Gestão da qualidade segundo a Norma NP EN 9001:2008

Top PDF Gestão da qualidade segundo a Norma NP EN 9001:2008:

A gestão de qualidade nas bibliotecas públicas portuguesas: implementação do sistema segundo a norma NP EN ISO 9001:2008

A gestão de qualidade nas bibliotecas públicas portuguesas: implementação do sistema segundo a norma NP EN ISO 9001:2008

Mas vejamos com maior detalhe o processo de aplicação dos questionários como instrumento utilizado para recolha de informação. Neste sentido, podemos referir que a escolha deste método teve como objectivo permitir-nos uma visão mais abrangente, com informações muito concretas acerca do universo de bibliotecas públicas preocupadas com a qualidade e excelência dos seus serviços e com a satisfação dos seus utilizadores. Os questionários (com perguntas abertas e fechadas), foram enviados a 22 bibliotecas públicas de âmbito municipal (quinze certificadas, seis a trabalhar para a certificação, e uma que já esteve envolvida num SGQ mas que de momento já não está), do qual extraímos uma amostra de 17 bibliotecas (não aceitando, portanto, fazer parte deste estudo cinco bibliotecas certificadas). Os questionários foram aplicados através de e-mail, sendo que em alguns casos, pela demora na resposta, foi necessário estabelecer contacto telefónico com os bibliotecários responsáveis apelando à sua colaboração para com o presente estudo. Importa aqui destacar que os questionários tinham um pequeno cabeçalho onde o investigador se identificava, explicava o objectivo da investigação e pedia a colaboração das bibliotecas em causa. A matriz do questionário era subdividida em três partes: 1.ª Parte - Caracterização da biblioteca (aqui as perguntas incidiam sobre a tipologia, o n.º de funcionários, o horário de funcionamento, etc.); 2.ª Parte - Gestão da Biblioteca (aqui constavam perguntas relacionadas com os serviços certificados, a empresa certificadora, a avaliação dos serviços, pontos positivos e negativos da implementação do SGQ, etc.); 3.ª Parte – Indicadores de desempenho 3 (nesta última
Show more

250 Read more

Desenvolvimento de uma metodologia para implementação de um sistema de gestão da qualidade baseado na norma NP EN ISO 9001:2008

Desenvolvimento de uma metodologia para implementação de um sistema de gestão da qualidade baseado na norma NP EN ISO 9001:2008

A metodologia para elaboração deste trabalho consistiu inicialmente na definição dos objectivos do trabalho e de seguida procedeu-se à revisão da literatura que foi considerada relevante para o desenvolvimento do objectivo do trabalho. Na fase inicial do projecto foi realizado uma pesquisa bibliográfica que sustenta o trabalho desenvolvido. O tema de Sistemas de Gestão de Qualidade serviu de base para a pesquisa. As referências bibliográficas contemplam temas relacionados com os modelos de gestão da qualidade, processos, a abordagem por processos e os requisitos do Sistema de Gestão da Qualidade segundo a Norma Portuguesa ISO 9001:2008. Paralelamente, foi desenvolvido uma análise da actividade da Agência da Aviação Civil através de uma análise dos registos da estrutura da organização, da sua história, modo de funcionamento, e as componentes do sistema de qualidade já implementados.
Show more

255 Read more

Biblioteca Digital do IPG: Proposta de documentação para um Sistema de Gestão da Qualidade segundo a NP EN 9001 2008 na Empresa João Tomé Saraiva

Biblioteca Digital do IPG: Proposta de documentação para um Sistema de Gestão da Qualidade segundo a NP EN 9001 2008 na Empresa João Tomé Saraiva

Com a implementação de um Sistema de Gestão da Qualidade, segundo a norma NP EN ISO 9001:2008, as empresas além de terem a oportunidade de por em prática princípios desenvolvidos por especialistas e organizações internacionais no âmbito da Qualidade, tem também a possibilidade de obterem a respetiva certificação. Com a evolução e o desenvolvimento de Sistemas de Gestão da Qualidade, ao longo dos últimos anos, foram identificados princípios, que quando aplicados se traduzem em vantagens competitivas para as Organizações tais como:
Show more

66 Read more

Contributo para a implementação de um sistema de gestão de qualidade, segundo a Norma NP EN ISSO 9001:2015, na empresa Success Work  Empresa de um Trabalho Temporário, Lda

Contributo para a implementação de um sistema de gestão de qualidade, segundo a Norma NP EN ISSO 9001:2015, na empresa Success Work Empresa de um Trabalho Temporário, Lda

Como já foi referido, a implementação deste SGQ não foi realizada na totalidade. A atividade exercida pela SW é muito sazonal e a afluência de clientes teve um acréscimo significativo no início desta época, não sendo possível até ao momento, reunir os esforços necessários para a implementação ter ocorrido de uma forma mais rápida e eficaz. Ainda assim, com o termo desta época de maior volume de trabalho, espera-se que nos próximos seis meses a implementação seja terminada e efetuada a primeira auditoria interna. Desta forma, o foco deste trabalho foram as etapas principais para a implementação ter início. Se, por um lado, ainda não foram analisados todos os requisitos da norma, por outro, foi dada especial importância à definição de processos para que os mesmos fossem claros e objetivos de forma a auxiliarem o cumprimento de diversos requisitos aqui abordados.
Show more

97 Read more

Proposta para a transição de um sistema de gestão da qualidade com referência ao normativo NP EN ISO 9001:2008 para a NP EN ISO 9001:2015 na Frisalgados  Fabrico e Distribuição de Produtos Alimentares Lda

Proposta para a transição de um sistema de gestão da qualidade com referência ao normativo NP EN ISO 9001:2008 para a NP EN ISO 9001:2015 na Frisalgados Fabrico e Distribuição de Produtos Alimentares Lda

Conforme já referido na introdução deste trabalho, este projeto tem como objetivo a transição do SGQ da empresa Frisalgados com base na norma NP EN ISO 9001:2008 para a nova norma publicada em 2015 e verificar a sua viabilidade. Está-se neste momento dentro do período de transição (três anos após a publicação da nova norma), sendo a transição do sistema do SGQ para os novos requisitos uma das temáticas mais relevantes no contexto atual. A forma como as empresas se vão adaptar aos novos requisitos, como por exemplo, a nova abordagem no pensamento baseado no risco, é um tema muito atrativo e que merece destaque. Adicionalmente, os SGQ são usados cada vez mais pelas pequenas empresas, que anteriormente não sentiam o valor acrescentado em os implementar, sendo por isso importante e desafiante observar de que forma uma PME, como a Frisalgados, que possui a classificação de PME líder desde 2011, mantém o seu SGQ e de que forma consegue implementar os novos requisitos da sua organização e consequentemente fazer o seu acompanhamento. A Frisalgados não é uma empresa certificada, mas possuía um sistema de gestão de qualidade, conforme já referido anteriormente, implementado segundo os requisitos da NP EN ISO 9001:2008 e tem com um dos objetivos a médio prazo submeter-se à avaliação para a sua certificação pela norma NP EN ISO 9001:2015.
Show more

209 Read more

Projeto de implementação de um sistema de gestão da qualidade baseado na norma NP EN ISO 9001:2015 - estudo de caso Pinheiro  Cardoso, Lda

Projeto de implementação de um sistema de gestão da qualidade baseado na norma NP EN ISO 9001:2015 - estudo de caso Pinheiro Cardoso, Lda

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), verificamos que no ano de 2008 existiam 349 756 micro, pequenas e médias empresas (PME) em Portugal, representando 99,7% das sociedades do setor não financeiro. Significa isto que as microempresas predominavam no país e constituíam cerca de 86% do total das PME, contribuindo com uma elevada percentagem para a taxa de emprego nacional. Perante estes dados, torna-se fundamental que as PME, especialmente as microempresas, sobrevivam no mercado e, se possível, que se desenvolvam. A identificação de objetivos claros, a implementação e certificação de sistemas de gestão da qualidade, segundo as normas internacionais International Organization for Standardization (ISO), e o cumprimento dos principais requisitos previstos nessas normas, orientadas para a satisfação das exigências dos clientes, contribuirão para o desenvolvimento das PME.
Show more

135 Read more

Etapas e tarefas da implementação da Norma NP EN ISO 9001:2008 nas Piscinas Municipais de Castro Daire [documento electrónico]

Etapas e tarefas da implementação da Norma NP EN ISO 9001:2008 nas Piscinas Municipais de Castro Daire [documento electrónico]

Designa a norma ISO 9001:2008 que “Os documentos requeridos pelo Sistema de Gestão da Qualidade devem ser controlados. Os registos são um tipo de documentos e devem ser controlados de acordo com os requisitos indicados”. “Pelo que e segundo o mesmo requisito da norma a organização deve” rever e actualizar os documentos quando necessário para os reaprovar”; “assegurar que as alterações e o estado actual de revisão dos documentos são identificados”, “assegurar que as versões relevantes dos documentos aplicáveis estão disponíveis nos locais de utilização”, “assegurar que os documentos de origem externa determinados pela organização como necessários para o planeamento e operação do Sistema de Gestão da Qualidade são identificados e a sua distribuição controlada”, “prevenir a utilização indevida de documentos obsoletos e para os identificar de forma apropriada se forem retidos para qualquer propósito”.
Show more

197 Read more

Transição da norma ISO 9001:2008 para a norma ISO 9001:2015

Transição da norma ISO 9001:2008 para a norma ISO 9001:2015

várias áreas, como a da qualidade, do ambiente, da sustentabilidade, da inovação ou da segurança, que podem dizer respeito a qualquer organização, independentemente da sua área, dimensão, produto ou serviço. Para a ISO, a qualidade é uma forma de gestão composta pela abordagem de levar uma organização rumo à excelência, de acordo com as normas e leis estabelecidas (ISO, 2013). As normas ISO 9000 começaram a ser publicadas pela ISO em 1987 como uma ferramenta chave para permitir a crescente internacionalização dos negócios e a necessidade de padrões comuns de SGQ (Fonseca, 2015), não são específicos para produtos ou serviços mas aplicam-se a todos os processos e podem ser utilizados por organizações de manufatura e serviços (Kartha, 2004). Quando as normas são aplicadas corretamente estas contribuem para reter os clientes e angariar outros de forma a estarem satisfeitos e melhorar toda a cadeia onde se insere. Segundo Rybski, Jochem e Homma (2017), a certificação leva a que as empresas melhorem continuamente para receber o certificado pretendido. Para Barradas e Sampaio (2017), a certificação é um dos fatores diferenciadores nas organizações para o sucesso num mercado cada vez mais globalizado.
Show more

72 Read more

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO - COMPATIBILIZAÇÃO DA
NORMA NBR ISO 9001/2008 COM OS REQUISITOS DE EXCELÊNCIA SEGUNDO FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE (FNQ).

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO - COMPATIBILIZAÇÃO DA NORMA NBR ISO 9001/2008 COM OS REQUISITOS DE EXCELÊNCIA SEGUNDO FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE (FNQ).

O objetivo básico dos sistemas de gestão da qualidade seja embasado nos requisitos das normas de gestão NBR ISO 9001:2008, seja fundamentado nos critérios que dão suporte à Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), é melhorar os índices de qualidade, produtividade e confiabilidade dos produtos e serviços das organizações, assim como promover garantias para o cliente. Ciente destes fatos este trabalho tem como objetivo: Propor um alinhamento dos requisitos NBR ISO 9001/2008 com os critérios de excelência da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) - Compromisso com a excelência, em empresas com o propósito de desenvolver um sistema de gestão voltado para organizações em estágio incipiente gerencial. Para isto foram interpretados os critérios de excelência da FNQ - Compromisso com a excelência e os requisitos da NBR ISO 9001:2008, observando os discernimentos metodológicos, usando a pesquisa de natureza exploratória, descritiva e explicativa, pois num primeiro momento foi feita uma revisão bibliográfica, procurando ter subsídios para os estudos descritivos, que visa caracterizar a evolução dos conceitos de gestão até os dias atuais das empresas bem como o cenário em que estas empresas estão inseridas, posteriormente foi analisada a compatibilidade entre os critérios da FNQ e os requisitos da NBR ISO 9001:2008, através de pesquisa bibliográfica e estudo criterioso no que tange o propósito deste trabalho com a intenção de estabelecer um relacionamento entre estes sistemas de gestão de maneira que fortaleça o aprimoramento da administração das organizações de forma explicativa. Foi observado que ambos os programas são criteriosos e pontuais em suas propostas de implantação, porém com algumas peculiaridades próprias, os requisitos da norma NBR ISO 9001:2008, estão focados basicamente no controle dos processos e no atendimento dos requisitos de produto definido pelo cliente, já os critérios da FNQ estão voltados para os resultados e estabelecem práticas para ações de cunho filosóficos e comportamentais. A união da cultura da qualidade organizacional disseminada pela FNQ alinhada com os requisitos da garantia da qualidade da norma NBR ISO 9001:2008 poderá criar um posicionamento favorável à organização que seguir este caminho. O resultado desta integração criará organizações que de fato disponibilizaram produtos e serviços no mercado com qualidade, custos reduzidos, processos melhorados e aumento de rentabilidade.
Show more

117 Read more

Implementação de um Sistema de Gestão Ambiental segundo a norma NP EN ISO 14001 na Inplás, SA

Implementação de um Sistema de Gestão Ambiental segundo a norma NP EN ISO 14001 na Inplás, SA

De modo a atenuar os impactes negativos resultantes das suas atividades, as organizações têm vindo a repensar a sua estratégia e visão adotando medidas de modo a controlar e minimizar estes impactes, contribuindo assim para uma melhoria contínua do desempenho ambiental. Além disso, as organizações tiveram a necessidade de investir na prevenção de situações de não conformidade legal e regulamentar, uma vez que se verificou um aumento significativo no rigor e na quantidade de legislação aplicável, quer a nível nacional quer a nível internacional. Como consequência das pressões de um mercado cada vez mais global e competitivo, as organizações têm vindo a apostar cada vez mais na qualidade e satisfação dos clientes, na prevenção de danos ambientais e nos riscos para a segurança e saúde no trabalho. Para isso, têm vindo a adotar de forma voluntária referenciais normativos com o objetivo de controlar questões relacionadas com:
Show more

104 Read more

Certificação segundo a norma ISO 9001

Certificação segundo a norma ISO 9001

20 Qualidade | EDIÇÃO 02 | Verão 2011 os últimos anos, a sociedade e em particular todos os que de- sempenham o papel de clientes têm evidenciado preocupações em relação ao desempenho dos produtos/serviços adquiridos. Estas pre- ocupações têm levado a que as organiza- ções repensem as suas estratégias atri- buindo uma maior relevância às normas da Qualidade. Não é por isso surpreendente que o número de organizações certifica- das em Portugal tenha aumentado gradu- almente, se em 2007 existiam 6.576 enti- dades com sistemas de gestão da quali- dade certificados, em 2010 este número ascendia a 7.569, sendo que aproxima- damente 15% destas organizações pos- suem 10 ou mais colaboradores (Sampaio e Saraiva, 2011).
Show more

8 Read more

A estratégia através da gestão de processos - estudo empírico em empresas de sistemas de informação certificada pela NP EN ISO 9001:2008

A estratégia através da gestão de processos - estudo empírico em empresas de sistemas de informação certificada pela NP EN ISO 9001:2008

De acordo com (Cruz e Carvalho, 1994: 14) conclui-se que as exigências dos clientes foram crescendo e a vantagem competitiva encarregar-se-á de assegurar a escolha do cliente. Portanto, «a qualidade não é um luxo é uma questão de sobrevivência». Segundo os autores (ibid.) as empresas, por norma, têm como objectivos de gestão maximizar os seus resultados numa perspectiva de médio e longo prazo. Os resultados conseguem-se havendo equilíbrio entre clientes, empregados e accionistas. O que liga estes três elementos deve estar numa política de qualidade empresarial. Na prática, os clientes estão satisfeitos quando os bens ou serviços ultrapassam as suas expectativas, os empregados existem, enquanto tal, enquanto houver clientes satisfeitos e enquanto os accionistas tiverem rentabilidade do capital investido de forma a poderem continuar a manter o reinvestimento. Assim, «[o] elemento aglutinador da empresa, obrigando a um esforço incessante de satisfação total dos clientes, investindo nos empregados e na remuneração dos accionistas» (ibid.: 14), é nada mais do que qualidade empresarial. Qualidade mais do que uma forma aceitável de viver os negócios é «[u]ma verdadeira filosofia de gestão» (ibid.: 15).
Show more

120 Read more

Atualização do sistema de gestão da qualidade segundo a ISO 9001:2008: um estudo aplicado em uma pequena empresa da grande Florianópolis

Atualização do sistema de gestão da qualidade segundo a ISO 9001:2008: um estudo aplicado em uma pequena empresa da grande Florianópolis

As etapas do método utilizado são mostradas na figura 2. Figura 2 – Etapas A empresa objeto deste estudo, localizada na cidade de Florianópolis, desenvolve e comercializa instrumentos, projetos e soluções para medição de grandezas físico-químicas, aplicadas à medição e monitoração das águas, solos e meio ambiente como oxímetro digital, phmetros, turbidímetros, fotocolorímetros, estação de coleta de dados pra controle erosão. É formada por quatro colaboradores, que atuam nos seguintes setores: Direção, Financeiro, Administrativo, Comercial, Produção, Manutenção e Projetos & Desenvolvimento. A estrutura da empresa é voltada para a produção de pequenos lotes de produtos de desenvolvimento próprio, que podem ser comercializados diretamente com o consumidor final, principalmente laboratórios, ou através de revendedores espalhados por algumas regiões do país. Implantou, em 2005, um sistema de gestão da qualidade baseado na norma ISO 9001:2000 e sendo o mesmo atualizado em 2009 para a ISO 9001:2008.
Show more

9 Read more

Análise da relação entre o tipo de não conformidades levantadas em auditoria e as motivações para a implementação dos sistemas de gestão da qualidade segundo a norma ISO 9001

Análise da relação entre o tipo de não conformidades levantadas em auditoria e as motivações para a implementação dos sistemas de gestão da qualidade segundo a norma ISO 9001

No estudo internacional realizado com empresas certificadas nos Estados Unidos da América, Europa e Ásia, Corbett et al. (2003) verificaram que as motivações mais importantes para as empresas que participaram neste estudo são enumeradas inicialmente como: melhorias na área da qualidade, melhoria da imagem da empresa, vantagens ao nível de marketing, e pressão de clientes. Como se pode destacar, as principais motivações realçadas pelas empresas pertencem à categoria das motivações externas. Porém, Corbett et al. (2003) chamam particular atenção para o facto de que uma organização, ao possuir a certificação da norma ISO 9001, não irá necessariamente obter o aumento dos seus lucros e da quota de mercado, caso isto não se aprove poderá levar a uma diminuição dos mesmos. Por outro lado, as empresas nunca sabem quais serão os benefícios concretos resultantes do processo de certificação, mas seguindo uma abordagem estruturada e disciplinada, obtêm, certamente, um conjunto de melhorias importantes.
Show more

70 Read more

Biblioteca Digital do IPG: Proposta de Aplicação de um Sistema de Gestão da Responsabilidade Social segundo a Norma NP 4469-1:2008: O Caso da ESTG

Biblioteca Digital do IPG: Proposta de Aplicação de um Sistema de Gestão da Responsabilidade Social segundo a Norma NP 4469-1:2008: O Caso da ESTG

Nas últimas duas décadas do Século XX, devido à necessidade de produção em grande quantidade, a era da inspecção, que se voltava para o produto acabado, deu lugar à era do controlo estatístico. Seguidamente, surgiu a preocupação com a gestão e garantia da qualidade, baseada no cumprimento das Normas, como por exemplo as Normas internacionais emitidas pelo International Organization for Standardization (ISO). A gestão por processos, cliente e melhoria contínua, baseada no ciclo de gestão “PDCA” de Deming, constitui o degrau seguinte na evolução do conceito de qualidade. Por fim, o conceito “Qualidade Total” ou a expressão inglesa Total Quality Management (TQM), destinado a ser utilizado como uma estratégia global de gestão para toda a organização, representa a procura da satisfação, não só do cliente, mas de todos os stakeholders e também da excelência organizacional da empresa (Carapeto e Fonseca, 2006: 38).
Show more

130 Read more

Estudo da evolução do envolvimento dos colaboradores da norma ISO 9001:2008 para a norma ISO 9001:2015, no sector automóvel

Estudo da evolução do envolvimento dos colaboradores da norma ISO 9001:2008 para a norma ISO 9001:2015, no sector automóvel

era da garantia da qualidade. No final da segunda guerra mundial, os bens para a população civil eram bastante escassos, o que causou uma produção mais rápida dos bens do que o normal e isso provocou uma descida enorme da qualidade dos produtos. Nos anos que se seguiram, ocorreu um desenvolvimento enorme da tecnologia e da indústria, resultando em novos materiais e novas fontes de energia, que obrigou a um maior controlo da qualidade, visto que nova tecnologia traz novas exigências. Nesta Era, surgiu um movimento, sendo ele o programa dos zero defeitos. Este teve origem em 1961 cuja filosofia seria fazer bem à primeira vez. Esta Era tem, como interesse principal, a coordenação; a sua visão da qualidade diz que qualquer problema é resolvido, mas que será enfrentado pro- ativamente, tendo como ênfase toda a cadeia de fabricação desde o projeto até ao mercado, tal como a contribuição de todos os grupos funcionais para impedir falhas de qualidade, usando como métodos programas e sistemas, sendo responsáveis pela qualidade todos os departamentos, incluindo a alta administração, que se envolve superficialmente com o planeamento e execução das diretrizes da qualidade, orientada para a construção da qualidade.” Entre 1990 até aos dias de hoje, temos a Era da gestão da qualidade total, em que a qualidade está focada no negócio, nos clientes, na preservação dos mesmos e, finalmente, no aumento de quota de mercado. A qualidade total, sendo mais abrangente, aplica o conceito de qualidade em todas as áreas de negócio da empresa, e a gestão de topo reconhece que a qualidade é uma pedra basilar para o crescimento da organização e, sendo assim, integrada na gestão estratégica do negócio da organização.” Branco (2008) afirma também que “esta Era tem, como interesse principal, o impacto estratégico nas organizações; a sua visão da qualidade é a de que esta pode ser uma diferenciação da concorrência, dá ênfase às necessidades de mercado e da concorrência, usa como métodos o planeamento estratégico, o estabelecimento de objetivos e a mobilização da organização. O papel dos profissionais da qualidade têm como finalidade o estabelecimento de metas, educação e treino, sendo os responsáveis pela qualidade na organização todos na empresa, com a gestão de topo a liderar e focados na gestão da qualidade.” De acordo com Branco (2008) “ William Edwards Deming definiu 14 passos para a melhoria contínua, para que os gestores conseguissem compreender o que pode levar ao aparecimento da excelência nas organizações. Os 14 passos para a melhoria contínua segundo Deming são os seguintes:
Show more

56 Read more

Os benefícios e as dificuldades na certificação da qualidade: Norma NP EN ISO 9001:2008

Os benefícios e as dificuldades na certificação da qualidade: Norma NP EN ISO 9001:2008

Outro aspeto significativo, visível nos dados obtidos nos inquéritos, foi o facto de somente 25,10% das empresas portuguesas inquiridas concordarem que a ISO 9001 melhora a capacidade de exportação das empresas, contra 90% da opinião dos colaboradores da Efacec. Neste item, é visível que cerca de 49,80% dos inquiridos a nível nacional não possuem, de facto, uma opinião formada em relação a esta matéria. Podemos aferir, ainda, que os colaboradores inquiridos da Efacec também não possuem conhecimento sobre este assunto, até porque a Efacec possui uma estratégia de mercado dirigida para a exportação, contando já com a sua presença em mais de 65 países, como já foi referido. Uma empresa certificada é reconhecida no mercado estrangeiro como tendo uma mais- valia para competir com empresas suas congéneres, pois tem os seus produtos/serviços reconhecidos segundo a ISO 9001, por uma entidade externa. O facto dos colaboradores da Efacec não partilharem desta opinião, pode estar relacionado, assim, com a falta de informação nesta área. Em relação às principais dificuldades, destacamos: a implementação de procedimentos definidos, também indicado por Bhuiyan e Alam (2005); a resistência dos colaboradores, apontada por Gotzamani (2010); o custo elevado de preparação e implementação e o desenvolvimento da documentação realçada por Casadesús, et al. (2001) e Bhuiyan e Alam (2005). A necessidade de formação é considerada como um dado novo na investigação, uma vez que os inquiridos apontam a falta de falta de formação adequada, durante a implementação e certificação do SGQ da empresa, como uma dificuldade na certificação. Apesar de existirem autores, como Pinto e Soares (2010), que apontam a formação como uma dificuldade em relação ao tempo despendido pelos trabalhadores e custo associado, os inquiridos apontam-na como uma necessidade (44%).
Show more

96 Read more

Implementação do Sistema de Gestão de Qualidade NP EN ISO 9001:2008

Implementação do Sistema de Gestão de Qualidade NP EN ISO 9001:2008

A acerbada competição entre organizações (mais exatamente, entre os diversos produtos e/ou serviços), potenciada pelo desafio da crescente globalização da economia, relança e acentua a necessidade de satisfazer os requisitos dos clientes. A qualidade é assim uma imposição crescente qualquer que seja o mercado no qual a organização se insere, sendo, em muitos casos, um importante critério de seleção (ou, de exclusão). No entanto, a qualidade dos produtos e/ou serviços, não é fruto da inspiração ou do acaso: a organização deve dispor (comprovadamente) dos meios e recursos necessários ao desenvolvimento de produtos e/ou serviços de qualidade e à sua melhoria contínua, por forma a acompanhar o crescente e natural aumento de exigência dos seus clientes. [1]
Show more

164 Read more

Preparação da empresa Qualidade+ para a certificação segundo a NP ISO 9001:2008

Preparação da empresa Qualidade+ para a certificação segundo a NP ISO 9001:2008

- A certificação de empresas tem vantagens - A certificação tem vantagens, tanto a nível interno da empresa, como a nível externo. Internamente, verifica-se uma melhoria do funcionamento da organização a diversos níveis. A certificação actua como um factor motivador, ao exigir a participação de todos e ao estabelecer obrigações na formação dos recursos humanos, contribuindo para a criação de uma nova cultura, no sentido da melhoria contínua da qualidade da empresa. Existe a definição clara das responsabilidades; contribuindo para a redução dos custos, devido à diminuição de desperdícios, rejeições e reclamações. Ao nível externo, mesmo internacional, a certificação confere uma melhor imagem à empresa, contribuindo para atrair a confiança dos seus clientes, actuais e potenciais. Há sectores em que a empresa tem dificuldade em sobreviver se não implementar um sistema da qualidade. Uma empresa certificada integrará o Sistema Português da Qualidade (Pires, 2000).
Show more

49 Read more

NP EN 12973  ISO 9001:2008

NP EN 12973 ISO 9001:2008

A Matriz Custo/Função apresenta os custos mais elevados nos itens “AT no cliente” e “Nova AT no cliente” e que desequilibram as funções a serem alvo de intervenção. Na empresa em questão esta situação é compreensível pois é no terreno com o técnico em laboração que os custos são mais elevados. É onde são englobadas as suas ferramentas, formações, viatura, roupas de trabalho etc., mas seria igualmente importante, e com brevidade também, que essas funções fossem seleccionadas prioritariamente como oportunidades para investigação e melhoria. No panorama actual de uma clara redução de trabalho na indústria de actuação da empresa e, com o sucessivo aumento dos custos do serviço técnico, a realização de reuniões com os vários chefes de departamento para estudo e reflexão deste dois itens seria de elevada importância prestando também uma especial atenção ao gráfico apresentado no capitulo anterior no ponto 12 “Relação Custo/Importância das Funções”. Como já foi referido, a Matriz Custo/Função não só evidencia as funções e componentes de custos elevados como também coloca em destaque os custos desequilibrados face à importância relativa da função a que diz respeito e melhora a capacidade de estimativa dos custos. Será um bom ponto de partida para a criatividade dos colaboradores e da própria gestão de topo, interessados em estudar e melhorar os custos associados ao
Show more

135 Read more

Show all 10000 documents...