Texto

(1)

20

11

Junho nº67

DISTRIBuIÇÃo GRATuITA

Mensal - Ano 6

Jornal da Junta de Freguesia

MARvIlA

Junta de Freguesia de Marvila

premeia os melhores alunos

da freguesia

1500 crianças celebram Dia

Mundial da Criança na Mata

do Vale Fundão

BipZip contempla 6 projectos

de Marvila

Com 278 pontos,

Bairro do Condado vence a 2ª Edição

do Campeonato de Bairros

Marvila

dos sabores,

(2)

editorial

Jornal da Junta de Freguesia

MARVILA

Ficha técnica

visite o nosso perfil no Facebook em

Conselho Marvilense

Website:

www.jf-marvila.pt

Mensal - Ano 6 – n.º 67 Junho de 2011

Director: Belarmino Ferreira Silva

Propriedade: Junta de Freguesia de Marvila

Avenida João Paulo II, lote 526, 1.º A 1950-159 Lisboa – Telefone: 21 831 03 50 Fax: 21 831 03 59

Site: www.jf-marvila.pt

Facebook: www.facebook.com/conselhomarvilense

E-mail: comunicacao@jf-marvila.pt(divulgação de iniciativas, actividades e assuntos relativos ao jornal)

info@jf-marvila.pt(outros assuntos)

Depósito Legal: 237649/06 Tiragem: 17.500 exemplares Redacção: Green Media

Produção gráfica: Grafe Publicidade, Lda. Impressão: Fernandes & Terceiro

• talude nascente dos Lóios recuperado! 3

• Baile Sénior com cheirinho a Sardinha 4

• Marvila no 4ª lugar das marchas deste ano 5

• 1500 crianças celebram Dia Mundial

da criança na Mata do Vale Fundão 6

• Junta de Freguesia de Marvila premeia

os melhores alunos da freguesia 7

• campeonato de Bairros 8

• Marvila com 6 candidaturas aprovadas

para o BiP/ZiP da cML 9

Notícias

Marvila dos sabores 2011

PÁG. 10 a 14

aconteceu

Conselho Marvilense

antecipou acções

do segundo semestre

PÁG. 7

Orgulho

em Marvila

Muitas vezes tenho abordado neste espaço as questões que se relacio-nam com a preservação do espaço público, com a necessidade da nos- sa população ser cada vez mais in-terventiva, com o facto de “Marvila ser uma responsabilidade de todos”, partilhada e, necessitar da acção de todos para se tornar naquilo que sonhamos. Após a realização de mais uma edição do festival gastronó- mico “Marvila dos Sabores”, não podia deixar de aqui escre-ver uma palavra de agradecimento sincero aos que tornaram possível o enorme sucesso do evento, desde a equipa que organizou, ao Marvila Voluntária que se mostrou sempre presente, aos escuteiros no apoio que deram e ainda aos restantes funcionários da Junta, jardineiros e administrati-vas, um trabalho de equipa que merece o meu louvor. Além das diferentes equipas é de louvar, ainda, a participa-ção de todas as instituições que estiveram no evento. Dando a conhecer o seu trabalho, actividades e mostrando a todos os visitantes que mesmo em ano de crise, é possível ser-se empreendedor. Não esqueço as Tasquinhas nem os Produto-res, são eles que trazem os diferentes sabores a Marvila e a eles um muito obrigado pela sua participação. Aproveito ainda para deixar um abraço sincero ao Presiden-te da Junta de Freguesia do Beato, Hugo Xambre e ao seu executivo, que connosco partilharam estes três dias de festa. No palco, a luz, o som e a alegria, os grupos que actuaram, com destaque para o Projecto “Há Música em Marvila” e ain-da as Marchas de Marvila e do Beato trouxeram ao recinto milhares de pessoas, resultando numa grande festa popular, à boa moda desta freguesia.

Espero que todos tenham tirado o melhor proveito deste Marvila dos Sabores e mais uma vez, obrigado Marvila!

(3)

Pelouro:

aMbieNte, HiGieNe e esPaços verdes

talude NasCeNte dos lóios

reCuPerado!

A

Junta de Freguesia de Marvila procedeu à recuperação do Talude da Avenida Adéns Bermudes. Este vai ser mais um espaço que pretendemos manter embelezado, pelo que se apela à consciência cívica de todos.

A equipa de jardineiros da junta não tem mãos a medir para os diversos jardins da freguesia. Além do seu tra-balho e dedicação com os espaços verdes, Hugo e Car-los, estão sempre disponíveis para ajudar quem precisa, como é o caso dos pedidos efectuados por algumas ins-tituições da freguesia.

03

www.jf-marvila.pt

Espaço Público

Conselho Marvilense

antecipou acções

do segundo semestre

PÁG. 7

ProGraMa beM servir

TEM uMa LâMPaDa a PRECIsaR DE sER suBsTITuíDa? PRECIsa DE uMa MaçanETa

noVa PaRa a sua PoRTa? a ToRnEIRa Da CoZInha EsTá a DaR PRoBLEMas?

a Junta de Freguesia de Marvila acautela o bem-estar dos seus fregueses mais idosos

e incapacitados com pequenos arranjos como estes.

Ligue para o 218 31 03 50 e o programa Bem Servir trata do proBLema!

A Câmara Municipal de Lisboa, em parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional, vai realizar um CuRso DE CaLCETEIRos e um CuRso DE JaRDInEIRos, respectivamente, na Escola de Calceteiros

e na Escola de Jardinagem, na Quinta Conde dos Arcos, nos Olivais. Os cursos têm a duração de cerca de um ano e meio e proporcionam uma dupla certificação, ou seja, conferem a habilitação literária equiva-lente ao 3.º Ciclo do Ensino Básico (9.º Ano de Escolaridade) e a certifi-cação profissional respectiva de Calceteiro ou Jardineiro.

Se estiver interessado em candidatar-se, ou conhecer alguém que pos-sa estar, divulgue esta informação e contacte as escolas de jardinagem/ calceteiros para fazer a sua inscrição através do telefone

21 855 06 90

ou do e-mail:

escoladejardinagem@cm-lisboa.pt

Tens idade igual ou superior a 18 anos?

Possuis o 6.º ano de Escolaridade?

eNtÃo eSta NotÍC

ia iNtereSSa-te!

(4)

04

www.jf-marvila.pt

D

ecorreu no dia 5 de Junho a Gala Cultural do projecto “Movimento para a Integra-ção Social pelo Desporto e pela Cultura”, organizado pela ANDE-MOT, Fundação Aragão Pinto e Nu-clisol Jean Piaget - Associação para o Desenvolvimento da Criança, Inte-gração e Solidariedade.

A Nuclisol Jean Piaget associou-se à Cooperativa de Educação e Rea-bilitação de Cidadãos Inadaptados (CERCI) numa parceria com vertente cultural, tendo sido trabalhadas pe-los utentes da CERCI e da Nuclisol, assim como os respectivos técnicos, as áreas do teatro e da dança. Este trabalho, desenvolvido ao longo de 6 meses, numa peça de teatro – a

Lenda dos Oceanos - e numa peça dança, A boneca, na qual os utentes da CERCI e da Nuclisol comprovaram os pressupostos da Integração social. O evento contou com o apoio do Mu-seu do Azulejo, que cedeu a sua Igre-ja para ser palco do espectáculo. Ana Beja, Directora Geral da CERCI, refe-riu que “foi um projecto intenso, feito com muita vontade e envolvimento de toda a gente”.

baile séNior

CoM CHeiriNHo a sardiNHa

O

mês de Junho contou com mais um Baile Sénior, promovido pela Junta de Freguesia de Marvila e colaboração do Marvila Voluntária, mas desta vez o baile foi acompanhado de sardinhada.

Mais um Baile Sénior que se revelou um sucesso, contando com a presença de cerca de 50 participantes e alguns

elemen-tos do executivo, entre eles a vogal do Pelouro da Educação, Saúde e Acção Social, Isabel Fraga, Jorge Máximo, António Alves e Vitor Simões que contribuiram para a boa disposição geral. Um agradecimento muito especial ao Sr. Brites que tem apoiado e ajudado em todos os Bailes Sénior e que se mostrou uma revelação no campo musical.

Em Foco

(5)

M

arvila ficou em quarto lu-gar nas Marchas Popula-res de Lisboa que decor-reram a 13 de Junho, na Avenida da Liberdade. Com o tema “Fado também mora em Marvila”, a marcha de Marvila foi constituída por 50 marchantes e duas mascotes, no entanto, envolveu cerca do do-bro das pessoas na preparação para o desfile.

Para Rui Coito, da Sociedade Mu-sical - 3 de Agosto, responsável da marcha, “Marvila tem pessoas em-penhadas que dão tudo por tudo nessa noite, e só por isso, para mim já são os melhores marchantes de Lisboa – representaram muito bem a freguesia!”. E acrescentou, “a nos-sa claque conta com cerca de 400

pessoas, e só na noite do dia 13 es-tiveram cerca de 200 marvilenses na colectividade à espera dos resulta-dos que saíram apenas na manhã seguinte; este apoio deixa-nos mui-to orgulhosos do nosso trabalho”. O mesmo responsável alerta tam-bém para que “embora as Marchas Populares aconteçam só em Junho, a marcha de Marvila está activa nos restantes meses, sendo importante dar-lhe mais relevo durante o resto do ano!“.

Constituída em 1950, a marcha de Marvila aceitou este ano a sugestão temática da Câmara Municipal de Lisboa no seguimento da candidatura do Fado a Património Cultural Imate-rial da Humanidade da UNESCO. No decorrer do “Marvila dos Sabo-res”, o festival gastronómico que se realizou no fim-de-semana seguinte ao desfile, a marcha voltou a estar presente para uma apresentação a todos os marvilenses. A colectividade Sociedade Musical - 3 de Agosto foi recebida por muita gente que se mos-trou entusiasmada e solidária com a marcha.

Marvila No 4ª luGar

das MarCHas deste aNo

MarCHa séNior

Já o desfile das Marchas Séniores, outro convívio muito tradicional na freguesia, teve lugar no dia 21 de Junho, no Polidesportivo da Praça Dr. Fernando Amado. A compô-lo estiveram presentes membros do Centro Social Paroquial S. Maximi-liano Kolbe, do Centro de Desen-volvimento Comunitário do Bairro dos Lóios, do Centro Social e Cul-tural de Sta. Beatriz, do Lar Evan-gélico e da equipa do projecto Mar-vila Activa, da Junta de Freguesia de Marvila.

05

www.jf-marvila.pt

Cultura

(6)

06

www.jf-marvila.pt

O

Dia Mundial da Criança, em Marvila, ficou marca-do pela presença de cerca de 1500 crianças, na Mata do Vale Fundão. Um dia cheio de cor e alegria organizado pela Junta de Freguesia de Marvila e vinte e quatro instituições que trouxeram as mais diversas actividades para agradar a todos os gostos.

Insufláveis, volteio, jogos tradicio-nais, diversos ateliês de expressão plástica, contos de histórias,

activi-dades desportivas e pinturas faciais, garantiram um dia cheio de alegria e diversão às crianças de Marvila. O Projecto Intervir e o Comilão fizeram jus ao programa Marvila Empreende-dora e realizaram actividades ligadas ao tema do Empreendedorismo, para que os mais pequenos comecem a entender o conceito, desenvolvendo uma consciência empreendedora, im-portante para o seu futuro.

Este dia não teria sido possível sem a colaboração de todos. Ao Marvila

Vo-luntária, à Aquarela Mágica, ao PIS-CJA, à GNR, à Capoeira Beija Flor, à APF, à Ideias e Criação, ao CASL, à ERISA – Escola de Enfermagem, à CPCJ – Projecto Viva, à Novas Spot, à ACRAS, ao Centro Social e Paro-quial de São Maximiliano Kolbe, à PSP, ao Piaget do Bairro do Condado e do Armador e ao Pavilhão do Co-nhecimento, a Junta de Freguesia de Marvila endereça os sinceros agra-decimentos por terem participado em mais um Dia Mundial da Criança.

1500 CriaNças CelebraM dia MuNdial da CriaNça

Na Mata do vale FuNdão

(7)

07

www.jf-marvila.pt

Aconteceu

T

ão cedo os “Mais de Marvi-la”, quarenta melhores alu-nos de quatro escolas da freguesia, não esquecerão o último dia 2 de Junho, momento es-colhido pelo Conselho Educativo da Junta de Freguesia de Marvila para proporcionar um dia diferente ao gru-po escolhido, através da visita à Es-cola de Tropas Pára-Quedistas, na Base Militar de Tancos.

Tendo mostrado as suas capacida-des ao longo capacida-deste ano lectivo, os alunos de cada uma das escolas ti-veram direito a um dia Radical com as mais variadas actividades lúdicas, recreativas e desportivas alusivas às

experiências do paraquedismo. Além das emoções vividas o grupo visitou, ainda a secção de Cães de Guerra, o Museu das Tropas Pára-quedistas e a Sala de Dobragem de Pára-quedas. De acordo com Olga Almeida, Tenen-te da Escola de Tropas Pára-Quedis-tas e anfitriã da “comitiva” marvilen-se, “o salto da torre é uma actividade

que os miúdos nunca esquecem, até porque de início são levados a atirar-se para o vazio e só depois começam a descer lentamente, algo que os as-susta um pouco, mas que depois é muito entusiasmante – prova disso é a quantidade de miúdos que pedem para repetir o salto!”

C

erca de 600 pessoas fizeram parte do evento “Casa de Cas-tro Daire Abraça Lisboa”, que marcou os seus 20 anos com muita festa e alegria nos passados dias 18 e 19 de Junho.

Os dois dias de festa trouxeram, ao Salão de Festas do Vale do Fundão, muita alegria e animação, terminando com um almoço, onde estiveram os presidentes da câmara de Lisboa (CML) e de Castro Daire, das Juntas de Freguesia de Marvila e do Bea-to, além dos responsáveis do INATEL e das principais associações da região.

Passados 20 anos, a Casa do Concelho de Castro Daire continua a celebrar com o pú-blico a promoção dos costumes castrenses, tendo já prometido que para o próximo ano há mais. Como agradecimentos, o respon-sável da Casa do Concelho de Castro Daire destacou: “a CML, que nos fornece o palco do espectáculo, e a Junta de Freguesia de Marvila, pois sem o seu apoio este evento não tinha sido possível de realizar”.

R

ealizada no dia 4 de Junho, no Salão Nobre da Casa do Con-celho de Cinfães, a última reunião do Conselho Marvilense fi-cou marcada não só pela preparação do evento Marvila dos Sabores, como pela antecipação das acções que vão marcar a agenda da freguesia já no segundo semestre, especificamente no que diz respeito ao projecto “Marvila Empreendedora”.

No seguimento do protocolo recentemente assinado com o Instituto Supe-rior de Engenharia de Lisboa (ISEL), a Junta de Freguesia de Marvila está a desenvolver esforços para que, ainda antes da realização do próximo Congresso de Marvila & Beato, previsto para Dezembro, existam progres-sos na dinamização do Programa Marvila Empreendedora.

“É importante começar com este projecto, não podemos parar”, como re-feriu Jorge Máximo, responsável do pelouro Sociedade Civil e Desenvol-vimento Económico. Neste seguimento, o Conselho Marvilense discutiu a possibilidade do empreendedorismo ser tema de sessões de esclareci-mento, de um Ciclo de Conferências antes do Congresso e da realização de uma Feira de Negócios, dirigida às crianças, das escolas da freguesia. Outro dos pontos fulcrais desta reunião do Conselho Marvilense foi a futura realização de “Almoços Solidários” fora da época natalícia. Com o objectivo de ajudar as pessoas necessitadas, mas também para promo-ver o convívio, relembrando a solidão sentida por muitos. A ideia passa por um almoço amplo com tarde de

convívio e com carácter de regu-laridade. Tais almoços contam já com um grupo de trabalho que se prontificou a organizar tudo o que é necessário para a realização destes almoços. Esta ideia que foi abraça-da por todos os presentes.

JuNta de FreGuesia de Marvila

PreMeia os MelHores aluNos da FreGuesia

aNiMação Na 20ª edição

(8)

08

www.jf-marvila.pt

Campeonato de Bairros

A

Junta de Freguesia de Marvi-la em parceria com o Projecto “Crescer com o Desporto” da CPCJ Lisboa Oriental, orga-nizou uma acção de Formação sob o tema da Liderança, no passado dia 4 de Junho, mais uma actividade do Campe-onato de Bairros 2011.

Nesta formação, sob a responsabilidade do GAPPS - Gabinete de Aconselhamen-to Psicológico e Promoção de Saúde do IPCE - Instituto de Psiocologia e Ciências da Educação, da ULL – Universidade Lu-síada de Lisboa, participaram os bairros do Condado, Flamenga e Marquês de Abrantes.

N

o passado dia 12 de Junho realizou-se mais uma prova do Campeonato de Bairros 2011 – a Maratona a Andar.

Uma prova que consistia na realização da distância da Maratona - 42km - por par-te dos bairros participanpar-tes, Marquês de Abrantes e Condado, com um total de cer-ca de 80 elementos.

Dependendo do escalão etário, os atle-tas correriam entre os 1000m e os 5000m, passando depois o testemunho para outro elemento da sua equipa. No seu total teriam de cumprir 42 voltas ao percurso, perfazendo a distância da Ma-ratona, saindo vitorioso o bairro que con-seguisse mais participantes.

D

ecorreu no passado dia 18 de Junho, a última actividade do Campeonato de Bairros 2011. Um Jogo convivio de futsal entre os bairros participantes e uma equi-pa da Junta de Freguesia de Marvila.

CLassIFICação FInaL: 1º - Condado

2º - JFM

3º - Marquês de abrantes

O

Campeonato de Bairros 2011 teve como grande ven-cedor o Bairro do Condado, que ao longo dos meses de Fevereiro a Junho conseguiu um total de 278 pon-tos, tendo arrecadado um prémio no valor de 2000€. Este Campeonato, organizado pela Junta de Freguesia de Mar-vila tem como objectivos, promover a união entre as

institui-ções do mesmo bairro, a interacção entre os diferentes Bairros, a coope ração e entre ajuda entre a Junta de Freguesia e as Instituições que de alguma forma promovem actividades desportivas e culturais e dinamizar novas actividades.

Os prémios atribuídos não são monetários, mas sim em bens desportivos de valor equivalente ao indicado para cada classi-ficação.

CoNdado, FlaMeNGa

e Marquês de abraNtes

eM ForMação

de lideraNça

Marquês de abraNtes

veNCe MaratoNa

a aNdar

JoGo de CoNvívio

de Futsal eNtre bairros

e a JuNta de FreGuesia

de Marvila

bairro do CoNdado

veNCe CaMPeoNato de bairros 2011

(9)

09

www.jf-marvila.pt

Aconteceu

O

último 31 de Maio foi mar-cado pela celebração do Dia Mundial dos Vizinhos, no bairro do Armador. Esta foi a altura escolhida para reforçar os laços entre todos os moradores e lem-brar a importância da boa vizinhança. Para o efeito foi organizada uma ven-da de roupa e de outros objectos em segunda-mão a preços convidativos, em frente ao Edifício Lx Jovem, local onde também foi instalada uma mesa de mistura para o DJ Pina, artista con-vidado para animar a tarde e, onde se pôde assistir às actuações de grupos de crianças de duas instituições, a As-sociação Futuro Autónomo – AFA e a

Associação Harekrichna. Ao final do dia, o auditório do Edifício Lx Jovem aco-lheu ainda a representa-ção de uma peça de te-atro criada por algumas das crianças do PISCJA - Programa Escolhas do Projecto de Inclusão Social de Crianças e Jovens do Armador -, que ilustrou de forma divertida mas educati-va o pouco que custa ser um bom vizinho e conviver de forma saudável na cidade.

C

om 6 candidaturas, apro-vadas para financiamento (em 33), Marvila foi uma das freguesias em desta-que na cerimónia de assinatura dos protocolos BIP/ZIP da CML que de-correu no passado dia 24, no edifício dos Paços do Concelho.

O empreendedorismo e a interven-ção social e cultural foram os temas centrais das candidaturas de Marvila, das quais 3 com a parceria da Junta de Freguesia. A criação de parcerias entre instituições das freguesias foi requisito para aprovação das candi-daturas que prevêem intervenções pontuais, serviços à comunidade e pequenos investimentos. “Estas são

pequenas iniciativas que podem mu-dar um bairro”, afirmou Helena

Ro-seta, Vereadora da Habitação. Os nossos parabéns aos proponentes, vamos continuar a melhorar Marvila, porque Marvila é responsabilidade de todos.

arMador CoMeMorou

dia dos viziNHos

Marvila

CoM 6 CaNdidaturas aProvadas

Para o biP/ziP da CMl

o Projecto reMix foi o mais pontuado entre todas as candidaturas ao biP ziP

1º reMix – Intervir e Recriar - associação Entremundos e Grupo de Teatro Contra-senso, em parceria com a Junta de Freguesia de Marvila.

2º 2T’s – Troca de Tempos – CEsIs, em parceria com a santa Casa

da Misericórdia de Lisboa e associação de Interajuda de Jovens Eco Estilistas. 3º EIs – Economia, Imagem e sucesso (CEsIs), em parceria com a Junta de Freguesia de Marvila.

4º Trampolim - associação para o Planeamento da Familia, em parceria com o agrupamento de Escolas de Marvila.

5º Fórum Empresarial de Marvila - Junta de Freguesia de Marvila, em parceria com o IsEL e com a Escola secundária D. Dinis.

6º Projecto de Combate e Prevenção da Violência Doméstica - Centro social santa Beatriz em parceria com CPCJ, C. s. P. são Maximilano Kolbe, aPF e associação Cristã de Reinserção e apoio social.

(10)

M

arvila prometeu e cumpriu, fazendo da última edição do festival gastronómico “Mar-vila dos Sabores” um grande sucesso. Foram milhares os visitantes que, ao longo de três dias, estiveram no evento, visitando, vendo e comprando. O recinto de 10.000 m2 foi gentilmente cedi-do, à Junta de Freguesia de Marvila, pelo Instituto Superior de Engenharia de Lis-boa (ISEL), uma parceria que se mantém há anos e da qual há um enorme orgulho. Provar as iguarias regionais das tasqui-nhas, ouvir a boa música que se levou ao

palco e conhecer de perto o trabalho de muitas das instituições da freguesia era o objectivo do evento. No final, missão cum-prida! Eis o resumo da festa deste ano!

Foram várias as semanas de trabalho e empenho que antecederam a 3ª Edição do Marvila dos Sabores. Várias centenas de marvilenses e convidados estavam preparados para dar o seu melhor contributo e garantir o sucesso do evento. Eram 18h00 e, em frente ao ISEL, ouvia-se “Já está tudo pronto?”, “As instituições já chegaram?”, “Está tudo certo com as tasquinhas?”. Eis que o tão esperado momento chegou, “Abram os portões o Marvila dos Sabores vai co-meçar!”.

A estrutura do evento era familiar para quem revisitava o Marvila dos Sabores, uma zona de tasquinhas onde todos se podiam sentar e degustar os mais va-riados sabores regionais e uma zona de produtores para conhecer produtos de diversos pontos do país e mesmo do es-trangeiro, através de alguns stands como foi o caso da Associação Luso Nipónica, a Associação Guineense, Tasquinhas do Brasil, etc.

o tema da edição deste ano, e

forte-mente visível na tenda institucional da Junta, foi o programa Marvila Empreen-dedora, que tem como objectivo promover

o enraizamento de uma cultura empreen-dedora e de inovação junto da população da freguesia. Contámos com a presença de vários parceiros do programa e que di-vulgaram a forma como podem ajudar os marvilenses a ser empreendedores. Para conhecer melhor o empreendedo-rismo de Marvila, a RTP esteve, também, no Marvila dos Sabores, com o programa Portugal no Coração.

Ainda no âmbito do empreendedorismo, a já famosa tenda do Comilão - espaço lúdico-juvenil da mascote do evento - também contou com um espaço dedicado ao tema, mas direccionado para os mais pequenos, tendo sido lançado um concur-so às escolas básicas da freguesia, em parceria com o Programa Ciência Viva,

“o Comilão e a Maria das Conchas vão abrir um negócio”. O projecto vencedor

10

www.jf-marvila.pt

Festa ao rubro Na 3ª edição

do “Marvila dos sabores”

o stand da junta contou com a presença do executivo durante os três dias.

Marvila dos Sabores 2011

aGradeCiMeNtos

“Marvila, freguesia em Rede”,

era esta a frase que legendava o painel central que Junta de Fregue-sia escolheu para o seu stand, no Marvila dos Sabores. Por baixo, e tendo como fundo o mapa da freguesia, uma teia de entidade e símbolos de Marvila ilustravam o verdadeiro espírito que juntos es-tamos empenhados em construir, o de que “Marvila é uma responsa-bilidade de todos”.

Felizmente, esta não é apenas uma imagem, e o Marvila dos Sa-bores III comprova-o.

Esta é a realidade que orgulha, mo-tiva e empenha o executivo da Jun-ta de Freguesia em trabalhar cada vez mais em prole de uma comuni-dade que sabe interagir e trabalhar, partilhada e desinteressadamente em torno de um interesse comum. E esse interesse é Marvila, e esse interesse somos todos nós.

Quando o Conselho Marvilense recomendou à Junta de Freguesia voltar a fazer o Marvila dos Sabo-res, sabia que a conjuntura eco-nómica não era a mais favorável. Logo se assumiu que só com a reunião dos esforços, competên-cias e vontades de muitas cente-nas de marvilenses faria sentido e seria possível voltar a abraçar se-melhante evento. E Marvila disse presente.

Apenas com a “prata da casa” sinto, feliz e orgulhosamente, que este foi o melhor e mais concorrido Marvila dos Sabores de sempre. A prova de que também, em Marvila, a união faz a força.

Não posso, por isso, deixar de ex-pressar, em meu nome pessoal, do restante executivo e estrutu-ra interna da JFM, um sincero e humilde agradecimento a todos

aqueles que, de forma abnegada e voluntariosa, contribuiram para a concretização deste projecto que é de todos.

P’la organização do Marvila dos Sabores

Jorge Máximo

(11)

11

foi o da Turma 4ª da Escola Básica nº 1 Dr. João dos Santos.

Na área do desporto podiam encontrar-se os habituais jogos tradicionais, mas a ac-tividade mais atractiva foi os matraquilhos humanos em que duas equipas disputavam um jogo, dentro de um insuflável, como se fossem bonecos dos matraquilhos. O Marvi-la dos Sabores, foi ainda o palco para a

en-trega de prémios do Campeonato de Bair-ros 2011 (mais pormenores na página 8). Além da divulgação dos

diferentes “sabores” por tugueses, o evento foi, ainda, enriquecido por uma intensa e di-versificada actividade cultural. Actuação das famosas marchas de Marvila e do Beato, ran-chos folclóricos das

Ca-sas de Concelho localizadas na freguesia, tunas académicas, bandas filarmónicas, grupos corais, danças regionais e

concer-tos de música rock e popular. De ressalvar que num ano de contenções económicas todos os grupos que actuaram, fizeram-no sem qualquer contrapartida financeira, o

que muito contribuiu para o suces-so que o evento teve.

Durante os três dias de Marvi-la dos Sabores, foram vários os momentos que vão ficar na memória de todos. Um deles, a actuação do projecto “há Música em Marvila”, que juntou cerca de 100

pessoas em palco e que lotou o recinto, pe-rante a mistura musical entre a ACULMA, dirigida pelo Maestro João Juvandes, o Coro Paroquial de Santa Beatriz – “Venite a Laudare”, dirigido pela maestrina Ana Paula Pina, o Grupo de Violas da Junta de Fre-guesia de Marvila, coordenado pelo profes-sor Ulisses e o rapper Sam The Kid.

Durante o evento foi notória a colaboração, esforço e empenho entre todos os que es-tiveram envolvidos na organização do Mar-vila dos Sabores. Para além de toda a equipa da Junta de Freguesia de Marvila, contou-se, ainda com o apoio e dedicação do Marvila Voluntária e dos Escuteiros. A não esquecer a colaboração importante dos Bombei-ros do Beato, que aju-daram na manutenção do espaço. A Junta de Freguesia do Beato também esteve no Marvila dos Sabores, mostrando o for-te espírito de cooperação, entreajuda e parceria que existe entre os dois executivos.

O Presidente da Câmara Muni-cipal de Lisboa, António Costa, foi um dos visitantes do evento, tendo aproveitado para efectuar uma reunião informal com os dois executivos presentes.

No final, muitos dos que abando-naram o recinto do festival destaca-ram a satisfação de participar em mais um “Marvila dos Sabores”, iniciativa que mais uma vez combinou um pou-co de tudo o que de melhor a freguesia tem para oferecer.

Marvila dos Sabores 2011

o Marvila voluntária e os escuteiros estiveram sempre prontos a ajudar.

uM aGradeCiMeNto

a todos

os PartiCiPaNtes:

alguns números

do Marvila dos sabores

• organização: 87 pessoas • stands Empreendedorismo: 118 pessoas • Produtores: 58 pessoas • Tasquinhas: 56 pessoas • actuações: 692 pessoas Escolas:

ERISA, ISEL e Escola Secundária D. Dinis

Instituições:

SCML – Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

ACULMA Nuclisol EcoEstilistas

Grupo Intergeracional dos Amigos dos Lóios Teatro Contra Senso

Associação Entre Mundos AMBA

APRA CERCI Lisboa Casa de São Vicente

Grupo Comunitário Bairro do Armador Grupo Comunitário 4 Crescente Capoeira Beija Flor

Associação Horizonte ATM

CESIS – Projecto Espiral COL – Clube Oriental de Lisboa Paróquias de Marvila e Chelas Centro Social Paroquial S. Maximiliano Kolbe e de Santa Beatriz

Associação de Reformados do Bairro do Condado

Tasquinhas e Produtores:

Casa Cerveirense Celeste dos Bolos Associação Luso Nipónica

Cooperativa Agrícola dos Produtores de Sal Ginja de Óbidos

Info Alimentar Lukissa Cerejas do Fundão

Associação de Pais EB1 Dr. João dos Santos Comidinhas Tasca do Brasil Tasca do Gordo Associação Guineense Tasca da Simara DAMAR O Cantinho do Loureiro Porco no Espeto Byte Me Particulares: Carla Pereira Marta Guerreiro Empresas: Halcon Viagens BES Grafe Publicidade Pingo Doce

logo no início da visita ao Marvila dos sabores, antónio Costa deixou uma dedicatória: “um abraço a todos os marvilenses em mais esta edição

do Marvila dos sabores. exemplo do dinamismo do executivo desta freguesia. antónio Costa”

(12)

12

www.jf-marvila.pt

Marcha do beato em actuação no Marvila dos sabores.

rancho infantil da turma da Professora Hermínia.

actuação do rancho Folclórico raízes de Montemuro.

alegre actuação da tuna Feminina do isel.

Kapput no Marvila dos sabores 2011.

Projecto buG alegram a primeira noite do Marvila dos sabores.

os mais pequenos mostram que o Fado continua vivo.

escola de violinos do beato. abertura solene com a banda Filarmónica da aCulMa.

Marvila dos Sabores 2011

(13)

13

www.jf-marvila.pt

Marvila dos Sabores 2011

Marvila é uma responsabilidade de todos.

dia 18

Grupo vencedor do Concurso do Comilão - o Comilão vai abrir um Negócio.

os quatro mentores do projecto Há Música em Marvila enfrentaram o desafio sem medos.

Marchas de Marvila animam a segunda noite do Marvila dos sabores.

Projecto Há Música em Marvila encheu o recinto na segunda noite do Marvila dos sabores. o presidente da assembleia de

Freguesia de Marvila também foi ao Marvila dos sabores.

Mostarda no Prego actuaram no Marvila dos sabores, fechando a segunda noite do evento.

o executivo sempre bem disposto durante o evento.

Projecto Há Música em Marvila, a Música Clássica, o Hip Hop, o Coro e as violas unidos num só, numa actuação

(14)

Poema

14

www.jf-marvila.pt

Marvila dos Sabores 2011

os Molde, repetentes no Marvila dos sabores fecharam a última noite do evento.

é esta a vista que faz com que todo o esforço e dedicação valha a pena. obrigado Marvila!

o Grupo de Cavaquinhos da Casa do Concelho de Ponte de lima também marcou a sua presença no Marvila

dos sabores.

dia 19

a estudantina do no Marvila dos isel brilhou em mais uma actuação sabores. antes das actuações nada melhor que um bom petisco!

Marvila vs beato em Matraquilhos Humanos o Ciência viva esteve na tenda do Comilão a ensinar

as crianças a fazer gelado, pipocas e suspiros.

skills & the bunny Crew, uma novidade no Marvila dos sabores.

o rancho da Pampilhosa da

serra foi o último rancho a actuar no Marvila dos sabores.

(15)

www.jf-marvila.pt

15

Marvila dos Sabores Já tem a estreia marcada Merece os nossos louvores Parabéns rapaziada Espectáculos, bom ambiente Artesanato, gastronomia Marvila está presente Marvila é poesia. O exemplo da nação São as casas de Concelho Com sua dedicação

Desde o mais novo ao mais velho. O bem-estar dos seus idosos Para não se sentirem sós Aos mais velhos e os mais novos Faz-lhes sempre companhia Eleita por todos nós, Parabéns à autarquia.

Poema

PoeMa

Marvila

dos sabores

ILíDIo sousa antónio alves Tesoureiro Pelouro habitação Vítor Morais Vogal Pelouro Desporto, Juventude e Cultura Jorge Máximo Secretário Pelouro sociedade Civil e Desenvolvimento Económico Comunicação e Marca Marvila Estratégia Orçamental e Financeira Isabel Fraga Vogal Pelouro Educação saúde acção social Conselho Educativo de Marvila

jmmaximo@jf-marvila.pt isabel.fraga@jf-marvila.pt vitor.simoes@jf-marvila.pt

Atendimento ao público 2.ª feira das 10H00 às 12H00 (Por marcação prévia)

Atendimento ao público 4.ª feira das 18H00 às 20H00 (Por marcação prévia)

MaNdato 2009-2013

Belarmino silva Presidente Coordenação Pelouros administração e Funcionamento Relações Institucionais Recursos humanos urbanismo Património Atendimento ao público 2.ª feira das 16H00 às 18H00 (Por marcação prévia)

Vítor simões Vogal Pelouro Espaço Público segurança e Mobilidade Calçadas e Passeios Transportes e Trânsito Iluminação Pública Mobiliário Urbano Júlio Reis Vogal Pelouro ambiente higiene Espaços Verdes Saneamento Atendimento ao público 5.ª feira das 16H00 às 18H00 (Por marcação prévia) Atendimento ao público 6.ª feira das 16H00 às 18H00 (Por marcação prévia) Atendimento ao público

6.ª feira das 14H00 às 16H00 (Por marcação prévia)

antonio.alves@jf-marvila.pt vitor.morais@jf-marvila.pt julio.reis@jf-marvila.pt

executiVO

A

sessão ordi-nária de Ju-nho da As-sembleia de Freguesia de Marvila foi dividida em duas reuniões, nos dias 24 e 30 de Junho. Na primeira sessão, foram aprovadas por una nimidade as sau-da ções ao Marvila

dos Sabores, à Marcha de Marvila e ao Processo de Legalização do Bairro da Prodac Norte. Foi, ainda, aprovada por maioria uma saudação ao movimento associativo de Marvila e discutidos diversos assuntos de interesse para a freguesia.

No 2º dia, destaca-se a aprovação por unanimidade do regulamento do Programa “Marvila, Freguesia Solidá-ria” assim como, uma saudação à existência e trabalho do Conselho Educativo de Marvila (CEM), por todos considerada de muito importante papel para a melho-ria da educação em Marvila.

N

o passado dia 6 de Junho, realizaram-se em todo o país, as eleições para a Assem-bleia da República.

Em Marvila registou-se um nível de adesão às urnas em torno dos 52,89%, valor que se situa aci-ma da média nacional. O PS, com 36,86% dos votos totais (incluindo votos nulos e brancos) foi o partido mais votado, em Marvila, tendo fi ca do a 13,93% do PSD (com 2 2 , 9 3 % ) , que foi o se-gundo parti-do mais vo-tado.

saudações eM

(16)

Eventos

iNiCiativas da FreGuesia

jULHO

2011

Tel.: 218 310 350 E-mail: info@jf-marvila.pt

FEsTa EM honRa

DE sanTa BEaTRIZ Da sILVa

Das 21h00 às 01h00

Dias 1, 2 e 3

FEsTa Da aMIZaDE DE aRCos DE VaLDEVEZ

Às 21h00

Arraial com Ricardo Soares Ex Onda Média Tel.: 218 310 350 E-mail: info@jf-marvila.pt

Dia 2

FEsTa Da aMIZaDE DE aRCos DE VaLDEVEZ Às 9h00 Jogos tradicionais Às 14h30 Tocadores de concertina Às 15h00

Actuações de Ranchos e Grupos de Dança

Dia 3

aRRaIaL EsCuTIsTa Às 19h00 Início Às 21h30

Refeições e Momento Musical Igreja de Santa Clara

Tel.: 218 310 350 E-mail: info@jf-marvila.pt

Dias 8 e 9

aRRaIaL EsCuTIsTa Às 15h30 Início

Actuações de Grupos de Danças (ranchos e outros) 20h00 Grupo Musical 02h00 Fim Tel.: 218 310 350 E-mail: info@jf-marvila.pt

Dia 9

BaILE sénIoR Às 14h30

Salão de Festas do Vale Fundão

Tel.: 218 310 350 E-mail: info@jf-marvila.pt

Dia 30

Tel.: 218 310 350 E-mail: info@jf-marvila.pt 1º Turno - de 4 a 12 de Julho 2º Turno - de 18 a 29 de Julho

Tardes de Segunda a Quinta das 14H30 às 18H. Sexta-Feira das 9H às 18H.

Inscrições Limitadas a 30 PARTICIPANTES com idades entre os 11-18 anos.

Local das Inscrições: Junta de Freguesia de Marvila ou Espaço Jovem do Intervir.

Férias No bairro - 2011

Imagem

Referências

temas relacionados :