Tratamento da distrofia muscular progressiva com lactato de sódio.

Texto

(1)

TRATAMENTO DA DISTROFIA MUSCULAR PROGRESSIVA

COM LACTATO DE SÓDIO

JOSÉ ANTONIO L E V Y * ; ALMIR FERREIRA DE ANDRADE**

Embora já tenham sido propostos numerosos tratamentos para a dis-trofia muscular progressiva (DMP), não existe comprovação de efeitos be-néficos de qualquer deles sobre a evolução dessa doença. Dada a sua gravi-dade e o número relativamente grande de pacientes acometidos (em média 0,4% dos pacientes que freqüentam o ambulatório do nosso Serviço) novos tipos de tratamentos estão sendo continuamente tentados.

McArdle e Pearson, citados por P r á4

, demonstraram que a infusão de lactato de sódio melhora o funcionamento dos músculos na miopatia cau-sada por déficit da miofosforilase. E m 1963 Tomaskiewicz, citado por P r á4

, propôs esse mesmo tratamento para a D M P , tendo observado diminuição da creatinúria, aumento imediato da força muscular e diminuição da pseudo--hipertrofia, nos casos assim tratados. E m 1965 P r á4

, usando o lactato de sódio 1/6 molar com complexo B e A T P em duas séries, com intervalo de dois meses, em dois pacientes de DMP, forma de Duchenne, verificou nítida e rápida melhora da força muscular e redução da creatinúria.

Pérez Moreno e c o l .3

observaram melhora duradoura em 5 casos de D M P tratados com o lactato de sódio 1/6 molar, assim como diminuição da creatinúria após o tratamento. Cacciari2

, usando o mesmo esquema de lac-tato de sódio 1/6 molar, A T P e complexo B em 6 pacientes de D M P , forma de Duchenne, verificou nítida melhora em 4 deles, sendo mais favoráveis os resultados obtidos nos casos em que o tratamento foi iniciado mais pre-cocemente.

M A T E R I A L , M É T O D O S E R E S U L T A D O S

Estudamos 13 casos de distrofia muscular progressiva, sendo 11 do sexo mas-culino e 2 do sexo feminino, todos brancos e com o diagnóstico comprovado por exame eletromiográfico e biópsia muscular.

Todos os pacientes foram tratados com duas séries de lactato de sódio 1/6 molar, na dose de 100 ml diários durante 20 dias, adicionando-se ao lactato 15 m g de A T P e uma ampola de complexo B . A s reações apresentadas foram mínimas, queixando-se alguns pacientes de dores musculares e de sensação de movimentos espontâneos dos músculos os quais, no entanto, não foram verificados objetivamente.

(2)

A avaliação dos resultados foi feita por meio de testes musculares manuais, segundo o esquema em uso em nossa e n f e r m a r i a1

. Conforme pode ser visto no quadro 1, não houve qualquer alteração da força muscular em 11 dos pacientes; em dois deles verificou-se discreta melhora que não pôde ser valorizada, pois foi muito pequena e se ateve a poucos músculos. E m um desses pacientes (caso 11) a força de flexão e extensão da articulação escápulo-umeral aumentou de 75 para 100% e a força de dorsiflexão, supinação (inversão) e pronação (eversão) do pé e articulação tíbio-társica aumentou de 50 para 75%. N o caso 7 a força nas articulações escápulo-costo-clavicular e articulação escápulo-umeral aumentou de 75 para 100%.

C O M E N T Á R I O S

Embora tenha sido empregado um método terapêutico considerado útil no tratamento da D M P por alguns autores 2

>3 -4

, não pudemos comprovar qualquer melhora clínica, talvez por serem os casos estudados, em sua maio-ria, de pacientes cuja moléstia já estava em evolução há vários anos. Acre-ditamos, por outro lado, que a ação do medicamento poderia ser melhor comprovada se houvesse queda nítida do nível das enzimas musculares do sangue na fase inicial da forma pseudo-hipertrófica da D M P .

(3)

R E S U M O

Com base em trabalhos anteriores, 13 casos de distrofia muscular pro¬ gressiva foram tratados com lactato de sódio 1/6 molar associado a A T P e complexo B . O exame da força muscular, realizado antes e após o trata-mento — salvo em dois casos nos quais ocorreram melhoras muito discretas — não mostrou qualquer efeito favorável da medicação. Os autores suge-rem a verificação de possíveis alterações enzimáticas provocadas pelo lactato de sódio, o que serviria para melhor avaliação do efeito terapêutico.

S U M M A R Y

Treatment of progressive muscular dystrophy with sodium lactate

Thirteen cases of progressive muscular dystrophy were treated with 1/6 M. sodium lactate plus A T P and B complex. Examinations of muscle strength, before and after the treatment, did not show any favourable effects, except in two of the cases which showed slight improvement. The authors suggest that possible enzimatic alterations caused by the sodium lactate be checked up on, since this checking could be employed in the evaluation of the therapeutic effects.

R E F E R Ê N C I A S

1. A N G H I N A H , A . — A v a l i a ç ã o c l í n i c a q u a n t i t a t i v a das i n c a p a c i d a d e s m o t o r a s . A r q . N e u r o - P s i q u i a t . ( S ã o P a u l o ) 15:148, 1957.

2 . C A C C I A R I , E . ; T A S S O N I , P . ; C O M E L L I N I , L . ; M E I , V . & C O R S I N I , F . — N u o v e acquisizioni e richerche s u l l e miodistrofie p r i m i t i v e . A l c u n i r i l i e v i s u l l a terapia d e l l a distrofia m u s c o l a r e p r o g r e s s i v a pseudoipertrofica c o n l a t t a t o di sodio. B o l l . S o c . I t a l . B i o l . sper. 43:90, 1967.

3 . P E R E Z M O R E N O , B . ; D I C A S T R O , S . ; M A R C O , E . ; B E N I T O A R R A N Z , S . ; S A L A Z A R , A . & V I L L A L O B O S , V . — D i s t r o f i a m u s c u l a r p r o g r e s s i v a : a propósito de c i n c o casos en t r a t a m i e n t o c o n l a c t a t o sódico. B o l l . S o c . C a s t e l . - A s t . - L e o n . Pediat. 6:51, 1965. R e s u m o in M u s c u l a r D y s t r o p h y A b s t r a c t s 10:4, 1966.

4 . P R Á , M . — S u di u n a n u o v a i n c o r a g g i a n t e prospettiva nel t r a t a m e n t o d e l l a distrofia m u s c o l a r e progressiva. M i n e r v a pediat. 17:1734, 1965.

Imagem

Referências