Transformações sociais

Top PDF Transformações sociais:

TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS, FORMAS DE EDUCAÇÃO E APRENDIZAGENS

TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS, FORMAS DE EDUCAÇÃO E APRENDIZAGENS

Resumo: Este artigo tem por objetivo apresentar as relações entre as transformações sociais, as formas de educação e as aprendizagens, a partir de uma revisão teórica sobre o tema. Observou-se que os autores não entendem da mesma maneira as noções de educação formal, não formal e informal; que tais noções estão articuladas aos contextos sociais dos diferentes países; que o conceito de aprendizagem, com o passar dos tempos, foi sendo ampliado, tanto no que diz respeito aos espaços e ao tempo; que novos paradigmas sobre as aprendizagens surgiram, incluindo as noções de experiência e participação; que o uso da trilogia é mais importante nos projetos políticos que nos acadêmicos. Duas novas modalidades de educação surgiram no quadro disciplinar ou interdisciplinar: uma descritiva, que tem por base as dimensões educativas, que possibilita a elaboração de perfis educativos; outra que relaciona os contextos aos conteúdos educativos, possibilitando o traçado tipológico da educação.
Mostrar mais

12 Ler mais

IX Congresso Comunicação e Transformações Sociais

IX Congresso Comunicação e Transformações Sociais

Na senda das BBS e da Usenet, os grupos do Facebook são atualmente, por um efeito de arrasto da popularidade desta rede social online, locais privilegiados de discussão orientada em torno de temas e interesses comuns. Apesar da sua omnipresença, e ao contrário dos perfis individuais e das páginas institucionais, a análise dos seus fluxos de interacção tem ocupado um lugar secundário na pesquisa académica. E nesta os métodos mais clássicos, mesmo que adaptados ao meio (da etnografia para a netnografia, por exemplo), têm dominado. O que se propõe aqui é, recorrendo a ferramentas de recolha e visualização de dados, de que são exemplo o Netvizz e o Gephi, demonstrar o modo como as metodologias computacionais, inspiradas na Teoria das Redes e na Análise de Redes Sociais, potenciam práticas de pesquisa que, ao apresentarem uma homologia com os próprios meios que são o seu objeto, permitem – tomando os utilizadores e suas acções (posts e comentários) como nós de um grafo – recolher informação tanto ou mais repleta de significado acerca do modo como aí se interage. Tomaremos como estudo de caso dois grupos, respetivamente dedicados à partilha e discussão de música e de cinema, focando-nos – com o auxílio dessas ferramentas – no modo como aí participam e interagem. Recorrendo a diversas ferramentas dos Métodos Digitais, procura-se, de forma exploratória, apurar quais as variáveis relevantes para a compreensão destes casos específicos, nomeadamente no que respeita à existência de utilizadores mais influentes, formulando hipóteses para futuras análises mais aprofundadas.
Mostrar mais

495 Ler mais

O direito como revelador das transformações sociais contemporâneas: a abordagem

O direito como revelador das transformações sociais contemporâneas: a abordagem

Essa tentativa de ruptura epistemológica e de distanciamento relativamente à represen- tação convencional do direito, realizada no bojo da primeira parte da obra, se completa com uma abordagem relativa a quem são e o que fazem os atores do direito. Neste sentido, par- tindo da premissa de que os profissionais do direito são atores sociais, Jacques Commaille enfoca as vicissitudes que incidem e influenciam as práticas de tais atores. Mobilizando os aportes da sociologia das profissões, o autor examina as pressões sociais, políticas, culturais e econômicas que afetam as atividades jurídicas em meio à crise que acomete os profissio- nais em geral. 10
Mostrar mais

10 Ler mais

AS CONSTITUIÇÕES EM TEMPOS DE TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS: O ACOPLAMENTO ENTRE O DIREITO E A POLÍTICA

AS CONSTITUIÇÕES EM TEMPOS DE TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS: O ACOPLAMENTO ENTRE O DIREITO E A POLÍTICA

Como já explicado, os sistemas sociais são capazes, a partir de suas estruturas, de absorver comunicações de seu entorno – e cada sistema é ambiente um do outro -, aprendendo, pois, com os estímulos recebidos. A partir da perturbação externa, cria-se ordem interna (Teubner, Legal Pluralism as a Form of Structural Coupling, 2013, p. 345). A coevolução não está disposta a um ponto de contato permanente entre um e outro sistema. Basta o acoplamento estrutural mediante estruturas intersistêmicas. Elas proporcionarão (Febbrajo, Introduction, 2013, p. 7) uma plataforma em comum para uma troca mútua de comunicações. Um match.
Mostrar mais

22 Ler mais

A psicologia comunitária como agente de transformações sociais

A psicologia comunitária como agente de transformações sociais

a comunidade não apenas como fonte de problemas, mas tambem como agente po-.. tencialmente térapêutico.[r]

105 Ler mais

A desvalorização das humanidades: Universidade, transformações sociais e neoliberalismo

A desvalorização das humanidades: Universidade, transformações sociais e neoliberalismo

Nas Figura 1-15 e Figura 1-16 estão representadas, respetivamente, as evoluções de bacharéis e doutorados com base em duas séries. A mais longa, desde 1948 a 2011, é constituída pelas disciplinas mais tradicionais - english language and literature; foreign languages and literatures; history; philosophy - e é designada como “Core disciplines”. A outra série, com início em 1987, é disciplinarmente mais abrangente, sendo constituída pelas mesmas disciplinas da primeira série mais as seguintes: religion; ethnic, gender, and cultural studies; american studies & area studies; archeology; jurisprudence; selected arts; selected interdisciplinary studies. Esta é designada como “CIP - Classification of Instructional Programs”. Por exclusão de partes, as áreas não incluídas nas Humanidades são as seguintes: natural sciences; medical sciences; behavioral & social sciences; engineering; fine & performing arts; social service professions; education; law; business and management. As disciplinas das ciências sociais de teor humanístico também não são consideradas. Nessas condições encontram-se a political science, government, geography, anthropology, and sociology, e ainda os estudos interdisciplinares que associam predominantemente uma perspetiva das ciências sociais às Humanidades.
Mostrar mais

264 Ler mais

A MULHER NA FAMÍLIA E NA UNIVERSIDADE E AS TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS

A MULHER NA FAMÍLIA E NA UNIVERSIDADE E AS TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS

ao considerar a expansão do ensino superior no Brasil nas últimas décadas, sobretudo, a partir dos dados presentes no relatório Task Force do Banco Mundial/UNESCO (1999), observa que quanto mais bem educadas são as pessoas maiores os benefícios sociais e individuais que elas usufruem. Assim, de acordo com sua análise, o conhecimento ganha cada vez mais destaque como fonte de acúmulo de riqueza em contextos contemporâneos. (2003, p. 27)

16 Ler mais

Estudar as transformações sociais

Estudar as transformações sociais

Isto tam bém é vá li do para as si tu a ções onde as trans for ma ções so ci a is for çam as pes so as a aban do nar as suas co mu ni da des e a des lo ca rem-se para ou tros lo ca is: p[r]

26 Ler mais

Organizações sociais e agroecologia: construção de identidades e transformações sociais.

Organizações sociais e agroecologia: construção de identidades e transformações sociais.

Foram realizadas: visitas às propriedades, em que se observou o cotidiano dos agricultores, suas relações familiares, seus conflitos e projetos; observação siste- mática, conforme apontam Selltiz e outros (1965), nas feiras ecológicas, visualizando-se as relações econômicas e sociais entre produtores e consumidores; participação em seminários, reuniões e congressos, o que propiciou a observação das relações entre os diversos públicos estudados; e acompanhamento de visitas técnicas das ONGs de assessoria a propriedades de agricultores fa- miliares. Manteve-se um contato mais freqüente com três técnicos das ONGs de assessoria (CPT e CAPA) e com quatro agricultores que ocupavam posição de lide- rança em suas organizações (cooperativas e associações de agricultura ecológica). Analisaram-se publicações da rede, jornais internos das ONGs e algumas monografias de seus integrantes.
Mostrar mais

12 Ler mais

Afastamento do trabalho : absenteísmo e presenteísmo em uma instituição federal de ensino superior

Afastamento do trabalho : absenteísmo e presenteísmo em uma instituição federal de ensino superior

A sociedade contemporânea tem sido caracterizada por grandes transformações sociais, econômicas, políticas, científicas, tecnológicas e culturais, que nas últimas déca[r]

123 Ler mais

Selma Maria de Assis O PROCESSO DE TERCEIRIZAÇÃO DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NOS SERVIÇOS PÚBLICOS

Selma Maria de Assis O PROCESSO DE TERCEIRIZAÇÃO DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NOS SERVIÇOS PÚBLICOS

Esta dissertação de mestrado estuda as transformações sociais vividas na Brasil e no mundo a partir da década de 1970 e sua influência no mundo do trabalho, principalmente no fenômeno da terceirização na esfera pública, em especial na relação estabelecida entre os assistentes sociais contratados pela Fundação Hélio Augusto de Souza (Fundhas) – e que são cedidos para trabalhar na Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) da Prefeitura do Município de São José dos Campos (SP). O propósito deste trabalho é explicitar como as transformações decorrentes do capital globalizado afetam a gestão do trabalho, nas empresas e no âmbito do Estado, que busca diminuir sua atuação e passa a terceirizar parte de seus serviços. Contextualiza os cenários contemporâneos da crise a partir da década de 1970, em especial o Golpe Militar de 1964, que trouxe várias implicações para a sociedade brasileira e, em especial, no serviço social que passa a atuar em bases teóricas críticas. Explicita como a terceirização se torna um ajuste para o capital neoliberal obter mais lucros, os indicadores de precarização, e suas implicações nas identidades dos profissionais, e, na esfera pública, como a Prefeitura do Município de São José dos Campos tem se utilizado dessa forma de contratação, na SDS e a repercussão dessa relação nas identidades profissionais e no trato com a população. O conhecimento dessa nova forma de contrato de trabalho se faz necessário para que não se caia nas tramas complexas de alienação/coisificação do trabalhador com o conhecimento de que somos profissionais inseridos na divisão social do trabalho e na totalidade do processo social.
Mostrar mais

124 Ler mais

Biblioteca escolar  profissão e cidadania :: Brapci ::

Biblioteca escolar profissão e cidadania :: Brapci ::

Que as escolas que formam educadores priorizem em seus currículos as bibliotecas escolares como agentes catalisadores de transformações sociais, sensibilizando assim futuros educadore[r]

10 Ler mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS – UNISINOS UNIDADE ACADÊMICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DOUTORADO INTERINSTITUCIONAL-DINTER UNISINOSFURB NÍVEL DOUTORADO FELICIANO ALCIDES DIAS

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS – UNISINOS UNIDADE ACADÊMICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DOUTORADO INTERINSTITUCIONAL-DINTER UNISINOSFURB NÍVEL DOUTORADO FELICIANO ALCIDES DIAS

Com relação aos objetivos específicos que equivalem aos capítulos estruturados, averiguam-se as transformações sociais, econômicas e jurídicas da sociedade hipermoderna; a tensão do Estado e a democratização do direito processual civil; releitura da concepção do processo jurisdicional democrático à luz da hermenêutica filosófica; o fenômeno da globalização econômica e o surgimento de novas formas de regulação jurídica; a potencialização do conflito e a crise do monopólio da jurisdição estatal perante o Estado Democrático de Direito; examinar os movimentos de revitalização do acesso à justiça e a tendência brasileira na questão da desjudicialização dos conflitos; analisar a arbitragem como instrumento democrático de resolução de conflitos no âmbito contratual e seus reflexos jurisdicionais, assim como as recentes alterações na Lei de Regência da Arbitragem com base no Código de Processo Civil brasileiro de 2015; averiguar o princípio da autonomia de vontade das partes e a (in)existência de limites na convenção da arbitragem convencionada nos contratos; avaliar o instituto arbitral como possível mecanismo de desenvolvimento econômico na resolução de conflitos contratuais, segundo a percepção das principais Câmaras Arbitrais de Santa Catarina; examinar quais espécies de conflitos no âmbito contratual que, frequentemente, são convencionadas as cláusulas arbitrais e, por fim, investigar os incentivos que estimulam a utilização da arbitragem, na solução de disputas e quais as vantagens verificadas em termos de redução dos custos de transação.
Mostrar mais

376 Ler mais

Bibliotecas, usuários e tecnologias info: perspectivas e transformações :: Brapci ::

Bibliotecas, usuários e tecnologias info: perspectivas e transformações :: Brapci ::

Resumo: Este artigo objetiva refletir sobre as transformações sociais e culturais do processo de consolidação da cibercultura, decorrentes da inserção e popularização das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação na sociedade, bem como as contribuições dessas tecnologias como canal mediador para a troca de informações entre as bibliotecas e seu público-alvo. A reflexão busca ponderar sobre as perspectivas e transformações nas formas de se relacionar que ferramentas como as mídias sociais têm possibilitado por meio da internet, buscando destacar aspectos essenciais que envolvem a biblioteca universitária e o usuário da informação. Utiliza como instrumento de pesquisa uma revisão bibliográfica, sendo realizada uma pesquisa bibliográfica e documental em fontes como livros e periódicos científicos eletrônicos de leitura corrente, com vistas a apresentar os conceitos e definições do tema abordado. Consideramos que é necessário que o profissional da informação inove, trazendo para a biblioteca novas formas de se relacionar com o usuário, modernize e incorpore alterações que atendam ao atual cenário de cultura virtual que se consolida cada vez mais em nossa sociedade, frutos das transformações provenientes da contemporaneidade.
Mostrar mais

13 Ler mais

O ESTUDO DOS PROBLEMAS AMBIENTAIS URBANOS ATRAVÉS DA GEOGRAFIA

O ESTUDO DOS PROBLEMAS AMBIENTAIS URBANOS ATRAVÉS DA GEOGRAFIA

Nesses termos a trajetória da pesquisa envolveu uma revisão de literatura pertinente a temática para fundamentar nossas discussões. Tais questionamentos foram reforçados através do contato com algumas obras que fazem referências ao Ensino de Geografia e Meio Ambiente como Almeida e Passini (1998), Andrade (1993), Cavalcanti (1998), Lemos (1994), Petrone (1992), Santos (1996), Telles (1992) e outros que serviram para complementar a pesquisa. Com este propósito e devido às mudanças tecnológicas com as novas formas alternativas e as transformações sociais contemporâneas, torna-se necessário que os professores possam refletir sobre como mediar tal conteúdo no ensino, uma vez que esse extrapola a bagagem de conhecimento que os alunos possuem.
Mostrar mais

11 Ler mais

Bioética e biodireito: interfaces e confluências

Bioética e biodireito: interfaces e confluências

Aborda-se o desenvolvimento da tecnociência em tempos de globalização transnacional e evidencia-se a vulnerabilidade do discurso de progresso social, podendo este ser substituído pela evidencia de risco social ante a artificialização da natureza e da humanidade, o que demanda respostas ético-jurídicas a partir de acontecimentos que impõem a necessidade de um controle ético nas pesquisas biotecnológicas envolvendo seres humanos, fazendo emergir a Bioética e o Biodireito enquanto campos do conhecimento. Estuda-se o tema a partir de uma perspectiva transdisciplinar, em busca de uma dimensão dinâmica na interpretação dos dados da pesquisa religando as Ciências Sociais às Ciências Jurídicas (Biodireito) e à Filosofia (Bioética), com vistas a obter respostas à problemática formulada. Delimita-se como objetivo examinar as interfaces entre o Biodireito e a Bioética, de forma a observar as confluências dessas áreas do saber. Considera-se o Biodireito como um novo ramo jurídico oriundo da transição paradigmática do Direito e indaga-se como ele se posicionará frente às questões decorrentes das transformações sociais provocadas pelo desenvolvimento biotecnológico que coloca em risco o ser humano e a sociedade. Conclui-se que a relação entre o Biodireito e a Bioética é recursiva e indissociável e contribuiu para o “despensar” do modelo jurídico tradicional de visão linear/reducionista permitindo que as “certezas” sejam substituídas pelas “possibilidades”, o que vem possibilitar ao Biodireito enfrentar as questões provocadas pelo desenvolvimento biotecnológico que violam física e moralmente a pessoa humana. Observa-se, assim, que o Biodireito é impulsionado e auxiliado pelas reflexões bioéticas e se posiciona frente aos dilemas provocados pela biotecnologia criando, interpretando e aplicando normas coercitivas que visem proteger o ser humano, sua descendência e a sociedade.
Mostrar mais

136 Ler mais

PsicoUSF  vol.8 número2

PsicoUSF vol.8 número2

Para finalizar, Denise Falke, José Artur Diehl e Adriana Wagner escrevem sobre a Satisfação conjugal na atualidade. Relatam que, apesar das transformações sociais, a união das pessoas pelo casamento, seja oficializada ou não, ainda parece ser a alternativa para o estabelecimento de um relacionamento conjugal estável. Muitas pessoas, mesmo que tenham passado pelo divórcio, voltam a se casar. Os autores mostram que o investimento na busca de um relacionamento satisfatório faz parte do ciclo vital, sendo um movimento natural de separação de sua família de origem, na busca de um vínculo afetivo.
Mostrar mais

2 Ler mais

Biblioteca escolar  profissão e cidadania School library ? profession and citizenship p. 251260 :: Brapci ::

Biblioteca escolar profissão e cidadania School library ? profession and citizenship p. 251260 :: Brapci ::

Que as escolas que formam educadores priorizem em seus currículos as bibliotecas escolares como agentes catalisadores de transformações sociais, sensibilizando assim futuros educadore[r]

10 Ler mais

Identidade, família e relações sociais em adolescentes de grupos populares.

Identidade, família e relações sociais em adolescentes de grupos populares.

Os adolescentes de grupos populares evidenciam carecer do aspecto teoricamente considerado fundamental à formação da identidade. Percebe-se, portanto, que esse modelo familiar, esse mito familiar já não se sustenta e, embora a sociedade crie alguns espaços sociais para dar conta dos que não podem viver em família, isso é feito a partir de uma postura de descrédito em relação a essa população, as quais são vistas como pessoas de segunda categoria, que devem ser assistidas, mas de quem não se espera um futuro promissor. Daí deriva a crença de que se trata de indivíduos em que não vale a pena investir com seriedade, mas apenas o suficiente para prestar contas a uma sociedade que, em sua maioria, também não espera muito mais do que isso. Esse fenômeno evidencia a
Mostrar mais

10 Ler mais

História de Vida de Líderes Surdos: um Estudo a Partir da sua Trajetória em Movimentos Sociais1.

História de Vida de Líderes Surdos: um Estudo a Partir da sua Trajetória em Movimentos Sociais1.

Ratiicamos as concepções e ideias de Vygotski e Freire ao considerar o eu e o outro como possuidores de representações próprias, fortalecendo a visão de homem como agente social. O binômio eu/outro foi ressaltado de forma constante nas relações entre pessoas surdas. O segundo fator de destaque relacionado aos nossos objetivos foi a importância da língua de sinais na formação da liderança surda. A LIBRAS foi fundamental para esse processo e para a participação e envolvimento nos movimentos sociais. A linguagem foi apresentada como ressigniicadora de conhecimentos dentro de uma cultura própria e de respeito à cidadania.
Mostrar mais

14 Ler mais

Show all 10000 documents...