Exercicios

29 

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

VERBO

VERBO

VERBO::::

VERBO

1.( ) (DETRAN-09) “No levantamento realizado pelo IML, são comparadas as três primeiras semanas de junho, período que antecedeu a chamada Lei Seca, com as três semanas posteriores. Na primeira fase, a média é de 11,7 mortos na quinta, sexta, sábado e domingo de cada semana. Depois da implantação da Lei Seca, a média cai para 4,3 mortos em acidentes de

trânsito.” - A alteração do tempo verbal para o

pretérito perfeito das formas verbais “são”, “é”, e “cai” prejudicaria a correção gramatical do período

2.( )(ANTAQ-09) “O transporte hidroviário tem sido usado desde a antiguidade.” – A ideia de continuidade no uso do transporte hidroviário é marcada, no texto, tanto pelo emprego da

preposição “desde” quanto pelo

emprego da expressão verbal “tem sido usado”.

3.( ) (DETRAN-09)”Nos quase 500 anos que durou o processo de plena ocupação e integração do espaço

nacional...” - A expressão “que durou” indica que o processo de ocupação e integração do espaço nacional está sendo considerado como completo.

4.( ) (BB-09)”Se a economia

introduziu o estudo mais detalhado das emoções, era apenas natural que alguns pesquisadores dessem o passo

seguinte...” - A estrutura linguística em que ocorre o verbo “era” permite a substituição deste por seria, mantendo-se a

coerência textual e o respeito às normas

gramaticais. 5.( ) (MI-09) O verbo empregado em

“chegara o efetivo” pode ser

substituído pela locução verbal tinha

chegado, sem prejuízo para a

interpretação do texto.

6.( ) (ANATEL-09) “No entanto, o simples fato de que uma coisa possua um nome indica que ela é uma coisa-para-nós.” - O desenvolvimento das idéias no texto mostra que o uso do modo subjuntivo “possua” é obrigatório para que as regras gramaticais sejam

respeitadas; sua substituição pelo modo indicativo possui, provocaria

incoerência textual e desrespeito às regras gramaticais.

7.( ) (MI-09) “Isso não faria sentido se não pudéssemos estabelecer confiança

nas pessoas...” - A opção pelo uso do modo subjuntivo

em “pudéssemos” sugere que, na organização dos argumentos, o texto endossa a hipótese de que não é possível estabelecer a confiança. 8.( ) (ANATEL-09) “... é uma constante troca de bens e de serviços, não havendo uma só pessoa que não

receba alguma coisa de outras...” - O uso do modo subjuntivo em

“receba” ressalta a idéia de

possibilidade ou hipótese; por isso, sua substituição por receberia mantém o texto correto.

9.( ) (PC/ES-09) Com a mesma correção gramatical de “Se nos dedicarmos” estão conjugados os verbos ver, em Se vermos uma estrela

(2)

Se pusermos a mão no fogo, nos queimaremos.

10.( ) (PC/ES-09) Estão expressas com correção gramatical as seguintes idéias: Se fôssemos tolerantes, nossos filhos tenderão a sê-lo também; Se fôssemos impulsivos, nossos filhos tenderiam a sê-lo também.

11.( ) (MI-09) A forma verbal “Escutai” está flexionada no modo subjuntivo e indica a incerteza do falante a respeito do que está dizendo.

VOZES VER

VOZES VER

VOZES VERBAIS

VOZES VER

BAIS

BAIS

BAIS::::

1.( ) (MI-09) “A modernidade

tramou-se no virtuosismo da civilização européia.” - O desenvolvimento da argumentação

do texto mostra que a estrutura lingüística “tramou-se” corresponde a

foi tramada.

2.( ) (ANATEL-09) “O real não é

constituído por coisas. - A oração apresenta estrutura de voz

ativa, e, por trazer objeto indireto “por coisas” não pode ser convertida em voz passiva.

3.( ) (MDS-09) Em “... o país

demonstra “o que pode ser atingido ...”, a substituição da expressão “pode ser atingido” por se pode atingir mantém a correção gramatical e as informações originais do período.

4.( ) (DETRAN-09) A substituição da locução verbal “ foi apresentada” por

apresentou-se prejudica a correção

gramatical do período.

5.( ) (IBRAM-09) “Clichês são expressões tão utilizadas e repetidas que se desgastaram e se afastaram de seu significado original.” - O período poderia ser reescrito, sem incorreção gramatical, da seguinte forma: Clichês são fórmulas tão

utilizadas e repetidas que foram desgastadas e afastadas de seu sentido primário.

6.( ) (SEPLAG-09) “Sabe-se que a escola faz diferença...” - O pronome “se” indica que a forma verbal está na voz reflexiva.

TRANSITIVIDADE:

1.( ) (MEC-09) O período “Saberia o que fazer para ganhar, preservar e aumentar sua riqueza?” estaria

corretamente reescrito assim: Saberia o

que fazer com sua riqueza para preservá-la e aumentá-la?

2.( ) (MEC-09) Substituindo-se o termo sublinhado em “Olham uma moeda de R$ 1” por uma pronome pessoal correspondente, considerando a função sintática do trecho, obtém-se:

Olham-na.

3.( ) (SEPLAG-09) “... sistemas e escolas com uma estrutura hierárquica que não lhes confere agilidade...” - O pronome “lhes” foi empregado devido à regência de “confere”. 4.( ) (ANATEL-09) “Os homens

produzem a si mesmos...” - Respeitam-se a coerência da

argumentação e as regras gramaticais ao se usar produzem-se em lugar de “produzem a si mesmos.

(3)

REGÊNCIA :

1.( ) (MMA-09) “É de posse e

domínio públicos.” - O vocábulo “públicos” está no plural

por se tratar de caso de regência nominal.

2.( ) (PMDF-09) “Uma das

conseqüências é que os problemas de cada pessoa devem ser resolvidos sem que sejam esquecidos os interesses dos demais integrantes da mesma

sociedade.” - A inserção da preposição de

imediatamente antes de “que os problemas” preservaria a coerência da argumentação e manteria o texto correto com relação às normas gramaticais.

3.( ) (ANATEL-09) “Nossa experiência da realidade leva-nos a

imaginar que o real é feito de coisas...” - Preservam-se as relações de coerência

e a correção gramatical do texto ao se inserir a preposição de logo depois da forma verbal “imaginar”, escrevendo-se: (...) imaginar de que o real (...) 4.( ) (IBAMA-09) No segmento “Faltava reparar a injustiça cometida pelos militares” , o complemento do verbo “reparar” poderia estar precedido da preposição em, com a devida contração com o artigo “a”, sem prejuízo para o sentido e a correção gramatical do texto.

5.( ) (ANATEL-09) “A unidade de um ser é de seu sentido, o que faz com que aquilo que chamamos coisa seja sempre

um campo significativo. “ – Preservam-se a correção gramatical e

a coerência textual ao se retirar o trecho “com que” da oração em ocorre.

6.( ) (BB-09)”A neuroeconomia combina as mais recentes descobertas da neurociência com os conceitos da

psicologia...” - A preposição “com” é exigida pela

forma verbal “combina”; por isso, sua retirada do texto provocaria erro gramatical e incoerência textual. 7.( )(ANATEL-09) “O real não é

constituído por coisas.” -Tanto o emprego da preposição “por”

quanto, em lugar desta o da preposição

de atendem às regras gramaticais, mas

a preposição usada no texto realça a idéia de passividade na oração. 8.( ) (MI-09) “Pádua era empregado em repartição dependente do

Ministério da Guerra.” - A substituição da preposição “em”

por de na expressão anterior implica que a repartição onde Pádua trabalhava era necessariamente o órgão

empregador.

9.( ) (MI-09) “Essa foi reconhecida na sua capacidade de incorporar-se às luzes do racionalismo industrial, em

sua voracidade por recursos naturais...” - Mantêm-se o respeito às regras

gramaticais e a coerência na

argumentação ao se substituir “em sua” tanto por na sua como por com sua. 10.( ) (BB-09) “Os assuntos da vida privada são, de longe, os que dominam qualquer tipo de preocupação.” - Em “de longe”, a substituição da preposição por ao mantém o respeito às regras gramaticais, mas altera as

relações de significação no período sintático.

(4)

11.( ) (DETRAN—09)”... a existência de meios de comunicação viria

promover mudanças, ao permitir o

povoamento dessas áreas...” - Prejudicaria a correção gramatical do

período a substituição de “ao” pela preposição por.

12.( ) (IBRAM-09) No trecho “dão o tom do uso”, a troca da preposição de pela preposição para, na reescritura dão

o tom para uso, incorre em erro

gramatical.

13.( )(TCU-09) Nas orações “O Tribunal de Contas da União (TCU) recomendou ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) a criação de um sistema informatizado” e o “O TCU também propôs ao MPOG a revisão do decreto”, os verbos empregados têm idêntica regência.

14.( ) (MI-09) “De tão habituadas a viver em relação com os demais, poucas vezes percebemos ou constatamos sua importância ou sua influência em nossos comportamentos ou em nossas decisões.” - Em “De tão habituados”, a preposição “De” introduz oração de valor causal que, entre outras estruturas,

corresponde a Porque estamos tão

habituados ou a Por estarmos tão habituados.

15.( )(ANTAQ-09) “Naquela época, a Mata Atlântica, que leva esse nome por (nos tempos hoje ditos remotos) se estender por quase toda a costa

litorânea...” – A preposição “por”, em sua primeira ocorrência, introduz uma noção de causa ou justificativa para a

denominação “Mata Atlântica” atribuída à área descrita no texto. 16.( ) (DETRAN-09) “Com um alto grau de urbanização, o Brasil já apresenta cerca de 80% da população nas cidades...” – A preposição “Com”, que inicia o texto, confere ao período a noção de oposição.

17.( ) (MI-09) “Um peixe, se tivesse consciência, provavelmente não se daria conta de que vive

permanentemente na água. Nós

raramente tomamos consciência de que vivemos imersos em uma grande

camada de oxigênio.” - Nos segmentos “de que vive” e “de

que vivemos”, o uso da preposição “de” é requerido pela regência do verbo viver

18. ( ) (MDS-09) “... o cartão lhes possibilita comprar os alimentos de que necessitam.” - O emprego da preposição “de” é

exigido pela regência de “necessitam”. 19.( ) (BB-09) “Esse não pode olhar o outro como alguém com quem possa ou deva preocupar-se.” - A substituição da preposição “com”, exigida pelo verbo “preocupar-se”, pela preposição em preservaria a coerência do texto e o respeito às normas

gramaticais.

20.( ) (DETRAN—09) “Os poluentes se espalham por um raio de até l50 metros a partir do ponto em que são lançados...” - A substituição de “em que” por ao

qual mantém a correção gramatical e a

(5)

21.( ) (DETRAN—09) “...

explicitavam a sua crença de que o crescimento era inibido e de que o desenvolvimento constituía um fator crucial...” - A preposição em “de”, em sua

segunda ocorrência, é exigida pela regência da palavra “crença”.

22.( ) (DETRAN-09) “Isso é a solução pra os problemas do isolamento a que se viam submetidas as regiões

brasileiras.” - O emprego de preposição “a” antes de “que” justifica-se pela regência de “submetidas”.

23.( ) (PMDF-09) “Todo indivíduo tem direito à proteção de sua liberdade, de sua integridade física e de outros bens...” - A repetição da preposição de antes de “sua liberdade”, “sua integridade” e “outros bens” indica que se trata de três expressões que complementam

“proteção”, e não “direito”. 24.( ) (SEPLAG-09) “... os

indicadores refletem sobre a proposta, sobre o planejamento, sobre as

estratégias, sobre os processos...” - Se as três últimas ocorrências da preposição “sobre” forem retiradas do trecho em questão, serão mantidas a correção gramatical, a coerência argumentativa e as informações originais do texto.

CRASE:

1.( ) (MI-09) “... sustentabilidade não significa um ajustamento suplementar à racionalidade...” - A obrigatoriedade do uso do sinal

indicativo de crase em “à

racionalidade”deve-se à presença da preposição a, exigida na

complementação da palavra

“suplementar” juntamente com o artigo definido que antecede o vocábulo “racionalidade.”

2.( ) (IBAMA-09) “Chico Mendes foi acusado de subversão e incitamento à

luta de classes...” - O emprego do sinal indicativo de

crase em “à luta de classes” justifica-se pela regência dos termos “subversão” e “incitamento” e pelo gênero do

substantivo “classe”.

3.( ) (MDS-09) “O Brasil foi

considerado líder no combate à fome.” - Em “à fome” , o emprego do acento

grave justifica-se pela regência de “combate” e pela presença de artigo definido feminino antes de “fome”. 4.( ) (DETRAN—09) Em “A

exposição das gestantes à poluição leva à diminuição do peso dos bebês...”, o emprego do sinal indicativo de crase em “à poluição” deve-se à regência da palavra “exposição”, que exige

preposição, e à presença de artigo definido feminino no singular. 5.( ) (ANAC-09) “O objetivo da PNAC é assegurar à sociedade um

serviço aéreo com qualidade...” - O emprego do sinal indicativo de

crase em “à sociedade” justifica-se pela regência do termo “objetivo” e pela presença de artigo definido feminino. 6.( ) (SEPLAG-09) “... o aspecto recaía nas questões relativas à democratização e à participação.” - O emprego do sinal indicativo de

crase em “à democratização” e em “à participação” justifica-se pela presença

(6)

de artigo definido feminino antes de “democratização” e de “participação” e pela regência de “recaía”.

7.( ) (SEPLAG-09) “... os indicadores referem-se ao respeito, à alegria, à

amizade...” - O emprego de sinal indicativo de

crase se deve à regência de “respeito”, que exige preposição “a” e à presença de artigo definido feminino.

8.( ) (ANATEL-09) “... o real é feito de objetos culturais oferecidos à nossa

percepção e às nossas vivências.” - O sinal de crase em “oferecidos à

nossa percepção e às nossas vivências” indica que “oferecidos” tem

complemento regido pela preposição a. 9.( ) (PMDF-09) “A linguagem não procurou dar primazia às

competências...” - O sinal indicativo de crase acima é exigido pela expressão “dar primazia”, e retirá-lo provocaria erro gramatical no texto.

10.( ) (ANAC-09) Estaria incorreto o emprego do sinal indicativo de crase no seguinte trecho: motivaria muitos a

seguirem à carreira da aviação.

11.( ) (ANATEL-09) Preservam-se a correção gramatical e a coerência do texto ao se usar direito à influir em lugar de “direito de influir”.

12.( )(ANTAQ-09) “... dos rios para a profundidade necessária ao calado das embarcações...” – Preservam-se a coerência e a correção gramatical do texto ao se substituir “ao calado das embarcações” por às

dimensões das embarcações.

13.( ) (ANATEL-09) “Essas coisas

conduzem a novas necessidades...” - Preservam-se a correção gramatical do

texto e as relações entre os argumentos ao se inserir o sinal indicativo de crase em “a novas”, escrevendo-se à novas. 14.( ) (MEC-09) Caso se substitua “a” por as na construção “programa de fomento a publicações científicas”, o acento grave passa a ser optativo, isto é, pode ser empregado ou não, sem prejuízo da correção gramatical da frase.

15.( ) (MDS-09) Em “...não nos podemos limitar às doações..”, se “às” fosse substituído por a, a correção gramatical do período seria prejudicada.

16.( )(ANTAQ-09)”De custo

operacional muito baixo, é utilizado no transporte, a grandes distâncias, de massas volumosas de produtos de baixo valor em relação ao peso, como minérios.” - Mantêm-se a correção gramatical e a coerência do texto ao se inserir um sinal indicativo de crase em “a grandes distâncias”, escrevendo-se : à grandes

distâncias.

17.( ) (MI-09) “Dona Fortunata pediu auxílio...” - A expressão nominal “D.Fortunata” é empregada, no texto, sem artigo. Por essa razão, caso a palavra sublinhada em “deu jóias à mulher” fosse

substituída por “D. Fortunata”, o acento grave sobre o a que sucede “jóias” não deveria ser empregado. 18.( )(ANTAQ-09)”Assim o Brasil fica à deriva...” – O sinal indicativo de crase em “à

(7)

deriva” é de uso facultativo; por isso, sua retirada do texto não provocaria erro gramatical.

19.( ) (BB-09)”O sentido e o

significado são contrários, portanto, à importância...” - Por ser facultativo o sinal indicativo de crase, sua retirada preservaria a coerência do texto e o respeito às normas gramaticais.

20.( ) (PMDF-09) “Mas também em relação a esses direitos e valores, é preciso ter em conta que todos são

iguais...” - Devido à presença da expressão “em relação”, o uso do sinal indicativo de crase na frase acima é facultativo.

21. ( ) (PC/ES-09) Texto

-Por que o almoço não está pronto? - É que você pediu um ´bife à cavalo” e

estou esperando a estrebaria abrir. (Folha de S. Paulo)

- De acordo com a norma culta da língua portuguesa, emprega-se o acento indicativo de crase me “bife à cavalo” para indicar que o personagem que utiliza essa expressão não

compreendeu seu sentido.

CO

CO

CON

CO

N

NCORDÂN

N

CORDÂN

CORDÂN

CORDÂNCIA

CIA

CIA VERBAL

CIA

VERBAL

VERBAL

VERBAL::::

1.( )(ANTAQ-09) “A imensa

variedade de corpos e acontecimentos que nos envolvem gerou as noções de matéria...” - Preservam-se a coerência da

argumentação e a correção gramatical do texto ao se substituir “A imensa variedade de “ por Os inúmeros.

2.( ) (MI-09) “... foi mandar vir da

Europa alguns pássaros etc...” - A forma verbal “vir” poderia

concordar com a expressão nominal “alguns pássaros”, que é o sujeito desse verbo.

3.( ) (MI-09) “...a dignidade da existência do bárbaro do novo mundo foi reconhecida, apenas, na sua

capacidade de incorporar-se às luzes da moral cristã...” - Nas relações de coesão do texto, em “incorporar-se”, o verbo está flexionado no singular porque o pronome “se” retoma “novo mundo”.

4.( ) (MI-09) “... não faria sentido vivermos, estudarmos e trabalharmos em conjunto se não pudéssemos estabelecer alguma – ou muita – confiança nas pessoas que estão

conosco nessa jornada.” - A organização da textualidade

mantém a coerência entre os

argumentos, bem como o respeito às regras gramaticais, ao se usar viver,

estudar e trabalhar em lugar de

“vivermos, estudarmos e trabalharmos”.

5.( ) (ANATEL-09) “No entanto, o simples fato de que uma coisa possua um nome e de que a chamemos

montanha indica que ela é, pelo menos, uma coisa-para-nós...” - Se, em lugar de “uma coisa possua”, fosse empregado o plural

correspondente, coisas possuam, a forma verbal “indica” deveria, necessariamente, ser substituída pela forma no plural: indicam

6.( ) (ANATEL-09) “Todos os indivíduos” têm o dever de participar da vida social...”

(8)

- A substituição de “Todos os indivíduos” por Todo indivíduo manteria a idéia de generalização e preservaria a coerência e a correção gramatical do período

7.( ) (BB-09) “Quem vive

permanentemente na infelicidade não pode olhar o outro...” - É obrigatório o uso da flexão de singular em “pode” para que essa forma verbal concorde com “Quem”. 8.( ) (BB-09)”A neuroeconomia combina as mais recentes descobertas da neurociência com os conceitos da psicologia financeira. É um campo de estudos ainda recente- conta cerca de uma década, mas já acena com o

entendimento da biologia...” - Os verbos estão flexionados no

singular em “É”, “conta” e “acena” para concordar com “psicologia”.

9.( ) (DETRAN—09)”... esses

pioneiros da promoção dos transportes no país explicitavam a sua crença de que o desenvolvimento dos transportes constituía um fator crucial.

Acreditavam que a existência de meios de comunicação promover mudanças na economia...” - A forma verbal “Acreditavam” está no plural porque concorda com “esses pioneiros”.

10.( ) (PMDF-09) “As mensagens passaram a buscar atmosferas

fantasiosas, de modo a prevalecer sobre a face material das coisas um substrato onírico, sono fabricado.” - Mantendo-se o respeito às regras

gramaticais, é admitido, no

desenvolvimento do texto, o uso do verbo “prevalecer” em flexão de plural

para concordar com “atmosferas”:

prevalecerem.

11.( ) (PC/ES-09) “Muitos pais querem saber que atitudes tomar quando o filho se desentende com amigos ou colegas, quando chega em casa com marcas de briga, quando tem o costume de dirigir palavrões aos outros etc. – Se “o filho” estivesse no plural, as concordâncias corretas dos verbos que têm essa expressão como sujeito seriam

se desentendessem, chegam, têm.

12.( ) (DETRAN—09)”Construções e usos de interesse particular

desrespeitam os códigos de obra e as leis de ocupação do solo. Invadem o espaço público...” - A forma verbal “Invadem” está no plural porque concorda com “códigos de obra”.

13.( ) (DETRAN—09)”As conseqüências são logo sentidas: entupimento das vias aéreas, mal-estar, crises de asma, irritação dos olhos. Há outras mais graves, como o aumento da pressão arterial e a ocorrência de

paradas cardíacas. Estas podem passar despercebidas, já que nem sempre apresentam relação tão clara e direta com o fator ambiental.” - A forma verbal “apresentam” está flexionada no plural porque se refere aos elementos da cadeia coesiva formada por “conseqüências”, “outras mais graves” e “Estas”.

14. ( ) (DETRAN—09)”Durante os governos do Império, significativo número de brilhantes engenheiros brasileiros elaborou planos detalhados de transportes para o Brasil.” - A forma verbal “elaborou” está no

(9)

singular porque concorda com o núcleo do sujeito da oração: “número”.

15.( ) (IBRAM-09) “A maioria dos

estudiosos evita os cliclês...” - A forma verbal “evita”, empregada no singular, poderia ser substituída pela forma flexionada no plural, evitam, caso em que concordaria com “estudiosos”, sem que houvesse prejuízo gramatical para o período. 16.( ) (MI-09) “Falo da atitude, crescente no cotidiano, que faz da desconfiança a própria ambiência nas relações.” - A forma verbal “faz” está flexionada no singular porque o pronome “que” retoma, por coesão textual, o termo “cotidiano”.

17.( ) (PMDF-09) “Sua maior riqueza eram os pregos de sua casa.” - A flexão de plural na forma verbal “eram” deve-se à concordância com “os pregos”, mas as regras gramaticais permitiriam usar também a flexão de singular, era.

18.( )(MMA-09) Na oração “Há vinte meses que o Decreto foi revogado”, a forma verbal “Há” poderia ser

corretamente substituída por Faziam.

19.( ) (ANATEL-09)”Não se trata de supor que há, de um lado, a coisa física

ou material...” -Devido à organização da estrutura

lingüística em que ocorre, a forma verbal “há”, se substituída por existe, respeitaria as regras gramaticais.

20.( ) (MEC-09) Trocando-se “haver” por existir no trecho “Há pessoas que desperdiçam muito dinheiro.”, o verbo

existir deve vir no plural, concordando

com “pessoas”, da seguinte forma:

Existem pessoas que desperdiçam

muito dinheiro.

21. ( )(ANTAQ-09))”... sem água potável não há vida.” - Preservam-se as relações significativas do texto, bem como sua correção

gramatical, ao se substituir “há” por

existe.

22.( ) (PMDF-09) “Jamais houve tanta liberdade e o crescimento das

democracias foi extraordinário.” - A substituição do verbo impessoal

haver, na sua forma flexionada

“houve”, pelo verbo pessoal existir exige que se faça a concordância verbal com “liberdade” e “crescimento”, de modo que, fazendo-se a substituição, deve-se escrever existiram.

23.( )(ANTAQ-09) “... preservar esse ecossistema significa preservar a vida humana..” - A flexão de singular na forma verbal “significa” justifica-se pelo fato de “ecossistema” estar no singular. 24.( ) (ANATEL-09) “Sob a ótica do pai, estar por perto, para arranjar comida, manter as onças afastadas e garantir a sobrevivência da prole, representava uma superioridade evolutiva.” - A forma verbal “representava” está flexionada no singular para concordar com o sujeito a que se refere:”

sobrevivência da prole”.

PONTUAÇÃO

PONTUAÇÃO

PONTUAÇÃO

PONTUAÇÃO IIII::::

1.( )(DETRAN-09) “O levantamento aponta, após a implantação da Lei de

(10)

Embriaguez ao volante, uma redução

de 63% nas mortes...” - O emprego de vírgulas indica que o

adjunto adverbial de tempo está deslocado na oração.

2.( )(DETRAN-09) “O levantamento aponta uma redução de 63% nas mortes ocasionadas por acidentes de trânsito

em São Paulo.” - Após a palavra “trânsito”, não se

emprega vírgula porque o adjunto adverbial de lugar está em sua posição lógica na oração.

(MEC-09)Texto: “Hoje , numa sala de

aula, o verdadeiro quadro-negro é o salário do professor.”

3.( ) “Hoje” e “numa sala de aula” delimitam o tempo e o espaço da frase. 4.( ) A frase manteria o sentido original se fosse assim reescrita: O

verdadeiro quadro negro, hoje, em uma sala de aula, é o salário do professor.

5.( ) (ANAC-09) Haveria prejuízo para a correção gramatical do texto, se o período seguinte fosse pontuado da seguinte forma: O responsável pela algazarra dessa manhã, em Piracicaba era um alsaciano de nome Fritz Roesles. 6. ( )(ANTAQ-09) “...a Mata Atlântica leva esse nome por (nos tempos hoje ditos remotos) se estender por quase toda a costa litorânea...” - A coerência textual e a correção

gramatical admitem que os parênteses possam ser substituídos por travessões. 7.( ) (DETRAN-09) “O DNA

Paulistano revelou fatias elevadas de pessoas que, nas diversas regiões da cidade, costumam caminhar até o

trabalho.” - As vírgulas usadas anteriormente

foram empregadas para se isolar adjunto adverbial de lugar deslocado. 8.( ) (IBAMA-09) “... por comandar uma campanha contra a ação de grileiros e latifundiários, responsáveis

pela destruição da floresta... - O emprego da vírgula após

“latifundiários” justifica-se por isolar o termo explicativo.

9.( ) (MI-09) “Comprou a casa com a sorte grande que lhe saiu num meio bilhete de loteria, dez contos de réis.” - A vírgula empregada pode ser

substituída por dois-pontos ou por travessão, sem prejuízo para a coerência e a correção do texto.

10.( ) (MI-09) “O âmago do conceito - o princípio ético da solidariedade -guarda o imenso desafio

contemporâneo...” - Pela função que exercem no texto, os dois travessões correspondem a duas vírgulas, e por elas podem ser substituídos, sem prejuízo para a coerência ou para a correção do texto. 11.( ) (MEC-09) A construção “Segundo o ministro da Educação brasileiro, Fernando Haddad, as equipes trabalham...”, o termo “Fernando Haddad” está isolado por vírgulas por ser aposto.

12.( ) (ANAC-09) “O objetivo da PNAC é assegurar à sociedade um serviço aéreo amplo, com qualidade, segurança, eficiência e modernidade...” - O emprego de vírgulas justifica-se por isolar aposto.

(11)

13.( ) (MDS-09) Em “... o mais terrível dos efeitos da miséria, a fome, ...”, o termo entre vírgulas funciona, no trecho, como um vocativo.

14.( ) (ANATEL-09) “O direito e o dever da participação política são duas faces da mesma realidade: a natureza associativa do ser humano.” - O uso do sinal de dois-pontos assinala o início da explicação de que essa “realidade” é a “natureza associativa do ser humano.”

15.( ) (BB-09) “Esse é um dado

importante da psicologia do investidor: a expectativa por um bom resultado...” - O sinal de dois-pontos introduz uma explicação sobre “Esse é um dado”. 16.( ) (DETRAN-09) “As

conseqüências são logo sentidas: entupimento das vias aéreas, mal-estar, crises de asma, irritação dos olhos.” - O emprego de dois-pontos após

“sentidas” é necessário porque o segmento de texto que imediatamente segue esse sinal de pontuação é uma citação.

17. ( ) (DETRAN-09) “Isso ocorreria por meio da construção de três grande estradas de ferro conectando os portos do Rio de Janeiro, de Salvado e de

Recife com as bacias.” - A vírgula empregada após “Rio de

Janeiro” separa elementos de mesma função sintática componentes de uma enumeração.”

18.( ) (MDS-09) “... buscam combater a fome por meio de restaurantes populares, bancos de alimentos, modernização do abastecimento... – As vírgulas usadas acima isolam

elementos de mesma função sintática componentes de uma enumeração. 19. ( )(ANTAQ-09) “Isso envolve a abertura de canais, a adaptação dos leitos, a correção do curso fluvial, a construção de vias...” - As vírgulas separam termos de uma enumeração.

20.( ) (DETRAN—09) “As conseqüências são logo sentidas: entupimento das vias aéreas, mal-estar, crises de asma, irritação dos olhos.” - As vírgulas utilizadas no interior do período têm a função de separar

elementos de mesma função gramatical componentes de uma enumeração. 21.( ) (SEPLAG-09) “... o

planejamento educacional tem privilegiado dois grandes temas de investigação: a qualidade do ensino e a gestão educacional.” - O sinal de dois-pontos é empregado para introduzir a enumeração

anunciada por “dois grandes temas da investigação”.

22.( ) “... os fatores essenciais para a qualidade do ensino são: o

comprometimento político do dirigente; a busca por alianças e parcerias; a valorização dos profissionais...” - O emprego dos sinais de ponto e vírgula justifica-se por se tratar de uma enumeração de itens que exercem a mesma função gramatical.

23.( )(ANTAQ-09) “No estado de repouso e de movimento dos objetos _ esta casa parada, aquela pedra atirada que cai, o movimento do sol, da lua, no céu _ estão intimamente associados a conceitos de lugar que ocupam

(12)

de tempo. “ - O uso dos travessões marca a inserção de uma informação que também

poderia ser assinalada por duas vírgulas; mas, nesse caso, o texto não deixaria clara a hierarquia de

informações em relação aos termos da enumeração já separados por vírgulas. 24.( ) (ANAC-09) “ A ANAC tem

como funções: a) manter a continuidade na prestação de serviço público de âmbito nacional; b) preservar o equilíbrio econômico-financeiro; c) zelar pelo interesse dos usuários e consumidores. – O emprego de sinal de ponto e

vírgula justifica-se por se tratar de itens de uma enumeração.

25.( ) (SEPLAG-09) “ ... os indicadores refletem sobre a proposta da escola, sobre o planejamento das atividades, sobre as estratégias de ensino...” - As vírgulas poderiam ser substituídas por sinais de ponto-e-vírgula sem prejuízo para a correção gramatical do trecho.

26.( ) (MEC-09) Segundo o ministro da Educação brasileira, as equipes trabalham na construção de um acordo. “Brasil e África do Sul têm uma grande similaridade de pensamento,

oportunidades e desafios.” - As aspas estão empregadas para

indicar que o trecho isolado por elas constitui citação da fala de outrem; no caso, do ministro da Educação

brasileira.

27.( ) (MEC-09) “O que uma pessoa que desconhece os segredos do dinheiro faria se ganhasse R$ 500 mil em um programa de televisão? A

maioria apresenta uma lista imensa de “prioridades” como: fazer

lipoaspiração, mudar de visual, trocar todo o guarda-roupa etc Compramos os chamados “passivos”, aquilo que, além de tirar nosso dinheiro do bolso, gera mais despesas...” - As aspas estão empregadas em

“prioridades” e “passivo” pelo mesmo motivo: indicar que as palavras por elas destacadas pertencem a linguagem técnico-científica.

28.( )(MMA-09) Em “Floresta

nacional, floresta estadual e municipal: é uma área com uma cobertura florestal de espécies nativas”, os dois-pontos introduzem uma citação.

29. ( ) (ANATEL-09) “Esse dever tem, sobretudo, dois fundamentos: em primeiro lugar, a vida social é troca de bens; em segundo lugar, se muitos

ficarem em atitude passiva...” - Respeitam-se as regras gramaticais e a organização das idéias do texto ao se usar o sinal de dois-pontos logo após as expressões “em primeiro lugar” e “em segundo lugar”.

30.( ) (PC/ES-09) “Se nos dedicarmos a ensinar aos mais novos, em família e na escola, que, pra conviver, é preciso ter consideração com o outro, eles aprenderão melhor a controlar seus impulsos...” - A expressão sublinhada,juntamente com as vírgulas que a intercalam, poderia ser transposta, sem prejuízo da correção gramatical e sem alteração do sentido original, para as seguintes posições dentro do período: ou imediatamente após a palavra

“dedicarmos”, ou imediatamente após a palavra “ensinar”.

(13)

PONTUAÇÃO l

PONTUAÇÃO l

PONTUAÇÃO l

PONTUAÇÃO lllll::::

1.( ) (PMDF-09) “Jamais houve tanta liberdade e o crescimento das

democracias foi extraordinário. Entre elas já não há guerras. Nos conflitos recentes, pelo menos, um lado é

ditatorial.” - As relações entre os argumentos do texto mostram que a oração iniciada por “Nos conflitos” fornece uma justificativa, uma razão para o que se afirma na oração anterior: por isso, seria correto e coerente ligá-las em um só período pela conjunção pois, do seguinte modo: Entre elas já não há

guerras, pois, nos conflitos recentes, pelo menos um lado é ditatorial.

2.( ) (DETRAN-09) “Estas podem passar despercebidas, já que nem sempre apresentam uma relação tão clara e direta com o fator ambiental.” – A locução “já que” estabelece uma relação de comparação no período. 3.( ) (ANATEL-09) “Nossa experiência direta e imediata da realidade leva-nos a imaginar que o real é feito de coisas (sejam elas

naturais ou humanas). - Como os parênteses demarcam a

inserção de uma informação, a sua substituição por duplo travessão preservaria a coerência e a correção do texto.

4.( ) (ANATEL-09) “Não há, de um lado, a em-si e de outro, a

coisa-para-nós, mas o entrelaçamento do físico-material e da significação. A unidade de um ser é de seu sentido, o que faz com que aquilo que chamamos

coisa seja sempre um campo

significativo.”

– De acordo com o desenvolvimento das idéias do texto, seria correto iniciar o último período sintático com o conectivo no entanto, fazendo-se o devido ajuste de inicial maiúscula. 5.( ) (ANTAQ-09) “... é difícil

reconstituir as sensações, as impressões que tiveram...” - Devido à função que exerce na oração, a vírgula empregada depois de

“sensações” poderia ser substituída tanto pela conjunção e como pela conjunção ou, sem prejudicar a correção gramatical ou a coerência do texto.

6.( ) (MI-09) “O nome é um neologismo um tanto inusitado, mas seu significado é por ele esclarecido: a

perfectibilidade é a capacidade que o

homem tem de aperfeiçoar-se.” -Apesar de o sinal de dois-pontos após

o vocábulo “esclarecido” introduzir uma explicação, sua substituição por ponto, com os devidos ajustes na inicial maiúscula no artigo “a” em “ a

perfectibilidade” , preservaria a coerência e a correção gramatical do texto.

7.( ) (ANATEL-09)”Segundo Marx, a soma das forças produtivas disponíveis ao homem condiciona o estado social; por isso, a história da humanidade deve ser sempre estudada...” - A substituição do sinal de

ponto-e-vírgula por ponto final e o emprego da letra inicial maiúscula na palavra “por” preservariam a coerência e a correção do texto.

8.( ) (ANATEL-09)”O bebê exige cuidados especiais por mais tempo que outros primatas. Sob a ótica do pai, estar por perto representava uma

(14)

- O desenvolvimento da argumentação e as regras gramaticais da língua portuguesa permitem que seja feita a seguinte alteração na ligação entre períodos sintáticos: (...) outros

primatas; assim, sob a ótica do pai(...).

9.( ) (ANTAQ-09)”É óbvio que o investimento necessário para otimizar e modernizar esse sistema é grande...” – A conjunção “e” liga dois

complementos para a expressão “É óbvio”.

10.( ) (PMDF-09) “... é preciso ter em conta que todos são iguais, devendo

merecer a mesma proteção.” - A oração iniciada pelo gerúndio

“devendo”, uma vez que se adiciona à oração anterior “que todos são iguais” e complementa a expressão “ter em conta”, admite ser reescrita da seguinte forma, retirando-se a vírgula após “iguais”: e devem merecer a mesma

proteção.

11.( ) (IBRAM-09) “Ao se usarem clichês como muletas do discurso, o texto certamente flui com facilidade – mas a linguagem empobrece.” - O travessão, que antecede a ideia de oposição ao que se afirma

anteriormente, poderia ser substituído por ponto e vírgula, mantendo-se a correção gramatical.

12.( )(DETRAN-09) “De acordo com a publicação Saúde Brasil 2007,

divulgada pelo Ministério da Saúde, 35.155 pessoas morreram em 2006 no trânsito.” - Há um trecho entre vírgulas e ele constitui oração subordinada adjetiva explicativa.

13.( )(DETRAN-09) “No

levantamento do IML, são comparadas as três primeiras semanas de junho, período que antecedeu a chamada Lei

Seca, com as três posteriores.” - O emprego de vírgula após “junho” e

“Lei Seca” justifica-se porque isola oração subordinada adjetiva restritiva 14.( )(MMA-09) “E do amanho do solo que se tentou afeiçoar a exóticas especiarias, à cultura do aborígene que se procurou erguer aos mais altos destinos, a metrópole longínqua demasiara-se em desvelos à terra que sobre todas lhe compensaria o

perdimento da Índia portentosa. - Como a oração “E do amanho (...)

portentosa” expressa uma explicação do termo “terra”, o autor do texto poderia ter optado pelo emprego da vírgula após esse termo.

15.( ) (MI-09) “A sua essência está imbricada em um tecido de problemas inseparáveis, exigindo uma reforma epistemológica da própria noção de desenvolvimento.” - Seriam preservados a coerência

textual e o respeito às regras gramaticais ao se escrever a oração iniciada por “exigindo” como uma oração desenvolvida iniciada por que

exigem.

16.( ) (IBAMA-09) “Chico Mendes foi vereador em Xapuri, onde nasceu...” - O termo “onde” introduz oração

adjetiva de sentido explicativo.

17.( ) (MDS-09) “O Projeto Fome Zero inclui apoio aos inúmeros programas que buscam combater a fome...” – O trecho sublinhado inicia uma oração subordinada adjetiva restritiva.

(15)

18.( ) (DETRAN-09) “... a cidade de São Paulo experimenta uma notável mudança de comportamento das autoridades municipais, que passam a incorporar o tema em suas prioridades de gestão.” - O emprego da vírgula justifica-se porque antecede oração subordinada adjetiva explicativa.

19.( ) (DETRAN-09)”Os poluentes transformam as grandes avenidas em imensas chaminés que despejam sobre a cidade toneladas de partículas e gases tóxicos.” - A segunda oração restringe o sentido da palavra “chaminés”.

20.( ) (ANATEL-09) “... a vida social, necessidade básica dos seres humanos, é troca de bens...” - A inserção de que é imediatamente antes da palavra “necessidade” alteraria as relações sintáticas do período, mas preservaria a coerência gramatical do texto

21.( ) (MI-09) “De tão habituados a viver em relação com os demais , poucas vezes percebemos ou

constatamos sua importância ou sua influência em nossos comportamentos ou em nossas decisões. A vida humana é grupal.” -Preservam-se as relações de coerência entre os argumentos, bem como sua correção gramatical, ao se explicitar um conectivo – como, por exemplo, Apesar

de – para a última oração do texto,

fazendo-se o devido ajuste na letra inicial maiúscula dessa oração.

22 .( ) (ANTAQ-09)”Suas florestas são fundamentais para a manutenção dos processos hidrológicos dessas regiões, assegurando a quantidade da água

potável para mais de l50 milhões de brasileiros.” - A oração iniciada por “assegurando” pode ser interpretada como fornecendo uma causa para a importância da Mata Atlântica; por isso, seriam mantidas sua correção e sua coerência ao substituir o gerúndio por porque asseguram. 23.( ) (BB-09)”Embora os

entendimentos mostrem a importância do pensamento racional, será um equívoco concluir que a mente do investidor é pura objetividade.” - Preserva-se a coerência textual e respeitam-se as normas gramaticais, ao se substituir “Embora” por Apesar de. 24.( ) (BB-09)”... não se transformam as necessidades em verdadeiras necessidades humanas, em que o idealismo é a ilusão, e o capricho transforma-se em extravagância. As verdadeiras necessidades se

transformam na necessidade do dinheiro e nas necessidades

quantitativas...” – Mantém correta a pontuação do texto e preserva as relações de sentido entre os argumentos a substituição do ponto pelo sinal de dois-pontos, desde que o artigo “As” seja grafado com inicial minúscula.

25.( ) (BB-09)”A neuroeconomia combina as mais recentes descobertas da neurociência – em particular,

técnicas de mapeamento cerebral como a ressonância magnética funcional aperfeiçoada nos anos 90 – com os

conceitos da psicologia...” - A substituição dos travessões por

vírgulas preserva o respeito às regras de pontuação e mantém a coerência entre os argumentos do texto.

(16)

26.( ) (DETRAN-09)”Mas basta percorrer essa e outras áreas do centro - onde, compreensivelmente, mais se caminha – para notar constantes

irregularidades.” - A substituição de travessões por vírgulas manteria a correção gramatical do período e suas informações

originais.

27.( ) (PMDF-09) “Esses itens são necessários para que uma pessoa não seja rebaixada de sua natureza

humana.” -Mantém-se o texto coerente e

gramaticalmente correto ao se

substituir “que uma pessoa não seja” por uma pessoa não ser.

28.( ) (PMDF-09) “A linguagem publicitária que se estabeleceu como norma competente, sobretudo a partir dos anos cinqüenta, caprichosamente não procurou dar primazia às

competências funcionais dos

produtos.” - A substituição das vírgulas por

parênteses preservaria a coerência das idéias e a correção gramatical do texto. 29.( ) (PMDF-09)”Engana-se, no entanto, quem acredita que os truques simbólicos da publicidade funcionam apenas para o consumo. Mensagens diretamente voltadas para o exercício da cidadania não raro recorrem a esse segundo plano semiológico das

mensagens.” - As relações semânticas entre as

orações permitem que, em lugar do sinal de ponto logo depois de “consumo”, sejam usados os dois-pontos, sem que se provoque com isso erro gramatical, desde que o termo

“Mensagens” seja grafado com inicial maiúscula.

30. ( ) (ANATEL-09 “Todos os

indivíduos têm o dever de participar da vida social, procurando exercer

influência sobre as decisões de interesse comum. Se muitos ficarem em atitude passiva, deixando as decisões para outros, um pequeno grupo acabará

dominando...” - As orações iniciadas pelas formas

verbais sublinhadas explicitam dois modos de participação dos indivíduos na vida social.

31.( ) (IBRAM-09) O trecho “Ao se usarem clichês como muletas do discurso” tem sentido equivalente a

Quando clichês são usados como muletas do discurso.

32.( )(TCU-09) “Auditoria constatou que, a partir de 2004, os saques

aumentaram, chegando a R$ 46 milhões em 2007, e precisam ser mais bem

acompanhados.” - Sem prejuízo da correção gramatical e do sentido original do texto, o período admite a seguinte reescritura:

Auditoria constatou, a partir de 2004, aumento nos saques, e chegou a R$ 46 milhões em 2007, precisando ser mais bem acompanhados.

MORFOLOGIA:

1.( ) (DETRAN-09) “A pesquisa foi feita nesses quatro dias de cada

semana, pois é o período em que é mais frequente a associação de álcool e direção com o aumento do número de

(17)

- O termo “pois” estabelece uma relação de condição no período.

2.( )(ANTAQ-09) “ No mundo

moderno em que vivemos, é certamente

difícil reconstituir as sensações...” - No desenvolvimento da textualidade,

a substituição do trecho “em que vivemos” por no qual vivemos ou por

onde vivemos não acarreta prejuízo

para a coerência nem para a correção gramatical do texto.

3.( )(ANTAQ-09) “Tempo, espaço e matéria são, pois, idéias que penetram o nosso conhecimento das coisas, desde o mais primitivo, e que evoluíram por

meio das especulações filosóficas.” - Na organização das idéias do texto, o

pronome “que” retoma “nosso conhecimento das coisas”.

4.( )(MMA-09) Em Floresta nacional, floresta estadual e municipal: é uma área com uma cobertura de espécies nativas”, os termos “florestal” e

“nativas” são adjetivos que qualificam, respectivamente, os substantivos “cobertura” e “espécies”.

5.( ) (MMA-09) “Isso tem como objetivo básico o uso múltiplo dos

recursos...” - A palavra “uso” está empregada como adjetivo.

6.( ) (MI-09) No trecho “Pádua foi para casa, onde viveu prostrado alguns dias”, o pronome relativo tem valor possessivo, indicando que a casa a que o autor se refere pertence a Pádua. 7.( ) (MI-09) Os pronomes

empregados em “quando lhe saiu o prêmio” e “atirou-se às despesas

supérfluas “ devem ser interpretados como reflexivos.

(MI-09) O sentido original do texto seria mantido com a substituição 8.( ) do conector “afinal” por

portanto, em “Pádua hesitou muito;

afinal, teve de ceder aos conselhos de minha mãe.” 9.( ) dos conectivos “ou(...) ou (...) “ por tanto(...) quanto(...), em “Pádua, ou por ordem regulamentar, ou por

especial designação, ficou substituindo

o administrador 10.( ) dos conectivos “ou(...) ou (...) “

por tanto(...) quanto(...), em “Pádua, ou por ordem regulamentar, ou por

especial designação, ficou substituindo

o administrador 11.( ) dos conectivos “ou(...) ou (...) “

por tanto(...) quanto(...), em “Pádua, ou por ordem regulamentar, ou por

especial designação, ficou substituindo

o administrador” 12.( ) do conector”e” pela conjunção

porque, em “mas a mulher gastava

pouco, e a vida era barata” 13.( ) do conector “porto que” por

embora, em “ a casa em que

morava(...), posto que menor, era propriedade dele” 14.( ) do conector “pra” por a fim de, em “e guardar o que sobrasse para acudir às moléstias grandes.

15.( ) (MI-09) “... o homem é capaz de inventar artefatos que lhe possibilitem,

por exemplo, voar...” - No desenvolvimento das relações de

coesão do texto, o pronome “lhe” retoma “homem” e, por isso, sua substituição pelo pronome o

preservaria a coerência e a correção gramatical do texto.

(18)

16.(MI-09) “Rosseau defendia que o que, de fato, distingue os animais do ser humano é algo que ele denominou

perfectibilidade.” -Para se evitar a repetição do pronome “que”, o desenvolvimento da

textualidade admite a retirada da primeira ocorrência, mas não da segunda, com a vantagem de o texto se tornar menos informal.

17.( ) (IBAMA-09) “Foi por participar de um ato público, que Chico Mendes passou a ser perseguido...” - O verbo “participar” está empregado, no período, como termo substantivo. 18.( ) (IBAMA-09) “...foi absolvido em l984, quatro anos depois, portanto, de iniciadas as perseguições.” E “... foi torturado enquanto estava sob custódia

de policiais federais.” - Os termos “portanto” e “enquanto”

estabelecem idênticas relações de sentido.

19.( ) (IBAMA-09) “Faltava reparar a injustiça cometida pelos militares. E ela veio na quarta-feira 10...” -A conjunção “E” por ter, no período, valor adversativo, pode ser substituída pela conjunção Mas, sem prejuízo para as informações do texto.

20.( ) (IBAMA-09) “...realizou-se uma sessão de julgamento da Comissão de Anistia, cujo resultado foi o

reconhecimento da perseguição...” - O vocábulo “cujo” estabelece relação

sintático –semântica entre os termos “resultado” e “Comissão de Anistia”. 21.( ) (MDS-09) Em “ajudar a

reduzir”, “a” funciona como pronome cuja função é coesiva.

22.( ) (MDS-09) “Apesar do aspecto positivo, a ONG afirma que o Brasil ainda tem áreas em que pode

melhorar.” - A expressão em sublinha introduz, na oração, uma idéia oposta àquela

expressa anteriormente no texto. 23.( )(MDS-09) “O Projeto Fome Zero inclui direito à complementação de renda pra que todas as crianças

carentes possam ter escola...” - A expressão “para que” estabelece, no texto, uma relação de condição.

24.( )(ANTAQ-09)”Se não há como fazer girar o seu comércio por falta de navios, o Brasil fica à deriva...” - Preservam-se a coerência dos

argumentos e a correção gramatical do texto com a substituição da conjunção “Se” por Caso.

25.( ) (BB-09) Mantêm-se o respeito às regras gramaticais e a coerência entre os argumentos ao reescrever-se o trecho “não apenas realimenta a cultura do alheamento como reduplica-se” da seguinte forma: não realimenta a

cultura do alheamento, mas reduplica-se.

26.( ) (BB-09) “O sentimento íntimo de quem padece é de que o mundo lhe deve alguma coisa, e não de que ele deva qualquer coisa ao mundo.” - Os pronomes “lhe” e “ele” referem-se a “quem padece”.

27.( ) (BB-09) “O homem como ser humano não exclusivamente natural, expressa-se em uma forma de

organização social...” - Do uso da conjunção “como”

(19)

uma comparação entre “homem” e “organização social”.

28.( ) (BB-09)”O homem, para legitimar-se no interior da própria história, expressa-se em uma forma de organização social...” - A preposição em “para legitimar-se” introduz uma finalidade, um objetivo para a afirmação que se inicia em “expressa-se”.

29.( ) (BB-09)”Se a economia comportamental introduziu o estudo mais detalhado das emoções na análise financeira, era apenas natural que pesquisadores dessem o passo para investigar como funciona a cabeça do investidor.” - A conjunção “Se” introduz, na

organização dos argumentos do texto, uma condição sem a qual não teria sido possível investigar a “cabeça do

investidor”.

30 .( ) (DETRAN-09)”O país ainda

tem muito a aprender...” - Na frase, “a” é preposição.

31.( ) (PMDF-09) “Mas também em relação a esses direitos e valores, é preciso ter em conta que todos são

iguais.” - No que diz respeito às relações de coesão textual, é correto afirmar que o conectivo “que” substitui a expressão “direitos e valores”.

32.( ) (PMDF-09) “Mas, no que se pode medir ou confirmar, a história é outra.” - O desenvolvimento das idéias do texto permite substituir “no que” por

naquilo que, sem que se prejudique a

coerência textual ou se desrespeitem as normas gramaticais.

33.( ) (PMDF-09) “Os pessimistas que fiquem com seus resmungos, pois os avanços em praticamente todas as direções estão bem medidos. Os fatos não lhes dão razão.” - O desenvolvimento das idéias do

texto mostra que a flexão de plural em “lhes” deve-se ao fato de que esse pronome está substituindo “avanços”. 34.( )(ANTAQ-09) “Os gastos são rapidamente recuperados pela ampla rentabilidade desse modo de

transporte, existente em todos os países de economia avançada.” -Considerando-se a coerência entre os argumentos apresentados no texto, verifica-se que o adjetivo “existente” faz referência a “rentabilidade”.

35( ) (PC/ES-09) “Se houve briga, foi porque todos participaram, portanto

ninguém pode estar certo.” - A conjunção “portanto” atribui à

oração que inicia o sentido de causa. 36. ( ) (SEPLAG-09) “Esse último fator difundiu-se somente a partir dos anos 90 do séc. XX. Até então, os aspecto que sobressaía recaía nestas questões...” - A expressão “Até então” apresenta noção de espaço em relação à

informação imediatamente subseqüente.

37.( ) (SEPLAG-09) “... embora as discussões não sejam recentes, só agora adquiriram uma dimensão de relevo.” - A conjunção “embora” introduz uma relação de condição que se estabelece entre a oração em que se insere e a oração principal do período em questão.

(20)

ANÁLISE SINTÁTICA:

1.( )(DETRAN-09) “As mortes

concentraram-se em homens com idade entre 20 e 59 anos...” -O “se” indica sujeito indeterminado. 2.( )(MMA-09) “... os seus astrônomos comissários apercebidos de luxuosos instrumentos, e os seus prelados, e os seus guerreiros, chegavam,

intermitentemente, àqueles rincões solitários e armavam rapidamente no altiplano das “barreiras” as tendas suntuosas da civilização em viagem. Regulavam as culturas; poliam as

gentes; aformoseavam a terra.” - No período “Regulavam as culturas;

poliam as gentes; aformoseavam a terra”, o sujeito das orações é indeterminado.

3.( )(MMA-09) “Floresta nacional, floresta estadual e municipal: é uma área com uma cobertura florestal de espécies predominantemente nativas e tem como objetivo básico o uso múltiplo sustentável dos recursos florestais de florestas nativas. É de posse e domínio públicos.” - O sujeito da frase “É de posse e domínio públicos” é o vocábulo “área”. 4.( ) (MI-09) “Diante das notícias atuais, pode até parecer natural que cada um de nós vista algum tipo de couraça para se proteger de tudo isso. E, assim, encouraçados e

amedrontados, vamos nos escondendo, nos encolhendo...” - Devido à presença do termo “cada um de nós” como sujeito de oração, o uso do pronome se, em lugar de “nos”,

preservaria a coerência e a correção gramatical do texto.

5.( ) (IBAMA-09) “Antes, porém, realizou-se uma sessão de julgamento da Comissão de Anistia, cujo resultado foi este...” - No período, o sujeito da oração

principal está posposto ao verbo. 6.( ) (ANATEL-09) “Hoje se acredita que a família nuclear tenha-se

estabelecido por trazer vantagens

evolutivas.” – O pronome “se”, tanto em “se

acredita” como em “tenha-se

estabelecido”, tem função de marcar a indeterminação do sujeito da oração. 7.( )(DETRAN-09) “A qualidade do ambiente urbano torna-se fonte de

cobrança...” - O emprego do pronome “se” indica

que a oração em que o verbo está inserido tem sujeito indeterminado. 8.( )(DETRAN-09)Em “Todavia, foi após a Independência que começou a si manifestar a preocupação com o

isolamento das regiões do país...” , o “se” indica sujeito indeterminado. 9.( ) “É a ela que os passageiros devem se reportar para abordar os problemas que agitam os aeroportos.” -O pronome “se” indica sujeito

indeterminado.

10. ( ) (SEPLAG-09) “Os indicadores da qualidade educacional baseiam-se em uma visão ampla...” - O pronome “se” indica que o sujeito dessa oração é indeterminado.

11. ( ) (SEPLAG-09) “Os indicadores na gestão escolar enfocam a

(21)

preocupação com a qualidade, com a relação custo-benefício e com a

transparência.” - Verifica-se que os termos iniciados pela preposição “com” complementam “a participação”.

12.( )(DETRAN-09) “O poluente é o monóxido de carbono, um gás sem cor nem cheiro que resulta da queima dos combustíveis.” - O trecho após “carbono” exerce a função sintática de aposto.

EXERCÍCIOS GERAIS:

1.( )(DETRAN-09) “... homens com idade entre 20 e 59 anos, residentes em municípios de pequeno porte

populacional.” - A palavra “residentes” está no plural porque concorda com o vocábulo “homens”.

2.( )(ANTAQ-09) “As idéias evoluíram até as modernas investigações científicas, que as

integraram em um nível mais profundo de síntese, uma unificação que levou

milênios para ser atingida.” -Por se referir a “um nível mais

profundo de síntese”, a expressão “uma unificação que” pode ser substituída por o que, sem prejudicar a

argumentação ou a correção gramatical do texto.

3.( )(MMA-09) Na oração “Segue anexa a nota editorial”, foi atendida a regra de concordância nominal, visto que o adjetivo “anexa” está no feminino para concordar com a expressão no feminino “a nota editorial”, que exerce a função de sujeito da oração.

4.( ) (MI-09) “Pádua não ganhava muito, mas a mulher ganhava pouco, e a vida era barata. Demais, a casa era

propriedade dele.” _O termo “Demais” tem o mesmo valor

que a expressão Além disso.

5.( ) (MI-09) A expressão “salvar a vida ao Pádua pode ser

adequadamente interpretada como

salvar a vida do Pádua, literalmente.

6.( ) (MI-09) A palavra “repartição” diz respeito a uma área administrativa específica do “Ministério da Guerra”. Com esse mesmo sentido, o autor poderia ter empregado a palavra

cessão.

7.( ) (MI-09) No trecho “a mulher é que lhe disse”, a expressão “é que” confere ênfase ao elemento que exerce a função de sujeito da oração.

8.( ) (MI-09) A substituição de “poder-se-ia dizer” pela forma menos formal poderia se dizer preservaria a correção gramatical do texto, desde que fosse respeitada a obrigatoriedade de não se usar hífen, para se reconhecer que o pronome se está antes do verbo

dizer, e não depois do verbo poderia.

9.( )(MI-09) “Diante das notícias

atuais, isso pode parecer natural.” - O desenvolvimento das idéias do

texto permite substituir-se “Diante” por

Frente,sem prejuízo para a coerência

nem para a correção gramatical do texto.

11.( ) (TCU-09) Respeita-se a correção gramatical substituindo-se “mais bem acompanhados” por melhores

(22)

(TCU-09) Quanto aos trechos, julgue-os com relação à correção gramatical no que se refere à pontuação, ao sinal indicativo de crase, à concordância e à regência. 12.( ) O Plenário do TCU, ao

examinar representação sobre desvio de valores destacou a evolução da

jurisprudência do TCU no trato das questões que envolve as entidades do Sistema S. 13.( ) Além da observância aos objetivos sociais da entidade, em função da autonomia concedida a tais organizações pelo regime jurídico de que estão submetidas, exigem-se dos administradores respeito aos

princípios norteadores do interesse

público. 14.( ) Em relação a culpa do servidor

que 0cupa cargo de chefia, manifestou-se o Plenário de que na

responsabilidade desse servidor há que restar configurado efetivamente sua atuação culposa. 15.( ) Entretanto, podem os

servidores ser responsabilizados por omissão em suas responsabilidades gerenciais e de fiscalização, uma vez que constitui dever de servidores públicos que ocupem cargos de chefia, responsáveis por valores públicos e por demais servidores subordinados, atuar de forma diligente no exercício de suas atribuições.

16.( ) (IBAMA-09) As palavras

“amazônico” e “viúva” acentuam-se de acordo com a mesma regra de

acentuação gráfica.

17.( ) (IBAMA-09) Estaria de acordo com o que estabelece a prescrição gramatical para textos escritos no nível formal da linguagem, tais como

documentos oficiais, a substituição da expressão “dali para a frente” por dali

pra frente.

18.( ) (ANATEL-09) “A todo modo de produção corresponde um modo de

cooperação.” - Mantém-se a coerência e a correção gramatical do texto ao se reescrever a oração acima assim: Todo modo de

produção corresponde a um modo de cooperação.

19.( )(MEC-09) Uma forma de evitar , num texto, a repetição da expressão “dois países” é substituí-la por: ambos

países.

20.( ) (MEC-09) Na indagação “Certamente você já se perguntou por que algumas pessoas têm tanto e outras tão pouco”, aparece a expressão “por que”. Na resposta, a expressão correta seria porque, como aparece a seguir:

Algumas pessoas têm mais dinheiro do que outras porque sabem como aumentar sua riqueza.

21.( ) (MDS-09) “É possível erradicar a fome por meio de ações integradas que aliviem as condições de miséria e que estejam articuladas com uma política econômica...” - A forma nominal “articuladas” está no feminino plural porque concorda com o antecedente “ações integradas”.

22.( )(ANTAQ-09) “É triste explicar como um país cujo litoral é de 9.198 km

não explore o transporte marítimo.” - Mantêm-se as relações semânticas

entre os termos e a correção gramatical do texto ao se substituir “cujo litoral é” por com um litoral.

23. ( ) (ANATEL-09) “O bebê exige cuidados por mais tempo que outros

(23)

primatas. - Preservam-se a correção gramatical e a coerência argumentativa, além de se tornar o texto mais claro, ao se inserir a

palavra primata logo depois de “bebê”. 24.( ) (BB-09)”O sentido e o

significado históricos...” – O desenvolvimento do texto permite inserir o adjetivo histórico depois de “sentido”, mantendo-se a coerência e o respeito às normas gramaticais.

25.( ) (ANAC-09) No trecho “Era um dos pioneiros nessa atividade, que tornaria a aviação acessível ao grande público”, as palavras “acessível” e “público” são acentuadas de acordo com diferentes regras de acentuação. 26.( ) (ANAC-09)Não haveria

prejuízo para os sentidos do texto, caso o trecho “o responsável pela quebra da monotonia dos céus piracicabanos” fosse reescrito da seguinte forma: o

autor da interrupção do marasmo nos céus de Piracicaba.

27.( )(DETRAN-09) “É melhor optar por uma casa ou um apartamento a dois quarteirões das avenidas mais movimentadas...” - Manteria a correção gramatical e o sentido do texto a inserção de há dois

quarteirões no lugar de “a dois

quarteirões”.

28.( )(DETRAN-09)” ... o Brasil já apresenta cerca de 80% da população

nas cidades...” - A substituição de “cerca de” por

acerca de manteria a correção

gramatical do período.

29.PMDF-09) “O fato de existir a necessidade de viver em sociedade tem

conseqüências muito sérias.” - Serão preservadas a coerência e a correção do texto, se os termos da primeira oração forem reescritos em posição diferente daquela em que ocorrem no texto, da seguinte forma:

Tem conseqüências muito sérias o fato de existir a necessidade de viver em sociedade.

(PC/ES-09) Trechos sucessivos e adaptados de um texto da Folha de S.

Paulo em 11/11/2008. Julgue-os

quanto à correção gramatical de cada um deles.

30.( ) Na madrugada de ontem, uma caminhonete chegou a delegacia de investigações sobre entorpecentes, em Botucatú. Um grupo de oito homens saíram do veículo, arrombaram uma das portas e invadiram a delegacia. 31.( ) O grupo levou armas, drogas e destruiu arquivos. Artefatos esplosivos foram detonados no interior do prédio. Pouco antes, vizinhos contam, que ouviram o barulho de um carro saindo. 32.( ) Ao menos dois carros, que estavam no estacionamento, e uma casa da vizinhança foram atingidos. Não houve feridos.

33. ( ) (SEPLAG-09) “... uma educação de qualidade não pode ser obtida em sistemas educacionais e escolas

envoltos em burocracias...” - Os termos “envoltos” e

“preocupados” estão no masculino plural porque concordam com “sistemas educacionais e escolas...”

(24)

GABARITOS:

VERBO: 1E 2C 3C 4C 5C 6E 7E 8E 9E 10E 11E VOZES:1C 2E 3C 4E TRANSITIVIDADE:1C 2C 3C 4C REGÊNCIA:1E 2E 3E 4E 5E 6C 7C 8E

9C 10C 11E 18C 19E 20E 21C 22C 23C 24C

CRASE:1C 2E 3C 4C 5E 6E 7E 8C 9C

10C 11C 12C 13E 14E 15E 16E 17C 18E 19E 20E 21E

CONCORDÂNCIA VERBAL:1C 2C 3E

4C 5E 6E 7C 8E 9C 10E 11C 12E 13C 14C 15C 16E 17C 18E 19C 20C 21C 22E 23E 24E

PONTUAÇÃO I:1C 2C 3C 4C 5C 6C 7C 8E 9C 10C 11C 12E 13E 14C 15C 16C 17C 18C 19C 20C 21C 22C 23C 24C 25C 26C 27E 28E 29E 30C

PONTUAÇÃO II:1C 2E 3E 4E 5C 6C 7C 8C 9E 10C 11C 12E 13E 14E 15E 16C 17C 18C 19C 20C 21E 22C 23E 24C 25E 26C 27C 28C 29C 30E 31C 32E

MORFOLOGIA:

ANÁLISE SINTÁTICA:1E 2E 3C 4E 5C 6E 7E 8E 9E 10E 11E 12C

EXERCÍCIOS GERAIS:1C 2C 3C 4C 5C 6E 7C 8E 9E 10E 11E 12E 13E 14E 15C 16E 17E 18C 19E 20C 21C 22C 23E 24E 25E 26C 27E 28E 29C 30E 31E 32E 33C

SITES INDICADOS

: www.pciconcursos.com.br (provas e exercícios) www.portrasdasletras.com.br (teoria e exercícios)

GRAMÁTICOS INDICADOS:

Celso Cunha Evanildo Bechara Napoleão Mendes de Almeida

Francisco Platão Saviolli Douglas Tufano Said Ali

E-MAIL DO PROF. SANDRO

: profsandromagnos@gmail.com

(25)
(26)
(27)
(28)
(29)

Imagem

Referências

temas relacionados :