4 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

4.4 A coleta dos dados

A realização da coleta de dados foi precedida por um estudo exploratório em Brasília, no ano de 2013. O intuito foi melhor entender e situar a carreira do gestor público, identificar potencialidades e possíveis dificuldades para a pesquisa. Foi conduzida pesquisa documental na ENAP e realizadas seis entrevistas semiestruturadas com gestores públicos e uma com dirigente da ENAP. As instalações desta escola de governo foram visitadas, em parte, com acompanhamento desse dirigente e apresentadas a estrutura organizacional e a infraestrutura da escola de governo. Esse estudo exploratório foi um relevante direcionador da pesquisa, pois:

• Contribuiu para o levantamento de um conjunto de dados que favoreceram o entendimento sobre a carreira e a aprendizagem esperada para os gestores públicos.

• Favoreceu o acesso a documentos que registravam componentes histórico- contextuais.

• Permitiu o encontro de percepções que distanciavam o prescrito das experiências vividas pelos gestores públicos.

• Auxiliou nas reflexões para situar o problema da pesquisa, os objetivos e para adaptações nos roteiros de entrevista.

• Oportunizou o traçado de outras possibilidades para pesquisas e que estão indicadas nas recomendações finais da tese.

Acredita-se que diferentes tipos de questões podem requerer distintos procedimentos metodológicos, que permitem respondê-las de maneira adequada e com efetiva contribuição para se produzir o conhecimento (MINAYO, 2008). Uma questão também pode permitir o uso de múltiplas técnicas de coleta de dados e ocorre essa abertura com a abordagem qualitativa, contribuindo para aprofundar a compreensão da realidade em estudo (LINCOLN; DENZIN, 1994; FLICK, 2004; CRESWELL, 2007; DENZIN; LINCOLN, 2008). Bergman (2010) argumenta que o uso de técnicas variadas é adequado, pois permite produzir, a partir dessa utilização, subconjuntos complementares de resultados que enriquecem as conclusões globais da pesquisa. Como a abordagem qualitativa permite a investigação de materiais diversos, podem ser incorporadas produções utilizadas nas comunicações humanas, tais como imagens paradas ou em movimento, textos e sons, por meio dos quais as pessoas podem evidenciar como constroem e significam o mundo a sua volta, o que elas fazem ou o que lhes acontece (FLICK, 2004). Para o atendimento dos objetivos estabelecidos para a tese, foram utilizadas de maneira simultânea três técnicas: a) entrevista baseada em roteiro semiestruturado; b) diário de campo; c) e pesquisa documental.

As entrevistas, para Seidman (1991) e Patton (1990), devem encorajar os participantes a evidenciarem detalhes e significados. Como argumenta Poupart (2008), a entrevista é relevante para apreender a experiência dos outros, considerando suas perspectivas. Este autor acrescenta que ela representa uma oportunidade para uma pessoa descrever o que viveu, viu, pensa ou testemunhou. Em síntese, pode permitir: desenvolver descrições detalhadas sobre um evento ou seu desenvolvimento por meio de múltiplos entrevistados; descrever um processo, como ocorreu e como foi produzido e evidenciar significados para eventos (WEISS, 1994). O uso desta técnica está coerente com os objetivos específicos da pesquisa, permitindo indagações sobre o contexto, acerca da base teórica utilizada e detalhes das experiências vividas pelos gestores públicos. A entrevista seguiu a modalidade que utiliza roteiro semiestruturado (TRIVIÑOS, 2012) e foi realizada com todos os sujeitos da pesquisa.

Antes da realização das entrevistas, além da carta de apresentação enviada (APÊNDICE A), foi apresentado e explicado o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, com opção para a entrevista gravada (APÊNDICE D) ou para a entrevista não gravada (APÊNDICE E). Após os esclarecimentos, cada participante optou pela alternativa de sua preferência para o registro dos relatos. Uma entrevista não foi gravada, por solicitação do respondente, sendo feito o registro manual de todas as respostas e as demais foram gravadas em áudio, com posterior transcrição dos relatos.

As entrevistas ocorreram entre os meses de fevereiro a maio de 2014, tiveram duração média de 1 hora e 10 minutos, foram realizadas pela autora da tese e individualmente. A data, o horário e o local foram definidos pelos participantes, com a maioria realizada nas salas em que originalmente trabalhavam ou em locais anexos. Quatro sujeitos preferiram a realização em outros espaços, sendo que uma entrevista ocorreu na residência do pesquisado e outras três em restaurantes. Uma entrevista foi realizada na cidade de São Paulo e as demais foram conduzidas em Brasília.

Para os sete entrevistados que contribuíram com a abordagem de componentes histórico-contextuais – grupo EC – foi utilizado o roteiro que está no Apêndice B. Para os trinta e três gestores públicos – grupo EGP – foi construído um roteiro que está disponibilizado no Apêndice C e que possui uma seção na qual está exposta a Matriz Realidade Desejo, adaptada às finalidades da tese. Como argumentam Brito e Gomes (1997) a matriz pode ser utilizada para a obtenção de dados complementares de natureza qualitativa, via problematização da realidade vivenciada pelo entrevistado. Assim, a partir de suas experiências vividas, foi solicitado aos gestores públicos que registrassem a realidade problema e a realidade desejada por eles com referência à aprendizagem e a carreira.

O diário de campo foi procedimento complementar utilizado para a coleta de dados. Deve ser elaborado a partir de notas de natureza descritiva ou reflexiva, permitindo registros sobre as atividades da pesquisa (CRESWELL, 2007; TRIVIÑOS, 2012). Ao longo do tempo, foram elaboradas notas descritivas sobre o cenário físico em que as

entrevistas foram realizadas, as situações que envolveram os pesquisados durante as sessões, os e-mails trocados entre a autora e os sujeitos, além das informações obtidas por telefone ou pessoalmente para fins de agendamento das entrevistas ou para sanar dúvidas quanto a vocábulos utilizados. Foram elaboradas notas reflexivas durante e, sobretudo, após as entrevistas, com registros de considerações da autora da tese sobre a própria sessão realizada.

A pesquisa documental foi outra técnica utilizada para a abordagem histórico- contextual da carreira e da aprendizagem dos gestores públicos. Trata-se de relevante procedimento na abordagem qualitativa, com potencial para utilização em estudos em áreas como as Ciências Humanas e as Ciências Sociais. Permite desvelar novos aspectos sobre um tema ou problema, com o levantamento e consulta de documentos retrospectivos ou contemporâneos (LÜDKE; ANDRÉ, 2013). O documento é uma fonte rica para o pesquisador, pois representa pistas sobre as atividades humanas em épocas determinadas, em relação a contextos e para o melhor entendimento de processos relacionados aos indivíduos e grupos (CELLARD, 2012).

Foram obtidos textos escritos, impressos, na forma de documentos sob guarda de um depósito de arquivos na ENAP, o que Cellard (2012) denomina como arquivos governamentais. Mediante permissão, foram acessados textos arquivados na escola de governo que esboçavam as orientações educacionais do curso destinado à inserção na carreira, a história da ENAP e que contribuíram para a abordagem histórico-contextual da carreira e da aprendizagem dos gestores públicos. Seguindo a definição desse autor, também foram obtidos materiais publicamente distribuídos sobre a carreira do gestor público, processo de aprendizagem, a escola de governo e o curso a eles destinado. Na pesquisa documental, também foram recolhidos textos contendo imagens sobre a carreira, estas como gêneros textuais portadores de conteúdos a serem desvelados (PEN, 2012). Os textos oriundos da pesquisa documental foram organizados em ordem cronológica, o que permitiu a reunião dos dados sobre a carreira e a aprendizagem dos gestores públicos considerando a sua perspectiva histórica.

No documento Carreira e aprendizagem: um estudo com gestores públicos federais egressos da Escola Nacional de Administração Pública (páginas 78-82)