Top PDF Oxalis L. (Oxalidaceae) no Estado de Pernambuco, Brasil.

Oxalis L. (Oxalidaceae) no Estado de Pernambuco, Brasil.

Oxalis L. (Oxalidaceae) no Estado de Pernambuco, Brasil.

RESUMO – (Oxalis L. (Oxalidaceae) no Estado de Pernambuco, Brasil). Este estudo foi baseado na análise morfológica de material herborizado e observação dos espécimes em seu habitat natural. Foram registradas nove espécies diferenciadas, principalmente, pelo sistema caulinar, filotaxia, tipo de folha, cor das flores, tipologia das inflorescências e morfologia das cápsulas. Destas espécies, duas (Oxalis corniculata L. e O. cratensis Oliver ex Hooker) possuem distribuição preferencial nas zonas do Litoral e Mata até a subzona do Agreste. Oxalis psoraleoides Kunth apresenta ampla distribuição em todo Estado. Oxalis triangularis A. St.-Hil. e O. frutescens L. distribuem-se desde as zonas do Litoral e Mata até a subzona do Sertão. Oxalis divaricata Mart. ex Zucc. distribui-se nas subzonas do Agreste e Sertão, ocorrendo também no Arquipélago de Fernando de Noronha. Oxalis hedysarifolia Raddi habita a zona da Mata e a subzona do Agreste apenas em regiões serranas. Oxalis debilis Kunth é restrita a subzona do Agreste e Oxalis glaucescens Norlind é a única com distribuição exclusiva nas caatingas, geralmente, em áreas sedimentares na subzona do Sertão. Chave para identificação, comentários sobre afinidades e distribuição geográfica, bem como ilustrações, são fornecidas.
Mostrar mais

18 Ler mais

Orchidaceae em afloramentos rochosos do estado de Pernambuco, Brasil.

Orchidaceae em afloramentos rochosos do estado de Pernambuco, Brasil.

Em Pernambuco, além da Floresta Atlântica costeira, e dos Brejos de Altitude, as encostas orientais do Planalto da Borborema também são regiões ricas em espécies de Orchidaceae. Os afloramentos rochosos são comuns e têm sido indicados com uma das áreas mais representativas para a família no Nordeste do Brasil. O presente trabalho teve como objetivo inventariar a flora de orquídeas da área. Excursões foram realizadas entre 2005 e 2013, contemplando afloramentos rochosos de 13 áreas. Foram encontradas 29 spp. pertencentes a 18 gêneros, sendo Habenaria (seis spp.) e Epidendrum (quatro spp.) os mais representativos. Entre as espécies catalogadas destacam-se Acianthera prolifera e Octomeria alexandri como novos registros para Pernambuco, e Phragmipedium sargentianum que consta na lista de espécies ameaçadas de extinção no Brasil. As espécies são amplamente distribuídas a restritas na sua distribuição, dentre as quais, nove são endêmicas do Brasil. Este estudo corrobora informações anteriores sobre a elevada riqueza e abundância de Orchidaceae nas formações vegetais dos afloramentos rochosos, incluindo muitas espécies endêmicas. Apesar disto, poucas unidades de conservação no estado de Pernambuco englobam esse ecossistema tão importante.
Mostrar mais

18 Ler mais

Sinopse das espécies de Croton L. (Euphorbiaceae) no estado de Pernambuco, Brasil.

Sinopse das espécies de Croton L. (Euphorbiaceae) no estado de Pernambuco, Brasil.

RESUMO – (Sinopse das espécies de Croton L. [Euphorbiaceae] no estado de Pernambuco, Brasil). Este estudo foi baseado na análise de materiais de herbário, referências bibliográfi cas e coletas, revelando a ocorrência de 35 espécies do gênero Croton para o estado de Pernambuco. A maior parte des- tas espécies tem distribuição exclusiva na zona fi togeográfi ca das Caatingas; Croton fuscescens Spreng., C. grewioides Baill. e C. blanchetianus Baill. estendem-se da zona da Mata até a zona das Caatingas; C. polyandrus Spreng. e C. sellowii Baill. ocorrem principalmente na faixa litorânea, em vegetação de restinga; C. argenteus L., C. jacobinensis Baill. e C. triqueter Lam. foram observados apenas na zona da Mata, e C. glandulosus L., C. heliotropiifolius Kunth, C. hirtus L’ Her. e C. lundianus (Didr.) Müll. Arg. apresentam ampla distribuição no Estado. São apresentadas chave de identifi cação, comentários sobre distribuição geográfi ca e habitats, juntamente com ilustrações de características diagnósticas das espécies.
Mostrar mais

13 Ler mais

Os gêneros Zanthoxylum L. e Esenbeckia Kunth (Rutaceae) no Estado de Pernambuco, Brasil.

Os gêneros Zanthoxylum L. e Esenbeckia Kunth (Rutaceae) no Estado de Pernambuco, Brasil.

Durante o período de coleta, Z. gardneri Engl. não foi amostrado nos municípios percorridos no Estado de Pernambuco. Através de levantamentos realizados nos principais herbários locais, apenas uma coleta foi identificada no município de Exu (PE). Dos materiais enviados de outros herbários do Brasil, o mais representativo foi o do Ceará. A falta de mais exemplares em herbários pode indicar falta de coletas, ameaça de extinção ou, provavelmente, pequena representatividade no Estado. A espécie mais próxima é Z. monogynum. Contudo, Z. gardneri apresenta maior número de folíolos (3-)5-7(-9), oblongo-elípticos, base atenuada, ápice acuminado. No Brasil, ocorre nos Estados da Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Piauí, principalmente na Chapada do Araripe (sul do Ceará e oeste de Pernambuco). Pirani (1999) comentou que esta espécie está restrita à região nordeste, principalmente nos cerrados e carrascos dentro do domínio das caatingas, mas também em florestas úmidas, até 900m de altitude. 1.4 Zanthoxylum hamadryadicum Pirani, Brittonia 45(2): 154, fig. 1. 1993.
Mostrar mais

18 Ler mais

Caracterização epidemiológica e molecular da raiva em bovinos no Estado de Pernambuco, Brasil

Caracterização epidemiológica e molecular da raiva em bovinos no Estado de Pernambuco, Brasil

RESUMO - A raiva é uma antropozoonose de evolução letal causada por vírus do gênero Lyssavirus. É uma das doenças infecciosas responsáveis por causar prejuízos aos produtores rurais, levando a impactos econômicos significativos no agronegócio. Objetivou-se com o presente trabalho determinar o perfil epidemiológico da raiva em herbívoros no Estado de Pernambuco, Brasil, no período de 2007 a 2012. Foi realizado um estudo retrospectivo dos dados relativos aos casos positivos de raiva de herbívoros, levando em consideração o mês e o ano da ocorrência e a região geográfica. As análises moleculares foram desenvolvidas a partir de amostras de encéfalos provenientes das cinco Mesorregiões (Agreste, Mata, Sertão, Metropolitana e São Francisco) do Estado. No período estudado foram detectados 238 resultados positivos para o vírus da raiva em herbívoros, distribuídas espacialmente nas cinco mesorregiões, em 78 (42,1%) dos 185 municípios. Observou-se no decorrer do período uma diminuição significativa na taxa de incidência, com ausência de sazonalidade. Quando se analisou a taxa de incidência levando em consideração as Mesorregiões, observou-se que a Mata foi a que apresentou maior oscilação. Para complementar a análise epidemiológica, 16 amostras foram submetidas à técnica de RT-PCR para amplificação parcial do gene N. As sequências geradas foram alinhadas com sequências homólogas obtidas no GenBank para a construção da árvore filogenética, pelo método Bayesiana. Todas as amostras foram homólogas às sequências de vírus da raiva relacionadas à linhagem do morcego hematófago Desmodus rotundus. Diante dos resultados obtidos, constata-se que o vírus da raiva está presente em todo o Estado de Pernambuco, relacionado à linhagem do morcego hematófago Desmodus rotundus. Os focos de raiva em herbívoros estão distribuídos em graus diferenciados em todas as mesorregiões, porém não se constatou um aumento no número de casos que se repita de forma sistemática em uma mesma época do ano, indicando ausência de sazonalidade. Observou-se, também, uma significativa diminuição da incidência no decorrer do período estudado. Esse panorama enfatiza a importância da contínua realização das atividades de prevenção e controle pela Vigilância Agropecuária.
Mostrar mais

80 Ler mais

A família Bombacaceae Kunth no Estado de Pernambuco, BrasilA família Bombacaceae Kunth no estado de Pernambuco - Brasil.

A família Bombacaceae Kunth no Estado de Pernambuco, BrasilA família Bombacaceae Kunth no estado de Pernambuco - Brasil.

Para a análise de plantas vivas e obten- ção de parte do material herborizado, foram procedidas coletas em cerca de 41 municípi- os do estado de Pernambuco, no período de março de 1991 a julho de 1993. As observa- ções sobre os indivíduos no campo foram es- senciais para o reconhecimento das espécies verificando-se dentro das características mor- fológicas vegetativas e/ou florais, as mais re- levantes para a sua identificação. Exsicatas e material tipo foram solicitados, por emprés- timo, a diversos herbários brasileiros ( abre- viaturas segundo Holmgren et al. 1990; Bar- bosa & Barbosa 1996): ALCB, EAC, HRB, HST, ICN, IPA, MG, PEUFR, RB, SP, SPF, UB, UEC, UFP.
Mostrar mais

17 Ler mais

Paspalum L. (Poaceae: Panicoideae: Paniceae) no estado de Pernambuco, Brasil.

Paspalum L. (Poaceae: Panicoideae: Paniceae) no estado de Pernambuco, Brasil.

Pertencente ao grupo informal Parvifl ora, esta espécie se distingue das demais pelas espiguetas diminutas e pela presença de tricomas clavados na gluma superior. Distribui- se desde o México até a Bolívia e Brasil, onde é encontrada em Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Mara- nhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Foi coletada em bordas da Floresta Atlântica e Brejos de altitude em solos arenosos ou afl oramentos rochosos. Não há informações quanto ao seu potencial como forrageira, mas o pequeno porte e pouca biomassa foliar não sugerem um valor forrageiro elevado. Paspalum clavuliferum não forma touceiras muito densas e é pouco comum em Pernambuco.
Mostrar mais

17 Ler mais

Samambaias e licófitas do estado de Pernambuco, Brasil: Blechnaceae.

Samambaias e licófitas do estado de Pernambuco, Brasil: Blechnaceae.

Material selecionado: Bonito, Mata da Azuada, 16.III.2002, F. Lira et al. 87 (UFP); 23.V.2001, F. Lira & S.R.S. Xavier 13 (UFP); Buíque, Reserva Ecológica do Catimbau, Serra de Jerusalém, III.2001, R. Pereira 2114 (IPA); Cabo de Santo Agostinho, Reserva de Gurjaú, 18.VIII.1998, I.C.L. Barros (UFP 22695); Mata do Zabé, 19.VIII.1998, K.V. Linhares et al. (UFP 22333); Goiana, 04.VI.1970, G. Mariz 530 (UFP); Igarassu, Refúgio Ecológico Charles Darwin, 11.XI.1998, A.C.P. Santiago 7 (UFP); A.C.P. Santiago 10 (UFP); Recife, Mata do Quartel General (Comando Regional NE), 03.VIII.1988, A.R. Pontes & I.C.L. Barros (UFP 7505); Mata de Dois Irmãos, 27.VII.2000, M. Oliveira 1 (UFP); 24.IV.1985; A.J.R. Silva (UFP 7082); 28.III.1985, A.J.R. Silva 11 (UFP); 11.XI.1982, Cavalcanti 41 (UFP); São Vicente Férrer, Mata do Estado, ca. 07º35’00”S - 35º30’00”, 600–
Mostrar mais

10 Ler mais

Caracterização epidemiológica dos casos de AIDS em pessoas com 60 anos ou mais, Pernambuco, Brasil, 1998 a 2008.

Caracterização epidemiológica dos casos de AIDS em pessoas com 60 anos ou mais, Pernambuco, Brasil, 1998 a 2008.

Se están produciendo cambios en el escenario mundial durante los últimos años, debido a la reducción de las tasas de fecundidad y mortalidad, y como resultado, la longevidad se presenta como un fenómeno real. Duran- te la madurez, la sexualidad viene asociada a prejuicios más diversos. Este estudio caracteriza los casos de SIDA en personas de 60 años o más que vivían en el estado de Pernambuco, Brasil, y que se notificaron al Depar- tamento de Salud de Pernambuco entre el 1 enero 1998 al 31 diciembre 2008. Se realizó un estudio transversal/ datos descriptivos con información del Sistema de No- tificación de Resultados. En 1998, la tasa de incidencia del SIDA en la población estudiada fue de 1,6 casos por cada 100 mil habitantes, elevándose a 4,8 casos/100 mil habitantes en 2008, con un incremento del 200%. Es evidente la necesidad de desarrollo de la prevención, el diagnóstico y la asistencia dirigida específicamente a las personas mayores, ya que la sexualidad esa etapa de la vida, sigue rodeada de muchos tabúes y mitos.
Mostrar mais

5 Ler mais

A saúde pública no Brasil

A saúde pública no Brasil

Ao que parece o beriberi é endemico nas prisões da ilha de Fernando de Noronha, pertencente ao Estado de Pernambuco, Brasil. A prevalescencia por sexo mostra que [r]

2 Ler mais

Detecção de anticorpos IgG anti-Trypanosoma vivax em bovinos através do teste de Imunofluorescência indireta.

Detecção de anticorpos IgG anti-Trypanosoma vivax em bovinos através do teste de Imunofluorescência indireta.

RESUMO.- Trypanosoma vivax infecta uma grande varieda- de de animais ungulados selvagens e domésticos, podendo causar grande impacto na produção de ruminantes. Este tra- balho teve como objetivo avaliar a detecção de anticorpos IgG anti-Trypanosoma vivax em bovinos provenientes do estado de Pernambuco, Brasil. Para tanto, foram analisadas 2,053 amostras de soro sanguíneo de bovinos provenientes de rebanhos de municípios do estado de Pernambuco, os quais foram analisados através da Reação de Imunofluores- cência Indireta. Das amostras testadas 13,93% (286/2.053) foram reagentes para anticorpos IgG anti-Trypanosoma vi-
Mostrar mais

4 Ler mais

Intoxicação por Enterolobium contortisiliquum em bovinos na região Nordeste do Brasil.

Intoxicação por Enterolobium contortisiliquum em bovinos na região Nordeste do Brasil.

RESUMO.- Descreve-se um surto de fotossensibilização causada por favas de Enterolobium contortisiliquum em bovinos no Estado de Pernambuco, Nordeste do Brasil. Os sinais clínicos observados foram hiporexia, prostração, perda de peso, edema generalizado, dermatite e icterícia. Havia anemia e atividades séricas de AST, LDH e GGT ele- vadas. A concentração sérica de ureia encontrava-se leve- mente aumentada e creatinina, proteínas séricas e albu- mina estavam em níveis normais. Na necropsia, o fígado estava aumentado de tamanho e difusamente alaranjado e os rins estavam aumentados de volume e apresentavam estriações esbranquiçadas irregulares entremeadas por
Mostrar mais

5 Ler mais

EDUCAÇÃO INTEGRAL NO ESTADO DE PERNAMBUCO: UMA REALIDADE NO ENSINO MÉDIO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

EDUCAÇÃO INTEGRAL NO ESTADO DE PERNAMBUCO: UMA REALIDADE NO ENSINO MÉDIO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

[...] optou por um federalismo cooperativo sob a denominação de regime articulado de colaboração recíproca, descentralizado, com funções privativas, comuns e concorrentes entre os entes federativos. Com efeito, a constituição federal de 1988 reconhece o Brasil como uma república Federativa, formada pe la “União indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal...” (art.1 º da constituição). E, ao se estruturar, assim o faz, sob o princípio da cooperação recíproca, de acordo com os artigos 1 º , 18, 23 e 60, § 4 º ,I. Percebe-se, pois, que em vez de um sistema hierárquico ou dualista, comumente centralizado, a constituição Federal montou um sistema de repartição de competências e atribuições legislativas, entre os integrantes do sistema federativo, dentro de limites expressos, reconhecendo a dignidade e a sua autonomia própria (CURY, 2011, p.158).
Mostrar mais

99 Ler mais

Phyllanthus L. (Phyllanthaceae) em Pernambuco, Brasil.

Phyllanthus L. (Phyllanthaceae) em Pernambuco, Brasil.

RESUMO – (Phyllanthus L. (Phyllanthaceae) em Pernambuco, Brasil). O estudo foi baseado na análise morfológica de materiais herborizados e observação em campo. Foram registradas 17 espécies diferenciadas, principalmente, através do número e forma das sépalas, número e união dos estames, além do sexo da inflorescência e ornamentação da testa das sementes. Dessas espécies, seis (P. amarus Schum. & Thonn., P. tenellus Roxb., P. caroliniensis Walt. subsp. caroliniensis, P. niruri L., P. orbiculatus L.C. Rich. e P. stipulatus (Raf.) Webster) apresentam ampla distribuição no Estado, quatro (P. chacoensis Morong, P. klotzschianus Müll. Arg., P. heteradenius Müll. Arg., P. claussenii Müll. Arg.) restringiram-se a zona das Caatingas, sendo P. chacoensis Morong restrita à vegetação ripária do vale do rio São Francisco e as demais (P. acuminatus Vahl, P. subemarginatus Müll. Arg., P. minutulus Müll. Arg., P. hypoleucus Müll. Arg., P. juglandifolius Willd., P. urinaria L. e P. grandyi M.J. Silva & M.F. Sales) são de ambientes florestais da zona da Mata, podendo ainda alcançar as florestas montanas, “brejos” de Altitude, do interior do Estado. Chave para identificação, comentários sobre afinidades e distribuição geográfica, bem como ilustrações, são fornecidas.
Mostrar mais

20 Ler mais

Causas externas de mortalidade em mulheres grávidas e puérperas

Causas externas de mortalidade em mulheres grávidas e puérperas

A inclusão dessas mortes em dados oficiais permi- tirá caracterizar e averiguar a relevância e tendências desses óbitos e fornecer informações para o desen- volvimento de estratégias e orientações para políti- cas públicas, com o objetivo de reduzir e prevenir esses agravos. O objetivo deste estudo foi descrever os óbitos por causas externas (acidentes, suicídios e homicídios) entre gestantes e puérperas no estado de Pernambuco (Brasil), no período de 2006 a 2014.

6 Ler mais

Rayane de Tasso Moreira Ribeiro 2,3,4, Maria Iracema Bezerra Loiola

Rayane de Tasso Moreira Ribeiro 2,3,4, Maria Iracema Bezerra Loiola

Terminalia glabrescens pode ser reconhecida e diferenciada de T. amazonia, espécie mais próxima, pelos ramos com coloração ferrugínea (vs. ramos glabros), nervação eucamptódroma-broquidódroma (vs. eucamptódroma), domácias marsupiformes com tufos de tricomas rufescentes (vs. domácias ausentes) e fruto 5-alado (vs. 4-alado), com alas desiguais. A espécie foi registrada para o Brasil, Bolívia e Paraguai (Stace 2010). Em território brasileiro, ocorre em todas as regiões (Flora do Brasil 2020 2017). Cabe ressaltar que Stace (2010) identificou a coleção Ducke & Lima 77 como T. glabrescens; no entanto, ao realizarmos um estudo mais detalhado, verificamos que se trata de T. amazonia. Esse é o primeiro registro para a espécie no Estado de Pernambuco, onde foi encontrada em vegetação de floresta ombrófila densa (figura 1). Coletada com flores em dezembro.
Mostrar mais

7 Ler mais

Educação em saúde sobre fatores de risco na ocorrência de quedas em idosos em tempos de pandemia do COVID-19: Relato de experiência / Health educationon risk factors in the occurrence off alls in the elderly in times of the COVID-19 pandemic: Experience r

Educação em saúde sobre fatores de risco na ocorrência de quedas em idosos em tempos de pandemia do COVID-19: Relato de experiência / Health educationon risk factors in the occurrence off alls in the elderly in times of the COVID-19 pandemic: Experience report

Trata-se de um relato de experiência onde foi realizada teleorientação a 17 idosos que desenvolve atividade na pastoral da saúde do estado de Pernambuco, Brasil, nos períodos de junho e julho de 2020, no qual foi abordado por enfermeiras de forma educativa os fatores de risco domiciliares e medidas de prevenção e promoção na redução de quedas.

6 Ler mais

O PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO NO ESTADO DO CEARÁ: AVALIAR PARA AVANÇAR – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO NO ESTADO DO CEARÁ: AVALIAR PARA AVANÇAR – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Esta dissertação expõe os resultados de uma pesquisa que teve como objetivo investigar e analisar o Programa de Educação Profissional Técnica integrado ao Ensino Médio no estado do Ceará, entre os anos de 2008 a 2011 em dez escolas da Rede Estadual de Educação do Estado do Ceará. Trata-se de uma pesquisa de campo, onde se recorre, também, à análise documental e bibliográfica a partir da qual é descrito o panorama da educação profissional de nível médio integrado no referido estado a partir da década de 90 e a rápida expansão da oferta dessa modalidade de ensino no estado a partir do ano de 2008. Também expomos as características gerais das escolas profissionais do estado e seus principais indicadores, os quais são utilizados como base para a análise do desempenho do programa ao final do seu primeiro ciclo. Analisamos, especialmente, aspectos relacionados à organização curricular e suas possibilidades de subsidiar a construção de um projeto educacional comprometido com a formação técnica de nível médio em uma perspectiva cidadã e emancipadora. Por fim, apresentamos um Plano de Ação Educacional (PAE) com ações estratégicas que apontam alternativas aos problemas e dificuldades detectadas durante a realização de pesquisa, para a implementação e desenvolvimento dos procedimentos correspondentes ao programa no âmbito das escolas no sentido de alcançar os objetivos propostos.
Mostrar mais

171 Ler mais

A produção da exclusão educacional no Brasil Introdução

A produção da exclusão educacional no Brasil Introdução

De outra forma, também não há uma reprodução especular das estruturas sociais. Goldthorpe (2000) posiciona-se contrário à perspectiva de Bourdieu, uma vez que a expansão educacional não reproduziu as desigualdades anteriormente verificadas. Sobre o tema, ainda posiciona-se em alinhamento com a perspectiva de Boudon, precisamente em relação a dois pontos específicos: “first, in starting from the ‘structural’ theory of aspirations of Keller and Zavalloni (1964) and, secondly, in regarding the process that generate class differentials as operating in two different stages” (Golthorpe: 2000, 169). Além do reprodutivismo de Bourdieu, a Teoria da Desigualdade Maximamente Mantida (MMI) também aponta para mecanismos perversos que impedem o avanço de políticas equitativas, como é o caso da expansão do acesso à educação. Assim, o aprofundamento da reflexão acerca deste processo histórico no Brasil e seus elementos centrais podem ser relevantes para a reflexão do cenário educacional contemporâneo, a avaliação de suas políticas públicas, o enfrentamento de desafios atuais e entraves ao desenvolvimento que há muito tempo já deveriam ter sido superados. Este trabalho objetiva tratar de três dimensões centrais para a democratização da educação: o acesso, o rendimento e o desempenho. Posteriormente, aprofundar-se-á a investigação sobre os determinantes da aprendizagem (proficiência) e sua produção desigual.
Mostrar mais

24 Ler mais

Show all 10000 documents...