Normas Gramaticais da Língua Portuguesa AULA 6. Temas: Ambiguidade Paralelismo

11 

Loading.... (view fulltext now)

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

Normas Gramaticais da Língua

Portuguesa – AULA 6

Temas:

– Ambiguidade

– Ambiguidade

– Paralelismo

(2)

Ambiguidade

• Uma frase, ou parte de uma frase, é AMBÍGUA quando

tem mais de um significado.

Às vezes esta ambiguidade é parcial, e o leitor, à custa

• Às vezes esta ambiguidade é parcial, e o leitor, à custa

de um exame mais detalhado do contexto, pode

discernir qual era o significado que o autor tinha em

mente ao escrever a frase.

• Noutras, porém, é impossível fazê-lo, e a frase está

perdida. Você deve evitar qualquer espécie de

ambiguidade, mesmo que, para tanto, você seja

obrigado a escrever frases mais “simples”.

(3)

Ambiguidade

• Observe alguns exemplos:

• Quais os duplos significados que encontramos

nestes recortes?

(4)

Ambiguidade

Atividade: Leia as frases a seguir e identifique quais ambiguidades

atrapalham a compreensão. Reflita de que maneiras estas ambiguidades

poderiam ser solucionadas.

Passe para o slide seguinte somente após

completar as lacunas.

poderiam ser solucionadas.

Passe para o slide seguinte somente após

completar as lacunas.

Ele enterrou os ossos que encontrou no porão.

A comissão que estava examinando o caso ontem deu seu parecer.

Assinei um contrato para auxiliá-lo no dia 15.

O conjunto em que eu toco agora ensaia todos os dias.

Vimos um menino com um livro sem capa na chuva.

Ele vive numa casa perto da praça, que está sempre cheia de desocupados.

Ela colocou uma peruca na cabeça que estava manchada de verde.

(5)

Ambiguidade

Então, que possibilidade você imaginou? Seguem algumas sugestões:

Ele enterrou no porão os ossos que encontrou.

Ontem, a comissão que estava examinando o caso deu seu parecer.No dia 15, assinei um contrato para auxiliá-lo.

No dia 15, assinei um contrato para auxiliá-lo.

O conjunto em que agora eu toco ensaia todos os dias.Vimos um menino sem capa com um livro na chuva.

Ele vive numa casa perto da praça. A praça está sempre cheia de desocupados.Ela colocou uma peruca que estava manchada de verde na cabeça.

Em alguns casos, a ambiguidade surge da tentativa de reproduzir na escrita o modo como falamos, em que as entonações que damos confere a correta conotação do que dizemos, o que não ocorre na escrita. Deste modo, em algumas frases, pudemos

(6)

Ambiguidade

Para fixar melhor este

conhecimento, leia esta

conhecimento, leia esta

tirinha e participe de

(7)

Paralelismo

• O Paralelismo consiste em apresentar ideias

similares numa forma gramatical idêntica.

similares numa forma gramatical idêntica.

• Deste modo, o paralelismo ajuda a tornar a frase

gramaticalmente clara, ao apresentar elementos

da mesma hierarquia e função gramaticais na

mesma espécie de construção gramatical; uma

locução nominal deve estar paralela com outra

locução nominal; um verbo, com outro verbo;

uma reduzida de infinitivo, com outra reduzida de

infinitivo; e assim por diante.

(8)

Paralelismo

Exemplo 1:

O professor mandou o aluno fechar o livro e que pegasse uma folha

de papel (sem paralelismo).

de papel (sem paralelismo).

O professor mandou o aluno fechar o livro e pegar uma folha de

papel (com paralelismo).

Exemplo 2:

Ele demonstra insociabilidade, ser irritável, desconfiança e não ter

segurança (sem paralelismo).

Ele demonstra insociabilidade, irritabilidade, desconfiança e

(9)

Paralelismo

Vamos verificar se compreendemos o que é Paralelismo e como o utilizamos? Identifique e corrija os problemas de paralelismo que os textos abaixo apresentam. Passe para o slide seguinte somente após completar a atividade.

• Se você tem de 18 a 60 anos, mais de 50 kg e for uma pessoa saudável, doe sangue. • Sua saída se deve a mágoas, humilhações, ressentimentos e a agressores que tanto

pretendiam ocupar seu cargo dentro da empresa.

• O problema no campo ocorreu devido à falta de compreensão dos trabalhadores agrícolas, da legislação trabalhista e o limitado capital.

• O processo de diferenciação dos sistemas de produção, verificados por Sawyer em 1979 e os pesquisadores da Embrapa em 1982, avançou de forma surpreendente. • A participação das culturas temporárias foi superada pelas culturas permanentes e a

(10)

Paralelismo

Vejamos algumas propostas de solução:

• Se você tem de 18 a 60 anos, mais de 50 kg e boa saúde, doe sangue. • Se você tem de 18 a 60 anos, mais de 50 kg e boa saúde, doe sangue.

• Sua saída se deve a mágoas, humilhações, ressentimentos e a agressões por parte daqueles que tanto pretendiam ocupar seu cargo dentro da empresa.

• A falta de compreensão dos trabalhadores agrícolas, a legislação trabalhista e o limitado capital resultaram em um problema no campo.

• Sawyer, em 1979, e os pesquisadores da Embrapa, em 1982, verificaram o processo de diferenciação dos sistemas de produção, o qual avançou de forma

surpreendente.

• As culturas permanentes e a produção animal superaram a participação nas culturas temporárias.

(11)

Leituras recomendadas:

Matéria “Ambiguidade: evite-a para fazer uma boa redação”, disponível em

http://educacao.uol.com.br/disciplinas/portugues/ambiguidade-evite-a-para-fazer-uma-boa-redacao.htm

.

Texto “O que é Paralelismo?”, disponível em

NORMAS GRAMATICAIS DA

LÍNGUAS PORTUGUESA – AULA 6

Texto “O que é Paralelismo?”, disponível em

http://www.fatecriopreto.edu.br/Arquivos/SiteEliana/Mordendo%20a%20lin

gua//Paralelismo.pdf

.

Imagem

Referências

temas relacionados :