Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego(Brasil)

Top PDF Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego(Brasil):

IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO (PRONATEC):  INCLUSÃO EXCLUDENTE

IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO (PRONATEC): INCLUSÃO EXCLUDENTE

Nesse cenário, o governo da Presidente Dilma Roussef, no ano de 2011, através da Lei nº 12.513, de 26 de outubro, instituiu o “Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego” (Pronatec), que se confi- gura como um conjunto de ações “a ser executado pela União, com a finalidade de ampliar a oferta de educação profissional e tecnológica por meio de programas, pro- jetos e ações de assistência técnica e financei- ra” (BRASIL, 2011c, p. 1). O programa abarcou as escolas públicas estaduais, os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia e os Serviços Nacionais de Aprendi- zagem (Senai, Senac, Senat e Senar). Entre as iniciativas do Pronatec, destaca-se a oferta de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), com duração mínima de 160 horas e concessão da Bolsa-Formação Trabalhador. Nor- matizando a oferta dos cursos do programa, o Ministé- rio da Educação elaborou um guia que atualmente con- ta com 644 opções de cursos, distribuídos em 13 eixos tecnológicos, a partir das suas características científicas e tecnológicas (BRASIL, 2013). Na Exposição de Motivos da criação do programa, o objetivo central do Pronatec foi destacado como:
Mostrar mais

8 Ler mais

UM PLANO DE COMUNICAÇÃO PARA ATINGIR O PÚBLICO-ALVO DO PRONATEC – PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO

UM PLANO DE COMUNICAÇÃO PARA ATINGIR O PÚBLICO-ALVO DO PRONATEC – PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO

Vamos observar ao longo da trajetória da educação brasileira uma forte dualidade entre as “escolas para os ricos”, e as “escolas para os pobres”. Portanto, é neste arcabouço que surge a Escola de Aprendizes e Artífices, marco histórico da Educação Profissional do Brasil. O presente trabalho faz um breve, mas, fundamental relato da trajetória da educação profissional no Brasil. Entretanto, o nosso objetivo aqui não é discutir todos os arranjos já percorridos pela EPT no Brasil, mas, sim, verificar a inserção de programas, ora chamados de políticas públicas, ora “observados” como programas de governo dentro da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, que é composta majoritariamente pelos Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia. Assim, observamos a diretriz da atual gestão do Governo Federal em agregar nesta Rede, e consequentemente ao Ministério da Educação, uma tarefa que, anteriormente, ficava em quase sua totalidade a cargo do Ministério do Trabalho e Emprego, sob a forma da oferta da qualificação profissional através de cursos de Formação Inicial e Continuada, sobretudo financiado com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Desta forma, o presente trabalho parte do pressuposto que, no caso específico do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), nosso objeto de estudo, a porta de entrada, o processo de seleção, não está conseguindo colocar dentro do Instituto Federal de Goiás, Campus Uruaçu, o público-alvo deste programa, jovens cursando o Ensino Médio na rede Pública Estadual e beneficiários do seguro desemprego e de outros programas de transferência de renda. Assim, acreditamos que comunicação tem papel fundamental para levar ao cidadão, ao público-alvo deste programa, todas as ações referentes ao Pronatec como forma de diminuir os impactos negativos da implantação desta. Neste ponto, e partindo de um conceito de comunicação pública com o objetivo de aproximar da coletividade as ações e programas das instituições públicas é que propomos um plano de comunicação para o Pronatec.
Mostrar mais

136 Ler mais

Assistência social no contexto do workfare : uma análise do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Brasil Sem Miséria (PRONATEC – BSM)

Assistência social no contexto do workfare : uma análise do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Brasil Sem Miséria (PRONATEC – BSM)

Constitui objeto de estudo desta dissertação a análise das contradições, concepções e tendências presentes na política de assistência social brasileira, relacionadas à lógica do workfare (bem- estar em troca de trabalho) e a mecanismos de ativação de seus demandantes, a partir da análise do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Brasil Sem Miséria (PRONATEC – BSM). A expansão do workfare na atualidade traduz-se como a obrigatoriedade do trabalho ou de fornecimento de uma contrapartida em troca de proteção social, resultando em mudanças na forma de regulação do Estado capitalista, que passa a ter um viés schumpeteriano, e, concomitantemente, influenciando na configuração dada às políticas sociais, que se tornam cada vez mais mercadorizáveis e deixam de se guiar pelo imperativo da satisfação das necessidades humanas. Uma das políticas sociais que vem incorporando com mais nitidez essa tendência é a assistência social, por meio de sua relação com as medidas de ativação, haja vista sua contradição histórica com o trabalho. A pesquisa realizada possui caráter documental, se guiou pelo método do materialismo dialético e utilizou o estudo de caso do PRONATEC – BSM. O programa foi escolhido por ser paradigmático, ao expressar a relação entre assistência social e ativação no contexto brasileiro, uma vez que é operacionalizado pelas unidades de assistência social e possui como objetivo a oferta de qualificação profissional a beneficiários de transferência de renda e a pessoas inscritas ou em processo de inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Os resultados encontrados demonstram que, apesar das especificidades do desenvolvimento do Estado social no Brasil, há uma tendência crescente de incorporação dos princípios do workfare, principalmente por meio da mediação da política de assistência social, que tem apresentado caráter tecnicista e burocrático, ao basear cada vez mais suas ações em procedimentos relacionados ao Programa Bolsa Família. Nesse sentido, o PRONATEC – BSM constitui o principal programa que permite a ativação de usuários da assistência social atualmente, além de reforçar mecanismos de focalização, possuir pouca abrangência e eficácia, demonstrando que sua continuidade pode ser atribuída ao apelo político que possui e ao aspecto subjetivo, o que, por sua vez, ratifica as ideias correntes ventiladas de promoção da autonomia, emancipação e empoderamento.
Mostrar mais

102 Ler mais

Open Evasão escolar e permanência no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego: um enfoque a partir da gestão dos processos de aprendizagem

Open Evasão escolar e permanência no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego: um enfoque a partir da gestão dos processos de aprendizagem

O estudo ancorou-se em referências que tratam do contexto histórico da Educação Profissional (MANFREDI, 2002) e Qualificação Profissional no Brasil (PRESTES E VÉRAS, 2009), situando o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) neste cenário; de questões relativas à evasão escolar e à permanência (DORE et al, 2014), como também os processos de aprendizagem organizacional (SILVA, 2009) relacionados à gestão educacional (CASTRO,2007). A temática proposta foi escolhida por interesse pessoal e profissional do pesquisador de compreender com um olhar mais sistêmico os processos de aprendizagem organizacional e seus desdobramentos em estratégias que visam à garantia da permanência e ao combate à evasão. Este trabalho teve como objetivo analisar as estratégias de gestão educacional articuladas pela equipe gestora do PRONATEC no IFPB Campus João Pessoa, a partir dos processos de aprendizagem organizacional relacionados às questões da evasão escolar e permanência no âmbito dos cursos de formação inicial e continuada. Tratou-se de uma pesquisa com procedimento metodológico descritivo e exploratório e natureza quanti-qualitativa. A coleta de dados ocorreu por meio de pesquisa bibliográfica, questionário e entrevistas semiestruturadas, estes dois últimos aplicados a 02 (dois) coordenadores e 13 (treze) supervisores do programa. Para interpretar os resultados, utilizou-se a técnica de análise de conteúdos. Após as interpretações, percebeu-se que no olhar de todos os entrevistados, a evasão existe principalmente em decorrência de fatores externos, e que os fatores internos do Campus João Pessoa potencializaram a permanência do estudante. Quanto às aprendizagens, os níveis, individual e de grupo foram bastante evidenciados pelos pesquisados, destaque para as categorias de busca de informações, observação, discussão e socialização; no que se refere ao nível organizacional, detectou-se uma mínima percepção de efetividade; já a aprendizagem interorganizacional, surgiu de forma mais evidente nas falas dos coordenadores. Ao promover a análise das estratégias de gestão educacional relacionadas à evasão e à permanência, concluiu-se que a equipe do programa, por meio das aprendizagens adquiridas, desenvolveu práticas que muito contribuíram para melhoria do panorama de evasão escolar e da permanência ao longo do período pesquisado e que há uma necessidade emergente de aperfeiçoamento da articulação entre os quatro níveis de aprendizagem. Com esta pesquisa, espera-se contribuir para que a gestão do programa compreenda a relevância da estruturação dos processos de aprendizagem, a fim de traçar estratégias que propiciem melhores resultados quantitativos, sobretudo qualitativos, principalmente relacionados à permanência escolar.
Mostrar mais

168 Ler mais

Relações entre o público e o privado na educação profissional e tecnológica: alguns elementos para a análise do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec)

Relações entre o público e o privado na educação profissional e tecnológica: alguns elementos para a análise do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec)

Resumo: Nas três últimas décadas, para superar sua crise estrutural, o sistema capitalista tem experimentado estratégias que acabaram por redefinir o papel do Estado, diminuindo sua atuação como executor das políticas sociais. O contexto brasileiro apresenta, porém, algumas especificidades, pois a partir do crescimento econômico experimentado nos últimos anos, o Estado passa a desempenhar o papel estratégico de indutor da economia. Através de suas políticas, o Estado privilegia e fortalece o setor privado para sustentar a competição no mercado mundial, criando assim as condições necessárias para a reprodução do sistema. Nesse contexto, o debate sobre a Educação Profissional e Tecnológica assume uma posição central, tornando-se um campo de disputa entre os vários sujeitos, públicos e privados, envolvidos neste campo da Educação. O objetivo central deste trabalho consiste na análise destas políticas, com destaque para o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Este Programa estabelece metas audaciosas para a expansão da formação profissional e evidencia, em sua metas, objetivos e ações, um significativo repasse de verbas públicas para instituições privadas, especialmente o Sistema S, que se caracteriza como um agente central do Programa.
Mostrar mais

15 Ler mais

Avaliação da implementação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego PRONATEC mulheres mil: um estudo de caso

Avaliação da implementação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego PRONATEC mulheres mil: um estudo de caso

Você esta sendo convidado a participar da Pesquisa AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO NA MODALIDADE MULHERES MIL: o caso da Escola de Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a qual pretende avaliar, sob o ponto de vista da eficácia dos subprocessos e sistemas, o processo de implementação do PRONATEC Mulheres Mil executado pela Escola de Saúde da UFRN, através avaliação das ações desenvolvidas no que tange aos cursos de formação inicial e continuada do programa. O estudo pretende ainda contribuir para a atuação dos gestores da Escola de Saúde, pois os resultados obtidos através da pesquisa possibilitarão um maior conhecimento do programa implementado, o que trará subsídios para a tomada de decisões, contribuindo para melhorar as respostas na das ações planejadas. Sua participação é voluntária e se dará por meio de entrevista. Sua identidade será protegida pelo anonimato. Os riscos decorrentes de sua participação na pesquisa poderão estar relacionados ao constrangimento bem como à inibição ao responder as questões propostas no instrumento de coleta de dados (entrevista). Participando da pesquisa você estará contribuindo para o desenvolvimento de um estudo avaliativo sobre a implementação do PRONATEC Mulheres Mil na Escola de Saúde da UFRN para aperfeiçoar as ações desenvolvidas no que diz respeito aos cursos de formação Inicial e Continuada, que são oferecidos nos vários polos sob a responsabilidade desta Escola.
Mostrar mais

133 Ler mais

A IMPORTÂNCIA DO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO – PRONATEC NO MUNICÍPIO DE ENTRE RIOS DO SUL/RS
							| Revista Tecnológica

A IMPORTÂNCIA DO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO – PRONATEC NO MUNICÍPIO DE ENTRE RIOS DO SUL/RS | Revista Tecnológica

Este artigo estuda a importância do Programa Nacional ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC). Tem por objetivo analisar o impacto sócio econômico influenciado pelos recursos vindos do PRONATEC ao município de Entre Rios do Sul/RS. Recursos financeiros destinados aos jovens com idade entre 15 à 18 anos, todos matriculados nos cursos oferecidos pelo programa, no período compreendido de setembro de 2013 à dezembro de 2014. A pesquisa está pautada nos dados da Secretaria de Cidadania e Promoção Social do município e, utilizou-se da metodologia exploratória para análise qualitativa. Podemos destacar a importância da qualificação profissional para estes jovens em busca do primeiro emprego, bem como, o valor de recursos gerados no município através da execução do PRONATEC. Por fim, percebe-se a necessidade da criação de espaços no município que encaminham esses jovens qualificados ao mercado de trabalho, mas, para além da qualificação haja incentivo e, acesso ao Micro Crédito.
Mostrar mais

18 Ler mais

INTERDISCIPLINARIDADE, INTERCULTURALIDADE E INTERSETORIALIDADE: PRINCÍPIOS E APLICAÇÃO NO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO (PRONATEC)

INTERDISCIPLINARIDADE, INTERCULTURALIDADE E INTERSETORIALIDADE: PRINCÍPIOS E APLICAÇÃO NO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO (PRONATEC)

O artigo discute conceitos de interdisciplinaridade, interculturalidade e intersetorialidade e suas aplicações ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). A dimensão da intersetorialidade é analisada considerando-se a necessidade do enfrentamento à fragmentação dos programas, projetos e serviços por meio de interações socioinstitucionais na gestão de políticas públicas. A dimensão da interculturalidade é abordada a partir da necessidade de mudança de atitude dos diferentes agentes, que atuam no Pronatec, com vistas à convivência democrática entre diferentes culturas no processo educacional, buscando a
Mostrar mais

12 Ler mais

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO (PRONATEC): EXPANSÃO E PRIVATIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO (PRONATEC): EXPANSÃO E PRIVATIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

HOLOS, Ano 32, Vol. 6 105 I - expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação profissional técnica de nível médio presencial e a distância e de cursos e programas de formação inicial e continuada ou qualificação profissional; II - fomentar e apoiar a expansão da rede física de atendimento da educação profissional e tecnológica; III - contribuir para a melhoria da qualidade do ensino médio público, por meio da articulação com a educação profissional; IV - ampliar as oportunidades educacionais dos trabalhadores, por meio do incremento da formação e qualificação profissional; V - estimular a difusão de recursos pedagógicos para apoiar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica. VI - estimular a articulação entre a política de educação profissional e tecnológica e as políticas de geração de trabalho, emprego e renda. (Incluído pela Lei nº 12.816, de 2013) (BRASIL, 2011, p. 1).
Mostrar mais

17 Ler mais

Open A implementação do programa nacional de acesso ao ensino técnico e emprego no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba

Open A implementação do programa nacional de acesso ao ensino técnico e emprego no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba

A partir dos anos 2000, foi implantada, no Brasil, uma série de políticas públicas com vistas à melhoria da qualidade de vida da população mais pobre, desde ações de caráter compensatório, a exemplo do Programa Bolsa Família, até outras que atuam por meio da inclusão produtiva e da inserção no mercado de trabalho, a exemplo do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico – Pronatec. Esta pesquisa tem como perspectiva de análise o exame da implementação do Pronatec, nos cursos de Formação Inicial e Continuada, no âmbito do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB, visando, precipuamente, verificar se: a) este programa gerou amplas oportunidades de acesso ao ensino profissional na Paraíba; b) se a permanência e a taxa de sucesso foram alcançadas em patamares adequados; c) se o investimento público foi suficiente e bem utilizado para consecução dos seus fins. A análise deste trabalho fundamenta-se em uma perspectiva de cunho qualitativo, analítico-descritivo, com base no método histórico. Para fins dos objetivos a que nos propusemos na realização deste estudo, apontamos, inicialmente, o caráter contraditório e ambíguo da relação Estado, Sociedade e Educação quanto ao processo de formação da força de trabalho, notadamente num contexto de apropriação do mais-valor (MARX & ENGELS, 1999), em particular no Brasil (POCHMANN, 2010) e o papel das instituições públicas nesse processo. A narrativa da pesquisa se deu por meio de uma contextualização histórica da educação profissional (SAVIANI, 1994, 2007; MANFREDI, 2002; FRIGOTTO, 1989, 1999, 1985; CÊA, 2007) e da conjuntura política, econômica e educacional, buscando-se avaliar como se deu a implementação do Pronatec no IFPB. Foram coletados, junto ao SISTEC, dados primários que nos permitiram analisar o desempenho do Programa de modo a cotejar
Mostrar mais

136 Ler mais

A educação profissional em debate: uma avaliação política da formação para o trabalho ofertada pelo SENAC/RN através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego

A educação profissional em debate: uma avaliação política da formação para o trabalho ofertada pelo SENAC/RN através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego

Já os cursos Técnicos são destinados aos estudantes que estejam cursando ou tenham concluído o ensino médio, sendo submetidos às Diretrizes Curriculares Nacionais definidas pelo Conselho Nacional de Educação e devem constar no Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, organizado pelo Ministério da Educação. Os cursos Técnicos além de ter suas diretrizes curriculares definidas pelo MEC exigem como condição mínima por parte do aluno estar cursando o segundo ano do ensino médio. Os cursos também só podem ser realizados exclusivamente em unidades fixas. É importante ressaltar isso, porque é comum que os cursos da modalidade FIC sejam ofertados em unidades móveis40. A exigência da realização do curso Técnico em unidades fixas pressupõe que o aluno deve ter acesso a uma estrutura física que disponha de bibliotecas, laboratórios, e demais espaços necessários para a realização de um curso profissionalizante. Por outro lado, os cursos FIC (com uma duração bem mais restrita) podem ser executados das mais variadas formas como poderemos verificar adiante nas entrevistas realizadas com o SENAC. Sem mencionar que para ter acesso aos cursos técnicos os alunos devem realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e inscrever sua nota no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional – (SISUTEC)41. Os cursos Técnicos são aqueles mais disputados e o critério de desempate para acessá-los é a maior nota no ENEM, ou seja, o SISUTEC funciona como uma espécie de filtro já que a procura pelos cursos é maior do
Mostrar mais

155 Ler mais

O papel do ente estadual nas políticas sociais de abrangência nacional: estudo de caso do PRONATEC/OSASCO sem miséria

O papel do ente estadual nas políticas sociais de abrangência nacional: estudo de caso do PRONATEC/OSASCO sem miséria

As políticas sociais de enfrentamento à pobreza no Brasil têm sido marcadas por programas de abrangência nacional em que a tomada de decisão e o orçamento são centralizados no governo federal, e a execução descentralizada, realizada pelos estados e municípios. Nesse modelo, no entanto, existem políticas em que o ente estadual ainda não possui um papel claro e muitas vezes não consegue atuar de maneira coordenada com a União e os municípios. Este artigo pretende discutir o papel do governo estadual nas políticas sociais de abrangência nacional, e como sua atuação pode ser benéfica à cooperação federativa dentro dessas políticas. Para isso vamos analisar o caso do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego no âmbito do Brasil Sem Miséria, no município de Osasco, estado de São Paulo.
Mostrar mais

21 Ler mais

Qualificação de mulheres de baixa renda: uma política feminista? Reflexões a partir do Pronatec Brasil Sem Miséria

Qualificação de mulheres de baixa renda: uma política feminista? Reflexões a partir do Pronatec Brasil Sem Miséria

Este trabalho trata dos desafios de implementação em nível local do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Brasil Sem Miséria (Pronatec-BSM) a partir de uma perspectiva de gênero. A dissertação buscou problematizar o acesso de mulheres de baixa renda em cursos de qualificação profissional. A qualificação profissional tem sido alvo de políticas públicas desde a criação das primeiras escolas técnicas pelo presidente Getúlio Vargas, na década de 1940, até os dias de hoje. O Pronatec – vigente desde 2011 – configura-se atualmente como a política mais recente nesse campo de atuação. De abrangência nacional e coordenado pelo Ministério da Educação, o Programa, que prevê parcerias com outros ministérios e com outros níveis da federação para que seja executado, oferece diversas modalidades de oferta de cursos, dentre essas modalidades, a Bolsa Formação Trabalhador, a qual prioriza o ingresso do público beneficiário dos programas sociais do governo federal. Compreendendo a relevância do Pronatec no percurso das políticas de qualificação profissional no Brasil, esta dissertação o toma como objeto de análise buscando problematizar os desafios enfrentados em sua implementação e a relação desses desafios com a perspectiva de gênero. Como estudos de caso foram analisadas as experiências de implementação em dois municípios da região metropolitana de São Paulo: Suzano e Osasco. As fontes analíticas para o estudo constituiram-se: a) falas de gestores e gestoras nacionais, b) conteúdo dos materiais produzidos pelo governo federal para regular e orientar a execução do Programa nos municípios; e, finalmente, c) discursos das pessoas envolvidas na implementação local – de servidores(as) municipais, de funcionário(as)s das escolas e das próprias beneficiárias. A pesquisa identificou (1) a necessidade da construção de convergências entre as instituições para que o Programa 1 se efetive e, (2) a relevância das imagens de gênero que permeiam as ações de
Mostrar mais

329 Ler mais

Basta qualificar? : o Pronatec como estratégia de inclusão produtiva do Plano Brasil sem Miséria

Basta qualificar? : o Pronatec como estratégia de inclusão produtiva do Plano Brasil sem Miséria

A presente tese situa-se na linha de pesquisa Serviço Social e Políticas Sociais e tem como objetivo geral, analisar como o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) se constitui como estratégia de inclusão produtiva do Plano Brasil Sem Miséria, a fim de contribuir para o debate sobre a massificação da qualificação profissional no enfrentamento à extrema pobreza. Assim, elaborou-se o seguinte problema de pesquisa: como se estrutura a inclusão produtiva a partir do Programa Pronatec Brasil Sem Miséria? Fundamentado no método materialista, histórico e dialético o presente estudo utiliza a pesquisa documental como técnica de pesquisa. A coleta de dados abrange documentos oficiais, textos publicados por instituições do governo federal, entrevistas de representantes do governo federal, documentos de orientações técnicas do governo federal e textos contendo análises sobre a educação profissional e a qualificação profissional. Tais fontes foram consultadas a partir de sites da internet. O estudo mostra que o Pronatec é apontado como uma iniciativa positiva para aumentar a formação e a qualificação da força de trabalho no país. No entanto, a estratégia adotada no Pronatec tem sido questionada no que tange aos cursos de Formação Inicial Continuada (FIC), cuja oferta está concentrada especialmente no Sistema S e na rede privada, com recursos oriundos do fundo público. Desta forma, o aumento no número de matrículas da qualificação profissional do Pronatec tem sido baseado na formação aligeirada para a colocação no mercado de trabalho, assim como na privatização e mercantilização da educação. Por outro lado, essa estratégia tem possibilitado ao governo federal dispor da infraestrutura humana e material fundamental para ampliar as ações do programa. A pesquisa apontou avanços do Pronatec
Mostrar mais

183 Ler mais

O ensino médio profissionalizante e seus desdobramentos

O ensino médio profissionalizante e seus desdobramentos

This research was carried out with the objective of surveying the works already developed with the theme of professional high school. The following descriptors related to the theme were used: professional education, professional high school, social representations of high school, youth and work and social representations of young people. Research was carried out in the Scientific Electronic Library Online database (SciELO); at the Google Scholar base, at the base of the Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations (Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações - BDTD). The presented works brought different perspectives in relation to professional high school. They relate to entering the labor market; address the issue of the technical course offered to low-income students, such as the National Program for Access to Technical Education and Employment (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - PRONATEC), which aimed at the entry of young people into the job market, complementing the income of the Bolsa Família; attribute positive results in ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio - National High School Exam) to technical schools such as ETPs (Escola Técnica Profissional - Technical and Professional Schools) and their good management; bring the difficulty in integrating regular high school and professional education; present the perspectives of rural youth in relation to the future. It is concluded that the studies approached, given their singularities, but when dealing with the same theme, are important for a reflection in relation to this teaching stage, contributing to changes that will occur from the proposal of the new high school.
Mostrar mais

19 Ler mais

Meritocracia escolar e educação profissional: um estudo sobre o PRONATEC

Meritocracia escolar e educação profissional: um estudo sobre o PRONATEC

Este trabalho analisa até que ponto o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) tem contribuído para ampliar o acesso à educação profissional de jovens e trabalhadores. Para tanto, realizamos uma análise desse programa no contexto atual de expansão da Rede Federal de Educação profissional, problematizando a relação da gestão do programa com o discurso meritocrático de ascensão e sucesso profissional. Inserida numa abordagem qualitativa de pesquisa, o estudo classifica-se como um estudo de caso numa instituição pública federal de educação profissional. Como procedimento de coleta de dados, realizamos entrevistas semiestruturadas com os profissionais gestores do referido programa: o coordenador geral e o coordenador adjunto. Dentre os resultados destacamos o acesso de jovens e trabalhadores à educação profissional por meio dos cursos de formação inicial e continuada (FIC’s) e dos cursos técnicos, contudo a pesquisa revela o interesse político atual a nível nacional e local de ofertar cursos FIC’s em detrimento dos cursos técnicos integrados. As principais razões apontadas pelos gestores foram: não possuírem uma estrutura de laboratórios e de recursos humanos suficientes para suprir as necessidades dos cursos técnicos, além de sinalizarem que o público-al vo deste programa não estaria “muito bem preparado”, ressaltando a existência de altos índices de evasão. Ademais os sujeitos da pesquisa apontaram as dificuldades de acompanhamento dos jovens nos cursos, em decorrência das lacunas educacionais, especialmente, no que diz respeito aos conhecimentos nas áreas de exatas. Apesar das limitações da escola na formação profissional, é inegável o valor do "certificado escolar", que abre as portas para o exercício das funções intelectuais.
Mostrar mais

18 Ler mais

A Meta 11 do PNE 2014-2024 e o Pronatec: resultados na Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul (2012-2015)

A Meta 11 do PNE 2014-2024 e o Pronatec: resultados na Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul (2012-2015)

Sul, a oferta crescente de cursos técnicos demonstra a possibilidade de atender a meta estipulada pelo PNE. [...] Ressalte-se que, em 25 de outubro de 2011, o governo federal instituiu o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que tem como objetivo promover a ampliação, interiorização e democratização da oferta de educação profissional em todo o País. Esse programa tem contribuído significativamente para a trajetória crescente dos cursos no estado. Em 2012, a rede estadual de ensino de Mato Grosso do Sul atendeu 1.240 alunos em cursos técnicos por meio do Pronatec. Em 2013, esse quantitativo aumentou para 3.588 alunos. Até o fechamento deste trabalho, outras instituições que também oferecem vagas do Pronatec, não tinham disponibilizados dados para inserção no cômputo geral. (MATO GROSSO DO SUL, 2014, p. 74).
Mostrar mais

12 Ler mais

A IMPLEMENTAÇÃO E A OPERACIONALIZAÇÃO DO PROGRAMA ENSINO MÉDIO INOVADOR EM TRÊS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DE MANAUS

A IMPLEMENTAÇÃO E A OPERACIONALIZAÇÃO DO PROGRAMA ENSINO MÉDIO INOVADOR EM TRÊS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DE MANAUS

Inovador (ProEMI), cuja principal finalidade é promover indução de rearranjos curriculares por meio do apoio técnico-financeiro do MEC. O objetivo foi compreender como se deu o processo de implementação e operacionalização dessa política em três escolas da Rede Estadual de Ensino de Manaus/AM. Em decorrência deste estudo, organizamos este texto em três capítulos. No Capítulo I, realizamos a descrição do presente caso de gestão, a partir dos estudos dos documentos oficiais que contribuíram para o entendimento do programa, em especial seus Documentos Orientadores, e da caracterização dos atores e das escolas que constituem o universo dessa investigação. Desse primeiro momento, foi possível perceber as inúmeras dificuldades na operacionalização do ProEMI. No Capítulo II, traçamos o percurso metodológico da pesquisa qualitativa, seus instrumentos de coleta de dados (a entrevista semiestruturada com a Coordenadora Institucional, e questionários aplicados aos gestores escolares, professores articuladores e professores regentes das escolas selecionadas). Para fundamentar este estudo, a primeira análise do ProEMI teve como suporte o modelo de avaliação de políticas públicas proposto por Condé (2011). As análises do Projeto de Redesenho Curricular (PRC) das três escolas pesquisadas tiveram como suporte teórico os estudos de Mainardes (2006). Por sua vez, os estudos do ProEMI como política de currículo e a análise dos dados da pesquisa de campo tiveram suporte teórico de autores que discutem políticas de currículo, tais como: Lopes (2008, 2010), Lopes e Macedo (2011), Silva (2009, 2014), Krawczyk (2003) e Schneckenberg (2000). Foi possível perceber que, no contexto da prática, o programa é pouco compreendido pelos atores escolares e que os PRC das escolas pesquisadas existem apenas no aspecto formal. As escolas apenas realizam as compras de materiais, mas não conseguem inovar o trabalho pedagógico. Além disso, foi possível identificar que algumas diretrizes do programa são negligenciadas pela SEDUC. No Capítulo III, tendo em vista a falta de conexão entre o discurso oficial e a operacionalização do programa, propusemos um Plano de Ação Educacional, constituído de 13 estratégias, a serem consideradas pelas escolas que executam o ProEMI. Por fim, trazemos uma sucinta reflexão sobre as fragilidades da política e sobre os principais desafios a serem superados para que esse programa consiga de fato mudar a realidade do Ensino Médio público.
Mostrar mais

142 Ler mais

O EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO: DIREITOS E GARANTIAS DAS PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO: DIREITOS E GARANTIAS DAS PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O presente trabalho traz a proposta de análise de uma das ações realizadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), desenvolvida especificamente na Unidade de Operações Logísticas (UOL). A intenção é investigar o gerenciamento das ações relacionadas ao planejamento, coordenação, orientação e controle das atividades ligadas à aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL). O Enem é uma das avaliações/exames realizados pelo Inep e com vistas a garantir o previsto na Constituição Federal Brasileira, que assegura, em seu artigo nº 176, que “a educação é um direito de todos e dever do Estado”, sendo também aplicado em unidades prisionais 17 e unidades de medidas socioeducativas 18 .
Mostrar mais

117 Ler mais

Show all 10000 documents...