Montagen_Motor CUMMINS 8.3L

264 

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

l

Eletrônico

APLICAÇÃO NO VEÍCULO: Cargo

ASSUNTO PÁGINA

DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO ... 303-01B-02 IDENTIFICAÇÃO DO MOTOR ... 303-01B-02 MOTOR COMPLETO ... 303-01B-09 REMOÇÃO... 303-01B-09 INSTALAÇÃO... 303-01B-36 DESMONTAGEM... 303-01B-62 MONTAGEM ... 303-01B-112 LIMPEZA E INSPEÇÃO DO BLOCO ... 303-01B-119 MEDIÇÃO ... 303-01B-194 ALINHAMENTO DO FURO ... 303-01B-194 EXCENTRICIDADE DO FURO... 303-01B-201 INSTALAÇÃO DA EMBREAGEM... 303-01B-202 VERIFICAÇÃO DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL... 303-01B-202 INSTALAÇÃO DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL... 303-01B-203 VERIFICAÇÃO E INSTALAÇÃO DO COMPRESSOR DE AR ... 303-01B-205 SINCRONIZAÇÃO DO COMPRESSOR DE AR ... 303-01B-206 VERIFICAÇÃO E INSTALAÇÃO DA TAMPA DAS ENGRENAGENS ... 303-01B-209 VERIFICAÇÃO E INSTALAÇÃO DO AMORTECEDOR DE VIBRAÇÕES ... 303-01B-213 TRINCAS NO BLOCO DOS CILINDROS – DIRETRIZES DE REUTALIZAÇÃO... 303-01B-223 MEDIÇÃO DO COMPRIMENTO LIVRE ... 303-01B-233

(2)

Identificação do Motor

A plaqueta de dados do motor contém informações importantes sobre o motor. O número de série do motor (ESN) e a lista de peças de controle (CPL) fornecem informações de serviço e pedidos de peças.

(3)

Nota: se a plaqueta de dados (1) do motor não estiver legível, o número de série do motor (2) poderá ser identificado no bloco do motor, sobre a carcaça do arrefecedor de óleo lubrificante. Outras informações sobre o motor encontram-se na plaqueta de dados do módulo eletrônico de controle (ECM).

Nomenclatura dos Motores

A nomenclatura dos motores fornece o modelo do motor e sua classificação de potência.

Plaqueta de Dados do ECM

A plaqueta de dados do ECM encontra-se na parte dianteira do ECM.

A plaqueta de dados do ECM fornece as seguintes informações:

• Número de peça (PN) do ECM. • Número de série (SN) do ECM. • Código de data (DC) do ECM. • Número de série do motor (ESN).

• Código do ECM (identifica o software instalado no ECM).

(4)

Diagramas do Motor Vistas do Motor

As ilustrações a seguir mostram a localização dos principais componentes externos do motor, filtros e outros pontos de serviço e de manutenção. A localização de alguns componentes externos poderá variar em função do modelo do motor.

Nota: as ilustrações são apenas uma referência para montar um motor típico. Vista Dianteira do Motor

1. Suporte de içamento do motor 2. Respiro do cárter

3. Conexão de admissão de ar

4. Bocal de enchimento de óleo do motor

5. Tampa dianteira das engrenagens 6. Ventilador

(5)

Vistas do Motor (Continuação) Vista do Lado de Escape do Motor

1. Coletor de escape 2. Turbocompressor 3. Respiro do cárter 4. Tampa dos balancins

5. Tubo de enchimento de óleo do motor 6. Carcaça dos balancins

7. Conexão de saída do líquido de arrefecimento

8. Conexão de entrada do líquido de arrefecimento

9. Arrefecedor de óleo lubrificante 10. Filtro de óleo lubrificante

11. Localização da vareta medidora do nível de óleo

(6)

Vistas do Motor (Continuação)

Vista do Lado de Admissão do Motor

1. Conexão de admissão de ar 2. Aquecedor do ar de admissão 3. Common Rail

4. Coletor de dreno de combustível 5. Filtro de combustível

6. Tubo de respiro do cárter

7. Tubo de dreno de óleo do respiro do cárter

8. Motor de partida

9. Bujão de dreno de óleo do motor

10. Bomba de transferência de combustível elétrica

11. Módulo Eletrônico de Controle (ECM) 12. Compressor de ar

13. Plaqueta de dados do motor 14. Bomba de alta pressão

(7)

Vistas do Motor (Continuação) Vista Traseira do Motor

1. Suporte de içamento do motor 2. Turbocompressor

3. Conexão da linha de dreno do injetor 4. Carcaça do volante

5. Volante do motor

6. Conexão da linha de suprimento de combustível

7. Conexão da linha de dreno de combustível 8. Conexão de admissão de ar

(8)

Vistas do Motor (Continuação) Vista Superior do Motor

1. Saída de ar do turbocompressor 2. Respiro do cárter

3. Carcaça do volante

4. Tubo de dreno de óleo do respiro do cárter

5. Tubo de respiro do cárter

6. Suporte do filtro de combustível 7. Conexão de entrada de ar 8. Bomba de alta pressão

9. Bocal de enchimento de óleo do motor

(9)

REMOÇÃO E INSTALAÇÃO

Remoção

OBSERVAÇÕES

INICIAIS: antes de proceder qualquer serviço no motor, tome as seguintes precauções:

A - Aplique o freio de estacionamento e calce devidamente as rodas do veículo.

B - Certifique-se de que a alavanca de mudanças de marcha esteja em neutro.

C - Desconecte o cabo negativo da bateria.

D - Libere o ar comprimido do reservatório principal de freio, abrindo as torneiras.

1. Prepare o veículo para a remoção do motor, executando as operações descritas nas “Observações Preliminares” e Basculamento da Cabina. Consulte a seção 100-02 - Aplicação do Macaco e Levantamento do Veículo.

2. Remova a cobertura de proteção do motor lado esquerdo.

(10)

3. Remova a cobertura de proteção do motor do lado direito.

4. Remova a cobertura traseira de proteção do motor.

(11)

Cuidado: proteja sempre as mãos e o rosto contra eventuais queimaduras resultantes do contato com o óleo

quente.

Cuidado: o óleo usado é prejudicial à saúde suspeita-se que possa causar câncer de pele caso permaneça em contato com a pele por longos períodos. Evite o contato com a pele e lave bem as mãos com água e sabão depois de

lo.

Nota: todo o óleo usado deverá ser recolhido e armazenado adequadamente para

posterior reciclagem. Não descarte o óleo no solo, sistema de esgoto ou outro local que possa de alguma forma prejudicar o meio ambiente.

Nota: limpe a área ao redor do bujão de drenagem.

(12)

6. Remova as mangueiras de abastecimento de ar do freio da carreta.

(13)

8. Remova os parafusos de fixação da plataforma.

(14)

9. Remova as mangueiras do seletor de marchas.

10. Remova a mangueira de alimentação de ar da válvula de acionamento da reduzida.

11. Remova a mangueira de saída de ar do conjunto filtro de ar / regulador.

(15)

12. Remova a mangueira de alimentação de ar do conjunto filtro de ar / regulador.

13. Remova a mangueira de ar do freio do contra eixo.

14. Remova o conector elétrico do interruptor de marcha à ré.

(16)

15. Remova o conector elétrico do sensor de velocidade.

Nota: descarte o lacre.

16. Remova a mangueira de alimentação de ar do acionamento pneumático da embreagem.

17. Remova os parafusos de fixação do acionamento pneumático da embreagem, e o suporte das mangueiras de ar.

(17)

18. Remova a árvore longitudinal da caixa de mudanças.

Nota: faça uma marca para a posterior montagem, isto evitará o desbalanceamento do conjunto.

19. Remova o tirante de acionamento da transmissão.

(18)

20. Remova as porcas de fixação dos cabos de aterramento na carcaça da transmissão e os suportes de fixação do chicote elétrico.

21. Remova a proteção acústica lateral esquerda da transmissão.

(19)

22. Remova a abraçadeira de fixação do tubo primário ao silencioso traseiro.

23. Solte as porcas de fixação dos coxins do silencioso traseiro.

24. Remova o silencioso traseiro.

25. Feche a torneira da tubulação de transferência entre tanques.

(20)

26. Remova a mangueira de transferência entre tanques da torneira.

Nota: instale um plugue para fechar a mangueira de transferência entre tanques. Nota: ao executar este procedimento mantenha em baixo um recipiente para colher o combustível caso ele vaze.

27. Remova as abraçadeiras plásticas e remova a tubulação de transferência entre tanques.

(21)

28. Remova os parafusos de fixação do suporte da tubulação de transferência entre tanques.

29. Remova a mangueira de alimentação de ar do freio motor.

(22)

30. Remova a abraçadeira de fixação do tubo primário no turbo compressor.

31. Remova o suporte de fixação do tubo primário à transmissão.

32. Remova o tubo primário.

33. Fixe com o auxílio de corrente a transmissão a uma talha.

(23)

34. Remova os 12 parafusos de fixação da transmissão na carcaça da embreagem (mostrando apenas 07 parafusos).

Cuidado: ao manusear peças volumosas e e pesadas, tome todas as precauções de segurança

necessárias.

(24)

36. Remova o conector elétrico do sensor de restrição de ar e o conector elétrico do sensor de temperatura do ar externo na carcaça do filtro de ar.

37. Remova o duto de ar do filtro de ar a entrada do turbo compressor.

(25)

38. Remova os parafusos de fixação do suporte da tubulação de enchimento de óleo e vareta medidora do nível de óleo do motor.

39. Remova o duto de admissão de ar do motor, soltando as abraçadeiras na saída do turbo compressor e na entrada do aftercooler.

(26)

40. Remova o duto de admissão de ar do motor, soltando as abraçadeiras na saída do aftercooler e na entrada do coletor de admissão do motor.

(27)

Cuidado: proteja sempre as mãos e o rosto contra eventuais queimaduras resultantes do contato com o fluído de arrefecimento quente. Cuidado: evite o contato com a pele e lave

bem as mãos com água e sabão depois de manuseá-lo.

Nota: todo o fluído de arrefecimento usado deverá ser recolhido e armazenado adequadamente para posterior reciclagem. Não descarte o fluído de arrefecimento no solo, sistema de esgoto ou outro local que possa de alguma forma prejudicar o meio ambiente.

42. Drene o sistema de arrefecimento do motor, soltando a mangueira inferior do radiador.

43. Remova as mangueiras de água do ar quente. Nota: marque a posição para a posterior

(28)

44. Remova os conectores das mangueiras de alimentação e retorno de combustível.

45. Remova o tubo de alimentação de ar do compressor ao reservatório de ar.

46. Desconecte o chicote elétrico do motor de partida.

(29)

47. Desconecte o chicote elétrico do solenóide do motor de partida.

48. Remova as mangueiras de ar do governador do compressor de ar.

49. Desconecte a mangueira de saída de água do motor e a mangueira de desaeração do sistema de arrefecimento.

(30)

50. Remova a mangueira de desaeração do sistema de arrefecimento do cabeçote.

51. Remova os parafusos de fixação dos coxins do radiador.

(31)

52. Remova a mangueira do reservatório de expansão do sistema de arrefecimento no tubo de entrada de água do motor.

53. Remova o chicote elétrico do alternador.

54. Desconecte o conector elétrico do sensor de temperatura do motor.

(32)

55. Desconecte o conector elétrico do chicote elétrico do sensor de temperatura do ar admitido.

56. Desconecte os conectores do chicote principal ao chicote do motor.

(33)

58. Desconecte o sensor de pressão de óleo do motor.

59. Remova as cupilhas trava e remova as porcas de fixação do coxim dianteiro do motor.

(34)

60. Remova o suporte de fixação dos coxins traseiros do motor.

61. Com o auxílio de uma corrente e talha, levante o motor devagar até conseguir acesso à bomba de direção hidráulica.

(35)

62. Remova os dois parafusos de fixação da bomba da direção hidráulica (mostrando apenas um parafuso).

Cuidado: ao manusear peças volumosas e pesadas, tome todas as precauções de segurança

necessárias.

(36)

Instalação

Cuidado: ao manusear peças volumosas e

pesadas, tome todas as

precauções de segurança

necessárias.

1. Com o auxílio de um guincho ou talha, posicione os ganchos nas alças de sustentação existentes no cabeçote do motor.

2. Levante o motor o suficiente para passá-lo acima da longarina do chassi do veículo. Movimente-o em direção ao seu compartimento com a parte dianteira voltada para a direita. Gire o motor 90° e abaixe-o cuidadosamente até um posição adequada para a instalação da bomba da direção hidráulica.

3. Instale a bomba da direção hidráulica, aplicando um torque de 38-52 Nm (28-38 lbf.pé) em seus pois parafusos de fixação (mostrando apenas um).

(37)

4. Abaixe o motor cuidadosamente para trás até os coxins traseiros apóiem em seus respectivos suportes.

5. Levante ligeiramente a parte dianteira do motor e posicione o coxim dianteiro, alinhando seus furos com os da travessa do chassi e do suporte.

6. Remova os ganchos nas alças de fixação existentes no cabeçote do motor.

7. Instale o suporte dos coxins traseiros do motor, aplicando um torque de 102-142 Nm (75-105 lbf.pé).

(38)

8. Fixe o coxim dianteiro do motor, aplicando um torque de 68-95 Nm (50-70 lbf.pé) em suas porcas de fixação e instale a cupilha trava. Nota: utilize cupilhas trava novas.

9. Conecte o sensor de pressão óleo do motor.

(39)

11. Conecte os conectores do chicote principal ao chicote do motor.

12. Volte o conjunto radiador e aftercooler em sua posição original.

13. Fixe os coxins de fixação do radiador aplicando um torque de 52-82 Nm (38-60 lbf.pé).

(40)

14. Instale o tirante do radiador aplicando um torque de 16-23 Nm (11-17 lbf.pé).

15. Instale os conectores da tubulação de alimentação e retorno de combustível.

16. Instale a abraçadeira da mangueira do ar quente, aplicando um torque de 2-3 Nm (17-26 lb.pol.).

Nota: aplique uma camada de vedante Permantex (Especificação MKD 71), ou equivalente em ambas as extremidades da mangueira.

(41)

17. Conecte o conector elétrico do sensor de temperatura do motor.

18. Instale o chicote elétrico do alternador, aplicando um torque de 3-4 Nm (26-35 lbf.pé) no cabo massa, 12,5-14,5 Nm (9-10 lbf.pé) no cabo positivo e 3-4 Nm (26-35 lb.pol.) no cabo L.

19. Instale a mangueira do reservatório de expansão no tubo de entrada de água do motor, aplicando um torque de 3-4 Nm (26-35 lb.pol.) na sua abraçadeira de fixação.

Nota: aplique uma camada de vedante Permantex (Especificação MKD 71), ou equivalente em ambas as extremidades da mangueira.

(42)

20. Instale a mangueira de desaeração do sistema de arrefecimento no cabeçote do motor, aplicando um torque de 2-3 Nm (17-26 lb.pol.) na sua abraçadeira de fixação.

Nota: aplique uma camada de vedante Permantex (Especificação MKD 71), ou equivalente em ambas as

extremidades da mangueira.

21. Instale a mangueira do radiador e mangueira de desaeração do sistema de arrefecimento, aplicando um torque de 2-3 Nm (17-26 lb.pol.) na abraçadeira de fixação da mangueira do radiador e um torque de 5-6 Nm (44-53 lb.pol.) na abraçadeira de fixação da mangueira de desaeração do sistema de arrefecimento.

Nota: aplique uma camada de vedante Permantex (Especificação MKD 71), ou equivalente em ambas as

extremidades da mangueira.

22. Conecte o conector elétrico no chicote do sensor de temperatura do ar de admissão.

(43)

23. Instale as mangueiras de ar no governador do compressor de ar.

24. Instale o chicote elétrico no motor de partida, aplicando um torque de 24,5-27,5 Nm (18-20 lbf.pé).

25. Instale o chicote elétrico no solenóide do motor de partida, aplicando um torque de 2-2,5 Nm (17-22 lb.pol.).

(44)

26. Instale a tubulação da alimentação de ar do compressor ao reservatório de ar, aplicando um torque de 42-57 Nm (31-42 lb.pol.).

27. Instale o duto de saída do aftercooler e de entrada no coletor de admissão, aplicando um torque de 9-11 Nm (6-8 lbf.pé) em suas abraçadeiras de fixação.

(45)

28. Instale o duto de admissão de ar do motor, instalando as abraçadeiras nas extremidades do turbo compressor e na entrada do aftercooler, aplicando um torque de 6-9 Nm (6-8 lbf.pé) em suas abraçadeiras de fixação.

(46)

29. Instale o tudo de admissão de ar filtrado do filtro de ar ao turbo compressor, aplicando um torque de 10-15 Nm (7-8 lbf.pé) em suas abraçadeiras de fixação.

30. Instale o conector elétrico do sensor de restrição de ar e sensor de temperatura do ar externo.

(47)

31. Instale o suporte da tubulação de enchimento de óleo e da vareta de medição do nível de óleo, aplicando um torque de 21-32 Nm (15-23 lbf.pé) em seus parafusos de fixação.

32. Instale a mangueira inferior do radiador, aplicando um torque de 5-6 Nm (44-53 lb.pol.) na abraçadeira de fixação.

Nota: aplique uma camada de vedante Permantex (Especificação MKD 71), ou equivalente em ambas as extremidades da mangueira.

Cuidado: ao manusear peças volumosas e pesadas, tome todas as precauções de segurança

(48)

33. Instale a transmissão na carcaça do volante do motor, com o auxílio de uma corrente e talha.

34. Aplique um torque de 39-52 Nm (28-38 lbf.pé) em seus doze parafusos de fixação(mostrando apenas dez parafusos).

(49)

35. Instale os cabos de aterramento na carcaça da transmissão e os suportes de fixação do chicote elétrico, aplicando um torque de 27-30 Nm (20-22 lbf.pé) em seus parafusos de fixação.

36. Instale o tirante de acionamento da transmissão na transmissão, aplicando um torque de 16-23 Nm (11-17 lbf.pé) em seus dois parafusos de fixação.

37. Instale o tirante de acionamento da transmissão na trambulador da alavanca de troca de marchas, aplicando um torque de 65-75 Nm (48-55 lbf.pé) em seu parafuso de fixação. Nota: trave o trambulador na posição de

regulagem com o auxílio de um pino de aço de 6 mm de diâmetro e 300 mm de comprimento.

(50)

38. Instale o suporte do acionamento pneumático da embreagem , aplicando um torque de 48-61 Nm (35-45 lbf.pé) em seus três parafusos de fixação.

39. Instale a tubulação de alimentação de ar do acionamento pneumático da embreagem.

(51)

41. Remova a mangueira de alimentação de ar da válvula de acionamento da reduzida.

42. Instale a mangueira de alimentação de ar do conjunto filtro de ar / regulador.

43. Instale a mangueira de saída de ar do conjunto filtro de ar / regulador.

(52)

44. Instale a mangueira de ar do freio do contra-eixo.

45. Conecte o conector elétrico do interruptor de marcha à ré.

46. Conecte o conector elétrico do sensor de velocidade.

(53)

47. Instale a árvore longitudinal na caixa de mudanças, aplicando um torque de 102-142 Nm (75-104 lbf.pé) em seus quatro parafusos de fixação.

Nota: alinhe as marcas feitas durante a desmontagem para evitar o

desbalanceamento do conjunto.

48. Instale o tubo primário do escapamento.

49. Instale o suporte de fixação do tubo primário à transmissão, aplicando um torque de 38-52 Nm (28-38 lbf.pé).

50. Instale a abraçadeira de fixação do tubo primário ao coletor de saída do turbo compressor, aplicando um torque de 38-52 Nm (28-38 lbf.pé) em sua abraçadeira de fixação.

(54)

51. Instale a mangueira de ar do freio motor.

52. Instale o silencioso traseiro.

53. Instale as porcas de fixação do coxim do silencioso traseiro, aplicando um torque de 38-52 Nm (28-38 lbf.pé).

54. Instale a abraçadeira de fixação do tubo primário ao silencioso traseiro, aplicando um torque de 90 Nm (66 lbf.pé).

(55)

55. Instale o suporte de transferência de combustível entre tanques, aplicando um torque de 18-23 Nm (13-17 lbf.pé).

56. Passe a tubulação de transferência entre tanques no suporte e fixe-o com cintas plásticas.

(56)

57. Remova o plugue e instale a mangueira de transferência de combustível entre tanques na torneira do tanque de combustível principal, aplicando um torque de 18-23 Nm (13-17 lbf.pé).

58. Abra a torneira do tanque de combustível principal.

(57)

59. Instale a plataforma e aplique um torque de um torque de 20-26 Nm (14-19 lbf.pé) e seus oito parafusos de fixação.

(58)

60. Instale a tomada de força da carreta, aplicando um torque de 20-25 Nm (14-18 lbf.pé).

61. Instale as mangueiras de alimentação de ar do freio da carreta.

(59)

62. Conecte o cabo negativo da bateria. Para maiores informações veja a seção - Baterias e Cabos.

63. Abasteça o sistema de arrefecimento, Consulte a seção 303-03B (Motor Cummins 8.3 l - Diesel Eletrônico - Sistema de Arrefecimento).

64. Conecte o conector elétrico do sensor de velocidade.

Nota: utilize um lacre novo.

65. Abasteça o motor com óleo lubrificante multi-viscoso novo. Consulte a seção 303-02B (Motor Cummins 8.3 l - Diesel Eletrônico - Sistema de Lubrificação).

66. Purgue o sistema de combustível. Consulte a seção 303-04 (Motor Cummins 8.3 l - Diesel Eletrônico - Sistema de Alimentação e Controle de Combustível)

67. Inspecione visualmente o motor, verificando se todos os componentes foram instalados e se há existência de vazamentos.

Nota: repare todos os vazamentos e corrija qualquer problema antes de funcionar o motor.

68. Funcione o motor e enquanto estiver em funcionamento em marcha-lenta tente escutar ruídos anormais, verificar se há existência de vazamentos no sistema de arrefecimento, no sistema de combustível e no sistema de lubrificação do motor, assim como, a operação geral do motor.

(60)

Nota: evite longos períodos de funcionamento do motor em marcha-lenta. Opere o motor neste regime por um período não superior a 10 minutos, e monitore durante todo o tempo, a pressão do óleo lubrificante. Cuidado: caso o motor tenha sido retificado

ou reparado completamente, NÃO permita que a sua rotação exceda 1.000 rpm antes de se proceder o amaciamento. Consulte a seção 303-00 (Motor Diesel - Informações Gerais).

69. Instale a cobertura de proteção do motor lado esquerdo.

70. Instale a cobertura de proteção do motor do lado direito.

(61)

71. Instale a cobertura traseira de proteção do motor.

72. Abaixe a cabina.

73. Efetue o teste de estrada com o veículo, de modo a verificar o funcionamento do motor. Consulte a seção 100-00 (Informações Gerais).

(62)

DESMONTAGEM E MONTAGEM

Desmontagem OBSERVAÇÕES

INICIAIS: antes de proceder qualquer serviço no motor, tome as seguintes precauções:

A – Ao manusear peças volumosas e pesadas, tome todas as precauções de segurança necessárias.

Para evitar lesões, utilize um guincho ou solicite assistência para remover ou instalar estas peças.

B – NUNCA reutilizar juntas, retentores, mangueiras, filtros e anéis de vedação.

C – Marcar ou etiquetar as peças para saber de qual parte elas foram retiradas. Isso ajudará a identificar as peças que podem estar envolvidas com um defeito, simplificando o processo de montagem.

D – Efetue uma limpeza externa no motor antes de desmontá-lo. O acúmulo de sujeira dificultará a inspeção dos componentes e poderá ocultar alguma anomalia.

E – Para facilitar a desmontagem do motor, antes de acomodá-lo no cavalete, remova o conjunto do ventilador do motor.

1. Utilizando um guincho de capacidade correta e um dispositivo de suspensão adequado, posicione o motor sobre um suporte seguro para proceder a pré-desmontagem.

Cuidado: ao manusear peças

volumosas e pesadas, tome

todas as precauções de

(63)

2. Caso o óleo lubrificante não tenha sido drenado anteriormente, remova o bujão de drenagem, descarte a arruela de vedação do bujão e drene o óleo lubrificante do cárter. Nota: Utilize um um recipiente com capacidade

mínima de 23,6 litros [25 quartos de galão] de óleo lubrificante do cárter. Cuidado: proteja sempre as mãos e o rosto contra eventuais queimaduras resultantes do contato com o óleo

quente.

Cuidado: o óleo usado do motor é prejudicial à saúde e pode causar câncer de pele. Evite o contato com a pele e lave bem as mãos com água e sabão depois de manuseá-lo.

Nota: todo o óleo usado deverá ser recolhido e armazenado adequadamente para posterior reciclagem. Não descarte o óleo usado no solo, sistema de esgoto ou outro local que possa, de alguma forma, prejudicar o meio ambiente.

(64)

3. Solte o parafuso do tensionador e remova a correia do alternador.

Nota: para os procedimentos de inspeção e remoção do compressor do ar-condicionado, consulte o procedimento Sistema de Ar-condicionado.

Atenção: tome todas as precauções necessárias para evitar o

vazamento dos gases e a

contaminação do sistema de

(65)

4. Solte o parafuso e a porca de fixação e remova o alternador junto com o tensionador.

Nota: para os procedimentos de

desmontagem, inspeção e montagem do conjunto do alternador, consulte a seção Alternador.

5. Drene o sistema de arrefecimento do motor abrindo a torneira de dreno no arrefecedor de óleo do motor (lado de escape do motor). Cuidado: tome todas as precauções necessárias para evitar o contato com o fluido de

arrefecimento ainda quente. Cuidado: o fluido de arrefecimento do

motor é prejudicial à saúde. Evite o contato com a pele e lave bem as mãos com água e sabão depois de manuseá-lo. Atenção: o fluido do sistema de

arrefecimento deve ser recolhido em um recipiente adequado, limpo. Caso o fluido esteja contaminado, deverá ser reciclado ou descartado

corretamente.

Nota: todo o fluido do sistema de arrefecimento usado deverá ser recolhido e armazenado adequadamente para posterior reciclagem. Não descarte o fluido de arrefecimento usado no solo, sistema de esgoto ou outro local que possa, de alguma forma, prejudicar o meio ambiente.

(66)

6. Remova a linha de suprimento de óleo do turbocompressor no cabeçote do filtro de óleo.

7. Remova a linha de dreno de óleo do turbocompressor no bloco do motor.

8. Remova o coletor de escapamento juntamente com o turbocompressor.

Nota: descarte as juntas do coletor de escapamento.

Atenção: a remoção do turbocompressor somente será necessária em

caso de desmontagem e

inspeção do componente. Caso contrário, remova o coletor

de escapamento com o

(67)

Nota: para os procedimentos de desmontagem, inspeção e montagem do conjunto do turbocompressor, consulte a seção 303-04 (Motor Cummins 8.3 l – Turbocompressor). Nota: proteja as aberturas do motor para

evitar a entrada de poeira e sujeira. 9. Remova a tampa do arrefecedor de óleo

lubrificante, as juntas e o elemento do arrefecedor.

10. Limpe as superfícies de vedação do bloco dos cilindros e da tampa do arrefecedor de óleo.

(68)

11. Remova a mangueira de entrada de água do sistema de arrefecimento do compressor de ar.

12. Remova a conexão de entrada do fluido de arrefecimento.

13. Instale o suporte de fixação do motor, ferramenta especial 303-809 (CE/0652//).

(69)

14. Fixe o motor no cavalete de serviço adequado BR-334.

Nota: utilize quatro parafusos grau cinco, de ½” - 13 com 50 mm (2 pol.) de comprimento para instalar o suporte no cavalete e aplique torque de 95 Nm (70 lbf.pé).

Cuidado: ao manusear peças volumosas e pesadas, tome todas as precauções de segurança

necessárias.

15. Remova os 04 parafusos de fixação do tubo de ar do coletor de admissão (mostrando apenas 03 parafusos).

16. Solte a mangueira de entrada de ar no compressor de ar.

(70)

17. Solte o cabo terra do aquecedor do ar da admissão (remover se houver).

18. Remova o aquecedor de ar (remover se houver).

Nota: tampe o coletor de admissão para evitar a entrada de objetos e estranhos.

19. Remova os conectores elétricos dos injetores.

(71)

20. Remova os conectores elétricos do sensor de temperatura e do sensor de pressão do coletor de admissão.

21. Remova o conector elétrico do sensor de pressão atmosférica.

22. Remova o motor de partida da carcaça do volante do motor.

(72)

23. Remova o conector elétrico do sensor de rotação.

24. Remova o conector elétrico do sensor de pressão de óleo.

25. Solte o parafuso e remova o conector elétrico do ECM (Módulo de Controle do Motor).

(73)

26. Remova o conector elétrico do sensor de pressão do Common Rail.

27. Remova o conector elétrico da bomba de transferência de combustível (elétrica) e o cabo massa do ECM.

28. Remova o conector elétrico do regulador de pressão do combustível.

(74)

29. Remova o conector elétrico do sensor de fase do eixo comando de válvulas.

30. Remova o conector elétrico do sensor de temperatura do óleo.

31. Remova as fixações e o chicote elétrico do motor.

(75)

32. Remova o tubo de respiro do cárter e o tubo de dreno.

33. Remova o conjunto do respiro da tampa dos balancins.

34. Remova o parafuso da tampa dos balancins na seqüência indicada.

Nota: sempre que a tampa dos balancins for removida, instale uma junta nova.

(76)

35. Solte as porcas do chicote elétrico dos 6 bicos injetores.

36. Remova os 7 parafusos e remova a carcaça dos balanceiros.

37. Solte a contra-porca e retorne totalmente os parafusos de regulagem dos balancins.

(77)

38. Remova os balancins, juntamente com os pedestais.

Nota: marque a posição original para posterior montagem.

39. Remova as cruzetas de admissão e escapamento.

Nota: anote a localização e a orientação das cruzetas. Se forem reutilizadas, as cruzetas devem ser instaladas em sua localização original e com a mesma orientação.

40. Remova as hastes de acionamento das válvulas.

Nota: marque a posição original para posterior montagem.

(78)

41. Remova a linha de alimentação de alta pressão do Common Rail.

42. Remova as 6 linhas de combustível de alta pressão do Common Rail / bicos injetores. Nota: armazene as linhas de alta pressão em

um saco plástico para evitar a contaminação por umidade, água ou corpo estranho.

43. Remova a linha de retorno de combustível de Common Rail.

(79)

44. Remova o Common Rail.

Nota: armazene as linhas de alta pressão em um saco plástico para evitar a contaminação por umidade, água ou corpo estranho.

45. Remova os conectores de alta pressão de combustível. utilizando a ferramenta especial 303-1102.

Nota: identifique as suas posições para posterior montagem.

46. Remova os parafusos do suporte de fixação dos injetores.

(80)

47. Remova os injetores, utilizando a ferramenta especial 303-1204, complementar com a ferramenta especial 303-1105.

Nota: um conector de alta pressão novo deve ser instalado se for utilizado um novo bico injetor.

48. Remova do cabeçote os sensores de pressão atmosférica, temperatura do ar de admissão e pressão do ar de admissão.

49. Remova o tubo de saída de água do cabeçote.

(81)

50. Remova a válvula termostática.

51. Remova o tubo de retorno de combustível dos injetores.

52. Remova a linha de retorno do sistema de arrefecimento do compressor de ar.

(82)

53. Remova as linhas de alimentação de combustível das bombas de baixa e alta pressão.

54. Remova o suporte e o filtro de combustível.

55. Remova a linha de alimentação de baixa pressão de combustível da bomba elétrica de combustível.

(83)

56. Remova a linha de retorno do Common Rail.

57. Remova o parafuso tipo banjo do retorno da bomba de alta pressão.

58. Remova o parafuso de fixação da linha de retorno da bomba de alta pressão e remova a linha.

(84)

59. Remova o ECM / placa de arrefecimento do ECM.

Nota: a bomba de transferência (elétrica) combustível e as linhas de combustível da bomba estarão fixadas na placa de arrefecimento do ECM.

Cuidado: o módulo de controle do motor é sensível a impactos. Manuseie-o cManuseie-om cuidadManuseie-o e nãManuseie-o Manuseie-o deixe cair. Guarde-o em local seco e protegido de vibrações e fontes

de calor.

Nota: o módulo de controle eletrônico é arrefecido por meio do combustível que circula pela sua placa de arrefecimento.

Nota: posicione um recipiente sob a linha para recolher o resíduo de combustível. 60. Solte a mangueira de lubrificação do

(85)

61. Solte a mangueira de entrada do sistema de arrefecimento do compressor de ar.

62. Remova o compressor de ar, soltando o flexível de lubrificação e as duas porcas de fixação.

63. Remova o cubo do ventilador, soltando os 4 parafusos travando a árvore de manivelas para evitar o giro da mesma com a ferramenta especial 303-815 (CE/0660//).

(86)

64. Remova a polia amortecedora de vibrações, soltando os 4 parafusos travando a árvore de manivelas para evitar o giro da mesma com a ferramenta especial 303-815 (CE/0660//).

65. Remova a tampa de acesso da engrenagem da bomba de combustível.

66. Localize o ponto-morto superior para o cilindro no1 girando o motor até que a linha

na engrenagem da bomba de combustível esteja alinhada com a marca na tampa dianteira.

(87)

67. Remova a tampa dianteira das engrenagens.

68. Meça a folga entre dentes da engrenagem da bomba de combustível, utilizando um relógio comparador e uma base magnética. Atenção: mantenha a engrenagem

adjacente imóvel durante a medição da folga de engrenamento. Caso contrário, o resultado da medição será o total para as duas engrenagens. Limites da folga de engrenamento da engrenagem da bomba de óleo lubrificante

0,076 mm (mín.) 0,003 pol. (mín.) 0,330 mm (máx.) 0,013 pol. (máx.) Nota: posicione o relógio comparador em um

dente da engrenagem da bomba de óleo lubrificante. Anote a folga de engrenamento da engrenagem de acionamento e da engrenagem acionada (A). Caso a folga de engrenamento exceda o limite, marque a engrenagem de acionamento e a engrenagem acionada para análise posterior.

(88)

69. Remova a porca de fixação da engrenagem da bomba de combustível, travando a árvore de manivelas para evitar o giro da mesma com a ferramenta especial 303-815 (CE/0660//).

70. Remova a engrenagem da bomba de combustível. Utilizando a ferramenta especial 303-087 (CE/351//).

71. Remova o suporte de fixação da bomba de combustível do cabeçote.

(89)

72. Remova as 4 porcas e remova a bomba de combustível (mostrando apenas 2 porcas). Nota: sempre substitua o anel square da

passagem de lubrificação entre a carcaça das engrenagens e a bomba de combustível.

73. Remova o sensor de fase.

74. Remova a bomba d´água., descarte os anéis de vedação O-ring.

Nota: sempre substitua o anel o’ring de vedação da bomba d´água.

(90)

75. Remova o cabeçote do bloco do motor, suspendendo-o verticalmente para cima, e descarte a junta do bloco.

Nota: para evitar danos e tornar a remoção mais segura, utilize um guincho ou talha.

Nota: solte os parafusos em duas etapas na sequência indicada.

Nota: remova e descarte a junta do cabeçote.

Atenção: remover os parafusos na seqüência incorreta pode causar empenamento ou trincas no cabeçote.

Cuidado: ao manusear peças volumosas e pesadas, tome todas as precauções de segurança

necessárias.

Atenção: tome cuidado para não danificar a superfície de contato do cabeçote e do bloco do motor durante a remoção.

Nota: para os procedimentos de

desmontagem, inspeção e montagem do conjunto do cabeçote, consulte a seção Cabeçote.

76. Remova a linha do sistema de arrefecimento da entrada do compressor de ar na frente do bloco do motor.

(91)

77. Remova a linha do sistema de arrefecimento da entrada do compressor de ar na lateral direita do bloco do motor.

78. Remova o cárter do motor.

Atenção: remova os parafusos do cartér na sequência indicada.

(92)

79. Remova o tubo de sucção de óleo do cárter e a placa de reparo do bloco.

Nota: rosqueie manualmente 4 parafusos na placa de reforço do bloco para sustentá-la e remova o tubo de sucção do óleo do cárter, depois remova os 4 parafusos e remova a placa de reforço do bloco.

80. Remova o Jet Oil.

Nota: a árvore de manivelas deve ser girada para permitir o acesso para a remoção dos bicos.

Nota: nos motores com o anel indicador de rotação montado na árvore de manivelas, o bico de arrefecimento do pistão número 6 não pode ser removido sem antes remover a árvore de manivelas.

(93)

Atenção: caso os bicos pulverizadores não sejam removidos nesta etapa, poderão ser danificados

durante a remoção dos

conjuntos de pistão e biela. Nota: os bicos pulverizadores de óleo

lubrificante do motor eletrônico não devem ser descartados, exceto em caso de dano. Identifique e guarde cada conjunto de modo a permitir a montagem em sua posição original. Nota: antes da remoção dos pistões, bielas e

bronzinas, diga as instruções abaixo. Atenção: ao usar solventes, ácidos

ou materiais alcalinos para a limpeza, siga as recomendações de uso do fabricante. Utilize óculos de segurança e roupas de proteção apropriadas para reduzir a

possibilidade de ferimentos. Atenção: alguns solventes são

inflamáveis e tóxicos. Leia as instruções do fabricante

antes de usar o produto.

81. Gire a árvore de manivelas até que os pistões estejam abaixo dos depósitos de carbono encontrados acima da área de curso do anel.

82. Utilize uma pastilha abrasiva fibrosa e fina como Scotch-Brite® 7448, ou equivalente, e

solvente para remover os depósitos de carbono.

(94)

83. Marque cada pistão de acordo com a localização do cilindro.

Nota: nos pistões com revestimento anodizado, não faça marcas no revestimento anodizado ou na borda externa. Não faça marcas na coroa do pistão de alumínio acima do eixo do pino do pistão.

Atenção: NUNCA utilize punções em êmbolos anodizados, uma vez que a marcação danifica a camada de anodização. Neste caso, utilize um pincel marcador para identificar os êmbolos. Nota: marque cada conjunto quanto à

orientação correta para a instalação. 84. Marque a localização de cada biela e capa

de biela de acordo com a localização do número do cilindro.

• Biela 1 e capa da biela – JS. • Biela 2 e capa da biela – MV. • Biela 3 e capa da biela – RO. • Biela 4 e capa da biela – NW. • Biela 5 e capa da biela – ON. • Biela 6 e capa da biela – OV.

Nota: estas marcações da biela não servem de padrão para todos os motores. Outros motores poderão ter marcações diferentes destas.

(95)

85. Gire a árvore de manivelas de modo que os êmbolos no 1 e no 6 fiquem posicionados no

PMI.

86. Remova as porcas dos parafusos das bielas dos êmbolos nO 1 e nO 6 e retire as capas

das bielas, uma de cada vez.

Nota: utilize duas mangueiras de borracha, na rosca dos parafusos das bielas para evitar danos aos moentes da árvore de manivelas.

Nota: se necessário, bata levemente nos parafusos para soltar a capa da biela. 87. Remova os casquilhos inferiores das capas

das bielas, um de cada vez.

Atenção: identifique cada casquilho inferior com o número do cilindro da qual foi retirado e a letra "I" (inferior) na superfície plana da lingüeta do casquilho,

de modo a permitir a

montagem em sua posição

original.

Atenção: não faça marcas na superfície de contato entre o casquilho e a árvore de manivelas. Isso poderá causar danos ao motor se as peças forem reutilizadas.

(96)

Atenção: a superfície de contato dos casquilhos pode se danificar facilmente. Manuseie os

casquilhos com cuidado.

Nota: para o procedimento de inspeção dos casquilhos, consulte a seção Casquilhos de Biela.

88. Posicione cada conjunto removido de êmbolo e biela em uma bancada adequada para proteger contra danos.

Nota: identifique e guarde cada conjunto de modo a permitir a montagem em sua posição original.

Nota: os conjuntos de êmbolo e biela deverão ser instalados no cilindro do mesmo número do qual eles foram removidos para assegurar o ajuste correto entre as superfícies com desgaste correspondente, caso os

mesmos sejam reutilizados.

Nota: para os procedimentos de

desmontagem e inspeção da biela, consulte a seção Êmbolo e Biela. 89. Gire a árvore de manivelas de modo que os

êmbolos no 2 e no 3 fiquem posicionados no

PMI.

90. Remova as porcas dos parafusos das bielas dos êmbolos no 2 e no 3 e retire as capas das

bielas, uma de cada vez.

Nota: se necessário, bata levemente nos parafusos para soltar a capa da biela.

(97)

91. Remova os casquilhos inferiores das capas das bielas, um de cada vez.

Atenção: identifique cada casquilho inferior com o número do cilindro da qual foi retirado e a letra "I" (inferior) na superfície plana da lingüeta do casquilho, de modo a permitir a montagem em sua posição original.

Atenção: não faça marcas na superfície de contato entre o casquilho e a árvore de manivelas. Isso poderá causar danos ao motor se as peças forem reutilizadas. Atenção: a superfície de contato dos

casquilhos pode se danificar facilmente. Manuseie os

casquilhos com cuidado.

Nota: para o procedimento de inspeção dos casquilhos, consulte a seção Casquilhos de Biela.

92. Segure o êmbolo com uma mão e, ao mesmo tempo, empurre o conjunto de êmbolo e biela para fora do cilindro.

Atenção: tenha cuidado para não danificar a camisa do cilindro com a biela.

(98)

93. Remova os casquilhos superiores das bielas. Atenção: identifique cada casquilho

superior com o número do cilindro da qual foi retirado na superfície plana da lingüeta do casquilho, de modo a permitir a montagem em sua posição

original.

Atenção: não faça marcas na superfície de contato entre o casquilho e a árvore de manivelas. Isso poderá causar danos ao motor se as peças forem reutilizadas. Atenção: a superfície de contato dos

casquilhos pode se danificar facilmente. Manuseie os

casquilhos com cuidado.

Nota: para o procedimento de inspeção dos casquilhos, consulte a seção Casquilhos de Biela.

94. Posicione cada conjunto removido de êmbolo e biela em uma bancada adequada para proteger contra danos.

Nota: identifique e guarde cada conjunto de modo a permitir a montagem em sua posição original.

Nota: os conjuntos de êmbolo e biela deverão ser instalados no cilindro do mesmo número do qual eles foram removidos para assegurar o ajuste correto entre as superfícies com desgaste correspondente, caso os

(99)

95. Gire a árvore de manivelas de modo que os êmbolos no 3 e no 4 fiquem posicionados no

PMS.

96. Remova as porcas dos parafusos das bielas dos êmbolos nO 3 e nO 4 e retire as capas

das bielas, uma de cada vez.

Nota: se necessário, bata levemente nos parafusos para soltar a capa da biela.

97. Remova os casquilhos inferiores das capas das bielas, um de cada vez.

Atenção: identifique cada casquilho inferior com o número do cilindro da qual foi retirado e a letra "I" (inferior) na superfície plana da lingüeta do casquilho, de modo a permitir a montagem em sua posição original.

Atenção: não faça marcas na superfície de contato entre o casquilho e a árvore de manivelas. Isso poderá causar danos ao motor se as peças forem reutilizadas. Atenção: a superfície de contato dos

casquilhos pode se danificar facilmente. Manuseie os

casquilhos com cuidado.

Nota: para o procedimento de inspeção dos casquilhos, consulte a seção Casquilhos de Biela.

(100)

98. Segure o êmbolo com uma mão e, ao mesmo tempo, empurre o conjunto de êmbolo e biela para fora do cilindro.

Atenção: tenha cuidado para não danificar a camisa do cilindro com a biela.

Nota: utilize duas mangueiras de borracha, na rosca dos parafusos das bielas para evitar danos dos moentes da árvore de manivelas.

99. Remova os casquilhos superiores das bielas. Atenção: identifique cada casquilho

superior com o número do cilindro da qual foi retirado na superfície plana da lingüeta do casquilho, de modo a permitir a montagem em sua posição

original.

Atenção: não faça marcas na superfície de contato entre o casquilho e a árvore de manivelas. Isso poderá causar danos ao motor se as peças forem reutilizadas. Atenção: a superfície de contato dos

casquilhos pode se danificar facilmente. Manuseie os

casquilhos com cuidado.

Nota: para o procedimento de inspeção dos casquilhos, consulte a seção Casquilhos de Biela.

(101)

100. Posicione cada conjunto removido de êmbolo e biela em uma bancada adequada para proteger contra danos.

Nota: identifique e guarde cada conjunto de modo a permitir a montagem em sua posição original.

Nota: os conjuntos de êmbolo e biela deverão ser instalados no cilindro do mesmo número do qual eles foram removidos para assegurar o ajuste correto entre as superfícies com desgaste correspondente, caso os

mesmos sejam reutilizados.

Nota: para os procedimentos de

desmontagem e inspeção da biela, consulte a seção Êmbolo e Biela.

101. Posicione o relógio comparador em um dente da engrenagem acionada da bomba de óleo.

Nota: anote a folga de engrenamento da engrenagem acionada (A) e da engrenagem acionadora (B).

Limites da Folga entre Dentes das Engrenagens da Bomba de Óleo

Lubrificantes (Instalada) mm pol. 0,076 Mínimo 0,003 A 0,330 Máximo 0,013 0,076 Mínimo 0,003 B 0,330 Máximo 0,013 Se a engrenagem adjacente mover-se ao medir a folga, a leitura será incorreta.

(102)

102. Solte os parafusos de fixação e remova a bomba de óleo lubrificante do motor.

Atenção: anote a posição de montagem dos parafusos.

103. Gire a árvore de manivelas para alinhá-la com as marcas de sincronização do eixo comando de válvulas.

104. Antes de remover a árvore de comando de válvulas, meça a folga entre dentes das engrenagens utilizando um relógio comparador e uma base magnética.

(103)

Atenção: mantenha a engrenagem adjacente imóvel durante a medição da folga de engrenamento. Caso contrário, o resultado da medição será o total para as duas engrenagens. Limites da folga de engrenamento da

engrenagem da árvore de comando 0,076 mm (mín.) 0,003 pol. (mín.) 0,330 mm (máx.) 0,013 pol. (máx.) Nota: posicione o relógio comparador em um

dente da engrenagem da árvore de comando de válvulas. Anote a folga de engrenamento da engrenagem da árvore de comando de válvulas (A). Caso a folga de engrenamento exceda o limite, marque a engrenagem da árvore de comando e a engrenagem da árvore de manivelas para análise posterior.

105. Efetue a medição da folga axial da árvore de comando de válvulas.

Limites da Folga Axial da Árvore de Comando de Válvulas

0,12 mm (mín.) 0,005 pol. (mín.) 0,50 mm (máx.) 0,020 pol. (máx.)

(104)

106. Remova o adaptador (303-815) para permitir o giro da árvore de manivelas.

Atenção: as marcas de sincronização das engrenagens devem estar alinhadas. Caso contrário, a árvore de comando poderá se danificar em contato com os contrapesos da árvore de

manivelas.

107. Remova o comando de válvulas junto com a placa de encosto.

Nota: remova girando o comando de válvulas durante a sua remoção.

Atenção: tome cuidado para não danificar as superfícies dos ressaltos da árvore de comando durante a

remoção.

Nota: como a placa de encosto estende-se por mais de 180° ao redor do eixo do comando de válvulas, a placa de encosto SOMENTE pode ser removida do eixo comando de válvulas depois da

(105)

108. Remova os tuchos das válvulas do bloco do motor.

Nota: identifique e guarde cada componente de modo a permitir a montagem em sua posição original.

Atenção: ao reutilizar a mesma árvore de comando e tuchos de válvula,

os tuchos deverão ser

montados cada qual em seu respectivo ressalto de comando da montagem anterior a fim de evitar o desgaste prematuro da árvore de comando. Elimine os tuchos que não forem marcados durante a remoção.

Nota: para o procedimento de inspeção dos tuchos de válvula, consulte a seção Tuchos de Válvula e Varetas Impulsoras.

Nota: para o procedimento de inspeção dos alojamentos dos tuchos de válvula, consulte a seção Bloco do Motor.

(106)

109. Remova a carcaça das engrenagens.

110. Caso a embreagem esteja montada no volante, retire-a. Consulte a seção Embreagem.

Atenção: caso o disco e o platô de embreagem devam ser reinstalados, os parafusos deverão ser removidos de modo alternado e uniforme a fim de evitar danos permanentes à

mola do diafragma e à

embreagem.

Nota: caso as peças devam ser reutilizadas, faça uma marca de referência entre o platô da embreagem e o volante do motor.

(107)

111. Remova o volante do motor. Utilizando a ferramenta especial 303-1207.

Nota: utilize a ferramenta especial 303-815 (CE/0660//) segurar o volante do motor e impedir sua rotação.

Advertência: o peso deste componente é 23 kg [50 lb] ou mais.

Para reduzir a

possibilidade de ferimentos, utilize uma talha ou peça ajuda levantar este

componente.

112. Remova os 2 parafusos distantes 180° entre si.

(108)

114. Remova os outros 6 parafusos de montagem do volante do motor.

Advertência: o peso deste componente é 23 kg [50 lb] ou mais. Para reduzir a possibilidade de ferimentos, utilize uma

talha ou peça ajuda

levantar este componente.

115. Remova a carcaça do volante do motor.

116. Utilize um martelo de plástico para soltar a carcaça do volante.

Nota: remova a vedação retangular ruído).

(109)

117. Remova a placa de fixação do retentor traseiro, e a junta de vedação.

Nota: antes de remover as capas dos mancais, certifique-se de que as capas estejam claramente marcadas quanto à sua localização no lado do arrefecedor de óleo lubrificante.

118. Remova os parafusos de fixação das capas dos mancais da árvore de manivelas na seqüência indicada, soltando os parafusos em duas etapas e remova a árvore de manivelas.

(110)

Remoção das Camisas

Nota: antes de remover as camisas dos cilindros, inspecione a condição para determinar sua utilização.

1. Inspecione os diâmetros internos das camisas quanto a trincas, desgaste e sulcos. 2. Inspecione os diâmetros internos quanto a

riscos verticais suficientemente profundos que possam ser sentidos com a unha.

Nota: se detectar riscos com a unha, a camisa deve ser substituída.

3. Inspecione o diâmetro interno da camisa quanto a uma superfície polida.

4. Uma superfície com polimetro moderado produz um acabamento tipo “espelho” na área de desgaste com traços das marcas originais brunimento ou a indicação de um padrão de traços finos e paralelos.

5. Uma superfície com polimetro excessivo produz um acabamento tipo “espelho” brilhante na área de desgaste com traços das marcas da ferramenta de brunimento ou um padrão de traços finos e paralelos.

Nota: não reutilize as camisas que apresentam polimento excessivo ou qualquer indicação de partículas incorporadas resultante de uma falha. Camisas com desgaste excessivo apresentam sulcos próximos da área superior do furo.

(111)

6. Se o padrão de desgaste indicar que o diâmetro interno da camisanão está reto ou não redondo, utilize um medidor de furo com visor para medir o diâmetro interno da camisa em quatro pontos eqüidistantes 90 graus entre si na parte superior e na base da área de curso do pistão.

Dimensões das Camisas dos Cilindros

mm Pol. Coincidade 0,04 Máximo 0,0016 Ovalização 0,04 Máximo 0,0016 Diâmetro interno da camisa 114.04 Máximo 4,4898

Nota: se o diâmetro interno de uma camisa não for aceitável para reutilização, a mesma deve ser substituída. Camisas danificadas não podem ser marcadas ou desvitrificadas. Isto destruirá o padrão de traços cruzados necessário para controle do óleo.

Nota: não remova nem desloque as vedações das camisas aprovadas

pelos critérios de inspeção.

7. A protusão da camisa é a distância projeta-se para fora da superfície do bloco. Antes de remover as camisas, verifique a protrusão. Utilize um relógio micro-comparador e a ferramenta especial 303-779 (BR1331) ou 205-594 (T85T-4209A ou BR/695//) suporte para relógio micro-comparador para medir a protrusão da camisa.

Protrusão da Camisa do Cilindro

mm pol. 0,026 Mínimo 0,0010 0,122 Máximo 0,0048

8. Se a camisa foi instalada corretamente a sua protrusão estiver fora dos limites, será necessário usinar o rebaixo e adicionar calços para restaurar as especificações

(112)

9. Marque as camisas antes da sua remoção superior no sentido longitudinal do bloco.

10. Remova as camisas do cilindro. Utilizando as ferramentas especiais 811 e 303-811-01 (BR-654 e BR-654-01).

Nota: o extrator de camisa (303-811 e 303-811-01), deve ser instalado

conforme descrito para evitar danos ao bloco do cilindro. O extrator não deve encostar nas partes fundidas do bloco.

(113)

Nota: o extrator de camisa deve estar centralizado na parte superior do bloco do cilindro.

11. Gire o parafuso extrator no sentido horário para soltar a camisa do bloco.

12. Remova a camisa com as mãos.

13. Após a remoção das camisas faça uma marca na parte externa da camisa na mesma direção da marca feita anteriormente com um pirográfo.

(114)

Nota: utilize Dykem®, ou equivalente, para

marcar o número do cilindro em que a camisa está instalada.

(115)

Montagem

Montagem, Limpeza e Verificação

Nota: não utilize nenhum material na área de curso dos anéis na camisa. A camisa poderá ser danificada.

1. Utilize uma escova de cerdas macias ou uma esponja fina abrasiva e fibrosa como Scotch-Brite® 7447, ou equivalente, para

limpar a área de assentamento do flange.

2. Utilize solvente ou vapor para limpar as camisas e seque com ar comprimido.

3. Utilize óleo 15W-40 limpo para lubrificar o diâmetro interno e externo das camisas.

(116)

4. Inspecione as camisas quanto a trincas nos diâmetros interno e externo.

5. Inspecione a área sob o flange quanto a trincas.

6. Inspecione o diâmetro externo e a área de assentamento quanto a corrosão excessiva ou perfurações.

Nota: as perfurações não devem ter uma profundidade maior que 1,6 mm [0.06 pol.].

7. Substitua a camisa se as perfurações forem profundas demais ou se a corrosão não puder ser removida com lixa de pano fina.

(117)

8. Inspecione os diâmetros internos quanto a riscos verticais suficientemente profundos que possam ser sentidos com a unha.

Nota: se detectar riscos com a unha, a camisa deve ser substituida.

9. Inspecione o diâmetro interno quanto a sulcos ou áreas desgastadas.

10. Inspecione o diâmetro interno da camisa quanto a uma superfície polida.

Nota: uma superfície com polimento moderado produz um acabamento tipo “espelho” na área de desgate com traços das marcas originais da pedra de afiar ou a indicação de um padrão de traços finos.

Nota: uma superfície com polimento excessivo produz um acabamento tipo “espelho” brilhante na área de desgate com traços das marcas da pedra de afiar ou de um padrão de traços finos.

11. Substitua a camisa se:

• Houver uma aparência de polimento excessivo em mais de 20 porcento da área de curso dos anéis do pistão.

• Houver polimento moderado e excessivo em mais de 30 porcento da área de curso dos anéis do pistão e metade (15 porcento) for de polimento excessivo.

(118)

12. Meça o diâmetro interno da camisa em quatro pontos eqüidistantes 90 graus entre si na parte superior e na base da área de curso do pistão, utilizando um súbito e micrômetro. Diâmetro Interno da Camisa do Cilindro

mm pol. 114.000 Mínimo 4.4882 114.040 Máximo 4.4898

13. Meça a conicidade do diâmetro interno da camisa nos pontos “C”, “D”, “E”, “F” e “G”. Meça cada ponto na direção “AA” e “BB”. A conicidade do diâmetro interno não deve ser maior que 0,04 mm [0,002 pol.].

14. Meça o diâmetro externo da área de ajuste sob pressão superior.

Diâmetro Externo da Camisa do Cilindro (Encaixe sob Pressão Superior)

mm pol. 130,938 Mínimo 5,1550 130,958 Máximo 5,1558

(119)

Limpeza e Inspeção do Bloco

Nota: antes de iniciar a desmonatgem do bloco, efetue uma inspeção total para verificar a existência de algum dano que impeça sua reutilização.

1. Remova os sensores de temperatura.

2. Remova o sensor de pressão de óleo e o sensor de rotação do motor.

3. Remova todos os bujões rosqueados e os bujões de expansão.

(120)

4. Limpe a área de combustão com uma espátula de remover juntas ou Scotch-Brite®

7447, ou equivalente, e combustível Diesel ou solvente.

5. Lave completamente o bloco, usando uma escova dura de nylon para limpar as galerias de óleo, fluido de arrefecimento e superfícies usinadas.

Atenção: certifique-se de que os furos, galerias e passagens de fluido de arrefecimento e óleo lubrificante do bloco do

motor estejam completamente

desobstruídos.

6. Limpe a superfície superior do bloco com ar comprimido e, caso não seja utilizado imediatamente, aplique uma camada de óleo lubrificante novo para motores a fim de protegê-lo contra a corrosão.

(121)

7. Aplique ar comprimido nos diâmetros internos dos cilindros, galerias de óleo e água para secar e limpe com um pano livre de fiapos.

8. Utilize uma régua de aço e uma lâmina calibradora para medir a planicidade geral do bloco dos cilindros.

9. A planicidade geral, de uma extemidade à outra e de um lado ao outro, não deve exceder 0,075 mm [0.003 pol.].

10. Utilize uma régua de aço de 2 pol. e uma lâmina calibradora de 0.001 pol. para medir a planicidade da superfície do bloco dos cilindros. Inspecione entre os furos dos cilindros e também entre as passagens de arrefecimento. Se a lâmina calibradora de 0,001 pol. encaixar-se sob a régua de aço de 2 pol., ou se o bloco dos cilindros estiver corroído, com ranhuras ou outros danos, o bloco dos cilindros deve ser substítuido. 11. Meça o diâmetro do alojamento da camisa

do cilindro no bloco.

Diâmetro do Alojamento da Camisa do Cilindro no Bloco (Furo de Encaixe Sob

Pressão)

mm pol. 130,900 Mínimo 5,1535 130,950 Máximo 5,1555

(122)

Montagem

Nota: não instale nenhum bujão de expansão ou bujão rosqueado no bloco até que a inspeção ou qualquer reparo

necessário tenha sido executado. Atenção: excesso de vedante pode

escorrer para dentro do motor e causar danos em diversos

componentes.

Deixe o vedante secar por duas horas, no mínimo, antes de funcionar o motor. O bujão de expansão ou bujão rosqueado poderá se soltar do bloco do motor se o vedante não estiver completamente seco.

1. Instale os bujões de expansão no bloco aplicando um cordão de adesivo Three Bond ou equivalente no diâmetro externo do bujão de expansão e no diâmetro interno do alojamento do bujão de expansão no bloco do motor.

Nota: este procedimento não é válido para o bujão de expansão do alojamento da árvore de comando de válvulas.

Atenção: ao instalar todos os bujões de expansão, certifique-se de que a borda externa do bujão de expansão esteja nivelada com o alojamento cônico do bloco do

(123)

2. Aplique um cordão de aproximadamente 2 mm (0,0787 pol.) de adesivo Loctite 277 ou equivalente no diâmetro externo do bujão de expansão da árvore de comando de válvulas.

Nota: o bujão de expansão deve ser instalado no máximo dentro de 15 minutos após a aplicação do vedante. Caso contrário, poderão ocorrer

problemas de fixação.

3. Instale o bujão de expansão no bloco do motor com o seu lado convexo voltado para fora e expandindo o bujão de expansão com o auxílio de um tarugo de latão e um martelo.

Atenção: expanda o bujão de expansão da árvore de comando até que seu lado convexo fique nivelado com a superfície do bloco do

(124)

Nota: remova todos os depósitos e resíduos das superfícies A, B e C de vedação. Utilize Scotch-Brite® 7447, ou

equivalente, e solvente para polir as superfícies. Devido às tolerâncias críticas de refaceamento, deve ser tomado cuidado para não remover nenhum material adicional.

4. Se a superfície C apresentar trincas ou sinais de desgaste excessivo, o rebaixo deverá ser reusinado e será necessário instalar calços para a protursão correta da camisa. Este procedimento deverá ser executado em uma retífica especializada. 5. Lubrifique as superfícies A e B com óleo

15W-40 limpo de motor.

6. Aplique uma camada de óleo 15W-40 limpo nos anéis “O” de vedação da camisa.

7. Instale anéis “O” de vedação novos nas camisas.

Imagem

Referências

temas relacionados :