• Nenhum resultado encontrado

PROGRAMAÇÃO O TEATRÃO-OMT

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "PROGRAMAÇÃO O TEATRÃO-OMT"

Copied!
10
0
0

Texto

(1)

ESPAÇO PARA UMA CANÇÃO As noites desmedidas de novembro abertas sobre a queixa rígida das árvores inauguram o outono sobre a terra Adeus ó meu verão impiedoso ó limpidez da água sobre as pedras ó inúmeros galos da manhã ó tempestade agreste de alegria É o país da música é a fome da noite impossível estar só razoável rapaz meu príncipe da própria juventude

Nos cabelos de vento do mar morto do destino fundo antigo de água conchas e areias no centro solitário deste solo

ante a solenidade sensual do sono eu olho os paralelepípedos do nada não me detenho nos umbrais das trevas caminho numa mesma direcção Onde o cheiro da esteva sobre a vila o trigo para o campo do olhar as estrelas abertas pelo céu?

Ponho os pés sobre as folhas no asfalto espero por dezembro mês para morrer evoco a luz discreta das doenças de outrora Aqui os cisnes são da cor da cinza

e o vento devasta o país dos pauis quando perto do chão a última cigarra anuncia a definitiva solidão

Que é momentos puros de outra vida da luminosa luz como ferro em fusão do silêncio como a nossa melhor obra? Eu te saúdo outono punitivo

sinal desse silêncio que me não permite desistir de cantar enquanto vivo

Que o vento a névoa a folha e sobretudo o chão caibam dentro do espaço da minha canção Ruy Belo

Transporte no Tempo

(2)

REMENDOS

E CÔDEAS

(MÚSICA)

Ciclo REPICAR GIACOMETTI

Tabacaria | 3 de novembro

Quinta | 22h | 5 €

Remendos, côdeas e algo mais… A música de intervenção de Fausto, Zeca Afonso, José Mário Branco e Sérgio Godinho revisitada por Hugo Natal da Luz (Diabo a Sete), Alexandre Barros (ex-Quarto Minguante), Paulo Yoshida (GEFAC) e Filipe Balão (GEFAC). Voz, viola, baixo, percussão e acordeão são os ingredientes básicos para a confeção deste espetáculo musical, em que se servem alguns dos temas mais amados do cancioneiro contemporâneo português.

Filipe Balão – voz

Alexandre de Barros – viola Paulo Yoshida – baixo

Hugo Natal da Luz – percussão Sofia Gameiro – Acordeão

(3)

CONSTRUÇÃO

DE INSTRUMENTOS

MUSICAIS TRADICIONAIS

(OFICINA)

Ciclo REPICAR GIACOMETTI

Sala de Ensaios | 12 de novembro

Sábado | das 15h às 17h

Maiores de 5 anos | 10 €

Máximo de participantes: 15 Inscrições até 9 de novembro

Seguindo a ideia de repicar Giacometti, ou seja, no trilho do corso que recolheu cantares e falares da vida dos portugueses, Ricardo Lopes lança aos mais novos o desafio de inventarem sons a partir de objetos desperdiçados de todos os dias.

Nos dias de hoje, vários sons nos acompanham ao longo do dia, desde o acordar até ao deitar. Durante todo este tempo também são produzidas dezenas de toneladas de lixo. As brincadeiras já não são como no tempo dos nossos pais, os brinquedos parecem recicláveis, avariam, e logo há um novo para o substituir. Antigamente, as crianças criavam os próprios brinquedos, muitos deles “instrumentos musicais”, sobretudo nas zonas rurais, utilizando a matéria-prima que cada estação do ano lhes oferecia. Relembrando essas épocas, nesta oficina usamos a matéria-prima de cada estação e parte dos lixos recicláveis para construir instrumentos musicais. O planeta agradece e os ouvidos também...

(4)

LEITURAS

ATRAVESSADAS

(CICLO DE LEITURAS)

Terror e Miséria no Primeiro Franquismo de Sanchis Sinisterra

15 de novembro | 22h | Tabacaria

Entrada Livre

Leituras Atravessadas é uma oportunidade para viajar pela dramaturgia universal: um espaço de tertúlia aberto ao público e aos amantes do teatro, para conhecer textos que são sempre bons pontos de partida para discutir o mundo. A partir da leitura de uma obra dramática, discutimos questões estruturais, como a construção de referências, o diálogo com o imaginário, a fronteira entre realidade e ficção, e a potência criativa do conflito entre a tradição e a inovação.

‘Terror y miseria en el primer franquismo’ retrata o período histórico que começa em 1939, com o triunfo do golpe militar encabeçado pelo general Franco, e termina em 1953, ano em que os Estados Unidos e Espanha assinaram um acordo económico que permitiu a instalação de bases militares norte-americanas em território espanhol. Em nove peças curtas, Sinisterra conta a vida quotidiana dos que sobreviveram à guerra civil espanhola.

(5)

REI DUAS

VEZES

(TEATRO)

Texto de Jorge Louraço Figueira Direção de Isabel Craveiro

Sala Grande | 24 de novembro

a 23 de dezembro

Segunda a Quinta: 10h30 e 14h30

(por marcação)

Sexta: 14h30

(por marcação)

e 21h30

Sábado: 21h30 | Maiores de 6

Um grupo de jovens de Soure, participantes na feira medieval de Coimbra, almoça no local mais fresco que encontram, a Igreja de Sta. Cruz. Medievos no traje mas não na comida, pois o McDonald’s ainda não chegou a Soure e vir a Coimbra significa fazer aí uma paragem obrigatória: Tiago, Pedro e João vão testemunhar um acontecimento excepcional. Por entre hambúrgueres e refrigerantes, D. Afonso Henriques acorda, 900 anos depois, ferido, debilitado e fraco. O sacristão de Santa Cruz, o Sr. Teles, nem quer acreditar que a figura que ele todos os anos encarna na feira medieval, e cuja história apregoa, voltou. Como reagirá o país a este acontecimento? Aos rapazes juntam-se as colegas Inês, Mafalda e Teresa, que ajudam o rei no reconhecimento de Portugal. As coisas mudaram muito. D. Afonso quer ir em peregrinação à Terra Santa, onde espera morrer de vez. Só que o país precisa de um rumo e D. Afonso, junto dos seus novos amigos, poderá ter uma palavra a dizer.

(6)

Preços

Bilhete normal: 10 €

Família (pais e filhos): 10 € Estudantes e maiores de 65: 5 € Grupo (dez ou mais pessoas): 4 €

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA

Texto: Jorge Louraço Figueira Direção: Isabel Craveiro Assistência de Direção: João Santos (projeto pedagógico d’O Teatrão) Desenho de Luz: Jonathan Azevedo Cenografia e Figurinos: Helena Guerreiro

Direção Musical: Rodrigo Santos Apoio Coreográfico da Esgrima: Paulo Cruz Adereços e Construção/Montagem Cenário: José Baltazar e elenco, em parceria com CEARTE (Sr. João Campos)

Fotografia: Cátia Monteiro e Cindy Manta Grafismo: Sofia Frazão Costureiras: Fernanda Tomás e

Isabel Félix

Elenco: Inês Mourão, João Castro Gomes, João Santos, Luís Eiras, Nuno Carvalho, Pedro Lamas; Ana

Carolina, Beatriz Batista, Cátia Félix, Daniela Tavares, Dinis Ludgero, Diogo Geraldes, Fernando Alves, Jaime Simões, Óscar Martins, Ricardo Figueiredo, Susana Gaudêncio e Valentina Carvalho (alunos do Colégio São Teotónio) Direção de Produção: Cátia Oliveira Produção Executiva: Inês Mourão,

Luís Eiras, Margarida Sousa e Nuno Carvalho Direção Técnica: João Castro Gomes

Equipa Técnica: Alexandre Mestre, João Castro Gomes, Jonathan Azevedo e Rui Capitão

Produção: O TEATRÃO 2011 Agradecimentos: Academia de Esgrima do Círculo Cultural Scalabitano,

(7)

LADO B

(MÚSICA)

Tabacaria | 30 de novembro

Quarta | 22h | 5 €

Um projeto de Luís Figueiredo para explorar outras opções tímbricas, nomeadamente o Rhodes e o trompete. Neste concerto, o pianista faz-se acompanhar por João Moreira e Alexandre Frazão, duas figuras incontornáveis do jazz em Portugal, e António Quintino, um talento da nova geração de músicos portugueses.

Luís Figueiredo – Rhodes João Moreira – trompete António Quintino – contrabaixo Alexandre Frazão – bateria

(8)

ATELIERS

DE EXPRESSÃO

DRAMÁTICA

Centro Comercial Dolce Vita

13 de novembro | Domingo | 17h

Maiores de 6 | Entrada Livre

Fórum Miúdos FNAC

27 de novembro | Domingo | 11h30

Maiores de 6 | Entrada Livre

Os participantes destes ateliers experimentam um conjunto de atividades lúdicas que propiciam o jogo dramático, estimulando a imaginação, a expressão e a relação com o outro. A partir da exploração dos indutores da Expressão Dramática (som, objecto, imagem, espaço, texto) os participantes criarão personagens e ficções onde estas se relacionam.

(9)

SINGLE

SINGERS

BAR

(MÚSICA/TEATRO)

Novo Ciclo Teatro ACERT (Tondela)

30 de novembro | Quarta | Maiores de 12

Nascido da linha de pesquisa sobre teatro musical que O Teatrão vem traçando desde o espetáculo Cabaré da Santa, Single Singers Bar resultou num espetáculo de café-teatro que, pela proximidade e intimidade que tem com o público, ora o diverte, ora o emociona, ora o seduz. Recriando um cabaré dos anos trinta habitado por personagens solitárias que cantam para espantar os seus males, os atores d’ O Teatrão jogam com a teatralidade do repertório musical de espetáculos como Chicago e Cabaret, numa homenagem a grandes compositores como Cole Porter, os irmãos Gershwin, ou à dupla Kander & Ebb (a parceria mais duradoura da Broadway, que escreveu, entre outros temas, New York, New York).

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA

Encenação: Dagoberto Feliz Elenco: Inês Mourão, Isabel Craveiro, João Castro Gomes, Jorge

Marinheiro (Pianista), Margarida Sousa e Nuno Carvalho Figurinos e Adereços: O Teatrão

Desenho de Luz: Alexandre Mestre Montagem e Operação de luz: Alexandre Mestre, João Castro

Gomes, Jonathan Azevedo, Rui Capitão Cabeleireiro: Carlos Gago (Ilídio Design) Fotografia: Paulo Abrantes Grafismo: Sofia Frazão Costureira: Fernanda Tomás

Direção de Produção: Inês Mourão Produção Executiva: Isabel Craveiro, Margarida Sousa

e Nuno Carvalho Direção Técnica: João Castro Gomes Produção: O Teatrão 2010

(10)

O TEATRÃO

BILHETEIRA - OMT

de Segunda a sexta das 09h30 às 13h e das 14h30 às 19h

Uma hora antes do espetáculo Bilhetes também à venda na FNAC

INFORMAÇÕES E RESERVAS

O Teatrão

Oficina Municipal do Teatro Rua Pedro Nunes, Qta da Nora 3030-199 Coimbra

239714013 I 914617383 I geral@oteatrao.com www.oteatrao.com I oteatrao.blogspot.com

Referências

Documentos relacionados

Os caçadores tinham estendido uma grossa corda ligada a uma rede, no caminho por onde o leão costumava passar, de maneira que, quando o leão tropeçou na corda, a rede caiu-- lhe em

Quero ir com o avô Markus buscar a Boneca-Mais-Linda-do-Mundo, quero andar de trenó, comer maçãs assadas e pão escuro com geleia (17) de framboesa (18).... – Porque é tão

Apresentar no número 30 da Revista um importante conjunto de artigos sobre AIDS – através do dossiê “HIV/AIDS: sexualidades, subjetividades e políticas” – tem

Por esta razão, o presente trabalho expõe as perspectivas provenientes do Direito Penal do fato e da Teoria do Direito Penal Mínimo para propiciar a análise crítica dos

Pedir e dar informações sobre identificação pessoal; formular perguntas e respostas sobre assuntos que lhe são familiares; interagir de forma simples; participar numa conversa

O emprego de um estimador robusto em variável que apresente valores discrepantes produz resultados adequados à avaliação e medição da variabilidade espacial de atributos de uma

Se necessário, corrija as imperfeições com Massa Wandepoxy Catalisável, lixe e aplique outra demão de Wandepoxy Fundo Branco?. Você sabe o que é VOC e por

Taxa de dose medida pelo dosímetro comercial em função da corrente no tubo de raio – X, para vários potenciais do tubo e distâncias em relação a este. Foi realizado o mapeamento