Análise descritiva Comunicação Interna

No documento Aprendizagem, comunicação, liderança e comprometimento organizacional : um estudo no Grupo Beta (páginas 91-94)

4.2 ANÁLISE DESCRITIVA

4.2.2 Análise descritiva Comunicação Interna

O segundo construto refere-se à Comunicação Interna, no qual, a média geral obtida foi de 4,06. As médias oscilaram entre 3,02 e 5,27 onde é possível perceber uma variação de 74,5% entre as médias. O bloco de comunicação interna foi dividido entre a Comunicação Formal, Comunicação Informal e as Ferramentas de Comunicação.

Referente à Comunicação Formal que o Grupo Beta direciona aos seus funcionários, as médias variaram entre 3,27 e 4,45, o que representa uma variação de 36,08% entre as médias do construto. A questão com maior média (CFOR5) refere-se às reuniões realizadas pelos gestores, onde são transmitidas as informações sobre os assuntos que possam afetar o ambiente de trabalho, com um desvio padrão de 2,011 e uma média de 4,45. A menor média do bloco foi atribuída à variável CFOR2, referente à realização de pesquisas de marketing interno/satisfação interna), que apresentou uma média de 3,27 e um desvio padrão de 1,844, o que mostra uma falta de uniformidade nas respostas dos entrevistados quanto à este quesito. Neste bloco, três questões apresentaram médias bastante próximas (entre 3,27 e 3,64), e as outras duas questões ficaram com média acima de 4 (4,13 e 4,45). Por meio das médias, que se encontram entre a linha que define uma resposta “não concordo nem discordo” e o nível de discordância, percebe- se que a comunicação formal da empresa para com os funcionários possui pontos a serem trabalhados, dado o descontentamento dos mesmos com relação ao quesito.

O segundo bloco da Comunicação Interna media a Comunicação Informal, que buscava verificar a comunicação que ocorre de maneira informal dentro da organização, no sentido de que a comunicação no Grupo Beta se dê a partir de práticas informais, as quais englobam a comunicação verbal, reuniões e o reconhecimento simbólico dos funcionários. Neste bloco, a menor média foi a da variável CINF8 (Média 3,19), que trata sobre a existência de pesquisas periódicas onde os funcionários são questionados acerca de suas necessidades e desejos. Esta questão teve uma variação de 58% em relação à maior média, que foi referente à questão CINF7 (Média 5,04), que busca medir se é por meio do superior imediato que as informações da alta direção são levadas aos funcionários e vice-versa. Ainda que considerada a maior média, o grau de concordância dos respondentes quanto à comunicação informal é baixo, visto que não chega a 68%, e esse percentual cai para 36,5% quando considerada a menor média. Das 8 questões que compõem o bloco, cinco delas possuem média inferior à 4, somente 2 possuem média entre 4 e 5 e apenas 1 possui média superior à 5. A comunicação informal requer menos artefatos para sua ocorrência e, deste modo, caberia ao Grupo Beta que ambientes e momentos que favoreçam a ocorrência da comunicação informal.

O terceiro bloco de questões diz respeito às ferramentas de comunicação interna, onde os funcionários foram solicitados a responder 12 questões. As médias tiveram uma variação de 74,50%, sendo que a variável FCOM4 obteve uma média de 3,02. Esta variável foi incluída propositalmente na escala, visto que o Grupo Beta não utiliza a ferramenta intranet. Esperava- se que os funcionários assinalassem a opção 1 (discordo totalmente), contudo, dos 693 funcionários que responderam esta questão, apensas 274 assinalaram a opção 1, 108 assinalaram a opção 4, que equivale a “não concordo nem discordo”, afirmando o não conhecimento da ferramenta e de sua existência no Grupo, e 186 funcionários assinalaram as opções 5, 6 e 7, indicando concordância.

A maior média foi atribuída à questão FCOM5 (Média 5,27), que questiona o e-mail como uma ferramenta de formalização das informações da empresa, contudo, as respostas variaram 36,2% nesta questão. Isso pode se dever ao fato de que a ferramenta de e-mail não é tão utilizada na produção, por exemplo.

As médias das Ferramentas de Comunicação concentraram-se na casa do 4, sendo que das 12 questões, a média de 5 delas ficou entre 4 e 5 (4,25 e 4,78), 4 questões tiveram média entre 5,05 e 5,27 e 3 médias ficaram abaixo de 4 (entre 3,02 e 3,99). Deste modo, o que se pode perceber é que a comunicação do Grupo Beta carece de ferramentas que abranjam todos os níveis hierárquicos e de socialização acerca das ferramentas já existentes, visto que não há clareza por parte de alguns funcionários neste aspecto.

Tabela 10 – Análise descritiva de Comunicação Interna

(continua)

Variável Média s Média s

C omuni ca çã o F orma l

CFOR1 Reuniões regulares 4,13 2,031 4,126

3,82 2,010 4,048 CFOR2

Realização de pesquisas de Marketing Interno/ Satisfação Interna.

3,27 1,844 3,401

CFOR3

Gestores se reúnem com os

funcionários para conhecer as suas expectativas em relação aos empregos.

3,64 2,111 4,457

CFOR4

Gestores interagem diretamente com os seus funcionários para saber como mantê-los satisfeitos em relação ao seu trabalho.

3,61 2,052 4,211

CFOR5

Gestores se reúnem com os funcionários para transmitir informações sobre assuntos que afetam o seu ambiente de trabalho.

Média s Média s Comuni ca çã o Info rm al

CINF1 Os gestores procuram compreender o que os

colaboradores querem da organização. 3,98 1,776 3,155

3,93 1,938 3,764 CINF2

Gestores procuram saber se existe um problema que provoca alteração de comportamento do funcionário.

4,36 2,009 4,037

CINF3 Gestores tentam saber o que as pessoas

realmente sentem sobre as suas funções. 3,75 1,959 3,837 CINF4 Gestores falam com os colaboradores p/

conhecer melhor o seu trabalho. 4,09 1,956 3,825 CINF5 A empresa esforça-se para conseguir

modificar as condições de trabalho. 3,73 1,973 3,893

CINF6

O bom desempenho é reconhecido de forma simbólica, com elogios, divulgação interna e prêmios não financeiros.

3,30 2,050 4,201

CINF7

O superior imediato é quem leva as in- formações da alta direção aos funcionários vice-versa.

5,04 1,815 3,293

CINF8 Pesquisas periódicas para identificar as

necessidades e os desejos dos funcionários. 3,19 1,967 3,870

F erra m ent as de Co m uni ca çã o

FCOM1 Nos murais, a informação é clara e precisa. 5,24 1,649 2,718

4,43 1,854 3,451 FCOM2 Os eventos são divulgados previamente,

junto aos objetivos de estar os realizando. 5,08 1,834 3,362

FCOM3

O informativo interno mantem os funci- onários atualizados sobre o que acontece na empresa.

4,48 1,921 3,688

FCOM4 A empresa utiliza intranet para se comunicar

com os funcionários. 3,02 2,035 4,143

FCOM5

O e-mail representa uma ferramenta que facilita a formalização das informações entre os setores da empresa.

5,27 1,908 3,641

FCOM6 As reuniões com gestores e líderes auxiliam

no alinhamento das decisões estratégicas. 5,05 1,703 2,899

FCOM7

As informações que circulam na mídia (internet, rádio, tv) sobre a empresa são primeiro comunicadas internamente.

3,12 1,938 3,755

FCOM8 A comunicação da empresa com os fun-

cionários é clara. 4,57 1,898 3,604

FCOM9 A comunicação da empresa com os fun-

cionários é consistente. 4,27 1,874 3,510 FCOM10 A comunicação da empresa com os fun-

cionários é realizada de forma continuada. 4,25 1,831 3,352 FCOM11 A comunicação da empresa com os fun-

cionários é curta. 4,78 1,653 2,733

FCOM12 A comunicação da empresa com os fun-

cionários é completa. 3,99 2,000 4,000

Resultados do construto 4,06 1,934 3,754

Nota: s= Desvio Padrão; s²=Variância. Fonte: Elaborado pela autora (2017).

A seguir serão apresentados os resultados do construto liderança.

No documento Aprendizagem, comunicação, liderança e comprometimento organizacional : um estudo no Grupo Beta (páginas 91-94)