• Nenhum resultado encontrado

Balança comercial tem saldo positivo de US$ 633,47 milhões

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "Balança comercial tem saldo positivo de US$ 633,47 milhões"

Copied!
8
0
0

Texto

(1)

Domingo

Goiânia, 9 de maio de 2021

Ano 16 - Edição 4611

R$

1

do Estado

gazetadoestado

62 99118-3777 www.gazetadoestado.com.br

gazetadoestado.com.br

PÁGINA 04

FAMOSOS

Fiuk nega mesada e diz que desabafo

sobre finanças foi pela emoção

Luisa Sonza se revela bissexual após clipe

aos beijos com Carol Biazin

TEMPO HOJE

Brasília Máxima 27ºC Mínima 14ºC Goiânia Palmas

Tendência Estável Máxima 32ºC Mínima 17ºC Tendência Estável Máxima 32ºC Mínima 22ºC Tendência Estável PÁGINA 03

GOIÁS

Balança comercial tem saldo

positivo de US$ 633,47 milhões

Montante é 26,69% superior ao saldo de igual mês do ano passado e coloca Goiás na 9ª posição nacional. No acumulado

entre os quatro primeiros meses de 2021, exportações do Estado superam em 17,35% mesmo período de 2020

Divulgação

O aumento das negociações externas foi motivado, principalmente, pelo salto de vendas internacionais do complexo da soja, que saiu de US$ 464,3 milhões em abril de 2020 para US$ 624,2 milhões em igual mês deste ano

(2)

NETFLIX

Lançamentos

A primeira temporada de O Legado de Júpiter — que está sendo bastan-te comparada com The Boys — também já está disponível no catálogo. A história gira em tor-no dos primeiros heróis do universo precisando passar o bastão para os filhos. Contudo, os con-flitos se intensificam conforme eles percebem que o mundo já não é mais o mesmo.

E na próxima quar-ta-feira, o serviço de streaming lançará Oxi-gênio, suspense francês sufocante dirigido por Alexandre Aja, cineasta famoso por criar longas extremamente chocan-tes como Viagem Maldi-ta e AlMaldi-ta Tensão. O longa acompanha uma mulher que acorda dentro de uma câmara criogênica. Sem saber como foi parar lá, ela precisa recuperar a memória antes que o oxigênio do local acabe.

Além dos intensos Monstro e Oxigênio, a Netflix irá disponibilizar Boi Neon na próxima se-gunda-feira. O título pro-mete ser um dos melho-res filmes nacionais no catálogo, e tem protago-nismo de Juliano Cazar-ré. A trama provocativa fala sobre um vaqueiro que deseja abandonar a vida rural e se tornar um estilista de luxo. Para isso, ele passa a criar rou-pas sensuais para apre-sentações eróticas. 07/05 - O Legado de Júpiter: Volume I 07/05 - Garota de Fora: Temporada 2 07/05 - The Circle - The Afterparty

08/05 - The Bold Type: Temporadas 1, 2, 3 e 4 11/05 - Outlander: Temporada 5 11/05 - Explicando... Dinheiro: Minissérie 12/05 - Família Upshaw: Temporada 1 13/05 - Amor, Casa-mento e Divórcio: Tem-porada 1

13/05 - Castlevania: Temporada 4

Pipoca e Sofá

Filmes da semana nos canais abertos

DOMINGO

TEMPERATURA MÁXIMA

Um Sonho Possível -

Michael Oher era um jovem negro, filho de uma mãe viciada e não tinha onde morar. Com boa vocação para os esportes, um dia, ele foi avistado pela família de Leigh Anne Tuohy, andando em direção ao estádio da escola para poder dormir longe da chuva. Ao ser convidado para passar uma noite na casa dos milionários, Michael não tinha ideia de que aquele dia iria mudar para sempre a sua vida, tornando-se, mais tarde, um astro do futebol americano.

DOMINGO MAIOR Carga Explosiva: O Legado - Riviera

Francesa, 2010. Frank Martin segue trabalhando como transportador de mercadorias perigosas, sem fazer qualquer pergunta sobre o que carrega.

Um dia, ele recebe uma ligação de Anna, que deseja contratá-lo. Eles combinam de se encontrar em um requintado restaurante e, lá, Frank recebe a tarefa de pegá-la em frente ao Banco de Mônaco, daqui a algumas horas. Ao chegar ao local, ele é surpreendido pela presença de outras duas mulheres, o que não havia sido previamente acertado. Frank tenta desfazer o acordo, mas logo descobre que o trio mantém em cativeiro seu próprio pai. Para salvá-lo, ele aceita participar do plano das garotas.

CINEMAÇO

Os Infiltrados - A polícia

trava uma verdadeira guerra contra o crime organizado em Boston. Billy Costigan, um jovem policial, recebe a missão de se infiltrar na máfia, mais especificamente no grupo comandado por Frank Costello. Aos poucos, Billy conquista

sua confiança, ao mesmo tempo que Colin Sullivan, um criminoso que foi infiltrado na polícia como informante de Costello, também ascende dentro da corporação. Tanto Billy quanto Colin sentem-se aflitos devido à vida dupla que levam, tendo a obrigação de sempre obter informações. Porém, quando a máfia e a polícia descobrem que entre eles há um espião, a vida de ambos passa a correr perigo. CORUJÃO I Impacto Mortal - Colt e John são

pistoleiros, amantes e companheiros num controverso e obscuro mundo de duelos perigosos e contam com a ajuda um do outro para encontrar e eliminar o assassino do irmão de Colt, vingando, assim,

sua morte.

SEGUNDA

SESSÃO DA TARDE Paixão de Aluguel - Holly está cansada

de se mudar toda vez que a sua mãe, Jean Hamilton, termina com um novo namorado. Para aumentar a autoestima da mãe, a jovem decide inventar um admirador secreto, mas logo o seu plano começa a sair do controle.

(3)

Circulação em Goiás, Tocantins e Distrito Federal

3

GOIÁS

AGRONEGÓCIO

SIC/GO - Com US$ 962,150 milhões em exportações contra US$ 328,673 milhões em importações, a Balança Comercial de Goiás registrou no mês de abril saldo supe-ravitário de US$ 633,477 mi-lhões. O montante é 26,69% superior ao saldo de igual mês do ano passado, e colo-ca o Estado em nono lugar nacional em vendas exter-nas e em 11º em compras internacionais no mês. Os dados foram divulgados nes-ta quinnes-ta-feira (06/05) pelo Ministério da Economia.

Comparado com o mes-mo período do ano passado, as exportações cresceram 37,40% e as importações 64,15%. O aumento das ne-gociações externas foi moti-vado, principalmente, pelo salto de vendas internacio-nais do complexo da soja, que saiu de US$ 464,3 mi-lhões em abril de 2020 para US$ 624,2 milhões em igual mês deste ano.

“Sempre destaquei a relevância do agro para a economia do nosso Estado, e isso tem sido mantido e sendo de fundamental im-portância também durante a pandemia. Contamos com produtores que trabalham com respeito às leis e empre-gam toda qualidade para que cada vez mais alimentos che-guem às mesas dos

brasilei-ros e possam ainda atender o mercado internacional”, res-saltou o governador Ronaldo Caiado sobre o resultado.

Os municípios que mais cooperaram para as expor-tações do mês foram Rio Verde, que realizou 28,78% das vendas, seguido de Jataí (11,82%) e Luziânia (8,87%).

O principal destino de carga foi a China, que importou 51,39% dos produtos goia-nos vendidos em abril.

O secretário José Vitti, titular da Secretaria de In-dústria, Comércio e Servi-ços, disse que os indicadores de Goiás neste ano de 2021 têm melhorado em relação

ao que aconteceu em 2020, quando nesse mesmo perí-odo a pandemia provocava muitas perdas na economia. “A cada mês crescemos um pouco mais”. Vitti disse que a recuperação pode parecer um pouco lenta, mas ocor-re e vai gerar empocor-regos em todo Estado. “Infelizmente,

não é na velocidade que gos-taríamos porque ainda vive-mos a crise sanitária provo-cada pelo coronavírus. Mas os indicadores nos mostram que estamos no caminho certo para fechar o semestre com saldos ainda mais pro-missores no nosso comércio exterior”, disse o secretário.

IMPORTAÇÕES

As importações realiza-das em abril tiveram como carro-chefe os produtos fármacos, que correspon-deram a 25,69% do total im-portado no mês. Com isso, o saldo do período supera em 53,88% o de abril de 2020.

Os países que mais man-daram produtos para Goiás foram a Argentina (14,92%), China (14,41%) e Tailândia (9,88%), que tiveram como principais destinatários goianos os municípios de Anápolis, que comprou 32,74% do total importado pelo Estado no mês, seguida de Catalão (20,15%) e Ca-choeira Dourada (15,03%).

O acumulado do ano de 2021 também fecha com saldo superavitário. Os US$ 2,747 bilhões em vendas internacionais superaram em US$ 1,056 bilhão as compras internacionais, que fecharam em US$ 1,691 bilhão. Contudo, o acumulado da balança co-mercial de 2021, compara-do com o mesmo períocompara-do de 2020, apresenta queda de 17,11% no saldo.

As exportações do pri-meiro quadrimestre tive-ram crescimento de 17,35% enquanto que as impor-tações cresceram 58,51%, sempre comparando com o mesmo período de 2020.

Balança comercial tem saldo

positivo de US$ 633,47 milhões

Agronegócio responde por 84,05%

do total exportado por Goiás em abril

Montante é 26,69% superior ao saldo de igual mês do ano passado e coloca Goiás na 9ª posição nacional. No acumulado entre os quatro primeiros meses de 2021, exportações do Estado superam em 17,35% mesmo período de 2020

Divulgação

Wenderson Araújo/CNA

No mês de abril, o agronegócio foi respon-sável por 84,05% do total exportado por Goiás, so-mando 808,69 milhões de dólares. Os dados fo-ram divulgados pelo Co-mex Stat do Ministério da Economia e compi-lados pela Gerência de Inteligência de Mercado da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Ao todo, o Estado regis-trou 962,15 milhões de dólares em exportações.

O complexo soja li-dera as exportações do agro com 77,19% do total (624,23 milhões de dóla-res), seguido pelo com-plexo carnes, com 15,75% (127,34 milhões de

dóla-res). Dentro do complexo carnes, o destaque fica com a carne bovina (88,53 milhões de dólares) e a carne de frango (35,58 milhões de dólares).

Também aparecem entre os destaques na pauta de abril as exporta-ções de couro (16,18 mi-lhões de dólares), com-plexo sucroalcooleiro (9,23 milhões de dólares), algodão (7,5 milhões de dólares), milho (5,56 mi-lhões de dólares) e café (1,31 milhão de dólares). ACUMULADO De janeiro a abril, o agronegócio já acumu-la 2,15 bilhões de dóacumu-lares exportados em Goiás, o que representa 78,36% do total exportado pelo Esta-do no acumulaEsta-do Esta-do ano. Deste total, 1,39 bilhão de dólares vêm da soja (64,85%) e 472,88 milhões de dólares do complexo carnes (21,97%).

Na avaliação do secre-tário de Estado de

Agricul-tura, Pecuária e Abasteci-mento, Tiago Mendonça, o bom desempenho da pau-ta de exporpau-tações do agro mantém uma tendência que inclui o peso dos pro-dutos mais exportados pelo Estado, com o acrés-cimo da diversificação da pauta. “Os produtores do Estado, com o apoio do Go-verno de Goiás, têm feito um trabalho excepcional com recordes de produção, sobretudo nas principais commodities, como soja e milho”, considera. “Ao mes-mo tempo, vemes-mos ganhar destaque outros produtos que incluem itens como couros, complexo sucro-alcooleiro, algodão, café, entre outros, que têm um peso positivo pelo lado da diversificação da pau-ta de exporpau-tações. Isso contribui com o desen-volvimento em diversas frentes, sobretudo pela demanda que traz renda, movimenta a economia e gera empregos.”

Seapa/GO

Mais de 800 milhões de dólares foram exportados pelo Estado, com destaque para soja e complexo carnes, sobretudo bovina e de frango

O aumento das negociações externas foi motivado, principalmente, pelo salto de vendas internacionais do complexo da soja, que saiu de US$ 464,3 milhões em abril de 2020 para US$ 624,2 milhões em igual mês deste ano

(4)

Alameda do Contorno, 1508, Qd. 37, Lt. 05, Santo Antônio, CEP: 74.853-120, Goiânia-GO

DIRETOR PRESIDENTE

Adão dos Reis Gonçalves

adao@gazetadoestado.com.br COMERCIAL Tel: (62) 3249-8883 comercial@gazetadoestado.com.br PUBLICAÇÃO LEGAL Tel: (62) 3249-8883 editais@gazetadoestado.com.br REDAÇÃO redacao@gazetadoestado.com.br DISTRIBUIÇÃO go@gazetadoestado.com.br df@gazetadoestado.com.br DIREÇÃO GRÁFICA Érika Sandra DIAGRAMAÇÃO Gabriela Nunes DIREÇÃO DE JORNALISMO Adão Gonçalves MTB 3719/GO EDITOR DE REPORTAGEM

Luís Carlos Castro MTB 3697/GO

luisgazetadoestadogo@gmail.com

Matérias e artigos assinados não representam a opinião do jornal Gazeta Multiplataforma LTDA

CNPJ: 17.766.906/0001-14

O ator e cantor Fiuk, 30, falou sobre a polêmica em torno de sua situação financeira e afirmou que não recebe mesada do pai, o cantor Fábio Jr., 67, e que sofreu bastante o impacto da pandemia na suspensão de eventos artístico.

O artista, que ficou em terceiro colocado no Big Brother Brasil 21, com 4,62% dos votos, e levou o prêmio de R$ 50 mil, cau-sou polêmica e virou meme nas últimas semanas ao usar sua situação financei-ra como justificativa pafinancei-ra continuar no reality.

Em conversa online com a imprensa, ele afirmou que sempre viveu de even-tos, desde os 16 anos, e que passou por momentos ruins recentemente. Apesar disso, ele admite que foi “um pouco over” na hora de pedir votos no programa.

“Ali dentro é muito in-tenso, o desespero, aquele prêmio, ainda mais depois de tanto tempo. Eu sempre tive vergonha de me expor e lá eu estava me expondo, então acho que me emo-cionei demais”, afirmou ele. “A gente fica com tudo a flor da pele.”

Emancipado desde os 16 anos, Fiuk afirmou que não

recebe mesada ou ajuda fi-nanceira do pai, apesar de viver na casa dele, entre tra-balhos e período na casa da mãe. “Ninguém me paga R$ 1, mas iam inventar. ‘Olha o filho do Fábio Jr. mimado.”

“Mas não tenho ver-gonha de dizer, todos têm altos e baixos. E se eu rece-besse mesada do meu pai também não teria vergo-nha, mas ele sempre me criou assim, me incentivou que trabalhasse”, afirma ele, que viu o BBB como uma oportunidade.

Segundo Fiuk não foi uma decisão fácil a de entrar no reality. Convidado pela primeira vez no ano passado, ele diz que pensou a respeito por um ano inteiro. A dúvi-da se juntou a situação difícil trazida pela pandemia e ele decidiu pelo sim.

Passados cem dias de confinamento, com de-sentendimentos e crises existenciais, o artista afir-ma que não se arrepende. “Sempre fui tão inseguro... Acho que tive coragem de ser eu mesmo, com defei-tos e qualidade, de assumir quem eu sou”.

“A gente sempre vi-veu nesse mundo em que temos que ser perfeitos. Sou filho do Fábio Jr.,

então não posso me dar mal. Mas lá eu me dei o direito de ser eu mesmo, imperfeito. Eu escondia minha depressão, mi-nha TDA (Transtorno do Déficit de Atenção), nunca tinha postado foto fumando. Foi doloroso, mas transformador.”

Fiuk afirmou que sua amizade com Juliette Frei-re, 31, a campeã do progra-ma, foi um exemplo des-sa evolução sua. Ele teve que superar suas manias de perseguição e insegu-ranças antes de se abrir a amizade, que ele afirma persistir fora do programa.

O mesmo desejo ele tem em relação a Gilberto Nogueira, 29, por quem diz ter um carinho enorme e chegou a dar um selinho. “Meu amor por ele con-tinua, com certeza, para a vida toda. Quem sabe a gente não troca mais bei-jos de amigos”, brinca ele. Terminado o BBB 21, Fiuk afirma que quer já vol-tar aos seus projetos pro-fissionais. Ao menos cinco músicas ele já tem feitas, prontas para serem lança-das. Segundo ele, deveriam ter saído com ele ainda no programa, mas seu produ-tor preferiu esperar.

Luisa Sonza

se revela bissexual após

clipe aos beijos com Carol Biazin

Luisa Sonza lançou o cli-pe da música ‘Tentação’, feat com Carol Biazin. No vídeo, as duas artistas se beijam muito. A química chamou atenção e rendeu elogios. Luisa ficou feliz com a re-percussão e aproveitou para se revelar bissexual.

No Twitter, a cantora falou que se sentiu alivia-da com o carinho dos fãs e justificou a demora para falar sobre sua sexualidade. “Já tive tanto medo (ok, te-nho um pouco ainda) de ser quem eu sou por três prin-cipais motivos: o lugar de onde eu vim, minha família e como as pessoas iriam re-ceber”, diz ela.

Mesmo com o sucesso do clipe, Luisa afirma que ainda não se sente à vontade para falar sobre o tema com detalhes. “Quero falar mais a fundo sobre esse assunto da minha vida quando eu me sentir mais confortável e preparada pra isso tudo. Mas MUITO obrigada pelo

carinho e apoio”.

Os fãs parabenizaram Luisa pela coragem. Alguns ficaram confusos e ques-tionaram se Vitão conti-nua sendo seu namorado. A cantora garantiu que sua sexualidade ainda é um as-sunto muito delicado, mas resumiu a nova fase com a palavra “alívio” e prometeu falar mais sobre seus desejos no futuro.

Vitão fez Stories elogian-do o clipe da parceira para mostrar que está tudo bem.

Os dois continuam juntos e Carol Biazin não represen-ta uma “ameaça” ao casal. Luisa apenas aproveitou o trabalho para falar sobre sua sexualidade ao público.

Vale lembrar que em setembro de 2020, a bisse-xualidade de Luisa Sonza foi especulada. Na ocasião, Gessica Kayane, mais co-nhecida como Gkay, e o in-fluenciador Lucas Guedez, revelaram em uma live que a artista havia beijado a DJ Bárbara Labres.

Fiuk

nega mesada e diz que desabafo

sobre finanças foi pela emoção

n Maria Reis

Corte

mariareisjornalista6@gmail.com

Dois tempos

1. A Mauricio de Sousa Produções AO VIVO, do Grupo Mauricio de Sousa, responsável pela live expe-rience, em parceria com a Diverte Cultural, apresen-tam a Oficina Turma da Mônica com o ator e professor Daniel Warren, projeto criado para o público escolar de 6 a 14 anos. O professor comandará a oficina junto aos personagens da Turminha e do próprio Mauricio de Sousa, que fará uma participação especial ensinan-do técnicas de desenho aos alunos.

2. Com apresentação personalizada ao vivo e con-teúdo interativo e adaptável de atividade manual, a Oficina Turma da Mônica contribuirá para o desenvol-vimento cognitivo e afetivo da criança, incentivando a criatividade e a imaginação. Com duração aproxima-da de 60 minutos, a oficina ocorrerá via plataforma Zoom para até 120 crianças e necessitará de materiais simples, de fácil acesso e listados antecipadamente. Mais informações sobre o projeto, valores e condições, acesse: https://www.divertecultural.com.br/Atracoes/ oficinaturmadamonica

Vestibular UEG

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) anuncia as provas de seu vestibular para o dia 30 de maio, que seria realizado no dia 21 de março, mas foi prorroga-do deviprorroga-do o agravamento da pandemia de Covid-19. Estão no site: www.estudeconosco.ueg.br , o edital do Vestibular 2021/1 e o cronograma retificado

Vitrine

nVOCÊ SABIA? O mamão possui melanina, um pigmento que dá coloração a pele. nMAIO AMARELO - Lançado pela Prefeitura de Goiânia, a campanha Maio Amarelo, com o tema “Eu respeito a faixa, eu respeito a vida” de prevenção aos acidentes de trânsito 2021. A campanha chama a atenção para o respeito mútuo entre pedestres e motoristas no uso da faixa. nCOM HUMOR E DIVERSÃO - Natural de Porangatu, interior goiano, e que vive em Goiânia, desde 2016, o digital influencer e aspirante a cantor, Nilson Netto, de 19 anos, coleciona em sua conta no Tiktok 5 milhões de seguidores e 2,1 M no Instagram. O influencer tem muita vontade de crescer levando humor e diversão para quem o assiste.

nMÃE E FILHO - Em tempos de pandemia, a empresária Clênia Moura vai comemorar o Dia das Mães curtindo o filho Euzébio, com uma programação estritamente caseira ESPECIAL DIA DAS MÃES As estilistas Maísa Gouveia e Natália Gouveia, detentoras na criação da moda noiva e festa no Centro-Oeste, com destaque nas melhores publicações mundo afora, protagonizaram um ensaio fotográfico Especial Dia das Mães, da coleção Vintro Collection, com a mãe da

modelo Andressa Suita, dona Suely Suita e Luara Suita. Elas foram clicadas com a belíssima coleção que pode ser usada em qualquer época do ano, pelas lentes atentas da fotógrafa Graças Pires

Graças Pires MÃE E FILHA Empresária Juliana Prudente, proprietária do Poema Café contou com a ajuda da filha, acadêmica de arquitetura Ana Júlia Prudente, na elaboração do cardápio especial e na criação do Cartão Presente para

o Dia das Mães Poema Café. O cartão é uma sugestão de presente que dá direito a mamãe a um delicioso consumo na loja, no valor de R$ 79,90, ou para receber um box com 7 itens em casa. A loja estará aberta das 8h às 19h30, oferecendo café da manhã ou lanche da tarde no domingo Dia das Mães. A cafeteria em estilo europeu fica na galeria My Broker, no setor Nova Suíça

Arquivo Elpidio Fiorda

(5)

Domingo, 9 de maio de 2021

Circulação em Goiás, Tocatins e Distrito Federal

Entretenimento

5

– Mãe, me dá 1 real para eu dar a um velhinho

que esta gritando lá na rua? – pede o menino.

A mãe, comovida com o gesto, pega a carteira

e entrega o dinheiro prontamente:

– Que bondade sua, meu filho. Mas o que ele está gritando?

– Olha o sorvete!

TEIXEIRA MENDES CONTA

RECEITAS PRÁTICAS E FÁCEIS

INGREDIENTES 1 banana grande (aproximadamente 110g), bem madura; ¼ de xícara de pasta de castanha ou amendoim; ½ colher (chá) de fermento químico em pó; ¼ de colher (chá) de sal; 1 xícara de Caju+Pará da A Tal da Castanha; 1 xícara de aveia em flocos grossos ou farinha; ⅓ de xícara de castanhas da A Tal da Castanha; 2 colheres (sopa) de açúcar de coco ou adoçante (opcional). MODO DE PREPARO Pré-aqueça o forno a 180 ºC e unte 10 formas de muffins. Reserve. Em um recipiente, amasse uma banana bem madura até virar um purê.Adicione, então, a pasta de castanhas, o fermento em pó, o sal e o leite vegetal da A Tal da Castanha e misture bem. Queremos que fique bem homogêneo. Em seguida, incorpore a aveia (ou farinha) em flocos grossos e as castanhas . Misture. Distribua a massa igualmente em 10 forminhas de muffins reservada. Leve para assar por aproximadamente 20 minutos, até que os muffins fiquem firmes e dourados. Espere esfriar por alguns minutos antes de desenformar e servir.

(6)

n Érika Sandra

kasacoza@gmail.com

P

ágina

B

onita

O fim de semana do Gazeta é assim.

Com cuidados para saúde e beleza

Tradicional linha Yamasterol ganha versão com Ácido Hialurônico

Há 53 anos no mercado, a linha de tratamento capilar multifuncional ganhará uma versão limitada

com Ácido Hialurônico

Um dos principais ingredientes dos produtos de skincare (cuidados com a pele), o Ácido Hialurônico também é um aliado da hidratação capilar. A linha de tratamento multifuncional mais tradicional do Brasil ganhará uma versão limitada: o Yamasterol Ácido Hialurônico. O lançamento da Yamá Cosméticos promete máxima hidratação, regeneração dos fios, elasticidade e brilho, mantendo os preços populares que são a marca registrada da linha que há 53 anos cuida dos cabelos

da família brasileira.

A edição especial estará nas prateleiras físicas e on-line de todo Brasil por tempo limitado.

https://conteudo.yama.com.br/yamasterol-acido-hialuronico Preço sugerido:

R$ 8,90

Dicas de presentes para o Dia das Mães

Nessa data tão especial, nada melhor do que encontrar um presente que seja a cara da sua mãe

CUIDE DOS CABELOS - LACAN - Linha Cronotrat

Desenvolvida para cuidar dos cabelos, a linha é dividida em 3 etapas:

n Máscara Cronotrat de Hidratação

n Máscara Cronotrat de Nutrição

n Máscara Cronotrat de Reconstrução Preço Médio:

R$20,00

|SAC: (11) 3934-4570 sac@lacan.com.br | http://www.lacan.com.br/

Hair Princess - Linha Banho de Ouro

Com formula enriquecida com colágeno, queratina e D’pantenol, os produtos proporcionam a recuperação total dos fios e brilho intenso.

Preço Médio:

R$47,90

| SAC: contato@hairprincess.com. br | Site: https://www.hairprincess.com.br/kit-home-care-banho-de-ouro-hair-princess-3-passos

Vitiss Cosméticos - Leave-In Queratina

Elaborado com queratina, extrato de romã e filtro solar para promover a restauração dos fios tornando-os macios com maior brilho e fáceis de pentear. Preço Médio:

R$30,00

| SAC: vitiss@vitiss.com.br | Site: https:// www.shampooecia.com/leave-in/leave-in-queratina-vitiss

NUTRA E HIDRATE O CORPO - CIA DA

NATUREZA - Óleo Corporal Rícino + Óleo de Coco

O produto age como cicatrizante e regenera a pele ressecada, podendo ser usado também como esfoliante no corpo, hidratante para os lábios, máscara facial, bem como para dar brilho nos cabelos e unhas!

Preço Médio:

R$10,50

| SAC: 0800-888 0046 | SAC@CIADANATUREZA.COM

REDOBRE OS CUIDADOS FACIAIS - BIO GENETYC - Batom Vita Lábium

O batom conta com 6 cores diferentes.

Preço Médio: R$

26,80

| SAC (11) 3992-2215 | Site: https://beautylife.commercesuite.com.br/

DOTE - Máscara Facial

Em dose única, o produto da Dote proporciona em apenas 20 minutos um efeito “baphônico”: pele mais hidratada, radiante, iluminada e macia. Preço Médio:

R$21,00

| SAC: (19) 3886-2272 ou (19) 3886-4378 | Site: https://loja. dotecosmeticos.com.br/

MODA

Marina Xandó e filha estrelam

campanha de Dia das Mães

Marina e Vivi Xandó dão vida a peças únicas e cheias de personalidade para presentear neste Dia das Mães

Cristina Lins - Coleção

“Mãe e filha”, da marca La Femme, traz Marina e Vivi Xandó para falar de Dia das Mães, da união e o forte elo entre a mãe e os filhos. O lançamento, que aconteceu na última terça-feira, dia 27/04, contou com peças flats elegantíssimas.

A collab conta com nove modelos exclusivos, entre sandálias e slides, e traz a personalidade da influencer e mãe estampada em cada detalhe. “Eu sou fã da La Fe-mme, é uma marca referên-cia em calçados flats, e estou muito ansiosa para o lan-çamento. Tem tudo que eu gosto: oncinha, metalizados e pedraria”, menciona a in-fluencer em sua rede social.

A coleção mistura ten-dência e detalhes atempo-rais e, definitivamente, pos-sui personalidade. A collab não traz regras e nem tons “obrigatórios”: a ideia é que a mãe tenha liberdade para usar qualquer cor e modelo, conforme sua vontade.

“Tal Mãe, tal filha”, res-gata modelos confortáveis e versáteis como a sapatilha e o mule, que encantam as brasileiras. O valor das pe-ças varia de R$ 119,90 a R$ 249,90, e é possível adquirir a coleção via e-commerce (https://www.lafemmecalca-dos.com.br/ ) ou WhatsApp (55 11 98174-1846).

O e-commerce disponi-biliza frete grátis nas com-pras acima de R$ 250,00 e primeira troca grátis.

LA FEMME

A La Femme é referên-cia no segmento de calçados flats com pedrarias no Brasil. Com um parque fabril de 2.500 m², a marca produz para mais de 1.000 lojas mul-timarcas em todos os esta-dos do Brasil e no mundo, como África do Sul, Bolívia, Colômbia, República Domi-nicana, Equador, Emirado Árabes Unidos, Estados Uni-dos, Paquistão e Paraguai. Com produção diária de 1.500 pares, a La Femme já produziu e distribuiu mais de 3,5 milhões/pares no merca-do nacional e internacional.

(7)

Tenha seu produto visto...

Anuncie!

editais@gazetadoestado.com.br

Domingo, 9 de maio de 2021

Circulação em Goiás, Tocantins e Distrito Federal

Opinião

7

É atordoanteograudedesin -formaçãoqueboaparteclasse política consegue gerar en -tornodosmaisvariadostemas.

a chamada cpi da covid-19 Éapenasmaisum. O governo

federal vem divulgando as somas de recursos enviados para os Estados, atestando o cumprimento da sua parte. Governadores e prefeitos, por sua vez, alegam que não conseguiram fazer muito com o que receberam, a despeito das elevadas so-mas, e que ainda tiveram que lutar contra o exemplo de um presidente que ne-gligencia a gravidade desse vírus. Quem tem razão?

Como não sou médico, restrinjo-me apenas à análise do tema sob a perspectiva jurídico-constitucional.

A CF/88, em seu artigo 21, diz que compete à União “planejar e promover a de-fesa contra as calamidades públicas”, assim como “ela-borar e executar os planos nacionais (...) de desenvol-vimento social”, e os ser-viços de navegação aérea, transporte interestadual e internacional de passagei-ros, mantendo relações com países estrangeiros. Incum-be também à União (art. 22) legislar sobre as diretrizes da política nacional de trans-portes, política de crédito e requisições civil e militares em caso de iminente perigo.

Não obstante, é compe-tência comum da União, dos Estados e dos Municípios (art. 23) cuidarem da saúde e assistência pública, cabendo aos Estados e à União (art. 24) legislarem sobre proteção e defesa da saúde, concer-nindo à União estabelecer normas gerais, e apenas na hipótese de sua omissão, po-dendo os Estados atenderem as suas peculiaridades (§ 3º, art. 24). Por fim, vale lembrar que compete aos Município (art. 30) legislar sobre

assun-A CPI da COVID, o presidente,

governadores, prefeitos e a Constituição/88

Artigo

n Alexandre Aroeira

tos de interesse local e suple-mentar a legislação federal e a estadual no que couber.

A Constituição traz con-sigo uma lógica simples: tudo que envolva dois ou mais municípios é de com-petência do respectivo Es-tado Membro atuar; tudo que transborde as fronteiras de um ou mais Estados é de competência da União lide-rar; assim como aquilo que vem do exterior, é responsa-bilidade da União gerir.

O esperado constitucio-nalmente para o Brasil te-ria sido o Governo Federal, desde fevereiro de 2020, ter conseguido liderar um es-forço nacional de proteção e combate ao COVID-19, promovendo diretrizes que minorassem os seus efeitos. Tais diretrizes referem-se a competências de âmbito da União, tais como planos na-cionais, transporte interesta-dual e internacional, relações internacionais e com organi-zações multilaterais, supri-mentos nacionais e progra-ma nacional de imunização.

Contudo, as omissões, falas e posturas do Presiden-te da República e do Minis-tério da Saúde trouxeram sérias dúvidas e enorme insegurança sobre suas efi-cácias na prevenção e con-trole do vírus, acarretando um salve-se quem puder, de modo que cada governa-dor e prefeito passou a se-guir suas fontes próprias de orientação, muitas vezes de-sencontradas e exageradas. Para tanto, agarrados nas competências constitucio-nais comuns e concorrentes com a União, legislaram do modo que puderam, a pon-to de municípios vizinhos e divididos por uma avenida estabelecerem decretos di-ferentes para abertura e fe-chamento de comércio. Não poderia dar certo mesmo.

O tumulto foi tão signi-ficativo que houve neces-sidade de o STF arbitrar o conflito instalado entre os entes federativos, decidindo que as orientações científicas

internacionais relacionadas ao COVID-19 não estavam sendo seguidas pela União, denotando inação, o que aca-bava por autorizar os Estados e Municípios a cumprirem suas competências comuns de realização da saúde “am-parada em evidências cientí-ficas” (ADI 6.341/DF).

É dessa confusão que se instalou que hoje ouvimos gritos por todos os lados, cada um colocando a culpa no outro, quando, na verda-de, o que o Constituinte de 1988 tentou fazer foi organi-zar a República Federativa do Brasil entregando à União a responsabilidade de “pla-nejar e promover a defesa contra as calamidades”. In-felizmente o líder do Poder Executivo da União no pe-ríodo dessa pandemia não conseguiu encontrar forças intelectuais ou políticas para exercer o papel que se deve-ria dele juridicamente espe-rar: liderança.

Como se sabe, líder é aquele que consegue inspirar e motivar as pessoas a soma-rem seus esforços em prol de um bem comum, ultrapas-sando conjuntamente e em sinergia os obstáculos que se apresentam, atenuando os conflitos e encontrando os pontos focais do grupo. Por meio de seus exemplos e palavras, o líder influencia e gera, com naturalidade, a confiança do time, cabendo--lhe reconhecer seus erros, ser convencido pelos lidera-dos e ajustar o planejamento. A CPI que agora se instau-ra depainstau-rará com os constitu-cionais dispositivos, incum-bindo-lhe destrinchá-los, camada a camada, até che-gar à inevitável conclusão da ausência de coesão nacional no momento histórico que o Brasil mais precisava. O pior é que ainda precisamos deses-peradamente de tal coesão, mas, pelo visto, estamos lon-ge de consegui-lo.

alexandre aroeira salles Édoutorem direitoesócio fundadorda aroeira

salles advogados

superioridade ilusória É um conceito usado na psicologia socialparadescreverumacon -diçãoemqueumapessoasupe -restimasuasprópriasqualida -desehabilidades. Você deve

estar se perguntando o por-quê de eu estar falando dis-so, certo? Aplica-se bastante ao que estamos vivendo em relação à COVID-19.

Covid-19: Acabou a superioridade ilusória?

Artigo

n Matheus Becker

No início da pandemia no Brasil, afirmou-se que ela produzia sintomas mais severos em idosos e em in-divíduos com comorbidades prévias. Isso levou os jovens a um sentimento de que com eles nada aconteceria: eram imunes ao vírus. No entanto, a medida que o tempo foi passando, surgiu a varian-te conhecida como P.1, que foi resultado do descaso da população com a situação crítica vivida (mostrada nas imensas aglomerações no país), do negacionismo

pa-tente de certas autoridades e da demora em negociar a compra das vacinas contra a COVID-19. Esses fatores somados resultaram em um sentimento que vemos em todos hoje: o medo.

Afinal, o que é uma va-riante? Ela surge quando um microrganismo, nesse caso o vírus, sofre muta-ções. No caso do coronaví-rus, essa mutação apareceu na principal proteína do vírus – “Spike”. Ela é a res-ponsável por permitir que o vírus entre nas células e

o congresso nacional tem empenhadoesforçosnosenti -dodeaprovaro projetode lei (948/21), quevisaestabelecer regras de aquisição e doação devacinas porpartedosetor privado. O PL pretende

alte-rar a redação do art. 2º, da Lei nº 14.125/21, de forma a permitir que 50% das va-cinas adquiridas pelo setor privado possam ser desti-nadas à imunização contra a COVID-19 por entidades da sociedade civil, ao passo que a norma atualmente em vigor autoriza a aquisi-ção de imunizantes com a doação integral ao Sistema Único de Saúde, a fim de se-rem utilizados no âmbito do Programa Nacional de Imu-nizações (PNI). O assunto já foi discutido e aprovado na Câmara dos Deputados, e encontra-se em tramitação no Senado Federal, sob regi-me de urgência.

A iniciativa parlamen-tar teve início, inclusive, em razão da judicialização do assunto, quando o Sindica-to dos MoSindica-toristas Autôno-mos de Transportes Privado Individual por Aplicativos no Distrito Federal (SIND-MAAP-DF) obteve medida liminar junto à 21ª Vara Fe-deral do Distrito FeFe-deral para

Vacinas contra Covid-19:

A aquisição por entidades privadas

Artigo

n Marcelo Dias

autorizar a importação de vacinas, aliado ao fato de que se considera excessiva a demora no processo de imunização da população brasileira. A despeito das decisões liminares conce-didas em favor de entidades privadas terem sido cassa-das pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, a dis-cussão sobre o tema avança perante o Poder Legislativo e conta com apoio de diver-sos empresários do Brasil.

De fato, movimentos idealizados por grandes empresários e empresárias apoiam a iniciativa parla-mentar, no intuito comum de acelerar a vacinação da população contra a doen-ça causada pelo novo co-ronavírus, independente-mente de qualquer isenção fiscal ou benefício, com um propósito legítimo da atuar em paralelo com os governantes no sentido de que a imunização alcance o maior número de pessoas em menor tempo, permi-tindo, consequentemente, a retomada das atividades produtivas, a manutenção de empregos e a melhora nos índices da economia.

Se por um lado muitos entendam que a proposi-ção legislativa contribua para um avanço mais sig-nificativo no ritmo de imu-nização dos brasileiros, ali-viando o colapso no setor

da saúde, pelas redes públi-cas e privadas e em todos os Estados há uma outra par-cela que considera a ado-ção dessas medidas uma carta branca para a quebra das prioridades estabeleci-das pelo Plano Nacional de Imunização, resultando na instituição dos “fura-filas”.

Nesse contexto, a al-teração proposta à Lei nº 14.125/21, da forma como vem sendo amadurecida e discutida, pode efetiva-mente contribuir para os fins a que se destinam ha-vendo mecanismos e cri-térios disponíveis para que sejam controladas as aqui-sições, as doações, as imu-nizações e a comercializa-ção das vacinas adquiridas pelas entidades privadas, sem que isso entre em rota de colisão com iniciativas públicas e com o Plano Nacional de Imunização. É preciso apenas organizar e fiscalizar de forma legítima esse processo e os avanços no processo de imunização da população brasileira, de forma que possam aconte-cer de forma mais rápida.

marcelo dias carvalhoÉ

sócio gestorde consultoria

tributáriado marcelo

tostes advogados, advogado há 21 anos, comênfase nas áreas tributáriae

empresarial, formadopela

faculdadede direito

milton campos.

consiga se multiplicar. E quanto mais o vírus se mul-tiplica, maior a chance de surgirem novas mutações.

A mutação P.1 promo-veu mudanças nessa pro-teína, que fizeram com que ele conseguisse entrar nas células de forma mais eficiente e, com isso, mais pessoas serão infectadas, contribuindo para a disse-minação maior do vírus.

Mas como isso tudo se relaciona com os jovens?

Nesse momento, indivíduos de faixas etárias entre 20 e 50 anos sem comorbidades estão precisando de atendi-mento em UTIs, que estão ficando sem vagas: o sistema de saúde todo está entrando em colapso. Abrir mais leitos não é a solução do problema: há a necessidade também de mais profissionais da área da saúde, os quais estão esgo-tados, alguns se infectando novamente. Estamos todos assustados, incluindo

ago-ra os mais jovens.

Como amenizar isso? Seguindo as regras claras: evitar aglomerações, usar máscaras, lavar as mãos, usar álcool gel. A vacinação está demorando, mas ela está vindo. Portanto, para evitar que novas variantes surjam, o apelo continua: fica em casa!

dr. matheus becker

freitas – biomÉdico, acadêmicode medicinae professorda estácio-rs

(8)

PASSATEMPO

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Solução

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL

BANCO 35 F G S A R O T A D O S O L M I R A B O L A N T E S O M B R A U X S A I R O N I C A T N E S M E G F O L L O W U P E R S C I A A I R K A D IS H L A R G A N E F A N D O A D C A L U GO A P O I R R I S O R I O S Q T E RI K D C U I A L I M O C O VI L A D I D O S O L H E I O L E Tecla do micro Álbum de estreia de Cazuza Ícone da arte da gravura no Brasil Recurso da pers-pectiva do desenho Trecho de floresta inundada (bras.) Abreviatura de "risos", nas redes sociais Serviço de Inspeção Federal (sigla) A calça ideal para praticar equitação Arte marcial japonesa Cidade da Galícia (Espanha) Vulcão da ilha de Mindanao (Filipinas) Limite en-tre enve-nenamento e cura Doente, em inglês "The (?)", tabloide do Reino Unido O de carbono pesa 12 g (Quím.) Vasilha onde é servido o tacacá Viking que colonizou a Groen-lândia Funcio-nários de embaixa-das Brado de dança-rinos de flamenco Circuito turístico potiguar Fantasioso

Político e escritor paulista, autor de "A Pedagogia do Amor " Colaborar voluntariamente com

os bancos de sangue O número não divisí-vel por 2 Cério (símbolo) Medidas náuticas Despidas (?) Cabot, escritora dos EUA Técnica de empre-sas para fidelizar clientes (inglês) O "A" em RAF Escola de Cinema brasileira Sarcástica Aviador exímio Naquela época Desinência do plural Execrável; abominá-vel Oração judaica em sinal de luto pelos mortos Refúgio de malfeitores (fig.) Contemplei Cômico; ridículo De (?) pa-ra lá: de um lado para o outro Desopilar o fígado Cerne; essência TXT, DOC e PDF Tabulador (abrev.) Curso d'água que

po-de estar ameaçado pelo desastre de Brumadinho (MG)

3/air — apo — ill — sun. 4/erik — lugo. 6/kadish. 8/follow-up. 14/gabriel chalita.

BESTEIROL DO SEU DEDÉ

QUADRINHOS

HORÓSCOPO

Lindo foi

o nosso “Pra

sempre”, que

durou 2 meses.

É um dia ótimo para focar em seus interesses e no seu autode-senvolvimento. O céu fa-vorece o namoro e o forta-lecimento da autoestima. O ingresso de Vênus em Gêmeos colabora com con-tatos à distância e cursos.

É um dia para fo-car na família e na estrutura familiar. O imóvel pode também ser tocado. Os movi-mentos em família nascem por meio de uma nova percepção sobre as possibilidades. O in-gresso de Vênus em Gêmeos ativa os recursos materiais.

É um dia excelente para focar em es-tudos, viagens fu-turas e para compartilhar infor-mações com pessoas do seu convívio. O ingresso de Vênus em seu signo lhe deixa em des-taque e motivado a buscar o seu valor financeiro e afetivo. O bem-estar é uma prioridade.

É um dia ótimo para focar em seus propósitos financeiros e para ampliar as possibilidades profissio-nais. O ingresso de Vênus em Gêmeos ativa o seu lado emocional e pede de você autoconhecimento para reco-nhecer o seu valor.

Os seus interesses estão em destaque e o momento está ótimo para pensar em cursos, viagens futuras e para ampliar o seu campo de visão filosófico. O ingresso de Vênus em Gêmeos ativa as amizades, os projetos e as responsabilidades em grupo com excelentes resultados.

O autoconhe-cimento, aliado ao desapego, é vital para adentrar a sua verdadeira essência. É um dia para olhar para dentro. O ingresso de Vênus em Gêmeos ativa a carreira e lhe traz reconhecimento e méritos profissionais.

É um dia ótimo para focar em seus projetos e para entrar em contato com seus amigos à distância. O céu também favorece os projetos a dois. O ingresso de Vênus em Gêmeos amplia cursos, via-gens futuras e divulgação de assuntos do seu interesse.

É um dia ótimo para desenvolver a carreira e as me-tas futuras. O trabalho está em potencial crescimento. O ingresso de Vênus em Gê-meos ativa recursos com-partilhados, investimentos e financiamentos. Um novo campo de visão.

É um dia ótimo para focar em cursos e pensar em viagens futuras. Você está numa fase excelente de desenvolvimento pessoal. O ingresso de Vênus em Gêmeos ativa o relaciona-mento. Se estiver sozinho, é uma excelente oportunidade para en-trar alguém especial em sua vida.

É positivo olhar para as neces-sidades da famí-lia, com foco em recursos compartilhados e em inves-timentos mais ousados. O ingresso de Vênus em Gê-meos ativa a rotina e pro-move bem-estar e reconhe-cimento no trabalho.

É um dia ótimo para se relacionar e compartilhar in-formações com as pessoas que estão convi-vendo direto com você. O relacionamento também fica em destaque. O ingresso de Vênus em Gêmeos ativa o campo amoroso.

É um dia positivo para falar sobre os sentimentos e para fazer atividades em casa que agregam prazer e bem-estar. No final da tarde será importante lidar com responsabilidades no trabalho, com foco em no-vas estruturas.

Referências

Documentos relacionados

Ou, seja, é possível vedar empreendimentos ou apenas       compensar ao máximo possível para garantir um mínimo de preservação, sem impedir impactos.. Proposta de elaboração

Como esse membro estrutural foi discretizado por 4 elementos, e para a construção do vetor de forças distribuídas Fdistr, considera-se m = 5:8 (está com realce amarelo)... 4

Os resultados deste estudo revelaram que os escolares da 1ª série apresentaram dificuldades de aprendizagem média, indicando que as maiores médias de erros na escrita ocorreram

O PREFEITO DE SÃO FÉLIX DO CORIBE, ESTADO DA BAHIA, Jutaí Eudes Ribeiro Ferreira, atendendo o procedimento da Comissão Permanente de Licitação, referente a dispensa nº

(Herbert Kelman) que precisam ser mobilizadas para a preven ção, como s ão mobilizadas para a preven ção, como s ão utilizados para a resolu ção interativa de

Ajustando para os efeitos de volume (US$ 98 milhões) e variação cambial (-US$ 75 milhões), houve um aumento líquido de US$ 40 milhões, como consequência de maiores custos com

O EBITDA ajustado para o segmento de carvão foi US$ 71 milhões, sendo US$ 181 milhões acima do 4T11, explicado principalmente por menores despesas de SG&A (US$ 140 milhões)

O aumento de US$ 66 milhões em relação ao trimestre anterior foi devido, principalmente, ao maior volume vendido, US$ 28 milhões, aos maiores preços de venda, US$ 25 milhões, e