DÁLIA DA SERRA

No documento 14º Curta Taquary - Festival Internacional de Curta-metragem (páginas 152-155)

JÚRI

VAJRA CATARINA DOOLAN Jornalista e Mestre em Artes no Estudo de Cinema e Televisão, produziu e dirigiu seus quatro curtas com premiações Nacionais e Internacionais. Com um certo favoritismo ao formato documental, possui ainda um curta de ficção, “Vivi”(2016). Com “A Parteira” (2019) recebeu 19 prêmios ao longo de um ano, entre eles Melhor Filme pelos juri Oficial e Popular do 12º Curta Taquary. Hoje atua como Docente na área técnica do Audiovisual no Instituto Federal de Brasília. CYNTHIA FALCÃO é realizadora audiovisual e radialista pernambucana, formada em Comunicação Social Rádio e TV (UFPE). Importante presença na construção das políticas públicas para o setor, foi dirigente de entidades como a ABD Nacional e ABD-PE/Apeci e uma das responsáveis pela implantação da representação do Stic (Sindicato Interestadual dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual) em Pernambuco. Participou da elaboração de ferramentas importantes para o desenvolvimento do audiovisual em Pernambuco, como a Lei e o Conselho Consultivo do Audiovisual, foi uma das responsá- veis pela inclusão dos indutores de raça e gênero no Edital do Audiovisual de Pernambuco/Funcultura. Vem atuando também como parecerista e membro de comissões julgadoras e de seleção, a exemplo de: membro da comissão de seleção do Edital de Apoio à Produção de Documentários - Longa Doc. Secretaria do Audiovisual/MinC 2013, Coordenadora da seleção Nordeste da EICTV - Escola Internacional de Cinema e TV de Cuba entre 2012 e 2017, Membro da Comissão Julgadora e consultora do I Edital de Produção Audiovisual FSA – Amapá- 2017, Membro do Juri Técnico do III Festfilmes – Ceará – 2018, membro da Comissão Julgadora do XIII Edital de Cinema e Vídeo do Ceará – 2018 e Presidente do Júri da categoria de Longa Metragem do FestCineCru – Carauru – 2020. Tem larga experiência com gestão e formação livre em audiovisual, passando pela Fundação Joaquim Nabuco, de realizadora/documentarista à gestora, foi coordenadora de formação do Canne (do Centro Audiovisual Norte-Nordeste), órgão que realizou mais de 400 cursos na área do audiovisual em todos os estados do Norte e Nordeste do País. Em 2018, assumiu a direção de programação e produção na Empresa Pernambuco de Comunicação /TVPE, onde contribuiu com a aprovação e lançamento do Edital Virada Digital TVPE, através da seleção pelo Prodav 02/FSA/Ancine. Além disso é parte do Coletivo Negritude Audiovisual PE e mais atualmente, na área da comunicação, dirige e apresenta o programa semanal Gênero Cinematográfico, que ocupa a programação da rádio pública do Recife, Frei Caneca FM.

PATRICIO RIQUELME Diretor de Cinema, Fotógrafo e Produtor Audiovisual, Mediador e Formador de audiências, com estu- dos no Chile, Argentina, Cuba, EUA e Itália, baseado desde 2002 na cidade de Punta Arenas, no Chile. Ex-Diretor Acadêmico da Escola Internacional de Cinema e Televisão de San Antonio de los Baños, Cuba, Diretor do Festival Latino-Americano de Cine- ma do Pólo Sul, Presidente do Grupo Proa Cultural. Desde 2002 tem trabalhado com meninos e meninas como tutor e mediador artístico, proporcionando as primeiras ferramentas na apreciação e no trabalho audiovisual.

153

Mostra

LATINOAMERICANA

Mostra

CURTAS FANTÁSTICOS

JÚRI

MÁRCIA LOHSS é tecnóloga em artes dramáticas na BühnenStudio Der Darstehlenden Kunste (Escola de Artes Dramáticas) em Hamburgo – Alemanha. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Radio e TV pela UFRN. Fez Direção de Ato- res na EICTV (Escuela Internacional de Cine y Televisión de Cuba). Dirigiu “Enquanto o Sol se põe” grande vencedor do Juri popular do 11º Curta Taquary.

PAULO JORGE ROQUE é ator e roteirista. Iniciou a sua trajetória profissional no teatro cearense. Ainda em Fortaleza realizou o seu primeiro trabalho audiovisual, dirigido por Karim Aïnouz no curta-metragem “Paixão Nacional”. A primeira oportunidade como protagonista em cinema foi no premiado longa-metragem “Entreturnos”, direção de Edson Ferreira.

Atualmente mora em São Paulo e se dedica ao processo de escrita do roteiro do longa em pré-produção “Eu Vou Tirar Você Desse Lugar”, direção de Marcélia Cartaxo. O longa-metragem “Marraia”, dirigido por Diego Scarparo e a série “Balaclava”, de Rafael Yoshida são os trabalhos ainda inéditos. Em 2019 lançou em diversos festivais o filme “Abraço”, direção de Deivison Fiuza. Os seus trabalhos mais recentes no audiovisual e no teatro são a série “Além da Ilha”, dirigido por César Rodrigues e Régis Farias; “A Divisão”, de Vicente Amorim; “Mil Dias – A Saga da Construção de Brasília”, direção de Fernando Honesko; e o espetáculo “Nordestinos”, texto de Walter Daguerre e direção de Tuca Andrada.

RAMON BATISTA é natural de Nazarezinho- PB, Fotógrafo, Cineasta, Roteirista, filmmaker. Foi estagiário do Projeto Viação Paraíba, atuando nas cidades de Condado e Montadas, circulando com oficinas de linguagem Audiovisual ministradas pelo cine- asta Torquato Joel, da Universidade Federal da Paraíba. Também Em 2012 lançou seu primeiro filme “Fogo Pagou”, que teve seu roteiro trabalhado durante o I JABRE – Laboratório Paraibano Para Jovens Roteiristas, tendo sido premiado com a sua produção pela Pigmento Cinematográfico, participando de vários festivais de cinema pelo país conquistando prêmios. Também são obras suas os filmes Capela (2014), Aroeira e Seiva (2019). Ainda no JABRE, desempenhou algumas funções, tais como monitor nas edições que aconteceram em Serra da Raiz e Matureia, como aluno na cidade de Congo e na coordenação local da edição que aconteceu em Nazarezinho, em 2019. Idealizou e coordenou a Mostra de Cinema Cine Sítio (2014 - 2019), evento que se con- solidou promovendo o cinema sertanejo da Paraíba em sua Zona Rural. Também é colecionador de objetos antigos, em fase de construção do Museu do Sertão . Ramon Batista também fez parte da produção do III Cine Açude Grande, em 2019.

155

No documento 14º Curta Taquary - Festival Internacional de Curta-metragem (páginas 152-155)