Top PDF Mixoma atrial esquerdo múltiplo: relato de caso.

Mixoma atrial esquerdo múltiplo: relato de caso.

Mixoma atrial esquerdo múltiplo: relato de caso.

Os tumores primários cardíacos são infrequentes, apresentando incidência entre 0,001% a 0,2%, com características histológicas benignas em 75% dos casos. Os mixomas correspondem a aproximadamente 50% dessas neoplasias. Quanto à localização, 75 a 80% dos mixomas estão no átrio esquerdo, 18% no átrio direito, e mais raramente nos ventrículos. Relatamos o caso de um paciente em classe funcional (CF) IV New York Heart Association (NYHA) e diagnóstico anatomopatológico pós-operatório de mixoma multilobular originário na parede posterior atrial esquerda. À avaliação clínica no 3º mês pós-operatório se encontrava em CF I NYHA e a ecocardiográfica com ausência de massas intracardíacas.
Mostrar mais

3 Ler mais

Anestesia para craniotomia em paciente acordado: relato de caso.

Anestesia para craniotomia em paciente acordado: relato de caso.

O objetivo deste relato de caso foi apresentar a técnica de sedação com propofol e remifentanil associada ao blo- queio do escalpo com a ropivacaína em uma neurocirurgia para exérese de tumor. Essa técnica permitiu os principais tempos cirúrgicos sem ocorrência das principais compli- cações descritas, como agitação psicomotora, depressão respiratória, alterações hemodinâmicas e sonolência exces- siva, sem manipulação das vias aéreas, e, principalmente, não interferiu na avaliação cognitiva do paciente. 6-9

4 Ler mais

Mixoma gigante em átrio esquerdo: relato de caso.

Mixoma gigante em átrio esquerdo: relato de caso.

Tumores intracardíacos primários são condições raras. Cerca de 75% destes são benignos, sendo aproximadamente 50% mixomas. Os sintomas são atípicos e muito variáveis. De acordo com o tamanho e a localização dos tumores, os pacientes apresentam-se desde assintomáticos até cursando com quadro de congestão pulmonar, podendo apresentar morte súbita por fenômenos tromboembólicos. No presente relato, apresentamos um caso de uma paciente oligossintomática, submetida a propedêutica cardiológica, que evidenciou grande lesão intra-atrial esquerda, sendo, então, submetida a ressecção cirúrgica da mesma. O estudo anatomopatológico confirmou o diagnóstico de mixoma. A paciente desenvolveu derrame pleural no pós-operatório, possivelmente relacionado à lesão.
Mostrar mais

3 Ler mais

Miocárdio não compactado de ventrículo esquerdo: relato de caso com estudo de necropsia.

Miocárdio não compactado de ventrículo esquerdo: relato de caso com estudo de necropsia.

O objetivo deste estudo foi discutir essa entidade nosoló- gica, de conhecimento médico recente, por meio do relato de caso de uma portadora de miocárdio não compactado diagnosticado em nosso serviço, descrevendo os achados de histórias clínica e familiar, estratificação diagnóstica e abordagem terapêutica, acompanhados de uma revisão li- terária, em que são descritos aspectos clínicos, diagnósticos, prognósticos e terapêuticos. Por intermédio da realização da necropsia, buscamos correlacionar todo o quadro clínico e confrontar as alterações estruturais encontradas com as descritas na literatura.
Mostrar mais

5 Ler mais

Edema pulmonar neurogênico devido à disfunção da derivação ventrículo-atrial: relato de caso.

Edema pulmonar neurogênico devido à disfunção da derivação ventrículo-atrial: relato de caso.

Relato de caso: Relatamos o caso de paciente com hidrocefalia obstrutiva aguda por causa da disfunc¸ão da derivac¸ão ventrículo-atrial, programado para cirurgia em caráter de urgência para a colocac¸ão de derivac¸ão ventricular externa, que apresentou edema pulmonar neurogênico no pré-operatório. A paciente foi anestesiada e o tratamento de manutenc¸ão instituído. No fim do procedimento, a paciente não apresentou quaisquer sinais de distúrbio respiratório, pois a reduc¸ão rápida da pressão intracraniana facilitou a regressão do edema pulmonar.
Mostrar mais

4 Ler mais

Mixoma de átrio direito associado a cor pulmonale agudo: relato de caso.

Mixoma de átrio direito associado a cor pulmonale agudo: relato de caso.

JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Los mixomas atriales son la forma más común de tumor intracardiaco primario. A pesar de ser tumo- res de comportamiento benigno, se recomienda que sean retirados en cuanto sean diagnosticados debido a la posibilidad de embo- lización del tumor con sus nefastas consecuencias. El objetivo de este relato de caso fue presentar un caso de tumor intracardiaco con localización rara (intra-atrial derecho) que presentó embo- lización intraoperatoria de parte del tumor y avisar a los anes- tesiólogos para la posibilidad de esta complicación, además de discutir la conducta anestésica.
Mostrar mais

4 Ler mais

Lipoma arborescente de joelho: relato de caso.

Lipoma arborescente de joelho: relato de caso.

Relato de caso de um paciente do sexo feminino de 26 anos que apresentava queixas de dores eventuais e episódios recorrentes de derrame articular no joelho esquerdo havia aproxima- damente 10 anos. Após anamnese, exame físico, exames radiográficos e exames de imagem por ressonância magnética foi firmado o diagnóstico de lipoma arborescente de joelho. A paciente foi submetida a tratamento artroscópico para ressecc¸ão da lesão. No pós- operatório foi encaminhada para reabilitac¸ão fisioterápica, com boa evoluc¸ão.

4 Ler mais

Mixossarcoma atrial esquerdo: relato de caso.

Mixossarcoma atrial esquerdo: relato de caso.

No presente estudo, relatamos um caso com evolução clínica arrastada, entretanto, não dispomos de elementos clínicos e histopatológicos para inferir sobre a malignização de um mixoma primário. Relato de mixossarcoma de evolução lenta e progressiva já fora descrito na literatura por Roh et al. [1], com a publicação de um caso cujo paciente na admissão já apresentava metástases sistêmicas; contudo, teve evolução pós-operatória satisfatória, com regressão completa do processo tumoral primário e metastático, em 37 meses de seguimento.

4 Ler mais

Lipoma de ventrículo esquerdo: relato de caso.

Lipoma de ventrículo esquerdo: relato de caso.

Mulher de 21 anos encaminhada com piora dos sin- tomas que vinha apresentando há anos: tontura ao levan- tar-se, sem sintomas vertiginosos, sem queixas de síncope ou alterações neurológicas, melhora em decúbito dorsal e repouso, após poucos minutos. O ecocardiograma trans- torácico mostrava presença de massa hiperecogênica na região médio-apical da parede posterior do ventrículo es- querdo e pericárdio normal. A ressonância nuclear mag- nética cardíaca permitiu o diagnóstico de tumor de ventrí- culo esquerdo sugestivo de lipoma. Realizado tratamento cirúrgico e ressecado o tumor, a paciente apresentou boa recuperação e mantém-se assintomática.
Mostrar mais

3 Ler mais

Fibrilação atrial em cão associada ao quimiodectoma infiltrativo atrial: relato de caso.

Fibrilação atrial em cão associada ao quimiodectoma infiltrativo atrial: relato de caso.

Ao exame clínico observaram-se crepitações à auscultação pulmonar, arritmias cardíacas, sopro holossistólico de grau V/VI em foco mitral, aórtico e pulmonar e déficit de pulso. O eletrocardiograma mostrou fibrilação atrial (FA) e extra-sístoles ventriculares isoladas (Fig. 1). O tratamento instituído foi furosemida, enalapril, digoxina, descanso e dieta caseira, específica para cães cardiopatas. Após quatro dias, o animal manifestou melhora clínica, mas ao eletrocardiograma as alterações de ritmo ainda estavam presentes. Dessa forma, o atenolol foi adicionado à terapia. Depois de 24 horas de tratamento, o animal manifestou um episódio de síncope e veio a óbito.
Mostrar mais

5 Ler mais

Hipertrofia concêntrica secundária a hipertensão arterial em cadela – Relato de Caso

Hipertrofia concêntrica secundária a hipertensão arterial em cadela – Relato de Caso

Abstract: It was answered in the routine of UHV-UECE, on July 3, 2015 a canine patient female, the Poodle 9 years old, weight 7.0 kg. The animal was brought by the owner to UHV intending to make an ovary-salpingo-hysterectomy (OSH) elective. Echodopplercardiogram, electrocardiogram and blood pressure measurement: The following tests were requested. Through resulatdos obtained in tests it was found that the patient was cardiac. Therefore, the examination was observed concentric hypertrophy, left atrial dilation and discreet right. In addition to mitral valve thickening and regurgitation in mitral, tricuspid and pulmonary low intensity. The animal was treated with benazepril hydrochloride and after one month of treatment, the blood pressure was normalized, making it possible to perform the elective OSH.
Mostrar mais

10 Ler mais

Tumor orbitário como primeira manifestação clínica de mieloma múltiplo: relato de caso.

Tumor orbitário como primeira manifestação clínica de mieloma múltiplo: relato de caso.

O acometimento da órbita pelo mieloma múltiplo é raro. Neste estudo, os autores descrevem um caso infrequente de proptose como primeiro sinal clínico do mieloma múltiplo. A presença de lesão orbitária expansiva associada a destruição do rebordo superior da órbita, notáveis à tomografia computadorizada, fez com que a diagnóstico de mieloma múltiplo fosse considerado. Aspectos diagnósticos e terapêuticos são discutidos.

3 Ler mais

Mixoma odontogênico maxilar: relato de caso clínico comprometendo seio maxilar.

Mixoma odontogênico maxilar: relato de caso clínico comprometendo seio maxilar.

Novos exames pré-operatórios foram solicitados e todos eles se encontravam dentro do padrão de normali- dade. Foi então realizada cirurgia sob anestesia geral inala- tória e entubação nasotraqueal. Através de uma incisão de Neuman modificada foi exposta a parede anterior do seio maxilar e realizada a ressecção óssea e exérese total do tumor juntamente com os elementos dentários de número 15, 17 e 18 que foram afetados pela lesão que possuía em seu maior diâmetro cerca de 5 cm (Figura 2). O exame histopatológico da peça operatória confirmou em definiti- vo o diagnóstico anterior de mixoma odontogênico, pela presença de células fusiformes, de núcleos ovalados ou alongados, sem atipias celulares, imersas em matriz frouxa, mixomatosa, incluindo vasos escassos, presenciando-se ainda focos irregulares de calcificações (Figura 3).
Mostrar mais

4 Ler mais

MIXOMA ODONTOGÊNICO EM MANDÍBULA: RELATO DE CASO

MIXOMA ODONTOGÊNICO EM MANDÍBULA: RELATO DE CASO

O mixoma ainda apresenta em muita das suas células características estruturais similares aos miofibroblastos, o que segundo LO MUZIO, et al 1996 apoiaria a hipótese da sua origem ser mesenquimal. Imunoistoquimicamente, as células do mixoma mostram imunorreatividade difusa para os anticorpos dirigidos contra a vimentina, com reatividade focal para actina músculo-específica. Pequenas ilhas de restos epiteliais odontogênicos de aspecto inativo podem ser evidenciadas e dispersas na substância fundamental mixóide.

13 Ler mais

Aneurisma do ventrículo esquerdo em paciente com lupus eritematoso sistêmico: relato de caso.

Aneurisma do ventrículo esquerdo em paciente com lupus eritematoso sistêmico: relato de caso.

O presente caso demonstra a raridade do aparecimento de infarto do miocárdio e subseqüente formação de aneurisma ventricular em paciente com LES e com artérias coronárias previamente normais. Esse caso também chama a atenção para a possibilidade de ocorrência de tal evento na população de doentes lúpicos, sem antecedentes cardiovasculares.

3 Ler mais

Paciente em hemodiálise crônica com massa em átrio direito: trombo, endocardite fúngica, ou mixoma atrial?.

Paciente em hemodiálise crônica com massa em átrio direito: trombo, endocardite fúngica, ou mixoma atrial?.

Apresentamos o relato de caso de uma pa- ciente de 19 anos com doença renal crô- nica devido à glomerulonefrite crônica e em hemodiálise (HD) por cateter central, com o achado incidental de uma massa de 28x16 mm em átrio direito (AD). Foram considerados os diagnósticos de trombo, endocardite infecciosa ou mixoma. Devi- do ao contexto de imunossupressão e di- ficuldade de acesso vascular, a condução terapêutica revelou-se complexa. Apesar de Ecodopplercardiograma sugerir trom- bo em AD, imagens de ressonância nu- clear magnética (RNM) apontaram para o diagnóstico de mixoma em AD. Nas duas condições a proposta de abordagem cirúrgica esteve limitada pelo histórico de imunossupressão intensa e o risco de com- plicações infecciosas. Ao longo do trata- mento, o estado geral de K.M.F. manteve- -se satisfatório e não foram observados si- nais ou sintomas relacionados a disfunção atrial. A ausência de febre e hemoculturas negativas excluíram endocardite infec- ciosa. O relato de ecocardiograma prévio sem massas em AD tornou menor a possi- bilidade de mixoma cardíaco. A resposta terapêutica à anticoagulação confirmou o diagnóstico de trombo. Após 180 dias de anticoagulação, houve redução significa- tiva da massa. A paciente evoluiu assin- tomática. O diagnóstico de massa em AD pode ser um desafio e somente a evolução foi capaz de guiar a conduta apropriada. Apesar da RNM ter elevada sensibilida- de e especificidade para o diagnóstico de mixoma cardíaco, a interpretação de ima- gens pode ser subjetiva. Ponto controver- so é a retirada de cateter nesses casos, que é assunto discutido ao longo do relato.
Mostrar mais

4 Ler mais

Tratamento de estenose de veia pulmonar após ablação percutânea de fibrilação atrial.

Tratamento de estenose de veia pulmonar após ablação percutânea de fibrilação atrial.

Neste relato de caso, descrevemos um paciente portador de fibrilação atrial (FA) persistente, submetido à ablação percutânea da FA pela técnica de isolamento extraostial das veias pulmonares, que desenvolveu uma estenose acentuada do óstio da veia pulmonar superior esquerda (VPSE), sem manifestar sintomas, diagnosticada pela angiotomografia de controle das veias pulmonares. O paciente foi submetido à angioplastia com implante de stent na VPSE com sucesso, resultando na normalização da perfusão pulmonar, verificado pela cintilografia pulmonar realizada 3 meses após a angioplastia.
Mostrar mais

4 Ler mais

Braz. j. .  vol.81 número6

Braz. j. . vol.81 número6

onde vai nosso conhecimento, o presente relato descreve o primeiro caso de PI com origem no seio etmoidal esquerdo com envolvimento dos dois lados da cavidade nasal, através do septo do seio frontal. Esse tipo de propagação é comum em casos primários de PI do seio frontal. 5 No presente caso,

3 Ler mais

Síndrome de Rubinstein-Taybi: anomalias físicas, manifestações clínicas e avaliação auditiva.

Síndrome de Rubinstein-Taybi: anomalias físicas, manifestações clínicas e avaliação auditiva.

IIIII ntrodução ntrodução ntrodução ntrodução ntrodução: A Síndrome de Rubinstein-Taybi foi descrita pela primeira vez em 1963, após a observação dos traços físicos seme- lhantes apresentados por sete crianças com retardo mental, baixa estatura, polegares grandes e largos e anomalias faciais. Mais tarde, novas publicações definiram outras características dessa síndrome, a qual incide em 1 a cada 300.000 nascidos e apresenta etiologia incerta. Sintomas otorrinolaringológicos e fonoaudiológicos são fre- qüentes, daí a importância de melhor conhecimento dessa síndrome por esses especialistas. Relato de Caso Relato de Caso Relato de Caso Relato de Caso Relato de Caso: Apresentamos as principais manifestações clínicas, traços físicos e as avaliações auditivas de cinco crianças portadoras da Síndrome de Rubinstein-Taybi, em atendimento na Faculdade de Medicina de Botucatu (UNESP). Para as avaliações auditivas foram realizados exames de audiometria tonal, imitanciometria e potenciais evocados do tronco encefálico (BERA). As principais características observadas foram: retardo mental, baixa estatura, polegares largos, pirâmide nasal alta, palato ogival, má oclusão dentária, atraso no desenvolvimento neuropsicomotor e de linguagem. Discussão: Discussão: Discussão: Discussão: Os traços físicos ca- Discussão: racterísticos dos portadores dessa síndrome facilitam o diagnóstico, e muitos deles são responsáveis por sintomas otorrinolaringológi- cos e fonoaudiológicos, como infeções de vias aéreas superiores, obstrução nasal, otites médias, hipertrofia adenoamigdaliana, sur- dez condutiva, hipotonia perioral e disfagia. O importante compro- metimento cognitivo é responsável pelo atraso no desenvolvimen- to da linguagem e pelo baixo rendimento escolar. Conclusões: Conclusões: Conclusões: Conclusões: Conclusões: Frente às várias manifestações otorrinolaringológicas e fonoaudiológicas apresentadas pelas crianças portadoras da Síndrome de Rubinstein-Taybi, torna-se necessário que esses espe- cialistas conheçam melhor essa síndrome para que possam fazer o diagnóstico precoce e orientar o tratamento dessas crianças.
Mostrar mais

5 Ler mais

Hemangioma intra-atrial esquerdo.

Hemangioma intra-atrial esquerdo.

Os hemangiomas cardíacos podem apresentar localização variada. Em várias séries já relatadas, cerca de 34% localizavam-se nos átrios, 27% no ventrículo esquerdo ou septo interventricular, 24% no ventrículo direito, 13% no pericárdio ou epicárdio e 2% na valva mitral [4]. No presente relato, encontramos paciente portadora de plaquetopenia persistente, secundária à hepatoesplenomegalia esquistossomótica, com clínica compatível com doença valvar mitral, com diagnóstico sugestivo de mixoma de átrio esquerdo atribuído por técnicas de imagem (ecocardiograma e estudo hemodinâmico), submetida a cirurgia para exérese do tumor e encaminhamento da peça cirúrgica a estudo anatomopatológico, com definição histológica e diagnóstico da lesão. A paciente apresentou hemorragia no pós- operatório imediato, respondendo bem à hemotransfusão com reposição plaquetária.
Mostrar mais

4 Ler mais

Show all 10000 documents...