• Nenhum resultado encontrado

VcondF = / / (m) VcondF = / / (m)

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "VcondF = / / (m) VcondF = / / (m)"

Copied!
11
0
0

Texto

(1)

ANEXO A

CONDUTORES

(2)

PLANILHA N

2.13

MEDIÇÃO DE ESTOQUE (VcondI E VcondF):

CONDUTORES ELÉTRICOS

A. Identificação da obra

Observador: Có digo da obra:

B. Quantidade de materiais estocados

VcondF = _____/_____/_____

Có d. Qdade

(Rolos) (Rolos)Comp. Q dade

(m) Có d. Q

dade

(Rolos) (Rolos)Comp. Q dade (m)

VcondF = _____/_____/_____

Có d. Qdade

(Rolos) (Rolos)Comp. Q dade

(m) Có d. Q

dade

(Rolos) (Rolos)Comp. Q dade (m)

Có d. Especificaçã o Có d. Especificaçã o Có d. Especificaçã o 13.1 Fio cobre 1.5 mm2 13.4 Fio cobre 6 mm2 13.7

13.2 Fio cobre 2.5 mm2 13.5 Fio cobre 10 mm2 13.8 13.3 Fio cobre 4 mm2 13.6 Fio cobre 12.5 mm2 13.9

(3)

Alternativas para redução do desperdício de materiais nos canteiros de obra

PLANILHA Nº 3.13.1

1

MEDIÇÃO DOS SERVIÇOS : INSTALAÇÕ ES

ELÉTRICAS (ALIMENTAÇÃO - CENTRO DE MEDIÇÃO

OU DISTRIBUIÇÃO)

CONDUTORES ELÉTRICOS

A. Identificação

Observador: Có d. Obra : Croqui :

Pavimento : Data VcondI : Data VcondF :

B. Medições Efetuadas

Trecho Có digo2 Bitola ou

diâmetro

Qdade ml completos Dif.

no Material (mm ou mm2) (m) VcondI VcondF (m)

122/03/97

(4)

PLANILHA Nº 3.13.2

MEDIÇÃO DOS SERVIÇOS : INSTALAÇÕ ES

ELÉTRICAS (PRUMADAS)

CONDUTORES ELÉTRICOS

A. Identificação

Observador: Có d. Obra : Croqui :

Pavimento : Data VcondI : Data VcondF :

B. Medições Efetuadas

Prumada Trecho Có digo4 Bitola ou

diâmetro Qdade ml completos Dif.

no no Material (mm ou mm2) (m) VcondI VcondF (m)

322/03/97

(5)

Alternativas para redução do desperdício de materiais nos canteiros de obra

PLANILHA Nº 3.13.3

5

MEDIÇÃO DOS SERVIÇOS : INSTALAÇÕ ES

ELÉTRICAS (DISTRIBUIÇÃO NO PAVIMENTO)

CONDUTORES ELÉTRICOS

A. Identificação

Observador: Có d. Obra : Croqui :

Pavimento : Data VcondI : Data VcondF :

B. Medições Efetuadas

Trecho Có digo6 Bitola ou

diâmetro Qdade ml completos Dif.

no Material (mm ou mm2) (m) VcondI VcondF (m)

522/03/97

(6)

PLANILHA Nº 4.13

CONTROLE DE RECEBIMENTO E ESTOQUE

DE MATERIAIS:

CONDUTORES ELÉTRICOS

A. Identificação da obra

Observador: Có digo obra:

Data de início da coleta (VcondI): Data de término da coleta (VcondF):

B. Quantidade de material recebida de fornecedores

Data Có digo8 Quantidade (m) Ordem de Fabricante

Solicitada Recebida Paga pagamento

C. Transferência de material entre canteiros

Data Có digo Quantidade9 Data Có digo Quantidade

7 Versã o de 06/03/97

8 Ver tabela de có digos no verso

(7)

D. Caracterização do recebimento

Caracterizar o recebimento do material, anotando o procedimento da empresa quanto a falta ou excesso de material entregue. (Por exemplo: a empresa só paga a quantidade realmente recebida em cada entrega; a empresa paga a quantidade na nota fiscal mesmo recebendo quantidade inferior a especificada porém, acumula as faltantes até completar uma carga; o fornecedor entrega uma certa quantidade a mais do que a solicitada ou prevista na nota fiscal devido a ocorrência de perdas no transporte etc)

(8)

1. OBJETIVO

Esse indicador tem por objetivo conhecer a variaçã o percentual do consumo real dos condutores elétricos em relaçã o ao seu consumo teó rico nos serviços executados entre as datas VcondI e VcondF, mostrando as ineficiências do processo construtivo como um todo quanto ao uso desse material.

2. ROTEIRO PARA CÁ LCULO 2.1 FÓRMULA

VARIÁ VEIS DESCRIÇÃO/CRITÉRIOS

EST(VcondI) Quantidade de material estocado na data VcondI (Planilha 2.13) EST(VcondF) Quantidade de material estocado na data VcondF (Planilha 2.13)

MATpaga(VcondI,VcondF) Quantidade de material paga entre as datas VcondI e VcondF, via ordem de pagamento (Planilha 4.13)

MATtransf(VcondI,VeletroF) Quantidade de material transferida entre canteiros entre as datas

VcondI e VcondF, (Planilha 4.13); positivo: material que entra no canteiro; negativo: material que sai

MATproj(VcondI,VcondF) Quantidade de material teoricamente necessária para execuçã o dos serviços compreendidos entre as datas (VcondI) e (VcondF), obtida através de levantamento no projeto elétrico (sem as parcelas de perdas geralmente embutidas, planilhas 3.13.n)

VcondI Data de início do primeiro serviço que faz uso deste material

VcondF Data de término do último serviço da obra que faz uso deste material

k Número de recebimentos entre as datas VcondI e VcondF

p Número de transferências de materiais para fora do canteiro entre

VcondI e VcondF (materiais que nã o serã o utilizados no canteiro de obras)

3. PERIODICIDADE

. 11/03/97

I

EST VcondI MAT VcondI VcondF MAT VcondI VcondF EST VcondF

MAT VcondI VcondF x

contabil paga j transf m

mp j k proj (%) ( ) ( , ) ( , ) ( ) ( , ) = + ∑ ±∑ − −          = =1 1 1 100 Por edificaçã o

(9)

INDICADOR PARCIAL DE PERDAS DE MATERIAIS:

7.13.1

.

- DIFERENÇA PERCENTUAL ENTRE A QUANTIDADE PAGA E A RECEBIDA:

CONDUTORES ELÉTRICOS

1. OBJETIVO

As perdas de materiais podem ocorrer antes da entrega dos mesmos no canteiro de obras. Esse indicador objetiva medir as perdas devidas à diferença entre a quantidade paga e a efetivamente recebida na obra. 2. ROTEIRO PARA CÁ LCULO

2.1 FÓRMULA

VARIÁ VEIS CRITÉRIOS

Qpaga Quantidade de material paga no recebimento, obtida através da ordem de

pagamento emitida pela empresa (planilha 4.13)

Qrecebida Quantidade de material recebida. (planilha 4.13)

3. MOMENTO DE COLETA DE DADOS E PERIODICIDADE

De uma forma geral, a coleta de dados deste indicador é facultativa. Em havendo-se a coleta de dados, pode-se ter duas situaçõ es:

(a) a empresa já realiza a conferência da quantidade do material entregue

•neste caso, a equipe de coleta deverá treinar o responsável para que faça a conferência de acordo com o descrito no verso da planilha 4.13, enfatizando os critérios de mediçõ es estipulados

(b) A empresa nã o realiza a conferência da quantidade do material entregue

•procurar realizar o maior número possível de mediçõ es entre as datas VI e VF de acordo com o procedimento descrito no verso da planilha 4.13

. 11/03/97 Perda Q Q Q x receb paga i i n recebida i i n paga i i n (%)= −      = = =

1 1 1 100

(10)

CONDUTORES ELÉTRICOS

1. OBJETIVO

A representaçã o do traçado dos condutores elétricos (fios) nas lajes nos projetos de instalaçõ es elétricas nã o reflete a realidade da execuçã o. O objetivo deste indicador é o conhecimento da diferença entre o comprimento dos condutores especificado no projeto e o comprimento real executado na obra, subsidiando assim, um índice de correçã o para orçamentos deste material. Diferentemente dos eletrodutos, cuja mediçã o é feita antes da concretagem e envolve apenas os trechos de laje, o trecho dos condutores é composto pelos trechos de laje (representaçã o curva) mais os trechos de alvenaria (retos).

2. ROTEIRO PARA CÁ LCULO 2.1 FÓRMULA

VARIÁ VEIS CRITÉRIOS

Comprreal Comprimento real de um trecho, medido na laje antes da concretagem

ð pode-se medir o fio que o eletricista cortou antes de colocá-lo no eletroduto ou;

ð pode-se medir o arrame utilizado na enfiaçã o do trecho desde que o mesmo seja esticado

Comprproj Comprimento do condutor medido no projeto de instalaçõ es

ð na laje, deve-se medir o trecho em linha reta, independentemente da representaçã o curva, comumente empregada em projeto de instalaçõ es elétricas

3. MOMENTO DE COLETA DE DADOS E PERIODICIDADE

A coleta de dados se proceder em 1/3 dos pavimentos, sendo no mínimo 3. Em cada pavimento, deve-se coletar dados de pelo menos 1/3 dos trechos. Entre cada pavimento, deve-deve-se alterná-los afim de deve-se conseguir maior representatividade da amostra.

. 03/04/97

Ind Compr Compr

Compr x

correcao

real proj

proj

(11)

Alternativas para redução do desperdício de materiais nos canteiros de obra

PLANILHA Nº 7.13.2

10

DADOS RELATIVOS AO COMPRIMENTO

DOS CONDUTORES ELÉTRICOS

CONDUTORES ELÉTRICOS

A. Identificação

Observador: Có digo da obra:

Pavimento.: Croqui no.:

B. Medições efetuadas

Trecho Có d. Mat.11 Comprimento

Projeto Comprimentoreal Dif. (m) Dif. (%)

1003/04/97

Referências

Documentos relacionados

Para os sistemas de pastejo bovinos, ovinos e simultâneo, foram utilizados quatro piquetes e, no alternado, cinco, o que permitiu a rotação da pastagem com sete dias de ocupação e

Uma vez a esterilização cirúrgica executada antes dos seis meses de idade, observa-se redução em 91% para o risco de desenvolvimentodo carcinoma no tecido mamário, mas nas

Sua participação é voluntária e se dará por meio de um instrumento de avaliação, que consta questões sobre cuidados com higiene durante o uso do colírio, número de

(grifos nossos). b) Em observância ao princípio da impessoalidade, a Administração não pode atuar com vistas a prejudicar ou beneficiar pessoas determinadas, vez que é

GRUPO e contribuem mensalmente para um FUNDO COMUM, em um determinado prazo e com quantia determinada em percentual do preço do VEÍCULO OBJETO DO PLANO DE

Os ativos ou passivos financeiros são compensados e o valor líquido apresentado no balanço patrimonial quando, somente quando, a Companhia tenha o direito legal de compensar os

Segundo Éric Laurent, a psicose ordinária se caracteriza pela não resposta aos significantes-mestres tradicionais, manifestando o fim do poder do Nome-do-Pai como

Receita Contratada de Locação de Mesmos Inquilinos (Same Tenant Rent – STR): Medida não contábil que corresponde ao valor total dos contratos de locação vigentes