Propriedades físicas da matéria

Top PDF Propriedades físicas da matéria:

Matéria orgânica e propriedades físicas de um Argissolo Amarelo Coeso sob sistemas de manejo com cana-de-açúcar.

Matéria orgânica e propriedades físicas de um Argissolo Amarelo Coeso sob sistemas de manejo com cana-de-açúcar.

O cultivo contínuo da cana-de-açúcar por longo tempo sob diferentes manejos em solos de tabuleiros costeiros pode causar alterações na matéria orgânica e nas propriedades físicas do solo. Estudaram-se os efeitos de diferentes sistemas de manejo com cana-de-açúcar nas propriedades de um Argissolo Amarelo Coeso, na usina Triunfo, Estado de Alagoas. Os sistemas de manejo consistiram de uma área não irrigada, uma área irrigada, uma com aplicação de vinhaça e outra sob floresta nativa, sob condição original. Amostras foram retiradas de cada área a 0-0,2, 0,2-0,4 e 0,4-0,8 m de profun- didade para determinar as alterações nos limites de consistência, parâmetros de compactação, estabilidade de agregados e frações físicas da matéria orgânica do solo. O cultivo da cana-de-açúcar sob os sistemas sequeiro e irrigado promoveu redução mais expressiva no limite de plasticidade, umidade ótima de compactação e diâmetro médio ponderado dos agregados, em relação ao solo sob mata nativa, devido à maior redução nos teores de carbono orgânico total e matéria orgânica particulada do solo. O sistema de manejo com aplicação de vinhaça promoveu menor degradação nas propri- edades físicas e químicas do solo, em relação ao solo sob mata nativa.
Mostrar mais

7 Ler mais

Propriedades físicas de misturas para sherbet de mangaba.

Propriedades físicas de misturas para sherbet de mangaba.

Esses resultados são típicos de sistemas com muita água, e podem ser observados em caldas de sorvetes (Goff et al., 1993), soluções diluídas de sacarose (Roos & Karel, 1991) e polpas de frutas (Sobral et al., 2001; Telis & Sobral, 2002). De acordo com Goff (1994), essa transição vítrea em sistemas muito úmidos corresponde a Tg’, a transição vítrea da fração maximamente con- centrada que, além disso, é insensível à variação da umidade da amostra, acima de 50% de umidade, mas sensível à composição da matéria seca.

6 Ler mais

Matéria (Rio J.)  vol.11 número4

Matéria (Rio J.) vol.11 número4

Esse trabalho teve por objetivo estudar a influência da temperatura de sinterização nas propriedades físicas, mecânicas e microestruturais de cerâmica vermelha incorporada com cinza de bagaço de cana de açúcar. Foram utilizadas como matérias-primas uma massa cerâmica industrial para fabricação de telhas e uma cinza de bagaço de cana de açúcar, gerada na calcinação do bagaço em caldeiras de uma indústria sucro- alcooleira. Ambas as matérias-primas são provenientes da região de Campos dos Goytacazes, norte do Estado do Rio de Janeiro. Foram feitas incorporações de 0, 10 e 20% de cinza com granulometria inferior a 44 μm (325 mesh) na massa industrial. Os corpos de prova foram preparados por prensagem uniaxial e sinterizados a temperaturas de 900, 1050 e 1200°C. As seguintes propriedades foram determinadas: retração diametral, absorção de água e resistência mecânica por compressão diametral. Para análise microestrutural da cerâmica com incorporação de cinza foram realizados, após a sinterização a 1050 e a 1200°C, ensaios de difração de raios-X e de microscopia eletrônica de varredura. Os resultados indicam que não houve uma mudança significativa nas propriedades físicas e mecânicas da cerâmica vermelha com incorporação de cinza. A cerâmica com incorporação de 20% de cinza, sinterizada a 1200°C, apresentou grande diferença na microestrutura em relação às outras composições estudadas, apresentando grande formação de fase líquida. Palavras chaves: cinza de bagaço de cana, incorporação, cerâmica vermelha, temperatura de sinterização,
Mostrar mais

9 Ler mais

Propriedades físicas de substitutos do cacau.

Propriedades físicas de substitutos do cacau.

essa ordem. A remoção das cascas pode ser feita antes da torrefação. Pode ainda haver acréscimo de outras etapas, dependendo da matéria-prima original bem como do produto final que se deseja obter. Uma delas é a alcalinização. Através da adição de uma solução básica, normalmente carbonato de potássio, ocorre a neutralização de ácidos melhorando o flavour do cacau e favorecendo as propriedades de dispersão: molhabilidade e suspensão (para evitar o depósito do achocolatado no fundo do copo) (BELITz; GROUSCh,1999; BECKETT, 2000).
Mostrar mais

11 Ler mais

Desidratação osmótica de pêssegos em função da temperatura e concentração do xarope de sacarose.

Desidratação osmótica de pêssegos em função da temperatura e concentração do xarope de sacarose.

As médias dos parâmetros da desidratação osmótica e dos atributos sensoriais foram tratadas a partir de análises de regressão múltipla, para a obtenção de superfícies de resposta (SR), através do Programa Statistica versão 6.0 (Statsoft, Inc.). Nos casos das propriedades físicas e químicas, para minimizar a variabilidade da matéria-prima fez-se o ajuste das superfícies aos valores adimensionais (P adm = propriedade média do produto/ propriedade média da matéria-prima). Observaram-se as regressões estatisticamente significativas pela análise de variância (Anova), com base no teste F (Fisher), para o intervalo de 95% de confiança e do coeficiente de determinação da regressão (R 2 ), quando evidenciada a não
Mostrar mais

9 Ler mais

Propriedades físicas e químicas de substratos renováveis.

Propriedades físicas e químicas de substratos renováveis.

No tocante à concentração de nutrientes nos substratos à base de biossólido, verificaram-se resultados semelhantes aos encontrados por Guerrini e Trigueiro (2004) e por Nóbrega et al. (2007), em que o acréscimo de biossólido aos substratos ocasionou aumento da concentração de nitrogênio, fósforo, cálcio, magnésio e enxofre e na quantidade de matéria orgânica. No entanto, neste estudo o biossólido apresentou baixa concentração de fósforo, comprovando, dessa forma, ser um material heterogêneo e que sua composição varia segundo as características dos esgotos e a sua forma de tratamento.
Mostrar mais

12 Ler mais

Influência das características físicas na perda da matéria fresca e evolução das propriedades reológicas e cor da cenoura cv. Brasília durante o armazenamento

Influência das características físicas na perda da matéria fresca e evolução das propriedades reológicas e cor da cenoura cv. Brasília durante o armazenamento

Este trabalho foi desenvolvido no Laboratório de Propriedades Físicas e Qualidade de Produtos Agrícolas, pertencente ao Centro Nacional de Treinamento em Armazenagem (CENTREINAR), localizado na Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa, Minas Gerais. O material vegetal utilizado no experimento foram cenouras (Daucus carota L.), cultivar Brasília, lote de sementes 51071, desenvolvidas e comercializadas no Brasil pela companhia de sementes “HORTEC SEMENTES LTDA.” para plantio durante o período de verão, procedentes de uma área de plantio comercial localizada em São Gotardo, Minas Gerais. No Packing House da empresa beneficiadora Santa Clara, as cenouras foram submetidas ao tratamento de pré-limpeza e classificadas conforme a classe de cenouras curtas, médias e longas.
Mostrar mais

135 Ler mais

Utilização da polpa de batata residual em snacks como perspectiva de redução do impacto ambiental.

Utilização da polpa de batata residual em snacks como perspectiva de redução do impacto ambiental.

Todas as propriedades físicas e químicas do snack padrão produzido pela empresa (controle) e dos formulados com diferentes níveis de substituição (10, 20 e 50%) de farinha de trigo (FT) por PRLBD da cultivar Atlantic (escolhida por representar 90% da matéria-prima consumida na empresa) variaram signiicativamente (Tabela 4). Os teores de cinza, lipídios e proteína, foram maiores no snack controle enquanto o teor de carboidratos foi maior com 50% de substituição de FT por PRLBD. O teor de cinzas não variou signiicativamente entre os tratamentos controle, com 10 e 20% de substituição de FT por PRLBD, enquanto O de lipídios e de carboidratos dos tratamentos com 10 e 20% de substituição de FT por PRLBD não diferiu dos demais. O teor de proteína diminuiu com o nível de substituição de substituição de FT por PRLBD. Observou-se que o teor de cinzas variou 27,71%, o de lipídios 42,31%, o de proteína 51,49%, o de carboidratos 25,53% e o de umidade 400%, entre os snacks fritos com menor e maior nível de substituição. Esses resultados mostraram que os snacks formulados com PRLBD absorvem menos gordura durante o processo de fritura provavelmente em função do menor tamanho dos grânulos (Yonemoto et al., 2007); neste trabalho o grânulo de amido da farinha de trigo é maior que os da PRLBD sendo, deste modo, mais saudável para o consumidor, embora os snacks também apresentem menor teor de proteína em virtude do teor elevado de proteína na farinha de trigo (Lobanco, 2007; Taco, 2011) quando comparado com o da PRLDB.
Mostrar mais

6 Ler mais

Relações de atributos do solo e estabilidade de agregados em canaviais com e sem vinhaça.

Relações de atributos do solo e estabilidade de agregados em canaviais com e sem vinhaça.

Realizou-se este estudo com o objetivo de se avaliar o efeito da aplicação da vinhaça na estabilidade dos agregados e nos índices de agregação do solo e nas correlações das propriedades físicas do solo em áreas cultivadas com cana-de-açúcar no litoral sul do estado de Pernambuco. As amostras de solo foram coletadas nas camadas de 0-0,20 e 0,20-0,40 m, em 12 áreas com e sem aplicação de vinhaça. Análises foram realizadas para caracterização do solo e também para determinação da argila dispersa em água, grau de floculação das argilas, carbono orgânico total e matéria orgânica do solo. A estabilidade dos agregados estáveis em água foi calculada por meio dos índices de agregação: diâmetro médio ponderado (D MP), módulo de finura (M F) e percentagem de agregados > 2,00 mm (AGRI) que apresentaram diferença significativa na avaliação das áreas com e sem aplicação de vinhaça. N as áreas com vinhaça o carbono orgânico total apresentou melhores correlações com os indicadores D MP, AGRI e MF e as maiores percentagens de agregados estáveis em água > 2,00 mm ocorreram na profundidade de 0-0,20 m, nas áreas com vinhaça.
Mostrar mais

8 Ler mais

Dependência espacial dos atributos físicos de três classes de solos cultivados com cana-de-açúcar sob colheita mecanizada.

Dependência espacial dos atributos físicos de três classes de solos cultivados com cana-de-açúcar sob colheita mecanizada.

Objetivou-se, neste trabalho, avaliar as propriedades físicas de três classes de solo cultivadas com cana-de- açúcar em sistema de colheita mecanizada na região de Mato Grosso do Sul. O local de estudo pertence à Usina Eldorado, Grupo ETH Bioenergia S/A, localizada no município de Rio Brilhante, MS. A amostragem em cada área experimental foi realizada a partir de uma malha, com 180 m de comprimento e 145,6 m de largura, totalizando 90 pontos em forma de grade, com 9 colunas e 10 linhas, onde foram coletadas amostras de estrutura indeformada nas camadas de 0-0,2 m e 0,2-0,4 m de profundidade nas entrelinhas da cultura. Após coleta, as amostras foram processadas para determinação da densidade do solo (D S), porosidade total (PT) e umidade do solo (  ) para interpretação dos dados. A palhada deixada sobre superfície auxiliou na mantença de bom nível de matéria orgânica, corroborando na formação, agregação e estabilidade de poros, impedindo o aumento da densidade. A redução da porosidade total e consecutivo aumento na densidade do solo, principalmente na profundidade de 0,2-0,4 m, indicam compactação nesta camada, justificada pelo intenso tráfego de veículos e ausência de revolvimento do solo.
Mostrar mais

10 Ler mais

REPOSITORIO INSTITUCIONAL DA UFOP: Potencial de utilização do Biogás como combustível auxiliar em altos fornos brasileiros.

REPOSITORIO INSTITUCIONAL DA UFOP: Potencial de utilização do Biogás como combustível auxiliar em altos fornos brasileiros.

Por meio da Resolução CONAMA 01/86 foram estabelecidos os critérios básicos e as diretrizes gerais para uso e implementação da Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) como um dos instrumentos da Política Nacional do Meio Ambiente. As atividades agropecuárias, apesar de causarem impactos ambientais, que são “qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas que, direta ou indiretamente afetam a saúde, a segurança e o bem-estar da população; as atividades sociais e econômicas; a biota; as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente; a qualidade dos recursos ambientais” (Brasil, 1986), não foram incluídas como uma atividade que dependia de elaboração de estudo de impacto ambiental (EIA) e relatório de impacto ambiental (RIMA), a serem submetidos à aprovação do órgão estadual competente, ou do IBAMA, para o funcionamento legal.
Mostrar mais

139 Ler mais

Propriedades físicas e reológicas de produtos à base de frutas.

Propriedades físicas e reológicas de produtos à base de frutas.

Em vista da crescente demanda da população por questões relacionadas à saúde, nutrição e bem-estar, o mercado alimentício tem se preocupado em aumentar a inserção de ingredientes mais saudáveis como as frutas, por exemplo, visando atender à nova demanda do consumidor. A otimização de um processo é dependente da presença de dados precisos que permitam o dimensionamento correto dos equipamentos. O objetivo deste trabalho foi caracterizar amostras comerciais de produtos à base de frutas e avaliar as propriedades termofísicas (densidade, calor específico, difusividade térmica e condutividade térmica) e reológicas (viscosidade aparente e energia de ativação), visando à adequação a modelos teóricos. Os resultados foram ajustados a modelos matemáticos apresentando erros relativos entre 0,2% e 50%, sendo o modelo de ajuste da densidade o mais preciso (erro máximo de 1,7%). O comportamento reológico das amostras teve melhor ajuste ao modelo Lei da Potência (R 2 > 0,96) e a viscosidade relacionou-se bem com a temperatura, segundo
Mostrar mais

8 Ler mais

Propriedades físicas da madeira termorretificada de quatro folhosas.

Propriedades físicas da madeira termorretificada de quatro folhosas.

Após a modificação térmica, a fim de caracterizar as modificações ocasionadas, as amostras foram acondicionadas novamente em câmara climática, sendo inseridas em água e, em sequência, foram submetidas à secagem convencional a 103 °C. Ao fim de cada uma dessas etapas (climatização, saturação e secagem), terminaram por obter massa constante, a partir da qual foram avaliadas: a massa (balança analítica com 0,01g de resolução) e as dimensões físicas (paquímetro digital com 0,01mm de resolução). Por meio das Equações  1, 2, 3, 4 e 5, foram avaliadas as propriedades físicas de cada amostra tratada e não tratada.
Mostrar mais

9 Ler mais

Estudo de propriedades físicas de materiais adesivos ortodônticos

Estudo de propriedades físicas de materiais adesivos ortodônticos

Michael Buonocore deu início à realização de estudos na tentativa de obter adesão entre os materiais resinosos e a estrutura dental 3,6 . O autor considerava que uma das grandes falhas das restaurações era a falta de adesão às estruturas duras do dente e que; se tal capacidade fosse desenvolvida, muitas vantagens seriam obtidas, como por exemplo, a diminuição da necessidade de retenção e forma de resistência em preparos cavitários, e um efetivo selamento marginal, prevenindo o aparecimento de cáries. Entre as possibilidades por ele exploradas estavam: o desenvolvimento de novos materiais resinosos que apresentassem propriedades adesivas, a modificação dos materiais existentes para torná-los adesivos; o uso de um adesivo na interface entre o material e o dente, e a alteração da superfície dental por meio de tratamento químico, a fim de produzir uma nova superfície à qual os materiais pudessem aderir.
Mostrar mais

81 Ler mais

Avaliação da Estabilidade termodinâmica de dimetilsulfóxido intercalado nas estruturas de caulins do nordeste brasileiro dis Mar Fernandes

Avaliação da Estabilidade termodinâmica de dimetilsulfóxido intercalado nas estruturas de caulins do nordeste brasileiro dis Mar Fernandes

O presente trabalho apresenta o desenvolvimento de uma metodologia de síntese e caracterização de caulins modificados quimicamente, partindo de caulins naturais da região nordeste do Brasil. Os caulins foram modificados através de procedimentos de remoção da matéria orgânica, obtenção de forma sódica, obtenção de forma amoniacal, obtenção da forma ácida e intercalação com dimetilsulfóxido. Para caracterização dos caulins obtidos após toda a modificação, foram realizadas técnicas de difração de raios – X (DRX), análise química (absorção atômica), termogravimetria (TG), calorimetria diferencial exploratória (DSC) e espectroscopia na região do infravermelho (FT-IR). Os resultados obtidos através da análise química e de difração de raios – X confirmaram que a composição dos caulins era basicamente caulinita e algumas impurezas, tais como, a Mica presente como argilomineral agregado no caulim cinza. Através dos resultados obtidos de capacidade de troca catiônica (CTC), foi possível avaliar e adaptar as metodologias para a obtenção de melhores resultados. A avaliação da estabilidade termodinâmica do dimetilsulfóxido intercalado nas estruturas dos caulins foi realizada através de termogravimetria, tendo como base o método de Ozawa, onde a partir das curvas TG nas razões de aquecimento 2, 5, 7 e 10 o C.min -1 , obteve-se o gráfico da razão de
Mostrar mais

72 Ler mais

Propriedades físicas dos grãos de amendoim durante a secagem.

Propriedades físicas dos grãos de amendoim durante a secagem.

A caracterização física necessita de critérios definidos levando em consideração a variabilidade existente que, no caso do amendoim, ocorre com uma série de caracteres, além do mais, os frutos de amendoim possuem dimensões bem distintas em comparação aos seus grãos. Seguindo este contexto, o conhecimento sobre as propriedades físicas do amendoim apresentadas durante a secagem, é de fundamental importância para o manejo correto desta cultura após a colheita a im de minimizar os custos de produção para maior competitividade e manutenção da qualidade do produto. Informações como: tamanho, volume, porosidade e massa especíica, entre outras, são ferramentas imprescindíveis no estudo envolvendo transferência de calor e massa e movimentação de ar em uma massa de grãos (Goneli et al., 2011).
Mostrar mais

8 Ler mais

PROPRIEDADES FÍSICAS DOS FRUTOS DE AMENDOIM DURANTE A SECAGEM.

PROPRIEDADES FÍSICAS DOS FRUTOS DE AMENDOIM DURANTE A SECAGEM.

RESUMO - Objetivou-se com o presente estudo avaliar o efeito da secagem sobre as características físicas dos frutos de amendoim. Os frutos foram utilizados com um teor de água inicial de aproximadamente 0,63 decimal bs e submetidos à secagem com temperatura de 40 ºC. Foram determinadas as propriedades físicas, quais se- jam: massa especifica aparente; massa específica unitária; porosidade; massa de mil grãos; esfericidade; circu- laridade; área projetada; área superficial; e a relação superfície/volume. Com base nos resultados encontrados conclui-se que a redução do teor de água proporcionou redução em todas as propriedades físicas dos frutos de amendoim, com exceção da relação superfície/volume, que tiveram seus valores aumentados com a redução do teor de água. A esfericidade, assim como a circularidade dos frutos de amendoim, tiveram seus valores reduzi- dos durante o processo de secagem.
Mostrar mais

11 Ler mais

Propriedades físicas e sensoriais da carne suína PSE.

Propriedades físicas e sensoriais da carne suína PSE.

negativamente, com L* (R= -0,331) e b* (R= -0,528). A suculência correlacionou-se, positivamente, com a palatabilidade (R= 0,436) e maciez (R= 0,297) e, negativamente, com a perda de peso por cozimento (R= -0,326). A força de cisalhamento apresentou correlação positiva com perda de exsudato (R= 0,529) e negativa com maciez (R= -0,767). O prejuízo estimado em função da ocorrência de carnes PSE foi da ordem de R$340.800,00 anuais. Carnes PSE apresentam alterações negativas nas propriedades funcionais e sensoriais, relacionadas com a redução de sua capacidade de retenção de água, o que causa perdas consideráveis para a indústria processadora.
Mostrar mais

10 Ler mais

Estudo de Propriedades Físicas de Nanocristais de ZnTe e Zn

Estudo de Propriedades Físicas de Nanocristais de ZnTe e Zn

Como mencionado anteriormente, esses NCs SMD dopados com metais de transição exibem, simultaneamente, propriedades semicondutoras e magnéticas, que permitem mais aplicações tecnológicas quando comparados com semicondutores não dopados (HU et al., 2011; OGALE, 2010). Contudo, uma compreensão completa desse processo de dopagem e uma metodologia de síntese eficiente para a produção de tais nanomateriais, são ainda questões em aberto. Embora NCs dopados com impurezas magnéticas sejam atualmente sintetizados por vários métodos, tais como coloidal (BEAULAC et al., 2008) ou epitaxia de feixe molecular (EFM) (VLASKIN et al., 2010), algumas aplicações requerem que esses sejam incorporados em materiais hospedeiros robustos e transparentes. Assim, a metodologia de Fusão-Nucleação pode ser muito adequada, uma vez que permite a incorporação e o crescimento de NCs SMD em diferentes matrizes vítreas, evitando condições que possam comprometer as nanoestruturas, tais como corrosão e umidade. Além disso, meios hospedeiros como vidros oferecem vantagens em termos de estabilidade a longo prazo. Isto pode ser decisivo para futuras aplicações envolvendo NCs de Zn 1-x A x Te, tais como em
Mostrar mais

132 Ler mais

Avaliação da influência de adjuvantes de secagem sobre as propriedades de suco de caju atomizado

Avaliação da influência de adjuvantes de secagem sobre as propriedades de suco de caju atomizado

No entanto, a obtenção de sucos em pó de alta qualidade passa por algumas dificuldades. O tratamento térmico deve ser muito brando ou muito rápido, a fim de se obterem produtos que, uma vez reconstituídos, produzam sucos similares às das correspondentes frutas in natura, sem muitas alterações nas propriedades sensoriais e antioxidantes. Uma técnica adequada é a atomização (spray drying), que, por ser muito rápida, minimiza a degradação dos compostos de sabor e dos antioxidantes. Além disso, os sucos de frutas têm altas concentrações de açúcares e ácidos de baixo peso molecular (PM), que têm baixa temperatura de transição vítrea (T g ).
Mostrar mais

63 Ler mais

Show all 10000 documents...