Junta de Freguesia de Marvila entrega cabazes de Natal DEZEMBRO Nº 97. Revista da Junta de Freguesia

Texto

(1)

2013

DEZEMBR

O

Nº 97

Mensal - Ano 8

IluMInAção de nAtAl

eM MArvIlA

Coro venite a laudare

dá Concerto de natal

na Igreja de Santa Beatriz

Assembleia de Freguesia

de Marvila com duas sessões

em dezembro

entrevista a António Alves

e vítor Simões

Junta de Freguesia

de Marvila entrega

cabazes de natal

Revista da Junt

a de FReguesia

d i s t R i B u i Ç Ã O g R

(2)

Ficha técnica

Facebook: www.facebook.com/conselhomarvilense Website: www.jf-marvila.pt

Mensal - ano 8 - n.º 97 Dezembro de 2013

diretor: Belarmino Ferreira Silva

Propriedade: Junta de Freguesia de Marvila avenida João Paulo ii, lote 526, 1.º a 1950-159 Lisboa – telefone: 21 831 03 50 Fax: 21 831 03 59

Site: www.jf-marvila.pt

Facebook: www.facebook.com/conselhomarvilense

E-mail: comunicacao@jf-marvila.pt

(divulgação de iniciativas, atividades e assuntos relativos à revista)

info@jf-marvila.pt (outros assuntos) depósito legal: 237649/06 tiragem: 17.500 exemplares redação e Produção Gráfica: LMRL - Marketing e comunicação, Lda. Impressão: Soartes - artes Gráficas, Lda.

a Revista de Marvila usa o novo acordo Ortográfico

aconteceu

• Sala cheia na final do 15º concurso

de Fado Amador da ACoF

3

cultura

• Coro Venite a Laudare dá Concerto de Natal

na Igreja de Santa Beatriz

5

institucional

• Assembleia de Freguesia de Marvila

com duas sessões em dezembro

7

• Entrevista a António Alves e Vítor Simões

10/11

Marvila Empreendedora

• IES apresenta Sustentabilidade financeira

em mais um Workshop do FeM

4

Marvila Social

• Junta de Freguesia de Marvila

entrega cabazes de natal

12

natal em Marvila

• Iluminação de Natal em Marvila

8

• Escolas de Marvila recebem o Pai Natal

9

ação Social

• Balanço positivo, em Marvila, para

o Curso de técnicas de Procura de emprego

13

Desporto

• Andebol marvilense com torneio de homenagem a Florival rosado e António Marques

14

2014

um ano adverso

Estamos a chegar a 2014 e espera-nos mais um ano difícil com vários desafios e momentos complicados. a luz ao fundo do túnel tarda em aparecer e os portugueses sentem que as melhorias vão demorar para chegar.

no próximo ano, a Junta de Freguesia de Marvila estará a adaptar-se à nova realidade organizativa, tendo as suas responsabilidades acrescidas e toda uma nova forma de trabalhar. tal implica que nos seja possível organizar ainda melhor as ajudas e apoio a todos os marvilenses.

Por mais difícil que esteja a ser o caminho e mesmo que sintam que a esperança de dias melhores vos deixou, aqui fica o meu apelo para que não desistam, não baixem os braços e se tiverem de pedir ajuda, contem connosco aqui na Junta de Freguesia para vos apoiar, é para isso que cá estamos, é para vós que trabalhamos todos os dias.

Em 2014 a Junta de Freguesia de Marvila continuará a apoiar os marvilenses, em todos os momentos, principalmente nos mais difíceis. Esperamos que a reorganização do poder local nos traga ainda mais ferramentas para fazer mais e melhor.

a todos os marvilenses, a minha força e desejos de Bom ano!

editorial

(3)

Marvila Social

• Junta de Freguesia de Marvila

entrega cabazes de natal

12

natal em Marvila

• Iluminação de Natal em Marvila

8

• Escolas de Marvila recebem o Pai Natal

9

ação Social

• Balanço positivo, em Marvila, para

o Curso de técnicas de Procura de emprego

13

Desporto

• Andebol marvilense com torneio de homenagem a Florival rosado e António Marques

14

aconteceu

Sala cheia na final do 15º concurso

de Fado amador da acOF

O

Salão de Festas do Vale

Fun-dão voltou a encher para que todos pudessem assistir à fi-nal do 15º concurso de Fado amador da acOF, no passado dia 30 de novembro.

com a presença do presidente da Junta de Freguesia de Marvila, Belarmino Silva, e do vogal da cultura, Vítor Morais, esta edição do concurso não teve últimos lugares. Pela difícil escolha entre tão bons concorrentes o júri decidiu premiar todos os participan-tes, destacando quatro fadistas de diferen-tes idades, naquela que foi mais uma bela e tradicional noite de música portuguesa.

Vítor Morais, Vogal

(4)

O

auditório Fernando Pes-soa, no Espaço Municipal da Flamenga, recebeu, no passado dia 2 de de-zembro um Workshop do FEM – Fó-rum Económico de Marvila, sobre sustentabilidade financeira, com o orador Tiago Ferreira do IES – Institu-to de Empreendedorismo Social. Após as apresentações de todos os presentes, assim como a apresenta-ção dos vários programas de apoio que existem, houve um debate so-bre a sustentabilidade financeira das várias instituições, que foi bastante participado e que contribuiu para o enriquecimento do worhshop.

A

Grafe Publicidade é uma

agência de publicidade com 29 anos que veio para Mar-vila há 21. Sedeada na anti-ga Fábrica de Borracha de Marvila, a Grafe é uma agência com uma gran-de história e clientes gran-de vários tipos. Desde cedo a sua direção soube o quão importante era estar inserida na comunidade local e, por isso, fez vários trabalhos para a freguesia, mui-tos através da sua política de respon-sabilidade social, em que ofereceu a criatividade de alguns projetos, no-meadamente das edições do Marvila dos Sabores até 2012, para a Junta de Freguesia de Marvila, cartazes, imagens e bilhetes para a peça do Grupo de teatro contra-Senso, Ícaro e ainda algumas newsletters dos Eco--Estilistas.

as participações da agência não se ficaram por aqui, sendo parte ativa do conselho Marvilense criado pela Junta de Freguesia de Marvila, as-sim como do Fórum Económico de Marvila, cuja imagem também criou.

Para Luis Lucas, diretor geral da Grafe “fazemos questão de estar presentes e sermos elementos ativos desta co-munidade, gostamos de ajudar e aca-ba por ser uma maneira de darmos a conhecer o nosso trabalho”.

IeS apresenta Sustentabilidade financeira em mais

um Workshop do FEM

Boas práticas empresariais trazem criatividade

a instituições marvilenses

marvila

(5)

Coro venite a laudare dá Concerto de natal

na igreja de Santa Beatriz

N

o passado dia 8 de

dezem-bro pelas 16h30 o coro Ve-nite a Laudare deu mais um excelente concerto, desta vez dedicado ao natal, na igreja de Santa Beatriz da Silva, no Bairro das amendoeiras.

nesta atuação o coro dirigido pela Maestrina ana Paula Pina contou, ain-da, com a participação do coro do Millennium BcP dirigido pelo maestro antónio Leitão. Uma tarde bonita e animada que deixou todo o seu pú-blico feliz.

cultura

Vítor Morais, Vogal

“é emocionante ouvir cantar os elementos dos grupos, em várias línguas e verificar a sua grande dedicação ao canto. a maestrina ana Paula Pina, com o seu grupo coral, consegue sempre envolver o público nos seus concertos e transmitir toda a sua paixão por esta arte.

(6)

Marvila com gargalhadas natalícias

de Romeu e Julieta

F

oi com muita alegria e

satis-fação que o elenco da peça Romeu e Julieta do Grupo de teatro contra-Senso recebeu as 260 pessoas que quiseram assistir à sua comédia natalícia, no auditório Fernando Pessa do Espaço Municipal da Flamenga nos dias 6, 7 e 8 de de-zembro.

“Foi fenomenal ouvir as gargalhadas do público durante a hora e meia do espetáculo e os seus sorrisos à saída, foi sinal que tinha valido a pena todo o esforço de montar em tempo re-corde esta peça”, afirmou a direção do grupo.

a escolha foi fácil “uma peça marcan-te na história do grupo e que muito do nosso público recordava com saudade. Quisemos voltar a levá-la a cena com uma versão natalícia e, acabámos por reformulá-la elevando o grau de dificuldade, com alguns momentos musicais”.

Em 2014 esperam-se novos desafios

para o Grupo. Em fevereiro a última peça em encenação, "Drácula", viaja até ao auditório da Malaposta, preven-do-se ainda, a realização de outros projetos. a continuação da parceria no Projecto reMix, que em março terá o seu ponto alto com a apresentação de uma peça com o grupo de teatro sénior que têm dinamizado até agora e, posteriormente irão recomeçar os trabalhos com jovens de Marvila, “que é motivo de grande alegria”, para o grupo.

Em jeito de balanço, a direção do contra-Senso afirma que “da nossa parte pretendemos cada vez mais que Marvila seja reconhecida pelos talen-tos artísticos que ainda se encontram por revelar. ao longo destes anos te-mos tido todo o apoio da Junta de Freguesia para desenvolver todas as nossas atividades culturais e vamos retribuir, defendendo que o teatro é uma arte viva e que pode perdurar em Marvila com brilhantismo".

cultura

Vítor Morais, Vogal

(7)

N

o passado dia 19 de dezembro, pelas 21h00, realizou-se a primeira sessão ordinária da as-sembleia de Freguesia de Marvila de dezembro no Salão de Festas do Vale Fundão.

a ordem de trabalhos previa a discussão da informa-ção escrita do 4º semestre de 2013, a apresentainforma-ção e aprovação do orçamento e opções do plano para 2014, a apresentação e aprovação dos regulamentos Marvila, freguesia solidária e do Fundo de Emergência Social, a apresentação e aprovação da proposta para autorização prévia de despesa e a aprovação dos protocolos do Pro-jeto Mais, mas devido à duração da discussão da informa-ção escrita foi necessário marcar uma segunda sessão desta assembleia.

nesta primeira sessão foram ainda apresentadas nove moções, duas das quais rejeitadas, ambas com oito votos a favor e onze contra. De destacar as moções em

home-nagem a nelson Mandela e à Vida, obra e pensamento de Álvaro cunhal.

no dia 26 de dezembro, data em que foi realizada a se-gunda sessão, foi aprovado o Orçamento para o ano de 2014.

Assembleia de Freguesia de Marvila

com duas sessões em dezembro

institucional

José Alexandre, Presidente da Assembleia de Freguesia de Marvila

(8)

Iluminação de natal

em Marvila

natal

em marvila

Bairro da Flamenga Rotunda av. Marechal antónio de Spínola

Bairro das amendoeiras Rua Manuel teixeira Gomes

Rua Dr. Estêvão de Vasconcelos

Junta de Freguesia de Marvila Jardim do Poço do Bispo Escola EB2+3 de Marvila

Bairro dos Lóios Bairro do condado

Bairro das amendoeiras

(9)

natal

em marvila

A

Junta de Freguesia de Marvila voltou a levar o Pai natal às escolas da freguesia, para entregar uma prenda aos mais pequenos. Estes são mo-mentos vividos com uma imensa alegria todos

os anos e nem com o agravar da situação económica do país o natal de 2013 foi diferente.

Sorrisos, gargalhadas, saltos e música pautaram as visitas do Pai natal às escolas marvilenses.

N

o passado dia 21 de dezembro o Futebol clu-be do Rossão e a associação Família amiga juntaram-se para alegrar o natal das crianças e jovens dos bairros onde estão inseridos.

Foi uma tarde muito animada e de convívio em que todos passaram bons momentos, depois de assisti-rem a uma pequena peça de teatro, que todos gos-taram.

escolas de Marvila

recebem o Pai natal

rossão e Associação Família Amiga

(10)

institucional

Revista de Marvila (RM): Que balan-ço fazem do ano de 2013?

antónio alves (aa): hoje, diremos que houve dois grandes projetos com grande impacto orçamental e que não tiveram a sua concretiza-ção em 2013. Um deles, a sede da Junta de Freguesia e, o outro, a re-qualificação do Polidesportivo do Bairro dos Lóios a que corresponde cerca de 30% do orçamento. a sua não concretização tem a ver com o cumprimento de procedimentos e processos legais. além disso, todos os objetivos que nos propusemos concretizar, foram cumpridos, prin-cipalmente no que diz respeito à par-ticipação cívica tanto da população marvilense, como das instituições e até das empresas da freguesia, tive-mos a população sempre connosco e em todos os programas, podemos dizer que o balanço foi muito posi-tivo.

vítor simões (vs): Em reforço do que foi dito e referente ao espaço público, considerado este em senti-do amplo, conseguimos atingir um

bom nível na conservação e requali-ficação do existente mas também na instalação de novos equipamentos. Refiro, como exemplos, passeios e zonas pedonais, zonas ajardinadas, mobiliário urbano de lazer, corrimãos e guardas de proteção, sinalização de trânsito, marcação de lugares de estacionamento, etc.

RM: agora que o documento Op-ções do Plano e Orçamento para 2014, foi aprovado, o que se pode esperar?

aa: as linhas orientadoras deste or-çamento baseiam-se em três eixos concretos: as pessoas, as instituições e empresas e o espaço público de forma abrangente. Queremos que os marvilenses sintam que este exe-cutivo trabalha em prol das pessoas, das suas condições de vida. Quere-mos que as instituições e empresas, à semelhança do anterior mandato, mantenham a relação que criaram com a freguesia. com efeito, vamos continuar a afirmar Marvila enquan-to freguesia competitiva e atrativa

para a localização de novos setores de atividade, que promovam a mo-dernização económica da freguesia e contribuam para a qualificação do tecido económico da cidade. Para a concretização deste objetivo, pre-tendemos através do Fórum Econó-mico de Marvila, criar dinâmicas de apoio ao empreendedorismo não descurando o tecido económico existente, assim como, sensibilizar os pólos universitários instalados na freguesia.

Relativamente ao “Espaço Público”, consideramos que melhorar a qua-lidade de vida, valorizar a intercul-turalidade, promover a cidadania e melhorar o seu funcionamento são objetivos estruturantes para que se crie uma maior atração pela fregue-sia, tornando-a mais agradável para se viver, trabalhar e visitar. a promo-ção da coesão social e territorial, dos valores da interculturalidade e da ci-dadania, da qualificação do edificado e das áreas urbanas envolventes, do património, da cultura e da criativida-de são, hoje, atributos fundamentais.

Um ano de aprendizagem com maior preocupação com os problemas sociais e económicos da população marvilense.

entrevista a

(11)

institucional

"

continuar a apostar na requalifi-cação do espaço público, mais do que na criação de espaços novos

"

RM: Que ações ou grandes projetos estão previstos para o próximo ano? aa: não podemos falar de grandes projetos. a visão que temos para Mar-vila é a de uma freguesia que aposta na reabilitação urbana, na preserva-ção do seu património paisagístico e qualificação do espaço público. é a de uma freguesia que aposta na interculturalidade e na promoção

de inovação social, de uma fregue-sia de vários bairros separados por grandes eixos rodoviários, a que se aplicam os princípios dos 3E´s “Efi-cácia”, “Eficiência” e ”Economia”. é a de uma freguesia que inova e em-preende, amiga dos idosos, das pes-soas com deficiência, das famílias e das crianças. Pretendemos com este orçamento realçar 3 objetivos de intervenção: um forte enfoque nas despesas de investimento no espaço público, equipamento e mobiliário urbano, para o qual estão destinados 41% do orçamento. temos uma gran-de preocupação com as gran-despesas gran-de grande investimento e a construção da nova sede será uma realidade. Outro dos objetivos é continuar com o desenvolvimento de parcerias ati-vas no plano da intervenção e ação social que permitam minorar alguns problemas decorrentes da atual con-juntura económica. O envelheci-mento da população e atual cenário macroeconómico exigem cada vez mais um forte enfoque em políticas de apoio e intervenção que permi-tam minorar as situações de risco so-cial, algo que é alvo de preocupação deste executivo. E queremos, ainda, continuar a apostar na governação participada e partilhada através da valorização da cooperação com a sociedade civil como fator essencial de desenvolvimento local sustentado e moderno.

nos últimos anos, Marvila tem sido destacada e elogiada como uma das Freguesias de Lisboa onde a relação da sociedade civil com a governação local é mais visível e valorizada. Para 2014 pretendemos continuar com esta metodologia de governação, como tal, o programa “Marvila é uma responsabilidade de todos”, conti-nuará a ser uma referência temática permanente nas nossas ações. RM: Que impacto é que a reorga-nização administrativa vai ter para Marvila, para o trabalho diário da Junta de Freguesia e para o seu or-çamento?

aa: até aqui, cerca de 30% do nosso orçamento estava baseado na dele-gação de competências através de protocolos. tendo em conta as novas competências, agora próprias, fomos prudentes em mobilizar recursos de forma a podermos cumprir com as nossas obrigações. O quadro de pes-soal que era de 17 funcionários, pelas novas competências, passará para, aproximadamente, 100 funcionários, traduzindo alguma preocupação neste orçamento.

apesar desta grande mudança e mo-bilização de recursos financeiros, os restantes pelouros continuam com as mesmas capacidades de interven-ção e orçamento que tinham, não vendo o seu orçamento reduzido. Queremos continuar a apostar no Fórum Económico de Marvila, de forma diferente do que tem sido

fei-to; no programa “Marvila, uma fre-guesia solidária”, “Envelhecimento ativo e Saudável”, “Programa Marvila empreendedora”, “Marvila é a nossa história”, “BemServir” e na governa-ção participada com as instituições e população. Projetos novos não estão previstos por ser o primeiro ano de reorganização administrativa. Para 2014 o nosso orçamento é na ordem dos 7 milhões de euros, 4 milhões vêm com as novas competências. as nossas responsabilidades vão au-mentar, deixando de ser partilhadas e passando a ser competências pró-prias. temos a consciência da altera-ção que esta Lei nos vai obrigar e pre-ferimos apostar na melhoria do que existe, sem grandes mudanças. RM: Qual é a vossa maior preocupa-ção para este ano?

aa: a nossa maior preocupação está relacionada com a crise que vivemos no país e, Marvila não foge à regra, daí reforçarmos o programa “Marvila, uma freguesia solidária”, e apostar-mos nas parcerias com as institui-ções da freguesia.

RM: têm mais alguma coisa a acres-centar?

(12)

Ginástica de Manutenção

nuno Lopes - Director Piscina

marvila

social

A

atividade física, acompanhada pelo convívio natural do desporto é essencial para a manu-tenção da saúde física e mental, como pode-mos confirmar falando com os participantes nas aulas de Ginástica de Manutenção promovidas pelo Pelouro do Desporto da Junta de Freguesia de Marvila.

salão de Festas vale Fundão:

Segundas e quartas das 18h00 às 19h00 terças e quintas das 10h00 às 11h00 damião góis:

terças e quintas das 18h45 às 19h45

Junta de Freguesia de Marvila

entrega

cabazes de natal

C

hegada mais uma época de natal, o Pelouro de ação Social da Junta de Freguesia de Marvila, voltou a distribuir cabazes alimentares às famí-lias referenciadas da freguesia.

com os donativos do balcão do Millennium BcP do Poço do Bispo, do colégio Valsassina, do clube Orien-tal de Lisboa, da associação de Moradores do Bairro do condado, da associação Ester Janz e da cruz Vermelha Portuguesa, foi possível fazer todos os cabazes e oferecer prendas aos mais pequeninos,

por esse motivo a Junta de Freguesia de Marvila agradece a todos.

Este é mais um ano em que as dificuldades de algumas famílias marvilenses se agravaram, havendo, por isso, uma maior preocupação por parte deste executivo de Marvila em ajudar, não só nesta época festiva, como nos dias que se seguem.

a revista de Marvila acompanhou a entrega dos cabazes e pode testemunhar a diferença que vão fazer para estas famílias.

Isabel Fraga, vogal do Pelouro da Ação Social

(13)

Balanço positivo, em Marvila,

para o curso de técnicas de Procura de Emprego

“Ás de Marvila” mostra talentos

nos bairros de Marvila

A

Junta de Freguesia de Marvila, em parceria com

o centro de Promoção Social da PRODac/ ScML realizou, durante o mês de novembro, a 4ª edição do curso de técnicas de Procura de Emprego” (tPE’s), com o objetivo de reforçar as compe-tências dos participantes na área da empregabilidade. além do curso houve, ainda, nos dias 4 e 5 de dezembro, um Workshop sobre “(como) ter atitude” no centro de Promoção Social da Prodac/ScML, no qual todos partici-pantes no curso quiseram estar presentes.

Pretendendo dar continuidade a este tipo de formação alguns dos elementos do curso seguiram para a Fábrica do Empreendedor onde poderão melhorar, ainda mais, os seus conhecimentos. Sendo que as portas do centro de Promoção Social da Prodac/ScML se mantêm abertas a todos os que precisem de algum apoio na redação de currículos e cartas de apresentação ou que necessitem de enviar e consultar os e-mails através do “Espaço de inclusão Digital.”

A

Escola EB 2, 3 de Marvila recebeu no passado dia 30 de novembro, o “Ás de Marvila”, uma iniciativa do Projeto BipZip, organizado pelos parceiros envolvidos, para os Bairros dos alfine-tes e Salgadas, Marquês de abranalfine-tes, Quinta do chalé e PRODac com que se pretende promover a participação

e reconhecimento de talentos desta comunidade.

Dança, canto, música, culinária, artesanato, expressão plástica, crochet, tapetes de arraiolos, foram alguns dos 25 talentos que participaram nesta atividade com mais de 200 pessoas que se deslocaram à escola só para assistir e ajudar na escolha do logótipo do Projeto.

ação

social

Agradecimentos: G-dancers, Miguel e Luís, Daniel, carolina, D. Lurdes, D. Manuela e Pedro, Raquel, cristina Pinto, Bruno, cláudia, iúri, tomás Lourenço, Zé correia, Vera artesanato, catarina correia, Sandra Dias e Luis Miguel, tina artesanato, Diogo antunes,

(14)

PROGRAMA BEM SERVIR

TEM uMa lâMpaDa a pREcisaR DE sER suBsTiTuíDa? pREcisa DE uMa MaçaNETa

NOva paRa a sua pORTa? a TORNEiRa Da cOZiNha EsTá a DaR pROBlEMas?

a Junta de Freguesia de Marvila acautela o bem-estar dos seus fregueses mais idosos

e incapacitados com pequenos arranjos como estes.

LIGuE PARA O 218 31 03 50 E O PROGRAMA BEM SERVIR tRAtA dO PROBLEMA!

desporto

Andebol marvilense com torneio de homenagem

a Florival Rosado e antónio Marques

N

o passado fim de semana de 21 e 22 de

de-zembro a Junta de Freguesia de Freguesia de Marvila, em parceria com a associação de an-debol de Lisboa organizaram um torneio de andebol no Pavilhão dos Lóios, em homenagem a dois grandes antigos atletas, Florival Rosado e antónio Mar-ques, mais conhecido por “china”.

Depois do torneio de Minis e Séniores a Junta de Fre-guesia de Marvila e a associação de andebol de Lisboa ofereceram, aos dois antigos jogadores, placas de agra-decimento e medalhas honorárias não só pelo que têm feito pelo andebol na freguesia, mas por representarem a modalidade da maneira que representam.

Para estes dois antigos atletas o andebol evoluiu bastan-te, “tornando-se profissional uma modalidade que no seu tempo era feita de amadores”. além disso para estes dois grandes motivadores da modalidade “não interessam as vitórias e os campeonatos, isso fica para o Benfica e para o Sporting. a nossa competição é outra, competimos contra a rua e, para nós, quantos mais forem os miúdos que deixam de vaguear na rua para virem treinar andebol, mais vitórias nós temos”.

(15)

MandatO 2013-2017

Belarmino Silva

Presidente

atendimento ao público 2.ª feira das 15h30 às 17h30 (Por marcação prévia) coordenação dos Pelouros,

administração e Funcionamento, Relações institucionais, comunicação institucional, Urbanismo e Património vítor Morais Vogal Desporto, Juventude e Cultura Atendimento ao público 4.ª feira das 17h30 às 19h30 vítor Simões Tesoureiro Espaço Público, Segurança e Mobilidade Atendimento ao público 5.ª feira das 16h00 às 17h30 António Alves Vogal Substituição do Presidente, Gestão Orçamental e Financeira, economia e Sociedade - Conselho Marvilense

Hermínio Corrêa

Vogal

Projeto Intervir,

educação e Conselho educativo Atendimento ao público 2.ª feira das 15h30 às 17h30

antonio.alves@jf-marvila.pt herminio.correa@jf-marvila.pt isabel.fraga@jf-marvila.pt

Isabel Fraga Secretário CPCJ, Ação Social, Habitação e Saúde Atendimento ao público 6.ª feira das 14h30 às 16h30 vitor.morais@jf-marvila.pt vitor.simoes@jf-marvila.pt Miguel Ferreira Vogal Espaços Verdes, Ambiente, Higiene urbana Atendimento ao público 4.ª feira das 16h00 às 18h00 miguel.ferreira@jf-marvila.pt

o nosso

executivo

Marvila sente vaidade Da sua iluminação Velho bairro da cidade Vai mantendo a tradição Bela Estrela iluminada Lá no alto, brilhas mais Sobre uma Árvore pousada Miradouro de pardais!... Ficas mais perto dos céus clareando a noite escura Vás segredando com Deus Palavrinhas de ternura!... Boa nova anunciaste! Da divindade és sinal Desse 'cristo' que renasce cada vez, que há um natal...

pOEMa

as luZEs

DO MEu BaiRRO

roSA GuerreIro dIAS

novo Parque Infantil

(16)

iniciativas

da

freguesia

iX ENcONTRO NaciONal DE TOcaDOREs DE cONcERTiNa

Das 13h às 22h

Salão de Festas do Vale Fundão

Tel.: 218 310 350 • e-mail: info@jf-marvila.pt

dia

26

EspETáculO DE Música E DaNça Da aMBa

a partir das 15h

Salão de Festas do Vale Fundão Espectáculo de música e dança Lanche de despedida

Tel.: 218 310 350 • e-mail: info@jf-marvila.pt

dia

1 FEV

iNscRiçõEs MaRcha DE MaRvila 2014

inscrições na Sociedade Musical 3 D'agosto de 1885

Tel.: 218 310 350 • e-mail: info@jf-marvila.pt

de

6 a 31

iNscRiçõEs MaRcha "MaRvila kiDs" 2014

inscrições na Sociedade Musical 3 D'agosto de 1885

idade: entre 4 e 12 anos

inscrição: 15€ p/criança (inscrições limitadas)

Tel.: 218 310 350 • e-mail: info@jf-marvila.pt

de

6 a 31

J a n

2014

Divulgação de iniciativas, atividades e assuntos relativos à revista envie um e-mail para

comunicacao@jf-marvila.pt

Facebook: www.facebook.com/conselhomarvilense Website: www.jf-marvila.pt

sERviçOs púBlicOs

EPaL (assistência Domiciliária) - tel: 800 201 101 EPaL (Roturas) - tel: 800 201 600

EDP (Fugas de gás) - tel: 218 685 309 intoxicações - tel: 217 950 143 Linha Vida - tel: 1414 (gratuita) SOS Voz amiga - tel: 213 544 545 B.S. Bombeiros - tel: 213 422 222

Loja do cidadão de Marvila - tel: 707 241 107

aTENDiMENTO sOcial

Serviço de ação Social da Santa casa da Misericórdia de Lisboa

Praça José Queiroz, 1 Piso 3

Edifício Entreposto - tel: 218 554 100

aTENDiMENTOs

horário de funcionamento da Junta: Das 10h às 18h de segunda a sexta-feira horário de licenciamento de canídeos: Das 11h às 17h

Psicoterapia infantil Drª. Joana Gonçalves

av. João Paulo ii, Lote 526 - 1º a 1950-159 Lisboa

terças e Quintas, das 16h00 às 19h00 (Marcações pelo tel.: 218 310 350) apoio Psico-Social

Dr.ª Elisabete Ribeiro

av. João Paulo ii, Lote 526 - 1º a 1950-159 Lisboa

terças, das 10h00 às 13h00 (Marcações pelo tel.: 218 310 350) apoio Jurídico

av. João Paulo ii, Lote 526 – 1º a 1950-159 Lisboa

Sextas, às 18:00

(Marcações pelo tel.: 218 310 350)

in

formaç

ões úteis

Imagem

Referências

temas relacionados :