Top PDF Aves e Linhas de Transmissão - Um Estudo de Caso

Aves e Linhas de Transmissão - Um Estudo de Caso

Aves e Linhas de Transmissão - Um Estudo de Caso

nância das florestas estacionais ou caatingas arbóreas, observadas nos mais diversos estágios sucessionais. As florestas estacionais semideciduais apresentam-se reco- brindo grandes extensões planas até a base das verten- tes dos maciços montanhosos. Já nesses, com presença de afloramentos de calcário, desenvolve-se uma tipologia de vegetação característica de solos rasos (litólicos) com forte restrição hídrica, denominadas de florestas estacio- nais deciduais. A vegetação savânica típica dos cerrados também foi observada na forma de manchas recobrindo terrenos arenosos, neste caso, em áreas de ocorrência de neossolos quartzarênicos. Em termos gerais, os dados le- vantados pelo estudo da paisagem apontaram que a ba- cia hidrográfica do rio Corrente (bacia onde se encontra inserida a região de amostragem) possui cerca de 34% de sua cobertura de vegetação nativa, ou seja, valores que refletem forte pressão antrópica exercida, principal- mente, pela agricultura mecanizada. Porém, diferente do observado para a região de Presidente Kennedy, os fragmentos de vegetação nativa na região d e São Félix do Coribe apresentam maior uniformidade e conectividade. Por fim, a área de amostragem em Iramaia (Bahia) encontra-se localizada na região da Chapada Diamanti- na, nas coordenadas 13°24’49.15”S e 41° 9’36.79”O, que também é interceptada pela interligação LT 500 kV Su- deste-Nordeste. Apesar de estar inserida no bioma caa- tinga, a vegetação na região é formada por um complexo mosaico vegetacional formado por diversos sistemas fito- ecológicos, onde a vegetação, associada com as caracte- rísticas fisiográficas, varia desde as estepes ou caatingas propriamente ditas, passando pelas savanas (cerrados e cerradões) e pelos refúgios vegetacionais montanos até as florestas estacionais semideciduais.
Show more

68 Read more

Avaliação de impactos ambientais na fase de implantação de linhas de transmissão de energia elétrica - estudo de caso da linha de transmissão da região metropolitana de Porto Alegre/RS

Avaliação de impactos ambientais na fase de implantação de linhas de transmissão de energia elétrica - estudo de caso da linha de transmissão da região metropolitana de Porto Alegre/RS

Diante dos resultados apresentados nos itens 5.3.1.3 e 5.3.2.3, observou-se que para fase de implantação da linha de transmissão, os impactos ambientais que apontaram o maior potencial degradador , classificados como “altos”, foram todos no meio biótico e na área diretamente afetada (ADA), como: Supressão de cobertura vegetacional em APP (VR = 324), Redução de biomassa vegetacional (VR = 216), Perda de fauna aquática (VR = 216) e Perda de fauna terrestre (VR = 144). Porém, houve impactos, que se desenvolveram de maneira positiva ou pouco negativa, classificados como “médios” e “baixos” nos mais diversos meios de incidência, também na área diretamente afetada, como exemplo: Renda pela indenização (VR = 72), Efetivação de processos erosivos (VR = 27), Modificação da paisagem (VR = 16) e Danos sobre o patrimônio histórico, cultural, arqueológico e paisagístico (VR = 12).
Show more

79 Read more

Roteiro e estudo de caso para a elaboração de projeto eletromecânico de linhas de transmissão de alta e extra alta tensão

Roteiro e estudo de caso para a elaboração de projeto eletromecânico de linhas de transmissão de alta e extra alta tensão

encontra para fins de desapropriação da área interna a faixa de servidão. Porém, caso o proprietário rural não seja favorável a tal negociação, cabe à cessionária entrar com um pedido, junto a ANEEL, de Declaração de Utilidade Pública (DUP), após ter a mesma em mãos à empresa cessionária busca na justiça o direito de compra do terreno e as benfeitorias nele presente. Na justiça, são fixados os valores, a ser pago pela cessionária, de compra do terreno e suas benfeitorias fazendo com que proprietário e empresa cessionária entrem em acordo para posterior assinatura do contrato de cessão e transferência de direitos de uso e aquisição de benfeitorias. Assim é o processo até que se encerrem todas as negociações e a linha de transmissão possa ser executada.
Show more

128 Read more

Dissertação de Mestrado ANÁLISE E GESTÃO DE RISCOS DAS OCUPAÇÕES DE FAIXAS DE LINHAS DE TRANSMISSÃO: ESTUDO DE CASO DA VILA ALTA TENSÃO

Dissertação de Mestrado ANÁLISE E GESTÃO DE RISCOS DAS OCUPAÇÕES DE FAIXAS DE LINHAS DE TRANSMISSÃO: ESTUDO DE CASO DA VILA ALTA TENSÃO

A presente dissertação discute a crescente problemática do risco em nosso atual paradigma tecnológico, sua percepção e tolerabilidade, assim como a ocupação desordenada das faixas de servidão de linhas de transmissão pela sociedade. A hipótese fundamental que enfatiza uma Gestão de Riscos, metodologia da engenharia, é a que se refere à observância e aplicação de técnicas preventivas aos perigos e riscos distribuídos entre grupos sociais mais vulneráveis, geralmente pobres e minorias, acarretados pelas relações ambientais, sistemas de produção e à vida moderna, especificamente na relação da exposição a campos eletromagnéticos e riscos a saúde. Portanto, o trabalho tem o objetivo de focar um determinado cenário, tratando o percentual de pessoas que residem em áreas próximas a linhas de transmissão de energia elétrica do município de Belo Horizonte, estado de Minas Gerais, Brasil, aplicando-se o SIG – Sistema de Informação Geográfica, que facilita a análise espacial desta ocupação, bem como os demais itens correlacionados. As informações sobre as linhas de transmissão foram fornecidas pela concessionária de energia elétrica local. Dados demográficos e socioeconômicos foram obtidos do IBGE e prefeitura local. Algumas imagens, fotos e mapas foram obtidos do acervo do município, através da URBEL, além de levantamento de campo. Através desse levantamento, foi possível identificar a população potencialmente exposta aos riscos e as diversas características para o estudo. Esses corredores incluíram a população residente exposta aos riscos da Linha de Transmissão de um bairro, cuja denominação é Vila Alta Tensão. Através da análise, o estudo comprovou que a população de maior vulnerabilidade, possui baixos índices de renda, escolaridade e desconhece a gravidade dos riscos, bem como não se preocupam com o fato de conviver com este risco.
Show more

139 Read more

APOIO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇA0 À GESTÃO DO PROCESSO DE MANUTENÇÃO DAS LINHAS DE TRANSMISSÃO ELÉTRICA: Um estudo de caso da Empresa Cotesa Engenharia

APOIO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇA0 À GESTÃO DO PROCESSO DE MANUTENÇÃO DAS LINHAS DE TRANSMISSÃO ELÉTRICA: Um estudo de caso da Empresa Cotesa Engenharia

sincronismo entre as pessoas e os processos, montando-se o que Albuquerque e Rocha (2007) chamam de "Arquitetura Tecnológica", o perfeito alinhamento da tecnologia da[r]

119 Read more

Estudo de caso sobre impactos ambientais de linhas de transmissão na Região Amazônica

Estudo de caso sobre impactos ambientais de linhas de transmissão na Região Amazônica

O relatório R3 apresenta o resultado dos primeiros estudos para iden- tifi cação dos potenciais impactos socioambientais das linhas de transmis- são da interligação Tucuruí-Manaus-Macapá, realizados para atender ao Comitê Coordenador do Planejamento da Expansão dos Sistemas Elétri- cos (CCPE). O relatório apresenta a caracterização ambiental da região a ser atravessada pelo sistema e sugere uma diretriz preferencial para localização das linhas de transmissão, elaborada por meio de sucessivas comparações de alternativas de traçado em diferentes escalas de análise. O primeiro escopo de análise visou estudar duas alternativas de corredor: uma na margem esquerda e outra na margem direita do rio Amazonas. Considerando-se apenas os aspectos ambientais, a opção pela margem direita seria a menos impactante, tendo em vista que três dos cinco índices considerados a apontavam como a melhor opção. No entanto, a premissa social de suprimento de energia aos municípios da margem esquerda do rio Amazonas demandou aumento da extensão da alternativa da margem direita, penalizando sua avaliação. Assim, pelos pesos atribuídos a cada índice, a alternativa da margem esquerda revelou-se a mais aceitável, mes- mo que por uma pequena margem. O segundo escopo de análise objetivou estudar com mais profundidade as características socioambientais do cor- redor selecionado para defi nição da melhor alternativa de rota preferencial (com cerca de 20 km de largura) dentro desse corredor.
Show more

36 Read more

Estudo de interferências eletromagnéticas entre linhas de transmissão e dutos enterrados

Estudo de interferências eletromagnéticas entre linhas de transmissão e dutos enterrados

Em regime permanente, devido aos baixos níveis de tensão envolvidos, as diferenças numéricas são mais evidentes, ainda mais quando se trata de um traçado de duto complexo como neste estudo de caso. Esta diferença se deve às aproximações das impedâncias mútuas pelo software SESTLC. Esse fato fica mais evidente na Figura 77, onde as impedâncias são agora determinadas pela aproximação de Lucca [16] e não com aplicação do MEF. Nota-se que os resultados são ainda mais próximos. Entretanto, como discutido no capítulo 3, a solução de referência da integral de Carson, assim como a aplicação do MEF, equivalentes neste caso, são mais precisas.
Show more

134 Read more

Comportamento de voo de aves em resposta ao uso de sinalizadores em linhas de transmissão de energia elétrica

Comportamento de voo de aves em resposta ao uso de sinalizadores em linhas de transmissão de energia elétrica

atravessavam a linha e o número menor de indivíduos voando entre os cabos após a sinalização com dispositivos de formato espiral e de cor vermelho, sugere que as aves avistavam os sinalizadores e aumentavam a altura de voo para evitar a colisão com os cabos. Ao analisar o comportamento de evitamento dos cabos pelas aves, Savereno et al. (1996) concluíram que o evitamento das linhas para alguns grupos taxonômicos (Laridae e Scolopacidae), diferentes dos que entraram em nossa análise, foi relacionado de forma significativa com a presença de sinalizadores de formato de esferas na cor amarela. Todos estes estudos usaram formatos ou cores distintas de sinalizadores e também diferem na composição das assembleias de aves em relação ao nosso estudo.
Show more

7 Read more

Estudo de impactos da geração eólica em linhas de transmissão

Estudo de impactos da geração eólica em linhas de transmissão

A flutuação de tensão pode ser identificada a partir de dois parâmetros, segundo o ONS (2017), PST e PLT, e com seus estudos é possível determinar um limite de valor aceitável de emissão. O primeiro, Probability Short Term, indica a gravidade dos níveis de cintilação aliado a flutuação de tensão observada em um intervalo de tempo constante de dez minutos; com esses valores, é possível estabelecer a intensidade do flicker a fim de determinar as melhores soluções para reduzir seus efeitos. Em alternativa, o PLT, Probability Long Term, observa a flutuação em um período de duas horas ininterruptas, sendo esse o mais prejudicial à rede. No caso dos aerogeradores, o princípio é semelhante, diferindo apenas no período de observação.
Show more

90 Read more

Um estudo sobre tensões induzidas por descargas atmosféricas em
linhas de transmissão

Um estudo sobre tensões induzidas por descargas atmosféricas em linhas de transmissão

O caso que se pretende analisar a seguir envolve uma linha monofilar, com torres de circuito simples semelhantes àquelas utilizadas no capítulo 3, mostradas na Figura 3.3(a). Nas simulações também é considerada um nível básico de isolamento (NBI) de 350 kV, característico de linhas com tensão nominal de 69kV. Considerou-se ainda uma impedância de surto da linha de 300 ohms, e suas extremidades ligadas a resistências também de 300 ohms. Além disso, esta linha é composta de 10 torres separadas de 200 metros, com resistência de pé de torre de 10 ohms. A tensão induzida é provocada no meio da linha entre a 5ª e 6ª torres. Inicialmente, a descarga considerada possui uma corrente de retorno com pico de 20 kA, com uma velocidade de propagação de 180 m/µs, incidindo a 150 metros da linha.
Show more

118 Read more

Estudo do Efeito Ferranti em linhas de transmissão longas

Estudo do Efeito Ferranti em linhas de transmissão longas

Segundo Rodrigues e Silva (2014), as linhas longas (maiores que 250 km), usualmente de alta e extra-alta tensão, apresentam elevado acoplamento capacitivo entre fases e entre fase e solo, como citado por (Brasil) anteriormente, esse efeito gera um significativo aumento da tensão em duas situações principais: a primeira é quando há rejeição de carga (chaveamento), e a segunda é em condição de carga leve, ou seja, em baixa demanda por parte dos consumidores. Para minimizar os inconvenientes da utilização de linhas de transmissão cada vez mais longas e propiciar ao sistema um melhor funcionamento, utiliza-se banco de reatores em série ou paralelo (ou shunt). O banco de reatores, se instalado em série com a linha, contribui para limitar a corrente de curto-circuito na mesma, já que a impedância série equivalente dessa combinação tende a ser maior. Para o caso dos reatores instalados em paralelo, a regulação de tensão da linha é feita por meio da absorção do excesso de reativos.
Show more

51 Read more

Avaliação dos efeitos de vento em linhas de transmissão

Avaliação dos efeitos de vento em linhas de transmissão

Cappellari (2005) avaliou a resposta dinâmica de feixes de condutores expostos ao vento. Foram avaliados campos de velocidades do vento para as tormentas extratropicais, para tornados e a condição das duas situações superpostas. O amortecimento aerodinâmico foi considerado conforme os modelos matemáticos específicos para cabos, propostos por Simpson (1971) e Jones (1992) apud Cappelari (2005). A metodologia numérica desenvolvida foi aplicada a um estudo de caso real no qual existiam medições de velocidade de vento e reações nas estruturas de suporte por um período de dois meses, validando experimentalmente o modelo proposto. Ao final das análises, foi proposto um procedimento para avaliar a confiabilidade de condutores em feixes, baseado no cálculo da função densidade de probabilidade de variáveis pertinentes ou, alternativamente, a confiabilidade de um vão de linha genérico, para uma determinada função de falha, através de simulação numérica.
Show more

166 Read more

Fundações de torres de lInhas de transmissão e de telecomunicação

Fundações de torres de lInhas de transmissão e de telecomunicação

Outro fato também relevante é quando se tem presença do nível d’água em profundidade acima da cota de assentamento da fundação. A primeira idéia é que não se poderia utilizar fundação direta nesta circunstância. Mas se o terreno tiver coesão, e for pouco permeável (caso das argilas e solos argilosos), e ainda se o volume de escavação não for muito grande, apresentando segurança ao se escavar, executa-se a fundação rapidamente, sem se dar tempo para a água invadir a cava, e provocar instabilidade das paredes.

214 Read more

Posicionamento Ótimo de Para-raios em Linhas de Transmissão

Posicionamento Ótimo de Para-raios em Linhas de Transmissão

O flashover ocorre quando uma descarga atmosférica atinge diretamente um cabo condutor. Além da onda de corrente associada, uma onda de tensão com elevada amplitude também se propaga. Em situações onde a sobretensão é maior que a supor- tabilidade do isolador, uma descarga disruptiva pode ocorrer estabelecendo um arco elétrico entre o cabo condutor e a torre. Através deste arco, a corrente da descarga flui para a estrutura aterrada e segue em direção ao solo. A partir daí, caso o arco elétrico permaneça, haverá um fluxo da corrente de frequência industrial do condutor para o solo, caracterizando o curto-circuito fase-terra. Essa situação é ilustrada na Figura 2.1.
Show more

134 Read more

Ampacidade de Linhas de Transmissão -   Aspectos Operativos.

Ampacidade de Linhas de Transmissão - Aspectos Operativos.

A metodologia de cálculo de limite térmico dinâmico para a LT 345 kV Ouro Preto 2 – Taquaril demonstrou a viabilidade do despacho energético ótimo, com ganhos financeiros para a operação do sistema, e o promissor potencial da metodologia. Caso esta fosse uma solução setorial de investimento com instalação de mais equipamentos de monitoramento de linhas de transmissão, em circuitos selecionados em função de representarem restrições para o sistema, haveria grandes benefícios. A avaliação da viabilidade econômica deve contemplar a relação benefício/custo, considerando a regulação setorial vigente. Fica clara, também, a necessidade de estudos e análises aprofundados focados em aplicações práticas.
Show more

87 Read more

Uma abordagem multicritérios para recapacitação de linhas de transmissão.

Uma abordagem multicritérios para recapacitação de linhas de transmissão.

A implantação de novas linhas de transmissão (LT) vem en- frentando dificuldades em função de alguns fatores externos que tem impacto direto no custo dessas linhas. Primeira- mente a minimização do impacto ambiental, que provoca a utilização de estruturas mais altas e consequentemente mais pesadas e também faz com que o traçado a ser seguido não seja necessariamente o mais curto. Outro problema é o alto custo para se constituir novas faixas de servidão de passagem e para o pagamento de indenizações.

17 Read more

Identificação de perigos na recapacitação de linhas de transmissão

Identificação de perigos na recapacitação de linhas de transmissão

3.1 O que é Gerenciamento de Riscos 3.2 O entendimento do Problema 3.3 Identificação de perigos 3.4 Novos Diagramas Lógicos 3.5 Relações de dependência entre Eventos 3.6 Single Value Net[r]

214 Read more

Metodologias para validação de proteções de linhas de transmissão

Metodologias para validação de proteções de linhas de transmissão

No esquema de religamento tripolar a extinção da falta ocorre pela abertura das três fases da linha de transmissão. Após o tempo morto, a manobra é finalizada através da energi- zação do terminal líder e depois o fechamento do anel pelo terminal seguidor. A interrupção abrupta do fluxo de energia no circuito causa impacto nas unidades geradoras e redistribuição do fluxo nas demais linhas de transmissão. Por isso, no esquema de religamento tripolar, ajus- tes adequados de verificação de sincronismo devem ser aplicados antes do fechamento do anel, principalmente para as defasagens angulares. No religamento tripolar automático pode-se escolher valores de tempo morto bem maiores que no caso do religamento monopolar, aumen- tando-se as chances de extinção da causa da falha, sobretudo quando ela está relacionada a descargas atmosféricas ou queimadas (defeitos transitórios). Conforme [Massaud-08], tipica- mente, tempos mortos de até 10 s podem ser utilizados, desde que não haja degradação da estabilidade do sistema.
Show more

113 Read more

Novos procedimentos de análise para linhas de transmissão.

Novos procedimentos de análise para linhas de transmissão.

No Capitulo 4, ANALISE DINAMICA DE LINHAS DE MICROFITA NAO-PLANARES, e desenvolvido o estudo das caracteristicas de propagacao em linhas de microfita cilindricas isoladas abertas, sobr[r]

111 Read more

Avaliação do ciclo de vida de linhas de transmissão

Avaliação do ciclo de vida de linhas de transmissão

A Avaliação do Ciclo de Vida é iniciada pela definição do escopo ou foco do estudo (objetivo). Por conseguinte, são definidos os processos do ciclo de vida, com o intuito de se determinar a raia de pesquisa. Logo após, é preparado um inventário do deslocamento de energia e matéria, processo este que exige maior tempo. São classificados os tipos de impactos, conforme proporção e grau destes danos gerados no meio ambiente. Para concluir, analisam-se os resultados e definem-se soluções ou comparações de sistemas e produtos (FERREIRA, 2011). Dentro da interpretação de resultados existem algumas aplicações diretas como o desenvolvimento e melhoria do produto, o planejamento estratégico para ele, a elaboração de políticas públicas, a influência no marketing, entre outras.
Show more

59 Read more

Show all 10000 documents...

Related subjects