Top PDF Alelopatia em extratos de frutos de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. - Rhamnaceae).

Alelopatia em extratos de frutos de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. - Rhamnaceae).

Alelopatia em extratos de frutos de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. - Rhamnaceae).

RESUMO – (Alelopatia em extratos de frutos de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. – Rhamnaceae)). O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial alelopático do extrato de frutos de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart.) sobre as sementes de alface (Lactuca sativa). O experimento foi conduzido em deli- neamento inteiramente casualizado com 4 repetições e cinco tratamentos (0%, 25%, 50%, 75% e 100% de concentração do extrato bruto). O extrato bruto foi obtido após a extração manual da polpa do fruto e agitação com água em liquidifi cador utilizando-se 50g de polpa para 500ml de água, e o mesmo foi feito com a casca do fruto. Os resultados mostraram efeito do extrato dependendo da concentração. As maiores concentrações do extrato (100%, 75% e 50%) da polpa dos frutos Z. joazeiro apresentaram efeito alelopático desfavorável sobre a germinação de alface, reduzindo-a em 100%, 98,75% e 82,5% respectivamente. O extrato das cascas dos frutos nas concentrações de 75% e 100% reduziu a germinação da alface em 28,75% e 78,75%.
Mostrar mais

4 Ler mais

Alelopatia de extratos aquosos de canela-sassafrás (Ocotea odorifera (Vell.) Rohwer).

Alelopatia de extratos aquosos de canela-sassafrás (Ocotea odorifera (Vell.) Rohwer).

Reigosa et al. 1999; Ohno 2000) que interferem em várias etapas desse processo em um ou mais níveis, dos quais dependem as respostas observadas (Chon et al. 2000). A juglona, uma naftoquinona isolada das folhas, da casca dos frutos secos e da casca do tronco de indivíduos do gênero Juglans (Juglandaceae), pode reduzir em até 90% a respiração das raízes de milho, enquanto o macerado de folhas de artemisia (Artemisia tridentata Nutt., Asteraceae) acelera a respiração das células radiculares de pepino, devido à presença de substâncias do grupo das lactonas (Durigan & Almeida 1993). Portanto, a respiração das células radiculares pode ser aumentada ou diminuída, dependendo da natureza química dos compostos presentes nos extratos vegetais empregados.
Mostrar mais

9 Ler mais

Alelopatia de extratos de diferentes órgãos de mulungu na germinação de alface.

Alelopatia de extratos de diferentes órgãos de mulungu na germinação de alface.

Os extratos obtidos de sementes de mulungu, independentes da temperatura de extração, reduziram a porcentagem e velocidade de germinação de sementes de alface cv. Mônica SF FI e também causaram alta porcentagem de mortali- dade das sementes (Tabela 2). Coelho et al., (2011) verificaram que o extrato de sementes de juazeiro a 25°C reduziu a porcentagem de germinação de semen- tes de alface para 13%, da mesma forma que o extrato de sementes de mulungu a 25°C do presente estudo (13%). É possível que a elevada toxidade do extrato de sementes de mulungu deva- -se à presença de compostos alopáticos nas sementes, tais como os alcalóides erisopina, erisodina, eritramina e eri- tracina que estão presentes na planta (Castro, 2006).
Mostrar mais

4 Ler mais

Hegemonia em tempos de cólera: a difícil construção de uma ordem mundial — Outubro Revista

Hegemonia em tempos de cólera: a difícil construção de uma ordem mundial — Outubro Revista

Os objetivos da política externa são, assim, cruamente explicitados dando continuidade a um discur- so apresentado pela primeira vez de maneira mais incisiva por George Bush: “Nosso obje[r]

20 Ler mais

Crianças e Jovens em Risco – Projecto de Intervenção nos Serviços de Saúde – Normas de Orientação Clínica

Crianças e Jovens em Risco – Projecto de Intervenção nos Serviços de Saúde – Normas de Orientação Clínica

Nele, são definidas as competências e o processo de constituição de Núcleos de Apoio a Crianças e Jovens em Risco nos CS e Hospitais do Serviço Nacional de Saúde, assim como a respecti[r]

20 Ler mais

GESTÃO ESCOLAR EFICAZ: O DIFERENCIAL DE UMA ESCOLA EM CONTEXTO DE VULNERABILIDADE SOCIAL

GESTÃO ESCOLAR EFICAZ: O DIFERENCIAL DE UMA ESCOLA EM CONTEXTO DE VULNERABILIDADE SOCIAL

Esta organização da gestão empreendida na EMBN faz parte da organização cultural que a equipe gestora utiliza no gerenciamento cotidiano da escola em estudo. É importante re[r]

96 Ler mais

GENIVALDO BATISTA RODRIGUES PROJETO DE ESCOLAS EM TEMPO INTEGRAL: DESAFIOS DE IMPLEMENTAÇÃO EM UMA ESCOLA DA REDE ESTADUAL DO AMAZONAS

GENIVALDO BATISTA RODRIGUES PROJETO DE ESCOLAS EM TEMPO INTEGRAL: DESAFIOS DE IMPLEMENTAÇÃO EM UMA ESCOLA DA REDE ESTADUAL DO AMAZONAS

1.1 CONTEXTO NACIONAL DA EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL NO BRASIL As experiências históricas no Brasil em relação à educação integral podem ser consideradas a partir de três movimentos his[r]

170 Ler mais

Organização de Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho em Serviços de de Saúde – Normas de Orientação Clínica

Organização de Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho em Serviços de de Saúde – Normas de Orientação Clínica

Desde 1991, com a publicação do Decreto-Lei nº 441/91 de 14 de Novembro que todos os empregadores deverão ter organizados serviços SHST; a forma organizativa destes serviços foi defini[r]

39 Ler mais

PROJETO PROFESSOR DA FAMÍLIA: O ESTUDO DE SUA IMPLEMENTAÇÃO EM UMA ESCOLA DE SERRANOPOLIS DE MINAS (MG)

PROJETO PROFESSOR DA FAMÍLIA: O ESTUDO DE SUA IMPLEMENTAÇÃO EM UMA ESCOLA DE SERRANOPOLIS DE MINAS (MG)

A inclusão da Escola Estadual Ananias Alves na lista das escolas contempladas com a implementação do Profamilia despertou o interesse em pesquisar as ações desenv[r]

125 Ler mais

PARA UMA POLÍTICA DE AVALIAÇÃO EM LARGA ESCALA NA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA DE MATO GROSSO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

PARA UMA POLÍTICA DE AVALIAÇÃO EM LARGA ESCALA NA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA DE MATO GROSSO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Os professores precisarão acompanhar passo a passo cada etapa, bem como incentivar e conscientizar seus alunos da importância desse processo para o avanço em sua vida acad[r]

88 Ler mais

Referência Técnica para Atuação de Psicólogas(os) em Programas de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto [2012] - CREPOP CREPOP

Referência Técnica para Atuação de Psicólogas(os) em Programas de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto [2012] - CREPOP CREPOP

Muitos aspectos destacam-se, por exemplo: a diversificação e a heterogeneidade das ações profissionais; a juventude das(os) psicólogas(os) que atuam na área, indicando que ela se const[r]

80 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd- CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd- CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

da equipe gestora com os PDT e os professores dos cursos técnicos. Planejamento da área Linguagens e Códigos. Planejamento da área Ciências Humanas. Planejamento da área Ciê[r]

110 Ler mais

MARCELO PINTO COELHO MOURA A AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA: ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA ESTADUAL DE ITABIRA- MG

MARCELO PINTO COELHO MOURA A AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA: ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA ESTADUAL DE ITABIRA- MG

Para Oliveira (2013), a experiência das universidades a partir da criação do Programa de Avaliação Institucional das Universidades Brasileiras – PAIUB e mais recentemente [r]

156 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ARQUITETURA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL (PROPUR)

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ARQUITETURA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL (PROPUR)

A ideia de fronteira (BARTH, 1998) surge numa perspectiva mais integradora. Para fazer parte da grande família quilombola, como se identifica a comunidade, não é condição possuir relaçõ[r]

144 Ler mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: UMA AVALIAÇÃO EM PERSPECTIVA – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: UMA AVALIAÇÃO EM PERSPECTIVA – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

críticas e sugestões possam ser analisadas pelo “grupão”. No entendimento da pesquisadora, é necessária uma maior discussão para correção e alinhamento das sugestões dos profe[r]

92 Ler mais

Alelopatia de extratos aquosos de Euphorbia heterophylla L. na germinação de sementes e no crescimento de quatro hortaliças

Alelopatia de extratos aquosos de Euphorbia heterophylla L. na germinação de sementes e no crescimento de quatro hortaliças

alcoólicos de cravo-da-índia na germinação e no crescimento do tomate (Lycopersicum esculentum Miller), rabanete (Raphanus sativus L.), alface (Lactuca sativa L.), beijo-de-frade (Impatiens balsamina L.), crotalaria (Crotalaria spectabilis L.) e trigo (Triticum aestivum L.) mostraram que o extrato desta espécie alelopática causou forte inibição da germinação, sendo que a espécie mais sensível ao extrato foi a de tomate, que teve a germinação diminuída mesmo com o extra- to na mais baixa concentração utilizada. Por outro lado, o extrato não reduziu significativamente a germinação de alface, onde algumas sementes germina- ram na presença de extratos de menor concentração. Estes efeitos sobre o tomate, são devidos a compostos fenólicos com atividade alelopática presentes em cravo-da-índia e, entre eles, têm-se os taninos de estrutura complexa e eugenol, segundo Mazzafera (2003).
Mostrar mais

12 Ler mais

4 - BIOATIVIDADE DE EXTRATOS VEGETAIS DE NIM, JAMBU E PIMENTA DE MACACO SOBRE SEMENTES DE ALFACEngela Maria Santos SOUZA; Carlos Eduardo PEREIRA; Erika Micheilla Brasil de PAULA; Renildo Melo de FREIRAS, Ana Lcia Pereira KIKUTI

4 - BIOATIVIDADE DE EXTRATOS VEGETAIS DE NIM, JAMBU E PIMENTA DE MACACO SOBRE SEMENTES DE ALFACEngela Maria Santos SOUZA; Carlos Eduardo PEREIRA; Erika Micheilla Brasil de PAULA; Renildo Melo de FREIRAS, Ana Lcia Pereira KIKUTI

RESUMO: O bjetivou-se neste trabalho avaliar o potencial alelopático de pimenta de macaco, nim e jambú. Foram avaliadas seis concentrações de extratos foliares, sendo 0,001; 0,01; 0,1; 1 e 10%, além da testemunha contendo apenas água destilada. Os diferentes extratos e concentrações foram avaliados utilizando-se como bioindicador o teste de germinação de sementes de alface. As sementes foram avaliadas por meio da primeira contagem do teste de germinação, porcentagem de germinação e índice de velocidade de germinação. Foi utilizado o delineamento experimental inteiramente casualizado, com cinco repetições. Os extratos aquosos de jambú, pimenta de macaco e nim apresentam potencial alelopático.
Mostrar mais

8 Ler mais

Alelopatia de extratos aquosos de Eucalyptus globulus Labill. na germinação e no crescimento de três espécies de hortaliças

Alelopatia de extratos aquosos de Eucalyptus globulus Labill. na germinação e no crescimento de três espécies de hortaliças

Resultados semelhantes foram encontrados por SOUTO et al. (1994), quando restos de E. globulus promoveram a inibição do crescimento e desen- volvimento de alface, sendo o efeito alelopático devido principalmente à pre- sença de compostos fenólicos. SCHUMANN et al. (1995), observaram que restos de Eucalyptus grandis inibiram o crescimento e desenvolvimento de uma série de invasoras como Conyza sumatrensis, Triofolium spp. e Echinochloa utilis. Adicionalmente, GOETZE e THOMÉ (2004), observaram que extratos aquossos de Eucalyptus grandis reduziram o crescimento e desenvolvimento de três es- pécies de hortaliças (alface crespa, repolho híbrido e brócolis comum). Tam- bém, SINGH et al. (2005) verificaram que extratos aquosos de Parthenium hysterophorus apresentaram efeito alelopático sobre três espécies de Brassica (Brassica oleracea L. var. capitata, Brassica rapa L. e Brassica campestris L.) re- duzindo o percentual de germinação, o crescimento da parte aérea e do sistema radicular e, a massa seca final destas espécies, constatando a pre- sença de compostos fenólicos como metabólitos secundários responsáveis pelo efeito alelopático.
Mostrar mais

8 Ler mais

Óssea Antes - Depois Riscos x Benefícios

Óssea Antes - Depois Riscos x Benefícios

características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente. • Os dados pessoais e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informati[r]

90 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

Na busca por esse objetivo, iremos contextualizar o cenário legal e institucional que insere a política de formação continuada na agenda das políticas públicas edu[r]

144 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados