REGIMENTO DISTRITAL DE ROTARACT CLUBS DO DISTRITO 4590 DE ROTARY INTERNATIONAL

Texto

(1)

REGIMENTO DISTRITAL DE ROTARACT CLUBS

DO DISTRITO 4590 DE ROTARY INTERNATIONAL

PREÂMBULO

Os membros dos Rotaract Clubs do Distrito 4590 de Rotary International, reunidos em Assembléia Geral, destinados a organizar, estruturar e gerir a Representação Distrital de Rotaract Clubs do Distrito 4590, resolvem aprovar e promulgar o presente Regimento Distrital nos termos que segue:

CAPÍTULO 1

DA ESTRUTURA DISTRITAL

Artigo 1° – A Representação Distrital de Rotaract Clubs do Distrito 4590 de Rotary Internacional, também denominada somente Representação Distrital, é a organização competente para representar todos os clubes do programa juvenil Rotaract Club do Rotary International, situados na região geográfica do Distrito 4590, como definido por Rotary International.

Artigo 2° – Todas as disposições, normas e decisões tomadas pela Representação Distrital estão em acordo com as normas emanadas pelo Rotary International para o programa Rotaract Club, bem como pela Governadoria de Rotary do Distrito 4590, representados perante este órgão por rotariano indicado pelo Governador do Distrito 4590.

Artigo 3° – A Representação Distrital é formada pelos seguintes órgãos, independentes em sua organização administrativa e estrutural, como definidos por este Regimento Distrital:

I – Conselho Distrital;

II – Assembléia Geral de Clubes;

(2)

CAPÍTULO 2

DO CONSELHO DISTRITAL

Artigo 4° – O Conselho Distrital da Representação Distrital de Rotaract Clubs do Distrito 4590 será formado pelo:

I – Representante Distrital (R.D.R.);

II – Vice Representante Distrital (Vice R.D.R.); III – Representante Distrital Eleito;

IV – Secretário Distrital; V – Tesoureiro Distrital; VI – Protocolo Distrital;

VII – Diretores Distritais de Comissões

§ 1° – Será obrigatória a nomeação de Diretores Distritais para as funções de Serviços Internos, Serviços à Comunidade, Serviços Internacionais e Desenvolvimento Profissional.

§ 2° – Nenhum rotaractiano que esteja no cargo de Presidente de um dos clubes do distrito, poderá compatibilizar os cargos do Conselho Distrital, exceto o enunciado do inciso III deste artigo.

Artigo 5° – São funções e objetivos do Conselho Distrital:

I – Incentivar a criação e manutenção dos clubes de Rotaract no Distrito;

II – Incentivar a ação dos Rotaract Clubs do Distrito, conforme programas, além da participação de seus membros nas Conferências Distritais e Multidistritais;

III – Administrar o Rotaract em âmbito distrital; IV – Deliberar sobre a utilização do fundo distrital;

V – Auxiliar os Rotaract Clubs do Distrito na busca de soluções para seus problemas; VI – Concentrar informações gerais sobre todos os Rotaract Clubs do Distrito;

VII – Manter intercâmbio com os demais distritos;

VIII – Auxiliar os clubes anfitriões na preparação dos eventos distritais;

IX – Elaborar, pelo menos trimestralmente, um boletim distrital e distribuir à todos os Rotaract Clubs do Distrito e à Governadoria;

(3)

Artigo 6° – O Representante Distrital é a autoridade máxima para o Rotaract Club no âmbito distrital, e cabe a este:

I – Presidir todo e qualquer evento distrital de Rotaract, juntamente com o clube anfitrião;

II – Representar os Rotaract Clubs do Distrito em todo evento ou reunião de qualquer clube da Família Rotária e em todas as ocasiões em que se fizer necessária sua participação;

III – Presidir o Conselho Distrital;

IV – Presidir a Assembléia Geral de Clubes;

V – Nomear, para o período de seu mandato, os cargos vagos que formam o Conselho Distrital, além de assessores que julgar necessário, podendo alterá-los quando assim desejar;

VI – Autorizar a utilização da tesouraria distrital;

VII – Informar a Governadoria do Distrito a situação dos clubes;

VIII – Passar todas as informações da Representação Distrital ao seu sucessor;

IX – Realizar visitas oficiais à todos os clubes do distrito, juntamente com seu (sua) secretário (a), a fim de ajudá-los a solucionar seus problemas ou mesmo tirar dúvidas sobre a Representação Distrital ou quaisquer outras informações que os clubes acharem necessárias;

X – Manter informadas publicações de Rotaract sobre os eventos que o distrito realiza;

XI – Dividir no inicio do ano rotário, de forma coerente, os clubes do distrito em regiões, para a atuação concentrada da Representação Distrital através dos RDR’s Assistentes nomeados no inicio do ano rotário.

XII – Prestar contas no prazo máximo de 60 (sessenta) dias do final de seu ano rotário, de todas as movimentações financeiras e gastos da Representação Distrital durante seu período de gestão.

§ Único – As contas estarão sujeitas à análise do Conselho Distrital e da Assembléia distrital de acordo com o que está prescrito no Capítulo 6, Artigo 16° deste Regimento.

XIII – Manter atualizado o cadastro oficial de clubes do distrito, inclusive no que diz respeito a oficialização e baixa de clubes encerrados perante o Rotary International.

Artigo 7° – Compete ao Vice Representante Distrital:

I – Substituir o Representante Distrital no caso de seu impedimento temporário ou definitivo, gozando de todas as suas prerrogativas quando no exercício do cargo;

II – Exercer as funções determinadas pelo Representante Distrital, podendo ainda caso seja necessário, exercer outros cargos distritais conjuntamente.

(4)

§ Único – Quando assumir de maneira definitiva o cargo de RDR deverá indicar imediatamente o novo Vice Representante Distrital e os demais cargos do conselho distrital em vacância.

Artigo 8° – Compete ao Representante Distrital Eleito:

I – Atuar como membro do Conselho Distrital, já auxiliando na administração do Distrito;

§ Único – Deverá receber todas as informações e orientações antecipadamente do Representante Distrital, antes da troca de Ano Rotário.

Artigo 9° – Compete ao (a) Secretário (a) Distrital: I – Organizar a Secretaria Distrital;

II – Emitir documentos relativos ao Conselho Distrital; III – Arquivar todas as correspondências recebidas;

IV – Manter o registro de todos os sócios de Rotaract Clubs do Distrito; V – Fazer as Atas das Reuniões do Conselho Distrital e das visitas oficiais; VI – Manter contato periódico com os Rotaract Clubs do Distrito;

VII – Emitir a Carteira de Identificação do Rotaractiano aos clubes que estejam em dia com a tesouraria distrital.

Artigo 10° – Compete ao (a) Tesoureiro (a) Distrital:

I – Zelar pela estabilidade financeira do distrito, encarregando-se das cobranças das quotas distritais e pagamentos ou outros compromissos de ordem financeira assumidos;

II – Apresentar trimestralmente um relatório sobre a situação financeira do Distrito ou quando solicitado, enviando cópia aos clubes que estiverem em dia com suas obrigações para com a tesouraria e para a Governadoria;

III – Administrar os fundos do Distrito, juntamente com o RDR; IV – Movimentar a tesouraria distrital;

V – Informar a Secretaria Distrital sobre o pagamento das carteiras de identificação do rotaractiano, previsto no inciso VI do Artigo 5°;

VI – Passar todas as informações relativas à tesouraria distrital ao seu(ua) sucessor(a).

(5)

Artigo 11° – Compete às comissões de trabalhos distritais, através de seus Diretores Distritais: I – Desenvolver propostas de crescimento para os clubes do distrito;

II – Proporcionar aos rotaractianos do distrito maior interesse pelo movimento e incentivar os mesmos a fazer parte do Conselho Distrital;

III – Desenvolver projetos distritais, de acordo com as metas da Representação Distrital.

Artigo 12° – Compete ao Representante Distrital Assistente:

I – Ser o porta-voz da Representação Distrital perante os clubes integrantes de sua região; II – Atuar juntamente com o Conselho Distrital no desenvolvimento dos clubes de sua região; III – Auxiliar o Representante Distrital na solução de problemas;

IV – Realizar pelo menos uma visita a cada clube de sua região durante o ano rotário com o intuito de preencher o relatório oficial de visita do RDR Assistente e para dispor aos clubes as informações pertinentes à Representação Distrital;

V – Fazer a verificação do andamento da Secretaria, Tesouraria, Diretoria de Protocolo e dos trabalhos das comissões dos clubes de sua região;

VI – Reunir-se com os Presidentes dos clubes de sua região sempre que necessário for para a solução de problemas e discussão de assuntos referentes aos clubes da região;

VII – Ser o representante automático do Representante Distrital em todo e qualquer evento que este não possa estar presente.

CAPÍTULO 3

DA ASSEMBLÉIA GERAL DE CLUBES

Artigo 13° – Compete a Assembléia Geral de Clubes:

I – Deliberar os assuntos de sua competência por maioria simples de seus membros presentes na reunião;

II – Revogar suas próprias decisões e dos conselhos anteriores por 2/3 de seus membros presentes na reunião;

III – Enviar ao Conselho Distrital todas as informações de seus clubes que se fizer necessárias; IV – Enviar ao Conselho Distrital relatórios, freqüência dos sócios do clube, comprovante de pagamento das quotas distritais, ou qualquer outro material que se fizer necessário de acordo com determinação do Conselho Distrital;

(6)

V – Estar em dia com a tesouraria distrital;

VI – Trazer às reuniões problemas de seus clubes para debatê-los e solucioná-los;

VII – Ter conhecimento deste regimento distrital, das declarações de normas, estatutos e regimento interno e quando das reuniões distritais estar sempre com eles.

VIII – Reunir-se em REPRESE (Reunião de Presidentes e Secretários), juntamente com o Conselho Distrital, na forma regida por esta carta.

CAPÍTULO 4

DO COLÉGIO DE REPRESENTANTES DISTRITAIS

Artigo 14° – Compete ao Colégio de Representantes Distritais, ou também denominado simplesmente de Colégio de RDRs:

I – Auxiliar o Conselho Distrital na solução dos problemas, atuando como órgão consultivo através do Colégio de Representantes Distritais de Rotaract do Distrito 4590;

II – Servir de elo, entre os Conselhos Distritais anteriores e atual, auxiliando na elaboração e definição do plano de metas para o Ano Rotário;

III – Atuar, juntamente com o atual Representante Distrital, nos problemas dos clubes e das decisões das Reuniões do Conselho Distrital;

VI – Reunir-se como Comissão Distrital Especial em casos necessários para se analisar o comportamento ético ou pessoal de Clubs e/ou Companheiros rotaractianos que desabonem a credibilidade da organização distrital ou prejudiquem o desenvolvimento do Programa de Rotaract no Distrito 4590, desta forma, apontando os problemas de conduta e sugerindo sanções ou punições fundamentadas com a Coordenação Distrital.

VII – Realizar os trâmites competentes para a eleição do Representante Distrital, de acordo com o disposto por este regimento no que trata das eleições, mandato e posse do R.D.R.

CAPÍTULO 5

(7)

Artigo 15° – A utilização da carteira oficial de membro de um Rotaract Club emitido pelo Rotary International obedecerá as seguintes disposições:

I – De acordo com a decisão da XXII CONARC (Conferência Multidistrital de Rotaract Clubs), a Carteira de Identificação do Rotaractiano deverá ser emitida pelo Conselho Distrital, obedecendo a um padrão nacional, constando no verso da mesma, o nome do clube pertencente, sua data de fundação, número do distrito, data da posse do sócio, cargo, nome completo, validade da carteira e assinatura do Representante Distrital;

II – Essa Carteira de Identificação do Rotaractiano será exigida em todo e qualquer evento de Rotaract Clubs e a não apresentação da mesma poderá impossibilitar o sócio de participar do evento;

III – Somente poderá participar de evento de Rotaract Clubs, o sócio que tiver autorização do presidente do clube pertencente, ou seu responsável legal;

§ Único – A validade da carteira de identificação do rotaractiano será igual ao ano rotário; IV – A emissão da carteira oficial será de responsabilidade da secretara distrital.

§ 1° – Os clubes deverão, no início de cada Ano Rotário, informar a secretaria distrital a lista de sócios para a emissão da carteira oficial.

§ 2° – Quando houver qualquer desligamento ou admissão de sócio, o clube também deverá informar a secretaria distrital para atualização de cadastro e, se for o caso, emissão de outra carteira oficial.

CAPÍTULO 6

DAS QUOTAS, FISCALIZAÇÃO E ARRECADAÇÃO FINANCEIRA DISTRITAL

Artigo 16° – É obrigatório a todos os clubes do Distrito o pagamento trimestral da quota distrital de acordo com as disposições dos Estatutos Prescritos, bem como da Declaração de Normas do Rotary International para o programa Rotaract Club.

I – A cota distrital será em anuidade, em valor fixo, estipulado pelo Conselho Distrital;

II – O valor da anuidade, deverá ser apresentado pelo RDR Eleito, em sua ADIRC, para ser votado e homologado pela Assembléia Geral de Clubes, na CODIRC subseqüente;

III – Incorrerá multa de 10% (dez) ao clube que não efetuar o pagamento em dia, e ao término do mês, acréscimo de 2% (dois) mensais, considerando a data do agente postal e/ou a data da transferência ou depósito bancário;

(8)

IV – O pagamento da anuidade, poderá ser feito em parcela única, com desconto de 5% (Cinco por cento), ou em quatro parcelas com vencimento estipulado no 5º dia útil dos meses de Setembro, Dezembro, Março e Junho. A parcela única vencerá até o 5º dia útil do mês de Setembro;

V – O clube inadimplente perderá o direito ao recebimento de boletins distritais, não poderá votar nas decisões da Assembléia Geral de Clubes e não poderá participar de encontros, treinamentos e conferências que envolvam o distrito 4590, até que a situação seja regularizada;

VI – Caso o clube inadimplente acerte sua situação no dia da reunião distrital, o mesmo deverá passar pela aprovação da Assembléia Geral de Clubes sobre a possibilidade de poder de voto na referida reunião;

§ 1° – O clube inadimplente poderá pleitear junto ao Conselho Distrital o parcelamento da dívida, apresentando proposta por escrito que será submetida à aprovação do referido conselho.

§ 2° – A dívida poderá ser parcelada no máximo em três vezes, sendo os vencimentos mensais, não ultrapassando o prazo máximo de 90 dias para quitação do parcelamento, ressalvando que o período não poderá ultrapassar a gestão em que foi concedido.

§ 3° – Durante o parcelamento, o clube será considerado em dia com a tesouraria, desde que efetue o pagamento das parcelas e das cotas distritais da gestão vigente, nos prazos determinados, restabelecendo todos os seus direitos.

§ 4° – Caso não sejam efetuados os pagamentos das parcelas ou da cota distrital da gestão vigente, será revogada a concessão, não podendo o clube pleitear novo parcelamento até que esta dívida seja quitada.

VII – A tesouraria distrital deverá ser utilizada para as despesas de correspondência, telefonemas, viagens oficiais, gastos administrativos, bem como outras despesas que o Conselho Distrital de Rotaract Clubs julgar necessárias.

§ Único – O Representante Distrital de Rotaract Clubs do Distrito 4950 fica isento de pagamento de qualquer taxa de adesão ou contribuição em eventos ou reuniões de Rotaract no Distrito 4590, estabelecendo-se que os valores correspondentes serão custeados pelo clube anfitrião.

Artigo 17° – O informativo de movimentação Financeira do Distrito 4590 que deve ser apresentado pelo RDR ao final de sua gestão ao Conselho distrital e aos clubes do distrito, deverá ser analisado de acordo com os pontos abaixo:

I – O balancete deve conter todas as movimentações de créditos e débitos de valores recebidos pela Representação Distrital, o que inclui pagamentos de cotas pelos clubes, repasses da Governadoria do Distrito, bem como todas as despesas realizadas pela Representação Distrital no respectivo ano rotário.

(9)

II – O balancete deverá ser assinado pelo RDR e pelo Tesoureiro Distrital;

III – A prestação de contas deverá ser apresentada ao Conselho Distrital e aos Clubes do Distrito com pelo menos 30 (trinta) dias de antecedência da data da REPRESE, na qual serão submetidas à aprovação;

IV – A prestação de contas deverá ser votada pelo Conselho Distrital em REPRESE, sendo aprovada pelo quórum de maioria simples dos presentes, com direito a voto;

V – A prestação de contas deverá ser apreciada pelo Conselho Distrital na REPRESE imediatamente subseqüente à data de sua remessa à Representação Distrital, podendo os clubes presentes, e devidamente representados, colocar suas opiniões antes da votação;

VI – A não apresentação da prestação de contas, no prazo correto, ou sua não aprovação pelo Conselho Distrital, implicará no impedimento do RDR e do Tesoureiro distrital de disputar ou ocupar qualquer tipo de cargo eletivo ou nomeado no distrito. Ficará da mesma forma impedido o clube do RDR de apresentar outro candidato ao cargo de Representante distrital, até que sejam sanadas as irregularidades.

VII – Caso ocorra a não aprovação de contas do RDR, este poderá oficiar na qualidade de recurso o Colégio de RDRs do distrito, que terá o prazo de 30 (trinta) dias para se reunir e emitir parecer favorável ou não pelas contas. Após a emissão do parecer, que deve ser encaminhado, juntamente com as explicações, a prestação deverá ser novamente remetida a votação pelo Conselho Distrital, na REPRESE subseqüente.

CAPÍTULO 7

DA LISTA DE DISCUSSÃO DISTRITAL NA INTERNET

Artigo 18° – A lista de discussão oficial do Distrito 4590 será utilizada na internet, por intermédio do

endereço, disponível On-line, através da URL: http://groups.yahoo.com/group/rotaract4590/

Artigo 19° – A lista será coordenada por Diretor Distrital devidamente nomeado para tal, ou na sua ausência pelo Diretor Distrital de Serviços Internos.

Artigo 20° – Esta lista tem como função a troca de e-mails de forma rápida entre os clubes e sócios do distrito.

(10)

Artigo 21° – A lista de discussão será regida pelas seguintes regras:

I – Serão aceitas mensagens que promovam discussões sadias e frutíferas sobre o programa Rotaract, com a finalidade de sugerir idéias e solucionar problemas de Comissões, Clubes e Distritos em geral;

II – Não serão aceitas mensagens contendo material não-rotário e/ou com fins lucrativos, propagandas de quaisquer páginas da web, correntes de qualquer espécie, humor, piadas, reflexões etc.; palavras de baixo calão e/ou discussões estritamente pessoais, assuntos que não dizem respeito diretamente ao tema Rotaract, mensagens em outros idiomas que não o Português, pessoais ou que não fomentam discussão.

§ Único – Respostas à mensagens da lista que são específicas à determinado companheiro, devem ser direcionadas ao remetente original.

III – Os moderadores, nomeados pelo RDR, têm plenos poderes para bloquear mensagens que, em sua interpretação, se enquadram nos casos acima.

CAPÍTULO 8

DOS EVENTOS DISTRITAIS E MULTIDISTRITAIS

Artigo 22° – São considerados eventos distritais oficiais da Representação Distrital de Rotaract Clubs do Distrito 4590 para sua organização, realização ou participação:

I – REPRESE – Reuniões de Presidentes e Secretários II – ADIRC – Assembléia Distrital de Rotaract Clubs III – CODIRC – Conferência Distrital de Rotaract Clubs IV – ENPARC – Encontro Paulista de Rotaract Clubs V – CONARC – Conferência Multidistrital de Rotaract Clubs

Artigo 23° – Caberá ao Conselho Distrital total gerência em relação a programação e acontecimento dos eventos distritais elencados no inciso I e II, cabendo aos clubes anfitriões somente a estrutura organizacional.

§ Único – O Representante Distrital presidirá automaticamente estes eventos, cabendo as comissões organizadoras dos outros eventos a escolha de seu Presidente.

Artigo 24° – Caberá ao clube anfitrião e a sua comissão organizadora a total gerência em relação a programação, estrutura e acontecimento dos eventos distritais elencados no inciso III e IV e V.

§ Único – O Conselho Distrital e a OMIR Brasil deverão ser informados da programação e poderão sugerir alterações.

(11)

Artigo 25° – O Conselho Distrital convocará, no mínimo, 4 (quatro) Reuniões de Presidentes e Secretários, (REPRESE) durante o ano rotário, nas quais deverá reunir-se juntamente com a Assembléia Geral de Clubes.

§ 1° – Uma das reuniões obrigatoriamente ocorrerá durante a CODIRC – Conferência Distrital de Rotaract Clubs – do distrito 4590;

§ 2° – As reuniões são convocadas pelo RDR ou por solicitação da maioria absoluta da Assembléia Geral de Clubes do Distrito, com no mínimo 30 (trinta) dias de antecedência.

Artigo 26° – A pauta de qualquer uma das REPRESES deverá ser enviada aos clubes com prazo mínimo de 15 (quinze) dias antecedentes à reunião distrital em questão.

Artigo 27° – Realiza-se anualmente a Assembléia Distrital de Rotaract Clubs do Distrito 4590.

Artigo 28° – Deverá ser objetivo da ADIRC proporcionar:

I – Sessões gerais e discussões em grupos; visando treinar os Dirigentes de Rotaract Clubs e os Presidentes de comissões entrantes;

II – Incentivo à comunicação entre as lideranças dos Rotaract Clubs, do Rotary Club Patrocinador e a Representação Distrital;

III – Treinamento de: Presidentes, Secretários, Tesoureiros, Protocolos e Comissões de Rotaract.

Artigo 29° – Realiza-se anualmente, preferencialmente durante o mês de julho, uma Conferência Distrital de Rotaract Clubs do Distrito 4590 – CODIRC.

Artigo 30° – Deverá ser objetivo da CODIRC proporcionar: I – Intercâmbio de informações e idéias;

II – Avaliações dos projetos concluídos;

III – Fortalecimento do espírito de trabalho em equipe; IV – Companheirismo.

Artigo 31° – Qualquer clube do distrito, em dia com suas obrigações distritais, poderá candidatar-se à sede de uma CODIRC mediante a apresentação de:

I – Carta de apresentação do Clube, assinada pelo Presidente; II – Local do evento;

III – Programação.

§ Único – As propostas dos Clubes devem ser encaminhadas ao Conselho Distrital, até 15 (quinze) dias da data estipulada para a votação.

(12)

I – O Clube organizador da Conferência Distrital é responsável por todos os gastos/despesas, e bem como com eventuais lucros.

II – Poderá o Clube Organizador solicitar patrocínio aos Rotary Clubs, bem como à Representação Distrital de Rotaract Clubs e a Governadoria.

CAPÍTULO 9º

DAS ELEIÇAO, POSSE E MANDATO DO REPRESENTANTE DISTRITAL

Artigo 33° – A eleição para o cargo de Representante Distrital e Vice Representante Distrital de Rotaract Clubs do distrito será regida pelo Colégio de Representantes Distritais.

I – Poderá ser candidato, ao cargo de Representante Distrital e Vice Representante Distrital, qualquer rotaractiano do distrito 4590, que tenha no mínimo 3 anos de experiência no Rotaract, que esteja em dia com as obrigações para com o seu clube, que não esteja dispensado ou de licença. Os candidatos devem ter cumprido o mandato de um ano como presidente de um dos Rotaract Clubs do Distrito, até o dia de sua eventual posse como R.D.R. ou Vice;

II – No caso de não haver nenhum candidato com as características exigidas no inciso anterior, os rotaractianos que já tenham participado de diretorias do Conselho Distrital passadas poderão se candidatar, e passarão por uma apreciação do Colégio de Representantes Distritais para sua possível aceitação;

III – A eleição se efetuará em Assembléia Distrital realizada durante a Conferência Distrital de Rotaract Clubs;

IV – A abertura para as eleições, iniciar-se-ão com o envio, pela Representação, de convocação aos clubes para a candidatura de seus candidatos aos cargos, com antecedência de 60 dias do prazo do inciso anterior;

V – A candidatura aos cargos de RDR e Vice RDR, deverão ser feitas através de Ofício enviado ao Colégio de Representantes Distritais, no prazo estabelecido nos artigos III e IV deste regimento. O referido ofício deverá conter os currículos dos candidatos, bem como dados de suas atuações em cargos do Rotaract, sumário de planos e objetivos para sua gestão e uma recomendação dos Rotary Clubs Patrocinadores. A Representação Distrital, por sua vez, deverá remeter as candidaturas válidas aos todos os clubes do distrito, em até 30 dias antes da data marcada para a eleição;

VI – Em reunião própria, o Colégio de Representantes Distritais analisará todas as candidaturas válidas, enviadas dentro do prazo, e ratificará as que estiverem dentro das normas distritais; VII – A eleição da chapa será feita por voto direto da Assembléia Geral de Clubes, em maioria simples dentre os candidatos;

VIII – Havendo mais de dois candidatos para a disputa, e nenhum alcance a maioria simples dos votos, ou haja empate entre os dois mais votados, deverá ser realizado um segundo turno com os dois candidatos mais votados;

(13)

IX – Na hipótese de haver apenas uma chapa concorrente, esta, para ser eleita deverá obter no mínimo 50% (Cinqüenta por cento) mais um dos votos válidos para aquela assembléia;

X – Se nenhuma das chapas obterem a votação necessária, o Colégio de Representantes Distritais, convocará nova data para eleição, atendendo os mesmo preceitos regimentais de datas e prazos para eleição;

XI – Em segunda hipótese, não ocorrendo a eleição, ou não havendo o registro de nenhuma chapa válida, o Colégio de Representantes Distritais indicará o novo Representante Distrital e seu Vice;

XII – O Presidente da Assembléia Geral de Clubes não terá direito a voto nas eleições;

XIII – Serão permitidos aos candidatos a apresentação de sua metas e objetivos a todos os clubes do distrito, e membros votantes, sendo porém proibidos abusos em relação a esse sistema eleitoral. Qualquer tipo de abuso, poderá ser visto pelo Colégio de RDRs, reunidos em comissão de ética;

XIV – A votação para R.D.R. do 4590 será feita por voto secreto na reunião distrital;

XV – Só terão direitos a voto e a lançar candidato, os clubes que estiverem em dia com as obrigações em relação a este Regimento Distrital;

XVI – O mandato de RDR terá duração de 1 (um) ano rotário, atendendo o calendário oficial de Rotary International.

Artigo 34° – O Representante Distrital receberá seu distintivo na CODIRC (Conferência Distrital de Rotaract Clubs), no qual será entregue pelo Past-Representante Distrital imediato, ou na sua ausência pelo Presidente do clube do RDR entrante e tomará posse a partir do início do ano rotário.

§ Único – Também o Vice RDR, Secretário, Tesoureiro e Presidentes das Comissões de Trabalho, e demais dirigentes distritais, receberão seu distintivo do RDR entrante na CODIRC e tomarão posse a partir do início do ano rotário.

CAPÍTULO 10º

DAS EMENDAS REGIMENTAIS

Artigo 35° – Qualquer alteração neste regimento distrital só poderá ser feita em assembléia distrital extraordinária, devidamente convocada para tal.

I – Somente poderão enviar propostas de alteração para a Representação Distrital de Rotaract os membros da Assembléia Geral de Clubes, e os membros do Colégio de Representantes Distritais, juntamente com justificativa, com no mínimo de 60 (sessenta) dias antes da data da assembléia.

II – A Representação Distrital de Rotaract deverá organizar as propostas recebidas e enviar a todos os clubes oficiais com no mínimo 30 (Trinta) dias antes da referida Assembléia, para que possam apreciá-las.

(14)

Artigo 36° – A votação das propostas recebidas obedecerão as seguintes disposições:

I – A votação das propostas de alteração deste Regimento, deverá atender ao pleito de duas assembléias distintas convocadas pela Representação Distrital.

II – Nas duas chamadas, as propostas devem ser aprovadas pela Assembléia Geral de Clubes, por no mínimo 2/3 dos presentes, que possuam direito a voto determinado por este Regimento Distrital.

CAPÍTULO 11 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Artigo 37° – Qualquer proposta para o regulamento do programa de Rotaract Club no Distrito 4590 ou para revogação de decisões anteriores só poderão ser aprovadas em uma reunião da Assembléia Geral de Clubes.

I – Não serão considerados votos possíveis para a aplicação do capítulo deste artigo, os votos dos clubes que não enviarem representantes à citada reunião.

II – Somente representarão o voto de seus clubes os Presidentes devidamente eleitos, ou na sua ausência os Vice-Presidentes. Qualquer outro membro do clube em representação a este deverá munir-se de procuração para qualquer tipo de manifestação perante à Assembléia Geral de Clubes.

Artigo 38° – Regulamentações que não contradigam este regimento e sirvam para completá-lo ou melhorar a administração e organização do distrito 4590 poderão ser editadas pelo conselho distrital

§ Único – As regulamentações citadas no capítulo deste artigo deverão ser numeradas pelo Conselho Distrital e enviadas a todos os Rotaract Clubes do Distrito 4590.

Artigo 39º – Em todas as votações, referidas neste regimento, esta regra deverá ser empregada para determinar-se o número de votos para a aprovação ou não do item em questão:

Caso o número de votos necessários para a aprovação do candidato, ou proposta, não seja um número inteiro a regra matemática de arredondamento deverá ser seguida, levando-se em conta apenas a casa decimal, primeira casa após a vírgula. Sendo o valor da casa decimal um número “n” maior ou igual a zero e menor ou igual a quatro (0≤ n ≤4) o número de votos deverá ser arredondado para o número inteiro imediatamente anterior. Sendo o valor de “n” maior ou igual a cinco e menor ou igual a nove (5≤ n ≤9) o número de votos deverá se arredondado para o número inteiro imediatamente posterior.

Artigo 40° – Os casos omissos deste Regimento serão decididos pelo Conselho Distrital, devendo, imediatamente, comunicar todos os clubes do distrito.

(15)

Artigo 41° – Os Rotaract Clubs que não comparecerem às REPRESES, perderão automaticamente seu direito de voto, sendo considerado pelo Conselho Distrital que todos os itens constados neste Regimento assim como todas as decisões tomadas nas referidas Reuniões Distritais pela Assembléia Geral de Clubes serão aceitas pelos clubes ausentes.

Artigo 42° – Cabe ao Conselho Distrital cobrar dos Rotaract Clubes inadimplentes sua situação. Caso o mesmo não responda em um trimestre o Conselho Distrital acionará o Rotary Club Patrocinador para dar uma posição de seu Rotaract Club, caso o mesmo não dê um parecer sobre este, será solicitado dentro de um mês, as medidas cabíveis para com a Governadoria do Distrito 4590.

Artigo 43° – Cabe ao Colégio de RDRs e a Assembléia Geral de Clubes fazerem a fiscalização do cumprimento deste Regimento Distrital, sempre na observância de sua compatibilidade com os Estatutos Prescritos para Rotaract e com a Declaração de Normas para Rotaract, prescritos pelo Rotary International

§ Único – Todas as normas e legislações complementares a este Regimento Distrital deverão passar pela aprovação do distrito em Assembléia, de acordo com este regimento, para que possam ser consideradas válidas.

Artigo 44° – O não atendimento das normas, ou decisões emanadas pela Representação Distrital, seja por qual de seus órgãos for, podem refletir na abertura de sindicância de ética do clube ou do rotaractiano em questão, sem prejuízo do ofício direto ao Rotary Club patrocinador do clube em questão para as devidas providências.

Artigo 45° – O presente Regimento Distrital foi elaborado e ratificado por comissão distrital especialmente definida para este fim, formada pelos rotaractianos Arthur Franco, Iully Ganun, Juliano Segatti, Karen Sayuri Ishikawa Ferreira e ERDR Leandro Affonso Tomazi, e entra em vigor a partir desta data, revogando-se todos os Regimentos Distritais anteriormente emanados, bem como todas as disposições em contrário.

Limeira, 18 de Abril de 2010.

Iran Rolisola

RDR 2009/2010 do Distrito 4590 de RI

Antonio Ademir Bobice

Imagem

Referências

temas relacionados :