Contexto laboral

Top PDF Contexto laboral:

Escala para avaliação de estressores psicossociais no contexto laboral: construção e evidências de validade.

Escala para avaliação de estressores psicossociais no contexto laboral: construção e evidências de validade.

Este estudo teve como objetivo desenvolver e verifi car as evidências iniciais de validade e a con- sistência interna de uma Escala de Avaliação de Estressores Psicossociais no Contexto Laboral. Participaram do primeiro estudo 630 trabalhadores (mulheres = 51,5%, média de idade = 32,77; DP = 10,33) e, do segundo, 305 trabalhadores (mulheres = 44,3%; média de idade = 34,62; DP = 12,36). As análises fatoriais exploratórias indicaram uma estrutura fatorial latente de sete fatores, com ín- dices de consistência interna aceitáveis. Tal estrutura foi replicada na análise fatorial confi rmatória. As correlações dos fatores com os afetos negativos dirigidos ao trabalho e a satisfação no trabalho foram, em geral, nas direções esperadas. Concluiu-se que a escala apresentou evidências iniciais de validade e consistência interna, o que recomenda seu uso futuro para fi ns de diagnóstico e pesquisa. Palavras-chave: Estresse ocupacional, estressores psicossociais, estudos de validação.
Mostrar mais

10 Ler mais

A proteção de dados em contexto laboral: a necessidade do consentimento do trabalhador

A proteção de dados em contexto laboral: a necessidade do consentimento do trabalhador

“Dado o desequilíbrio próprio dos intervenientes típicos de uma relação laboral, e tendo em conta a referida necessidade de compatibilização dos interesses em conflito, o consentimento por parte do trabalhador não deverá, nem poderá constituir fundamento de legitimidade para o tratamento dos dados pessoais deste. No entanto, esse afastamento do consentimento enquanto fundamento de legitimidade para o tratamento de dados pessoais de trabalhadores, não impede as entidades empregadoras de procederem ao tratamento de dados pessoais em contexto laboral quando outros fundamentos de legitimidade se manifestem. A necessidade do tratamento dos dados para a execução do contrato de trabalho no qual o trabalhador é parte constitui um dos fundamentos de licitude mais expeditos, do qual as entidades empregadoras se poderão socorrer para proceder ao tratamento de dados pessoais intrinsecamente ligados com a execução e gestão da relação contratual, que poderá e deverá ser complementada pela realização de operações de tratamento de dados pessoais necessárias ao cumprimento das suas obrigações legais.” (Coutinho & Moniz, 2019, p. 35)
Mostrar mais

110 Ler mais

Enviesamentos de sexo nos julgamentos sobre dor em contexto laboral: uma perspectiva sobre a conceptualização do fenómeno

Enviesamentos de sexo nos julgamentos sobre dor em contexto laboral: uma perspectiva sobre a conceptualização do fenómeno

Assim, seguidamente, a presente secção de introdução será composta por três partes essenciais. A primeira parte, visa, de uma forma geral, compreender em que é que consiste o fenómeno dos enviesamentos de sexo e revelar algumas evidências e consequentemente, incongruências encontradas na literatura sobre o mesmo. A segunda parte, avança com um modelo proposto por Bernardes (2010) como forma de conceptualizar o fenómeno dos enviesamentos de sexo. Ainda nesta parte, será desenvolvido este modelo que consiste na base teórica do estudo central da presente tese. Na terceira e última parte, será avançada a proposta das normas sociais como característica do contexto laboral que poderá contribuir para moderar a presença dos enviesamentos de sexo. Será realizada uma reflexão sobre as normas sociais que envolverá a sua definição, revisão de literatura e integração na presente tese recorrendo ao conceito “(re) agir com estoicimo face à própria dor” introduzido e
Mostrar mais

70 Ler mais

Avaliação da motivação em contexto laboral através da Escala Multi-Moti: o caso do IPOLFG

Avaliação da motivação em contexto laboral através da Escala Multi-Moti: o caso do IPOLFG

A teoria motivação-higiene de Frederick Herzberg (1959, citado por Herzberg, 1996) postula que as pessoas possuem dois grupos de necessidades independentes: necessidades motivadoras (factores motivadores) e necessidades contextuais (factores higiénicos). Os factores motivadores provocam atitudes positivas face ao trabalho e são responsáveis pela satisfação no contexto laboral (a realização, o reconhecimento, a responsabilidade, o trabalho em si, a possibilidade de crescimento e desenvolvimento na carreira). Os factores higiénicos presentes no local de trabalho, como o salário, a supervisão, as políticas da empresa e de gestão, as relações institucionais, as condições de trabalho e a estabilidade/segurança, conduzem ao evitamento da dor e ao alívio da insatisfação a curto prazo (Herzberg, 1968, cit. por Herzberg, 1996), isto é, quando os factores higiénicos não estão presentes causam grande insatisfação. Porém, só damos por eles quando estão ausentes.
Mostrar mais

49 Ler mais

Assédio moral em contexto laboral e a proteção do trabalhador : considerações sobre a lei 73/2017 de 16 de agosto

Assédio moral em contexto laboral e a proteção do trabalhador : considerações sobre a lei 73/2017 de 16 de agosto

72 o conceito acrescentando alguns comportamentos que indiciariam a existência de assédio moral laboral, ou seja, “o retirar injustificado de tarefas anteriormente desempenhadas pelo trabalhador; a despromoção injustificada de categoria anteriormente atribuída; O constrangimento ao exercício de funções ou tarefas desqualificantes para a categoria; a exclusão de informação relevante para a atividade do trabalhador; a desqualificação sistemática dos resultados obtidos; a violação, relativamente ao trabalhador, do princípio constitucional “a trabalho igual salário igual”. Numa perspetiva sancionatória, eram apresentadas, como possibilidade de repreensão, a nulidade dos atos praticados mediante uma conduta assediante, a determinação da prática de assédio como contraordenação muito grave - com a consequente aplicação de coima que seria elevada para dobro em caso de reincidência – e a responsabilidade disciplinar ( 160 ) para o sujeito ativo dos comportamentos constitutivos do assédio. Na perspetiva reparadora entendia-se que a mesma deveria ser feita nos termos gerais de Direito, sendo que entre entidade patronal e sujeito ativo poderia existir uma responsabilidade solidária, perfazendo a opinião que o primeiro agente disponibilizaria de maior força económica e zelando pela posição do trabalhador assediado.
Mostrar mais

104 Ler mais

Working with the enemy: alcoholic beverage in the work contexto           /             Trabalhando com o inimigo: a bebida alcoólica no contexto laboral

Working with the enemy: alcoholic beverage in the work contexto / Trabalhando com o inimigo: a bebida alcoólica no contexto laboral

The interest in this topic came from the involvement of one of the researchers, as an occupational nurse, where he assisted workers who experienced the effects of alcoholic drinks in t[r]

5 Ler mais

Apoio à natalidade no sistema de segurança social e no contexto laboral de parentalidade

Apoio à natalidade no sistema de segurança social e no contexto laboral de parentalidade

Por sua vez, a parentalidade, presente no artigo 68.º da C.R.P., está associada à família, enquanto elemento fundamental da sociedade, presente esta no artigo 67.º da C.R.P., tendo em conta que a realização pessoal dos membros da família é tutelada em ambas as disposições, segundo os artigos 67.º in fine e 68.º da C.R.P.. 128 A sua proteção é uma imposição constitucional de atuação do Estado 129 , realizando-se perante a sociedade, em geral, incluindo as entidades privadas, como é o caso dos empregadores privados, impondo-se, neste ponto, a referida salvaguarda da igualdade de género e da conciliação entre a vida laboral e a vida familiar. Assim sendo, apesar de estas tutelas pertencerem a distintas áreas de intervenção do Estado, encontram-se estritamente relacionadas, o que implica uma atuação conjunta, mediante políticas públicas concertadas, idóneas à articulação destes direitos. Aliás, a nosso ver, quanto maior a proteção da igualdade de género e da conciliação entre a vida profissional e a vida familiar, maior a tutela da família e da parentalidade 130 .
Mostrar mais

114 Ler mais

AS CONCEPÇÕES DE GESTORES SOBREA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUALE SUA ATUAÇÃO NO CONTEXTO LABORAL

AS CONCEPÇÕES DE GESTORES SOBREA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUALE SUA ATUAÇÃO NO CONTEXTO LABORAL

extremidade negativa da escala de valor que varia de -1 a 1, de modo este fator não necessariamente cria relação positiva para com a variável de concepção espiritual. 3) [r]

115 Ler mais

A aplicação do novo regulamento geral de proteção de dados no contexto laboral

A aplicação do novo regulamento geral de proteção de dados no contexto laboral

Em terceiro lugar, os tratamentos de dados que ocorrem no início da relação laboral através dos processos de recrutamento realizados em redes sociais profissionais – como o LinkedIn – e o método “tradicional” de entregar o CV e/ou preencher formulários de candidatura online, referindo ainda algumas situações particulares que ocorrem nestes processos através da aplicação de sistemas automatizados para auxiliar o recrutamento. Dentro do ciclo de vida da relação laboral, o tema seguinte aborda uma questão discutida sempre que é mencionado o tratamento de dados pessoais no contrato de trabalho: se o consentimento constitui (ou não) um fundamento de licitude para o tratamento em âmbito laboral.
Mostrar mais

96 Ler mais

Validación estructural del Wong-Law Emotional Intelligence Scale (WLEIS): estudio preliminar en adultos / Structural validation of the Wong-Law Emotional Intelligence Scale (WLEIS): preliminary study in adults

Validación estructural del Wong-Law Emotional Intelligence Scale (WLEIS): estudio preliminar en adultos / Structural validation of the Wong-Law Emotional Intelligence Scale (WLEIS): preliminary study in adults

La medición de la inteligencia emocional ha tenido muchas propuestas en formato de autorreporte. Una de estas es el Wong-Law Emotional Intelligence Scale (WLEIS), creada para el contexto laboral y que evalúa valoración y expresión de las emociones propias, valoración y reconocimiento de las emociones en otros, regulación de las propias emociones y uso de la emoción para facilitar el desempeño. Hay poca evidencia psicométrica sobre el Wong-Law Emotional Intelligence Scale en habla hispana, lo que posiblemente conduce a que sea también poco utilizado en la investigación y práctica profesional. El objetivo del presente estudio es presentar los primeros resultados de la validez de la estructura interna del WLEIS en adultos peruanos. Fueron 120 participantes (72 mujeres) entre 17 y 59 años, quienes respondieron al cuestionario mediados por internet. Se analizó la estructura interna mediante metodología de ecuaciones estructurales. Se halló una satisfactoria estructura de 4 factores y elevadas cargas factoriales de los ítems; las correlaciones interfactores fueron altas o moderadamente altas; y la consistencia interna fue buena. Se concluye que los primeros resultados son aceptables para asumir que el modelo de Wong-Law también es aparentemente generalizable.
Mostrar mais

8 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM SAÚDE AMBIENTAL E SAÚDE DO TRABALHADOR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM SAÚDE AMBIENTAL E SAÚDE DO TRABALHADOR

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO ESTUDO PILOTO Você está sendo convidado a participar do estudo piloto da pesquisa intitulada “Avaliação da ocorrência da Síndrome de Burnout entre profissionais lotados em um Pronto Socorro”, sob a responsabilidade dos pesquisadores Gerusa Gonçalves Moura e Américo José Caixeta Neto. O estudo piloto per mite avaliar a utilidade e a viabilidade do método de coleta de dados em cada fase de execução, revisar e aprimorar os pontos necessários para o andamento da pesquisa. Nesta pesquisa nós estamos buscando entender a prevalência da Síndrome de Burnout e os fatores associados ao contexto laboral da enfermagem lotada no pronto socorro. A busca por esses dados podem contribuir para uma maior visibilidade dos fatores que contribuem para o processo saúde e doença, tal como colaborar para o desenvolvimento de ações de promoção e proteção à saúde do trabalhador e na busca de estratégias de vigilância dos riscos pertinentes ao ambiente e as condições de trabalho. O Termo de Consentimento Livre e Esclarecido será obtido pelo pesquisador Américo José Caixeta Neto no local onde será realizada a pesquisa. Na sua participação você será submetido a uma pesquisa onde serão utilizados dois questionários. Em nenhum momento você será identificado. Por ser um estudo piloto os resultados da pesquisa não serão publicados e ainda assim sua identidade será preservada. Você não terá nenhum gasto e ganho financeiro por participar na pesquisa. Os riscos consistem em trazer algum tipo de desconforto aos participantes envolvidos, relacionado a alguma experiência pessoal negativa diretamente ligada ao assunto a ser tratado, bem como dispêndio de tempo e envolvimento com o tema de investigação. Os pesquisadores comprometem-se a zelar pelo sigilo das informações, garantindo a sua não identificação; pela racionalização do tempo
Mostrar mais

87 Ler mais

Análise de necessidades com base em gênero para orientar a produção de material didático em espanhol: gêneros profissionais do ramo imobiliário.

Análise de necessidades com base em gênero para orientar a produção de material didático em espanhol: gêneros profissionais do ramo imobiliário.

Apesar de não nos aprofundarmos, neste artigo, na etapa de organização e de produção do material didático, achamos relevante mencionar que compreendemos que os dados advindos da análise do sistema de atividades (identificação dos gêneros característicos do contexto laboral sob análise e a inter- relação entre eles) trazem importantes subsídios para uma futura didatização das características dos gêneros, dentro do quadro do interacionismo sociodiscursivo (ISD), já que o uso da língua permite agir em diferentes contextos, sempre por meio de algum gênero textual adequado à situação de comunicação na qual se encontra o agente (BRONCKART, 2003; 2006; CRISTOVÃO, 2009). Nesse construto teórico, os gêneros são compreendidos como um megainstrumento para o ensino de línguas (SCHNEUWLY, 2004, p. 28), o que possibilita organizar uma proposta de ensino-aprendizagem com base em sequências didáticas que contemplem as características constituintes de cada gênero e promova o desenvolvimento das capacidades de linguagem necessárias para a sua produção efetiva (DOLZ; SCHNEUWLY, 1998; 2004). 4
Mostrar mais

26 Ler mais

Clima de segurança, práticas organizacionais de segurança e sua relação com a Motivação : um estudo no setor automóvel

Clima de segurança, práticas organizacionais de segurança e sua relação com a Motivação : um estudo no setor automóvel

Num período inicial foi realizado um pequeno ajustamento do questionário à organização, nomeadamente em termos das variáveis de contexto laboral a serem colocadas na parte final do mesmo. Por imposição da empresa foram adicionadas duas questões ao questionário e retirados alguns dos componentes que pretendiam avaliar a motivação. Foi realizado de seguida um pré-teste do questionário a três pessoas ex-colaboradoras da empresa, tendo estado uma delas ligada à área administrativa na empresa e as outras duas à área da produção. O pré-teste foi realizado a três recentes ex-colaboradores da empresa por facilidade de aplicação do mesmo a este grupo. Este pré-teste permitiu obter informação sobre o tempo de duração do preenchimento do questionário (em média 10 minutos), averiguar sobre a compreensão dos itens do questionário e adequar a linguagem e forma de organização ao grupo e ao contexto. Neste sentido, foram realizadas pequenas alterações ao instrumento (como por exemplo impressão em papel de tamanho A4 em vez do tamanho A5). Das 427 pessoas existentes na empresa (ver anexo I), e visto não ser possível aplicar um questionário a todas, foi aplicado um questionário a uma amostra de conveniência de 183 pessoas. De salientar que os questionários recolhidos com uma percentagem de ausência de resposta superior a 10% não foram tidos em conta para o presente estudo. Foram com isto removidos da análise 4 dos 187 questionários recolhidos sendo por isso analisados 183 questionários no total. Com a distribuição dos mesmos foi entregue uma breve apresentação do estudo, as respectivas instruções sobre o preenchimento do questionário bem como a garantida de confidencialidade e anonimato. Os dados foram recolhidos no mês de Outubro de 2010.
Mostrar mais

57 Ler mais

De estudante a Terapeuta Ocupacional: um survey sobre formação e ingresso no mundo laboral

De estudante a Terapeuta Ocupacional: um survey sobre formação e ingresso no mundo laboral

Introdução: A entrada no mundo laboral dos jovens recém-licenciados reveste-se de incertezas e configura-se como uma intimidante tarefa pouco documentada no contexto português. Sem experiência laboral, o percurso académico revela-se da maior importância para procurar e encontrar o primeiro emprego. O presente estudo tem como objetivo explorar e descrever a experiência do ingresso no contexto laboral dos recém-licenciados em Terapia Ocupacional (TO) pela ESSLei em 2013 e 2014, de forma a observar o contributo da sua formação académica para esta etapa. Métodos: A nível metodológico foi realizado um estudo de abordagem mista e de objetivo exploratório- descritivo, concretizado através de inquérito por questionário dirigido a recém-licenciados em TO da ESSLei (N). Resultados: Os entrevistados consideram seu primeiro emprego exigente, estão Citation: Almeida, A. R.,
Mostrar mais

14 Ler mais

A SATISFAÇÃO LABORAL DOS ENFERMEIROS DA UNIDADE HOSPITALAR DE PORTIMÃO – CENTRO HOSPITALAR DO ALGARVE, PERANTE O ATUAL CONTEXTO DE CRISE ECONÓMICA

A SATISFAÇÃO LABORAL DOS ENFERMEIROS DA UNIDADE HOSPITALAR DE PORTIMÃO – CENTRO HOSPITALAR DO ALGARVE, PERANTE O ATUAL CONTEXTO DE CRISE ECONÓMICA

Relativamente aos fatores intrapessoais, os autores referiram existir alguma controvérsia com a variável idade, pois alguns estudos demonstraram que os profissionais mais velhos reportaram maior satisfação que os profissionais mais novos, enquanto que, um estudo demonstrou que a relação entre a idade e a satisfação laboral dos enfermeiros não é significativa. Enfermeiros com maior preparação em termos de formação têm também maior satisfação laboral, uma vez que têm mais autonomia. Para além disso, enfermeiros que conseguem gerir as situações de stress, através de estratégias de coping, têm igualmente maiores níveis de satisfação laboral. Em termos dos fatores interpessoais, constatou-se que a autonomia, a relação estabelecida com os doentes e colegas, a liderança positiva, a relação com o supervisor e as oportunidades de formação contribuem para a satisfação laboral dos enfermeiros. Quanto aos fatores extrapessoais, verificou-se que o salário contribuiu para a satisfação laboral mas, os autores salientam que depende muito do contexto. As horas extra, a rotina, a falta de escalas de serviço, as tarefas de enfermagem incompletas foram os principais problemas identificados e indutores de insatisfação. Os autores concluem que é a combinação destes três fatores (intra, inter e extrapessoais) que causam maior impacto na satisfação laboral dos enfermeiros.
Mostrar mais

82 Ler mais

GINÁSTICA LABORAL: MELHORIA NA QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR

GINÁSTICA LABORAL: MELHORIA NA QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR

A Ginástica Laboral se classificam em cinco tipos, conforme o horário e objetivo [2]. Ginástica Laboral Preparatória (GLP): É ministrada no começo do expediente do turno em que o empregado trabalha. Quanto ao objetivo de execução, consiste em uma série de exercícios físicos que prepara o trabalhador para atividades de velocidade, força ou resistência. A GLP visa o aquecimento, a preparação da musculatura e das articulações que serão utilizadas no trabalho, o que previne acidentes, distensões musculares e doenças ocupacionais. Além disso, a GLP proporciona melhores condições físicas e mentais aos funcionários, pois os prepara para reagirem aos estímulos externos com reações mais adequadas para situações de trabalho.
Mostrar mais

21 Ler mais

Das potencialidades dos meios de resolução alternativa e online de conflitos no contexto nacional e europeu em matéria laboral

Das potencialidades dos meios de resolução alternativa e online de conflitos no contexto nacional e europeu em matéria laboral

identidade das coisas elencadas no texto – como pessoas e lugares -, datas de nascimento, localizações geográficas ou localizações temporais. Sem descurar que o mesmo texto pode ter diferentes interpretações e diferentes contextos devido á forte ligação que este apresenta com a cognição. Etan Katsh num dos seus estudos sobre Resolução de Litígios em linha refere que o contexto pode influenciar a abordagem do neutro, a escolha do processo e o comportamento e as atitudes das partes em disputa. Em qualquer ambiente, o contexto pode afetar os tipos de disputas que possam surgir, bem como o que as partes são e ao que estão dispostas a se envolverem na disputa. Para além disso, o contexto implicitamente alimenta-nos de informações sobre a extensão ou a natureza do conflito, bem como a forma como este é percebido por aqueles que estão envolvidos nele.
Mostrar mais

179 Ler mais

Sinistralidade laboral

Sinistralidade laboral

De toda esta reflexão em torno da sinistralidade laboral, pode concluir-se que a gestão da prevenção de riscos profissionais pressupõe a definição de um sistema por parte da empresa que equacione os valores, os objectivos, as metodologias, os recursos e a filosofia de acção da segurança e saúde do trabalho. A definição deste sistema torna-se indispensável para que a organização adeque as abordagens preventivas às necessidades e constrangimentos da empresa e seja capaz de interpretar uma renovação continuada de tais abordagens.
Mostrar mais

8 Ler mais

O cuidador formal de idosos : vivência, experiência de burnout e sobrecarga no desempenho da profissão

O cuidador formal de idosos : vivência, experiência de burnout e sobrecarga no desempenho da profissão

50 quando dá por ela olha adormece […] É nesse depois não apetecer, às vezes estou em casa e sonho com isto cá (CASO-CF11)); (Pois eu acho que seria mesmo em termos emocionais… Estou muito cansada, apetece-me descansar, dormir… especialmente dormir… (CASO- CF16)). Houve muito poucas referências à fadiga física fora do local de trabalho sendo que, quando houve, foram sempre aquando Do questionamento acerca desta. Por fim, a fadiga relacionada com o trabalho foi a mais geral englobando diversas das queixas ou fatores negativos descritos anteriormente como causadores de cansaço psicológico. Exemplo disso é o mau ambiente laboral como fator de cansaço psicológico (É. Eu costumo dizer assim: Eu quando saio daqui não vou cansada dos utentes, eu vou cansada dos colegas. (CASO-CF04)); a falta de recursos humanos (Depende, quando há assim falta de pessoal. Ou por exemplo chegar aqui e só estarmos três quando tínhamos que estar seis, entro logo assim um bocado em stress, fico nervosa de querer fazer e depois é assim […]. Pronto e isso ai já mexe e eu fico mais nervosa. Psicologicamente fico mais cansada porquê, porque estou naquele stress de querer fazer, fazer para tudo correr bem e às vezes não conseguimos porque uma não são três. É nesse sentido, só (CSPPF-CF25)); o público alvo (É muito desgastante […]
Mostrar mais

133 Ler mais

Show all 10000 documents...