• Nenhum resultado encontrado

AMOR E RESPEITO. Hugo Oliveira da Silva

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "AMOR E RESPEITO. Hugo Oliveira da Silva"

Copied!
5
0
0

Texto

(1)

AMOR E RESPEITO Hugo Oliveira da Silva INTRODUÇÃO

1. Texto: Efésios 5:22-33

2. Contexto: A carta de Paulo aos Efésios foi escrita enquanto esteve preso em Roma (3:1; 4:1). O público primário dessa carta provavelmente sejam os cristãos de Éfeso (ou Laodicéia), mas é possível que tenha circulado em outras igrejas, tendo em vista que a epístola não trata de problemas específicos e tem um conteúdo mais geral. Os caps. 4-6 tratam de assuntos relacionados à vida prática dos cristãos e especificamente no texto deste sermão, marido e mulher são lembrados dos seus

deveres (não dos direitos) para com o outro1. Ressaltamos que na teologia bíblica

homem e mulher são espiritualmente iguais (Gl 3:28), entretanto, por uma questão de ordem e unidade, possuem funções distintas. Antes de iniciarmos, é digno de nota que um casamento bem-sucedido depende de dois fatores primordiais: (I) Ambos devem ser cheios do Espírito (v. 18) e (II) devem sujeitar-se mutuamente “uns ao outro no temor do Senhor” (v. 21). Para que o casamento seja harmonioso, é necessário ter a capacidade de servir, algo que só o Espírito pode conceder2. 3. Objetivos: (1) Apresentar que o amor do marido à esposa deve ser abnegado como

foi o amor de Cristo. (2) Apresentar que o respeito da esposa pelo esposo deve ser em submissão como é com a Igreja e Cristo. (3) Apresentar que o casamento é uma ilustração da relação Igreja-Cristo. (4) Levar os esposos e esposas a desempenharem suas funções no casamento em serviço de amor altruísta.

4. Proposição: O casamento entre homem e mulher é uma ilustração da Igreja e Cristo, por isso esposos devem amar como Cristo e as esposas devem respeitar como a Igreja.

ARGUMENTAÇÃO

I. O AMOR DO ESPOSO PARA COM A ESPOSA

1. O exemplo de amor 23, 25, 29

Crisóstomo pergunta: “Desejas que a tua esposa de obedeça como a Igreja de Cristo? Então cuide bem dela, como Cristo o faz com a Igreja”. Se o marido deseja submissão da sua esposa, deve então amá-la como “Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela” (v. 25). O amor do homem deve ser sacrifical, acima do amor que tem por si mesmo, pois como Cristo se “esvaziou, [...] e a si mesmo se humilhou” (Fl 2:7, 8), o homem deve amar a mulher a ponto de morrer por ela.

1 FOULKES, Francis. Efésios – Introdução e Comentário. São Paulo, SP: Vida Nova, 1983. Págs. 9, 10. 2 KELLER, Timothy. O Significado do casamento. São Paulo, SP: Vida Nova, 2012. Págs. 63-94.

(2)

Assim, como o dever da esposa é respeitar o marido, o dever do marido é merecer o respeito dela3.

“O que representa ser submisso? É entregar-se a alguém. O que representa amar? É entregar-se por alguém. Assim a submissão e amor são dois aspectos da

mesmíssima coisa”4. Em outras palavras, é sujeição mútua ao Senhor. Quem deve

sujeitar-se mais: o homem ou a mulher? A ênfase de Paulo não é sobre a autoridade do marido, mas sobre o amor que ele deve ter para com a mulher: amor a ponto de morrer por ela (v. 25, 28, 33).

2. O amor masculino a. Entrega-se 25

Não é egoísta, mas devotado à pessoa amada. b. Santifica 26, 27

Visa o bem da pessoa amada, procurando a sua santidade pois Deus pede que sejamos santos porque Ele é santo (1Pe 1:16). Essa santidade é possível através da “purificação [...] mediante a palavra” (v. 26 NVI). É a Palavra que nos purifica (cf. Jo 15:3; 17:17). Assim, pela ministração do homem, a esposa (e sua família) será apresentada “gloriosa, sem mácula, nem ruga [...], porém santa e sem defeito” (v. 27), pois visou a sua felicidade eterna.

c. Ama como a si mesmo 28-30

O homem que abusa contra o próprio corpo é estúpido e ignorante, pois infligi sofrimento desnecessário sobre si. Da mesma forma o homem que maltrata a esposa é estúpido e ignorante, pois segundo Paulo está odiando a si mesmo, pois ambos são “uma só carne”. A igreja possui suas fraquezas e falhas, mas o trabalho de Cristo é torná-la “santa e irrepreensível” (Ef 1:4). Do mesmo modo o homem não deve amar a esposa somente por sua beleza (que um dia diminuirá), mas procurará torná-la ainda mais bela do que é.

O homem alimenta e cuida da esposa quando procura o prazer e o deleite dela, buscando nutrir as suas necessidades. A palavra para “cuidar” (v. 29) também pode ser traduzida como “acariciar” (cf. 1Ts 2:7). O marido precisa ser sensível as necessidades emocionais e sexuais da esposa. Isso quer dizer que deve procurar dar prazer a esposa e não forçá-la a ter práticas sexuais questionáveis.

3 VAUGHAN, Curtis. Efésios. p. 138. In: LOPES, Hernandes Dias. Efésios: igreja, a noiva gloriosa de Cristo.

São Paulo: Hagnos, 2009.

4 STOTT, John. A mensagem de Efésios, p. 165. In: LOPES, Hernandes Dias. Efésios: igreja, a noiva

(3)

3. Demonstrando amor 33 a. Diálogo

Os homens devem tirar tempo de qualidade para conhecer as necessidades das suas esposas, procurando saber aquilo que as torna felizes, preocupa, entristece, etc. Seus anseios, sonhos e perspectivas para o futuro. Ao tomar decisões importantes procura saber a opinião da esposa e tomarem uma decisão em conjunto.

b. Cuidado

Deve ser o sustentador da casa, aquele em quem a família pode encontrar segurança e afeto. Deve proteger a esposa de perigos e cuidar dela física e emocionalmente.

c. Ministração

Cabe ao homem ser o sacerdote do lar, levando a família aos pés do Senhor através do culto familiar diário e estudo da Bíblia. Deve procurar saber como está o crescimento espiritual familiar.

II. O RESPEITO DA ESPOSA PARA COM O ESPOSO

1. O exemplo de submissão 23, 24

Na sociedade judaica a mulher era comumente rebaixada, tanto que quando um judeu acordava pela manhã agradecia a Deus por não ser “um pagão, um escravo ou uma mulher”. As mulheres não tinham direitos legais de divórcio e eram tidas

como propriedade do pai quando solteiras, e dos maridos, quando casadas5. Na

sociedade grega a situação era mais crítica. Demóstenes disse: “Temos prostitutas para o prazer; concubinas para o sexo diário e esposas com o propósito de ter filhos genuínos”. Xenofonte diz que “a finalidade das mulheres é ver pouco,

escutar pouco e perguntar o mínimo possível”6.

Todo lar deve ter um líder, e esta função recai sobre o homem. “Nenhuma cabeça pode viver sem o seu respectivo corpo, e nenhum corpo pode viver sem sua cabeça. São mutuamente dependentes, devendo haver entre eles submissão mútua,

porquanto essa atitude é necessária para a manutenção da própria vida”7.

A felicidade da igreja é entregar-se ao Cristo que a salvou (v. 23). Por causa disso a sua entrega é voluntária, devota e sincera. A motivação para a submissão é o amor. Quando a igreja (e a mulher) deixa de se submeter a Cristo (o esposo), perde

5 LOPES, Hernandes Dias. Efésios: igreja, a noiva gloriosa de Cristo. São Paulo: Hagnos, 2009. p. 150. 6 Idem. p. 150, 151.

7 CHAMPLIN, Russel Norman. O Novo Testamento Interpretado. São Paulo, SP: Editora e Distribuidora

(4)

a sua identidade, seu nome e poder. Felicidade não pode ser alcançada quando há rebelião.

2. A submissão feminina 22

Infelizmente a palavra “submissão” foi deturpada pela sociedade. Vale ressaltar que submissão não é nem sinônimo de inferioridade ou obediência cega. A submissão ao marido não é igual a submissão à Cristo, pois ela deve ser submissa ao homem somente quando ele está em harmonia com Deus. Quando a mulher é submissa “como convém ao Senhor” (Cl 3:18) ela o está sendo “como ao Senhor” (v. 22)8.

Jesus foi “submisso” ao Pai, “a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de Cruz” (Fl 2:8). As mulheres devem se submeter somente aos homens que se submetem primeiramente ao senhorio de Cristo, assim como ele o fez com o Pai (1Co 11:3).

3. Demonstrando respeito 33 a. Compreensão

Ter em mente que o esposo procura sempre o melhor para a família. Deixar o egoísmo de lado e procurar ver a razão que levou o esposo a tomar determinada decisão.

b. Aceitação

Acatar as decisões de bom grado, procurando ver e entender os motivos para as decisões e atitudes.

c. Respeito

Deve estar de comum acordo com o marido e seguir o mesmo caminho de comum acordo com o esposo. Ao chegar em um consenso, colocar em prática no lar com unidade.

III. O MISTÉRIO DA UNIÃO ENTRE ESPOSO E ESPOSA

1. A união íntima esposo-esposa 31

Para que um casamento seja bem-sucedido, é necessário começar com o “divórcio” com os pais. A lealdade para com os pais permanece, mas o relacionamento mais íntimo deve ser entre o esposo e a esposa. É um mistério como duas pessoas distintas podem tornar-se uma, do mesmo modo que o Deus-Trino é um.

(5)

2. Uma ilustração da união Cristo-Igreja 32

Biblicamente um mistério é algo oculto que foi revelado por Deus (Ef 1:9; 3:3; 6:19). Esse verso poderia ser melhor traduzido da seguinte maneira: “A verdade

que se encontra aqui escondida, mas revelada em Cristo, é maravilhosa”9.

Um dos versos mais conhecidos na Bíblia afirma que “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito...” (Jo 3:16). Paulo em Rm 5:8 complementa: “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores”. Muitas vezes nós como cristãos, membros da igreja, rejeitamos e negamos o amor de Deus para conosco. Deus poderia deixar de nos amar, mas não age assim. Aos homens cabe assumir o mesmo papel de amar as suas esposas, mesmo que elas não mereçam. Às mulheres cabe o papel de aceitar amor o amor sacrifical, respeitando seus esposos. “A posição do marido como o cabeça, e o seu dever de amor sacrificial e desvelo devotado para com sua esposa não passam de ilustrações imperfeitas, embora sejam as melhores que esta vida pode oferecer, de Cristo como Cabeça e de Seu amor, sacrifício próprio e preocupação por Sua Igreja. A dependência que a esposa tem do marido e o dever de ser submissa, são uma figura de como a Igreja deve viver e agir para com seu divino Senhor”10.

CONCLUSÃO

1. É claro na Bíblia que o casamento é importante pois foi dado por Deus no Éden e ilustra o relacionamento misterioso de Cristo com sua Igreja.

2. O desejo de Deus é que os esposos e esposas representem bem e pratiquem seus papéis e funções matrimoniais. Se ambos forem cheios do Espírito e sujeitarem-se no temor do Senhor, poderão construir um lar feliz.

3. Não deseja você amar e respeitar seu cônjuge, no temor do Senhor, e assim, ter no seu lar na Terra um pedacinho do Céu?

Músicas:

Inicial: Amor no Lar – 453 / Quando eu olho pra você – CD Jovem 2007. Final: Amor no Lar – 453 / Quando eu olho pra você – CD Jovem 2007.

9 Idem. p. 133. 10 Idem. p. 134.

Referências

Documentos relacionados

v Os mesmos requisitos do ServidorIBM ® SPSS Modeler 15.Consulte o documento de instalação de servidor apropriado em http://www-01.ibm.com/support/docview.wss?uid=swg27023172

Sempre agradecemos a Deus, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, quando oramos por vocês, pois temos ouvido falar da fé que vocês têm em Cristo Jesus e do amor por todos os santos,

O investimento em ações é um investimento de risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de

Para as mercadorias não relacionadas às operações subsequentes, destinadas à uso e consumo ou ativo imobilizado, a legislação prevê a cobrança da diferença de alíquota,

Tanto deve ser este o principal objetivo da nossa abnegação porque se fosse somente para melhorias espirituais em nós mesmos, como por exemplo, a obtenção de um

Este trabalho visa comparar o desempenho do treinamento de Redes Neurais Artificiais Multilayer Perceptron (MLP) por diferentes algoritmos de Otimização por Enxame de Partículas

Estudar a experiência do serviço de Uroginecologia na clínica de Ginecologia e Obstetrícia do HSPM (Hospital do Servidor Público Municipal) na correção da

Como não há trocas de calor, o trabalho realizado pelo o trabalho realizado pelo compressor é igual a variação da energia __________ do gás... “Trabalham”