (C.R. - 2ª série) O professor de surdos deverá avaliar a escrita dessa criança de acordo com a proposta do MEC/ SEESP (2006) a partir (QUESTÃO 53 DO CONCURSO PÚBLICO A SEESP)?

a proposta do MEC/ SEESP (2006) a partir (QUESTÃO 53 DO CONCURSO PÚBLICO A SEESP)? R:

R:Dos aspectos semânticos (conteúdo), sequência lógica das ideias e, finalmente, estruturação frasal Mínima paraDos aspectos semânticos (conteúdo), sequência lógica das ideias e, finalmente, estruturação frasal Mínima para se ter a compreensão do texto.

se ter a compreensão do texto. 21.

21. Com relação ao bilinguismo, pode-se afirmar que: (QUESTÃO 55 DO CONCURSO PÚBLICO SEESP 2009)Com relação ao bilinguismo, pode-se afirmar que: (QUESTÃO 55 DO CONCURSO PÚBLICO SEESP 2009) R:

R:É a melhor opção educacional para a criança surda.É a melhor opção educacional para a criança surda. 22.

22. Quando se lê nos documentos oficiais sobre o respeito e a garantia dos direitos humanos básicos, a expressãoQuando se lê nos documentos oficiais sobre o respeito e a garantia dos direitos humanos básicos, a expressão ““oportunidades iguais para todosoportunidades iguais para todos”” implica: implica:

R:

R:Que cada cidadão terá o direito de ser atendido em sua diferença.Que cada cidadão terá o direito de ser atendido em sua diferença. 23.

23. Marque a alternativa em que a datilologia abaixo corresponde aoMarque a alternativa em que a datilologia abaixo corresponde ao nome de forma geométrica:

nome de forma geométrica: R:

R:Quadrado.Quadrado. 24.

24. Marque a alternativa em que a datilologia abaixo corresponde ao nomeMarque a alternativa em que a datilologia abaixo corresponde ao nome de uma parte do corpo humano:

de uma parte do corpo humano: R:

R:Fígado.Fígado. 25.

25. A que instrumento musical corresponde a datilologia abaixo::A que instrumento musical corresponde a datilologia abaixo:: R:

R:Flauta.Flauta. 26.

26. Muitas discussões vêm acontecendo em prol de uma escola inclusiva, no caso da pessoa surda, a fim de que possaMuitas discussões vêm acontecendo em prol de uma escola inclusiva, no caso da pessoa surda, a fim de que possa participar deste ambiente de forma satisfatória e sem prejuízos são necessárias algumas medidas, assinale a participar deste ambiente de forma satisfatória e sem prejuízos são necessárias algumas medidas, assinale a alternativa equivocada em relação à inclusão de alunos surdos:

alternativa equivocada em relação à inclusão de alunos surdos: R:

R:Que a leitura labial seja privilegiada nas interações entre surdos e ouvintes.Que a leitura labial seja privilegiada nas interações entre surdos e ouvintes. 27.

27. Segundo a Lei 10436/2002:Segundo a Lei 10436/2002: R:

R:A LIBRAS não substitui a modalidade escrita da língua portuguesa.A LIBRAS não substitui a modalidade escrita da língua portuguesa. 28.

28. O atendimento e tratamento adequado aos portadores de deficiência auditiva, segundo a Lei 10436/2002 é deO atendimento e tratamento adequado aos portadores de deficiência auditiva, segundo a Lei 10436/2002 é de responsabilidade:

responsabilidade: R:

R:Do poder publico em geral e das empresas concessionárias de serviços públicos.Do poder publico em geral e das empresas concessionárias de serviços públicos. 29.

29. Ao considerar a língua de sinais brasileira como língua natural ou como um sistema linguístico legítimo, Stokoe (1960)Ao considerar a língua de sinais brasileira como língua natural ou como um sistema linguístico legítimo, Stokoe (1960) afirma que:

afirma que: R:

R: A língua de sinais brasileira compartilha uma série de características que lhes atribui caráter específico e aA língua de sinais brasileira compartilha uma série de características que lhes atribui caráter específico e a distingue dos demais sistemas de comunicação.

distingue dos demais sistemas de comunicação. 30.

30. Segundo o documento política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva do mec aSegundo o documento política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva do mec a educação especial é uma modalidade de ensino que perpassa todos o níveis, etapas e modalidades, realiza o educação especial é uma modalidade de ensino que perpassa todos o níveis, etapas e modalidades, realiza o atendimento especializado, disponibiliza os serviços e recursos próprios desse atendimento e orienta os alunos e atendimento especializado, disponibiliza os serviços e recursos próprios desse atendimento e orienta os alunos e seus professores quando a sua utilização nas turmas convencionais do ensino regular, e ainda em todas as etapas e seus professores quando a sua utilização nas turmas convencionais do ensino regular, e ainda em todas as etapas e modalidades da educação básica, o atendimento educacional especializado é organizado para apoiar o modalidades da educação básica, o atendimento educacional especializado é organizado para apoiar o desenvolvimento dos alunos, constituindo oferta obrigatória dos sistemas de ensino e deve ser realizado no turno desenvolvimento dos alunos, constituindo oferta obrigatória dos sistemas de ensino e deve ser realizado no turno inverso ao da classe comum, na própria escola ou centro especializado que realize esse serviço educacional neste inverso ao da classe comum, na própria escola ou centro especializado que realize esse serviço educacional neste sentido.

sentido. R:

R:As atividades desenvolvidas no atendimento educacional especializado diferem-se daqueles realizados em salaAs atividades desenvolvidas no atendimento educacional especializado diferem-se daqueles realizados em sala de aula comum, não sendo substituídas a escolarização.

de aula comum, não sendo substituídas a escolarização. 31.

31. ““Todo processo de valorização da espécie humana por ela mesma acontece quando estamos dentro de uma ação deTodo processo de valorização da espécie humana por ela mesma acontece quando estamos dentro de uma ação de convivência. Conviver desmistifica tudo que preconcebemos sobre o Outro. Isso se dá em qualquer instância social. convivência. Conviver desmistifica tudo que preconcebemos sobre o Outro. Isso se dá em qualquer instância social.”” A que movimento social esta se referindo texto em destaque:

A que movimento social esta se referindo texto em destaque: R:

R:Inclusão.Inclusão. 32.

32. Numa PERSPECTIVA DE POLITICAS LINGUÍSTICAS NA EDUCAÇÃO a relação de legítimo X legítimo entre as PESSOASNuma PERSPECTIVA DE POLITICAS LINGUÍSTICAS NA EDUCAÇÃO a relação de legítimo X legítimo entre as PESSOAS COM E SEM DEFICIÊNCIA, pressupõe:

COM E SEM DEFICIÊNCIA, pressupõe: R:

R: Que o especial DA Educação e na sociedade é qualquer aluno/cidadão COM ou SEM deficiência que possuiQue o especial DA Educação e na sociedade é qualquer aluno/cidadão COM ou SEM deficiência que possui alguma limitação, dificuldade de aprendizagem e de relacionamento.

(9)

   A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I    M    M    A    A    C    C    E    E    R    R    V    V    O    O    D    D    E    E    E    E    D    D    W    W    A    A    L    L    L    L    A    A    C    C    E    E    A    A    M    M    O    O    R    R    I    I 33.

33. Complete a assertiva abaixo com o termo mais adequado: De acordo com a AULA 03, __________________ é umComplete a assertiva abaixo com o termo mais adequado: De acordo com a AULA 03, __________________ é um movimento político que busca a equiparação de direitos, promovendo modificações/adaptações na sociedade.

movimento político que busca a equiparação de direitos, promovendo modificações/adaptações na sociedade. R:

R:Inclusão.Inclusão. 34.

34. O Manifesto dos Surdos Oralizados difunde a ideia de que:O Manifesto dos Surdos Oralizados difunde a ideia de que: R:

R:O domínio da língua portuguesa é uma condição importante para a inclusão do surdo na sociedade.O domínio da língua portuguesa é uma condição importante para a inclusão do surdo na sociedade. 35.

35. Existem três correntes educacionais com indicadas para escola de surdos:Existem três correntes educacionais com indicadas para escola de surdos:

I. Oralismo: O propósito terapêutico é tratar e reduzir os déficits, considerando que a criança precisa de treinamento I. Oralismo: O propósito terapêutico é tratar e reduzir os déficits, considerando que a criança precisa de treinamento auditivo e desenvolver a leitura orofacial.

auditivo e desenvolver a leitura orofacial.

II. Comunicação Total: Os sinais são utilizados na estrutura gramatical do português e, enquanto filosofia, o II. Comunicação Total: Os sinais são utilizados na estrutura gramatical do português e, enquanto filosofia, o bilinguismo pode ser incorporado.

bilinguismo pode ser incorporado.

III. Bilinguismo: A língua de sinais é considerada língua materna para o surdo, ao passo que a língua portuguesa é a III. Bilinguismo: A língua de sinais é considerada língua materna para o surdo, ao passo que a língua portuguesa é a segunda língua.

segunda língua.

Está CORRETO o que se afirma em:

Está CORRETO o que se afirma em: R:R:I, II e III.I, II e III. 36.

36. Em 1880, houve o congresso de Milão onde se instituiu a prática de ensino para a leitura labial, a que se denomina:Em 1880, houve o congresso de Milão onde se instituiu a prática de ensino para a leitura labial, a que se denomina: R:

R:O oralismo.O oralismo. 37.

37. No início do Séc. XX, a tendência mais forte na educação de surdos foi (QUESTÃO 53 DO CONCURSO PÚBLICO SEESPNo início do Séc. XX, a tendência mais forte na educação de surdos foi (QUESTÃO 53 DO CONCURSO PÚBLICO SEESP 2009) na sociedade.

2009) na sociedade. R:

R:O oralismo.O oralismo. 38.

38. Uma criança surda do segundo ano escreve: O médico procurar o algodão é escondido. O médico está achando oUma criança surda do segundo ano escreve: O médico procurar o algodão é escondido. O médico está achando o algodão muito espertos. Com base na lei da LIBRAS, o professor do aluno surdo deve:

algodão muito espertos. Com base na lei da LIBRAS, o professor do aluno surdo deve: R:

R: Observar os aspectos semânticos (conteúdo), sequência lógica das ideias e, finalmente, estruturação frasalObservar os aspectos semânticos (conteúdo), sequência lógica das ideias e, finalmente, estruturação frasal Mínima para se ter a compreensão do texto.

Mínima para se ter a compreensão do texto.

AULA 04 (AV1)

AULA 04 (AV1)

1.

1. Marque a alternativa CORRETA sobre a cultura surda:Marque a alternativa CORRETA sobre a cultura surda: R:

R:A cultura surda são transmitidas principalmente pela língua de sinais e se preservam pela relação entre sujeitosA cultura surda são transmitidas principalmente pela língua de sinais e se preservam pela relação entre sujeitos surdos em associações e escolas que tenham a língua de sinais como língua de instrução.

surdos em associações e escolas que tenham a língua de sinais como língua de instrução. 2.

2. Como artefatos culturais da comunidade surda temos os seguintes elementos,Como artefatos culturais da comunidade surda temos os seguintes elementos, EXCETO:EXCETO:

R:

R:Aparelho auditivo.Aparelho auditivo. 3.

3. A inclusão e a participação de surdos em escolas regulares aumenta cada vez mais, a realidade é inegável e deveA inclusão e a participação de surdos em escolas regulares aumenta cada vez mais, a realidade é inegável e deve acontecer. Nessa perspectiva, a Educação conta com uma nova categoria de profissionais nas salas de aulas acontecer. Nessa perspectiva, a Educação conta com uma nova categoria de profissionais nas salas de aulas inclusivas, para a acessibilidade comunicativas dos surdos. Nesse novo cenário educacional, a que categoria de inclusivas, para a acessibilidade comunicativas dos surdos. Nesse novo cenário educacional, a que categoria de profissionais o enunciado se refere:

profissionais o enunciado se refere: R:

R:Intérpretes de LIBRAS.Intérpretes de LIBRAS. 4.

4. No caso de alunos surdos que já dominam a LIBRAS e que estudam em escolas regulares, a presença do intérprete deNo caso de alunos surdos que já dominam a LIBRAS e que estudam em escolas regulares, a presença do intérprete de LIBRAS garante a eles o direito à acessibilidade na comunicação através de sua própria língua. Assinale a única LIBRAS garante a eles o direito à acessibilidade na comunicação através de sua própria língua. Assinale a única alternativa que

alternativa que NÃONÃOcorresponde à atuação ética do intérprete de LIBRAS em sala de aula:corresponde à atuação ética do intérprete de LIBRAS em sala de aula: R:

R:O intérprete de LIBRAS permitirá que seu contato pessoal O intérprete de LIBRAS permitirá que seu contato pessoal com os surdos, que é maior do com os surdos, que é maior do que a do professor queque a do professor que não domina a LIBRAS, interfira em sua atuação na sala de aula e na escola, favorecendo-o sempre que for não domina a LIBRAS, interfira em sua atuação na sala de aula e na escola, favorecendo-o sempre que for necessário.

necessário. 5.

5. Surdos reúnem-se frequentemente para contar histórias e, entre as preferidas, estão as histórias de vida, as piadas eSurdos reúnem-se frequentemente para contar histórias e, entre as preferidas, estão as histórias de vida, as piadas e aquelas que incluem elementos da cultura surda, com personagens surdos, com tramas que, em geral, envolvem as aquelas que incluem elementos da cultura surda, com personagens surdos, com tramas que, em geral, envolvem as diferenças entre o mundo surdo e o ouvinte. (Alves e Karnopp 2003). Pode-se afirmar que:

diferenças entre o mundo surdo e o ouvinte. (Alves e Karnopp 2003). Pode-se afirmar que: R:

R: A literatura surda começa a se fazer presente entre nós, se apresentando talvez como um desejo deA literatura surda começa a se fazer presente entre nós, se apresentando talvez como um desejo de reconhecimento, em que busca um outro lugar e uma outra coisa.

reconhecimento, em que busca um outro lugar e uma outra coisa. 6.

6. A tecnologia trouxe consigo uma gama de vantagens para a sociedade e, principalmente, para as pessoas comA tecnologia trouxe consigo uma gama de vantagens para a sociedade e, principalmente, para as pessoas com deficiência. Os avanços tecnológicos tem promovido acessibilidade e facilitado a comunicação dos surdos. Dentre as deficiência. Os avanços tecnológicos tem promovido acessibilidade e facilitado a comunicação dos surdos. Dentre as alternativas a seguir, marque a opção que apresenta exemplos de acessibilidade para o público surdo:

alternativas a seguir, marque a opção que apresenta exemplos de acessibilidade para o público surdo: R:

R: Aplicativos para envio de mensagens e vídeos, torpedos em telefone celular, closed caption, Projeto tlibras -Aplicativos para envio de mensagens e vídeos, torpedos em telefone celular, closed caption, Projeto tlibras -tradutor português x LIBRAS.

Imagem

Referências

temas relacionados :