Professores - educação continuada - Distrito Federal (Brasil)

Top PDF Professores - educação continuada - Distrito Federal (Brasil):

Introdução ao curso de Especialização em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis

Introdução ao curso de Especialização em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis

Esta publicação integra o conjunto de três volumes que compõem o Curso de Especialização em Educação Ambiental com ênfases em Espaços Educadores Sustentáveis a Distância, vol- tado para professores(as) da Rede Pública de Ensino. Trata-se de uma iniciativa da Rede de Educação para a Diversidade, criada pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI), do Ministério da Educação, em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Visando à formação qualiicada de pro- fessores, gestores e outros proissionais da educação, o Comitê Gestor da Política Nacional de Formação (CONAFOR) através do Comitê Gestor Institucional (COMFOR/IFES) oferta cursos semipresenciais. Para isso, busca a articulação entre instituições públicas de ensino superior, estados, municípios e o Distrito Federal. Com o presente curso, a Rede Nacional de Formação Continuada de Professores da Educação Básica (RENAFOR) pretende não só favorecer a inclusão digital de professores como também o adensamento dos conteúdos de educação ambiental. Busca, com isso, fortalecer o programa Vamos Cuidar do Brasil com as Escolas, realizado pela Coordenação Geral de Educação Ambiental (CGEA), em seus esfor- ços de transformar escolas em comunidades de aprendizagem vivas e atuantes na resolução dos problemas socioambientais que nos afetam cotidianamente. Por meio de temas geradores relacionados aos quatro elementos da natureza: água, ar, fogo e terra, você, participante, é encorajado(a) a se debruçar sobre as mudanças ambientais globais.
Mostrar mais

146 Ler mais

Projeto professor nota 10: um impacto na prática de formação continuada de professores no Distrito Federal

Projeto professor nota 10: um impacto na prática de formação continuada de professores no Distrito Federal

Este é um estudo de caso do programa de formação continuada, em serviço, de professores da rede pública de ensino do Distrito Federal que atuam nas séries iniciais do ensino fundamental e na educação infantil. Trata de curso de Pedagogia para Início de Escolarização, denominado Projeto Professor Nota 10. Teve como objetivos identificar mudanças no trabalho pedagógico dos professores e identificar avanços tanto no contexto escolar como nas atitudes dos professores, com relação ao seu compromisso social e político enquanto educadores. Foram sujeitos da pesquisa professores integrantes do programa, docentes universitários e gestores de escolas onde há grande número desses professores, o que permitiu uma análise tridimensional dos resultados. Constaram da análise os dados obtidos nos questionários e nas entrevistas. Os resultados evidenciam mudanças significativas na prática pedagógica dos professores quanto à condução das atividades de planejamento, docência e avaliação. Há indicação de que existe um maior comprometimento dos professores com o seu papel sócio-político enquanto profissionais da educação, a partir do projeto. Embora tenham sido observadas mudanças na participação em coordenações pedagógicas e em colegiados, os professores continuam à margem da gestão escolar. Apesar de os professores registrarem que o curso deu embasamento para participarem das decisões escolares, ainda sentem dificuldade em se envolver nas decisões da direção, devido ao fato de a instituição ser ainda “fechada” e tradicionalista. O Projeto Professor Nota 10, pelos resultados apresentados, pode ser considerado uma ação de impacto na formação continuada de professores da rede pública de ensino do Distrito Federal.
Mostrar mais

128 Ler mais

Análise do ensino da Biogeografia na educação básica do Distrito Federal (DF) : propostas de práticas pedagógicas

Análise do ensino da Biogeografia na educação básica do Distrito Federal (DF) : propostas de práticas pedagógicas

Para o professor de Geografia é importante explicar e conhecer a distribuição dos seres vivos (flora e fauna) no espaço geográfico, sempre correlacionando essa espacialização aos fatores ambientais e ao próprio ser humano. Devido à crescente destruição dos sistemas naturais, faz- se necessária uma maior conscientização dos professores e estudantes sobre a importância do estudo na Geografia escolar dos conteúdos de Biogeografia. Dessa forma, deve-se entender que a ação humana e os efeitos da degradação ambiental devem ser discutidos e os estudantes precisam ser incentivados a construírem ações propositivas de preservação e proteção ambiental. O objetivo deste estudo foi analisar os saberes e práticas de ensino na Secretaria de Estado e Educação do Distrito Federal relacionados à Biogeografia na Educação Básica, anos finais do Ensino Fundamental, e no Ensino Médio, assim como elaborar propostas de práticas pedagógicas para o ensino da Biogeografia escolar. A ciência biogeográfica fornece subsídios teóricos e práticos para estudo da fauna e da flora, para compreensão das dinâmicas dos biomas, dos ecossistemas e da biodiversidade, possibilitando ao professor de Geografia trabalhar questões relacionadas a proteção, preservação e recuperação ambiental. Foram utilizados os métodos de pesquisa exploratória quantitativa para obtenção de dados primários e secundários, pesquisa documental, bibliográfica e pesquisa descritiva qualitativa por amostragem com aplicação de questionários aos professores de Geografia em cinco das quatorze Coordenações Regionais de Ensino da SEEDF. Foram respondidos 114 questionários das 71 escolas pesquisadas, de uma população de 291 professores de Geografia. Foi analisado a veiculação da Biogeografia em duas coleções de livros didáticos do Ensino Fundamental (anos finais) e Ensino Médio. Houve a organização de curso de formação continuada para professores
Mostrar mais

196 Ler mais

O lugar pedagógico da educação física na educação infantil: saberes (re)construídos na formação continuada do PAIDÉIA/UFRN

O lugar pedagógico da educação física na educação infantil: saberes (re)construídos na formação continuada do PAIDÉIA/UFRN

O presente trabalho teve por objetivo investigar a perspectiva de professores/as cursistas que atuam na Educação Infantil acerca da formação continuada desenvolvida pelo Paidéia/UFRN, através do Curso de Especialização em Ensino de Arte e Educação Física na Infância, tendo, como foco essencial, os saberes relacionados à Educação Física. A partir desse objetivo geral, elegeu-se como objetivos específicos, conhecer: interesses e expectativas que motivaram os/as professores/as a participar da referida formação; a avaliação dos/as professores/as em face da formação continuada proposta; fatores impulsionadores de possíveis mudanças da atividade docente quanto à prática pedagógica de Educação Física na educação infantil. A metodologia assumiu princípios e técnicas da abordagem qualitativa e as características da estratégia descritivo-interpretativa. Definiu, como lócus da investigação, o Curso de Especialização em Ensino de Arte e Educação Física na Infância, tendo como sujeitos vinte e três professoras cursistas. Para a construção/sistematização dos dados, foram utilizados os seguintes instrumentos e procedimentos: questionário, entrevista semiestruturada e análise documental. Os dados construídos, baseados na técnica de Análise de Conteúdo, privilegiaram as reflexões e as falas sobre a criação de novos significados e sentidos para os saberes/fazeres da Educação Física. Constatou-se, dentre outros resultados, a necessidade e a busca pela melhoria da formação docente, visando ao aprimoramento da prática educativa. Evidenciou-se, também, que as situações de interlocuções (em interações com os pares, com os professores/as formadores/as, outros/as profissionais da área ou/e áreas afins, entre outras) foram indicadas pela maioria das professoras cursistas como momentos relevantes para a ressignificação dos saberes. Em relação à Educação Física, verificou-se que a participação no curso investigado proporcionou o reconhecimento dessa prática pedagógica como componente curricular e da importância da inclusão das suas especificidades no planejamento pedagógico. Dessas elaborações, chega-se a conclusão de que conhecer as perspectivas dos/as professores/as sobre formação continuada poderá contribuir para o debate teórico-metodológico no campo da formação docente e para a criação de novas ações – projetos e programas de formação continuada -, favorecendo a construção de caminhos cada vez mais exitosos em prol de uma formação docente, capaz de propiciar novas formas de atuação no contexto educativo.
Mostrar mais

213 Ler mais

Modelagem Matemática: um panorama da pesquisa brasileira na educação básica

Modelagem Matemática: um panorama da pesquisa brasileira na educação básica

Ainda valendo-se do museu interativo e visando relatar os resultados de um projeto interdisciplinar sobre aerogeradores, os autores de EF04 consideraram conteúdo das disciplinas de matemática, física, química, geografia e língua portuguesa, planejados previamente pelos professores das disciplinas. Posteriormente, ao visitar o Museu de Ciência e Tecnologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (MCT- PUCRS), os alunos apropriaram-se de informações sobre a geração de energia, além de compreender as transformações e funcionamento de um aerogerador por meio de explicações sobre energias eólicas, energias sustentáveis e renováveis, como também pelas observações de miniaturas de aerogeradores disponíveis no museu. Por fim, os alunos desenvolveram maquetes para construção de seus próprios aerogeradores. Os resultados apontaram para a possibilidade de a Modelagem Matemática auxiliar no desenvolvimento da ludicidade, autonomia e criatividade dos alunos, além de proporcionar reflexões sociais sobre a geração de energia.
Mostrar mais

22 Ler mais

Índice do v. 94

Índice do v. 94

Formação continuada para professores da educação básica nos anos iniciais: ações voltadas para municípios com baixo Ideb. Seção: Estudos[r]

34 Ler mais

Sentidos e significados sobre a formação docente para educação inclusiva: construindo uma nova prática educacional / Senses and meanings about teacher education for inclusive education: building a new educational practice

Sentidos e significados sobre a formação docente para educação inclusiva: construindo uma nova prática educacional / Senses and meanings about teacher education for inclusive education: building a new educational practice

Existe hoje uma grande necessidade de se investir na formação de professores voltados para o desenvolvimento de uma educação inclusiva significativa. A educação inclusiva deve ser compreendida como uma reforma educacional, que para se realizar, é necessário formarmos professores voltados para modelos inclusivos não mais aceitando modelos tradicionais e ultrapassados. A pesquisa traz a luz da discussão sobre a importância da formação de professores voltados para uma educação inclusiva significativa que qualifique os professores para uma prática pedagógica e para o crescimento pessoal e profissional desses professores, objetivando desvelar saberes sobre a formação docente voltada para uma educação inclusiva. Utilizou-se na metodologia uma pesquisa de campo com o levantamento bibliográfico de cunho qualitativo e quantitativo, onde foi aplicado um questionário nos professores participantes da pesquisa. A escolha da aplicação do questionário se deu por reduzir o risco de distorção dos dados coletados, e o mesmo não exerce influência do investigador durante o processo, além do mais se pode obter uma resposta mais rápida e precisa em um menor espaço de tempo aumentando a sua confiabilidade durante todo processo. Esta investigação tem como finalidade utilizar e sugerir um modelo de formação continuada centrada para as dificuldades apresentadas pelos professores em relação a educação inclusiva a luz dos pressupostos legais existentes. Levando-se em consideração a importância da formação de professores voltada para educação inclusiva, conclui-se que se faz necessário uma formação do professor voltadas para educação inclusiva capaz de atender uma escola de caráter de inclusão.
Mostrar mais

13 Ler mais

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional

Art. 73º. Os órgãos fiscalizadores examinarão, prioritariamente, na prestação de contas de recursos públicos, o cumprimento do disposto no Art. 212 da Constituição Federal, no Art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e na legislação concernente. Art. 74º. A União, em colaboração com os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, estabelecerá padrão mínimo de oportunidades educacionais para o ensino fundamental, baseado no cálculo do custo mínimo por aluno, capaz de assegurar ensino de qualidade. Parágrafo único. O custo mínimo de que trata este artigo será calculado pela União ao final de cada ano, com validade para o ano subseqüente, considerando variações regionais no custo dos insumos e as diversas modalidades de ensino.
Mostrar mais

31 Ler mais

Rede social na internet: apoio para formação continuada de professores de matemática

Rede social na internet: apoio para formação continuada de professores de matemática

O surgimento da Internet e, em especial das funcionalidades da Web 2.0, possibilitou a criação de espaços de trocas virtuais e colocou em discussão o conceito de territorialidade geográfica. Nesse contexto, as redes sociais ganharam uma re-significação a partir de novas formas de relacionamento, independentes de tempo e espaço, e que denominamos de redes sociais na Internet (RSI). Geralmente, as RSI são usadas para conhecer pessoas, compartilhar fotos, vídeos e comentários, comercializar produtos ou mesmo como fonte de informação. Além dessas utilizações, têm ocorrido iniciativas pontuais e isoladas do uso de RSI na educação. Pesquisas recentes vêm mostrando que o uso de RSI no contexto educacional pode representar uma estratégia bastante interessante do ponto de vista pedagógico (Paião, 2010). Em particular, o estudo realizado por Moreira e Monteiro (2010) sinalizou que a criação de espaços virtuais complementares à aprendizagem presencial é importante para a promoção e reforço das interações professor/aluno e alunos/alunos, na partilha de conhecimentos e nas estratégias de trabalho cooperativo. Defende-se, inclusive, que estas redes podem auxiliar programas de formação continuada de professores, possibilitando que estes vivenciem as vantagens das funcionalidades das RSI e assim tenham confiança para usá-las com seus alunos (Barcelos, Passerino e Behar, 2011).
Mostrar mais

17 Ler mais

PERCEPÇÃO DE PROFESSORES E ESTUDANTES DE CURSOS DE LICENCIATURA QUANTO AO ESTÍMULO À CRIATIVIDADE

PERCEPÇÃO DE PROFESSORES E ESTUDANTES DE CURSOS DE LICENCIATURA QUANTO AO ESTÍMULO À CRIATIVIDADE

A importância da formação de professores se torna evidente quando se reporta para a relevância da educação básica, onde atuarão, visando mais do que a reprodução de informação (CNE/CP, 2001). Com relação à educação infantil (creche e pré-escola), é fundamental, nos dias de hoje, práticas educacionais que favoreçam a construção da identidade, autonomia e conhecimento de mundo pela criança. No que diz respeito ao ensino fundamental e médio, deve-se estimular os alunos a valorizar o conhecimento, investigar, questionar e pesquisar; construir hipóteses, adquirir confiança na própria capacidade de pensar e encontrar soluções; aprender a confrontar e respeitar diferentes pontos de vista; discutir; exercitar o pensamento crítico e reflexivo, ler criticamente diferentes tipos de textos; utilizar diferentes recursos tecnológicos; criar; ser cooperativo e conviver com a diversidade. Assim, o CNE/CP (2001) alertam:
Mostrar mais

85 Ler mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INSTITUTO DE PSICOLOGIA Programa de Pós-graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INSTITUTO DE PSICOLOGIA Programa de Pós-graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde

No que se refere à atuação dos psicólogos que recebem as queixas escolares, seja na própria escola, ou em clínicas ou outros serviços de saúde, as práticas profissionais ainda se pautam enormemente na identificação dos alunos-problema por meio de testagem, que justificam laudos diagnósticos ou encaminhamentos a profissionais de saúde, geralmente médicos, que fechem algum dos diagnósticos citados (Cavalcante & Aquino, 2013; Gontijo, 2013; Pereira, 2011; Viégas, 2016). Ou seja, dentro da lógica medicalizante e patologizante da educação, os psicólogos têm sido convidados a atuar ainda na identificação dos alunos desviantes (aqueles que não aprendem ou não se comportam), utilizando técnicas de identificação e mensuração das habilidades cognitivas e de personalidade (principalmente a testagem psicológica), buscando, posteriormente estratégias de adaptação (encaminhamento para diagnósticos médicos, seguidos de terapêuticas psicopedagógicas – salas de recursos ou similares, turmas especiais, turmas reduzidas, etc.).
Mostrar mais

93 Ler mais

Programa novos talentos da Capes – uma análise descritiva de sua contribuição para o ensino de ciências no Brasil / Capes new talent program – a descriptive analysis of its contribution to science education in Brazil

Programa novos talentos da Capes – uma análise descritiva de sua contribuição para o ensino de ciências no Brasil / Capes new talent program – a descriptive analysis of its contribution to science education in Brazil

Nesse sentido o Programa Novos Talentos da Capes mostra ser possível a implementação de ações voltadas para a educação básica com grande potencial de transformação em curto prazo, conforme relatado por Mombach (2011), reafirmando a importância de programas dessa natureza, financiados pelo Governo Federal que podem ser tomados como modelos a serem seguidos para a melhoria do ensino de ciências em todo o país, na medida em que promovem a integração entre a pós-graduação, a graduação e a educação básica, criando dessa forma um ciclo contínuo de transmissão do conhecimento em uma via de mão dupla onde todos se beneficiam, em consonância com o que foi descrito por Coutinho (2012).
Mostrar mais

15 Ler mais

CECEMCA: centro de educação continuada em educação matemática, científica e ambiental

CECEMCA: centro de educação continuada em educação matemática, científica e ambiental

065 - CECEMCA - CENTRO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, CIENTÍFICA E AMBIENTAL - Maria Isabel C. de Freitas (Instituto de Geociências e Ciências Exatas, UNESP, Rio Claro), Eugênio Maria de França Ramos (Instituto de Biociências, UNESP, Rio Claro), João José Caluzi (Faculdade de Ciências, UNESP, Bauru) - cecemca@rc.unes.br

1 Ler mais

Centro de educação continuada em educação matemática científica e ambiental (CECEMCA): a formação de professores na parceria da Universidade Estadual Paulista com o Ministério da Educação

Centro de educação continuada em educação matemática científica e ambiental (CECEMCA): a formação de professores na parceria da Universidade Estadual Paulista com o Ministério da Educação

066 - CENTRO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA CIENTÍFICA E AMBIENTAL (CECEMCA) – A FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA PARCERIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA COM O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - Ana Carolina Galvão Marsiglia (Faculdade de Ciências, Unesp, Bauru), João José Caluzi (Faculdade de Ciências, Unesp, Bauru) - cecemca@fc.unesp.br

1 Ler mais

O PLANO DE  DA EDUCAÇÃO (PDE) COMO POLÍTICA PÚBLICA DE EFETIVAÇÃO DO DIREITO FUNDAMENTAL SOCIAL À EDUCAÇÃO  Rogerio Luiz Nery Da Silva, Daiane Garcia Masson

O PLANO DE DA EDUCAÇÃO (PDE) COMO POLÍTICA PÚBLICA DE EFETIVAÇÃO DO DIREITO FUNDAMENTAL SOCIAL À EDUCAÇÃO Rogerio Luiz Nery Da Silva, Daiane Garcia Masson

O presente artigo se dedica ao estudo em fase preliminar dos argumentos em favor da fundamentalidade da educação como direito fundamental social decorrente ou condição de possibilidade dos direitos de liberdade e de igualdade, vale dizer, como seu instrumento operativo e garantidor. Tal pretensão de dignidade se materializa no dever jurídico e moral de o Estado ofertar uma educação de qualidade, voltada à emancipação do ser humano. O objetivo principal é identificar o direito à educação como primordial e indispensável para o desenvolvimento e fruição da liberdade e da igualdade. Também de grande importância, o estudo preconiza uma abordagem teórica introdutória ao conceito das políticas públicas, com o fito de estabelecer um diálogo entre a atividade governamental provedora e a efetividade das garantias do direito fundamental social à educação a todas as pessoas. Ao final, destaca- se o estudo histórico-analítico da política pública denominada Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), adotada com o fim de proporcionar uma real melhoria nas condições de prestação de serviço educacional de qualidade no contexto da educação nacional.
Mostrar mais

26 Ler mais

Editorial

Editorial

No artigo Educação Ambiental em Parque Estadual: o projeto saneamento e cidadania da Companhia de Saneamento do Pará (COSANPA), de José Bittencourt da Silva expõe e analisa o Projeto de Educação Ambiental Saneamento e Cidadania desenvolvido dentro do Parque Estadual do Utinga (PEUt) pela Companhia de Saneamento do Pará (COSANPA) ressalta as características preservacionistas do projeto analisado, o qual ratifica a hegemonia do viés ideológico-conceitual próprio das análises conservadoras que dominam a EA no estado do Pará. O artigo: Para além da “comida-mercadoria”: reflexões a partir da educação ambiental crítico-transformadora de autoria de Andreisa Damo, Elisabeth Brandão Schmidt e Pablo Á. Meira-Cartea reflete sobre o caráter de mercadoria da comida, no modo de produção capitalista, que prevalece sobre a sua propriedade de manter a vida e gerar saúde implicando relações não sustentáveis do ponto de vista socioambiental. No artigo: as condições que permitiram a emergência dos discursos ambientalistas no Brasil, de Rubênia Pereira Magalhães, Luiz Artur dos Santos Cestari, propõe uma discussão sobre as condições que possibilitaram a emergência da educação ambiental no Brasil, a partir das reivindicações dos movimentos sociais.
Mostrar mais

6 Ler mais

Barreiras à promoção da criatividade no ensino fundamental.

Barreiras à promoção da criatividade no ensino fundamental.

Antes de sua aplicação na amostra do presente estudo, a checklist passou pelo escrutínio de estudantes de graduação e pós-graduação que participavam de um grupo de pesquisa coordenado pelas autoras do presente estudo e por uma pes- quisadora da área de criatividade no contexto educacional. Além disso, um estudo piloto foi conduzido com 16 profes- sores das quatro primeiras séries do ensino fundamental, no sentido de se garantir a clareza das instruções e identifi car possíveis mudanças na estrutura dos itens incluídos na che- cklist. Em seguida, foi realizado um contato inicial com a coordenação ou direção da escola para apresentação do proje- to. Obtida a autorização da escola, foram agendados horários com os professores que aceitaram participar do estudo. Foi assegurado a eles o caráter confi dencial das respostas forne- cidas. Eles foram informados ainda de que os dados seriam analisados coletivamente. O instrumento foi respondido de forma individual e coletiva (em reuniões de coordenação de professores), sempre na presença do pesquisador (bolsistas de Iniciação Científi ca e outros estudantes treinados que integravam o grupo de pesquisa).
Mostrar mais

7 Ler mais

Os desafios da institucionalização do ensino superior na modalidade a distância: a visão dos gestores de uma universidade federal.

Os desafios da institucionalização do ensino superior na modalidade a distância: a visão dos gestores de uma universidade federal.

O presente estudo apresenta as especificidades da EaD que se constituem em desafios para que essa modalidade de ensino se institucionalize nas Instituições de Ensino Superior. Realizou-se um levantamento dos gestores acadêmicos associados aos cursos de graduação em oferta na UFRN, traçando um perfil destes por meio da identificação dos cargos que exercem, unidades de lotação e tempo de serviço. O presente estudo assume uma natureza qualitativa, por meio de pesquisa participante, considerando tratar-se de amostra não probabilística intencional. Os resultados apontam que o processo de institucionalização ainda se encontra num estágio embrionário, embora se reconheçam os esforços dos gestores acadêmicos em compreender a importância da modalidade a distância no momento atual, com a inserção das tecnologias de informação e comunicação. Palavras-chave: Educação a Distância. Ensino Superior. Institucionalização.
Mostrar mais

29 Ler mais

Conselhos de Classe como espaço de educação continuada de professores

Conselhos de Classe como espaço de educação continuada de professores

Final de trimestre (ou bimestre). Período conhecido como “o de avaliação”, muito embora muitos discursos presente na fala de professores defendam a idéia de uma avaliação contínua o que, na maior parte das vezes, tem muito mais a ver com trabalhos e provas “aplicados” sema- nalmente que com uma ação que visa pensar a respeito do desenvolvimento do aluno em sua aprendizagem. Datas, notas, pareceres, provas, correções, bilhetes, avisos e mais avisos. Dia tal, entrega de avaliações para a coor- denação da escola, conselho de classe... O tempo desmancha-se perante professores que desejam fazer com que ele se multiplique. Tentativa inútil, parecendo, inclusive, que quanto mais se deseja tal multiplicação, mais ele, o tempo, fica pequenino.
Mostrar mais

13 Ler mais

Educação física escolar: desafios formativos vivenciados pelos pedagogos / School physical education: formative challenges experienced by pedagogues

Educação física escolar: desafios formativos vivenciados pelos pedagogos / School physical education: formative challenges experienced by pedagogues

As aulas de educação física têm sido um desafio desde abertura democrático no Brasil, pois entrou no cenário escolar proposições críticas pedagógicas que deslocaram este componente curricular da pura repetição do movimento, bem como a prática esportivista com busca ao rendimento técnico, para um contexto pedagógico da cultura coporal de movimento. Este relato, formação com parceria entre UNIVAG e CEFAPRO, tem como objetivo analisar a inserção das aulas de educação física dada por professores pedagogos a partir de discussões realizadas durante um momento de formação. A problematização da experiência formativa trazida aqui foi feita a partir de diálogos com os professores participantes, bem como de observações das atividades práticas em educação física. A formação aconteceu em Nossa Senhora do Livramento, com cerca de 100 professores pedagogos que lecionam em turmas da educação infantil e do anos iniciais do ensino fundamental. A formação foi estruturada em três momentos: discussão sobre a educação física escolar, atividades práticas e uma reflexão final sobre a articulação teórico prática. Durante a formação analisamos que os professores demostram conhecimento sobre jogos e brincadeiras, contudo desconhecem outras práticas corporais, tais como lutas, danças, esportes, ginásticas, dentre outras, como objetos de conhecimento/trabalho da educação física no cotidiano escolar. Consideramos que é necessária uma formação inicial que problematize tais práticas corporais, bem como processos formativos contínuos, para que estes professores possam trabalhar com educação física e os elementos da cultura corporal de movimento de forma crítica e reflexiva.
Mostrar mais

11 Ler mais

Show all 10000 documents...