EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2014-CRO/11 SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 05/2014 EB NUP/NUD:

Texto

(1)

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO

COMISSÃO REGIONAL DE OBRAS DA 11ª REGIÃO MILITAR CRO/11 (C E O 1 - RJ/1947)

COMISSÃO DE OBRAS CORONEL HORTA BARBOSA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2014-CRO/11

SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS

PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 05/2014 EB NUP/NUD: 64332.000423/2014-64

Processo Administrativo nº 05/2014 – CRO/11

Gerenciador: Comissão Regional de Obras da 11ª Região Militar (CRO/11) Modalidade de Licitação: PREGÃO ELETRÔNICO SRP

Tipo de Licitação: MENOR PREÇO

Regime de execução: EMPREITADA POR PREÇO UNITÁRIO Data de abertura da sessão pública: 19 de março de 2014

Horário: 09:00 horas (horário de Brasília) Local: www.comprasnet.gov.br

Órgão Gerenciador: Comissão Regional de Obras da 11ª Região Militar Órgão Participante: 5ª Superintendência de Polícia de Rodoviária Federal/RJ

PREGÃO COMPOSTO DOS ITENS DE 1 A 14 (ENTREGA NA CIDADE DE BRASÍLIA) Em atendimento a Lei Complementar 123/2006 e ao Decreto n. 6.204, de 2007:

- OS ITENS 1, 2, 4, 5, 6 e 7 SÃO EXCLUSIVOS PARA PARTICIPAÇÃO DE MICRO-EMPRESAS E MICRO-EMPRESAS DE PEQUENO PORTE.

- OS ITENS 3, 8, 9, 10, 11, 12, 13 e 14 PARA PARTICIPAÇÃO DE TODOS.

A UNIÃO, Pessoa Jurídica de Direito Público Interno, por intermédio do Ministério da Defesa/Comando do Exército/COMISSÃO REGIONAL DE OBRAS DA 11ª REGIÃO

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:

1) O presente edital e os anexos estão disponibilizados no site: www.comprasnet.gov.br

2) Informações complementares sobre o presente Edital e seus Anexos poderão também ser obtidas junto à Subseção de Licitações da Comissão Regional de Obras da 11ª Região Militar, situada no Setor de Garagens do QGEx, Setor Militar Urbano, Brasília, DF, pelos telefones (0**61) 3415-5202 e e-mail - licitacaocro11@gmail.com, no horário das 09:30h às 11:30h e das 13:30h às 16:30h, de 2ª a 5ª feira e no horário de 08:30h às 11:30h na sexta-feira;

(2)

09.600.642/0001-04, mediante Pregoeiro designado em Boletim Interno nº. 09, de 21 de fevereiro de 2014, promoverá licitação na modalidade PREGÃO ELETRÔNICO, para Registro de Preços, do tipo menor preço, sob regime de empreitada por preço unitário, para a aquisição de licenças de uso

de softwares para equipamentos específicos da área de engenharia, da CRO/11. O

procedimento licitatório obedecerá à Lei nº 10.520, de 17 de julho de 2002, ao Decreto nº 5.450, de 31 de maio de 2005, à Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006, ao Decreto 7.892 de 23 de janeiro de 2013, ao Decreto nº 7.174 de 12 de maio de 2010, ao Decreto 8186 de 17 de janeiro de 2014 e, subsidiariamente a Lei 8.666 de 21 de junho de 1993, e demais diplomas legais aplicáveis vigentes, bem como as condições estabelecidas no presente Edital e anexos.

ÍNDICE

1. DO OBJETO

2. DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 3. DO CREDENCIAMENTO

4. DA VISTORIA

5. DO ENVIO DA PROPOSTA DE PREÇOS 6. DA ABERTURA DA SESSÃO PÚBLICA 7. DA FASE COMPETITIVA

8. DA HABILITAÇÃO

9. DOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTO

10. DA IMPUGNAÇÃO DO ATO CONVOCATÓRIO 11. DOS RECURSOS ADMINISTRATIVOS

12. DA ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO 13. DAS OBRIGAÇÕES DAS PARTES

14. DO EMPENHO

15. DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS 16. DOS USUÁRIOS 17. DA PRESTAÇÃO DE GARANTIA 18. DA CONTRATAÇÃO 19. DO PAGAMENTO 20. DOS PRAZOS 21. DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA 22. DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

23. DO CANCELAMENTO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 24. DO CANCELAMENTO DO REGISTRO DO FORNECEDOR 25. DA VALIDADE DO REGISTRO DE PREÇOS

26. DA REVISÃO DE PREÇOS E DO REAJUSTE 27. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

28. LOCAL DE ENTREGA ANEXOS AO EDITAL

Anexo I Termo de Referência

Anexo II Minuta da Ata de Registro de Preços

Anexo III Minuta de Termo de Contrato

Anexo IV Modelo de Proposta Comercial

Anexo V Planilha de Custos e Formação de Preços

Anexo VI Modelo de Atestado de capacidade técnica

(3)

Anexo VIII Declaração de inexistência de fato impeditivo da habilitação Anexo IX Declaração de microempresa e empresa de pequeno porte

Anexo X Modelo de declaração de elaboração independente de proposta

Anexo XI Anexo XII Anexo XIII

Declaração de habilitação Modelo de Termo de Vistoria Declaração de Dispensa de Vistoria

1. DO OBJETO

1.1. O presente Pregão Eletrônico tem por objeto a aquisição de licenças de uso de

softwares para equipamentos específicos para as áreas de engenharia, da CRO/11, conforme

especificações e condições constantes deste Edital e seus Anexos.

1.2. O objeto desta licitação está estimado em R$ 2.923.220,31 (dois milhões, novecentos

e vinte e três mil, duzentos e vinte reais e trinta e um centavos), conforme o orçamento

estimativo disposto no Anexo I.

Item Und Qtde Descrição

Valor Unit. Máximo (R$) Valor Total Máximo (R$) 01 Und 30 CRO/11

Pacote Software + Licenças perpétuas do software Microsoft Office Professional Plus

2013 (em português)

1.180,37 35.411,10

02 Und 30

CRO/11

Pacote Software + Licença perpétua de sistema operacional Microsoft

Windows 8 Professional FPP (em português)

708,16 21.244,80

03 Und

30

CRO/11 Pacote Software + Licença MS Project Project

Professional 2013 (em Português) 2.557,63 97.189,94

08 Sup Pol R. F.

04 Und 05

CRO/11

Pacote Software + Licença perpétua

(4)

Item Und Qtde Descrição Valor Unit. Máximo (R$) Valor Total Máximo (R$) 08 Sup Pol R. F. 05 Und 30 CRO/11

Pacote Software + Licença Antivirus

Kaspersky Business Space 126,52 3.795,60

06

05

CRO/11 Pacote Software + Licenças de Adobe

Photoshop CS6, compatível com o Windows XP e Windows 7 ou 8. 3.442,82 44.756,66 08 Sup Pol R. F 07 Und 05 CRO/11

Pacote Software + Licença Adobe Acrobat XI

Professional 1.782,82 8.914,10

08 Und

30 CRO/11

Pacote Software + Autodesk Building Design Suite Premium em rede, versão mais recente, incluindo manutenção e suporte técnico com subscrição do fabricante, incluindo direito a fornecimento de patchs de segurança, correção

de bugs e atualização de versões,, pelo período de 36 (trinta e seis) meses.

32.382,27 1.230.526,2 6 08 Sup Pol R. F 09 05 CRO/11

Pacote Software + Licença AutoDesk AutoCad Civil 3D 2014 em rede, versão mais recente, incluindo manutenção e suporte técnico com

subscrição do fabricante, incluindo direito a fornecimento de patchs de segurança, correção

de bugs e atualização de versões,, pelo período de 36 (trinta e seis) meses.

29.206,23 379.680,99 08

Sup Pol R. F

10 Und 05

CRO/11

Pacote Software + Licença Altoqi eberick V8

(5)

Item Und Qtde Descrição Valor Unit. Máximo (R$) Valor Total Máximo (R$) 08 Sup Pol R. F 11 Und 05

CRO/11 Pacote Software + Licença Altoqi Hydros V4

(uma unidade equivale a 2 (duas) redes)

8.431,70 109.612,10

08 Sup Pol R. F

12 Und

05

CRO/11 Pacote Software + Licença Altoqi Lumine V4

(uma unidade equivale a 2 (duas) redes) 7.336,50 95.374,50

08 Sup Pol R. F

13 Und

05

CRO/11 Pacote Software + Licença perpétua para

software CAD/TQS 19.134,13 248.743,69 08 Sup Pol R. F 14 Und 05 CRO/11

Pacote Software + Licença Metálicas 3D 11.390,25 148.073,25 08

Sup Pol R. F

Valor Global 2.923.220,31

2. DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO

2.1. A participação no Pregão Eletrônico se dará por meio da digitação da senha pessoal e intransferível do representante credenciado e subseqüente encaminhamento da proposta de preços, exclusivamente por meio do sistema eletrônico, observados data e horário limite estabelecidos.

2.2. Nenhuma pessoa, mesmo que credenciada mediante procuração, poderá representar mais de uma empresa nesta licitação.

(6)

2.3. Poderão participar do processo licitatório as pessoas jurídicas que explorem ramo de atividade compatível com o objeto deste Pregão e que atendam a todas as exigências contidas neste Edital e seus anexos e ainda:

2.3.1. Estejam devidamente credenciadas na Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI), do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, por meio do sítio www.comprasnet.gov.br, para acesso ao sistema eletrônico;

2.3.2. Possuam registro cadastral atualizado no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (SICAF);

2.3.3. Não poderão participar da presente licitação as microempresas e empresas de pequeno porte que se enquadrem em qualquer das exclusões previstas no §4º do Art. 3º da Lei Complementar nº 123/2006;

2.3.4. Como requisito para participação no pregão eletrônico, a licitante deverá manifestar, em campo próprio do sistema eletrônico, pleno conhecimento e atendimento às exigências de habilitação do presente Edital.

2.4. Não poderão participar deste pregão:

2.4.1. Empresa ou sociedade estrangeira que não funcionem no país; 2.4.2. Empresa suspensa de contratar com a CRO/11;

2.4.3. Empresa que esteja declarada inidônea para licitar ou contratar com a Administração Pública, seja na esfera federal, estadual, do DF ou municipal nos termos do art. 87, inciso III da Lei nº 8.666/93 e acórdãos 2.218/2011 e 3.757/2011, bem como aquelas cujos sócios majoritários forma condenados no Art. 12 da Lei nº 8.429/92, enquanto perdurarem os motivos da punição ou até que seja promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade;

2.4.4. Cooperativa de mão-de-obra, conforme Termo de Conciliação Judicial firmado entre o Ministério Público do Trabalho e a União.

2.4.5. A declaração falsa relativa ao cumprimento dos requisitos de habilitação e à proposta sujeitará a licitante às sanções previstas neste Edital;

2.4.6. Consórcio de empresas, qualquer que seja sua forma de constituição;

2.4.7. Empresas em recuperação judicial ou que hajam tido sua falência declarada; bem como aquelas que se encontrem sob concurso de credores, em dissolução ou liquidação;

2.4.8. Servidor ou dirigente de órgão ou entidade contratante ou responsável pela licitação; 2.4.9. Empresas prestadoras de serviços que se enquadrem em uma ou mais das situações contidas nos artigos 3° e 4° da Resolução nº 37/2009/CNM;

2.4.10. Entidades civis sem fins lucrativos tais como associações, fundações, institutos (conforme Acórdão nº 5555/2009 – TCU – 2ª Câmara);

2.4.11. Empresas prestadoras de serviços cujo quadro societário seja integrado por servidores(es) público(s), da ativa, ou empregado(s) de empresa pública ou de sociedade de economia mista, na forma estabelecida no inciso XII do artigo 20 da Lei nº 12.465, LDO 2012, de 12 de agosto de 2011; e

2.4.12. Empresa cujo objeto social não seja pertinente e compatível com o objeto deste pregão.

(7)

3.1. Os licitantes interessados em participar do certame deverão providenciar, previamente, o seu credenciamento no site www.comprasnet.gov.br.

3.2. O credenciamento dar-se-á pela atribuição de chave de identificação e de senha, pessoal e intransferível, para acesso ao sistema eletrônico.

3.3. O credenciamento do licitante bem como a sua manutenção dependerá de registro cadastral atualizado no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores – SICAF, que também será requisito obrigatório para fins de habilitação.

3.4. O credenciamento junto ao provedor do sistema, MPOG – Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, implica na responsabilidade legal do licitante ou seu representante legal e na presunção de sua capacidade técnica para a realização das transações inerentes ao pregão eletrônico, conforme § 6º do Art. 3º do Decreto nº 5.450/2005.

3.5. O uso da senha de acesso pelo licitante é de sua responsabilidade exclusiva, incluindo qualquer transação efetuada diretamente ou por seu representante, não cabendo ao provedor do sistema ou à CRO/11, promotora da licitação, a responsabilidade por eventuais danos decorrentes de uso indevido da senha, ainda que por terceiros, consoante § 5º do Art. 3º do Decreto nº 5.450/2005.

3.6. A perda da senha ou a quebra de sigilo deverão ser comunicadas ao provedor do Sistema para imediato bloqueio de acesso.

4. DA VISTORIA

4.1. Será facultada às empresas interessadas, para perfeito conhecimento do objeto licitado, realização de vistoria técnica para colher informações que considerarem pertinentes para a formulação de suas propostas.

4.2. Os interessados deverão agendar a vistoria com 48 (quarenta e oito) horas de antecedência, pelos telefones (61) 3415-5122 com o Major Inácio ou (61) 3415-5202 com a Subseção de Licitação.

4.3. Tendo em vista a faculdade da realização da vistoria, isto é, a sua não obrigatoriedade

para fins de participação deste certame, os licitantes não poderão alegar o desconhecimento das

condições e grau de dificuldade existente como justificativa para se eximirem das obrigações assumidas ou em favor de eventuais pretensões de acréscimos de preços em decorrência da execução do objeto desta licitação, conforme orientação do inciso III do art. 30 da Lei nº 8.666/93.

4.4. Na hipótese da empresa optar pela não realização da vistoria técnica, deverá apresentar a DECLARAÇÃO DE DISPENSA DE VISTORIA – Anexo XIII deste Edital, no momento da apresentação da documentação de habilitação.

5. DO ENVIO DA PROPOSTA DE PREÇOS

5.1. A participação no Pregão Eletrônico dar-se-á por meio da digitação da senha privativa do licitante e subseqüente encaminhamento da proposta eletrônica, com valor total por item, em formulário eletrônico específico, até a data e horário marcado para a abertura da sessão, exclusivamente por meio do site: www.comprasnet.gov.br (§ 1º e caput do art. 21 do Decreto nº

(8)

5.450/05).

5.2. O licitante microempresa – ME – ou empresa de pequeno porte – EPP – deverá informar tal condição no ato do envio da proposta, por intermédio de funcionalidade disponível no Sistema, sob pena de não usufruir do tratamento diferenciado previsto na Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006.

5.3. A declaração falsa relativa ao cumprimento dos requisitos de habilitação e à conformidade da proposta ou ao enquadramento do licitante na condição de ME ou de EPP sujeitará o licitante às sanções previstas neste Edital.

5.4. A Licitante apta ao exercício do direito de preferência estabelecido no Decreto nº 7.174/2010 deverá declarar, em campo próprio do Sistema, que atende aos requisitos previstos na legislação.

5.5 As empresas que por ventura utilizarem-se da margem de preferência prevista pelo Decreto 8186 de 17 de janeiro de 2014, deverão declarar-se no Ato do envio de sua proposta inicial que atendem aos requisitos previstos no art. 2º do referido Decreto e, no momento em que for solicitado pelo Pregoeiro o envio dos documentos de habilitação, deverá enviar a documentação comprobatória, cópia da publicação do Certificado CERTICS, na forma do § 3º do art. 8º da Portaria nº 555, de 2013, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, onde será observada a margem de preferência de 18% (dezoito por cento).

5.6. O licitante não deverá promover a inserção de custos relativos ao IRPJ e CSLL, tendo em vista o Acórdão TCU nº 950/2007 – Plenário e mensagem do MPOG de 12/06/2007.

5.7. O valor máximo da aquisição é de R$ 2.923.220,31 (dois milhões, novecentos e vinte

e três mil, duzentos e vinte reais e trinta e um centavos), segundo disposto no Anexo I.

5.8. O licitante deverá enviar sua proposta constando: valor unitário dos itens, mediante o preenchimento, no sistema eletrônico, dos campos relativos à proposta, em algarismo, expresso em moeda corrente nacional (real), de acordo com os preços praticados no mercado, considerando as quantidades constantes do Termo de Referência.

5.9. A proposta deverá limitar-se ao objeto desta licitação, sendo desconsideradas quaisquer alternativas de preço ou qualquer outra condição não prevista no edital.

5.10. É vedada a indexação de preços por índices gerais, setoriais ou que reflitam a variação dos custos.

5.11. Independentemente de declaração expressa, a simples apresentação das propostas implica submissão a todas as condições estipuladas neste Edital e seus Anexos, sem prejuízo da estrita observância das normas contidas neste.

5.12. A apresentação da proposta implica obrigatoriedade ao cumprimento das disposições nelas contidas, assumindo o proponente o compromisso de executar os serviços nos seus termos.

5.13. Nenhuma reivindicação por parte da proponente para pagamento adicional será considerada se decorrer de erro ou má interpretação, pela mesma, do objeto do pregão.

(9)

5.14. O envio da proposta e anexos será efetuado pela utilização de chave de acesso e senha privativa do licitante, desde o momento da publicação do Edital no Diário Oficial da União até a data e hora marcadas para abertura da sessão.

5.15. Até a abertura da sessão, os licitantes poderão retirar ou substituir a proposta anteriormente apresentada.

5.16. O licitante será responsável por todas as transações que forem efetuadas em seu nome no sistema eletrônico, assumindo como firmes e verdadeiras suas propostas e lances.

5.17. Em caso de discordância existente entre as especificações do objeto descritas no EDITAL e no COMPRASNET, prevalecerá a especificação constante desde Edital.

6. DA ABERTURA DA SESSÃO PÚBLICA

6.1. A sessão pública deste Pregão Eletrônico será aberta às 09:00 h do dia 19 de março de 2014 (horário de Brasília-DF).

6.2. O pregoeiro verificará as propostas apresentadas, desclassificando aquelas que não estejam em conformidade com os requisitos estabelecidos no edital. A desclassificação de proposta será sempre fundamentada e registrada no sistema, com acompanhamento em tempo real por todos os participantes.

6.3. O sistema ordenará, automaticamente, as propostas classificadas pelo pregoeiro, sendo que somente estas participarão da fase de lances.

6.4. Durante a sessão pública, a comunicação entre o pregoeiro e os licitantes ocorrerá exclusivamente mediante troca de mensagens, em campo próprio do sistema eletrônico.

6.5. Cabe ao licitante acompanhar as operações no sistema eletrônico durante a sessão pública do pregão, ficando responsável pelo ônus decorrente da perda de negócios diante da inobservância de qualquer mensagem emitida pelo sistema ou de sua desconexão (inc. IV do Art. 13 do Decreto 5.450/2005).

7. DA FASE COMPETITIVA

7.1. Classificadas as propostas, o pregoeiro dará início à fase competitiva quando então os licitantes poderão encaminhar lances, PELO VALOR GLOBAL do objeto, exclusivamente por meio do sistema eletrônico, sendo imediatamente informado do seu recebimento e do valor consignado no registro. Somente serão aceitos lances com até 2 (duas) casas decimais. Propostas que

desobedecerem o exposto serão desclassificadas.

7.1.1. Os lances que não representem o valor global serão sumariamente desclassificados. 7.2. Os licitantes poderão oferecer lances sucessivos, observado o horário fixado para abertura da sessão e as regras estabelecidas no edital.

7.3. O licitante somente poderá oferecer lance inferior ao último por ele ofertado e registrado pelo sistema.

(10)

7.4. Não serão aceitos dois ou mais lances de mesmo valor, prevalecendo aquele que for recebido e registrado primeiro.

7.5. Durante o transcurso da sessão pública, os licitantes serão informados, em tempo real, do valor do menor lance registrado que tenha sido apresentado pelos demais licitantes, vedada a identificação do detentor do lance.

7.5.1. Os lances apresentados e levados em consideração para efeito de julgamento serão de exclusiva e total responsabilidade do licitante, não lhe cabendo o direito de pleitear qualquer alteração.

7.5.2. Durante a fase de lances o Pregoeiro poderá excluir, justificadamente, lance cujo valor seja manifestadamente inexeqüível.

7.6. A etapa de lances da sessão pública será encerrada por decisão do pregoeiro.

7.7. O sistema eletrônico encaminhará aviso de fechamento iminente dos lances, após o que transcorrerá período de tempo de até 30 (trinta) minutos, aleatoriamente determinado, findo o qual será automaticamente encerrada a recepção de lances.

7.8. No caso de desconexão com o pregoeiro, no decorrer da etapa de lances, se o sistema eletrônico permanecer acessível aos licitantes, os lances continuarão sendo recebidos, sem prejuízo dos atos realizados.

7.9. Quando a desconexão persistir por tempo superior a 10 (dez) minutos, a sessão do pregão será suspensa e terá reinício somente após comunicação aos participantes no endereço eletrônico utilizado para divulgação.

7.10. Após o encerramento dessa etapa da sessão pública, o pregoeiro poderá encaminhar, pelo sistema eletrônico, contraproposta diretamente ao licitante que tenha apresentado o lance de menor valor, para que seja obtida melhor proposta, bem como decidir sobre sua aceitação.

7.11. A negociação será realizada por meio do sistema, podendo ser acompanhada pelos demais licitantes.

7.12. Após a fase de lances, se a proposta mais bem classificada não tiver sido apresentada por microempresa ou empresa de pequeno porte, e houver proposta de microempresa ou empresa de pequeno porte que seja igual ou até 5% (cinco por cento) superior à proposta mais bem classificada, proceder-se-á da seguinte forma:

7.12.1. Caso exista equivalência dos valores apresentados pelas microempresas e empresas de pequeno porte que se enquadrem na hipótese do item acima, será realizado sorteio entre elas para que se identifique aquela que primeiro poderá apresentar melhor oferta.

7.12.2. A microempresa ou a empresa de pequeno porte mais bem classificada será convocada para apresentar proposta de preço inferior à do licitante mais bem classificado, no prazo máximo de 5 (cinco) minutos após o encerramento dos lances, sob pena de preclusão, conforme § 3º do Art. 45 da Lei Complementar n.º 123/2006.

7.12.3. Não sendo contratada a microempresa ou empresa de pequeno porte mais bem classificada, na forma do subitem anterior, e havendo outros licitantes que se enquadram na

(11)

condição prevista no item 7.12, estes serão convocados, na ordem classificatória, para o exercício do mesmo direito.

7.12.4. Na hipótese de não-contratação nos termos previstos no item 7.12, o procedimento licitatório prossegue com os demais licitantes.

7.13. A Proposta de Preços contendo o objeto ofertado deverá ser enviada em formulário específico, de acordo com Anexo IV, via sistema, ou quando solicitado pelo pregoeiro em caso de negociação de preços, em original, com cópias autenticadas, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, após a homologação do certame.

7.14. Encerrada a etapa de lance, o licitante classificado em primeiro lugar será convocado pelo pregoeiro para enviar os anexos. O Sistema encaminhará, via chat, mensagem de convocação disponibilizando a todos, inclusive para a sociedade. Nesse momento, o fornecedor convocado deverá encaminhar, por meio do link “Anexar”, em até 120 (cento e vinte) minutos, o arquivo anexo, discriminados abaixo:

I. Proposta comercial da licitante nos moldes do Anexo IV, constando:

a) qualificação da empresa (razão social, número de inscrição no CNPJ/MF), endereço, número de telefone, nº do fax e email para contato;

b) nome do banco, código da agência e n.º da conta corrente para efeito de pagamento; c) nome, CPF e endereço residencial do responsável pela assinatura do contrato;

d) declaração expressa de que nos preços cotados estão incluídos todos os custos e despesas, tais como: taxas, impostos e outros;

e) prazo de validade, não inferior a 60 (sessenta) dias corridos, a contar da data de sua apresentação;

f) Valor Unitário e o valor total dos itens, de acordo com os praticados no mercado, conforme estabelece o art. 43, inciso IV, da Lei nº 8.666/93, em algarismo e por extenso, expresso em moeda corrente nacional (R$), juntamente com a especificação completa do item a ser

oferecido, em conformidade com o exigido pelo Edital.

7.13.1. O prazo disposto no item 7.13 e 7.14 poderá ser prorrogado a critério do

pregoeiro, se solicitado pelo licitante, via chat do sistema, dentro do prazo de convocação de anexos.

7.14. A função de enviar anexo do fornecedor desaparecerá quando o pregoeiro clicar no botão “Encerrar Convocação”. Em caso de desclassificação da proposta mais bem classificada, as sucessivas, após convocadas pelo pregoeiro, terão 60 (sessenta) minutos seguintes, prazo passível

de prorrogação a critério do pregoeiro, para encaminhá-las.

7.15. Para julgamento e classificação das propostas será adotado o critério do menor preço global, observadas as especificações técnicas e os parâmetros mínimos de desempenho definidos no Edital.

7.16. Serão desclassificadas as propostas que ao final da fase de lances: I. contenham vícios ou ilegalidades;

(12)

III. apresentarem valores unitário e global superiores ao valor máximo estabelecido pelo órgão ou entidade contratante no instrumento convocatório;

IV. apresentarem preços que sejam manifestamente inexequíveis; e

V. não vierem a comprovar sua exequibilidade, em especial em relação ao preço e a produtividade apresentada.

7.17. Analisada a aceitabilidade dos preços obtidos, o pregoeiro divulgará o resultado de julgamento das Propostas de Preços.

7.18. O Pregoeiro poderá solicitar parecer de técnicos pertencentes ao quadro de pessoal da CRO/11, ou ainda, de pessoas físicas ou jurídicas estranhas a ele, para orientar sua decisão.

7.19. Se a proposta não for aceitável, ou se o licitante não atender às exigências habilitatórias, o pregoeiro examinará a proposta subseqüente e, assim sucessivamente, na ordem de classificação, até a apuração de uma proposta que atenda ao edital.

7.20. Constatado o atendimento às exigências fixadas no edital, o licitante será declarado vencedor.

7.21. Os anexos deverão ser enviados em arquivo específicos compatíveis com o sistema COMPRASNET.

7.22. Visando a obtenção da melhor proposta para a Administração Pública, poderão ser efetuadas diligências, a pedido do Pregoeiro, de modo a sanarem falhas que não comprometam o valor final da proposta.

7.23. Será desclassificada a proposta que, após diligências requeridas pelo pregoeiro, não corrigir ou justificar eventuais irregularidades apontadas pelo Pregoeiro.

7.24. A adequação da proposta na forma dos itens anteriores não poderá acarretar majoração de seu valor global.

7.25. Caso todas as propostas sejam desclassificadas, o pregoeiro poderá convocar novamente, via chat, a proposta do menor lance, bem como as sucessivas, se necessário, estabelecendo novo prazo de 30 (trinta) minutos, para recebimento da proposta. Este prazo poderá ser prorrogado a critério do pregoeiro.

7.26. A Proposta Comercial contendo as especificações técnicas detalhadas do objeto ofertado deverão ser enviadas em formulário específico, conforme anexos V e IV, respectivamente, exclusivamente via sistema comprasnet.

7.27. Este Pregão submete-se às regras relativas ao direito de preferência estabelecidas no Decreto n.º 7.174/2010.

7.28. Também será assegurada preferência na contratação, nos termos do disposto no art. 3º da Lei nº 8.248, de 1991, regulado pelo art. 5º, do Decreto nº 7.174/2010, observada a seguinte ordem:

(13)

I) bens e serviços com tecnologia desenvolvida no País e produzidos de acordo com o Processo Produtivo Básico (PPB), na forma definida pelo Poder Executivo Federal;

II) bens e serviços com tecnologia desenvolvida no País; e

III) bens e serviços produzidos de acordo com o PPB, na forma definida pelo Poder Executivo Federal.

7.28.1. As microempresas e empresas de pequeno porte que atendam ao disposto nos incisos acima terão prioridade no exercício do direito de preferência em relação às médias e grandes empresas enquadradas no mesmo inciso.

7.29. O exercício do direito de preferência disposto no subitem 7.28, será concedido automaticamente pelo Sistema Eletrônico, àquelas licitantes que tenham manifestado expressamente, via registro no Sistema COMPRASNET, sob as penas da lei, de que atendem às condições legais para a comprovação de qualquer um dos requisitos estabelecidos nos incisos I, II ou III do subitem 7.28 deste Edital (regras de preferência), observando-se os seguintes procedimentos, sucessivamente:

a) aplicação das regras de preferência para as microempresas e empresas de pequeno porte dispostas no subitem 7.12, quando for o caso;

b) aplicação das regras de preferência previstas no subitem 7.28, com a classificação dos licitantes cujas propostas finais estejam situadas até 10% (dez por cento) acima da melhor proposta válida, conforme o critério de julgamento, para a posterior comprovação e o exercício do direito de preferência;

c) convocação dos licitantes classificados que estejam enquadrados no inciso I subitem 7.28, na ordem de classificação, para que possam oferecer nova proposta ou novo lance para igualar ou superar a melhor proposta válida, caso em que será declarado vencedor do certame;

d) caso a preferência não seja exercida na forma da alínea “c”, por qualquer motivo, serão convocadas as empresas classificadas que estejam enquadradas no inciso II do subitem 7.28, na ordem de classificação, para a comprovação e o exercício do direito de preferência, aplicando-se a mesma regra para o inciso III do subitem 7.28, caso esse direito não seja exercido.

7.29.1. Após o término da fase de lances, o Sistema Eletrônico reclassificará as licitantes que apresentaram a manifestação citada no subitem 7.28, observada a seguinte ordem de classificação:

1º - TECNOLOGIA NO PAÍS + PROCESSO PRODUTIVO BÁSICO + MICRO E PEQUENA EMPRESA;

2º - TECNOLOGIA NO PAÍS + PROCESSO PRODUTIVO BÁSICO; 3º - TECNOLOGIA NO PAÍS + MICRO E PEQUENA EMPRESA; 4º - TECNOLOGIA NO PAÍS;

(14)

5º - PROCESSO PRODUTIVO BÁSICO + MICRO E PEQUENA EMPRESA; 6º - PROCESSO PRODUTIVO BÁSICO.

7.29.2. Todas as empresas licitantes deverão permanecer logadas para acompanhar a convocação, pelo próprio Sistema Eletrônico, da proposta melhor classificada cujo valor para o item esteja situado no intervalo percentual previsto na alínea “b” do subitem 7.29, ou seja, até 10% (dez por cento) da melhor proposta válida.

7.28.3. O Sistema Eletrônico fixará no Chat o horário limite para o envio, pela licitante convocada, de nova proposta que contemple valor igual ou inferior à da licitante que apresentou originalmente o melhor lance, sob pena de preclusão do seu direito de preferência e consequente convocação da próxima classificada que atenda aos requisitos de preferência, se houver.

7.29.3.1. Na hipótese de apresentação de nova proposta, a licitante encaminhará, juntamente com os demais documentos de habilitação, a comprovação de que atende aos requisitos estabelecidos nos incisos I, II ou III do subitem 7.28 deste Edital (regras de preferência).

7.30. A comprovação do atendimento ao PPB ou aos bens e serviços com tecnologia desenvolvida no País será feita mediante apresentação do documento comprobatório da habilitação à fruição dos incentivos fiscais regulamentados pelo Decreto nº 5.906, de 26 de setembro de 2006, ou pelo Decreto nº 6.008, de 29 de dezembro de 2006.

7.30.1. A comprovação/certificação será feita:

I - por Portaria de Habilitação expedida para esta finalidade pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, para a hipótese de comprovação de atendimento ao Processo Produtivo Básico – PPB; ou

II - por Portaria expedida para esta finalidade pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, para a hipótese de comprovação da condição de Bens com Tecnologia Desenvolvida no País ou reconhecimento de Bens Desenvolvidos no País.

7.30.2. A veracidade acerca das informações constantes das Portarias apresentadas pelas licitantes será verificada mediante consulta ao sítio do Ministério da Ciência e Tecnologia.

7.30.3. Não serão aceitos como meio de comprovação documentos e/ou declarações emitidos pela própria licitante ou pelo fabricante.

7.31. Na hipótese em que nenhuma das licitantes comprove o preenchimento dos requisitos elencados nos subitens 7.12 e/ou 7.28, prevalecerá o resultado inicialmente apurado pelo sistema eletrônico, sem prejuízo das sanções cabíveis em razão do registro de declaração/manifestação falsa.

8. DA HABILITAÇÃO

(15)

Comercial, o Pregoeiro convocará o licitante da proposta classificada para enviar os anexos relativos à habilitação jurídica, qualificação econômico-financeira, regularidade fiscal e trabalhista, qualificação técnica e declarações, todas relacionadas nos itens abaixo de 8.3.1 a 8.3.5.

8.1.1. Para habilitação, a licitante deverá possuir registro cadastral atualizado no SICAF, que será confirmado por meio de consulta on-line ao sistema.

8.1.2. O fornecedor convocado deverá encaminhar, por meio do link “Anexar” em até 120

(cento e vinte) minutos os arquivos listados no item 8.3.

8.1.3. O prazo disposto no item 8.1.2 poderá ser prorrogado a critério do pregoeiro, se solicitado pelo licitante, via chat do sistema, dentro do prazo de convocação de anexos.

8.2. O CNPJ da licitante utilizado no cadastramento de sua proposta deverá ser o mesmo compreendido no SICAF e em todos os documentos de habilitação.

8.3. Será exigida dos licitantes a seguinte documentação para serem habilitados, segundo Art. 14 do Decreto nº 5.450/2005:

8.3.1. Habilitação jurídica:

a) cédula de identidade;

b) registro comercial, no caso de empresa individual;

c) ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor devidamente registrado, em se tratando de sociedades comerciais, e, no caso de sociedades por ações, acompanhado de documentos de eleição de seus administradores;

d) inscrição do ato constitutivo, no caso de sociedades civis, acompanhado de prova de diretoria em exercício;

e) decreto de autorização, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no país, e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir.

8.3.2. Qualificação econômico-financeira:

a) Último Balanço Patrimonial com registro na junta comercial; e

b) Apresentação de boa situação financeira. O licitante registrado no SICAF tem essa situação financeira avaliada automaticamente pelo Sistema, com base nos Índices de Liquidez Geral (LG), Solvência Geral (SG) e Liquidez Corrente (LC), maiores ou igual a 1 (um), resultantes da aplicação das fórmulas abaixo, com os valores extraídos de seu balanço patrimonial ou apurados mediante consulta on line, no caso de empresas inscritas no SICAF:

LG=Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo SG= Ativo Total _

Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo LC= Ativo Circulante _

Passivo Circulante

(16)

índices de Liquidez Geral, Solvência Geral e Liquidez Corrente deverá comprovar que possui (capital mínimo ou patrimônio líquido) equivalente a 10 % (dez por cento) do valor total estimado da contratação, devendo a comprovação ser feita relativamente à data da apresentação da proposta,na forma da lei, admitida a atualização para esta data através de índices oficiais.

8.3.2.2 - As microempresas- ME ou empresas de pequeno porte- EPP deverão apresentar o Demonstrativo do Resultado do Exercício-DRE do período de 01 de janeiro a 31 de dezembro do ano anterior ao presente certame, para verificação da Receita Bruta Anual que comprove essa situação, na fase de habilitação, em conformidade com os incisos I e II do Art 3º da Lei Complementar nº 123/06 (ME: receita bruta igual ou inferior a R$ 360.000,00; EPP: receita bruta superior a R$ 360.000,00 e igual ou inferior a R$ 3.600.000,00).

8.3.3. Regularidade fiscal:

a) Prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ);

b) Prova de regularidade com a Fazenda Federal, Estadual e Municipal do domicílio ou sede do licitante, ou outra equivalente, na forma da Lei;

c) Prova de regularidade à Seguridade Social (CND) e ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (CRF), demonstrando situação regular no cumprimento dos encargos sociais instituídos por Lei;

8.3.3.1 - As documentações relativas à prova de regularidade com a Fazenda Federal, Estadual e Municipal, bem como a regularidade relativo à Seguridade Social (INSS) e ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) serão verificadas “on line” no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores – SICAF.

8.3.3.2 - As microempresas-ME e empresas de pequeno porte-EPP, por ocasião da participação em certames licitatórios, deverão apresentar toda a documentação exigida para efeito de comprovação de regularidade fiscal, mesmo que esta apresente alguma restrição.

8.3.3.3 - Havendo alguma restrição na comprovação da regularidade fiscal, será assegurado o prazo de 2 (dois) dias úteis, cujo termo inicial corresponderá ao momento em que o proponente for declarado o vencedor do certame, prorrogáveis por igual período, a critério da Administração Pública, para a regularização da documentação.

8.3.3.4 - A não regularização da documentação no prazo previsto no subitem acima implicará decadência do direito à contratação, sem prejuízo das sanções previstas no Art. 81 da Lei nº 8.666, de 21/06/93, e Art. 7º da Lei nº 10.520, de 17/07/02, sendo facultado à Administração convocar para nova sessão pública os licitantes remanescentes, na ordem de classificação, para contratação, ou revogar a licitação.

8.3.4. Qualificação técnica:

a) A empresa deverá apresentar, no mínimo, 1 (um) atestado de capacidade técnica, emitido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove ter a licitante prestado ou estar prestando serviços compatíveis com o objeto do certame.

8.2 Em hipótese alguma será concedido prazo para a apresentação de documentos de habilitação que não tiverem sido entregues na sessão própria, de modo que a falta de quaisquer documentos implicará a inabilitação da licitante.

(17)

8.3. Sob pena de inabilitação, os documentos encaminhados para habilitação deverão estar em nome da licitante, e, preferencialmente, com o número do CNPJ e o respectivo endereço.

8.4. Se a licitante for a matriz, todos os documentos deverão estar em nome da matriz, e se a licitante for a filial, todos os documentos deverão estar em nome da filial, exceto aqueles documentos que, pela própria natureza, comprovadamente, forem emitidos somente em nome da matriz.

8.5. Constatado o atendimento às exigências fixadas neste Edital, a licitante será declarada vencedora.

8.8. A empresa vencedora deverá apresentar ainda as seguintes declarações:

a) Certidão negativa de falência, concordata ou recuperação judicial expedida pelo distribuidor da sede da pessoa jurídica, ou de execução patrimonial, expedida no domicílio da pessoa física.

b) Declaração de que a empresa não utiliza mão-de-obra direta ou indireta de menores de idade, Lei Nº. 9.854, de 27 de outubro de 1999, nos termos do modelo constante do Anexo VII deste Edital;

c) Declaração de Fatos Impeditivos da Habilitação, conforme regulamentação constante da IN nº. 02/2010-SLTI/MPOG, Anexo VIII,

d) Declaração de que a empresa licitante conhece e concorda com as condições estabelecidas no edital e que atende aos requisitos de habilitação, segundo o Anexo XI.

e) Declaração de elaboração independente de proposta conforme o Anexo X deste Edital. f) Declaração de Micro Empresa/Empresa de Pequeno Porte, conforme modelo do Anexo IX.

g) Termo de Vistoria nos moldes do Anexo XII emitido pela CRO/11, ou Declaração de Dispensa de Vistoria – Anexo XIII.

h) Certidão de Idoneidade constante do Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (CEIS), emitida pelo site da Controladoria Geral da União -

http://www.portaldatransparencia.gov.br/ceis/Consulta.seam.

i) Prova de inexistência de débitos inadimplidos perante a Justiça do Trabalho (CNDT). j) Caso a empresa utilize a margem de preferência prevista no Decreto 8186 de 17 de janeiro de 2014, deverá além de declarar-se no Ato do envio de sua proposta inicial que atendem aos requisitos previstos no art. 2º do referido Decreto e, apresentar a cópia da publicação do Certificado CERTICS, na forma do § 3º do art. 8º da Portaria nº 555, de 2013, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, para que seja observada a margem de preferência de 18% (dezoito por cento).

8.9. As empresas que estiverem com os documentos dos itens 8.3.1 e 8.3.3 em dia no SICAF, estão dispensadas de apresentá-los para a Administração.

8.10. Se a documentação de habilitação não estiver completa e correta ou contrariar qualquer dispositivo deste Edital e seus Anexos, o pregoeiro considerará o proponente inabilitado, devendo instruir o processo com vistas a possíveis penalidades.

(18)

8.11. Os documentos exigidos para habilitação que não estejam contemplados no SICAF, inclusive os anexos, deverão ser enviados imediatamente, pelo site após convocação pelo pregoeiro no sistema eletrônico.

8.12. O licitante vencedor deverá enviar os documentos originais relacionados nos itens 7.13 e 8.3 no prazo de 48 (quarenta e oito) horas após o encerramento da sessão pública, para o seguinte endereço:

COMISSÃO REGIONAL DE OBRAS DA 11ª RM Subseção de Licitação

Pregão Eletrônico SRP 03/2014

QGEx –ÁREA DE GARAGENS – Setor Militar Urbano 70.630-901 – Brasília – DF.

8.13. Para fins de habilitação, a verificação pelo CRO/11, nos sítios oficiais de órgãos entidades emissoras de certidões, constitui meio legal de prova.

8.15. Não serão aceitos protocolos de entrega ou solicitação de documento em substituição aos requeridos neste Edital e seus Anexos.

9. DOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS

9.1. Os pedidos de esclarecimento referente ao processo licitatório deverão ser enviados ao Pregoeiro, até 03 (três) dias úteis anteriores à data fixada para abertura da sessão pública, exclusivamente por meio eletrônico via internet, no endereço: licitacaocro11@gmail.com.

9.2. As dúvidas a serem dirimidas por telefone serão somente aquelas de ordem estritamente informal.

10. DA IMPUGNAÇÃO DO ATO CONVOCATÓRIO

10.1. Até dois dias úteis antes da data fixada para abertura da sessão pública, qualquer pessoa poderá impugnar o ato convocatório do Pregão, no site eletrônico ou no endereço:

licitacaocro11@gmail.com.

10.2. Não serão reconhecidas as impugnações interpostas, enviadas por fax e vencidos os respectivos prazos legais.

10.3. Caberá ao pregoeiro auxiliado pelo setor responsável pela elaboração do Termo de Referência, decidir sobre a impugnação no prazo de vinte e quatro horas.

10.4. Acolhida à petição contra o ato convocatório, será definida e publicada nova data para a realização do certame.

11. DOS RECURSOS ADMINISTRATIVOS

11.1. Declarado o vencedor, o pregoeiro abrirá prazo de 30 (trinta) minutos, durante o qual, qualquer licitante poderá durante a sessão pública, manifestar imediata e motivadamente, em campo próprio do sistema, a intenção de recorrer, quando lhe será concedido o prazo de 3 (três) dias

(19)

corridos para apresentar as razões de recurso, também apresentado em campo próprio do sistema, ficando os demais licitantes, desde logo, intimados para, querendo, apresentarem contratações em igual prazo, que começará a contar do térmico do prazo do recorrente, sendo-lhe asseguradas vista imediata dos elementos indispensáveis à defesa de seus interesses.

11.1.1. A falta de manifestação imediata e motivada do licitante quanto à intenção de recorrer, importará na decadência desse direito, ficando o pregoeiro autorizado a adjudicar o objeto ao licitante declarado vencedor, conforme dispõe o § 1º do Art. 26 do Decreto nº 5.450/2005.

11.1.2. Os autos do processo permanecerão para vistas aos interessados, na Comissão Regional de Obras da 11ª RM QGEX – Área de Garagens – Setor Militar Urbano 70.630-901 – Brasília – DF. Não serão enviados documentos via fax.

11.2. O acolhimento de recurso importará a invalidação apenas dos atos insuscetíveis de aproveitamento.

12. DA ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO

12.1. Na hipótese de inexistência de recursos, a adjudicação será feita pelo pregoeiro, que encaminhará o processo devidamente instruído à autoridade competente, para homologação.

12.2. No caso de existência de recursos, após decididos e constatada a regularidade dos atos praticados, a autoridade competente adjudicará o objeto e homologará o procedimento licitatório.

13. DAS OBRIGAÇÕES DAS PARTES

13.1. Constituem obrigações da CONTRATADA, além de outras previstas nos documentos contratuais e legislação pertinente, as seguintes:

13.1.1. Executar os trabalhos do objeto do contrato de acordo com a melhor técnica aplicável, com zelo e diligência, e manter as áreas de trabalho continuamente limpas e desimpedidas, observando o disposto na legislação e normas relativas à proteção ambiental.

13.1.2. Fornecer todos os materiais, de acordo com as especificações técnicas.

13.1.3. Assumir despesas referentes a transporte, carga, descarga e movimentação de materiais, suas respectivas perdas e estocagem.

13.1.4. Substituir, às suas expensas e responsabilidade, os materiais que não estiverem de acordo com as especificações técnicas.

13.1.5. Fornecer, às suas expensas e responsabilidade, toda mão-de-obra direta ou indireta a ser empregada no serviço, devendo a condução dos serviços ser confiada a profissionais idôneos, devidamente qualificados e aceitos pela Fiscalização da CONTRATANTE.

13.1.6. Acatar, sem ônus para a CONTRATANTE, as determinações no sentido de reparar e/ou refazer de imediato os serviços executados com vícios e/ou defeitos.

13.1.7. Responsabilizar-se pelo correto comportamento e eficiência do pessoal sob sua direção, podendo a CONTRATANTE, a seu exclusivo critério e motivadamente, exigir a retirada de qualquer pessoa do local de execução dos serviços, cuja permanência naquele local seja considerada indesejável, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas.

(20)

13.1.8. Cumprir a legislação e normas relativas à segurança e medicina do trabalho, especialmente as prescrições da NR 18: Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção, do Ministério do Trabalho. Diligenciar para que seus empregados e os de seus possíveis subcontratados trabalhem com Equipamentos de Proteção Individual (EPI), tais como capacetes, botas, luvas, capas, óculos, cintos e equipamentos adequados para cada tipo de serviço que estiver sendo desenvolvido. A CONTRATANTE poderá paralisar os serviços se os empregados não estiverem devidamente protegidos. O ônus de paralisação correrá por conta da CONTRATADA, mantendo-se inalterados os prazos contratuais.

13.1.8.1. A CONTRATADA será a única responsável pela ocorrência de qualquer acidente com seus empregados e ou terceiros, no local de execução dos serviços, pela inobservância ou descumprimento de qualquer medida de segurança prevista neste Edital.

13.1.9. Permitir e facilitar, no local de execução dos serviços, o trabalho de terceiros autorizados pela CONTRATANTE.

13.1.10. Requerer às concessionárias de serviços públicos, por sua conta, ligações provisórias e definitivas, bem como diligenciar sua obtenção arcando com as taxas e emolumentos de tais serviços.

13.1.11. Providenciar, por sua conta, todos os registros e licenças, exigidos por leis ou atos dos órgãos federais, estaduais e municipais competentes, para a execução do serviço, em especial as ambientais.

13.1.12. Arcar com todos os ônus e as obrigações concernentes às legislações social, trabalhista, previdenciária, tributária, fiscal, securitária, comercial, civil e criminal, que se relacionem direta ou indiretamente com o serviço, inclusive no tocante a seus empregados, dirigentes, subcontratados e prepostos.

13.1.13. Responder pelos danos e prejuízos de qualquer natureza, causados à CONTRATANTE ou a terceiros, por seus empregados, contratados, subcontratados e prepostos, em decorrência da execução do objeto contratado, respondendo por si e por seus sucessores.

13.1.14. Indenizar os danos e prejuízos aludidos no item anterior, nos termos da legislação própria.

13.1.15. Manter preposto aceito pela CONTRATANTE, no local do serviço, para representá-la na execução do contrato como Responsável Técnico.

13.1.16. Reparar, corrigir, remover, reconstruir ou substituir, às suas expensas, no total ou em parte, o objeto contratado quando se verificarem vícios, defeitos ou incorreções resultantes da execução dos serviços ou de materiais empregados.

13.1.17. Responsabilizar-se pelos danos causados diretamente à Administração ou a terceiros, decorrentes de sua culpa ou dolo na execução do contrato, não excluindo ou reduzindo essa responsabilidade a fiscalização ou o acompanhamento pela CRO/11 .

13.1.18. Manter, durante toda a execução do contrato, em compatibilidade com as obrigações assumidas, todas as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação, que serão confirmadas pela CONTRATANTE por meio de consulta “on-line” no SICAF.

13.1.19. Dos parâmetros técnicos de acessibilidade: a Contratada deverá aplicar na execução do objeto desta licitação os critérios e parâmetros técnicos prescritos na norma NBR 9050/2004 relacionados com a acessibilidade de pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida.

(21)

13.2. São obrigações da CONTRATANTE:

13.2.1. Efetuar as requisições de conformidade com a discriminação constante deste Edital. 13.2.2. Proporcionar todas as facilidades necessárias ao fornecimento dos produtos solicitados.

13.2.3.. Prestar as informações e os esclarecimentos que venham a ser solicitados pela licitante vencedora com relação ao objeto desta licitação.

13.2.4. Efetuar os pagamentos nas condições pactuadas.

13.2.5. Fiscalizar e acompanhar a execução e entrega do objeto desta licitação.

13.2.6. Comunicar à licitante toda e qualquer ocorrência relacionada com a entrega do objeto, diligenciando nos casos que existem providências corretivas.

14. DO EMPENHO

14.1. A Nota de Empenho em favor da adjudicatária será emitida após consulta ao SICAF, de acordo com as necessidades da CRO/11.

15. DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS

15.1. Com fundamento no artigo 7º da Lei n.º 10.520/2002 e no art. 28 do Decreto n.º 5.450/2005, ficará impedida de licitar e contratar com a União, Estados, Distrito Federal e Municípios e será descredenciada do SICAF e do cadastro de fornecedores da CONTRATANTE, pelo prazo de até 5 (cinco) anos, garantida a ampla defesa em caso de sanção, sem prejuízo das demais cominações legais e de multa de até 10% (trinta por cento) sobre o valor estimado para a contratação, a CONTRATADA que:

a) apresentar documentação falsa;

b) ensejar o retardamento da execução do objeto; c) falhar na execução do contrato;

d) fraudar na execução do contrato; e) comportar-se de modo inidôneo; f) cometer fraude fiscal;

g) fizer declaração falsa.

15.1.1. Para aplicação de sanções será observado o devido processo legal, por meio de instauração de processo administrativo previsto na lei n° 9.784/99.

15.2. Para os fins da alínea “e”, reputar-se-ão inidôneos atos tais como os descritos nos artigos 92, parágrafo único, 96 e 97, parágrafo único, da Lei n.º 8.666/1993.

15.3. Para condutas descritas nas alíneas “a”, “d”, “e”, “f” e “g” será aplicada multa de no máximo 10% do valor do contrato.

(22)

15.4. Para os fins das alíneas “b” e “c”, será aplicada notificação até o limite de 5 (cinco), cujo limite configura a aplicação de multa nas seguintes condições:

15.4.1. 0,5% (cinco décimos por cento) ao dia sobre o valor anual do contrato em caso de atraso na execução dos serviços, limitada a incidência a 10 (dez) dias. Após o 10º (décimo) dia e a critério da Administração, no caso de execução com atraso, poderá ocorrer a não-aceitação do objeto, de forma a configurar, nessa hipótese, inexecução total da obrigação assumida, sem prejuízo da rescisão unilateral da avença;

15.4.2. 10% (dez por cento) sobre o valor do contrato, em caso de atraso na execução do objeto, por período superior ao previsto no item 15.4.1, acima, ou de inexecução parcial da obrigação assumida;

15.4.3. 10% (dez por cento) sobre o valor anual do contrato, em caso de inexecução total da obrigação assumida;

15.4.4. 5% sobre o valor do contrato no caso de descumprimento de qualquer cláusula do respectivo contrato ou condição estabelecida pela Administração.

15.5. As multas aplicadas, após processo administrativo, serão deduzidas da garantia do contrato, caso o valor da penalidade seja superior ao da garantia, será descontado do pagamento a que a Contratada fizer jus. Em caso de inexistência ou insuficiência de crédito da Contratada, o valor devido será cobrado administrativamente e/ou judicialmente.

15.6. Incorre em crime, com a conseqüente punição, aquele que concorre para a consumação das ilegalidades relacionadas nos Art. 89 a 98 da Lei 8.666/93.

15.6.1 Os crimes definidos nesta Lei são de ação penal pública incondicionada, cabendo ao Ministério Público promovê-la, conforme determinação constante em seu Art. 100.

15.7. A aplicação das sanções previstas não exclui a possibilidade da responsabilidade civil do contratado por eventuais perdas e danos à Administração Pública.

15.8. A multa aplicada deverá ser recolhida ao Tesouro Nacional por meio de GRU (Guia de Recolhimento da União), no prazo máximo de 10 (dez) dias corridos, a contar da data do recebimento da notificação enviada pela Contratante e o recibo entregue na Tesouraria da CRO/11 dentro do prazo de 5 (cinco) dias úteis, sob pena de cobrança de juros moratórios a partir deste prazo.

15.9. Se o adjudicatário não apresentar situação regular de habilitação, serão convocados os licitantes remanescentes para celebrá-lo, observada a ordem de classificação, sujeitando-se o licitante desistente às penalidades, na forma da Lei.

15.10. O atraso injustificado na entrega do objeto sujeitará o contratado à multa de mora, na forma prevista neste Edital e no contrato.

16. DOS USUÁRIOS

16.1. A Ata de Registro de Preços poderá ser usada por órgão ou entidade da Administração que não tenha participado do certame licitatório, desde que autorizado pela CRO/11 e em conformidade com o art. 22º do Decreto nº 7.892, de 23 de janeiro de 2013.

(23)

16.2. Os órgãos e entidades que não participaram do registro de preços, quando desejarem fazer uso da Ata de Registro de Preços, deverão consultar o órgão gerenciador da ata para manifestação sobre a possibilidade de adesão (§ 1º, art. 22 do Dec. nº 7.892/13).

16.3. Caberá ao fornecedor beneficiário da Ata de Registro de Preços, observadas as condições nela estabelecidas, optar pela aceitação ou não do fornecimento decorrente de adesão, desde que não prejudique as obrigações presentes e futuras decorrentes da ata, assumidas com a CRO/11 e órgãos participantes (§ 3º, art. 22 do Dec. nº 7.892/13).

16.4. As aquisições ou contratações adicionais a que se refere este artigo não poderão exceder, por órgão ou entidade, a cem por cento dos quantitativos dos itens do instrumento convocatório e registrados na Ata de Registro de Preços para a CRO/11 e órgãos participantes (§ 3º, art. 22 do Dec. nº 7.892/13).

16.5. O quantitativo decorrente das adesões à Ata de Registro de Preços não poderá exceder, na totalidade, ao quíntuplo do quantitativo de cada item registrado na Ata de Registro de Preços para a CRO/11 e órgãos participantes, independente do número de órgãos não participantes que aderirem (§ 4º, art. 22 do Dec. nº 7.892/13).

16.6. A CRO/11 somente poderá autorizar adesão à ata após a primeira aquisição ou contratação por órgão integrante da ata, exceto quando, justificadamente, não houver previsão no edital para aquisição ou contratação pela CRO/11 (§ 5º, art. 22 do Dec. nº 7.892/13).

16.6. Após a autorização da CRO/11, o órgão não participante deverá efetivar a aquisição ou contratação solicitada em até noventa dias, observado o prazo de vigência da ata (§ 6º, art. 22 do Dec. nº 7.892/13).

16.7. Compete ao órgão não participante os atos relativos à cobrança do cumprimento pelo fornecedor das obrigações contratualmente assumidas e a aplicação, observada a ampla defesa e o contraditório, de eventuais penalidades decorrentes do descumprimento de cláusulas contratuais, em relação às suas próprias contratações, informando as ocorrências ao órgão gerenciador (§ 7º, art. 22 do Dec. nº 7.892/13).

16.8. É vedada aos órgãos e entidades da Administração Pública Federal a adesão a Ata de Registro de Preços gerenciada por órgão ou entidade municipal, distrital ou estadual (§ 8º, art. 22 do Dec. nº 7.892/13).

É facultada aos órgãos ou entidades municipais, distritais ou estaduais a adesão a Ata de Registro de Preços da Administração Pública Federal (§ 9º, art. 22 do Dec. nº 7.892/13).

17. DA PRESTAÇÃO DE GARANTIA

17.1 - Como garantia da execução plena do objeto, será exigida da Contratada a prestação de garantia correspondente a 2% (dois por cento) do valor do Contrato, conforme previsto no Art. 56 da Lei n.º 8.666, de 1993, cuja validade será concomitante ao período de vigência do contrato, e deverá ser apresentada no prazo máximo de 10 dias contados da solicitação da mesma pela CONTRATANTE.

17.2 - A CONTRATADA deverá repor, no prazo de 10 (dez) dias, o valor da garantia eventualmente utilizada pela CONTRATANTE.

(24)

17.3 - A garantia prestada pela CONTRATADA será liberada ou restituída após a execução deste Contrato e total adimplemento das Cláusulas avençadas.

17.4 – Fica vedado à CONTRATADA pactuar com terceiros (seguradoras, instituições financeiras etc.), cláusulas de não ressarcimento ou não liberação do valor dado à garantia para o pagamento de multas por descumprimento contratual.

17.5. – No caso de aditivo ao Contrato, a Contratada terá até 10 (dez) dias contados da solicitação da Contratante, para apresentar a prorrogação de prazo e/ou atualização do valor da respectiva garantia, sob pena de sofrer sanção administrativa.

18. DA CONTRATAÇÃO

18.1. As obrigações decorrentes da presente licitação serão formalizadas por instrumento específico escrito de contrato, que ocorrerá após a homologação, sendo o adjudicatário convocado para assinar o contrato e terá o prazo de 5 (cinco) dias úteis para fazê-lo.

18.2. Na assinatura do contrato será exigida a comprovação das condições de habilitação consignadas no edital, as quais deverão ser mantidas pelo licitante durante a vigência do contrato.

18.3. O vencedor da licitação que não fizer a comprovação referida no item 17.2, acima, ou quando, injustificadamente, recusar-se a assinar o contrato, poderá ser convocado outro licitante, desde que respeitada a ordem de classificação, para, após comprovados os requisitos habilitatórios e feita a negociação, assinar o contrato, sem prejuízo das multas previstas em edital e no contrato e das demais cominações legais.

18.4. Quando o vencedor da licitação não fizer a comprovação referida nos parágrafos anteriores, ou quando injustificadamente recusar-se a assinar o contrato nos prazos e condições estabelecidas no ato convocatório da licitação, a CRO/11 poderá convocar outro licitante, segundo a ordem de classificação, para, após a comprovação dos requisitos habilitatórios e feita a negociação, assinar o contrato, sem prejuízo das multas e demais cominações legais.

18.5. O Contratado fica obrigado a aceitar nas mesmas condições contratuais, os acréscimos ou supressões que se fizerem nos serviços, até o limite de 25% do valor inicial atualizado do contrato, nas formas do artigo 65, parágrafo 1º da Lei 8.666/93.

18.6 Antes da assinatura do contrato a Contratante efetuará consulta ao Cadastro Informativo (CADIN), conforme estabelecido no inciso III, Art. 6º, da Lei nº 10.522/2002.

19. DO PAGAMENTO

19.1 O pagamento será creditado em nome da Contratada, mediante ordem bancária em conta corrente por ela indicada, uma vez satisfeitas às condições estabelecidas, no prazo de até 30 (trinta) dias corridos, contados da data do recebimento da nota fiscal/fatura e dos respectivos documentos comprobatórios.

19.2 Os pagamentos, mediante emissão de qualquer modalidade de ordem bancária, serão realizados desde que a Contratada efetue a cobrança de forma a permitir o cumprimento das

(25)

exigências legais, principalmente no que se refere às retenções tributárias.

19.3 Antes de cada pagamento será realizada consulta “ON LINE” ao SICAF, visando apurar a regularidade da situação do fornecedor, sem a qual os referidos atos serão sobrestados até a sua regularização.

19.4 A CRO/11 reterá na fonte os impostos sobre os pagamentos que efetuar às pessoas jurídicas, de acordo com a legislação vigente.

19.5 O descumprimento das obrigações trabalhistas, previdenciárias e as relativas ao FGTS ensejará o pagamento em juízo dos valores em débito, sem prejuízo das sanções cabíveis.

20. DOS PRAZOS

20.1. Prazo de Entrega:

20.1.1 A CONTRATADA deverá entregar os produtos, decorrentes do objeto desta licitação, em até 15 dias a partir da emissão da nota de empenho.

21. DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

21.1 Trata-se de licitação para registro de preços, portando nos termos do art. 7º, §2º, do Decreto nº 7.892 de 23 de janeiro de 2013, que regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei 8.666/93, não é necessário indicar a dotação orçamentária, somente exigida para a formalização do contrato ou outro instrumento hábil.

22. DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

22.1 Após a proclamação do resultado da licitação e adjudicação do objeto da licitação pelo Pregoeiro, será efetuado o registro de preços e confeccionada a respectiva Ata de Registro de Preços, compromisso a ser firmado entre a(s) licitante(s) vencedora(s) e o Órgão Gerenciador, sendo homologada pela autoridade competente.

22.2 O Fornecedor será convocado para, no prazo de 10 (dez) dias úteis, contados da data de recebimento da convocação, assinar a Ata de Registro de Preços.

22.3 O prazo para assinatura da Ata de Registro de Preços, poderá ser prorrogado por igual período, desde que solicitado por escrito e mediante motivo justificado e aceito pela Administração.

22.4 Com a assinatura da Ata de Registro de Preços, a empresa que teve o seu preço registrado assume o compromisso de atender durante o prazo de sua vigência, os pedidos realizados, quando então será emitida a respectiva Nota de Empenho.

22.5 A Ata de Registro de Preços deverá ser assinada pelo(s) representante(s) legal(is) da(s) empresa(s) vencedora(s) (classificada(s) em primeiro lugar).

22.6 A Ata de Registro de Preços é um compromisso de fornecimento firmado pelo licitante vencedor e destina-se a subsidiar o acompanhamento dos preços.

(26)

22.7 No caso do fornecedor primeiro classificado, depois de convocado, não comparecer ou se recusar a assinar a Ata de Registro de Preços, sem prejuízo das sanções a ele previstas neste Edital, a CRO/11 registrará os demais licitantes, na ordem de classificação, mantido o preço do primeiro classificado na licitação.

22.8 As licitantes classificadas a partir do 2° lugar poderão aderir ao preço do 1° colocado através de manifestação de vontade por escrito para convocação pelo Inadimplemento do 1° colocado.

23. DO CANCELAMENTO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

23.1 A Ata de Registro de Preços deverá ser cancelada: a) automaticamente, por decurso de prazo de vigência; b) quando não restarem fornecedores registrados; ou c) pela CRO/11, quando caracterizado o interesse público.

24. DO CANCELAMENTO DO REGISTRO DO FORNECEDOR

24.1 O fornecedor terá seu registro na Ata cancelado, por intermédio de processo administrativo específico, assegurado o contraditório e a ampla defesa.

24.1.1 A pedido, quando:

a) comprovar estar impossibilitado de cumprir as exigências da Ata, por ocorrência de casos fortuitos ou de força maior;

b) o seu preço registrado se tornar, comprovadamente, inexeqüível em função da elevação dos preços de mercado dos insumos que compõem o custo do produto.

24.1.2 Pela Administração, unilateralmente, quando:

a) não aceitar reduzir o preço registrado, na hipótese deste se tornar superior àqueles praticados no mercado;

b) perder qualquer condição de habilitação e qualificação técnica exigida no procedimento licitatório;

c) por razões de interesse público, devidamente, motivado e justificado;

d) o fornecedor não cumprir as obrigações decorrentes da Ata de Registro de Preços;

e) o fornecedor não comparecer ou se recusar a retirar, no prazo estabelecido, os pedidos de compra decorrentes da Ata de Registro de Preços; e

f) caracterizada qualquer hipótese de inexecução total ou parcial das condições estabelecidas na Ata de Registro de Preços ou nos pedidos de compra dela decorrentes.

Imagem

temas relacionados :