Efeito da idade relativa

Top PDF Efeito da idade relativa:

Efeito da idade relativa em atletas olímpicos de triatlo.

Efeito da idade relativa em atletas olímpicos de triatlo.

Concluiu-se que o efeito da idade relativa está presente em atletas olímpicos de triatlo, especialmente nos atletas do sexo masculino e está relacionado à conquista de medalhas olímpicas destes atletas. O conhe- cimento deste efeito por parte dos treinadores é de suma importância para que possíveis talentos não sejam excluídos precocemente, uma vez que as vantagens físicas podem ser temporárias. Novos estudos são necessários no triatlo em razão do crescente número de participantes na modalidade, procurando investigar possíveis efeitos da idade relativa sobre as capacidades funcionais relacionadas ao desempenho na mo- dalidade. A partir dos resultados encontrados no presente estudo não se pode afirmar que o EIR influencia os processos de seleção no triatlo, mas sugere que a data de nascimento pode ser um fator determinante, particularmente no sexo masculino. Por isso, novos estudos são necessá- rios para se investigar esse fenômeno nas categorias de base do triatlo.
Mostrar mais

4 Ler mais

Efeito da idade relativa na Copa do Mundo FIFA® sub-20 masculina de 2019

Efeito da idade relativa na Copa do Mundo FIFA® sub-20 masculina de 2019

O efeito da idade relativa é fator importante diante do processo de formação de atletas, principalmente quando se é considerado fatores que dizem respeito ao desenvolvimento físico e cognitivo dos atletas. O presente estudo teve como objetivo analisar o efeito da idade relativa na Copa do Mundo FIFA® Sub-20 masculina, disputada em 2019. Para isso, foi realizada a análise da data de nascimento de cada atleta das 24 seleções que disputaram o mundial, sendo os atletas divididos em quartis: Q1 (janeiro-março), Q2 (abril-junho), Q3 (julho-setembro) e Q4 (outubro-dezembro). Foi possível observar que a maior parte dos atletas estavam situados nos quartis Q1 e Q2, sendo, do total da amostra, 37,97% e 26,94%, respectivamente. Não foram encontradas diferenças entre os quartis Q2 e Q3. Quando foram analisados somente os atletas classificados para a segunda fase do Mundial, nota-se comportamento semelhante à análise do total de atletas, não sendo encontradas diferenças somente entre os quartis Q2 e Q3. Quando foram analisados somente os atletas desclassificados na primeira fase do Mundial, foram encontradas diferenças entre os quartis Q1 e Q2; Q2 e Q3; Q2 e Q4; Q3 e Q4. Conclui-se que durante o mundial o efeito da idade relativa esteve presente, onde houve uma prevalência de atletas nascidos no Q1 em relação aos demais. Além disso, as diferenças entre os quartis analisados foram mais pronunciadas nos atletas das equipes classificadas para a segunda fase do torneio.
Mostrar mais

5 Ler mais

EFEITO DA IDADE RELATIVA EM NADADORES PARTICIPANTES DO MUNDIAL DE ESPORTES AQUÁTICOS BARCELONA 2013

EFEITO DA IDADE RELATIVA EM NADADORES PARTICIPANTES DO MUNDIAL DE ESPORTES AQUÁTICOS BARCELONA 2013

O efeito da idade relativa é definido como a vantagem que atletas nascidos no início do ano de seleção podem apresentar sobre os atletas nascidos no final do mesmo ano. Atletas nascidos no início do ano possuem maior idade cronológica e probabilidade de estarem em estágios de maturação biológica mais avançados. O objetivo foi analisar o efeito da idade relativa em nadadores participantes do Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona 2013. Foram analisados os quartis de nascimento, por meio da coleta das datas de nascimento dos atletas no site da FINA. Os resultados apontam que na amostra, como um todo, o EIR não foi observado, mas quando analisado a especificidade da prova observou-se maior concentração de atletas nascidos nos três primeiros quartis. Conclui-se que o EIR foi identificado em relação à especificidade das provas. Novos estudos são necessários em outros níveis e competições de natação para melhor caracterização do EIR na natação.
Mostrar mais

15 Ler mais

Efeito da idade relativa nas categorias do futebol brasileiro: critérios de seleção ou uma tendência populacional?.

Efeito da idade relativa nas categorias do futebol brasileiro: critérios de seleção ou uma tendência populacional?.

do ano, aqueles nascidos logo após essa data (ex.: 5 de janeiro) são cronologicamente mais velhos do que aqueles que nasceram quase um ano após (ex.: 30 de dezembro) (Vaeyens et al., 2005). Nos casos em que as categorias são organizadas em períodos de 24 meses, essas diferenc ¸as são maximizadas no contexto esportivo quando comparadas com o contexto educacional (Mujika et al., 2009), já que existem variabilidades significativas que envolvem fatores como aspecto emocional, motivac ¸ão e experiência (Hirose, 2009). Até o presente momento, é notória a escassez de estudos científicos sobre o efeito da idade relativa que envolve atle- tas brasileiros de futebol. É identificado um número maior de publicac ¸ões na literatura internacional, o que origina um viés na comparac ¸ão de dados considerando diferenc ¸as no calendário esportivo competitivo. Considerando tais fatos, duas hipóteses foram destacadas: a distribuic ¸ão das frequências de datas de nascimento de atletas pertencentes à equipes brasileiras de futebol é diferente da distribuic ¸ão de frequências de nascimentos da populac ¸ão brasileira; e não há diferenc ¸a entre a distribuic ¸ão de frequência de datas de nascimento entre as categorias de base e categoria pro- fissional.
Mostrar mais

6 Ler mais

O EFEITO DA IDADE RELATIVA EM COPAS DO MUNDO DE FUTEBOL MASCULINO E FEMININO NAS CATEGORIAS SUB-20 E PROFISSIONAL.

O EFEITO DA IDADE RELATIVA EM COPAS DO MUNDO DE FUTEBOL MASCULINO E FEMININO NAS CATEGORIAS SUB-20 E PROFISSIONAL.

Em suma, enquanto parece ser vantagem para os homens nascerem nos primeiros meses do ano devido às características físicas, cognitivas e, por consequência, a experiência adquirida no processo de formação, para a mulher isso gera mais desvantagens no que diz respeito ao esporte. Com isso, em termos práticos, torna-se necessário observar e levar em consideração os fatores que influenciam diretamente a escolha dos jogadores para configurar as seleções em Copas do Mundo. Entendendo que mesmo no mais alto nível de rendimento, o Futebol tem sofrido influencia da data de nascimento do jogador. Neste caso, a reformulação no processo de seleção e formação tenderia, por consequência, a diminuiçãodo efeito da idade relativa em níveis mais elevados de rendimento. Pois com estímulos específicos para o desenvolvimento de cada jogador, todos estariam aptos para a modalidade independente do quartil de nascimento. Também, perceber que estão associados ao efeito da idade relativa entre jogadores de Futebol nos gêneros masculino e feminino de elite, fatores que pode ser explicados por uma complexa interação e dinâmica entre questões biológicas, de maturação e até mesmo de socialização, que é peculiar a cada grupo.
Mostrar mais

6 Ler mais

Efeito da idade relativa na Copa do Mundo FIFA sub-17 de 2017

Efeito da idade relativa na Copa do Mundo FIFA sub-17 de 2017

Na Tabela 1, estão descritos a frequência dos jogadores em cada quartil e o seu percentual equivalente. Os resultados apresentados evidenciam que o efeito da idade relativa esteve presente no mundial sub- 17 de futebol masculino em 2017. Houve diferença estatisticamente significativa na comparação entre os quartis, evidenciando uma prevalência de jogadores nascidos no início do ano para compor as seleções.

5 Ler mais

Efeito da idade relativa na natação pura desportiva : um estudo no género feminino dos 12 aos 18 anos

Efeito da idade relativa na natação pura desportiva : um estudo no género feminino dos 12 aos 18 anos

A diferença de idade entre indivíduos que pertencem ao mesmo grau de escolaridade é referido como efeito da idade relativa (Barnsley et al., 1985). Na literatura existem vários estudos sobre este tema. Esta problemática foi abordada, primeiramente, em relação ao sucesso escolar, relatando que os alunos mais novos apresentavam mais problemas no seu sucesso académico, comparativamente aos colegas de turma mais velhos (Bell & Daniels, 1990; David, Trimble &, Vicent, 1980; Dickinson & Larson, 1963; Hauck & Finch, 1993). De facto, os alunos que nascem no inicio do ano são quase um ano mais velhos do que os colegas nascidos no final do ano civil (Mush & Grondin, 2001). Embora, todos os anos, continuem as crianças com idade cronólógica de 6 anos , nascidas entre 1 de janeiro e 31 de dezembro, a ingressar no mesmo ano de escolaridade, 1º ano. Mas estas crianças, nascidas no mesmo ano, podem apresentar até 11 meses e 30 dias de diferença de idade cronológica. Esta diferença de idade relativa, está geralmente presente na maioria das escolas de todo o mundo, parece estar associada ao desenvolvimento cognitivo infantil (Morrison, Smith, & Dow-Ehrensberger, 1995). A discussão deste problema persiste, levando muitos pais a questionar se o seu filho está pronto para a escola!
Mostrar mais

27 Ler mais

Avaliação da influência do efeito da idade relativa nas capacidades de tempo de reação e atenção/concentração de futebolistas da categoria Sub 13

Avaliação da influência do efeito da idade relativa nas capacidades de tempo de reação e atenção/concentração de futebolistas da categoria Sub 13

A influência dessa “linha divisória”, e consequentemente do Efeito da Idade Relativa na seleção de atletas pode ser demonstrada conforme estudo de Helsen, Starkes e Winckel (2000). Os autores apresentaram que a mudança na linha divisória imposta pela federação belga de futebol para as categorias de base, passando do dia primeiro de agosto para o dia primeiro de janeiro alterou significativamente a representação dos jogadores nascidos em cada quartil. Anteriormente a essa mudança, os jogadores nascidos em agosto, setembro e outubro (primeiro quartil) e novembro, dezembro e janeiro (segundo quartil) representavam a maioria dos atletas da categoria 10 a 12 anos. Dois anos após a mudança, observou-se que a proporção de atletas nascidos em janeiro, fevereiro e março (novo primeiro quartil) e abril, maio e junho (novo segundo quartil) passou a ser mais representativo estatisticamente. Apresentando resultados semelhantes, o estudo longitudinal de Simmons e Paull (2001) cita que a representatividade de jovens atletas de futebol foi significativamente diferente quando analisadas duas diferentes “linhas divisórias”, com elevada representatividade dos diferentes primeiros quartis de cada data (janeiro, fevereiro e março para a linha divisória em 1º de janeiro, e setembro, outubro e novembro para a linha divisória em 1º de setembro). O estudo de Coubley, Schorer e Baker (2009) que avaliou a presença do Efeito da Idade Relativa no futebol Alemão desde a década de 1930, também encontrou resultados semelhantes quando houve a mudança da data de corte para as categorias de base.
Mostrar mais

79 Ler mais

Efeito da idade relativa na aptidão física em contexto escolar

Efeito da idade relativa na aptidão física em contexto escolar

Na maior parte dos sistemas de ensino o critério para a formação das turmas escolares consiste em agrupar as crianças tendo em conta a sua idade cronológica, de forma a criar condições óptimas de aprendizagem, na tentativa de promover tarefas e instrução adequadas ao seu nível de desenvolvimento (Barnsley, Thompson e Legault, 1992),partindo do pressuposto de que a homogeneidade nas idades dos alunos permite alguma no desenvolvimento social, psicológico, cognitivo e físico. No sistema de ensino português, as crianças são agrupadas segundo este critério, o que pode originar casos em que existam crianças que nasceram no início de um determinado ano e outras crianças que nasceram no final desse mesmo ano dentro da mesma turma. Este critério de formação das turmas pode dar alguma vantagem nos resultados escolares aos jovens nascidos no início do ano, relativamente aos que nascem nos últimos meses do calendário. A essa possível vantagem apresentada deu-se o nome de Efeito da Idade Relativa (Glamser e Vicent, 2004). No domínio motor propriamente dito, este efeito pode conduzir a discrepâncias na obtenção de resultados em determinadas modalidades bem como nos resultados da disciplina de Educação Física.
Mostrar mais

44 Ler mais

Efeito da idade relativa no futsal de base de Minas Gerais.

Efeito da idade relativa no futsal de base de Minas Gerais.

Com isso, crianças do terceiro e quarto quartis têm estatisticamente suas chances reduzidas de atingirem o alto rendimento no futsal. Nas fases iniciais de seleção por parte dos clubes (categorias sub-11, sub-13 e sub-15), o efeito causado pela variável da idade relativa pode provocar o abandono da modalidade (DELORME; BOICHÉ; RASPAUD, 2010). Pode, também, levar este jovem atleta a ter toda a sua formação em clubes de menor expressão (não federados), que não estão envolvidos em competições federadas, onde se busca a excelência na formação e no nível de rendimento e competitividade dos atletas (MORAES et al., 2009).
Mostrar mais

11 Ler mais

Efeito da idade relativa sobre o desempenho esportivo em atletas do taekwondo e judô

Efeito da idade relativa sobre o desempenho esportivo em atletas do taekwondo e judô

Relativa, tendo em vista que o Judô apresenta características de seleção similares às do Taekwondo e tanto o estudo 3, quanto o estudo 4 apresentaram o Efeito da Idade Relativa em atletas Olímpicos. Já o segunda hipótese, diz respeito ao início da modalidade nos Jogos Olímpicos, o estudo 4 confirma parcialmente a interação do tempo em que a modalidade encontra-se presente nos Jogos Olímpicos e o Efeito da Idade Relativa, já que o efeito foi encontrado no Judô (maior número de participações quando comparados com o Taekwondo), bem como em atletas de Judô do sexo masculino em comparação com atletas do sexo feminino (maior número de participações do sexo masculino do que o feminino). Deste modo, parece que o aumento no número de praticantes em uma determinada modalidade devido a sua insersão nos Jogos Olímpicos parece aumentar o nível de competitividade durante o processo de formação de atletas, beneficiando os atletas mais velhos (ex. nascidos em Janeiro) que tem vantagens (ex. biológicas e cognitivas) em relação aos atletas mais jovens (ex. nascidos em dezembro).
Mostrar mais

98 Ler mais

INFLUÊNCIA DO EFEITO DA IDADE RELATIVA E DO COMPORTAMENTO TÁTICO SOBRE O DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL DA CATEGORIA SUB-17.

INFLUÊNCIA DO EFEITO DA IDADE RELATIVA E DO COMPORTAMENTO TÁTICO SOBRE O DESEMPENHO TÁTICO DE JOGADORES DE FUTEBOL DA CATEGORIA SUB-17.

A literatura aponta que o pico de velocidade de crescimento ocorre entre os 13 e 15 anos de idade (MALINA et al., 2005; PHILIPPAERTS et al., 2006). Assim, sugere-se que para estudos futuros seja realizada a avaliação do desenvolvimento maturacional dos jogadores, incluindo estudos com outras faixas etárias, como categorias Sub-13 e Sub-15. O processo de treino também pode ser uma informação valiosa na compreensão do comportamento e desempenho tático dos atletas, sendo uma variável importante a ser recolhida em estudos futuros. Outra informação a ser coletada é o tempo de prática na modalidade, pois parece ser um fator que influencia no desempenho dos atletas (WILLIAMS et al., 1993).
Mostrar mais

9 Ler mais

O Efeito da Idade Relativa: Análise da Copa do Mundo FIFA 2014

O Efeito da Idade Relativa: Análise da Copa do Mundo FIFA 2014

No futebol, o agrupamento dos atletas é feito por faixas etárias, como por exemplo, Sub-11 anos, Sub-13 anos, Sub-15 anos, etc., visando à igualdade de condições aos atletas que competem numa mesma categoria. Porém, numa mesma categoria, dois atletas podem apresentar diferenças de idade de até 24 meses. Na etapa de formação esportiva, isso tem implicado em

7 Ler mais

Idade Relativa e Tempo de Passagem para Eremanthus incanus (Less.) Less em Uma Área em Recuperação no Município de Diamantina, MG.

Idade Relativa e Tempo de Passagem para Eremanthus incanus (Less.) Less em Uma Área em Recuperação no Município de Diamantina, MG.

Pérez et al. (2004), estudando o E. Erythropappus, encontraram o diâmetro na base da árvore de 7,5 cm na idade de 18 anos, no entanto, segundo os autores, a idade encontrada foi alta, não refletindo o tempo real devido à competição por luz com outras espécies e até mesmo outras candeias presentes no local, ocorrendo um crescimento mais lento. Dessa forma pode-se observar que a idade de ingresso para as espécies E. erythropappus ou E. incanus varia de acordo com o local, tornando os resultados encontrados fundamentais para embasar outros estudos.

10 Ler mais

Efeito da idade materna sobre os resultados perinatais

Efeito da idade materna sobre os resultados perinatais

Relatos de estudos prévios sobre a relação entre a idade materna e os resultados perinatais são extremamente controversos. No grupo de ges- tantes adolescentes, vários autores têm relatado maior incidência de complicações obstétricas e perinatais, tais como baixo peso ao nascer, parto pré-termo, amniorrexe prematura, pré-eclâmpsia e diabetes gestacional 1-4 . Estudos mais recentes,

5 Ler mais

Abordagem Diagnóstica e Critérios de Referenciação de Cancro em Idade Pediátrica – Normas de Orientação Clínica

Abordagem Diagnóstica e Critérios de Referenciação de Cancro em Idade Pediátrica – Normas de Orientação Clínica

Existe evidência de que a referenciação a centro de referência de oncologia pediátrica, a efetivar no prazo máximo de 48 horas, após contacto prévio telefónico, é realizada na criança e adolescente com sintomatologia suspeita de neoplasia do sistema nervoso central (SNC): lactente com aumento progressivo do perímetro craniano associado a alteração da consciência ou irritabilidade, vómitos “em jato” ou olhar “em sol poente”; criança com idade superior a 1 ano de vida com cefaleias e vómitos de carácter progressivo fora de contexto infecioso; sinais neurológicos sugestivos de disfunção do cerebelo (ataxia, incoordenação) sem etiologia conhecida; alterações dos pares cranianos, défice visual de novo associado a estrabismo ou proptose; défices neurológicos focais progressivos (motores, sensitivos, esfincterianos); alterações cognitivas ou de comportamento de aparecimento recente e sem etiologia evidente
Mostrar mais

23 Ler mais

Urbanização e a família extensa no Brasil

Urbanização e a família extensa no Brasil

a relativa importância das variáveis nos tipos de famílias. Os resultados são apresentados na Tabela 8.. A idade média de migração nas populações migratórias das t[r]

22 Ler mais

Ressonância da orelha média em lactentes: efeito da idade.

Ressonância da orelha média em lactentes: efeito da idade.

timpanometria com tom de sonda de 1000 Hz como mais sensível para registrar mudanças na orelha média em neonatos. O presente resultado aponta que mesmo a população de lactentes em torno de 3 meses de idade ainda não apresenta função de orelha média no padrão adulto, sugerindo que a timpanometria em frequência de 1000 Hz deva ser a frequência de escolha para esta faixa etária. Este resultado corrobora as recomendações de uso de timpanometria com tom de sonda de 226 Hz em lactentes a partir de 6 meses de idade (24). Estudo (28) abordando reflectância acústica em popu- lação neonatal mostram que esta medida em recém-nascidos mostra um maior valor de reflectância observada para sons de frequências abaixo de 2000 Hz. Diferenças estruturais no meato acústico externo tais como tamanho, presença de vérnix, etc podem contribuir tanto para as diferenças encon- tradas na reflectância desta população como na captação da frequência de ressonância da orelha média.
Mostrar mais

5 Ler mais

Avaliação do efeito da umidade relativa do ar no coeficiente de performance de um sistema de ar condicionado

Avaliação do efeito da umidade relativa do ar no coeficiente de performance de um sistema de ar condicionado

Este estudo apresenta os resultados de um trabalho experimental realizado em uma bancada de testes do laboratório de eficiência energética da UNESP – Campus de Guaratinguetá, LAMOTRIZ, onde se constatou a influência da umidade relativa do ar no coeficiente de performance do ciclo de refrigeração empregando um compressor rotativo do tipo espiral (scroll), cujo exemplo é mostrado na Figura 3.1 e opera com inversor de frequência, no qual a compressão do gás é possível devido à excentricidade da espiral móvel que forma uma câmara de compressão ao longo da carcaça.
Mostrar mais

64 Ler mais

Efeito da posição relativa do joelho sobre a carga mecânica interna durante o agachamento.

Efeito da posição relativa do joelho sobre a carga mecânica interna durante o agachamento.

Foi utilizado o teste-t pareado com nível de significância de 0,05 para identificar diferenças entre as condições NU e U, e as variáveis estudadas foram as seguintes: ângulo do tornozelo e joelho; posição relativa do joelho (PRJ), definida como a projeção no eixo horizontal do plano sagital do vetor, determinado pela posição da marca localizada no segundo metatarso menos a posição do centro articular do joelho; torque no tornozelo, joelho e quadril, FQ e FPF. Todas as variáveis citadas, com exceção da PRJ, foram estudadas no instante em que a força compressiva era máxima.
Mostrar mais

5 Ler mais

Show all 10000 documents...