Top PDF GEOMETRIA DO TÁXI: A TÁXI-ELIPSE

GEOMETRIA DO TÁXI: A TÁXI-ELIPSE

GEOMETRIA DO TÁXI: A TÁXI-ELIPSE

Serviço de Processamento Técnico da Universidade Federal do Piauí Biblioteca Setorial do CCN. C955g Cruz, Edivaldo Oliveira da[r]

72 Ler mais

O USO DA GEOMETRIA DO TÁXI NO ENSINO DA ANÁLISE COMBINATÓRIA

O USO DA GEOMETRIA DO TÁXI NO ENSINO DA ANÁLISE COMBINATÓRIA

Por isso utiliza-se cada vez mais os conceitos matemáticos em sua rotina. Assim, apresentar a Geometria do Táxi nas escolas tem a intenção de integrar a Matemática ao cotidiano do aluno. Além disso, confrontado com esta nova geometria, o aluno pode ser levado a perceber que existem outras geometrias além da Euclidiana, possibilitando que tenha despertada a sua curiosidade para novos ambientes matemáticos.

46 Ler mais

Construindo o círculo na Geometria do taxi: uma proposta de insubordinação criativa

Construindo o círculo na Geometria do taxi: uma proposta de insubordinação criativa

O trabalho se desenvolveu bem, apesar dos alunos terem disponíveis apenas papel com as tarefas a serem realizadas, lápis e borracha para desenvolvimento dos cálculos e restringiu-se ao espaço da sala de aula. A projeção utilizando o software de geometria dinâmica GeoGebra foi utilizado ao final da investigação proposta a fim de possibilitar uma visualização melhor da formação do círculo, sendo que essa atividade foi mais intuitiva sem fazer uso de muitas formalidades devido ao tempo da sessão didática. Ficando essa formalização e aprofundamento da geometria do táxi para outras ocasiões.
Mostrar mais

15 Ler mais

Pepetela e a elipse do herói

Pepetela e a elipse do herói

Desse modo, em Pepetela e a elipse do herói, os romances analisados tornam-se um aporte fascinante para perscrutar a experiência do herói pelo ângulo do imaginário e seu diálogo com a História. Robson, assim, nos apresenta um olhar inovador e ousado acerca dos heróis pepetelianos, reais ou imaginários, e sua relação com a história angolana em seus aspectos socioeconômicos, político-ideológicos e étnico-culturais. O livro reflete seu esforço no sentido de problematizar o processo histórico que serve de terreno para o esvaecimento da figura do herói, ao procurar captar as personagens produzidas e/ou (re)produzidas por Pepetela na dinâmica social por ele herdada ou vivida, as quais incorporam símbolos diversos e atuam na (re)elaboração dos modos de ver, de pensar, de sentir e de interpretar capazes de conferir sentido à realidade. 5
Mostrar mais

6 Ler mais

UMA ABORDAGEM DE CURVAS NO ENSINO MÉDIO

UMA ABORDAGEM DE CURVAS NO ENSINO MÉDIO

A obra de Apolˆonio influenciou e serviu de base para trabalhos de v´arios matem´aticos durante a hist´oria, e, grande parte da Matem´atica atual deve-se – consideravelmente – a esse te´orico. Essa influˆencia percorreu os estudos de Ptolomeu (127-151 d.C.), Astrˆonomo e Ge´ografo, que introduziu o sistema de latitude e longitude tal como ´e usado hoje em Cartogra- fia. As Cˆonicas de Apolˆonio tamb´em tiveram forte influˆencia nos estudos de Kleper (1571-1630 d.C.). O interesse de Kleper pelas Cˆonicas surgiu devido `as suas aplica¸c˜oes `a ´optica e `a cons- tru¸c˜ao de espelhos parab´olicos. Tem-se ainda que, a Matem´atica pura de Apolˆonio permitiu o desenvolvimento da Lei da Gravita¸c˜ao de Newton. Coube, por´em, a Pierre de Fermat (1601- 1665 d.C.), a descoberta das equa¸c˜oes mais simples da elipse, da par´abola e da hip´erbole.
Mostrar mais

84 Ler mais

APOSTILA DE ELIPSE SCADA

APOSTILA DE ELIPSE SCADA

Ao invés de criar um Objeto Texto com a Mensagem: Usuário, crie outro Objeto Display ( Display3) com as mesmas configurações do Display1, sendo que na aba Formato, coloque em Prefixo: [r]

69 Ler mais

INVERSÕES NA ELIPSE

INVERSÕES NA ELIPSE

geometria são muito difíceis. Por isso quando fizer faculdade vou escolher um curso que não tenha matemática.” Respondi com outra pergunta: “Puxa, acho que vai ser difícil você se ver livre dela (da matemática). Mas vamos lá. O que você pretende cursar?” Toda entusiasmada ela respondeu: “Moda”. Então, mais entusiasmado que ela eu respondi: “Se é o que pretende, deve se dedicar a tudo que te for proposto durante o curso, goste ou não (já sabendo o que ela encontraria). Depois que você começar o curso a gente pode voltar a conversar. Certo?”

167 Ler mais

Geometria dinâmica na sala de aula: o desenvolvimento do futuro professor de matemática diante da imprevisibilidade.

Geometria dinâmica na sala de aula: o desenvolvimento do futuro professor de matemática diante da imprevisibilidade.

Resumo: Este artigo é baseado em resultados de uma pesquisa cujo objetivo foi analisar como futuros professores de matemática, vinculados a um grupo de estudos, se apropriaram de um software de geometria dinâmica, de forma a inseri-lo em atividades de ensino. O grupo se reuniu para ler e discutir artigos científicos, explorar um software e elaborar uma oficina para alunos do Ensino Médio. Aqui são discutidas reflexões do grupo sobre os imprevistos que podem ocorrer quando o professor atua num ambiente de aprendizagem baseado em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). São apresen- tados episódios que ilustram como uma zona de risco pode se constituir numa zona de possibilidades para aprendizagem da docência. O grupo fornece estímulo e condições para se refletir e enfrentar os imprevistos decorrentes de um ambiente computacional, o que impulsiona o movimento para o desen- volvimento profissional.
Mostrar mais

14 Ler mais

Consciência ambiental: um estudo exploratório sobre sua influência na utilização do gás natural pelos motoristas de táxi do município de São Paulo

Consciência ambiental: um estudo exploratório sobre sua influência na utilização do gás natural pelos motoristas de táxi do município de São Paulo

Optou-se por realizar uma pesquisa de natureza exploratória porque essa investigação, dada sua “natureza de sondagem, não comporta hipóteses” (VERGARA, 2013). Embora existam diversos trabalhos que abordam os aspectos facilitadores ou inibidores relativos à conversão dos veículos para utilização do gás natural veicular, esses geralmente são frutos do posicionamento de engenheiros, técnicos ou economistas. São raros os estudos que apresentam a opinião dos motoristas e mais raros ainda, os estudos que analisam a consciência ambiental deles, não tendo sido encontrado no Brasil, nenhuma pesquisa anterior sobre a consciência ambiental dos motoristas de táxi. Dado o escasso cenário de pesquisas anteriores, a utilização de entrevistas foi considerada a melhor alternativa e o melhor tipo de pesquisa para validação dos construtos desse estudo, de forma a viabilizar a construção de bases mais sólidas capazes de possibilitar a execução da próxima fase desse trabalho, a pesquisa quantitativa descritiva.
Mostrar mais

203 Ler mais

Diretrizes para identificação e análise de fontes de resiliência e fragilidades: estudo de caso em duas empresas de táxi-aéreo.

Diretrizes para identificação e análise de fontes de resiliência e fragilidades: estudo de caso em duas empresas de táxi-aéreo.

O crescente interesse pela engenharia de resiliência (ER) como um paradigma para a gestão da segurança em sistemas sociotécnicos complexos tem demandado métodos para que sejam realizadas avaliações sob essa perspectiva. Nesse contexto, o presente artigo apresenta diretrizes para identificar e analisar fontes de resiliência (FR) e fontes de fragilidades (FF) com impacto na segurança das operações. Inicialmente deve ser realizada uma descrição do sistema sociotécnico, explicitando as práticas informais que garantem a manutenção da sua operação. Em seguida deve ser elaborado e aplicado um protocolo para avaliar o uso de quatro princípios da ER. Uma vez identificadas, as fontes devem ser analisadas segundo cinco categorias: FR ou FF oposta; risco da FF; eficácia da FR; origem interna ou externa; origem formal ou informal. Um estudo de caso em duas empresas de táxi-aéreo ilustra a aplicação das diretrizes, salientando suas limitações, benefícios teóricos e práticos.
Mostrar mais

16 Ler mais

Raio Vetor é um vetor que liga o foco da elipse a qualquer ponto

Raio Vetor é um vetor que liga o foco da elipse a qualquer ponto

segmento (chamemos esse ponto de P). Com um compasso, marca- se o comprimento FA. A partir do ponto F marca-se o arco FA no papel. Novamente com o compasso, marca-se o comprimento F´A no segmento, e em seguida traça-se o arco F´A no papel. O ponto de encontro entre os arcos traçados é um ponto da elipse. Fazendo vários pontos dessa maneira teremos um esboço da elipse:

10 Ler mais

Elipse e substituição em réplicas de simnão e Qu

Elipse e substituição em réplicas de simnão e Qu

Os casos da coluna (i) envolvem respostas excla- matórias e favorecem a informação nova e expressam con- cordância. É como se disséssemos ‘now that you mention it, I see you’re right’. Tais casos envolvem elipse, sendo o so usado no sentido não coesivo de ‘é verdade’.

4 Ler mais

Anteposição de constituintes verbais, cópias e elipse

Anteposição de constituintes verbais, cópias e elipse

À Anteposição de Constituintes Verbais Infinitivos, vimos que corres- pondem no português europeu duas construções distintas: Anteposição do Verbo Infinitivo isolado, inicialmente referida para o português brasileiro em Bastos (2001), e a construção de Anteposição de Verbo Infinitivo e Argu- mentos, assinalada em Matos (1992). Na primeira destas construções, o verbo infinitivo ocorre isolado no núcleo de TopP e a frase comentário exibe todos os constituintes lexicalmente realizados. Na segunda construção, o constituinte anteposto pode ser seguido de uma frase comentário que exibe Elipse do Sintagma Verbal, uma construção de elipse distinta de Topicaliza- ção de Sintagma Verbal.
Mostrar mais

21 Ler mais

A elipse como elemento promotor da interdependência semântica

A elipse como elemento promotor da interdependência semântica

Como mencionado anteriormente, a ANL concebe os conectores como entidades abstratas, as quais podem tanto ser concretizadas por meio de articuladores, ou estar implícitas na relação entre as entidades. A elipse, de acordo com a Linguística Textual, é um elemento coesivo. Isto é, ela faz a ligação entre entidades dentro de um texto. Neste trabalho, propõe-se a análise dos articuladores que sofreram elipse no texto, isto é, na entidade abstrata, mas cujo sentido está presente na relação entre as entidades linguísticas - enunciados – presentes no discurso, isto é, no uso da língua.
Mostrar mais

13 Ler mais

A figura da elipse no Grande Sertão: Veredas

A figura da elipse no Grande Sertão: Veredas

Simbolicamente, os meninos passam de um rio pequeno de águas claras, tranqüilas e sem segredos, a um rio imponente, cujas águas tumultuosas e escuras não deixam um bom presságio. Essa dicotomia presente na relação entre os dois rios também se encontra nos dois meninos. Se suas aspirações pareciam ser comuns, sua situação social e suas personalidades eram profundamente diferentes. Enquanto Riobaldo representa o lado frágil, por sua timidez e condição humilde, fazendo o papel do ponto escuro da elipse, Diadorim representa o globo luminoso, mostrando-se como seu duplo invertido: corajoso, bem vestido e de boas maneiras, traços que denunciam sua origem privilegiada.
Mostrar mais

11 Ler mais

Aula 8  Cônicas Actividade recente do site  Portal Virtual de Matemática IFPR Prof°. Giancarlo de França Aguiar Aula 8   Cônicas

Aula 8 Cônicas Actividade recente do site Portal Virtual de Matemática IFPR Prof°. Giancarlo de França Aguiar Aula 8 Cônicas

Quanto mais próximo de 0 (zero) for a excentricidade, a forma da elipse fica mais próxima da forma de uma circunferência.. Equação da Elipse com Centro na Origem.[r]

3 Ler mais

Culinária brasileira e portuguesa : itens lexicais em comparação

Culinária brasileira e portuguesa : itens lexicais em comparação

O DUP (Borba et alii, 2002) também mostra o sinal ± em [±compl: nome concreto não-animado], que quer dizer que o complemento pode ser expresso (+) ou omitido (-) em uma sentença. Assim, no contexto em R1, o afetado/efetuado [o bacalhau] é omitido. Nesse caso, essa casa vazia (Ø) demonstra a ocorrência de uma elipse transparente, pois pode ser subentendida e facilmente recuperada no contexto da receita. Na R3, recuperamos a entidade lexical elíptica [o bacalhau]. No contexto da Rec Por, há um terceiro argumento expresso pelo sintagma preposicional [com sal] [pimenta] e [noz-moscada] que é mantido e que tem a função semântica de matéria. Observamos também que [pimenta] e [noz-moscada] não trazem a preposição com, ocorrendo, assim, elipse. No contexto da Rec Bra, há também um terceiro argumento [a gosto] com função semântica de modificador.
Mostrar mais

137 Ler mais

Figura 3: elementos da elipse

Figura 3: elementos da elipse

“Antes de Apolônio os gregos tiravam as cônicas de três tipos de cones de revolução, conforme o ângulo do vértice da seção meridiana fosse menor que, igual a ou maior que um ângulo reto. Seccionando-se cada um desses tipos de cone com um plano perpendicular a uma geratriz resultam respectivamente uma elipse, uma parábola e uma hipérbole. Só se considerava um ramo da hipérbole. Apolônio, porém, no Livro I de seu tratado, obtinha todas as secções cônicas da maneira hoje familiar, ou seja, a partir de um cone circular duplo, reto ou obliquo “. (Eves, 2011, p. 199)
Mostrar mais

10 Ler mais

A influência do contexto político na elaboração de conflitos internos em Morangos Mofados.

A influência do contexto político na elaboração de conflitos internos em Morangos Mofados.

Ai-ai! alguém gritou da janela. Mas eles não ouviram, O táxi já tinha dobrado a esquina. Pelas tardes poeirentas daquele resto de janeiro, quando o sol parecia gema de um enorme ovo f[r]

12 Ler mais

Show all 6598 documents...