Top PDF Gestão democrática em discussão: uma experiência no ambiente escolar de uma escola pública municipal

Gestão democrática em discussão: uma experiência no ambiente escolar de uma escola pública municipal

Gestão democrática em discussão: uma experiência no ambiente escolar de uma escola pública municipal

O presente artigo corresponde ao resultado das experiências somadas no Estágio Supervisionado em Gestão Escolar do curso de Pedagogia na modalidade PARFOR da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB. Estágio realizado entre os meses de agosto e setembro de 2017, na Escola Maria Celeste Pires Leite na cidade de Catingueira – PB. Este Artigo tem por objetivo descrever a respeito das observações feitas acerca de como se gerencia uma escola, buscando identificar problemas e possibilidades que interferem no bom andamento do processo educacional. Espera- se ainda, com essa produção, oferecer contribuições para outras escolas públicas preferencialmente no tocante às suas respectivas formas de gestão, através de uma proposta de intervenção que foi realizada a partir de uma coleta de dados, pela observação direta e entrevista semiestruturada.
Mostrar mais

19 Ler mais

O provimento ao cargo de direção escolar e suas implicações nos processos de gestão democrática da escola pública.

O provimento ao cargo de direção escolar e suas implicações nos processos de gestão democrática da escola pública.

Outro esclarecimento importante, diz respeito ao uso dos termos gestão e administração. Na literatura sobre o tema, diversos autores apontam que o uso do termo gestão surgiu para substituir a expressão administração, uma vez que esta encontra-se atrelada a ideia de uma escola nos moldes fabris (CHAVES; et al, 2014). Porém, utilizaremos o entendimento de Vitor Henrique Paro (2002) que toma estes termos como sinônimos, mas por ora não aprofundaremos esta discussão. Paralelo a esse movimento, surge no cenário das políticas educacionais o conceito de gestão democrática da educação pública, que se insere no contexto da gestão escolar como um elemento capaz de produzir maior participação dos diversos atores que compõem a comunidade escolar, bem como de dar maior transparência à gestão pública. Segundo Paro (2016) os pressupostos de uma gestão democrática se inserem numa efetiva participação de pais, alunos, professores e funcionários da escola. Além disso, graus de autonomia são necessários para favorecer uma gestão participativa dos recursos técnicos e pedagógicos da escola pública. Nesse sentido, a promulgação da CF/88 e a LDB/96, ao trazerem a gestão democrática como um princípio do ensino público, representam a expressão de lutas efetivadas por diversas forças que ao longo da história educacional brasileira serviram de pilar para as políticas de democratização da educação (DOURADO, 2013).
Mostrar mais

139 Ler mais

GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA E O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR

GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA E O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR

Concluiu-se que a gestão da escola deve criar formas de administrar todas as atividades de forma democrática, nas quais deve utilizar a experiência, o conhecimento dos profissionais que dela fazem parte, como também do seu público externo. As teorias da administração tornam-se fundamentais por apresentar como se devem distribuir as funções no ambiente escolar, pois, por se tratar de uma Ciência Social aplicada à administração, utilizam-se regras comprovadas por estudos e pesquisas que possuem uma aplicação prática relacionada às atividades humanas e funções desempenhadas, fundamental para o presente estudo e voltados para a teoria e prática aplicada em uma instituição de ensino.
Mostrar mais

11 Ler mais

O Conselho Escolar como Mecanismo de Gestão Democrática e Participação: Uma experiência vivenciada na Creche Morro do Mocotó – Prefeitura Municipal de Florianópolis

O Conselho Escolar como Mecanismo de Gestão Democrática e Participação: Uma experiência vivenciada na Creche Morro do Mocotó – Prefeitura Municipal de Florianópolis

Partindo da concepção democrática, a escola precisa perceber a importância de motivar a participação ativa da comunidade escolar e local no processo constitutivo do conselho. Assim como, também, ouvir, registrar e divulgar o que os alunos e a comunidade pensam, falam e escrevem sobre a concepção da escola pública e das desigualdades da sociedade. Para Antunes (2002, p. 35) “Pais e alunos têm muito a contribuir com a construção de uma escola pública de melhor qualidade”. Desta forma, a escola se transforma em local de estudos, de trabalho, de troca de ideias, de análise da realidade escolar, num exercício de cidadania vivenciado pelos diferentes participantes. Os conselheiros passam a organizar as atividades necessárias, fazendo parte do processo, num envolvimento coletivo, cumprindo, assim, sua função político-pedagógica. O olhar político-pedagógico tem como foco principal a aprendizagem a qual está implícita no planejamento, na implementação e na avaliação das ações da escola.
Mostrar mais

67 Ler mais

O conselho dos conselhos: uma experiência na gestão da escola pública

O conselho dos conselhos: uma experiência na gestão da escola pública

um exercício democrático no interior das escolas, como pressuposto de melhoria da qualidade do ensino. Todas as questões relativas à educação na região sudoeste como nas demais regiões do município seguem uma decisão vertical, tudo é deliberado e decidido pelos órgãos considerados responsáveis pela educação, a secretaria municipal e a diretoria de ensino. Os professores e diretores, como os pais e alunos parecem desconhecer a sua função como sujeitos da história, como protagonista da educação. Devido a este perfil dos membros que compõem o Conselho de Escola podemos afirmar que falta uma prática de democracia nas escolas, não há uma forma explícita de compartilhar decisões. Apesar de existir um fundamento legal para a gestão democrática nas escolas a grande parte das decisões recai sobre o diretor. Pois, na análise das representações encaminhadas pelo CT III a PIJ de RP observamos que se representa contra a figura do diretor e não contra o CE. Por outro lado, identifica-se a autoridade no exercício da direção de escola devido ao seu poder de expulsar alunos, tema marcante das poucas reuniões que aconteciam nos Ces antes da formação do CRS. Aliás, constatamos a partir das observações de campo que as reuniões do CRS fugiam das rotineiras reuniões dos CE, em que predominam a temática da disciplina escolar, na maioria das vezes recaindo a culpabilidade sobre o aluno.
Mostrar mais

181 Ler mais

Conselho da Escola Municipal Adele de Oliveira em CearáMirim/RN: análise de uma experiência de participação na Gestão Escolar Pública

Conselho da Escola Municipal Adele de Oliveira em CearáMirim/RN: análise de uma experiência de participação na Gestão Escolar Pública

no futuro por meio da ampliação dos mecanismos legais e práticos/deliberativos democráticos; ou, em contraposição, poderão legitimar um controle verticalizado e autoritário das instituições mantenedoras do Estado burguês, atendendo aos interesses do mercado capitalista e ampliando as relações sociais excludentes. Observamos que a temática da eleição do diretor escolar é apontada pelos conselheiros como fator potencial de democratização, pois revela a oportunidade de modificar uma participação política passiva da comunidade escolar. As ações do conselho, em muitos momentos refletem a realidade municipal local, que ainda precisa avançar no tocante ao desenvolvimento da gestão participativa e democrática, regulamentada por Lei. Essa realidade respalda o discurso dos conselheiros, que sinalizam para a necessidade de regulamentação da eleição de diretores e formação específica para os conselheiros escolares municipais. Mas, apesar disso, a criação desse colegiado em Ceará Mirim, contribuiu para a ampliação dos espaços e das condições de participação no contexto escolar. Por fim, com a pesquisa, constatamos que a atuação dos conselheiros compreende uma pluralidade de fatores externos e internos a escola pesquisada, avanços foram construídos com as experiências do CE, sem contudo desconsiderar que ainda é preciso superar desafios para a melhoria da atuação do conselho Escola da Escola Municipal Adele de Oliveira.
Mostrar mais

122 Ler mais

Gestão democrática na escola pública: um estudo da rede municipal de ensino de Belém-PB.

Gestão democrática na escola pública: um estudo da rede municipal de ensino de Belém-PB.

De modo a segurar que o PPP da referida escola preocupa-se em apresentar metas fundadas em trabalho pedagógico organizando, visando uma superação dos conflitos, buscando está desaparecido de relações competitivas, comparativas e autoritárias. Na tentativa, de acabar com a rotina do mundo interno da instituição. O Projeto Politico- Pedagógico é um documento que vem ajudando as diretrizes da escola-campo por ele é desenvolvidos trabalhos que permeiam a construção da gestão diferenciada, assim percebe-se que as palestras, os encontros de pais e mestres, as eleições do conselho são fruto de tudo aquilo que rega o PPP, claro e evidente criados sobre o olhar de toda comunidade escolar, debatendo e repensando para melhoria de ensino das crianças.
Mostrar mais

30 Ler mais

Avaliação da gestão escolar : uma análise à luz da gestão democrática em uma escola municipal em Luziânia – GO

Avaliação da gestão escolar : uma análise à luz da gestão democrática em uma escola municipal em Luziânia – GO

Em uma instituição de ensino, os responsáveis pelo conselho escolar como: direção executiva, o representante de pais, do conselho fiscal, de professores e da comunidade, devem agir em coletivo, de modo que possam mediar os conflitos, em união com os demais envolvidos no grupo que tenham argumentos que possam orientar a uma direção estratégica, vislumbrando uma equipe coesa, pronta para cumprir suas atividades de forma equilibrada, onde não perca o ideal de uma gestão democrática participativa. As decisões são tomadas de modo que ninguém tenda para o individualismo evitando o rigor, o autoritarismo. Cabe ainda à gestão da escola refletir sobre a crítica em sua missão, tendo um olhar amplo para os fatos, sendo que é conhecedor da organização pública que administra.
Mostrar mais

51 Ler mais

Gestão, qualidade e premiação: o prêmio Nacional de Referência em Gestão Escolar numa escola pública municipal

Gestão, qualidade e premiação: o prêmio Nacional de Referência em Gestão Escolar numa escola pública municipal

Esta dissertação discute a reforma educativa implementada entre os anos de 1990 e anos iniciais do século XXI, caracterizada pela forte influência das orientações internacionais, que vem instaurando um processo de reestruturação do sistema de ensino com forte expansão e diversificação do acesso, na busca de melhorar a garantia da permanência na escola com aumento da qualidade do ensino e da aprendizagem. Nesse interím, a gestão escolar e educacional foi convocada à instauração de uma cultura avaliativa escolar, entendida nessa conjuntura como forte indutora da qualidade da educação, e de uma política educacional gerencialista, performática e meritocrática, mobilizadora da responsabilização e da auto- responsabilização dos atores sociais quanto à evolução dos índices de desempenho de aprendizagem. A perspectiva produtivista da escola, a imposição de prioridades e as tentativas de homogeneização das práticas escolares têm ameaçado substantivamente os princípios e as experiências da gestão democrática em educação. Este estudo investigou a proposição e a vigência de uma premiação intitulada Prêmio Nacional de Referência em Gestão Escolar na relação com as políticas públicas educativas, compreendendo-o como um mecanismo potencializador das mudanças materiais e culturais exigidas da atuação da escola pública para o período histórico atual. A metodologia baseou-se na pesquisa qualitativa adotando a análise documental – documentos oficiais, proposta da escola para participar no prêmio – e entrevistas com docentes e membros da equipe diretiva da escola. O prêmio é inserido nos contextos escolares para forjar o consenso, a adesão, o comprometimento e a responsabilização dos sujeitos acerca dos seus novos papéis e contribuições na implantação das políticas educativas definidas em escala nacional e global. A análise do conteúdo do documento normatizador da premiação conjuntamente com o estudo de um contexto de implementação da mesma apontaram para a avaliação de que tal mecanismo promove a regulação das práticas e dos trabalhos escolares, corroborando com a ampliação das perspectivas do gerencialismo local no campo da educação.
Mostrar mais

184 Ler mais

Empoderamento na escola: estudo de experiência de gestão escolar em unidade da rede pública de ensino da Bahia

Empoderamento na escola: estudo de experiência de gestão escolar em unidade da rede pública de ensino da Bahia

A discussão sobre autonomia escolar ganhou força nos últimos anos em conseqüência do processo de descentralização administrativo-político pelo qual passou o sistema educacional brasileiro. A legislação educacional brasileira, a partir da promulgação da Constituição Federal de 1988, iniciou um processo de profundas transformações nas concepções e práticas da gestão escolar, a começar pelo princípio da gestão democrática (art. 206), já discutida anteriormente. Esse princípio inspirou uma série de dispositivos da Lei nº 9.394/96 (LDBEN), especialmente aqueles que tratam da autonomia da escola. Gestão democrática e autonomia constituem eixos centrais do novo modelo de gestão da escola pública no Brasil. Para Alonso (2003) a expressão autonomia escolar deve ser sempre compreendida em termos relativos. Essa situação é conseqüência, entre outros aspectos, do fato de a escola estar situada de forma orgânica em um sistema mais amplo. Essa dependência também tem influência sobre o poder existente entre os elementos do sistema. À medida que um ganha mais poder, o outro perde (relação ganha-perde). A LDBEN nº 9.394/96, em seu artigo 15, determina que os sistemas de ensino devem assegurar às unidades escolares públicas que os integram, progressivos graus de autonomia nas dimensões pedagógica, administrativa e de gestão financeira, observadas as normas do direito financeiro público. No entanto, é conveniente ressaltar que a autonomia não é uma simples questão de concessão; é antes de tudo uma conquista. Ela deve ser progressivamente apropriada e exercida na medida em que as unidades escolares que a aspiram vão se tornando competentes, sólidas e equipadas para tal. E os atores sociais que delas fazem parte vão se tornando preparados e empoderados para conseguir lidar com esse novo modelo de gestão da escola pública.
Mostrar mais

125 Ler mais

Gestão democrática na escola pública: um olhar sobre a participação popular

Gestão democrática na escola pública: um olhar sobre a participação popular

De acordo com Libâneo (2008, p. 139) a participação denota uma acepção que vai além do fazer parte da gestão escolar, é necessária a atuação de todos que constituem o ambiente educacional e dos que se beneficiam dos mesmos como alunos, pais e comunidade, só assim serão capazes de agir com compromisso e responsabilidade sobre o meio que em convive, compreendendo o verdadeiro significado na gestão com uma visão sócio - crítica. Segundo o autor, a concepção em torno da participação está associada em dois significados, o primeiro corresponde a autonomia da escola que reflete a conquista de todos do setor educacional que passam a interagir com a sociedade civil em outros mecanismos deliberativos da escola, nesse sentido a prática da participação vai sendo vivenciada, os pais, os alunos, os professores passam a ter consciência de que eles são os únicos responsáveis nas decisões que podem ou não favorecer a melhoria da sociedade geral.
Mostrar mais

38 Ler mais

A relação de uma escola pública com as famílias num processo de gestão democrática

A relação de uma escola pública com as famílias num processo de gestão democrática

Diante da real situação decidimos realizar uma pesquisa em que a metodologia utilizada foi bibliográfica e documental. Foram pesquisados textos que abordam sobre a concepção de gestão escolar democrática, a relação da escola com a família nesta mesma perspectiva, sobretudo, o livro Formação Continuada e Politização Docente, no qual o presente orientador foi um dos organizadores, em que apresenta experiências políticas e pedagógicas das escolas associadas à Comissão de Educação do Fórum do Maciço do Morro da Cruz (CE/FMMC), em Florianópolis. Além de analisar o Projeto Político Pedagógico da Escola Básica Estadual Padre Anchieta – que também esteve associada à CE/FMMC e minha própria experiência acerca dos desdobramentos e situações vivenciadas nesta instituição de ensino no segundo semestre de 2013 – utilizando também como fonte de pesquisa o relatório de estágio concretizado neste período.
Mostrar mais

33 Ler mais

Liderança e gestão democrática na organização escolar: o papel do gestor em uma escola pública de Santa Izabel-PA

Liderança e gestão democrática na organização escolar: o papel do gestor em uma escola pública de Santa Izabel-PA

Nessa perspectiva, ao participar do programa de mestrado e finalizá-lo a partir desta dissertação, pude compreender a relevância da gestão democrática na busca de uma educação de qualidade, porque sem a participação de todos os segmentos atuantes no ambiente escolar se torna mais difícil resolver problemas e criar novas alternativas para vencer os desafios. Todavia, é preciso ter a plena convicção que as mudanças no cenário educativo da escola pública no Brasil não depende apenas do processo de gestão escolar, porque a escola é uma instituição aberta, influenciada pelas políticas, normas, conjunturas políticas e econômicas e a dinâmica social de um modo geral. As variáveis envolvidas nessa relação entre escola e meio fogem a seu controle, impossibilitando à gestão interna de dar certas respostas. Por exemplo, a violência urbana tem crescido no Brasil por conta da desestruturação familiar, o tráfico de drogas, o desemprego, entre outros fatores, afetando as relações intraescolares.
Mostrar mais

106 Ler mais

Gestão democrática da escola pública: propostas à reforma educacional em Angola

Gestão democrática da escola pública: propostas à reforma educacional em Angola

Pensamos que a escola pública angolana no contexto da sua reforma deveria centrar a sua discussão sobre a eficácia dos processos de operacionalização, em atividades na escola, dos fins propostos para a educação, bem como a natureza da ideia de organização e gestão do trabalho escolar. Este texto visa a abordar esses aspectos, porque não foi a opção da escola que desvirtuou a eficácia da política educacional anterior, mas a maneira como se operacionalizou a mesma na realidade da escola. Devido os desafios de transição de uma sociedade de pretensões socialistas de partido único para uma democracia multipartidária, os fins da educação propostos que, entre outros, visam à formação de cidadãos para o agir democrático, requerem uma realidade escolar que se afaste da cultura do centralismo e do autoritarismo que vigorou nas escolas públicas angolanas no período anterior ao da reforma educativa proposta. Mostramos com Pistrak que mais do que a sua declaração formal, os fins das escolas devem ser adequados à natureza do trabalho da escola e a expectativa do trabalho dos alunos. Para isso, requer-se uma cultura que facilite o trabalho coletivo, cultura essa desenvolvida e facilitada com os processos de gestão democrática julgada como a possibilidade da apropriação do processo de educação como uma questão coletiva.
Mostrar mais

14 Ler mais

OS DESAFIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ESCOLAR COMPARTILHADA: CONHECENDO A GESTÃO DEMOCRÁTICA

OS DESAFIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ESCOLAR COMPARTILHADA: CONHECENDO A GESTÃO DEMOCRÁTICA

O ensino público no Brasil está experimentando transformações profundas. Reformas nacionais juntamente com iniciativas em âmbito estadual e municipal estão alterando as práticas pedagógicas e a organização escolar, na tentativa de dar eficácia à escola e universalizar o seu acesso. Nunca antes na história do Brasil a questão da educação pública foi tão evidente na mídia, na vida, na política e na consciência do cidadão comum. Vem-se reconhecendo amplamente que a educação é um elemento fundamental no desenvolvimento social e econômico e que o ensino no país […] (LÜCK. et.al. 2005, p.9)
Mostrar mais

6 Ler mais

Gestão escolar: organização e funcionamento da escola pública

Gestão escolar: organização e funcionamento da escola pública

A gestão escolar tem sido alvo de muitas discussões na atualidade em virtude das inúmeras mudanças na sociedade, sobretudo no que concerne às práticas administrativas e pedagógicas, vistas como dois processos que estão intimamente imbricados. Diante da necessidade de refletir acerca desses assuntos, este trabalho visa discutir a gestão democrática no âmbito da escola, ressaltando a importância do envolvimento de todos os pares inseridos no ambiente educacional para que haja uma organização e funcionamento pautado na transparência e na qualidade do ensino público. Igualmente, destaca também aspectos inerentes à escola e ao aluno da educação infantil e do ensino fundamental, entendidos como fases de suma importância da vida escolar da criança. O aporte teórico que orientam as nossas discussões têm em GADOTTI (2010)P.45, LDB (2001), VIEIRA (2010)P.67, PARO (2003)P.123, dentre outros, as principais referências. Esta pesquisa aponta para a necessidade de se pensar a escola pública como espaço de construção de conhecimento com qualidade, e que para isto é preciso a participação conjunta de todos os envolvidos, desde o diretor, o professor, aluno, pais e comunidade escolar.
Mostrar mais

35 Ler mais

Gestão escolar democrática na escola pública em Pernambuco: uma experiência da década de 80

Gestão escolar democrática na escola pública em Pernambuco: uma experiência da década de 80

A centralização das decisões administrativas e pedagógicas e o controle dos recursos financeiros exercidos pelos órgãos hierarquicamente distantes das escolas se constituem como obstáculos presentes para estas, impedindo-as de terem maior autonomia na condução dos seus trabalhos técnico-pedagógicos. Essas instâncias burocráticas evidenciam uma prática administrativa na qual predomina a regulação e o exercício do poder cujos resultados educacionais estão aquém do esperado pelos professores, pais e alunos e comunidade. A rotina desse processo produz uma espécie de paralisia organizacional que isola a escola e inibe a participação da comunidade.
Mostrar mais

114 Ler mais

Gestão democrática na escola através da lente do conselho escolar: uma experiência de uma Escola Municipal de Fortaleza

Gestão democrática na escola através da lente do conselho escolar: uma experiência de uma Escola Municipal de Fortaleza

A seguir destacamos o conhecimento das ações, tendo em vista que destacamos a importância dos conselheiros te- rem ciência de suas funções. Os sujeitos, então, foram indaga- dos se tinham conhecimento de seu papel como membros do Conselho Escolar. 37,5% disseram não saber acerca de seu pa- pel e 62,5% afi rmou saber qual o seu papel como membro des- se colegiado. Depreendemos, a partir desse percentual, que ainda há pessoas que participam como membro do Conselho Escolar não sabendo quais suas funções, o que pode acabar por prejudicar as ações desse órgão colegiado, pois, algumas atividades que dependem desses membros poderão não ser realizadas em razão da falta de conhecimento dos membros.
Mostrar mais

27 Ler mais

Open A prática discursiva das contribuições da Escola de Gestores para a gestão escolar democrática

Open A prática discursiva das contribuições da Escola de Gestores para a gestão escolar democrática

Esta investigación fue analizar las contribuciones del Curso de Especialización en Gestión Escolar Programa de Entrenadores Escuela de Educación Básica em la práctica de los gestores escolares en la rede pública municipal en la ciudad de Areia-Paraíba. Este programa hace parte de los objetivos del Plan de Desarrollo de la Educación y se ofrece a los gestores de las escuelas públicas de educación básica. El estudio tiene como objetivo examinar la práctica discursiva de los gestores escolares sobre de las contribuciones de Especialización en Gestión Escolar para la la práctica de gestión. Problematizada por este tema del interés en el análisis de la implementación de una política pública, a través de un curso de educación continua enfocada en los gestores escolares que trabajan en escuelas con bajos índices de desarrollo escolar. La investigación es parte del enfoque y la investigación cualitativa es como un estudio de caso sobre la formación de los directivos escolares, comprendidos en el período entre 2011 y 2012, bajo la responsabilidad del Ministerio de Educación en colaboración con el régimen de los dirigentes sindicales Municipal de Educación (UNDIME), y el de Educación Municipal y del Estado. Se utilizaron como fuente de los documentos oficiales de investigación del programa de estudio, y se encontró que contienen una concepción de la formación orientada a ofrecer elementos teóricos y prácticos que permitan una educación con calidad social básica. Se consultó la literatura de la redefinición del Estado brasileño, así como la expansión de la educación superior que se extendía en la Formación del Profesorado Nacional. La colecta de datos se utilizó un cuestionario y entrevista. Neste trabajo ha sido contemplado las ideas del método de Análisis Crítico del Discurso (ACD) de Fairclough (2008), es que mientras que la teoría y el método de análisis. Las consideraciones provisionales ayudar a determinar que dicha formación ha contribuido a los cambios en las prácticas de gestión ha contribuido sobre la comprensión del principio de la gestión democrática.
Mostrar mais

132 Ler mais

Gestão democrática na escola pública do Ceará: um modelo de avaliação institucional

Gestão democrática na escola pública do Ceará: um modelo de avaliação institucional

“ ... a comunidade escolar, na sua totalidade ou na sua maioria, não pode participar diretamente da elaboração dos instrumentos. Sua participação é mais indireta através de grupos de trabalho da escola (GT) ou Conselho escolar, que apontam categorias e aspectos a serem avaliados. Na hora da elaboração escrita, o trabalho é de um grupo pequeno.”

6 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados